Você está na página 1de 6

EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

LUTAS
Seja para a autodefesa ou mesmo para condicionar-se fisicamente, as
lutas sempre estiveram presentes na natureza através dos animais e
do ser humano. Segundo Oliveira (et al. 2011), desde a pré-história o
homem utiliza-se da manifestação corporal LUTAS para diferentes
objetivos e situações, por algo ou para algo. Luta para sua
sobrevivência caçando, fugindo, nadando, criando estratégias para
aquisição de alimentos e outros. A partir das armas criadas para caça
como a lança, o cipó, ou mesmo arremessar pedras, foram criando-se
um novo significado para estes utensílios, ou seja, foram se
aprimorando para ganhar mais eficiência nos ataques e defesa. As
lutas se manifestaram como recursos de sobrevivência, artifícios de guerra, rituais religiosos, exercícios
corporais, etc. (Mazzoni e Oliveira Junior, 2011)

Se estudarmos a etimologia da palavra “arte marcial”, entenderemos


que marcial vem de marte, que na mitologia grega era considerado
Deus da Guerra, ou seja, a arte de guerrear (PAYNE, 1996). Quando
existia o domínio do mais forte para com o mais fraco o que restava
era a busca da sobrevivência de qualquer maneira, pois a vida que
estava em jogo, um jogo onde a vitória seria viver a derrota morrer.
Entendemos por artes marciais as formas de lutas praticadas e
guiadas por princípios religiosos e/ou filosóficos. Também aquelas
formas de lutas que tenham sido usadas comprovadamente em
conflitos de guerra. Aqui se encaixam os exemplos de lutas orientais
indianas, chinesas, japonesas e coreanas. A origem das Lutas e das
Artes Marciais seguem diferentes caminhos e continua sendo uma incógnita para alguns estudiosos. Na índia e na
China surgiram os primeiros indícios de formas organizadas de combate. Muitas histórias cercam as Lutas e suas
modalidades, estilos, sistemas. A origem e os fatos foram distorcidos ao longo dos tempos, pois, os antigos
mestres não repassavam seus conhecimentos facilmente, além disso, não existiam muitos registros
documentados e quando existiam ficavam nas mãos de poucos ou foram destruídos ao longo dos tempos. As
tradições eram passadas de forma oral, de mestre para discípulo ou de pai para filho. Porém o primeiro registro
oficial existiu quando os gregos desenvolveram uma forma de luta conhecida como Pancrácio, modalidade
presente nos primeiros Jogos Olímpicos da Era Antiga. (Mazzoni e Oliveira Junior, 2011)
FUNÇÕES DAS LUTAS
Ao longo da evolução humana as lutas tiveram varias funções e aplicações para o homem. Essas funções e
aplicações variaram em cada momento ou em cada região do planeta, mas de uma maneira geral podemos dizer
que as Lutas possuem 4 funções:
1- Sobrevivência – desde a pré-história as lutas serviram como meio de sobrevivência para o homem.
Literalmente o homem lutava pela vida, pois seu ambiente era muito adverso. Necessitava se alimentar,
caçar, pescar, proteger seus semelhantes, combater outras tribos de homens primitivos, enfim, tudo era
para sua sobrevivência.
2- Educacional – as artes de lutas orientais, principalmente, possuem fundamentação filosófica ou religiosa
e por isso são muito mais que apenas técnicas de ataque ou defesa, mas são ensinamentos que mudam a
vida dos praticantes dessas artes de luta e servem como meio de disciplinar, mostrar noções de
respeito, valores morais e éticos e servem como preservação da cultura.
EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

3- Autodefesa – ao aprender uma técnica de luta o praticante aprende a evitar e se defender de situações
que expõe as pessoas ao risco. Além disso, as lutas só devem ser usadas em situações realmente
extremas e que podem ser potencialmente prejudiciais ao praticante de alguma técnica de luta.
4- Bem estar – as lutas atualmente são usadas como meio de buscar uma melhor qualidade de vida. Os
fundamentos das lutas são adaptados para que pessoas que só tem o interesse em melhorar as funções
do seu organismo através da atividade física possam ter contato com o universo das lutas mesmo sem
quer ser um competidor.
Alem disso, as lutas passaram a ser um meio de exploração comercial, ou seja, viram um produto que pode ser
vendido. Por esse motivo as lutas passam a ser transformados em espetáculos com transmissões em rede mundial
com milhões de assinantes, milhares de pessoas lotando grandes ginásios, inúmeros produtos com marcas
personalizadas dos eventos de lutas, imagens dos grandes lutadores estampadas em diversos locais anunciando
as lutas ou nos mais variados objetos. O maior exemplo dessa profissionalização visibilidade das lutas é o UFC –
Ultimate Fight Championship, o maior campeonato de artes marciais mistas – MMA.
6.2 - QUE SÃO LUTAS?
Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN’s - as lutas “São disputas em que o(s) oponente(s) deve(m)
ser subjugado(s) com técnicas e estratégias de desequilíbrio, contusão, imobilização ou exclusão de uma área de
combate. Caracterizando-se por uma regulamentação específica a fim de punir atitudes de violência e
deslealdade” (Brasil, 1998, p.49).
CLASSIFICAÇÃO DAS LUTAS
As classificações podem variar dependendo de quem as estuda e qual forma é estabelecida para classificar as
lutas. Nas explicações abaixo as teremos diferentes classificações para as lutas. Nos quadros abaixo teremos
diferentes classificações das lutas. No quadro 1, temos as lutas à distancia e lutas corpo a corpo, além das
características e fundamentos desses tipos de lutas. Essa classificação é a mais usual e mais simples de ser
entendida. No quadro 2, as lutas são classificadas em 4 tipos. Vale ressaltar que essa é apenas uma divisão para
melhor entender as diferentes formas que o homem utilizou as lutas e por isso uma luta pode estar encaixada
em outras classificações também.
Classificação Características Exemplos Fundamentos
Lutas à O contato corporal é mais breve, podendo Capoeira, Karatê, Bater com diversas partes
distância até mesmo não existir contato. Utilizam Kung-fu, Esgrima, do corpo: mão, joelho, pé,
técnicas de contusão (socos, chutes, Boxe, Tae-kwon-do. cabeça, etc. Defender,
joelhadas, etc.) Esquivar.
Lutas O contato corporal é mais prolongado. Judô, Jiu-jitsu, Agarrar, Derrubar, Cair,
corpo a Utilizam técnicas de desequilíbrio, Sumô, Greco-romana, Desequilibrar, Imobilizar
corpo projeção, imobilizações, torções, etc. Aikidô.
Quadro 1.
Alguns exemplos de lutas e sua classificação.
ESPORTE DE LUTAS DE ATAQUE E LUTAS FOLCLÓRICAS E/OU ARTES MARCIAIS
COMBATE DEFESA CULTURAIS
Judô (Japão); Krav maga (Israel); Borreh (Gâmbia); Aikido (Japão);
Taekwondo (Coréia); Hapkido (Coréia); Chausson ou Savate (França); Iaido (Japão);
Boxe; Cheibi gad ga (Índia); Kobudo (Japão);
Luta olímpica; Damnyè ou Ladja (Martinica); Hwarang do
Greco romana; Escrima ou Arnis (Filipinas) (Coreia);
Full contact; Glima (Islândia); Vajramust (Índia)
Kick boxing; Gouren (Grã Bretanha);
Guresh (Turquia);
Krabi-krabong e Muay thai
EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

(Tailândia);
Laamb (Senegal);
Many (Cuba);
Sumô (Japão);
Tinku (Bolívia);
Uka uka (índios no alto Xingu,
Brasil);
Vale resaltar que algumas lutas, dada sua origem e contexto atual, segundo os critérios apresentados,
classificam-se em mais do que uma forma. Exemplo: o Judô surge como Arte Marcial e hoje também é uma forma
de Esporte de combate.
Quadro 2.
FUNDAMENTOS DAS LUTAS

A seguir, temos os fundamentos das lutas tanto à distancia, quanto


corpo a corpo. Esses fundamentos são os principais, pois se repetem
em varias lutas em todo o mundo. Algumas com mais ou menos desses
fundamentos ou com alguns fundamentos a mais dos apresentados
abaixo, mas esses são os mais comuns.

FUNDAMENTOS DAS LUTAS


Fundamento

Agarrar Conseguir pegar, prender, deter, segurar com força.

Derrubar Deixar ou fazer cair.

Cair Tombar, descer sobre a terra.


EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

Desequilibrar Desestabilizar, perder o equilíbrio.

Imobilizar Impedir de se mover, prender.

Bater Dar pancadas ou golpes.

Defender Proteger-se ou resguardar-se contra um ataque.

Esquivar Desviar o corpo para evitar um golpe.

CARACTERÍSTICAS DAS LUTAS


As lutas possuem regulamentações para inibir ações de violência, além de fortes preceitos filosóficos que
balizam o comportamento social dos seus praticantes. As lutas de origem oriental são fortemente influenciadas
pelas religiões praticadas por aqueles povos, como por exemplo, o zen-budismo. Essa base filosófica das lutas
muitas vezes promove um comportamento mais pacífico nos seus praticantes, além de educar para uma conduta
mais disciplinada na vida e no respeito ao próximo. Com o passar dos tempos a disseminação dos aspectos
técnicos passaram a ter maior importância, em relação aos aspectos filosóficos. Isso fez surgir as competições
e dessa forma ocorreu o aparecimento de federações e confederações como conseqüência dessas práticas, já
que eles são os responsáveis em reger as regras das competições. Com o surgimento das competições, veio
também um status de esporte para as lutas. Isso desenvolveu o aparecimento de competições como:
Campeonatos locais, campeonatos regionais, campeonatos nacionais, Sul-americanos, mundiais, desafios.
LUTAS X BRIGAS
Violência não faz parte das lutas, a violência é um problema de ordem social. Por isso as Lutas, não são sinônimas
de brigas. Brigas de rua, de torcidas de futebol, isso ocorre devido a uma distorção de idéias como conseqüência
dessa distorção ocorrem o surgimento de grupos rivais.
JOGO DE LUTA
São formas lúdicas de vivenciar os fundamentos e situações de luta. Os jogos de lutas podem ser identificados
como jogos de lutas de corpo-a-corpo e jogos de lutas de distância. Como exemplos: Os jogos de desequilíbrio,
em que os oponentes tentam desequilibrar o seu adversário e os jogos de conquistas de objetos, em que os
oponentes devem tentar conquistar objetos, passando pela defesa do seu adversário.
O FÊNOMENO MMA

As artes marciais mistas (AMM), mais conhecidas pela sigla MMA (do inglês: mixed martial arts)
são combates que incluem tanto golpes de combate em pé (lutas à distância), quanto técnicas de luta no chão
(lutas corpo a corpo). As artes marciais mistas utilizam uma grande variedade de técnicas de diferentes artes
marciais tais como golpes utilizando os punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização como
lances e alavancas (ver: imobilizações do jiu jitsu e submissões de wrestling profissional).
EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

Dentre as organizações responsáveis pelos torneios de artes marciais mistas, as principais são o Ultimate
Fighting Championship (UFC) e o extinto PRIDE Fighting Championship. Em opinião popular, os
termos MMA e vale-tudo têm o mesmo significado. Entretanto, as diferenças entre estes termos devem ser
reconhecidas e ambos devem ser distinguidos do termo full contact ("contato pleno").
Decisões de lutas
As lutas podem ter vários desfechos. Essas situações podem variar de uma modalidade para outra, mas a seguir
temos as decisões mais comuns que ocorrem em muitas das lutas conhecidas.
Desistência = O lutador pede o fim da luta, pois não tem mais condições de continuar;
Finalização = O lutador no popular "Bate", ou seja, toca duas ou mais vezes no adversário que o está forçando-o
com um golpe como uma chave de perna, chave de braço, mata-leão, guilhotina ou vários outros tipos de
submissão e o juiz interrompe a luta;
Nocaute, (K.O) ou Knockout = Quando o lutador executa um golpe muito forte que torne o oponente incapaz de
continuar lutando;
Nocaute Técnico, (TKO) ou Technical Knockout = Quando o juiz, paramédico, lutador, ou treinador decide que
não é mais possível para que o lutador continue em segurança. Tipos de TKO:
Parado pelo médico/por injúria = O lutador sofreu um ferimento e não pode continuar lutando em segurança;
Parado pelo treinador = O lutador está sendo dominado a tal ponto que lutar está se tornando perigoso. O
treinador decide rendição no nome do lutador para evitar dano desnecessário ou potenciais ferimentos. (Isto
também pode se chamar "jogar a toalha");
Parado por ataques = O lutador está encoberto por ataques, e não pode se defender convenientemente. O juiz
intervém para evitar dano desnecessário ou potenciais ferimentos. Esse é o TKO mais comum;
Derrubadas múltiplas = O lutador é derrubado um determinado número de vezes em um só assalto;
A Decisão judicial = Quando a luta não termina, nem com nocaute e nem com finalização. Cabe aos três juízes
laterais tomarem a decisão da luta. Dependendo da pontuação a luta pode terminar:
Unânime = Os três juízes favorecem um lutador;
Maioria = Quando dois juízes concebem a vitória a um lutador, enquanto um terceiro juiz concebe um empate;
Dividida = Quando dois juízes concebem a vitória a um lutador, enquanto um terceiro juiz concebe a vitória ao
outro lutador;
Empate Maioria = Quando dois dos três juízes concordam que nenhum lutador venceu, enquanto que um juiz
indica um lutador vencedor;
Empate Dividido = Quando um juiz determina a vitória a um lutador, enquanto o segundo juiz determina a vitória
ao outro lutador e o terceiro juiz determina um empate. É o resultado mais raro do MMA;
Desqualificação = Quando um lutador aplica um golpe que viola as regras do combate;
Cancelamento = Quando os juízes cancelam a luta, por falta de segurança, irregularidade no peso, falta de
equipamento, falta de luz e falta de outros tipos de coisas que uma luta tem que ter para ser segura;
No Contest ou Sem Resultado = Quando os juízes concordam que a luta não se realizou da maneira natural,
correta, justamente.
REGRAS DO MMA
Gerais
Os lutadores devem usar luvas de dedo aberto fornecidas pelo evento;
Obrigatório o uso de coquilha - equipamento de proteção genital - e protetor bucal;
É permitido, porém, não obrigatório o uso de joelheiras, tornozeleiras e/ou bandagem para tornozelos;
Lutadores que não demonstrarem agressividade ou combatividade serão advertidos e a luta reiniciada.
São proibidas Condutas consideradas antiesportivas como:
Cabeçada, dedo no olho, morder, puxar cabelo, beliscar, arranhar e cuspir no adversário;
Ataque à boca do adversário com a mão, à região genital ou ao rim com o calcanhar;
Enfiar o dedo em qualquer orifício, corte ou laceração e manipular as articulações pequenas do adversário;
EDUCAÇÃO FÍSICA – 9º ANO

PROFESSOR / ASSUNTO
Antonio Carlos / LUTAS

Ataques à coluna ou parte de trás da cabeça, golpear de cima para baixo usando a ponta do cotovelo, qualquer
tipo de ataque à garganta e agarrar a clavícula;
Chutar ou atingir com o joelho a cabeça do adversário que está no chão;
Arremessar o adversário de cabeça no chão ou atirá-lo para fora do ringue;
Segurar calção ou luvas do adversário, assim como agarrar a grade do octógono;
Utilizar linguagem imprópria ou abusiva no ringue ou ser flagrado desrespeitando as instruções do árbitro;
Atacar o adversário nos intervalos, que esteja sob cuidados do juiz ou após a campainha ter anunciado o fim do
round;
Sem limitação, evitar contato com adversário, cair de forma intencional, derrubar insistentemente o protetor
bucal ou fingir lesão;
Interferência do corner ou jogar toalha durante a luta;
Usar alguma substância escorregadia no corpo;

Referências
Mazzoni, Alexandre V. e Oliveira Junior, Jorge Luiz de. Lutas: da pré-história à pós-modernidade /
Alexandre V. Mazzoni e Jorge Luiz de Oliveira Junior. GEPEF – USP – São Paulo, 2011.

Leitão, Roberto. Origem das Lutas. Roberto Leitão, 2007. / Disponível em:
http://www.manoelsoaresjiujitsu.com/noticias_c.asp?id=952

Lançanova, Jader. Lutas na educação física escolar: alternativas pedagógicas / Jader Lançanova, 2007.
Disponível em: http://lutasescolar.vilabol.uol.com.br/cap_um.html

Rondinelli, Paula. Luta não é violência: a importância das lutas nas aulas de Educação Física / Paula Rondinelli.
Site Brasil Escola, 2010. Disponível em: http://www.brasilescola.com/educacaofisica/luta-nao-violencia-
importancia-das-lutas-nas-aulas-.htm

Oliveira, André Luis de et al. Conceito dos tipos de lutas a partir de uma visão de cultura corporal / Fabio
André Luis de Oliveira, Rodrigo Ferreira Gomes, Frank Shiguemitsu Suzuki. Academos, Revista Eletrônica da
FIA.

História da capoeira / disponível em:


http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/historia_da_capoeira.htm.

Capoeira do Brasil. História da capoeira / Disponível em: http://www.capoeiradobrasil.com.br/.

Você também pode gostar