Você está na página 1de 42

OS CASOS DO POLONÊS...

E seus correspondentes em português


O CONCEITO
(A NOÇÃO)

CASO GRAMATICAL

A FLEXÃO O VALOR
(AS FORMAS) (OS USOS)
Instrumental Nominativo VERBO Dativo Acusativo Genitivo Locativo

adj.-subst. adj.-subst. adj.-subst. adj.-subst. adj.-subst. prep.+ adj.-subst.

Mocnymi słowami, polski żołnierz opowiedział swojej żonie trudną sytuację krwawej wojny w dalekiej Syrii.

Adjunto adverbial de Sujeito Complementos do verbo


instrumento ou
modo
Adjuntos

Objeto indireto Objeto direto Adjunto Adjunto


adnominal adverbial de
restritivo lugar

Com fortes palavras, o soldado polonês contou para sua a difícil situação da sangrenta na distante Síria.
esposa guerra
Com fortes palavras, o soldado polonês contou para sua esposa a difícil situação
da sangrenta guerra na distante Síria.
• Sujeito  é o que “realiza ou vive” o processo expresso pelo verbo: (Quem foi que contou?) o
soldado polonês
• Objeto direto  o que completa o sentido do processo expresso pelo verbo diretamente: (O
soldado polonês contou o quê?) a difícil situação
• Objeto indireto  o que completa o sentido do processo expresso pelo verbo indiretamente,
ou seja, vem antecedido de preposição: (Contou para quem?) para sua esposa
• Complemento circunstancial  o que não é exigido para que o processo expresso pelo verbo
tenha lugar. Responde a outra perguntas (como, onde, quando, por quê?) Pode ser:
um adjunto adverbial de modo: com fortes palavras, ... de lugar: na distante Síria. Poderia
haver outros adjuntos adverbiais conforme as circunstâncias fossem diferentes: adjunto
adverbial de tempo: Por duas horas... Antes de dar seu último suspiro... etc.
um adjunto adnominal restritivo: restringe algum termo da oração: a difícil situação da
sangrenta guerra. Não é a difícil situação da Brasil atual, mas a da sangrenta guerra. Poderia
haver outros adjuntos adnominais restritivos dependendo das circunstâncias (o soldado
polonês do exército das forças armadas das Nações Unidas etc.
um vocativo: Boże! Matko Boska!
DALEKA
SYRIA
KRWAWA
WOJNA
L TRUDNA
É
X SYTUACJA
I SWOJA
C ŻONA
O
OPOWIEDZIEĆ
POLSKI
ŻOŁNIERZ
MOCNE
SŁOWA
Narzędnik Mianownik Czasownik Celownik Biernik Dopełniacz Miejscownik
Mocnymi polski opowiedział swojej trudną krwawej w dalekiej
słowami, żołnierz żonie sytuację wojny Syrii
SINTAXE
DISTANTE
SÍRIA
SANGRENTA
GUERRA
L DIFÍCIL
É
X SITUAÇÃO
I SUA
C ESPOSA
O
CONTOU
SOLDADO
POLONÊS
FORTES
PALAVRAS
Adj. Adv. Sujeito Verbo Obj. Ind. Obj. Dir. Adj. Adn. Restr. Adj. Adv.
Com fortes O soldado contou para sua a difícil da sangrenta na distante
palavras, polonês esposa situação guerra Síria
SINTAXE
Tudo começa no verbo
Os verbos podem ser:
• De predição completa, não transitam pela frase: intransitivos
Jonathan dormiu.
*João dormiu o quê? É uma pergunta não faz sentido, o verbo não é transitivo, ele se basta, não exige complemento.
• De predição incompleta, transitam diretamente pela frase: transitivos diretos
Maria da Luz anota os exemplos.
Maria anota o quê? A pergunta é necessária. O verbo sozinho não é suficiente para dar sentido à oração. Ele precisa transitar
por ela e, por meio do complemento de objeto direto (os exemplos), completar seu sentido.
• De predição incompleta, transitam indiretamente pela frase: transitivos indiretos
A gentileza do médico agradou ao paciente.
A gentileza do médico agradou a quem? A pergunta também é necessária, como no caso anterior, a diferença aqui é a
presença de uma preposição (a), daí a ideia de transitivo indireto, isto é, o trânsito do verbo até o complemento não é direto, é
indireto porque passa antes por uma preposição.
• De predição incompleta, transitam direta e indiretamente pela oração: bi-transitivos:
Adam Smith apresenta Adam Nowak para Adam Grochmal
Aqui as duas perguntas são necessárias: Adam Smith apresenta quem? Apresenta para quem? O verbo é transitivo direto e
também indireto. Para que a oração tenha um sentido completo, o verbo transita primeiro até um complemento de objeto
direto (Adam Nowak) e, em seguida, até um complemento de objeto indireto antecedido da preposição ‘para’ (para Adam
Grochmal).
OS TERMOS DA ORAÇÃO
TERMOS ESSENCIAIS (são exigidos pelos verbos)
O SUJEITO MIANOWNIK (nominativo)
(o sujeito da frase, aquele que realiza ou vive o processo expresso pelo verbo)

O OBJETO DIRETO BIERNIK (acusativo)


(complemento do verbo transitivo direto)

O OBJETO INDIRETO CELOWNIK (dativo)


(complemento do verbo transitivo indireto, em português vem antecedido de uma preposição)

O PREDICATIVO DO SUJEITO MIANOWNIK (nominativo) ou


(complemento de verbos de ligação como SER e TORNAR-SE)
NARZĘDNIK (instrumental)
COMPLEMENTOS CIRCUNSTANCIAIS (não são exigidos pelos verbos)
O ADJUNTO ADNOMINAL RESTRITIVO DOPEŁNIACZ (genitivo)
(restringe um substantivo: anel X anel da Sara)

O ADJUNTO ADERBIAL NARZĘDNIK (instrumental)


(acrescenta circunstâncias de modo, de tempo, de lugar, de instrumento, de companhia etc)
MIEJSCOWNIK (locativo)
O VOCATIVO WOŁACZ (vocativo)
(tem um valor expressivo, serve para indicar quem chamamos, invocamos)
Retomando algumas ideias gerais

A GRAMÁTICA A gramática (em minúsculas) é uma reflexão


é “um objeto do mundo”. sobre “um objeto do mundo”. É uma espécie
de “mapa” criado para ajudar as pessoas a se
A GRAMÁTICA (em maiúsculas) é por assim orientar no universo de uma dada língua.
dizer o conjunto das regras que todos os
falantes de uma dada língua conhecem e As gramáticas são diferentes modos de
empregam ao falar essa língua, mesmo que organizar certas regras de um idioma.
esses falantes não saibam explicar por que Provenientes de uma reflexão analítica sobre
falam do jeito que falam nem tampouco como o funcionamento de uma língua, as
aprenderam essas regras. gramáticas são o produto de um olhar, de
uma reflexão, podendo, portanto, ser
contestadas, ampliadas ou revistas a
qualquer momento.
Indicam as funções sintáticas:
(suj., obj. dir., obj. ind., adjuntos)

CASOS GRAMATICAIS

São exigidos por São exigido por


verbos preposições
Línguas diferentes, regências diferentes

gostar de algo/alguém lubić kogoś, coś (biernik)


cuidar de algo/alguém pilnować kogoś, czegoś (dopełniacz)
opiekować się kimś, czymś (narzędnik)
interessar-se por algo/alguém interesować się kimś, czymś (narzędnik)
confiar em algo/alguém ufać komuś, czemuś (celownik)
concordar com algo/alguém zgadzać się z kimś, czymś (narzędnik)
?assistir algo/alguém pomagać komuś/czemuś
?assistir a algo/alguém oglądać kogoś, coś
Como saber qual a regência de um verbo em polonês? Consultando um
bom dicionário
ufać książk.
a) «mieć przekonanie, że ktoś nie oszuka,
nie zrobi niczego złego, wierzyć komuś,
polegać na kimś, być kogoś pewnym»
○ Ufać komuś bezgranicznie, ślepo.
○ Ufać przyjacielowi.
b) «być przekonanym, że czyjeś słowa,
informacje itp. są prawdziwe, wierzyć
komuś lub czemuś»:
Nie ufała radom starych ciotek.
○ Ufać telewizji, reklamie, informacjom.
ndk · I, ufam, ufasz, ufają, ufaj, ufał; rzecz. ufanie n I.
Como saber qual a regência de um verbo em polonês?
Gramática Contrastiva Polonês/Português – UFPR
Kto komu co zrobił?

1) 2) 3) 4)

5) 6) 7)

8) 9) 10)
Kto komu co zrobił?
Kto komu co zrobił?
Kto komu co zrobił?
Kto komu co zrobił?
Kto komu co zrobił?
O TERMO QUE CAI NA POSIÇÃO DE
SUJEITO DA ORAÇÃO

CASO NOMINATIVO

QUAIS SÃO AS INDICA QUEM OU O QUE REALIZA


TERMINAÇÕES DO OU VIVE O PROCESSO EXPRESSO
NOMINATIVO? PELO VERBO
NOMINATIVO:
O caso do sujeito da oração
Quando um substantivo e modificadores do substantivo
(adjetivos, pronomes) que o acompanham ocupam a posição
de sujeito da oração, em polonês essas palavras recebem
terminações específicas; dizendo de outro modo, elas
declinam (“caem”) no nominativo.
As terminações do nominativo singular (adjetivos, substantivos)
Masculino Feminino Neutro
Terminações
Pessoal Animado Não-animado
Típicas dobry brzydki duży ładna małe
Bóg osioł teatr matka dziecko
dobry brzydki duży ładna małe
syn pies film małpa okno
dobry brzydki duży ładna małe
ojciec kot budynek chmura serce
dobry brzydki duży ładna małe
brat ptak nos rzeka zwierzę
Raras dobry --- --- ładna małe
dentysta pani muzeum
--- --- --- ładna
miłość
Terminações Masculino Feminino Neutro
do
nominativo Animado Não-animado Pessoal
singular
adjetivos substantivos adj. subst. adj. subst.

o
Típicas y, -i consoante a a e e
ę

Raras y, -i a a i e um

--- ↑ a cons.
brandas
Masculino pessoal
E o nominativo plural?
Quais são suas terminações?
Como vimos, para analisarmos as terminações do nominativo plural em
polonês precisamos considerar as classes gramaticais (substantivo,
adjetivo, pronome) porque substantivos recebem certas terminações e
adjetivos, pronomes, outras. Além disso, precisamos também levar em
conta o gênero gramatical (masculino, feminino, neutro), pois as
terminações variam conforme o gênero. Ora, as regras para formação do
nominativo plural seguem o mesmo esquema. Vamos refletir um pouco
sobre isso com base em alguns exemplos.
1 – Coloque as palavras abaixo no plural, conforme o modelo:
a. Jedna torba – dwie torby
ą. Stary zegarek – stare zegarki
b. Ładna szafa – ładne szafy
c. Smaczny orzech – smaczne orzechy
ć. Duży paw – duże pawie
d. Interesująca książka – interesujące książki
e. Dobry mąż – dobrzy mężowie
ź. Zbuntowana żona – zbuntowane żony
f Złamana noga – złamane nogi
g. To zwierzę – te zwierzęta
h. Zdrowe serce – zdrowe serca
i. Nowy rower – nowe rowery
j. Mały parasol – małe parasole
k. Duże okno – duże okna
l. Biały orzeł – białe orły
1 - Coloque as palavras abaixo no plural, conforme o modelo:
ł. Niedobry pieróg – niedobre pierogi
m. Ten klucz – te klucze
n. Moja siostra – moje siostry
ń. To krzesło – te krzesła
o. Jeden but – dwa buty
ó. Długa ulica – długie ulice
p. To imię – te imiona
r. Nowa gazeta – nowe gazety
s. Ten talerz – te talerze
ś. Duży karp – duże karpie
t. Dobra szkoła – dobre szkoły
u. Niedobra restauracja – niedobre restauracje
w. Stary regał – stare regały
y. Stary obraz – stare obrazy
Plural dos substantivos e adjetivos no nominativo
(exceto masculino pessoal)
1- Substantivos masculinos e femininos com radical em consoante dura:
(b, d, f, h/ch, m, n, p, r, s, t, w, ł, z) – plural em –y

2- Substantivos masculinos e femininos com radical em -k ou -g: plural em -i

3- Substantivos masculinos e femininos com radical em consoante branda:


(c, ć/ci, cz, sz, rz, ż, l, j, ń/ni, ś/si, ź/zi, ż) - plural em –e

4- Substantivos neutros: plural em –a

5- Modificadores do substantivo (adjetivos, pronomes) masculinos,


femininos e neutros: plural em -e
As terminações do masculino pessoal no nominativo plural seguem outras regras
Masculino Feminino Neutro
Terminações
Pessoal Animado Não-animado
Típicas dobry brzydki stary dobra dobre
Bóg osioł teatr matka dziecko
dobry brzydki stary dobra dobre
syn pies film małpa nazwisko
dobry brzydki stary dobra dobre
ojciec nos budynek chmura serce
dobry brzydki stary dobra dobre
brat ptak kot ręka imię
Raras dobry --- --- dobra dobre
dentysta pani muzeum
--- --- --- dobra
miłość
E quais são as formas dos substantivos e modificadores masculinos
pessoais no nominativo?
Nominativo singular Nominativo plural Alternâncias Desinências
student studenci -t  -ci
Francuz Francuzi -z  -zi
To jest sąsiad To są sąsiedzi -d  -dzi -i
mężczyzna mężczyźni -zna  -źni
specjalista specjaliści -sta  -ści
Polak Polacy -k  -cy
konduktor konduktorzy -r  -rzy -y
chłopiec chłopcy -iec  -cy
kolega koledzy -ga  -dzy
Nominativo singular Nominativo plural Desinências
lekarz Lekarze
gość Goście -e
Rosjanin Rosjanie
Cygan Cyganie
To jest To są
syn synowie
ojciec ojcowie
mąż mężowie
dziadek dziadkowie
wujek wujkowie -owie
profesor profesorowie
uczeń uczniowie
pan panowie
król królowie
minister ministrowie
Belg Belgowie
Arab Arabowie
As terminações dos modificadores (adjetivos, pronomes) masculinos
pessoais no nominativo plural
Nominativo singular Nominativo plural
mój nauczyciel moi nauczyciele
To jest nasz syn To są nasi synowie
wysoki pan wysocy panowie
pilny student pilni studenci
nowy kolega nowi koledzy
dobry mąż dobrzy mężowie
ten uczeń ci uczniowie
A palatalização na formação do plural
masculino pessoal em polonês

Consoante
no
nominativo
p b m w ł t d s z n sz ż ch k g r
singular
Consoante
no
nominativo
pi bi mi wi li ci dzi si zi ni si zi si cy dzy rzy
plural
Exercícios:
Exercícios
Exercícios
Gênero gramatical AS TERMINAÇÕES DO NOMINATIVO Exemplos
Modificadores (adj,. pronomes) Substantivos
Singular -y, -i -consoante, -a

-i + palatalização cons. dura -i + palatalização cons. dura

-y (k, g, r  cy, dzy, rzy)


Pessoal
(-wiec, -wca wcy)
Plural
-y -e (consoantes brandas)
(k, g, r  cy, dzy, rzy)
-owie (família, profissões, títulos)
Masculino
Singular -y, -i -consoante

-y (consoante dura)
Não
pessoal -e -i (k, g)
Plural
-e (consoante branda)
Singular -a -a, -i, -certas consoantes

-y (consoante dura)
Feminino
-e -i (k, g)
Plural
-e (consoante branda)

Singular -e -o, -e, -ę, um


Neutro
Plural -e -a
Consoantes duras: (b, d, f, h/ch, m, n, p, r, s, t, w, ł, z) Consoantes brandas: (c, ć/ci, cz, sz, rz, ż, l, j, ń/ni, ś/si, ź/zi, ż)
Alternâncias consonantais:
Cons. nom. sing. p b m w ł t d s z n sz ż ch k g r
Cons. nom. pl. pi bi mi wi li ci dzi si zi ni si zi si cy dzy rzy