Você está na página 1de 2

Lista de Exercı́cios n.

o 05 (07/12/2018)
Problema 01: A luz é uma onda, mas não é uma onda mecânica. As grandezas que oscilam
são campos elétricos e magnéticos. A luz visı́vel para os seres humanos possui comprimento de
onda entre 400 nm (violeta) e 700 nm (vermelho), e toda luz se propaga no vácuo com velocidade
c = 3, 0 × 108 m/s. Quais são os limites da frequência e do perı́odo da luz visı́vel?

Figura 1

Problema 02: O segmento de uma corda de certo instrumento entre a ponte de apoio das cordas
e a extremidade superior (a parte que vibra livremente) possui comprimento igual a 60,0 cm e massa
igual a 2,0 g. Quando tocada, a corda emite uma nota A4 (440 Hz). Pede-se:
a) Em que ponto violoncelista deve colocar o dedo (ou seja, qual é a distância x entre o ponto e a
ponte de apoio das cordas) para produzir uma nota D5 (587 Hz). Veja figura 2. Nas duas notas A4
e D5 a corda vibra no modo fundamental.
b) Sem afinar novamente, é possı́vel produzir uma nota G4 (392 Hz) nessa corda? Justifique sua
resposta.

Figura 2

Problema 03: Considere um pulso de onda gaussiano descrito por


(x − vt)2
 
y(x, t) = A exp − ,
x20
onde x0 e A são constantes, e v é a velocidade do pulso da onda. Mostre explicitamente que essa
função de onda é solução da equação de onda.
Problema 04: Dois pulsos ondulatórios triangulares estão se aproximando em uma corda esti-
cada, como indicado na figura 4. Os dois pulsos são idênticos e se deslocam com velocidade igual
a 2,0 cm/s. A distância entre as extremidades dianteiras dos pulsos é igual a 1,0 cm para t = 0.
Desenhe a forma da corda para t = 0, 250 s, t = 0, 500 s, t = 1, 000 s e t = 1, 250 s.

Figura 4

Problema 05: Amplitudes de ondas refletidas e transmitidas. Duas cordas a e b estão


unidas pelas extremidades e esticadas, formando dois meios para ondas. As ondas podem assim
chegar à fronteira onde as cordas estão unidas. Existem três ondas harmônicas nas cordas: uma
onda incidente (onda 1), uma onda refletida (onda 2) e uma onda transmitida (onda 3). Seja x = 0
a fronteira, e suponha que essas ondas possam escrever-se como

y1 (x, t) = A1 sen(ka x − ωt),


y2 (x, t) = A2 sen(ka x − ωt),
y3 (x, t) = A3 sen(kb x − ωt).

Note que, como a frequência de uma onda depende da fonte desta, cada onda tem a mesma frequência
angular ω. Entretanto, o número de onda é diferente para ondas em cordas diferentes. (ka para a
corda a e kb para a onda b) porque a velocidade da onda é diferente. Escolhemos a direção +x como
a direção de viagem da onda incidente, o que significa que a onda refletida viaja na direção −x e a
onda transmitida, na direção +x. Mostre que as amplitudes das ondas refletida e transmitida são
va − vb 2vb
A2 = A1 , A3 = A1 ,
vb + va va + vb
onde va = ω/ka e vb = ω/kb são as velocidades de propagação das ondas nos meios a e b.
Sugestão: Como as cordas estão unidas suavemente em x = 0, devemos ter y1 + y2 = y3 em x = 0, e
∂y1 /∂x + ∂y2 /∂x = ∂y3 /∂x em x = 0. Ou seja, as cordas e seus coeficientes angulares são contı́nuos
no ponto em que as cordas se unem.

Problemas sugeridos (Fundamentos de Fı́sica - Halliday & Resnick, 8a . ed., capı́tulo 16):

10, 11, 13, 19, 22, 23, 24, 53, 58, 59, 79, 85, 86, 90 e 91.