Você está na página 1de 3

Acentuação

A escrita é uma forma de representação gráfica dos significantes e, tal como outras formas de representação,
é apenas uma convenção. Essa convenção é determinada por uma série de regras ortográficas, que se
encontram listada em gramáticas normativas.

ACENTUAÇÃO GRÁFICA é a classificação das palavras quanto à posição da sílaba tônica.

Em Português, a sílaba tônica pode aparecer em três posições diferentes; consequentemente, as palavras
podem receber três classificações quanto a esse aspecto:

• Oxítonas: são aquelas cuja sílaba tônica é a última: você, café, jiló, alguém, ninguém, ruim, carcará,
vatapá, anzol, condor.
• Paroxítonas: são aquelas cuja sílaba tônica é a penúltima: gente, planeta, homem, alto, âmbar, éter,
dólar, pedra, amável, táxi, álbum.
• Proparoxítonas: são aquelas cuja sílaba tônica é a antepenúltima: lágrima, trânsito, xícara, úmido,
mágico, lâmpada, ótimo, médico.

Palavras bisesdrúxulas: contém o acento na pré-antepenúltima sílaba.. Somente algumas formas verbais
seguidas de pronome oblíquo são bisesdrúxulas: fazíamo-lo, amávamo-la, etc.

• Monossílabos : palavras de apenas uma sílaba

monossílabos tônicos - Ex. má, pó e fé. - monossílabos átonos: Ex. de, por, mas.

Regras básicas

Na língua portuguesa, temos as vogais a, e, i, o, u. Entre elas, o i e o u são vogais tônicas, fortes, que tendem
a tornar tônica, forte, a sílaba em que aparecem.

Na palavra caqui, a presença do i na última sílaba torna a palavra uma oxítona, não sendo necessário o uso
de um acento agudo para indicar a tonicidade. De outro modo, na palavra táxi, é necessária a utilização de
um acento agudo na penúltima sílaba para que a palavra seja lida como paroxítona. Se não houvesse esse
acento, nós tenderíamos a ler a palavra como oxítona, assim como em caqui.

Se se analisarem as palavras caju e vírus, será possível observar que ocorre o mesmo em relação ao u.
Isso nos ajuda a compreender algumas regras básicas de acentuação das palavras oxítonas, paroxítonas e
dos monossílabos.

Monossílabos tônicos: são acentuados os terminados em:


– a, as: pá, vá, gás, brás;
– e, es: pé, fé, mês, três;
– o, os: só, xô, nós, pós.

Os monossílabos que contêm i ou u, como ti e tu, não precisam receber acento, pois já são tônicos.

Oxítonas: são acentuadas as que terminam em:


– a, as: Pará, cajá, vatapá, estás, irás;
– e, es: você, café, pontapé, Urupês, jacarés;
– o, os: jiló, avô, avó, retrós, repôs, supôs;
– em, ens: ninguém, armazéns, parabéns.
As oxítonas terminadas em i e u, como tatu, aqui, Itaipu, Parati, não precisam ser acentuadas pois a presença
de U e I na última sílaba de cada uma delas já deixa a palavra uma oxítona.

Paroxítonas: são acentuadas as que terminam em:


– i, is: táxi, lápis, grátis;
– us, um, uns: vírus, bônus, álbum, álbuns.

Se essas palavras não recebessem acento, poderiam ser lidas como oxítonas, por causa do Ii e do U na
última sílaba.

Acentuam-se também, as paroxítonas terminadas em:

– l, n, r, x: incrível,próton, mártir, tórax,


– ps: bíceps, fórceps.
– ã, ãs, ão, ãos: ímã, órfã, ímãs, bênção, órgão, órfãos, sótãos.
– ditongo oral, crescente ou decrescente, seguido ou não de “s”: água, árduo, pônei, vôlei, cáries,
mágoas, pôneis, jóqueis.

Dica: Todas as paroxítonas, exceto as terminadas em a, e, o, am e em, seguidos ou não de s”: calha,
deixa, peixe, entre, saldo, desenvolvimento, vertigem, fuligem, voltagem, etc.

Proparoxítonas: são todas acentuadas:


- trágico, patético, árvore.

Regras “especiais”

Hiatos: haverá acento se a segunda vogal do hiato for I ou U, tônicos, acompanhados ou não de S. Ex.
saída, faísca, viúva, país, aí, baú.
Depois de “i” ou do “u” vier tiver um “nh”, não ocorrerá o acento. Ex.: rainha, moinho, unha, tainha,
campainha.
Não haverá acento se a vogal “i” ou a vogal “u” se repetirem, o que ocorre em poucas palavras. Ex.: xiita.

Ditongos: haverá acento na vogal tônica dos ditongos éu, éi e ói abertos e que se encontrem na última sílaba
da palavra ou em monossílabos. Ex.: céu, chapéu, réu, véu, troféu, anéis, aluguéis, coronéis, dói, constrói,
destrói.

Acento diferencial:
pôr (verbo) e por (preposição);
pôde (pretérito perfeito) e pode (presente do indicativo);
que (conjunção, pronome) e quê (substantivo ou pronome em fim de frase);
porque (conjunção) e porquê (substantivo).

O Acordo Ortográfico: as mudanças nas regras de acentuação

Não haverá o uso do acento circunflexo na primeira vogal dos grupos ee e oo. Ex. leem, creem, voo, enjoo.

Deixam de ser acentuados os ditongos ei e oi que estiverem na penúltima sílaba de palavras paroxítonas. Ex.
: ideia, heroico.

Não haverá mais uso de trema para o u dos grupos gue, gui, que, qui,
Não haverá mais o uso do acento nas palavras em que o U é pronunciado e tônico e que, antes, eram
acentuadas, como as raríssimas apazigúe,
argúi,(formas verbais apenas), que passam a ser grafadas como a seguir: apazigue, argui.

As palavras que contêm hiatos em I e u antecedidos de ditongos e que eram acentuadas, como baiúca,
feiúra, , perdem o acento e passam a ser escritas assim: baiuca, feiura.