Você está na página 1de 3

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de S.

Roque
Curso de Educação e Formação de Adultos (nível secundário)
Cultura, Língua, Comunicação
Unidade de Competência: 7 Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais
Formadores: Sónia Ornelas e Fernanda Lemos

Citações do Tema Saber

O sábio sabe que ignora

Fonte: "Monte de Pedras"


Autor: Hugo , Victor

Não devemos julgar os homens por aquilo que eles ignoram, mas
por aquilo que sabem, e pela maneira como o sabem
Autor: Vauvenargues , Luc de Clapiers

Só sei que nada sei


Autor: Sócrates

O homem realmente culto não se envergonha de fazer perguntas


também aos menos instruídos
Autor: Lao-Tsé

A sabedoria da vida é sempre mais profunda e mais vasta do que a sabedoria dos
homens
Fonte: “Os Vagabundos”
Autor: Gorky , Máximo

O grau mais elevado da sabedoria humana é saber adaptar o seu


carácter às circunstâncias e ficar interiormente calmo apesar das
tempestades exteriores
Fonte: “Robinson Crusoé”
Autor: Defoe , Daniel

O que não sabe é um ignorante, mas o que sabe e não diz nada é
um criminoso
Autor: Brecht , Bertolt
Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de S. Roque
Curso de Educação e Formação de Adultos (nível secundário)
Cultura, Língua, Comunicação
Unidade de Competência: 7 Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais
Formadores: Sónia Ornelas e Fernanda Lemos

Geralmente aqueles que sabem pouco falam muito e aqueles que


sabem muito falam pouco
Autor: Rousseau , Jean Jacques

Se não sabes, aprende; se já sabes, ensina


Autor: Confúcio

O que impede de saber não são nem o tempo nem a inteligência, mas
somente a falta de curiosidade
Fonte: “Pensamento em Farmácia de Província”
Autor: Silva , Agostinho

1 – Em pares, escolham uma citação acerca do saber e façam um


comentário escrito sobre a mensagem presente na citação
escolhida.
Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de S. Roque
Curso de Educação e Formação de Adultos (nível secundário)
Cultura, Língua, Comunicação
Unidade de Competência: 7 Núcleo Gerador: Saberes Fundamentais
Formadores: Sónia Ornelas e Fernanda Lemos

FÁBULA DA RAPOSA E DO MOCHO

Uma raposa passou por um souto e sentiu piar um mocho;


disse ela para si:
– Ceia já eu tenho.
E foi muito sorrateira trepando pelo castanheiro em que
estava piando o mocho, e filou-o.
O mocho conheceu a sorte que o esperava, e viu que não
podia livrar-se da raposa sem ser por ardil. Disse então para
ela:
– O raposa, não me comas assim como qualquer frango desses
que furtas pelos galinheiros; tu também sabes andar à caça
de altanaria, e é preciso que todos o saibam. Agora que me
vais comer, grita bem alto:
«Mocho comi!»
A raposa levada por aquela vaidade, gritou:
– Mocho comi!
– A outro sim, que não a mim! replicou-lhe o mocho caindo-lhe
de entre os dentes e voando pelo ar fora, livre do perigo.
(Airão)

A fábula é uma narrativa, em forma de prosa ou verso, cujas


personagens são geralmente animais com características
humanas, que sustentam um diálogo, cujo desenlace reflecte
uma lição de moral.

1 – Após ter lido esta fábula portuguesa, responda às


questões que se seguem:

1.1 – Identifique o assunto principal do texto.


1.2 -Retire da fábula a lição de moral que ela encerra.
1.3 – Escreva um provérbio que se adequa a esta fábula.
1.4 – Dê exemplos de “saberes” que adquiriu ao longo da
vida e que lhe foram úteis no seu quotidiano.