Você está na página 1de 2

LISTA COMPLEMENTAR

(Entregar até sexta-feira(17/10) até as 14:00h)

1) Grãos como trigo são submetidos à reação exotérmica enquanto são armazenados. Essa geração de calor pode
estragar os grãos ou até gerar incêndios se não são controlados adequadamente. O trigo (k=0,5 W/mK) é armazenado
(efetivamente como superfície adiabática) em camada de 5m de espessura. O ar a 22 oC entra em contato com a
superfície superior dessa camada de trigo com h= 3 W / m2K. A temperatura dentro dessa camada é dada por [( T-Ts)/(
T0-Ts)] =(1/2) [1 – (x/L)2], onde Ts é a temperatura na superfície superior e T 0 é a temperatura na superfície inferior, x é
medido a partir do solo e L é a espessura da camada. Quando a temperatura na superfície superior for 24 oC, qual será a
temperatura do trigo na superfície próximo ao solo?
(a) 42 oC; (b) 54 oC; (c) 58 oC; (d) 63 oC; (e) 76 oC; (f) NDA

2) Gera-se calor uniformemente em uma barra sólida (k= 2,4 W/mK) de 4 cm de diâmetro e 12 cm de comprimento. As
temperaturas no centro e na superfície da barra são 210 oC e 45 oC, respectivamente. A taxa de geração de calor na barra
é de: (a) 597W; (b) 760 W; (c) 826W; (d) 928 W; (e) 1020W; (f) NDA

3) A condição de contorno da equação da condução para uma superfície adiabática com direção n normal à superfície é:
(a) T=0; (b) dT/dn = 0; (c) d2T/dn2=0; (d) –kdT/dn = 1; (e) NDA

4) Gera-se calor em um aquecedor elétrico de formato cilíndrico longo, de 0,3cm de diâmetro, a uma taxa de 180
W/cm3. O fluxo de calor na superfície do aquecedor durante uma operação permanente é:
(a) 12,7W/cm2; (b) 13,5 W/cm2 (c) 64,7W/cm2; (d) 180 W/cm2; (e) 191W/cm2; (f) NDA

5) A condutividade térmica de um material sólido depende de sua temperatura como k = aT + b onde a e b são
constantes. A temperatura na camada plana desse sólido à medida que conduz calor é dada por:
(a) aT +b = x +C2; (b) aT +b = C1 x2 +C2; (c) aT2+bT = C1 x +C2; (d) aT2+bT = C1 x2 +C2; (e) NDA.

6) A variação de temperatura de uma parede plana é deteminada por T(x)=52x + 25, onde x é em metros, e T em 0C.
Considerando que a temperatura na superficie é de 380C, a espessura da parede em metros é:
(a) 0,10 ; (b) 0,20; (c) 0,25; (d) 0,40; (e) 0,50.

7) A variação de temperatura de uma parede plana é deteminada por T(x)= 110 – 60x, onde x é em metros, e T em 0C.
Considerando que a espessura da parede é 0,75m, a diferença de temperatura (0C )entre as superficies interna e externa
da parede: (a) 30; (b) 45; (c) 60; (d) 75; (e) 84

8) As temperaturas nas superficies internae externa de uma parede plana de 15cm de espessura são 40 0C e 280C,
respectivamente. A expessão para a variação unidimensional e permanente da temperatura é:
(a) T(x) = 28x+40; (b) T(x) = -40x+28; (c) T(x)= 40x+28; (d) T(x)= -80x+40; (e) T(x)= 40x-80.

9) Gera-se calor uniformemente em um material radioativo de formato esferico de 10cm de diametro e condutividade
térmica de 25 W/m.K a uma taxa de 15W/cm3 . Considerando-se que a temperatura na superficie do material é de 1200C,
a temperatura(0C) no centro do material durante operação permanente é:
(a) 160 ; (b) 205; (c) 280; (d) 370; (e) 495.

1   T 
10) A equação de condução de calor de um meio na forma mais simples é dada por:  rk S 0
r r  r 
Indique a opção incorreta: (a) o meio tem formato cilíndrico; (b) a condutividade térmica do meio é constante; (c) Não
há geração de calor; (d) a condução de calor através do meio é unidimensional.

11) Uma parede de 3m de altura e de 5m de largura consiste de tijolos (k=0,72) horizontais de 16cmX22cm de seção
transversal, separados por camadas de gesso (k=0,22) de 3cm de espessura. Existem, ainda, gesso de 2cm de espessura
de cada lado do tijolo e uma camada de 3cm de espuma rígida (k= 0,026) na face interna da parede. A temperatura
interna e externa são 20 oC e -10 oC, respectivamente, e os coeficientes de calor por convecção dos lados interno e
externo as hi=10 e he= 25, respectivamente. Considerando a transferência de calor unidimensional e ignorando radiação,
determine a de transferência de calor através da parede.
12) Um bastão longo atravessa uma abertura na parede de um forno que contém ar a uma temperatura de 400ºC. Estando
o bastão pressionado firmemente contra a superfície de um lingote, termopares inseridos no seu interior a distâncias de
25 e 120 mm do lingote, registram temperaturas de 325 e 375ºC, respectivamente. Qual é a temperatura do lingote?

13) Determinar a temperatura T 2 e a espessura do revestimento protetor (k=0,74 + 0,006T W/m oC) de uma chaminé de
concreto (k=1,2). A chaminé é cilíndrica (D2 = 1350 mm, D1 = 850 mm), transporta gases a 425oC, e a temperatura
máxima que o concreto pode suportar é 200oC. Observar que a condutividade térmica do revestimento depende da
temperatura.

Questão(11) Questão (12) Questão(13)

14) Em uma empresa existem 500 metros de linha de vapor a 150 ºC, com diâmetro externo de 0,1 m, sem isolamento
térmico, em um ambiente fechado a 30 ºC. O vapor estava sendo gerado a partir da queima de lenha que produzia
energia a baixo custo, porém causando grandes danos ambientais. Diante disso, esse processo foi substituído por um
sistema de gás natural adaptado à caldeira que polui menos e ainda apresenta vantagens no custo do kWh. Objetivando a
racionalização de energia nessa empresa, propõe-se o isolamento da tubulação a partir de uma análise dos custos
envolvidos. Para tanto, considere um coeficiente de transferência convectiva de calor h = 7 W/m2. K entre a tubulação e
o ar ambiente. Despreze as resistências térmicas por convecção interna e condução na parede da tubulação e suponha
que as temperaturas das paredes internas do recinto sejam iguais 27 ºC.

(a) Determine a economia de energia diária, em Joules, que pode ser obtida isolando-se a tubulação com uma
camada de 0,05 m de lã de vidro (k = 0,04 W/m.K). Despreze trocas térmicas radiativas entre o isolante e o
ambiente e considere o coeficiente de convecção h = 3,5 W/ m2. K;
(b) O orçamento para a colocação do isolamento térmico é de R$ 60.000,00 e o custo do kWh é R$ 0,10.
(c) Calcule o tempo de amortização do investimento.
Dados / Informações adicionais
Emissividade da parede externa da tubulação:  = 0,9