Você está na página 1de 2

4 Fases da Igreja.

Texto: 2 Reis 2.1-14

Introdução:

Ha história de Elias e Eliseu fala de


fases para alcançar a unção dobrada.
Assim também a igreja precisa buscar
insistentemente a unção de Deus para
cumprir seu propósito na terra.

Vejamos Quatro fases que a igreja


precisar passar:

I. A fase do “Amontoado de pedras”

“Gilgal” significa “um amontoado de


pedras”.

Nessa fase a igreja é um


amontoado de gente cheia de críticas,
ciúmes, disputas, politicagens e
coisas piores.

Eu, porém, irmãos, não vos pude


falar como a espirituais, e sim
como a carnais, como a crianças
em Cristo. (1Co 3:1)

Porquanto, havendo entre vós


ciúmes e contendas, não é assim
que sois carnais e andais segundo
o homem? (1Co 3:3),

Lembrando que foi em Gilgal


que os filhos de Israel que nasceram
no deserto foram circuncidados, ou
seja passaram a ser aliançados.

Em Gilgal a igreja precisa ter


o coração circuncidado para vencer o
amontoado.

II. A fase de se tornar “habitação de


Deus”

“Betel” significa “casa de Deus”.

Quando deixamos de ser um


amontoado de gente cheia de obras
da carne e deixamos Deus mudar
nossos corações passamos a ser
morada de Deus.

Pois passamos a ser templo


do Espírito Santo.

Acaso, não sabeis que o vosso


corpo é santuário do Espírito
Santo, que está em vós, o qual
tendes da parte de Deus, e que não
sois de vós mesmos? (1Co 6:19)
E Ele tem ciúmes de nós, não
podemos ser casa de Deus e amar o
mundo.

III. Terceira fase: a Igreja torna-se


“lugar de fragrância”

“ Jericó” significa lugar de fragrância


ou cidade do bálsamo.

Um lugar onde o perfume de


Cristo é exalado, tornando-se um
atrativo aos que estão no lado de fora,
sem o conhecimento do Senhor.

Graças, porém, a Deus, que, em


Cristo, sempre nos conduz em
triunfo e, por meio de nós,
manifesta em todo lugar a
fragrância do seu conhecimento.
(2Co 2:14)

Porque nós somos para com Deus o


bom perfume de Cristo, tanto nos
que são salvos como nos que se
perdem. (2Co 2:15)

IV. Quarta fase: a Igreja torna-se um


lugar de quebrantamento”.

“Jordão” significa aquele que desce”

Porque assim diz o Alto, o


Sublime, que habita a eternidade,
o qual tem o nome de Santo:
Habito no alto e santo lugar, mas
habito também com o contrito e
abatido de espírito, para
vivificar o espírito dos abatidos e
vivificar o coração dos contritos.
(Is 57:15)

Deus habita com o quebrantado e


contrito de coração.

Conclusão:

Assim do outro lado do


Jordão, a igreja recebe um novo
manto, uma unção maior, uma
capacitação maior, uma capacitação
muito mais poderosa e eficaz.

Elias terminou no Jordão,


Eliseu começou seu ministério forte no
Jordão.

Uma igreja com unção


verdadeira necessariamente é iniciada
e terminada no Jordão.