Você está na página 1de 19

2017­6­21 AVA UNINOVE

Análise de Projetos de Investimentos


APRESENTAR OS MÉTODOS DE AVALIAÇÃO APLICÁVEIS ÀS DECISÕES DE INVESTIMENTOS EM
PROJETOS, SUAS VANTAGENS E LIMITAÇÕES.

Os métodos mais comuns de avaliação de projetos de investimento são:

Payback;
Payback descontado;
Valor presente líquido – VPL (ou NPV net presente value);
Taxa interna de retorno – TIR (ou IRR internal rate of return)
 

Payback
O período de payback consiste na determinação do tempo necessário para que o investimento inicial seja

recuperado.
O método auxilia a tomar decisão sobre aceitar ou rejeitar o projeto de investimento, levando em conta se o
tempo para recuperar o valor investido está dentro do padrão estabelecido pela empresa.

Há algumas formas alternativas para calcular o payback.


 

Payback Efetivo
Confronta-se o investimento efetuado e o fluxo de caixa projetado, verificando-se em quanto tempo as
entradas de caixa igualam o valor do investimento inicial.

Exemplo:

A empresa OGY está analisando um investimento no valor de R$ 680.000,00, com estimativa de entradas de
caixa conforme abaixo:

Análise de Projetos de Investimentos 01 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 1/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Ano Fluxo de Caixa

0 (680.000,00)

1 270.000,00

2 266.000,00

3 259.000,00

4 210.000,00

Verifica-se que a empresa conseguiria igualar as entradas de caixa com o valor do investimento inicial,
somente após o 2º. Ano. 

Ainda faltam para inteirar o investimento inicial, o valor de: 


No 3º. ano a obtenção desse valor restante levará, em meses:    (arredondando, dá 7
meses)

Portanto, o período de payback do investimento é de 2 anos e 7 meses.


 

Payback Médio
Neste método, calcula-se a média do valor das entradas de caixa ao ano.
Portanto, no exemplo apresentado, a média é: 

E o payback é:
 = 2,71 anos

Tomando-se a fração de anos, de 0,71 e multiplicando-se pela quantidade de meses no ano, 12, temos o
resultado de 8,48 meses.
Assim, o payback é de 2 anos e 8 meses.

 
Tomada de decisão
A decisão em se aceitar ou rejeitar o projeto utilizando cálculo do payback, baseia-se em confrontar com

um padrão de payback estabelecido pela empresa. Algumas empresas podem necessitar de liquidez e não
aceitariam um investimento com período de payback longo.

Análise de Projetos de Investimentos 02 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 2/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Contudo, nem sempre a empresa possui um padrão de payback estabelecido, estando mais interessada no
retorno do investimento.
Para tanto, o payback serve como um dos parâmetros para tomada de decisão, utilizando-se também a

análise de NPV ou Valor Presente Líquido, e IRR Taxa Interna de Retorno.


Outro problema do cálculo de payback apresentado é de não considerar o valor do dinheiro no tempo. Para
corrigir essa distorção, deve-se utilizar o cálculo do payback descontado.

Payback Descontado
Os métodos anteriores não consideram o custo de capital, isto é, o valor do dinheiro no tempo.

O Payback Descontado considera o valor do dinheiro no tempo, trazendo os fluxos de caixa a valor
presente, por meio de uma taxa de desconto (custo de oportunidade), e confronta esse resultado líquido
com o valor do investimento.

Tem como vantagem, a consideração do valor do dinheiro no tempo, porém, não considera os resultados de
caixa que ocorrem após o período de payback, ou seja, o fluxo de caixa total do projeto, tal como no método
de Taxa Interna de Retorno (TIR) e Valor Presente Líquido (VPL).

Exemplo:
Suponhamos que a rentabilidade mínima exigido pela empresa na aceitação do projeto é de 18% ao ano,
para o fluxo de caixa abaixo:

Ano Fluxo de Caixa

0 (680.000,00)

1 270.000,00

2 266.000,00

3 259.000,00

4 210.000,00

 
Valor presente:

Fluxo do ano 0 = 

Fluxo do ano 1 =  

Fluxo do ano 2 =  

Fluxo do ano 3 = 

Fluxo do ano 4 = 

Análise de Projetos de Investimentos 03 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 3/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Após trazer todo o fluxo a valor presente, o cálculo de payback é o mesmo do fluxo sem desconto.
 

Payback Efetivo (descontado)

Ainda faltam para inteirar o investimento inicial, o valor de:

No 4º. Ano a obtenção desse valor restante levará, em meses:  

O período de payback do investimento é de 3 anos e 11 meses – bem maior do que os 2 anos e 7 meses do
payback calculado sem considerar a taxa de juros.
 

Payback Médio (descontado)


A média dos fluxos de caixa descontados é:

E o payback é:   anos

Tomando-se a fração de anos, de 0,97 e multiplicando-se pela quantidade de meses no ano, 12, temos o

resultado de 11,59 meses.


Assim, o payback é de aproximadamente 4 anos.

Tomada de decisão
Valem as mesmas considerações efetuadas anteriormente para payback, sendo que, o descontado apresenta

resultado sem distorções, por considerar o valor do dinheiro no tempo.

A decisão em se aceitar ou rejeitar o projeto baseia-se em confrontar o payback apurado com um padrão de
payback estabelecido pela empresa.
 

Valor Presente Líquido – VPL (ou NPV Net Present


Value)
Leva em conta o valor do dinheiro no tempo. Portanto, todas as entradas e saídas de caixa são tratadas no
tempo presente.

Análise de Projetos de Investimentos 04 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 4/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

A medida do valor presente líquido representa a diferença entre os fluxos de caixa futuros, trazidos a valor

presente, por uma taxa de retorno exigida pela empresa, isto é, o custo de oportunidade do capital, e o valor

presente do investimento. Se positivo, deve ser aceito; se negativo, rejeitado.


Comparativamente ao método da IRR (TIR), o valor presente líquido exige a definição prévia da taxa de

desconto a ser utilizada nos vários fluxos de caixa.

A taxa a ser utilizada na apuração da NPV, é conhecida por vários nomes:

Taxa de desconto;
Retorno exigido;
Custo de capital;
Custo de oportunidade
Taxa mínima de atratividade
O NPV não apura a mensuração da rentabilidade do projeto; ao descontar todos os fluxos de entradas e

saídas de caixa de um investimento por uma taxa de desconto mínima aceitável pela empresa, o NPV

expressa seu resultado econômico (riqueza) atualizado.


Fórmula do NPV

sendo
FCt = fluxo de caixa positivo (entradas) de cada período

K = taxa de desconto do projeto, correspondente à rentabilidade mínima requerida, isto é, corresponde ao

custo de oportunidade dos acionistas.


Io = Investimento inicial no momento zero

It = Investimento previsto em cada período subsequente

 
Tomada de decisão

A decisão sobre aprovação ou rejeição do projeto será baseada em:

NPV > 0: então o projeto cria valor econômico e aumenta a riqueza dos acionistas, acima da rentabilidade
mínima exigida.

NPV = 0: o projeto não cria valor econômico, remunerando somente pela rentabilidade mínima exigida. Não

altera a riqueza dos acionistas.

Análise de Projetos de Investimentos 05 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 5/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

NPV < 0: o projeto destrói valor econômico, reduzindo a riqueza dos acionistas.
Exemplo:

Calcule o NPV dos projetos abaixo, considerando uma taxa de juros anual de 18%, avaliando quais serão

aceitos e qual a sua indicação para a tomada de decisão do empresário:

Dados PROJETOS

  A B C

Investimento Inicial ($) 680.000 680.000 680.000

Entradas Líquidas de Caixa ($)      

1.º ano 270.000 210.000 251.250

2.º ano 266.000 259.000 251.250

3.º ano 259.000 266.000 251.250

4.º ano 210.000 270.000 251.250

NPV = 5.801,68 - 14.865,32 - 4.121,97

Os projetos B e C tem NPV negativos e, portanto, devem ser rejeitados.

O projeto A apresenta NPV positivo, gerando riqueza para os acionistas no valor de $5.801,68.

Cálculos:

PROJETO A: 

PROJETO B:

PROJETO C: 

Taxa Interna de Retorno – TIR (ou IRR Internal Rate of


Return)
É a taxa “i” que iguala as entradas de caixa ao valor a ser investido em um projeto. Em outras palavras, é a

taxa que iguala o NPV de um projeto a zero.

Um aspecto que deve ser considerado é que a utilização exclusiva da IRR como ferramenta de análise pode

levar ao equívoco de se aceitar projetos que não remuneram adequadamente o capital investido, por isso

deve ser uma ferramenta complementar à análise.


O método de taxa interna de retorno (IRR) representa a taxa de desconto que iguala, em determinado

momento (geralmente usa-se a data de início do investimento – momento zero), as entradas com as saídas

previstas de caixa.

Com base na regra da IRR, um investimento é aceito se a IRR for maior do que o retorno exigido. Caso

contrário, deve ser rejeitado. Análise de Projetos de Investimentos 06 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 6/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

As vantagens na utilização da IRR, por estar intimamente relacionada com o NPV (valor presente líquido),

geralmente conduz à mesma decisão.

Como desvantagens, pode apresentar respostas múltiplas, se os fluxos de caixa não forem convencionais

(representar mais de uma IRR), assim como levar à decisão errada na comparação de investimentos
mutuamente excludentes (uma situação na qual aceitar um investimento impede que se aceite outro).

Fórmula da IRR:

Onde:

I0 = valor do investimento no momento zero


It = valor de investimentos previstos em momentos subsequentes

K = taxa de rentabilidade (IRR)

FCt = entradas de caixa previstas para períodos subsequentes.

Exemplo:

Ano Fluxo de Caixa

0 (680.000,00)

1 270.000,00

2 266.000,00

3 259.000,00

4 210.000,00

 a.a.

Resolução utilizando planilha Microsoft excel função financeira IRR ou TIR.

Pode-se utilizar calculadora HP 12C, através dos seguintes comandos:

Análise de Projetos de Investimentos 07 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 7/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

HP12C significado

f REG limpa os registros armazenados anteriormente

680000 CHS torna o valor negativo, por ser desembolso

g Cfo fluxo de caixa inicial

270000 g Cfj fluxo de caixa do ano 1

266000 g Cfj fluxo de caixa do ano 2

259000 g Cfj fluxo de caixa do ano 3

210000 g Cfj fluxo de caixa do ano 4

f IRR calcula a IRR ou TIR

 
O mesmo total de entradas e saídas de caixa produz IRR diferente, se tiver diferente distribuição no tempo.

Por exemplo:

Ano Fluxo de Caixa

0 (680.000,00)

1 210.000,00

2 259.000,00

3 266.000,00

4 270.000,00

Somando-se o fluxo, resulta-se em 1.005.000, do mesmo modo que no fluxo do exemplo anterior.

Contudo, a distribuição dos valores é diferente, havendo diferimento dos ingressos para os anos mais

distantes.
Cálculo do IRR:

O IRR é bem menor, pelo fato dos maiores ingressos ocorrerem nos anos mais distantes.

Pressuposto básico da IRR


Análise de Projetos de Investimentos 08 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 8/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

O método de análise por IRR pressupõe que todas as entradas de caixa podem ser reinvestidas à mesma

Se a empresa tomar decisão somente se baseando na análise de IRR, pode se equivocar. Melhor tomar

decisão baseada nos diversos métodos de análise.

Suponhamos o seguinte fluxo de caixa:

Ano Fluxo de Caixa

0 (530.586,00)

1 270.000,00

2 266.000,00

3 259.000,00

4 210.000,00

A IRR = 33% ao ano.

Vamos considerar as entradas de caixa são reaplicadas às taxas abaixo, inferiores ao IRR.

Ano taxa de reaplicação do fluxo de caixa

0  

1 12%

2 18%

3 15%

4 -

Portanto, a rentabilidade total do investimento foi de: 

 em 4 anos

A rentabilidade anual é de:

 ao ano.

 
FV = valor futuro (future value)

i = taxa de rentabilidade total

iano = taxa equivalente de rentabilidade ao ano

Análise de Projetos de Investimentos 09 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 9/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Taxa Interna de Retorno Modificada – TIRM ou MIRR


(modified internal rate of return)
Como a IRR possui o pressuposto básico de que as entradas de caixa intermediárias são reinvestidas pela

taxa da IRR, o que nem sempre é possível, surge a MIRR. A MIRR leva em consideração, em seu cálculo, as

taxas possíveis de reaplicação dos fluxos intermediários de caixa.

Os fluxos positivos são levados ao valor futuro (FV) utilizando-se taxas possíveis de reaplicação. Os fluxos
negativos são trazidos a valor presente (PV) por alguma taxa básica da economia, como por exemplo, a

remuneração paga pelos títulos públicos.

Obtem-se o retorno do período dividindo-se o FV pelo PV e, posteriormente encontrando a taxa

equivalente ao ano.

Ou pode-se obter diretamente a taxa anual, usando a calculadora financeira.

Exemplo:

Ano Fluxo de Caixa

0 (530.586,00)

1 270.000,00

2 266.000,00

3 259.000,00

4 210.000,00

A IRR desse fluxo de caixa é de 33% ao ano. No entanto, só é possível reaplicar as entradas de caixa a uma
taxa de 20% ao no. Utilizando-se o cálculo da MIRR, tem-se:

Portanto, a rentabilidade total do investimento foi de:   em 4 anos

A rentabilidade anual é de:   ao ano.

Ou, usando a calculadora financeira:

HP12C significado

f REG limpa os registros armazenados anteriormente

530.586 CHS torna o valor negativo, por ser desembolso

PV Investimento inicial

1.370.400 FV Valor futuro

Análise de Projetos de Investimentos 10 / 18


4n Número de períodos

i MIRR = 26,77% a.a.

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 10/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

HP12C significado

Projetos Independentes X Projetos Mutuamente


Excludentes
Projetos Independentes:
Dois ou mais projetos são ditos independentes quando seus fluxos de caixa não estão relacionados ou

independem um do outro. A aceitação de um projeto não exclui a consideração posterior do(s) outro(s)

projeto(s). Um projeto não concorre com o outro projeto.

Ex.: Uma indústria mecânica está analisando as seguintes propostas de dois projetos independentes. A

primeira é a elaboração de um sistema de gestão integrada informatizada e o segundo projeto é a aquisição

de um novo torno mecânico. Portanto, sendo os dois projetos independentes, depois da analise de
viabilidade econômica feitas, conclui-se pela aceitação ou rejeição.

Se apresentarem payback, NPV e IRR atraentes, deverão ser aceitos e ambos podem ser executados.

 
Projetos Mutuamente Excludentes

Dois ou mais projetos são ditos mutuamente excludentes quando possuem a mesma função e,
consequentemente, competem entre si. Portanto, a aceitação de um projeto implica em rejeitar o(s)

outro(s).
Ex: Uma empresa com necessidade de aumentar sua capacidade produtiva poderia atingir seu objetivo

através de três opções que serão analisadas através dos métodos de avaliação de projetos. Os projetos são:

1. Expansão da fábrica;
2. Aquisição de outra empresa;
3. Contratação de outra empresa.
A aceitação de uma alternativa elimina as outras.

Exemplo:
A empresa XXX está analisando os projetos A e B, mutuamente excludentes.

A taxa de retorno mínima exigida é de 10% ao ano.

Análise de Projetos de Investimentos 11 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 11/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

PROJETOS A B

Ano Fluxo de Caixa Fluxo de Caixa

0 ( 10.000,00) ( 10.000,00)

1 6.000,00 1.000,00

2 5.000,00 1.000,00

3 4.000,00 9.000,00

4 3.000,00 12.000,00

IRR (*) 32,98% 28,61%

NPV (**) 4.641,08 6.693,53

Apesar do IRR do projeto A ser maior do que o B, o valor adicionado à riqueza do acionista é maior, a longo
prazo, no projeto B.

Assim, a escolha deve recair no projeto B, que obtem entrada de caixa acima da taxa de retorno mínima
exigida pela empresa/ acionistas.

(*) apuração da IRR utilizando calculadora financeira

HP12C significado

A B  

f REG f REG limpa os registros armazenados anteriormente

10000 CHS 10000 CHS torna o valor negativo, por ser desembolso

g Cfo g Cfo fluxo de caixa inicial

6000 g Cfj 1000 g Cfj fluxo de caixa do ano 1

5000 g Cfj 1000 g Cfj fluxo de caixa do ano 2

4000 g Cfj 9000 g Cfj fluxo de caixa do ano 3

3000 g Cfj 12000 g Cfj fluxo de caixa do ano 4

f IRR f IRR calcula a IRR ou TIR

RESULTADO: IRR    

32,98% 28,61%  
Análise de Projetos de Investimentos 12 / 18

(**) apuração da NPV com taxa de retorno mínima exigida pela empresa, de 10% a.a.

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 12/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

PROJETO A:

Como o resultado da NPV depende da taxa de retorno exigida, que é um parâmetro estabelecido pela

empresa, convém verificar o efeito do aumento da taxa de retorno exigida, que poderia alterar a escolha do
projeto.
A intersecção de Fisher é a taxa de retorno exigida pela empresa que iguala a NPV dos projetos, tornando-

se indiferente optar-se pela aceitação de um ou de outro projeto.


O cálculo é feito apurando-se a IRR do fluxo de caixa incremental do projeto escolhido (B) em relação ao

rejeitado (A).
Assim, no exemplo anterior temos:

Ano Fluxo de Caixa Incremental (B – A)

0 0

1 - 5.000,00

2 - 4.000,00

3 5.000,00

4 9.000,00

IRR = 22,25% ao ano

Prova: apuração da NPV com taxa de retorno mínima exigida = taxa da interseção de Fisher, de 22,25% a.a.
PROJETO A:

PROJETO B:

ATIVIDADE FINAL

Qual dos métodos de avaliação econômica de investimentos não leva


em consideração o valor do dinheiro no tempo?

A. Taxa interna de retorno 


B. IRR

C. MIRR
D. Payback

E. Payback Descontado 

Análise de Projetos de Investimentos 13 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 13/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Qual é o período de payback efetivo (simples) do fluxo abaixo?

A. 2 anos 
B. 3 anos

C. 4 anos
D. 1 ano 

E. 5 anos 

Qual é o período de payback efetivo do fluxo abaixo, descontado por

uma taxa de 18% ao ano?

Análise de Projetos de Investimentos 14 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 14/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

A. 5 anos 
B. 4 anos 

C. 3 anos 
D. 3 anos e meio 

E. 4 anos e 9 meses 

Qual é o valor presente líquido do fluxo abaixo, considerando uma taxa


de desconto de 20% ao ano?

A. - 131,43
B. 23.333,23 

C. 41.868,57
D. Zero

E. 28.000,00 

Análise de Projetos de Investimentos 15 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 15/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

A Cia FF tem uma verba de R$42 milhões para o projeto A, de aquisição


de maquinário, ou do projeto B, de terceirização da produção, com o
fluxo de caixa projetado conforme abaixo. Utilizando o método de NPV
qual é a alternativa a ser escolhida, considerando-se uma taxa de
desconto de 15% ao ano?

A. O projeto escolhido é o A porque o investimento é recuperado em prazo menor do que o B 


B. O projeto escolhido é o B

C. Tanto faz escolher o projeto A ou B pois tem o mesmo valor adicionado à riqueza dos acionistas. 
D. O projeto escolhido é o A 
E. Os dois projetos devem ser rejeitados pois apresentam NPV < 0 

Análise de Projetos de Investimentos 16 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 16/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

Uma empresa está avaliando os projetos A, B e C, calculando o payback,


payback descontado, NPV e IRR. Assinale a alternativa correta.

A. A empresa deve aprovar o projeto C, que tem o retorno mais rápido do valor investido, isto é, o
payback é de 2 anos e 4 meses. 

B. Os 3 projetos estão aprovados, pois tem boa taxa interna de retorno (IRR). . 
C. Se os projetos forem mutuamente excludentes, a escolha recai no B, que apresentou os melhores
indicadores.

D. Se os projetos forem mutuamente excludentes, a escolha recai no A, que tem IRR acima do custo de
oportunidade.  

E. Os 3 projetos estão reprovados, pois todos tem IRR menor do que o custo de oportunidade. 

Análise de Projetos de Investimentos 17 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 17/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

No fluxo de caixa apresentado abaixo, considerando-se o custo de

oportunidade de 18% ao ano, qual é o período de payback, payback


descontado, NPV e a IRR, respectivamente?

A. 2 anos e 4 meses; 4 anos; -325,04 ; 17,805%.


B. 1,4 anos; 2 anos; 40,00; 40%.

C. Mais de 4 anos; menos de 4 anos; 0  ; 18%. %.


D. 2,33 anos ; 1 ano; -325,04; 18%. %.

E. 2 anos e 4 meses; não há retorno do investimento; -325,04 ; 17,805%. 

REFERÊNCIA
ASSAF NETO, ALEXANDRE; e LIMA, FABIANO GUASTI; Curso de Administração Financeira 2. ed., São
Paulo: Atlas, 2011.

BREALEY, RICHARD A.; e MYERS, STEWART; Princípios de Finanças Corporativas; 10. Ed., São Paulo:
Mcgraw Hill

GITMAN, Lawrence; Princípios de Administração Financeira. 7º. Ed., São Paulo: Harbras, 1997.

Análise de Projetos de Investimentos 18 / 18

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 18/19
2017­6­21 AVA UNINOVE

https://ava.uninove.br/seu/AVA/topico/container_impressao.php 19/19

Você também pode gostar