Você está na página 1de 6

Gire a cabeça lentamente de um lado para outro, olhando para o ombro.

Com as mão no abdômen: puxe o ar devagar, pelo nariz, sentindo a expansão do abdômen, em seguida,
solte o ar, devagar, como se estivesse soprando uma vela.

Incline a cabeça lateralmente, trazendo a orelha próxima do ombro.

Incline o queixo para frente, trazendo de volta o máximo que conseguir.

Levante os ombros até chegarem próximos das orelhas. Conte até 5. Relaxe. Se o exercício por difícil,
faça um ombro de cada vez.
Leve os ombros para trás e junte os cotovelos. Conte até 5.

Coloque as mãos nos ombros. Gire a cabeça, o pescoço de um lado para outro.

Abaixe o tronco de forma bem relaxada, após, endireite a coluna.

Segure um bastão com as duas mãos e levante sobre a cabeça com os braços esticados.
Com os braços esticados na sua frente, abra-os bilateralmente, com os cotovelos esticados.

Estique bem uma das pernas, depois repita o mesmo procedimento com o outro lado.

Coloque uma das pernas sobre um banquinho, deixando o outro pé no chão. Coloque as mãos nos
joelhos e incline-se para a frente. Conte até 20 e relaxe.

Na posição sentada, levante uma perna do chão. Faça pequenos movimentos em círculos com o
tornozelo, dez vezes em cada direção.

Deitado, coloque o joelho sobre o abdômen. Repita do lado oposto.

Deitado, com os joelhos fletidos, levante o quadril do chão.


Deitado, com os joelhos fletidos, incline ambos os joelhos para os lados, alternadamente.

Deitado, de lado, com uma das pernas semifletidas, movimente a perna contralateral, para frente e para
trás como se fosse um passo.

De pé, fique nas pontas dos pés, alternadamente, com os calcanhares.

Sente-se e, após, levante.

Em pé, levante lateralmente uma das pernas, depois abaixe-a. Repita com o outro lado.
Em pé, balance a perna para frente e para trás. Repita com o lado oposto.

Em pé, coloque as mãos em uma parede, na altura dos seus ombros, com a cabeça elevada, incline o
corpo para frente. Repetir.

Postura
Em decorrência da postura fletida do tronco, pescoço e dos membros, os pacientes com doença de
Parkinson necessitam de exercícios para a correção postural. Também deve estar atento a sua postura
em cada posição que adotar:

 Postura com o paciente sentado: o tronco deve ficar apoiado no encosto da cadeira, com os pés apoiados no
chão.

 Postura em pé: mantenha os ombros para trás, evitando que o tronco se incline para frente. Evite ficar em pé
com os joelhos e o quadril em semiflexão.
 Postura deitada: evite usar muitos travesseiros sob a cabeça. Pode ser útil o uso de um rolo com toalha
colocado sob o pescoço. Coloque um travesseiro entre os joelhos quando deitar de lado, evitando
dores lombares.

Interesses relacionados