Você está na página 1de 8

Sinthesis Meth

Este livro é dedicado ao Hunter Beaser por ter proporcionado todo esse
conhecimento a nós de acordo com sua síntese.
Primeiramente vamos extrair a pseudoefedrina dos vicks para depois mistura-la
com Fosforo e Iodo.

O processo é bem simples:

---Fazendo Meth em casa:

-lista dos materiais quimicos:

Acido clorídrico diluído, pode ser comprado em loja de piscinas

Soda cáustica

Éter etílico- pode ser obitido do fluído do motor, comprado em mercado

Efedrína ou pefedrína- descongestionante nasal

Água destilada- nada a declarar

-Material:

conta gotas de vidro

Três vidrinhos com tampas (aproximadamente 90ml, mas não é importante) um


deve ter 45ml, use a tampa para marca-lo como éter

Um piréx

Uma jarra de vidro

Uma tesoura afiada

Luvas de borracha

Filtros de café

Um copo de medida
Colheres de medidas

-Preparando o laboratório:

Preparando o Éter

x Inflamável e líquido
x Não respirar

Pegue a garrafa não marcada e espirre o fluído de motor nela até a metade. Então
complete com água. ponha a tampa e misture por 2 minutos. deixe assentar por
um minuto ou dois e dê um tapa para tentar separar a camada superior límpida.
Então extraia a mesma com o conta-gotas e jogue fora a camada de baixo (água).
Ponha o Éter no vidro com marcação e faça isso até obter 25ml de Éter. ponha a
tampa e ponha no congelador se possível. Enxague o outro vidro e deixe
descansar.

-Preparando a Efedrína ou pefedrina:

despeje 1/4 de colher de chá de cristal de soda cáustica no vidro com efedrina e
agite com cuidado, pois a mistura irá esquentar e liberar H2, que é explosivo.
Repita o processo até a mistura ficar esfumaçada, isso neutraliza o HCL no sal,
deixando a base insolúvel de novo. Faça até ter 70 ml de desoxiefedrina.
Triture os comprimidos em um moedor de café. Irá ser

Encha as garrafas do passo anterior com o Éter, feche e agite por mais 2 minutos.
É muito importante que toda a base seja exposta ao Éter o máximo possível. isso
irá dissolver a base no Éter.

Deixe a mistura descansar. Haverá uma camada no meio bem espessa. bata no
lado da garrafa para afinar essa camada o máximo possível. É por isso que essa
gafarra deverá estar limpa.

Retire a camada superior (Éter) com o conta gotas. Tomando cuidado para não
pegar nada da camada do meio. Despeje o Éter numa outra garrafa

Adicione água o sulficiente para completar metade de garrafa e ponha 2 gotas de


ácido clorídrico. Tampe a garrafa. Misture por 2 minutos. Quando assentar, remova
a camada de cima e jogue fora. A base se uniu ao ácido, formando um ácido
sulúvel em água. Dessa vez nos livramos do Éter, TODO O ÉTER!

Evapore a solução no beker no fogo baixo. Você pode fazer isso no fogão ou no
microondas, cuidado com a sujeira.

xx Lote de 100mg de efedrina HCl estimado: 200mg (100% teoricamente,


desconsiderando HCl)

--Fazendo metanfetamina apartir da Efedrina, reduzindo-a a ácido Iodídrico (HI) e


fósforo vermelho

-Materiais necessários:

Várias caixas de fósforo

filtros de café

algo que meça ml e grama

Um recipiente, serve um pote com tampa

iodo

ácido iodídrico

fósforo vermelho

soda cáustica
-Fazendo Fósforo Vermelho:

A cabeça do fósforo é 50% fósforo vermelho. Deve-se raspar cada palito com uma
faca para retirar o fósforo vermelho, junto com sulfato de antimônio, e pequenas
quantidades de cola, oxido de ferro, MnO2, e farinha de vidro. Esses produtos não
estragarão seriamente a fórmula. O processo é tedioso e longo.

-Fazendo ácido iodídrico:

Esse ácido é feito misturando iodo com fósforo vermelho. Quando estiver fazendo
o ácido iodídrico, o ácido deve ser feito primeiro, e descansar por 5 min antes de
adicionar efedrina. A mistura produz muito calor, melhor fazer no gelo e lentamente
adicionar cristais de iodo à mistura de água e fosforo.

-Fazendo Meth:
Para a reação, um recipiente de 500ml é enchido com 80g de efedrina, 50g de
fósforo vermelho e 250ml de 47% de ácido iodídrico. O mesmo ácido pode ser
produzido adicionando 200g de cristais de iodo para 150g de fósforo vermelho em
200ml de água. Isso deve produzir ácido iodídrico forte o sulficiente. Não pode ser
dito com exatidão a força necessária. Com os ingredientes misturados no
recipiente, um condensador é encaixado ao recipiente e a mistura é Fervida por
um dia, esse tempo é necessário para melhores rendimentos. Enquanto estiver
cozinhando, a mistura é meio vermelha e bagunçada por causa do fósforo
vermelho boiando nela. Após cozinhar, o recipiente pode descançar e gelar, então
o produto deve ser misturado com a mesma quantidade de água. Então o fósforo é
filtrado para fora. Uma série de filtros de cafés será o suficiente para retirar o
fósforo vermelho da mistura. Essa deverá ter uma cor dourada. A cor vermelha
indica fósforo, filtre de novo. O fósforo filtrado pode ser usado novamente para
uma próxima vez. Se filtrar não adianta, pode ser que tenha iodo pela mistura,
pode ser resolvido adicionando alguns traços de bisulfato de sódio ou tiosulfato de
sódio. O próximo passo é neutralizar o ácido. Uma forte solução de soda cáustica
é misturada e adicionada à mistura até ficar extremamente básica. Isso traz a
metanfetamina como uma base sem liquidos boiando acima da água. A mistura
extremamente básica é balançada vigorosamente para garantir que toda a
metanfetamina tenha sido convertida à base. Agora você pode vender ou usar por
injeções.

Toda vez que uma mistura for fervida no grill, deverá ser esquentado retirando e
repondo os instrumentos estabilizando a temperatura para nem ferver demais e
nem esfriar demais.

Para transformar em cristais:

Deve-se fazer cristais de sal de hidrocloreto, algumas centenas de toluene


(solvente) são adicionadas à mistura e a base deve ser retirada, como de costume.
Se o cozimento foi cuidadoso, a cor do cristal será de claro para amarelo pálido.
Se esse for o caso, o produto está puro o sulficiente para se fazer cristais, basta
espumar gás de HCl seco pelo extrato de tolueno. Se o extrato estiver escuro, uma
destilação deve ser feita para conseguir a base da meth. O rendimento puro é de
10 a 20 gramas.