Você está na página 1de 4

Alunos: Adriano H., Carlos T., Cledson M., Rony S. e Fernando M.

Turma: RC3N

CONFIGURAÇÃO - CENÁRIO DE REDE COMPLETA

- Servidor DHCP

Nesta máquina temos o Linux Fedora instalado em modo texto.


Para fazer este servidor funcionar como DHCP fornecendo IP’s
para a rede em 2 VLAN’s os pacotes Modprobe, DHCP e
VCONFIG devem estar devidamente instalados.

A partir do diretório em que estão os pacotes, executar o comando:

rpm -ivh nomedopacote --force

Depois de os pacotes terem sido instalados, montar o arquivo


dhcpd.conf dentro da pasta /etc conforme abaixo:
Após este arquivo configurado, devem ser criadas 2 interfaces
virtuais no servidor, vinculadas a uma interface física de rede.
Faz-se isso pelo comando:

vconfig add interface fisica ID da interface virtual

A porta física é geralmente uma ETH e o ID da virtual é um número


Com as interfaces virtuais criadas, deve-se colocar um ip nelas, este
que foi declarado no arquivo dhcpd.conf na linha option routers.
Coloca-se o IP através do comando:

ifconfig interface IP

Isso estando feito, deve ser ativado o encapsulamento 8021q pelo


comando abaixo para haver roteamento entre VLANS:

modprobe 8021q

Agora é preciso fazer com que seu servidor atue como roteador.
Para isso use o comando:

sysctl -w net.ipv4.ip_forward=1

Como último passo, ativar o serviço DHCP com o comando:

service dhcpd start

O OK verde deve aparecer e seu servidor já estará distribuindo Ip’s


para os usuários da rede.

Ainda neste servidor deve-se configurar uma interface física com IP


fixo para se conectar ao servidor que fornecerá serviços de WEB,
EMAIL, SAMBA, e DNS. Outra interface física deve ser configurada
para ser conectada à internet e funcionar como NAT para o restante
da rede. Esta interface deve apenas ser deixada em modo bridge com
uma placa hospedeira com acesso à internet e configurada na mesma
faixa de IP.

Vale lembrar que o DNS no Servidor deve ser fixado como sendo o
IP do modem que está provendo o serviço de acesso à internet. Isso
é aplicado no arquivo resolf.conf que fica na pasta /etc.

Abaixo segue a imagem do arquivo:


Clientes

As máquinas cliente são máquinas com Linux Fedora em modo texto


e devem ser configuradas com um interface virtual cada uma,
lembrando que o ID dessa interface deve coincidir com o ID d
interface configurada no servidor DHCP. Para o cliente são usados
os pacotes DHCLIENT, VCONFIG e MODPROBE.

Para que o cliente receba os IP’s, o modprobe deve ser ativado e o


serviço dhclient vinculado à interface virtual pelo comando:

dhclient interface virtual

A partir desse ponto seu cliente já deve estar pegando IP do range


configurado no servidor.

Obs: Estas configurações se aplicam aos 2 clientes.