Você está na página 1de 15

ESTADO DO AMAZONAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – SEMED
DIVISÃO REGIONAL EDUCACIONAL IV
ESCOLA MUNICIPAL SÔNIA MARIA DA SILVA BARBOSA
PROFESSOR: MANOEL RODRIGUES MARREIROS NETO

Curso Compacto de Caligrafia


Objetivo Geral do Curso: Proporcionar aos alunos que apresentam dificuldade motora e
caligráfica, a oportunidade de treinarem a sua caligrafia.
Objetivo Específico do Curso: Conhecer os princípios básicos para uma letra manuscrita
agradável para a leitura e de acordo com os padrões técnicos vigentes.
Roteiro do Curso:
1. Por que fazer este estudo?
2. Fatores que influenciam uma caligrafia
3. Conhecendo as partes de uma letra
4. Conhecendo a Grafologia
5. Mãos à obra: Treinamento básico (com linhas limitadoras)
a. Exercícios motores
b. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Praticando o alfabeto maiúsculo
c. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Praticando o alfabeto minúsculo
d. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Copiando textos.

6. Bibliografia:
INSTITUTO UNIVERSAL BRASILEIRO. Apostila do Curso de Caligrafia. Edição:?
Editora: ?. Ano: 199?.
Por que fazer este estudo?
Com o avanço da tecnologia, está cada vez mais fácil utilizarmos computadores e impressoras para
produzirmos textos. Mas, mesmo diante de tanta facilidade, o mundo comercial e social ainda cobra
das pessoas uma boa caligrafia na hora de receber bilhetes, cartas ou quaisquer tipos de escrita que
se necessite fazer com o uso da tradicional caneta. É aí que mora o grande desafio dos estudantes de
hoje: manterem uma boa caligrafia para que, quando necessário, possam escrever textos agradáveis
de serem lidos.
E você sabe quem deve ter essa preocupação? Só você, caro estudante. Lá fora as pessoas não vão
querer saber se você está numa faculdade ou se ainda não terminou o ensino fundamental. Elas
querem saber é se a sua letra é “bonita” ou “boa de se ler”. Conheçi colegas na faculdade que,
apesar de serem muito inteligentes, por várias vezes tiraram notas baixas nos trabalhos escritos a
mão pelo simples fato de o avaliador não aguentar (ou não conseguir) ler o seu trabalho, dando ao
mesmo notas que poderiam ter sido maiores.
Hoje, até mesmo os médicos – famosos pela péssima caligrafia – já começam a dar importância para
isso.
Portanto, se você quer que sua letra seja melhor do que é hoje, peço que leia atentamente esse
pequeno material que produzi para você. Esse curso é a minha humilde contribuição. O resto
dependerá da sua vontade e disciplina para fazer os exercícios e praticar.
Bom Curso.
7. Fatores que influenciam uma caligrafia
Muitos são os fatores que influenciam uma letra, deixando-a “bonita” ou “não bonita”. Mas como o
curso tem o objetivo de ser curto e direto, vamos estudar aqueles fatores que realmente fazem a
diferença na hora de escrevermos, não importando o tipo de letra que usemos.
São eles:
I Clareza: A letra deve ser distribuída de uma mesma forma, para que se possa entender.
Incorreto Correto
Note que a primeira escrita está toda
“embolada” e isso prejudica o
entendimento do que foi escrito. Já na
segunda escrita, isso não acontece.
II Proporção: A relação de tamanho (altura e largura) entre maiúsculas e minúsculas deve ser
coerente; lógica.
Incorreto Correto Note que a primeira escrita com
maiúsculas e minúsculas do mesmo
tamanho. Isso prejudica o entendimento
de “quem é quem” nessa escrita.
III Armonia: A posição das letras deve ser de um mesmo tipo, para que se possa perceber a ligação
entre elas, de forma agradável aos olhos.
Incorreto Correto Note que as letras da primeira
escrita estão inclinadas para lados
diferentes. Isso torna o texto não
armônico e desagradável aos olhos de
quem lêem.
IV Limpeza: Toda escrita deve ser livre de manchas e borrados. Isso empobrece o texto e dá a
impressão de que o mesmo é fruto de uma pessoa desleixada. Note que na primeira escrita as
Incorreto Correto letras “m” e “z” estão borradas.
Deixando isso no texto, você dá a
entender duas coisas: que errou ao
escrever e que não passou o texto a
limpo.
V Elegância: Mantenha um mesmo tipo de letra e aprenda todas elas para não ter que misturar, por
exemplo, letras cursivas com as de imprensa. Isso deixa o texto deselegante e causa uma má
impressão sobre a pessoa que o escreveu. Note que na primeira escrita possue
Incorreto Correto letras manuscritas misturadas com
letras de imprensa (ou de forma).
Isso deixa o texto feio e dá a
entender que a pessoa não sabe como
escrever as letras manuscritas.
8. Conhecendo as partes de uma letra
Se olharmos para uma letra cursiva de perto, poderemos identificar partes fixas que independem do
tipo de letra. São elas:
A
Início Final B
Laço inferior C

A) Porção superior: É ocupada pelas hastes (barra do “t”), acentos, porção superior das letras maiúsculas, pontos (pingo do “i” e do “j” minúsculos).
B) Porção média: Ocupada pelas letras minúsculas, sem hastes.
C) Porção inferior: Ocupada por laços inferiores de algumas letras como “j”, “g” e outras. Esta parte tem que se limitar à próxima linha, quando escrita no caderno.

9. Conhecendo Grafologia
Já sabemos que a escrita é um meio de comunicação por sinais preestabelecidos. O que poucos sabem é que os
textos manuscritos (escritos a mão) possuem uma forma pessoal, possuem ESTILO PRÓPRIO, de quem
escreve,dando-nos a chance de conhecer a pessoa pela sua letra. A ciência que estuda isso é chamada de
grafologia.
Essa ciência nasceu por volta de 1792, na Europa, quando um escritor desconhecido publicou que é possível,
pela caligrafia individual, saber traços da personalidade e até conhecer a construção do corpo do dono da letra.
Isso despertou o interesse de muitos estudiosos, de modo que essa ciência foi notoriamente ganhando adeptos no
início do século XX, e em 1930, Max Pulver foi considerado um dos mestres da grafologia, pela lógica de suas
obras.
Hoje essa ciência só é ensina nas universidades européias e também nos cursos de alguns departamentos de
investigação do serviço de segurança dos Estados Unidos.Infelizmente parece que não temos conhecimento
acadêmico sobre esse assunto, produzido aqui no Brasil.
Os principais aspectos que se pode observar em um indivíduo, através da sua letra são: aptidões, caráter,
traços de personalidade, tendências emocionais e profissionais. Isso faz com que muitos departamentos de
recursos humanos das grandes empresas, peçam para que os candidatos a emprego escrevam cartas ou até mesmo
seus currículos a mão, para que se busque analisar se o candidato é quem a empresa está procurando para a
vaga.
Como o nosso curso não dispõe da intenção de entrar mais a fundo neste assunto, concluirei este tópico deixando
para o leitor, o estudo de dois esquemas de análise psicológica da direção da letra de um indivíduo.

Agora vamos começar a parte prática do curso. Mas lembre-se: a caligrafia é algo muito pessoal. O que você
treinará nas próximas páginas são apenas alguns modelos de letras cursivas para que você comece a desenvolver
a sua caligrafia. Em algumas letras você perceberá mais de um modelo. Fizemos isso para que você treine e
descubra qual é a que você mais gosta de escrever.
A partir de agora só dependerá do seu treino e esforço. Peça ajuda ao seu professor se sentir alguma
dificuldade.
Tenha ótimos estudos!
10. Mãos à obra: Treinamento básico (com linhas limitadoras)
a. Exercícios motores
01

05

10

15

20

25

28
a. Exercícios motores (continuação)
01

05

10

15

20

25

28
b. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Praticando o alfabeto maiúsculo
01
A - A - A- A- A- A- A- A- A- A- A

05
B-B-B-B-B-B-B-B-B-B

10
C-C-C-C-C-C-C-C-C-C
C
15
D-D-D-D-D-D-D-D-D-D

20
E-E-E-E-E-E-E-E-E-E

25 F - F - F - F - F - F - F - F - F -F

30
G - G - G - G - G - G - G -G -G-G
32
33
H - H - H - H - H - H -H -H -H-H -H

37
I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I
J -J -J -J - J - J-J-J -J - J -J-J
I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

41

K - K - K - K - K -K-K-K -K - K -K-K
46
L - L - L - L - L -L-L-L -L -L -L-L
M-M-M-M-M- M-M-M -M - M -M-M
51

N-N-N-N-N- N-N-N-N -N - N -N-N

56
O-O-O-O-O- O-O-O-O-O -O - O -O-O

61
P-P-P-P-P-P-P-P -P -P-P-P-P-P
32
65
Q-Q-Q-Q-Q-Q-Q-Q -Q -Q-Q- Q - Q -Q

69
R-R-R-R-R-R -R -R-R - R-R-R-R

S-S-S-S -S -S - S-S-S-S-S-S-S-S-S
I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

73

78
T-T-T-T -T -T - T-T-T-T-T-T-T-T-T-T

U-U-U-U -U -U -U-U-U-U-U-U-U-U
83
V-V-V-V -V -V -V-V-V-V-V-V-V-V

86 W-W-W-W -W -W -W-W-W-W-W-W
89 X-X-X-X -X -X -X-X-X-X-X-X-X-X
92
Y-Y-Y-Y -Y -Y -Y-Y-Y-Y-Y-Y-Y-Y-Y
94 Z-Z-Z-Z -Z -Z -Z-Z-Z-Z-Z-Z-Z-Z-Z
c. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Praticando o alfabeto minúsculo
01
a - a - a- a- a- a- a- a- a- a- a- a

05
b - b - b - b - b - b - b - b - b - b- b

10
c - c - c - c - c - c - c - c - c - c- c

15
d-d-d-d-d-d-d-d-d-d

20
e - e - e - e - e - e - e- e- e - e - e - e

25 f - f - f - f - f - f - f- f- f - f - f -f

30
g - g - g - g - g - g - g - g -g -g-g-g
32
33
h - h - h - h - h - h -h-h-h -h -h-h -h

37
i - i - i - i - i - i-i-i-i-i -i - i -i-i-i

I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I
j - j - j - j - j - j-j-j-j-j -j - j -j-j-j
41

k - k - k - k - k -k-k-k -k - k -k-k
46

l - l - l - l - l -l-l-l -l - l -l-l -l-l-l

51
m-m-m-m-m- m-m-m -m - m -m-m-m-m
n-n-n-n-n- n-n-n-n -n - n -n-n-n-n-n-n
56
o-o-o-o-o- o-o-o-o-o -o - o -o-o-o-o-o-o

p- p- p- p- p- p- p-p-p-p -p -p-p-p-p-p
61

32
q- q- q- q- q- q- q-q-q-q -q -q-q-q-q-q
33
r - r - r - r - r - r -r-r-r -r -r-r -r

37
s - s - s - s - s - s-s-s-s-s -s -s -s-s -s

I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

41
t - t - t - t - t - t- t- t- t- t- t -t -t -t -t

u - u - u - u - u -u-u-u -u - u -u-u
46

v - v - v - v - v -v-v-v -v - v -v-v -v-v-v

51
w-w-w-w-w- w-w-w -w - w -w-w-w-w-w
x-x-x-x-x- x-x-x-x -x - x -x-x-x-x-x-x
56
y-y-y-y-y- y-y-y-y-y -y - y -y-y-y-y-y-y

z- z- z- z- z- z- z- z-z-z-z-z-z-z-z-z-z
61

32
d. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Copiando textos.

01

05

I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

10

15

20

25

303
2
d. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Copiando textos.

01

05

I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

10

15

20

25

303
2
d. Exercitando a caligrafia cursiva primária: Copiando textos.

01

05

I - I - I - I - I - I-I-I -I - I -I-I-I

10

15

20

25

303
2