Você está na página 1de 2

Primeira Igreja Batista do Rio de Janeiro

Estudo 7 – A carta aos Efésios (II) – A paixão de um missionário


Efésios 3
Elaborado por Lincoln A. A. Oliveira
lincoln@pibrj.org.br

1. A prisão e a paixão várias raças. Há diversos episódios de


curas de gentios nas narrativas dos
O autor da carta aos Efésios, o Evangelhos. Os magos do oriente que
Apóstolo Paulo, encontrava-se preso foram homenagear o menino Jesus,
em Roma como conseqüência da ação eram gentios e na própria genealogia
de judeus legalistas que queriam matá- de Jesus, há quatro mulheres gentias.
lo. Eles pretendiam com isso, impedi-lo
de pregar o Evangelho aos gentios. 3. O Mistério
Muitos judeus achavam que a salvação
era apenas para eles, povo eleito, não Nesse capítulo 3 de Efésios, Paulo fala
admitindo que outros povos pudessem de um mistério que tem a ver com
ser salvos. Cristo e a igreja. Esse mistério é
desconhecido para os não crentes,
Quando Paulo menciona em sua carta mas é supostamente conhecido pelos
que ele estava preso não buscava com crentes. Muito do que se revelou sobre
isso a compaixão dos seus leitores. Ao o Messias no Antigo Testamento foi
contrário da chamada Teologia da recebido como um mistério, dada a
Prosperidade, Paulo mostra que estava incapacidade de se compreender com
preso por conta da paixão e inteireza o que estava sendo revelado.
compromisso que tinha com o A própria manifestação de Deus ao
Evangelho. Sua paixão era pregar aos longo da História ocorreu de forma
gentios. Sabemos que uma pessoa faz progressiva. No Novo Testamento,
bem feito aquilo que gosta de fazer. Deus é percebido de forma diferente
Faz melhor ainda, quando é daquela percebida no Antigo, apesar
apaixonada pelo que faz. Isso explica de ser o mesmo Deus. No Novo
porque muitas pessoas exercem suas Testamento, por exemplo, Ele passa a
profissões ou realizam certas ser percebido como uma Pessoa que
atividades de forma tão notável e se relaciona diretamente com pessoas,
mesmo gratificante. Elas simplesmente ao contrário do Antigo Testamento,
são apaixonadas pelo que fazem. Você onde nem todos se relacionavam com
tem alguma coisa que o apaixona em Deus de forma pessoal. Isso era visto
sua vida? como um “mistério” por aqueles que
ainda não haviam compreendido a
2. Jesus também veio para os salvação em Cristo Jesus. Essa
gentios verdade já havia sido revelada no
Antigo Testamento, mas, contudo,
Paulo era apaixonado em evangelizar ainda não havia sido completamente
gentios, assim como seu Mestre Jesus. entendida. O inesperado e último
No episódio da multiplicação dos pães, estágio desse mistério seria judeus e
Jesus pregou e alimentou pessoas de gentios reconciliados em Deus como

www.pibrj.org.br Lição 7 - 2T 2012 Pg. 1


novas criaturas e a formação da igreja. pressões contrárias à igreja realizar
Paulo argumenta que a salvação não “missões aos gentios”. Nesta
era uma possessão dos judeus. Eles oportunidade, destacamos três:
não haviam sido escolhidos para a
salvação, mas sim para ser um povo i. Associação do Cristianismo
pelo qual a salvação viria à terra ao capitalismo. Isso leva
através do nascimento de um deles, muitos lugares a fecharem
Jesus de Nazareth. A reconciliação dos portas para a atuação de
judeus e gentios em Cristo e Sua igreja missionários de certas
foi um mistério que ninguém no Antigo nacionalidades. Nesse aspecto,
Testamento conseguiu entender, talvez o Brasil apresenta vantagem
nem mesmo os profetas. Os judeus da marcante dada a sua história de
época de Paulo reagiam radicalmente neutralidade no cenário
e até mesmo com ódio contra Paulo e geopolítico.
sua mensagem, motivo da prisão do ii. Tensão ricos x pobres -
Apóstolo. representada hoje pela tensão
entre Cristianismo x Islamismo.
4. O Cenário Hoje Aqui, encontramos culturas
radicais e fundamentalistas
A paixão pela qual Paulo foi preso era estabelecendo barreiras quase
a mensagem de que judeus e gentios que intransponíveis para o
poderiam ser reconciliados e salvos por avanço do Evangelho.
Cristo. Ele esforçara-se em trazer os iii. O mau testemunho dos
gentios para a salvação em Cristo. Na cristãos - não apenas do ponto
prática, pode-se dizer que a igreja hoje de vista Histórico mas em suas
cresce e sobrevive por conta desse ações e atitudes nos dias de
“ministério aos gentios”. Os crentes hoje, é uma outra pressão a ser
atuais espalhados pelo mundo são considerada. Se todos os que
resultado desse ministério. Realizar se dizem cristãos fossem mais
apenas um “ministério aos judeus” comprometidos com o Mestre
hoje, seria equivalente a igreja limitar Jesus, e tivessem suas vidas
sua atuação à cultura onde está dirigidas realmente pelo Espírito
inserida. “Ministério aos gentios” é Santo de Deus, o mundo
sinônimo de multiministérios e missões certamente seria diferente para
transculturais, motores fundamentais melhor, e mais almas estariam
no crescimento da igreja hoje. Igreja dispostas a ouvir e vivenciar o
que não tem esse tipo de ministério Evangelho de Cristo.
como uma de suas prioridades básicas,
tende a definhar e fechar as suas 5. Conclusão
portas.
Queira Deus que cada pessoa que
Convém assinalar que apenas tenha aceito Jesus como Salvador o
manifestar a intenção de desenvolver tenha feito também como Senhor de tal
“missões aos gentios” não será forma que demonstre uma paixão e um
suficiente. Para que isso se concretize, compromisso de seguir à vontade de
será necessário implementar missões Deus em todas as áreas de sua vida
de forma apaixonada, tanto pela trazendo com isso, reflexos concretos
liderança da igreja quanto pelos em suas ações e atitudes.
crentes envolvidos. Há diversas

www.pibrj.org.br Lição 7 - 2T 2012 Pg. 2