Você está na página 1de 18

1.

ANÁLISE DO SECTOR

1.1. Análise PEST

Quadro 1: Análise PEST da Serralharia DESA, Lda.

Ambiente Político (P)  Apoio por parte do governo à implantação de novas


empresas nacionais no território Moçambicano;
 Estabilidade política na área onde desejamos implantar a
serralharia DESA, Lda.
Ambiente Económico (E)  Potencial público-alvo com poder de compra
suficientemente forte para aderir aos nossos produtos e
serviços.
 Disponibilidade de instituições bancárias para a concessão
de impréstimos.
Ambiente Sociocultural (S)  Crescente procura de artigos e serviços de serralharia.

De frisar que a forma como a nossa organização irá oferecer seus


produtos e serviços é que contribui para a crescente procura dos
mesmos.
Ambiente Tecnológico (T)  Existência a nível nacional, de fornecedores de maquinaria
necessária para o funcionamento do negócio de serralharia
do nível da DESA, Lda.
 E de forma a garantir maior rentabilidade na organização,
optar-se-á o uso de tecnologia de ponta (máquinas
industriais).
Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016.

1.2. Análise SWOT

Para uma organização saber como posicionar-se no mercado precisa conhecer suas Forças,
Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. VIDE APÊNDICE 19: ANÁLISE SWOT DA DESA,
LDA

1.3. Perspectivas e Tendências Futuras

A Serralharia DESA, Lda. Pretende expandir-se abrindo sucursais em xai-xai, Chókwè e


Manjacaze e aumentar o nível de serviços prestados e artigos de serralharia oferecidos em um
período estimado de 4 anos.

1
1.4. Segmentação do Mercado

Indústria e comércio
Sector Global

Indústria
Mercado Global

Prestação de serviços de
serralharia e produção de
Segmento de Mercado portões, janelas, fogões e
grades e outros artigos.

Instituições públicas, privadas,


residentes do bairro Chimundo
Mercado Alvo e no geral da cidade de Chibuto
que procuram artigos e serviços
de serralharia.

Figura 1: Segmentaçao do mercado da DESA, Lda.

Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016

1.5. Análise dos concorrentes

Os concorrentes são de pequena dimensão, sem nenhuma estrutura, em poucas palavras pode-
se dizer que estas serralharias actuam em condições precárias, ou seja, todas elas tem falta de
instalações adequadas para desenvolver a actividade, e nenhuma delas oferece uma gama tão
ampla em serviços quanto a Serralharia DESA, Lda. VIDE EM APÊNDICE 10: O QUADRO
DA ANÁLISE DOS POTENCIAIS CONCORRENTES DA DESA, LDA.

2
1.6. Análise dos Fornecedores

Para a sua actuação, a DESA, Lda. irá contar com três fornecedores de insumos (matérias-primas), nomeadamente Construa, Sotubos e
Builders Ware House. Estas empresas tem um excelente atendimento e duas delas Construa e Builders Ware House serão ao mesmo
tempo fornecedores de equipamentos (máquinas e todo material de investimento).

Quadro 2: Análise dos Fornecedores da Serralharia DESA, Lda.

Ordem Descrição dos Itens a Nome do Fornecedor Preço Condições de Localização Descrição dos
Serem Adquiridos pagamento Itens a Serem
Adquiridos
1 Vide a lista na Builders Werehouse Vide os preços na Vendas à pronto EN2 – AV. De Vide a lista na
cotação, no ANEXO 1 Matola cotação, no pagamento. Namaacha – cotação, no
ANEXO 1 Matola – Maputo ANEXO 1
2 Vide a lista na SOTUBOS – Tubos Vide os preços na Vendas à pronto AV. DAS F.P.L.M. Vide a lista na
cotação, no ANEXO 1 de moçambique, Lda. cotação, no pagamento. – 220-226 – cotação, no
ANEXO 1 MAPUTO – ANEXO 1
MOÇAMBIQUE
3 Vide a lista na Construa (Maputo) Vide os preços na Vendas à pronto AV. de Angola Vide a lista na
cotação, no ANEXO 1 cotação, no pagamento. 2900 – Maputo – cotação, no
ANEXO 1 Moçambique ANEXO 1
Elaborado pelo grupo, 2016

VIDE EM APÊNDICE 11: UMA BREVE DESCRIÇÃO DOS FORNECEDORES DE MATÉRIA-PRIMA DA DESA, LDA.

VIDE EM ANEXO 1: COTAÇÕES DA BUILDERS WARE HOUSE, CONSTRUA E SOTUBOS, LDA.

3
1.7. Análise dos Clientes

Quadro 3: Análise dos Clientes da serralharia DESA, Lda.

Características Gerais dos Interesses e Comportamentos dos Segmento de Mercado (Mercado alvo) Localização dos Clientes
Clientes Clientes
 Os nossos potenciais  Os clientes foram precisos ao  Tendo em conta a durabilidade e  Para localizar a
clientes possuem boa afirmar que necessitam de resistência associada aos artigos nossa empresa, os
capacidade uma serralharia que ofereça que iremos oferecer, a nossa nossos clientes não
financeira para artigos produzidos aos produção estará focalizada para irão passar por
aderirem aos nossos moldes da serralharia DESA, todos que estiverem aptos a pagar nenhuma
serviços, visto que a Lda. um preço prémio pelos nossos dificuldade, visto
margem dos salários  As serralharias localizadas na produtos e serviços (optamos em que estará situada a
por eles auferidos cidade de Chibuto não focalizar o nosso potencial beira da estrada
encontram-se acima conseguem atender as público-alvo porque quem N1-Chibuto ao
de 8,000.00 necessidades do público- procura vender para todos, acaba lado da padaria
Meticais. alvo. não vendendo para ninguém). Chimundo.
O que observa-se em relação  Actualmente, os clientes  No caso em que o cliente for a
ao poder de compra dos percorrem longas distâncias encomendar um determinado
nossos potenciais clientes para aceder a estes serviços e bem, a determinação do preço
(Exemplo: número elevado nos parâmetros por eles estará relacionado com o custo
de novas habitações de desejados (alguns deslocam- incorrido para a obtenção do tipo
grande envergadura sendo se até a vizinha África do Sul de matéria-prima por ele
erguidas no bairro para adquirir artigos de escolhido para a produção do
Chimundo). serralharia). artigo.
Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016

Realçar que para a obtenção da informação apresentada no quadro acima foi utilizado o inquérito (questões fechadas) como ferramenta,
de modo a garantir que a informação pudesse ser analisada e compilada com precisão.

4
2. DESCRIÇÃO DO EMPREENDIMENTO

A Serralharia DESA, Lda. será uma sociedade comercial por quotas de responsabilidade limitada.
Constituída por dois sócios, será especializada na prestação de serviços de serralharia,
nomeadamente na produção de artigos como portões, grades, janelas, etc. Esta localizar-se-á na
Província de Gaza, Distrito de Chibuto, Bairro Chimundo.

A empresa contará com um espaço para armazenamento de equipamentos, de matérias-primas e


de produtos acabados, uma loja que servirá como montra para os produtos acabados, um alpendre
(área técnica da empresa), técnicos devidamente especializados na área e será equipada com
máquinas de ponta, as melhores e mais conceituadas referências do mercado. Estará disponível
também um parque de estacionamento e uma sala de espera climatizada para os clientes.

A luz do Estatuto aprovado pelo Decreto nº 44/2011 de 21 de Setembro, o Estatuto Geral das
MPME’s1 esse negócio é uma pequena empresa, pois o seu número de trabalhadores está à cima
de 5 porém não excedendo os 49, ou seja, possui concretamente 6 trabalhadores e o seu volume
anual de negócio é igual a 4,012,800.00 Meticais e é superior a 1,200,000.00 Meticais.

Os sócios da empresa possuem algumas habilidades técnicas sobre a ideia de negócio de


serralharia, porém não seja o suficiente para conhecer na íntegra a área em exploração. Possuem
experiência no corte e soldagem de metais e na venda de artigos de serralharia.

 Missão: Prestar serviços de serralharia com a qualidade desejada pelos clientes de forma
eficaz e fornecer artigos com durabilidade superior a dois anos a preços justos.
 Visão: Ser uma referência na prestação de serviços de serralharia ao nível do distrito de
Chibuto em 3 anos após o início das actividades.
Objectivos:

 Aumentar o volume de vendas anuais em 10% ao ano, apartir do terceiro ano de actuaçao
da empresa;
 Expandir o negócio instalando uma sucursal no centro da cidade de Chibuto 3 anos após
o inicio das actividades.

1
MPME’s – Micro, Pequenas e Médias Empresas.

5
3. PLANO DE PRODUÇÃO

3.1. Processo de Produção (quantidade subcontratada)

O processo de produção da DESA irá seguir oito etapas: A primeira etapa consiste na aquisição da
matéria-prima necessária para a produção do artigo e em seguida na segunda fase é feita a devida
mensuração (esquadrias por exemplo), daí procede-se com a terceira fase que consiste no corte do
material de acordo com as medidas anteriormente determinadas, segue-se então a fase quatro a
soldagem de onde forma-se a estrutura e a consistência do artigo, após estruturado o produto é
feita a limagem para retirar o chamado carvão nas partes soldadas, depois de se fazer a limagem
prossegue-se com a realização dos acabamentos na fase 6 que consistem na colocação de algumas
peças no produto (por exemplo em portões pode-se montar dobradiças, fechos e rebites), depois
segue a fase 7 da pintura do produto do artigo com zarcão para protegê-lo da ferrugem e por fim é
feita a instalação ou montagem do produto . VIDE APÊNDICE 22: PROCESSO DE
PRODUÇÃO (FIGURA)

3.2. Instalações Físicas

A nossa instalação contará com um armazém para o material e matérias-primas de 10,5 metros de
largura e 4.5 metros de comprimento, um alpendre com 14 metros de largura e 7 metros de
comprimento, que será a área técnica da empresa, ou seja, onde serão feitas todas actividades de
produção, a entrada principal com 4 metros dá acesso ao alpendre e ao lado existirá uma sala de
espera com 2,5 metros de largura e 7 metros de comprimento e esta dará acesso ao escritório com
3.5 metros de largura e 4.5 de comprimento e a loja com 3.5 metros de largura e um comprimento
de 7 metros. E ainda terá 2 balneários ambos 2 metros de largura e um comprimento de 4.5 metros,
um vestiário com as mesmas mensurações que os balneários e por fim um estacionamento do lado
de fora das instalações com 6 metros de comprimento e uma largura de 20 metros.2

3.3. Maquinaria e material Necessário

A maquinaria que a DESA irá usar é de carácter industrial, o que condiz com o tipo e a dimensão
das actividades que serão desenvolvidas na empresa. Toda maquinaria e equipamentos necessários

2
VIDE EM APÊNDICE 12: A PLANTA DAS INSTALAÇÕES DA SERRALHARIA DESA, LDA.

6
existe no mercado interno, portanto a aquisição deste material será feita a nível nacional. 3 VIDE
EM ANEXO 1: COTAÇÕES DA BUILDERS WAREHOUSE E CONSTRUA, LDA.

Quadro 4: Informações do fornecedor de Maquinaria

Informações do fornecedor de Maquinaria

Empresa fornecedora 1: Builders Warehouse vide descrição no apêndice 2.

Empresa fornecedora 2: Construa, Lda. vide descrição no apêndice 2.


Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016

3.4. Mobiliário e Equipamentos

Com o intuito de deixar as instalações da empresa com um ambiente confortável e atrativo,


adquirir-se-á mobiliário e equipamentos necessários. E de modo a credibilizar a informação sobre
os preços do mobiliário e equipamentos necessários, apresentar-se-ão em anexo os screen shots da
aquisição e em apêndice a lista.4 VIDE APÊNDICE 20: TABELA DE MOBILIÁRIO E
EQUIPAMENTOS DA EMPRESA

3.5. Consumíveis

Para que possa actuar, a empresa irá precisar de consumíveis de escritório e consumíveis de
produção. E a restituição destes consumíveis será feita mensalmente. VIDE APÊNDICE 14:
DESCRIÇÃO DOS CONSUMÍVEIS DA EMPRESA (CUSTO VARIÁVEL).

3.6. Matéria-prima

A matéria-prima será adquirida nos fornecedores cuja informação encontra no apêndice 2, e a


reposição será feita mensalmente (frisar que caso haja necessidade poderemos fazer a reposição
antes do mês findar). A informação sobre a matéria-prima da serralharia DESA encontra-se
descrita na tabela em apêndice.VIDE APÊNDICE 15: CUSTO DA MATÉRIA-PRIMA (CUSTO
VARIÁVEL)

3 VIDE APÊNDICE 23: TABELA MAQUINARIA DA SERRALHARIA DESA


VIDE EM APÊNDICE 13: A DESCRIÇÃO DAS FERRAMENTAS DA DESA, LDA.
4 VIDE EM ANEXO 2: OS SCREEN SHOTS DA AQUISIÇÃO DE MOBILIARIOS E EQUIPAMENTOS DA EMPRESA

VIDE EM ANEXO 3: A COTAÇÃO DA MULTISERVIÇOS E A FORNECEDORA DE CONSUMIVEIS E EQUIPAMENTOS.

7
4. PLANO OPERACIONAL

4.1. Descrição do Funcionamento da Empresa

A serralharia DESA, Lda. funcionará de Segunda a Sábado das 8horas até as 16horas, sem
interrupções e aos Domingos só irá abrir em caso de pedidos especiais de clientes.

Etapas cronológicas do atendimento ao cliente

O atendimento ao cliente na empresa será feito em duas vertentes, no atendimento 1 o cliente


procura encomendar um produto ao seu critério; e no atendimento 2, os clientes buscam artigos de
serralharia que já estejam feitos e armazenados na empresa. VIDE APÊNDICE 21: ETAPAS
CRONOLÓGICAS DO ATENDIMENTO AO CLIENTE

4.3. Tecnologia Utilizada

Actualmente é notável a abundância de maquinaria de ponta e ferramentas para serralharia ao nível


interno. Portanto tendo em conta esta vantagem, a empresa estará equipada com uma máquina do
tipo industrial capaz de derreter qualquer tipo de electrodos sem nenhuma dificuldade. E ainda terá
uma pequena máquina inversor muito potente, com facilidade para o deslocamento e esta está
capacitada a soldar mesmo com energia fraca sem dificuldades.

4.4. Proposições de Vendas Exclusivas

De modo a conquistar a fidelidade dos clientes ocasionais até que os mesmos se tornem efectivos
consumidores da serralharia DESA, Lda., oferecemos as seguintes propostas de vendas exclusivas:

 Soldagem de alumínio, ferro fundido e aço inox;


 Pintura com tinta zarcão gratuita para artigos como (portões, fogões e grades); e
 Na compra de dois fogões, o cliente ganha uma grelha grátis para um dos fogões.

8
5. PLANO DE MARKETING

5.1. Marketing Mix

Quadro 5: Marketing Mix da empresa

Produto A serralharia DESA, Lda. pretende comercializar artigos de serralharia (fogões,


portões, grades, grelhas, tripés de lenha, estruturas metálicas- como alpendres e
máquina de produção de blocos).
A DESA, Lda. não irá limitar-se somente na produção, mas também dedicar-se-
á na prestação de serviços de serralharia (montagem e reparação de portões,
grades, fogões, carrinhas de mão, bicicletas)
Preço A DESA, Lda. aplicará os preços em seus artigos tendo em conta os custos
incorridos, a resistência do material utilizado, a margem do lucro e a capacidade
financeira dos seus potenciais clientes. Ou seja, o preço será directamente
proporcional a qualidade do material usado para a produção de cada artigo.

Praça/Distribuição A nossa empresa estará localizada ao lado da padaria Chimundo, enfrente a


estrada N1 de Chibuto, onde serão comercializados artigos de serralharia e
prestados serviços relacionados com o nosso campo de actuação.
No que tange a distribuição, de modo a diferenciar-se das outras serralharias e
tornar eficazes e eficientes as suas actividades, DESA, Lda terá uma viatura
(Camioneta) que fará entregas ao domicílio.
Promoção De forma a promover os seus serviços, a serralharia DESA, Lda. fará anúncios
constantemente na rádio Chibuto e internet, falando dos preços promocionais,
beleza e resistência dos produtos oferecidos.
Fonte: Elaborado pelo grupo 2016

5.2. Custos Fixos da serralharia DESA, Lda.

De modo a garantir que as actividades da empresa decorram plenamente, a empresa terá de suportar
custos fixos com o pagamento dos trabalhadores, energia, telefone fixo, internet, água,
publicidade, manuntenção e reparação dos equipamentos e pagamento de seguros. VIDE
APÊNDICE 16: TABELA DE CUSTOS FIXOS DA EMPRESA

VIDE ANEXO 5: CONTRACTOS COM A EDM, TDM, EMSAS (CONTRACTO DE ÁGUA)


E INSS

9
5.3. Formas de recrutamento do Pessoal da empresa

O sucesso no processo de produção, eficácia, eficiência e a promoção de uma boa imagem da


empresa depende do pessoal que encontra-se a trabalhar na mesma.

De modo a alertar e atrair mão-de-obra necessária para a empresa, faremos anúncios na rádio e nas
nossas páginas oficiais na internet (facebook, instagram e o site da empresa), é importante que
antes de contratar o pessoal, se passe de um processo cuidadoso de recrutamento que irá obedecer
as seguintes cinco fases: VIDE APÊNDICE 24: FASES DE RECRUTAMENTO

5.4. Custo com Pessoal

Tabela 3: Custo com pessoal

Nome Cargo Qtd C. Unitário C. Mensal C. Anual


Dércio Nhantumbo Gestor de Marketing, 1 10,000.00 10,000.00 120,000.00
vendas, contabilista e
caixa
Manuel Zita Gestor Financeiro, 1 10,000.00 10,000.00 120,000.00
operacional e de
Recursos Humanos
José Boneco Mestre de produção 1 7,000.00 7,000.00 84,000.00
Colaborador 1 Ajudante 2 8,000.00 8,000.00 96,000.00
Colaborador 2 Guarda 1 3,000.00 3,000.00 36,000.00
Total 6 38.000.00 456,000.00
Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016.

10
6. PLANO ORGANIZACIONAL E DE RECURSOS HUMANOS

6.1. Forma de Propriedade

A Serralharia DESA, Lda. será introduzida ao mercado como sendo uma sociedade composta por
dois (2) sócios: Dércio Domingos Nhantumbo e Manuel

Sábado Zita e a fonte de financiamento será 100% capital alheio financiada pelo Banco Comercial
de Investimento (BCI). O mesmo estará distribuído em forma de recursos (dinheiro, equipamento,
ferramentas) instalados pelos proprietários na constituição do empreendimento. Numa primeira
fase a empresa contará com um total de 6 trabalhadores incluindo os sócios. A quota de
participação de cada sócio está ilustrada no quadro a baixo:

Quadro 6: Quota de paricipação dos sócios/ Constituiçao da Empresa

Nome do sócio % De participação


Dércio Nhantumbo -
Manuel Zita -
BCI 100%
TOTAL 100%

6.2. Autoridade dos Directores

Quadro 7: Quadro das responsabilidades dos sócios

Nome Responsabilidade
Dércio Domingos Nhantumbo Gestor de Marketing e vendas, Contabilista & Caixa
Manuel Sábado Zita Gestor Financeiro, Operacional & RH
Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016.

6.3. Experiência da Equipe Administrativa

Quadro 8: Experiência dos Sócios da empresa

Nome dos directores Experiencia no sector das actividades desenvolvidas


Excelente Bom Razoável Suficiente
Dércio Nhantumbo 
Manuel Zita 
Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016.
11
6.4. Organograma da Empresa

Organograna da serralharia DESA, Lda.

Gestor Financeiro,
Operacional & RH

Gestor de Marketing
e vendas,
Mestre de Ajudantes Contabilista & Guarda
Produção
Caixa

Figura 3: Organograma da Serralharia DESA, Lda.

Fonte: Elaborado pelo grupo, 2016.

6.5. Funções e Responsabilidades dos Membros da Organização

Para garantir o pleno funcionamento de uma organização é importante que haja uma boa
coordenação e troca de sinergias entre os membros da mesma.

VIDE EM APÊNDICE 18: AS FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES DOS MEMBROS DA


ORGANIZAÇÃO E O CURRICULUM VITAE DOS SÓCIOS DA EMPRESA.

12
7. AVALIAÇÃO DE RISCO

7.1. Planos de Contingência

Quadro 9: Plano de metigação de riscos

Riscos Plano de mitigação


 Incerteza por parte dos clientes.  Produzir amostras de artigos de serralharia
com modelos exclusivos. (Ex: modelos Sul
Africanos).
 Investir no atendimento de modo a conquistar
os clientes, convida-los a voltar sempre até
que sejam nossos fiéis clientes.
Focalizando deste modo na mudança de clientes
ocasionais para clientes regulares e de clientes
regulares para consumidores intensivos dos artigos da
DESA, Lda.
 Cortes frequentes de corrente eléctrica.  Adquirir um gerador de modo a não parar com
as actividades da empresa de acordo com a
urgência do cliente. De salientar que o uso do
gerador irá influenciar na elevação do preço
em uma percentagem equivalente a dimensão
do trabalho.
 Incêndios e roubos  Compra de institores de incêndio;
 Contratação de um guarda (respectivamente).
Fonte: Elaborado pelo grupo 2016

7.2. Avaliação dos Pontos Fracos do Negócio

 Cortes frequentes de corrente eléctrica;


 Poucos conhecimentos dos sócios sobre esse ramo de actuação; e
 Aumento do custo da matéria-prima devido a constante desvalorização da moeda.

13
8. PLANO FINANCEIRO

8.1. Capital Giro

O capital giro calculado é de 218,855.1, onde fez se o somatório da matéria-prima, consumíveis


(escritório e de produção) e fornecimento e serviços de terceiros, de modo a garantir com que as
actividades da empresa ocorram plenamente.

Capital de Giro = Matéria-prima + Consumíveis + Fornecimento e serv. de terc.

Capital de Giro = 167,095.1 + 21,960 + 29,800.00

Capital de Giro = 218,855.1

VIDE APÊNDICE 17: A TABELA DE FORNECIMENTO E SERVIÇOS DE TERCEIROS

8.2. Investimento Inicial

O valor orçamentado para o início da actividade económica da serralharia DESA é de 680,825.85,


que provirá de um empréstimo bancário, por ser remunerado durante o período de 10 (dez) anos a
uma taxa mensal de 27%.5

8.3.Indicadores de Viabilidade Económico – Financeira do negócio

8.3.1. Previsão das Despesas, Receitas e Lucros Operacionais

No seio das actividades operacionais da serralharia DESA, Lda., as receitas mensais foram
previstas no valor de 334,400.00, incorrendo custos avaliados em 321,323.95, o que proporciona
à empresa um lucro mensal de 13,076.05. VIDE APÊNDICE 2: A PREVISÃO DAS DESPESAS,
RECEITAS E LUCROS OPERACIONAIS

5VIDE APÊNDICE 1: INVESTIMENTO INICIAL DA SERRALHARIA DESA, LDA


VIDE ANEXO 4: TABELA DE AMORTIZAÇÃO DO EMPRÉSTIMO

14
8.3.2. Projecção do Fluxo de Caixa Mensal

Foi apresentado no apêndice 10 o fluxo de caixa mensal. VIDE APÊNDICE 3: PROJECÇÃO


DO FLUXO DE CAIXA MENSAL

8.3.3. Taxa de Retorno Operacional (ARR)

A taxa de retorno operacional irá proporcionr ao investimento, lucros médios em 58%. VIDE
APÊNDICE 4: TAXA DE RETORNO OPERACIONAL DA DESA, Lda.

8.3.4. Períodos de Recuperação do Investimento (PAYBACKS)

Os PAYBACKS da empresa são alcançados durante o período de vida do empreendimento, sendo


o payback simples obtido em 11,99 meses e 26.814 dias que correspondem a 1 ano e 27 dias, e o
payback descontado alcançado em 45.58 meses e 24 dias que correspondem a aproximadamente 4
anos e 24 dias. Assim sendo conclui-se que o projecto é viável. VIDE APÊNDICES 5:
DEMONSTRAÇÃO DOS PAYBACKS DA EMPRESA

8.3.5. Valor Actual Líquido (VAL) e Taxa Interna de Retorno (TIR)

Valor Actual Líquido (VAL)

O plano da empresa indica que o Valor Presente Liquido é positivo (VAL> 0), sendo VAL =
202,458.42, o que torna o investimento viável.

Taxa Interna de Retorno (TIR)

A taxa aplicada no mercado corresponde a 27% e é menor em relação a Taxa Interna de Retorno,
que é de 35%. Deste modo o TIR é fiável porque proporciona um retorno de 35%.6

6
VIDE APÊNDICE 6: VALOR ACTUAL LÍQUIDO (VAL) E TAXA INTERNA DE RETORNO (TIR)

15
8.4. Análise da Relação entre Custo-Volume-Resultados

A análise custo-volume-resultados da empresa indica que o ponto de equilíbrio da empresa é igual


à 59, isto é, a empresa deve produzir e vender no mínimo 59 unidades para que não tenha prejuízo.
VIDE APÊNDICE 7: ANÁLISE DA RELAÇÃO CUSTO-VOLUME-RESULTADO

8.5. Balanço Patrimonial

Ilustra o património da empresa, a quando da sua constituição.

VIDE APÊNDICE 8: O BALANÇO PATRIMONIAL INICIAL DA EMPRESA

8.6. Demonstração de resultados

A serralharia DESA, Lda. possui um RAI positivo igual a 123,202.00 portanto consequentemente
os resultados líquidos da empresa são também positivos e estão estimados em 113,170.00 meticais.

VIDE APÊNDICE 9: A DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS DA EMPRESA

9. APÊNDICES
10. ANEXOS
11. FERRAMENTAS DE COLECTA DE DADOS

16
ÍNDICE
Conteúdo Páginas
1. ANÁLISE DO SECTOR ............................................................................................................ 1

1.1. Análise PEST ....................................................................................................................... 1

1.2. Análise SWOT ..................................................................................................................... 1

1.3. Perspectivas e Tendências Futuras....................................................................................... 1

1.4. Segmentação do Mercado .................................................................................................... 2

1.5. Análise dos concorrentes ..................................................................................................... 2

1.6. Análise dos Fornecedores .................................................................................................... 3

1.7. Análise dos Clientes ............................................................................................................. 4

2. DESCRIÇÃO DO EMPREENDIMENTO ................................................................................. 5

3. PLANO DE PRODUÇÃO .......................................................................................................... 6

3.1. Processo de Produção (quantidade subcontratada) .............................................................. 6

3.2. Instalações Físicas ................................................................................................................ 6

3.4. Mobiliário e Equipamentos .................................................................................................. 7

3.5. Consumíveis......................................................................................................................... 7

3.6. Matéria-prima ...................................................................................................................... 7

4. PLANO OPERACIONAL .......................................................................................................... 8

4.1. Descrição do Funcionamento da Empresa ........................................................................... 8

4.3. Tecnologia Utilizada ............................................................................................................ 8

4.4. Proposições de Vendas Exclusivas ...................................................................................... 8

5. PLANO DE MARKETING ........................................................................................................ 9

5.1. Marketing Mix ..................................................................................................................... 9

5.2. Custos Fixos da serralharia DESA, Lda. ............................................................................. 9

5.3. Formas de recrutamento do Pessoal da empresa................................................................ 10

5.4. Custo com Pessoal ............................................................................................................. 10

17
6. PLANO ORGANIZACIONAL E DE RECURSOS HUMANOS ........................................... 11

6.1. Forma de Propriedade ........................................................................................................ 11

6.2. Autoridade dos Directores ................................................................................................. 11

6.3. Experiência da Equipe Administrativa .............................................................................. 11

6.4. Organograma da Empresa .................................................................................................. 12

6.5. Funções e Responsabilidades dos Membros da Organização ............................................ 12

7. AVALIAÇÃO DE RISCO........................................................................................................ 13

7.1. Planos de Contingência ...................................................................................................... 13

7.2. Avaliação dos Pontos Fracos do Negócio .......................................................................... 13

8. PLANO FINANCEIRO ............................................................................................................ 14

8.1. Capital Giro ........................................................................................................................ 14

8.2. Investimento Inicial ........................................................................................................... 14

8.3.Indicadores de Viabilidade Económico – Financeira do negócio ....................................... 14

8.3.1. Previsão das Despesas, Receitas e Lucros Operacionais ............................................ 14

8.3.2. Projecção do Fluxo de Caixa Mensal.......................................................................... 15

8.3.4. Períodos de Recuperação do Investimento (PAYBACKS) ........................................ 15

8.3.5. Valor Actual Líquido (VAL) e Taxa Interna de Retorno (TIR) ................................. 15

8.4. Análise da Relação entre Custo-Volume-Resultados ........................................................ 16

8.5. Balanço Patrimonial ........................................................................................................... 16

8.6. Demonstração de resultados .............................................................................................. 16

9. APÊNDICES............................................................................................................................. 16

10. ANEXOS ................................................................................................................................ 16

11. FERRAMENTAS DE COLECTA DE DADOS .................................................................... 16

18

Você também pode gostar