Você está na página 1de 44

Componentes Simétricas

Prof. Nilo Rodrigues


Cálculo de Faltas

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Introdução

 Um sistema trifásico equilibrado ideal caracteriza-se pelas tensões e


correntes em completa simetria, isto é, cada conjunto de grandezas é
composto por três fasores de módulos iguais e defasados entre si de
120º. Assim, todas as análises podem ser realizadas baseando-se em uma
única fase.

 Um sistema trifásico desequilibrado não permite a mesma simplificação,


exigindo o tratamento das diferentes fases individualmente.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Introdução

 O Método das Componentes Simétricas é capaz de simplificar a análise


de circuitos desequilibrados, especialmente para sistemas operado sobre
alguns tipos de desequilíbrios, tais como curto-circuitos monofásicos,
bifásicos ou bifásico-terra.

 Pelo Método das


Componentes Simétricas um
sistema trifásico desequilibrado
pode ser decomposto em
três sistemas equilibrados:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Considere um operador a de valor unitário e ângulo 120º  a = ej120º;

 Se um fasor unitário for multiplicado pelos operadores a, a2 e a3, obtém-se


um sistema de fasores unitários conforme abaixo:

 Os operadores a, a2 e a3, podem


ainda ser representados por
números complexos:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Considere o sistema
desequilibrado ilustrado pelos
fasores 𝑨, 𝑩 e 𝑪 :

 Pelo Método das Componentes


Simétricas, um sistema trifásico
desequilibrado deve ser
decomposto em três sistemas
equilibrados, assim cada fasor
do sistema original deve ser
decomposto em três fasores:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Aplicando então o operador a para gerar as componentes de sequência


positiva, negativa e zero com base no fasor de referência 𝑨:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Os fasores originais do sistema desequilibrado podem se rescritos como:

 Aplicando a matriz inversa:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 A Transformação das Componentes Simétricas aplicam-se igualmente a


quaisquer fasores associados a uma máquina ou a um circuito trifásico,
tais como corrente elétrica.

 Em sistemas trifásicos a 4 fios, a soma das correntes de linha é igual à


corrente de retorno IN pelo neutro. Do mesmo modo, em sistemas trifásicos
a 3 fios com ligação estrela aterrada, a soma das correntes de linha é igual
à corrente de retorno IN pela terra. Para ambas as situações temos.

 Assim, a corrente de sequência zero só existe se houver um circuito


fechado no qual possa circular. Assim, em sistemas trifásicos com carga
em estrela isolada ou em triângulo, nenhuma componente de sequência
zero está presente nas correntes de linha.
Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues
Transformação das Componentes Simétricas

 Exemplos:
1. Considere a seqüência fasorial a seguir. Encontre as tensões de
sequência positiva, negativa e zero para a fase A, e represente
graficamente tais fasores.

2. Certo sistema trifásico apresenta sequência de fases A, B e C, e


tem as seguintes componentes simétricas de correntes de linha.
Obtenha os fasores das correntes de linha IA, IB e IC do sistema.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Potência Aparente:

 A potência complexa trifásica em um sistema desequilibrado é


dada por:

 A potência total em um sistema trifásico desequilibrado pode


se calculada como três vezes a soma das potências das
componentes simétricas.

 Impedância:
 A relação entre tensão e corrente de sistemas desequilibrados
pode ser representado pela equação:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Aplicando a transformação das componentes simétricas:

Matriz diagonal, cujos elementos fornecem a


relação entre a tensão e corrente de sequências.

 A aplicação da transformação das componentes simétricas em


elementos de impedância da rede operando em condições
desequilibradas, transforma a matriz de impedâncias em uma
matriz diagonal, desacoplando as grandezas de tensão e
corrente de sequências positiva, negativa e zero do
sistema e permitindo que as mesmas sejam tratadas
separadamente.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Linha de Transmissão:

o Sob condição normal de operação (sistema


equilibrado), as correntes e as tensões em
ambos os terminais são simétricas.

o A soma fasorial das correntes nas três


fases é nula e, portanto, não existirá
qualquer diferença de potencial entre os
“neutros locais”.

o Sob condições desequilibradas, nem as tensões, nem as correntes possuem simetria


trifásica. Assim, a soma das correntes será diferente de zero.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Linha de Transmissão:

o Aplicando a transformação das componentes simétricas na matriz de impedância:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Linha de Transmissão:

o Conclui-se que linhas de transmissão, elementos estáticos dos sistemas, apresentam


impedância de sequência positiva com mesmo valor da reatância de sequência
negativa.

o A impedância de sequencia zero é função do caminho de retorno da corrente. Assim, é


influenciada por grande número de variáveis (características dos condutores, natureza e
resistividade do solo sob a linha, entre outros). De modo geral, a impedância de
sequência zero apresenta valor que se situa na faixa de 2 a 5 vezes o valor da
impedância de sequência positiva.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Linha de Transmissão:

o Os circuitos equivalentes, por fase, para sequência positiva, negativa e zero são
representados por impedâncias (simplificadamente reatâncias) série.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o A impedância de sequência positiva e negativa de um transformador trifásico é


simplesmente um parâmetro série, obtido por meio do ensaio de rotina do fabricante.
Assim, os circuitos equivalentes, por fase, para sequência positiva e negativa são
elaboradas desprezando-se resistências e corrente de excitação, e referindo as
impedâncias (simplificadamente reatâncias) a um dos lados.

o Além disso, em transformadores Δ-Y e Y-Δ deverá ser considerada a rotação de 30º entre
primário e secundário.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o Na ligação delta-estrela (Δ-Y) e as tensões/correntes no secundário têm um


defasamento de 30º em relação às tensões no lado primário. A tensão/corrente
(sequência positiva) de linha na conexão estrela fica adiantada em relação à
tensão/corrente de linha no delta.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o Na ligação estrela-delta (Y-Δ) as tensões/correntes no secundário têm um


defasamento de 30º em relação às tensões/correntes no lado primário. A
tensão/corrente (sequência positiva) de linha na conexão delta fica atrasada em
relação à tensão/corrente de linha na estrela.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o Por outro lado, a impedância de sequência zero do transformador depende de dois


fatores: esquema de ligação e tipo de núcleo do transformador.

o Tipos de núcleo:

Núcleo envolvido Núcleo envolvente


(core-type) (shell-type)

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o Tipos de núcleo:

o Os transformadores de núcleo envolvido são os mais comuns no sistema


elétrico por ser de construção mais simples e de menor custo. Os de núcleo
envolvente são de melhor qualidade, mais eficientes, porém mais caros. Os
dois tipos apresentam diferenças com relação ao parâmetro de sequência
zero.

o Sob o ponto de vista magnético, os bancos monofásicos e transformadores trifásicos


de núcleo envolvente operam de maneira equivalente para a corrente de sequência
zero.

 No caso de bancos monofásicos, os fluxos magnéticos gerados pelas correntes de


sequência zero não se interagem.

 Em transformadores trifásicos com núcleo envolvente, o fluxo de sequência zero fica


confinado dentro do núcleo em um circuito magnético de baixa relutância.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

o Tipos de núcleo:

 Para transformadores trifásicos com núcleo envolvido, os fluxos magnéticos de


sequência zero fecham o circuito através de elementos de alta relutância (óleo, ar,
ferragens e carcaça do transformador), o que resulta em uma baixa impedância de
excitação, podendo ser simulado por um enrolamento Δ fictício.

o Dependendo do esquema de ligação e do tipo de núcleo, a impedância de sequência


zero em pu de um transformador trifásico poderá assumir aproximadamente os seguintes
valores:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

1. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-Y,


com neutros aterrados.

Ensaio de curto-circuito para determinação da impedância de sequência zero de um transformador Y-Y

o Neste caso a impedância por fase de sequência zero dependerá da impedância


série do transformador e da impedância de aterramento dos neutros nos
lados de alta e baixa tensão.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

1. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-Y,


com neutros aterrados.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

1. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-Y,


com neutros aterrados.

o Para o caso de neutros solidamente aterrados, as impedâncias de aterramento


são nulas. O circuito equivalente de sequência zero, em pu, é dado por:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

1. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-Y,


com neutros aterrados.

o Outras possibilidades derivadas do esquema de aterramento são:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

2. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-


Δ, com neutro aterrado.

Ensaio de curto-circuito para determinação da impedância de sequência zero de um transformador Y-Δ

o As correntes de sequência zero induzidas nos enrolamentos secundários ficam


confinadas dentro do ∆. Assim, para esta ligação o transformador tem duas
impedâncias para a sequência zero, dependendo do lado em que as correntes de
sequência zero estão vindo.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

2. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-


Δ, com neutro aterrado.

o Para o lado ∆, não haverá circulação de corrente. Logo, conclui-se que o lado ∆
apresenta impedância infinita para a circulação de corrente de sequência zero.

o Para o lado Y, considerando a impedância de aterramento no primário:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

2. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Y-


Δ, com neutro aterrado.

o Para o lado Y, considerando neutro solidamente aterrado:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

3. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Δ-


Δ.

Ensaio de curto-circuito para determinação da impedância de sequência zero de um transformador Δ -Δ

o Não há retorno de corrente de sequência zero por qualquer dos lados do


transformador, logo a impedância de sequência zero vista por quaisquer dos lados
do transformador é infinita.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

3. Transformador trifásico de núcleo envolvente, ou banco monofásico ligado em Δ-


Δ.

4. Transformador trifásico de núcleo envolvido ligado em Y-Y, com os neutros


aterrados.
o Da mesma forma que o banco monofásico (ou transformador trifásico de núcleo
envolvente) ligado em Y-Y, com neutros aterrados, a impedância de sequência
zero é igual a da sequência positiva.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

4. Transformador trifásico de núcleo envolvido ligado em Y-Y, com os neutros


aterrados.

o Entretanto, devido à baixa impedância de excitação (motivada pelo circuito


magnético com elementos de alta relutância para este tipo de núcleo), o circuito
equivalente de sequência zero possui um ramo shunt cuja impedância vale, em
média, 5 vezes a impedância de sequência zero.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Transformador:

5. Transformador trifásico de núcleo envolvido ligado em Y-Δ, com neutro aterrado.

o Da mesma forma que o banco monofásico (ou transformador trifásico de núcleo


envolvente) ligado em Y-∆ com neutro aterrado, a impedância de sequência zero
pelo lado Y é igual a da sequência positiva e pelo lado ∆ é considerada infinita.

o Da mesma forma, devido à característica do núcleo, o circuito equivalente de


sequência zero possui um ramo shunt cuja impedância equivalente pelo lado Y
vale 0,85 vez a impedância de sequência zero.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

o Uma máquina síncrona operando em condições normais (sistema equilibrado) pode ser
representada pelo diagrama abaixo:

o Matricialmente, pode-se representar a


máquina síncrona equilibrada como:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

o Sob condições desequilibradas pode-se adotar a seguinte matriz de impedâncias:

o Aplicando a Transformação das Componentes Simétricas:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

o Aplicando a Transformação das Componentes Simétricas:

o A matriz ZS é diagonal, indicando o desacoplamento entre as sequências positiva,


negativa e zero para a máquina síncrona.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

o Assim, as tensões da máquina síncrona em termos das grandezas de sequências é


escrita na forma:

o Em outras palavras, como as tensões trifásicas internas geradas na máquina síncrona


são simétricas, elas não afetam as sequências negativa e zero, apenas a sequência
positiva.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

o À exemplo dos transformadores, a impedância de sequência zero leva em conta a


impedância de aterramento do centro-estrela e a impedância do gerador de sequência
zero:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Propriedades:

 Impedância:

 Máquina Síncrona com Carga Desequilibrada:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Exemplo 1: Represente o sistema elétrico a seguir com seu diagrama de


sequências positiva, negativa e nula.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Exemplo 2: Considerando que a potência base do sistema abaixo é 10MVA


e que todas as reatâncias já estão nas referidas bases. Para o sistema
elétrico abaixo, desenhe o diagrama unifilar (ou sub-rede) de: a) sequência
positiva; b) sequência negativa; c) sequência nula.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Trabalho Individual Semanal 05:

 Seja um gerador trifásico de 13,8kV conectado em Y (solidamente


aterrado), de 100MVA alimentando o sistema abaixo, onde:
 Reatância de sequência nula e positiva do gerador iguais a 10% e 20%,
respectivamente;
 As impedâncias de sequência nula e positiva da LT já foram dadas;
 O motor possui os seguintes dados nominais 13,8kV, Y (solidamente
aterrado), 50MVA, 18% (de reatância interna);
 O motor opera na tensão nominal (barra 4) e consome 46,5MW com
FP=1.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Trabalho Individual Semanal 05:

 Calcule, adotando como potência base 100 MVA:


 Diagrama de sequência positiva, negativa e zero em PU.
 Tensão complexa na barra 2 em PU e em kV, em componentes
simétricas e reais
 Corrente complexa fornecida pelo gerador em PU, em componentes
simétricas e reais
 Corrente complexa que flui pela LT em PU, em componentes simétricas
e reais.

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Transformação das Componentes Simétricas

 Trabalho Individual Semanal 05:

 Respostas:

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues


Próxima Aula...

Curto-Circuito Bifásico
Cálculo de Faltas

Cálculo de Faltas Prof. Nilo Rodrigues