Você está na página 1de 3

´

´

LISTA DE EXERC ICIOS MATEM ATICA DISCRETA

Livro: Kenneth H. Rosen (pt-BR)

1. Qual a cardinalidade de cada um dos conjuntos abaixo?

a) {a}

b) {{a}}

c) {a, {a}}

d ) {a, {a}, {a, {a}}}

2. Suponha que A, B e C sejam conjuntos, tal que A B e B C. Mostre que A C.

3. Encontre o conjunto de partes para cada um dos conjuntos abaixo, em que a e b s˜ao elementos distintos.

a) {a}

b) {a, b}

c) {, {}}

4. Considere A = {a, b, c, d} e B = {y, z}. Encontre:

a) A × B

b) B × A

5. Demonstre a propriedade da complementa¸c˜ao da Tabela 1 mostrando que (A c ) c = A.

6. Demonstre as propriedades dos elementos neutros da Tabela 1 mostrando que:

a) A = A

b) A U = A

7. Considere A e B como conjuntos. Demonstre as propriedades comutativas da Tabela 1 mostrando que:

a)

b)

A B

B

= A = B

B A

A

8. Demonstre a primeira lei de De Morgan da Tabela 1 mostrando que se A e B forem conjuntos, ent˜ao (A B) c = A c B c

a) mostrando que cada lado ´e um subconjunto do outro lado.

b) usando uma tabela de pertinˆencia.

9. Considere A e B como conjuntos. Mostre que:

a) (A B) A

b)

c) A B A

A (A B)

d)

A (B A) =

e) A (B A) = A B

10. Mostre que se A e B s˜ao conjuntos, ent˜ao A B = A B c .

11. Demonstre a segunda propriedade distributiva da Tabela 1, mostrando que se A, B e C s˜ao conjuntos, ent˜ao A (B C) = (A B) (A C).

Respostas

1. a) 1

b) 1

c) 2

d) 3

2. Solu¸c˜ao 1 Tome um x A arbitr´ario. Pela a defini¸c˜ao de subconjunto x A x B. De maneira an´aloga, posso dizer que, x B x C. Logo, posso concluir que A C, pela a propriedade transitiva.

3. P ({a}) = {, {a}}

a)

b) P ({a, b}) = {, {a}, {b}, {a, b}}

c) P ({, {}}) = {, {}, {{}}, {, {}}

4. A × B = {(a, y), (a, z), (b, y), (b, z), (c, y), (c, z), (d, y), (d, z)}

a)

b) B × A = {(y, a), (y, b), (y, c), (y, d), (z, a), (z, b), (z, c), (z, d)}

5. Solu¸c˜ao 2

Tome x (A c ) c x / A c x A. Logo (A c ) c = A.

6. a) A = A

Solu¸c˜ao 3

n˜ao cont´em nenhum elemento, ent˜ao x / . Logo, posso concluir que A = A.

Tome um x (A ) x A ou x , por´em o , por defini¸c˜ao,

b) A U = A

Page 2

Solu¸c˜ao 4 Tome um x A, ent˜ao x U , pois o conjunto U representa o conjunto universo. Assim x A e x U . Logo x (A U ). Portanto A (A U ). Assim podemos concluir que A U = A.

a)

7. A B =

B A

 

Solu¸c˜ao 5 Seja x (A B) x A ou x B

x

B A.

Portanto,

A

B

=

B A.

b)

A B =

B A

Solu¸c˜ao 6 Seja

x

(A B)

x

A

e

x

B

x

B A.

Portanto,

A B = B A.

8. a ) Solu¸c˜ao 7

Mostrando que (A B) c A c B c . Suponha que x (A B) c x /

Pela a lei de De Morgan temos que ¬(x A) Usando a defini¸c˜ao de complemento temos que,

(A B) ⇒ ¬((x A) (x B)).

e ¬(x B) x / A e x / B.

x A c e

x B c x A c B c . Logo, isso mostra que (A B) c A c B c .

Solu¸c˜ao 8 Mostrando que A c B c (A B) c . Suponha agora que x A c B c

x / A e x / B. De fato, ¬(x A) ∧ ¬(x B) ´e verdade. Pela a lei de De Morgan

temos que, ¬((x A) (x B)) ⇒ ¬(x A B) x (A B) c . mostra que A c B c (A B) c .

Logo, isso

9. (A B) A

a)

 
 

Solu¸c˜ao 9 Tome x (A B), ent˜ao x A e x B. De modo Logo, (A B) A.

particular, x A.

b)

A (A B)

Solu¸c˜ao 10 De maneira an´aloga ao item (a), se x A x (A B). Logo, conclui-se que A (A B).

c)

A B A

Solu¸c˜ao 11 Tome x A B x A e x / B.

Assim, como x s´o tem uma

rela¸c˜ao de pertinˆencia com o conjunto A, posso concluir que A B A.

d)

A (B A) =

Solu¸c˜ao 12 Tome um x A (B A) x A e x (B A). Pela a defini¸c˜ao

de diferen¸ca entre conjuntos x / A. verdadeira.

Portanto a igualdade A (B A) = ´e

Page 3