Você está na página 1de 326

F115A

MANUAL DE SERVIÇO
68V-F8197-P0
PREFÁCIO

Este manual foi desenvolvido pela Yamaha Motor do Brasil Ltda. para ser usado por conces-
sionários Yamaha e por seus mecânicos treinados, ao realizarem serviços de manutenção e
reparos em equipamentos Yamaha. Este manual foi escrito para atender às necessidades
das pessoas que possuem um conhecimento básico dos conceitos mecânicos e elétricos
inerentes ao seu trabalho, pois sem esse conhecimento, as tentativas de reparo ou serviços
no equipamento podem se traduzir em situações inseguras ou inadequadas para o uso .

Como a Yamaha Motor do Brasil Ltda. tem uma política de desenvolvimento contínuo de
seus produtos, os modelos podem ser ligeiramente diferentes das descrições e ilustrações
fornecidas nesta publicação.
Use apenas a edição mais recente deste manual. Os concessionários autorizados Yamaha
são periodicamente notificados das mudanças e modificações significativas das especifi-
cações e procedimentos, as quais são incorporadas nas sucessivas edições deste manual.

Informações importantes
As informações mais importantes neste manual são apresentadas da seguinte forma:

! O sinal de segurança significa ATENÇÃO! FIQUE ALERTA! A SUA SEGURANÇA ESTÁ


ENVOLVIDA!

! ADVERTÊNCIA
O não cumprimento de uma instrução de ADVERTÊNCIA pode ocasionar acidente grave e
até mesmo a morte do condutor do veículo, de um observador ou de alguém que esteja
examinando ou reparando o motor de popa.

CUIDADO:
Uma instrução de CUIDADO indica precauções especiais que devem ser tomadas para evi-
tar danos ao motor de popa.

NOTA:
Uma NOTA fornece informações de forma a tornar os procedimentos mais claros ou mais
fáceis.

F115A
MANUAL DE SERVIÇO
©2002 Yamaha Motor do Brasil Ltda.
1ª Edição, abril de 2003
Todos os direitos reservados.
Qualquer reprodução total ou parcial ou uso
não autorizado deste manual, sem permissão
por escrito da Yamaha Motor do Brasil Ltda., é
expressamente proibida
COMO USAR ESTE MANUAL

FORMATO DO MANUAL
Todos os procedimentos neste manual estão organizados em um formato seqüencial e passo a
passo. As informações foram compiladas para dar ao mecânico um manual de fácil leitura, que
contém explicações de todas as operações de desmontagem, reparos, montagem e verificações.
Neste formato revisado, a condição de um componente danificado será precedido de uma seta
e com a ação necessária seguirá um símbolo, por exemplo:
• Rolamentos
Desgaste/riscos → Substituir.
Para ajudá-lo a achar as seções de forma mais fácil neste manual, o título da seção e o cabeça-
lho principal é dado no topo de cada página.

ILUSTRAÇÕES
As ilustrações neste manual representam todos os modelos designados

REFERÊNCIAS CRUZADAS
As referências cruzadas foram mantidas com um número mínimo. As referências cruzadas o
guiarão para a seção ou capítulo apropriado.
COMO USAR ESTE MANUAL

1 Os pontos principais referentes aos procedimentos de remoção/instalação e desmontagem/


montagem estão mostrados em vistas explodidas.

2 Os números nas vistas explodidas indicam a seqüência necessária do procedimento e de-


vem ser respeitados.

3 Os símbolos são usados nas vistas explodidas para indicar aspectos importantes dos proce-
dimentos. Uma lista dos significados destes símbolos é fornecida na página seguinte.

4 É importante consultar os quadros de instrução de serviços ao mesmo tempo que as vistas


explodidas.
Estes quadros listam a seqüência na qual os procedimentos devem ser realizados, bem como
fornecem explicações sobre os nomes das peças, quantidades, dimensões e pontos impor-
tantes da tarefa que está sendo executada.
Ex.: Dimensões do O-ring 39,5 x 2,5 mm: Diâmetro interno (D) x Diâmetro do anel (d)

5 Além dos torques de aperto, as dimensões dos parafusos e porcas também são mencionados.
Exemplo:
Dimensão do parafuso ou da porca: 10 x 25 mm : diâmetro (D) x comprimento (L)

6 Além das vistas explodidas e dos quadros de instrução de serviço, este manual fornece
ilustrações individuais quando são necessárias explicações mais profundas em procedimen-
tos relevantes.
SÍMBOLOS ILUSTRATIVOS
Os símbolos ilustrativos de 1 a 9 estão im-
INFO ESPEC pressos no canto superior esquerdo de cada
GER página, indicando o assunto de cada capítulo.

1 Informações gerais
INSP 2 Especificações
COMB 3 Inspeções e ajustes periódicos
AJU 4 Sistema de combustível
5 Grupo de força
6 Unidade inferior
GRUP RABE 7 Suporte (cavalete)
FOR 8 Sistema elétrico
9 Diagnósticos

SUPO ELET
Os símbolos ilustrativos de 0 a E indicam
dados específicos.
0 Ferramenta especial
DIAGN A Líquido especificado
B Rotação especificada
C Torque especificado
D Medida especificada
E Valor elétrico especificado
Resistência (Ω), Voltagem (V), Corrente elé-
trica (A)

Os símbolos ilustrativos de F a H nas vis-


tas explodidas indicam os tipos de lubrifi-
cantes e os pontos de lubrificação.

F Aplicar óleo de motor de popa 4 tempos


G Aplicar graxa resistente à água
(Graxa Yamaha C, graxa náutica Yamaha)
H Aplicar graxas a base de dissulfeto de
molibdênio.

Os símbolos ilustrativos de I a N nas vis-


tas explodidas indicam onde deve ser apli-
cado agente travante e suas localizações.

I Aplicar cola de carcaça


J Aplicar cola Yamabond Nº 4
K Aplicar LOCTITE® No. 271 (vermelha)
L Aplicar LOCTITE® No. 242 (azul)
M Aplicar LOCTITE® No. 572
N Aplicar agente travante à base de silicone
ÍNDICE
INFORMAÇÕES GERAIS INFO
GER
1
ESPECIFICAÇÕES
ESPEC 2
INSPEÇÕES PERIÓDICAS E AJUSTES INSP
AJU
3
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
COMB 4
GRUPO DE FORÇA GRUP
FOR
5
UNIDADE INFERIOR
RABE 6
SUPORTE (CAVALETE)
SUPO 7
SISTEMA ELÉTRICO
ELET 8
DIAGNÓSTICOS
DIAGN 9
INFO
GER
CAPÍTULO 1
INFORMAÇÕES GERAIS

IDENTIFICAÇÃO .......................................................................................... 1-2


NÚMERO DE SÉRIE ............................................................................. 1-2
NÚMERO DE SÉRIE INICIAL ............................................................... 1-2 1
SEGURANÇA AO TRABALHAR ................................................................ 1-3
PREVENÇÃO CONTRA FOGO ............................................................ 1-3
VENTILAÇÃO ........................................................................................ 1-3
EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL ................................ 1-3
ÓLEOS, GRAXAS E FLUIDO DE VEDAÇÃO ...................................... 1-3
NORMAS PRÁTICAS PARA UM BOM TRABALHO .......................... 1-4
DESMONTAGEM E MONTAGEM ....................................................... 1-5

FERRAMENTAS ESPECIAIS ....................................................................... 1-6


DE MEDIÇÃO ........................................................................................ 1-6
DE REMOÇÃO E INSTALAÇÃO .......................................................... 1-8

1-1
INFO
GER IDENTIFICAÇÃO
IDENTIFICAÇÃO
NÚMERO DE SÉRIE
O número de série do motor de popa está
estampado em uma etiqueta na lateral do su-
porte de fixação do motor (cavalete).

NOTA:
Como medida de segurança, uma etiqueta
especial é utilizada para gravação do núme-
ro de série, e mesmo que seja removida, o
número ficará gravado no suporte do motor.

1 Nome do modelo
2 Código de modelo
3 Comprimento da rabeta
4 Número de série
YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
MADE IN BRAZIL

NÚMERO DE SÉRIE INICIAL


Os blocos do número de série inicial são os
seguintes:

Código do Número de
Nome do modelo
modelo série inicial

L: 300101 -
F115AET 68V
X: 700101 -
FL115AET 68W X: 800101 -

1-2
INFO
GER SEGURANÇA AO TRABALHAR
SEGURANÇA AO TRABALHAR
Os procedimentos dados neste manual são
os recomendados pela Yamaha, e devem ser
seguidos pelos concessionários Yamaha e
seus mecânicos.

PREVENÇÃO CONTRA FOGO


A gasolina (petróleo) é altamente inflamável.
O vapor de petróleo é explosivo.
Não fume ao lidar com gasolina e mante-
nha-a longe de fontes de calor, faíscas e cha-
mas.

VENTILAÇÃO
O vapor de petróleo é mais pesado que o ar
e é mortal se for inalado em grandes quan-
tidades. Os gases de escape do motor são
prejudiciais à saúde.
Ao fazer testes de funcionamento em mo-
tores dentro da oficina, mantenha sempre
uma boa ventilação .

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO
INDIVIDUAL
Proteja os seus olhos com o óculos de se-
gurança, ao fazer afiações ou ao fazer qual-
quer operação que possa causar despren-
dimento de partículas. Proteja as suas mãos
e os pés usando luvas e sapatos de segu-
rança, se forem apropriados ao trabalho que
você está realizando.

ÓLEOS, GRAXAS E FLUIDO DE


VEDAÇÃO
Use apenas óleos, graxas e fluidos de veda-
ção originais Yamaha ou aqueles que forem
recomendados pela Yamaha.

1-3
INFO
GER SEGURANÇA AO TRABALHAR
Sob condições normais de uso, não deve
haver riscos no uso dos lubrificantes men-
cionados neste manual, mas a segurança é
muito importante, e ao se adotar as práti-
cas de trabalho seguro, os riscos são
minimizados.
Resumo das precauções mais importantes:
1. Ao trabalhar, mantenha os padrões de
higiene pessoal e industrial.
2. A roupa contaminada por lubrificantes
deve ser trocada assim que possível, e
deve ser lavada para uso posterior.
3. Evite contato da pele com os lubrifican-
tes; não coloque, por exemplo, um pano
sujo no bolso.
4. As mãos ou qualquer outra parte do cor-
po que entrar em contato com o lubrifi-
cante, ou até mesmo a roupa que entrou
em contato com o lubrificante, deve ser
bem lavada com sabão e água quente o
mais rápido possível.
5. Para proteger a pele, recomenda-se a
aplicação de cremes apropriados nas
mãos antes de iniciar o trabalho.
6. Um estoque de panos que não soltem
fiapos deve estar disponível para propó-
sitos de limpeza.

NORMAS PRÁTICAS PARA UM


BOM TRABALHO
1. A ferramenta certa
Use as ferramentas especiais recomen-
dadas para proteger as peças de danos.
Use a ferramenta certa, da maneira cer-
ta – não improvise.
2. Torque de aperto
Siga as instruções para o torque de aper-
to. Ao apertar parafusos e porcas aper-
te primeiro os lados maiores, e aperte
os fixadores das posições mais internas
antes de apertar os mais externos.

1-4
INFO
GER SEGURANÇA AO TRABALHAR
3. Itens descartáveis
Use sempre novas juntas, reparos, O-
rings, pinos fusíveis, anéis trava, etc.,
durante uma montagem.

DESMONTAGEM E MONTAGEM
1. Limpe as peças com ar comprimido ao
fazer a desmontagem.
2. Lubrifique as superfícies de contato das
peças móveis antes da montagem.

3. Após a montagem, verifique se as pe-


ças móveis funcionam normalmente.

4. Instale rolamentos com as marcas do


fabricante voltadas para o lado visível, e
lubrifique bem os rolamentos.

5. Ao instalar retentores, aplique uma fina


camada de graxa à prova d’água ao diâ-
metro externo.

1-5
INFO
GER FERRAMENTAS ESPECIAIS
FERRAMENTAS ESPECIAIS
O uso das ferramentas especiais corretas
recomendadas pela Yamaha, ajudarão o tra-
balho e permitem montagens e ajustes mais
precisos. A improvisação e o uso de ferra-
mentas inadequadas podem danificar o equi-
pamento.

DE MEDIÇÃO
1 Testador de vazamentos
Código 90890-06840
2 Testador de pressão
Código 90890-06756
3 Calibrador da altura do pinhão
Código 90890-06702
4 Kit do relógio comparador
Código 90890-01252
5 Base magnética
Código 90890-06705
6 Paquímetro digital
Código 90890-06704
7 Indicador de folga
Código 90890-06706
8 Placa da base magnética
Código 90890-07003
9 Medidor de pressão de combustível
Código 90890-06786
0 Manômetro de pressão hidráulica
Código 90890-06776

1-6
INFO
GER FERRAMENTAS ESPECIAIS
A Adaptador da válvula de alívio superior
Código 90890-06773
Adaptador da válvula de alívio inferior
Código 90890-06774
B Multitester digital
Código 90890-03194
C Adaptador de voltagem de pico
Código 90890-03172
D Testador dinâmico de faíscas
Código 90890-06754
E Placa de calços
Código 90890-06701
F Chave da alavanca de câmbio
Código 90890-06052
G Chicotes de teste
Códigos 90890-06790, 90890-06791,
90890-06792, 90890-06793

1-7
INFO
GER FERRAMENTAS ESPECIAIS
DE REMOÇÃO E INSTALAÇÃO
1 Fixador do volante
Código 90890-06522
2 Puxador universal
Código 90890-06521
3 Adaptador do rolamento/retentor
Código 90890-06653
4 Haste acionadora-S
Código 90890-06602, 90809-06604,
90809-06605, 90809-06606,
90809-06652
5 Adaptador do rolamento/retentor
Código 90890-06630
6 Adaptador do rolamento/retentor
Código 90890-06620
7 Fixador de anéis
Código 90890-06530
8 Separador de rolamento
Código 90890-06534
9 Base da placa de guia
Código 90890-06538
0 Placa de guia
Código 90890-06501

1-8
INFO
GER FERRAMENTAS ESPECIAIS
A Extrator de rolamento
Código 90890-06535
B Adaptador do rolamento/retentor
Código 90890-06661, 90890-06640
C Chave para porca castelo
Código 90890-06511, 90890-06578
D Extensão
Código 90890-06513
E Puxador da sede do eixo do hélice
Código 90890-06502
F Parafuso central
Código 90890-06504
G Martelo deslizante
Código 90890-06531
H Garras universais pequenas
Código 90890-06536
I Placa de profundidade de rolamento
Código 90890-06603
J Fixador do eixo cardã
Código 90890-06519
K Fixador da porca do pinhão
Código 90890-06505
L Adaptador para soquete
Código 90890-06507
M Adaptador de rolamento de agulhas
Código 90890-06607, 90890-06610,
90890-06612, 90890-06633,
90890-06636
N Extrator de pista externa de rolamento
Código 90890-06523
O Garras universais grandes
Código 90890-06532

1-9
INFO
GER FERRAMENTAS ESPECIAIS
P Adaptador do martelo deslizante
Código 90890-06514
Q Chave do filtro de óleo
Código 90890-01426
R Chave do parafuso da extremidade da
haste
Código 90890-06548
S Compressor de mola de válvula
Código 90890-04019
T Adaptador do compressor de mola de
válvula (φ 22mm)
Código 90890-06554
U Conj. de fresas para assentamento de
válvulas
Código 90890-06803
V Cabo para fresa de válvulas (φ 6 mm)
Código 90890-06553
W Conj. de fresas para assentamento de
válvulas
Código 90890-06555 (45o - 30 mm)
90890-06556 (90o - 30 mm)
X Removedor de guia de válvulas (φ 5,9 mm)
Código 90890-04064
Y Alargador de guia de válvulas (φ 6 mm)
Código 90890-04066
Z Fixador de virabrequim
Código 90890-06552

1-10
ESPEC

CAPÍTULO 2
ESPECIFICAÇÕES

ESPECIFICAÇÕES GERAIS.......................................................................... 2-2

ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO ...................................................... 2-4


GRUPO DE FORÇA.................................................................................. 2-4

2
RABETA (UNIDADE INFERIOR) .............................................................. 2-8
SISTEMA ELÉTRICO ............................................................................... 2-9

DIMENSÕES .............................................................................................. 2-11

TORQUES DE APERTO ............................................................................. 2-14

TORQUES GERAIS .................................................................................... 2-16

2-1
ESPEC ESPECIFICAÇÕES GERAIS
ESPECIFICAÇÕES GERAIS
Item Unidade F115AET FL115AET
DIMENSÕES
Comprimento total mm 825
Largura total mm 498
Altura total
(L) mm 1.609 -----
(X) mm 1.736
Altura do espelho de popa
(L) mm 516 -----
(X) mm 643

PESO
(com hélice de alumínio)
(L) Kg 186 -----
(X) Kg 191 -----
(com hélice de aço inoxidável)
(L) Kg 188 -----
(X) Kg 193

PERFORMANCE
Potência máxima (ISO) KW (hp) 84,6 (115)
a 5.500 rpm

Faixa de aceleração máxima rpm 5.000 ~ 6.000


Consumo máx. de combustível L/h (5.500 rpm) 38,0

GRUPO DE FORÇA
Tipo Em linha, 4 tempos, DOHC, 16 válvulas
Número de cilindros 4
Cilindrada cm3 1.741
Diâmetro x curso mm 79,0 x 88,8
Taxa de compressão 9,7:1
Compressão mínima KPa 950
(Kgf/cm2; psi) (9,5; 135)
Sistema de combustível Injeção eletrônica de combustível
Sist. de injeção de combustível Injeção de grupo
Sistema de partida Elétrica
Sistema de controle da ignição TCI
Saída do alternador 12 ~ 25 A
Vela de ignição (NGK) LFR6A-11
Sistema de refrigeração Refrigeração líquida (água)
Sistema de escape Através do cubo do hélice
Sistema de lubrificação Cárter úmido
Pressão de óleo
a 65 °C, com óleo 10W30 Kpa 320
(Kgf/cm²; psi) (3,2; 45,5)
a 850 rpm

2-2
ESPEC ESPECIFICAÇÕES GERAIS
Item Unidade F115AET FL115AET
COMBUSTÍVEL E ÓLEO
Tipo de combustível Gasolina comum (sem chumbo)
Octanagem PON* 86
RON* 91
Óleo do motor Óleo de motor de 4 tempos
Tipo de óleo do motor API SE, SF, SG, SH
SAE 10W30, 10W40 ou 20W40
Capacidade de óleo
(com troca do filtro) cm3 4.700
(sem troca do filtro) cm3 4.500
Óleo da rabeta Óleo para engrenagem hipóides
Tipo de óleo da rabeta SAE 90
API GL-4
Capacidade de óleo da rabeta cm3 760 715

SUPORTE DO MOTOR
Ângulo do Trim Graus -4 ~ 16
(com espelho de popa de 12o)
Ângulo de elevação do Tilt Graus 70
Ângulo de esterçamento Graus 30 + 30

RABETA
Posições do câmbio F-N-R
Relação do câmbio 2,15 (28/13)
Tipo de engrenagem da redução Engrenagem cônica
Tipo de embreagem Dog clutch
Tipo de eixo do hélice Estriado
Direção de giro do hélice (vista por trás) Sentido horário Sentido anti-horário
Marca no hélice K KL

SISTEMA ELÉTRICO
Capacidade da bateria Ah (KC) 70 ~100 (252 ~ 360)
Rendimento mínimo na
partida a frio A 380

* PON: Número da octanagem (Octanagem do sistema de pesquisa + octanagem do Motor)/2


RON: Número da octanagem no sistema de pesquisa

2-3
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
GRUPO DE FORÇA
Item Unidade F115AET FL115AET
CABEÇOTE
Limite de empenamento mm 0,1

(as linhas indicam a posição


da régua)
Diâmetro interno dos mancais mm 25,000 ~ 25,021
Diâmetro interno do furo do
tucho mm 28,000 ~ 28,021

CILINDROS
Diâmetro
Padrão mm 79,000 ~ 79,020
Limite de conicidade mm 0,08
Limite de ovalização mm 0,05

PISTÕES
Diâmetro do pistão (D) mm 78,928 ~ 78,949
Ponto de medição (H) mm 13
Folga cilindro-pistão mm 0,070 ~ 0,080
<Limite de folga> mm 0,13
Diâmetro do pistão sobre-medida mm 79,25

PINO DO PISTÃO
Diâmetro externo mm 17,997 - 18,000

ANÉIS
Anel superior
Dimensão B mm 1,17 ~ 1,19
Dimensão T mm 2,89 ~ 2,91
Folga entre pontas mm 0,15 ~ 0,30
Folga lateral mm 0,04 ~ 0,08
Anel secundário
Dimensão B mm 1,47 ~ 1,49
Dimensão T mm 3,00 ~ 3,20
Folga entre pontas mm 0,70 - 0,90
Folga lateral mm 0,03 - 0,07
Anel de óleo
Dimensão B mm 2,38 ~ 2,48
Dimensão T mm 2,40
Folga entre pontas mm 0,20 - 0,70
Folga lateral mm 0,03 - 0,15

2-4
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
Item Unidade F115AET FL115AET
EIXO COMANDO
Admissão (A) mm 37,22 ~ 37,38
Escape (A) mm 36,90 ~ 37,06
Admissão (B) mm 29,92 - 30,08
Escape (B) mm 29,92 - 30,08
Movimento da válvula
Admissão mm 7,30
Escape mm 6,98
Diâmetro do mancal do comando mm 24,96 ~ 24,98
Folga de lubrificação do mancal mm 0,020 ~ 0,061
Limite de empenamento do mm 0,1
comando

VÁLVULAS
Ângulo da face
Admissão Graus 91, 120, 160
Escape Graus 90, 140

Folga de válvulas (motor frio)


Admissão mm 0,20 ± 0,03
Escape mm 0,34 ± 0,03

Diâmetro da cabeça (A)


Admissão mm 29,00 ~ 29,20
Escape mm 24,00 ~ 24,20

Largura da face (B)


Admissão mm 2,00 ~ 2,43
Escape mm 2,28 ~ 2,71

Largura da sede de válvula (C)


Admissão mm 1,2 ~ 1.6
Escape mm 1,2 ~ 1.6

Espessura da margem (D)


Admissão mm 0,8 ~ 1,2
Escape mm 1,0 ~ 1,4

Diâmetro da haste
Admissão mm 5,975 ~ 5,990
Escape mm 5,960 ~ 5,975

2-5
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
Item Unidade F115AET FL115AET
Diâmetro interno do guia
Admissão e escape mm 6,005 - 6,018
Folga haste - haste guia
Admissão mm 0,015 - 0,043
Escape mm 0,030 - 0,058
Limite de empenamento da haste mm 0,01

MOLAS DAS VÁLVULAS


Comprimento livre mm 53,20
Comprimento livre mínimo mm 52,25
Limite de inclinação mm 2,6

TUCHOS
Diâmetro externo do tucho mm 27,965 ~ 27,980
Folga tucho - cabeçote mm 0,020 ~ 0,056

PASTILHAS DE VÁLVULAS
Espessuras das pastilhas mm 2,000 ~ 3,300
(em incrementos de 0,025 mm)

BIELA
Diâmetro interno da parte superior mm 17,965 - 17,985
Diâmetro interno do colo mm 45,025 ~ 45,045
Folga da bronzina mm 0,025 - 0,031
Espessura das bronzinas
Amarela mm 1,502 ~ 1,508
Verde mm 1,508 ~ 1,514
Azul mm 1,514 ~ 1,520
Vermelha mm 1,520 ~ 1,526

VIRABREQUIM
Diâmetro do mancal mm 47,984 - 48,000
Diâmetro mínimo do mancal mm 47,972
Diâmetro do pino do virabrequim mm 42,000 - 41,982
Limite de desalinhamento mm 0,03

2-6
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
Item Unidade F115AET FL115AET
CARCAÇA
Diâmetro interno do mancal mm 54,023 ~54,042
Folga de lubrificação mm 0,024 ~ 0,044
Espessura das bronzinas da
carcaça superior
Verde mm 2,992 ~ 2,999
Azul mm 2,999 ~ 3,006
Vermelha mm 3,006 ~ 3,013
Espessura das bronzinas da
carcaça inferior
Amarela mm 3,010 ~ 3,017
Verde mm 3,017 ~ 3,024
Azul mm 3,024 ~ 3,031
Vermelha mm 3,031 ~ 3,038
Espessura das bronzinas do
mancal Nº 3
Verde mm 2,992 ~ 2,999
Azul mm 2,999 ~ 3,006
Vermelha mm 3,006 ~ 3,013

VÁLVULA TERMOSTÁTICA
o
Temperatura de abertura C 50
o
Temperatura de abertura total C 60

Limite mínimo de abertura da


válvula mm 4,3

BOMBA DE ÓLEO
Vazão
a 100 oC, com óleo 20W40 L/h (1.000 rpm) 5,9
Pressão KPa 118
(Kgf/cm2; psi) (1,18; 16,78)
Pressão de abertura da Kpa 490
válvula de alívio (Kgf/cm2 ; psi) (4,90; 69,69)

ROTAÇÃO DO MOTOR
Marcha lenta rpm 750 ± 50

2-7
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
RABETA (UNIDADE INFERIOR)
Item Unidade F115AET FL115AET
FOLGA DAS ENGRENAGENS
Pinhão - engrenagem de
marcha à frente mm 0,19 ~ 0,53 0,31 ~ 0,66
Pinhão - engrenagem de
marcha à ré mm 0,86 ~ 1,26 0,86 ~ 1,21

Calços do pinhão mm 0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40; 0,50

Calços da engrenagem de
marcha à frente mm 0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40; 0,50

Calços da engrenagem de
marcha à ré mm 0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40, 0,50

2-8
ESPEC
SISTEMA ELÉTRICO
Item Unidade F115AET FL115AET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
Ponto de ignição Graus 4o DPMS ~ 20o APMS
Unidade TCI (B/R, B/W - B)
Limite mínimo da voltagem
de pico
na partida 1 V 5,0
na partida 2 V 122
a 1.500 rpm V 242
a 3.500 rpm V 245
Bobina de pulso (W/R, W/B - B)
Limite mínimo da voltagem
de pico
na partida 1 V 3,5
na partida 2 V 3,0
a 1.500 rpm V 26
a 3.500 rpm V 44

SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO


Sensor de temperatura da
água de arrefecimento
Resistência (B/Y - B)
a 5°C KW 4,62
a 20°C KW 2,44
a 100°C KW 0,19
Sensor de posição do
acelerador
Voltagem de saída (P - B) V 0,732

SISTEMA DE PARTIDA
Fusível 1 V-A 12 ~ 20
Fusível 2 V-A 12 ~ 30

MOTOR DE PARTIDA
Tipo Engrenagem deslizante
Potência KW 1,4
Limite de tempo dando partida Segundos 30
Escovas
Comprimento mm 15,5
Comprimento mínimo mm 9,5
Comutador
Diâmetro mm 29,0
Diâmetro mínimo mm 28,0
Mica
Profundidade da mica mm 0,5 ~ 0,8
Limite da profundidade mm 0,2

* Partida 1: Voltagem do circuito aberto


Partida 2: Voltagem do circuito com carga.

2-9
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
Item Unidade F115AET FL115AET
SISTEMA DE CARGA
Bobina de luz (W - W)
Limite mínimo da voltagem
de pico
na partida 1 V 9,3
na partida 2 V 7,4
a 1.500 rpm V 37 (Voltagem do circuito aberto)
a 3.500 rpm V 89 (Voltagem do circuito aberto)
Retificador-Regulador (R - B)
Limite mínimo da voltagem
de pico
na partida 1 V -
na partida 2 V 7,5
a 1.500 rpm V 12,5
a 3.500 rpm V 13,0

SISTEMA DO PTT
Sensor do Trim
Resistência (P - B) W 9 - 378,8

MOTOR DO PTT
Tipo de fluido ATF, Dexron II
Escovas
Comprimento mm 9,8
Comprimento mínimo mm 4,8
Comutador
Diâmetro mm 22,0
Diâmetro mínimo mm 21,0
Mica
Profundidade da mica mm 1,35
Limite da profundidade mm 0,85

* Partida 1: Voltagem do circuito aberto


Partida 2: Voltagem do circuito com carga.

2-10
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO
DIMENSÕES

Símbolo Unidade Dimensão


A1 Graus 30
A2 Graus 68,5
A3 Graus 2,5
B6 mm 367
C3 mm 82
L1 mm 662
L2 mm 115
L4 mm 631
L5 (L) mm 81
(X) mm 104
L6 (L) mm 1.005
(X) mm 1.122
L7 mm 555
L8 mm 137
L9 (L) mm 12
(X) mm 16
H1 (L) mm 929
(X) mm 1.056
H2 mm 681
H3 mm 191
H4 (L) mm 516
(X) mm 643
H6 (L) mm 773
(X) mm 850
H7 mm 404
H8 mm 31
H9 mm 879
H10 mm 45
H11 mm 14
W1 mm 246
W5 mm 388
T mm 660

2-11
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO

Símbolo Unidade Dimensão


A1 Graus 30
A2 Graus 68,5
A3 Graus 2,5
B6 mm 367
C3 mm 82
L1 mm 662
L2 mm 316
L3 mm 832
L4 mm 631
L5 (L) mm 81
(X) mm 104
L6 (L) mm 1.005
(X) mm 1.122
L7 mm 555
L8 mm 294
L9 (L) mm 12
(X) mm 16
H1 (L) mm 929
(X) mm 1.056
H2 mm 681
H3 mm 191
H4 (L) mm 516
(X) mm 643
H6 (L) mm 773
(X) mm 850
H7 mm 404
H8 mm 105
H9 mm 879
H10 mm 45
H11 mm 14
W1 mm 246
W2 mm 93
W5 mm 388
W6 mm 574

2-12
ESPEC ESPECIFICAÇÕES DE MANUTENÇÃO

Símbolo Unidade Dimensão


B1 mm 125,4
B2 mm 254
B3 mm 163,5
B4 mm 50,8
B5 mm 180
B6 mm 367
B9 mm 18,5
C3 mm 82
D1 mm 13
D2 mm 55,5

2-13
ESPEC TORQUES DE APERTO
TORQUES DE APERTO
Dimensão Torque de aperto
Peça a ser apertada
da rosca N.m Kgf.m
GRUPO DE FORÇA
Conjunto do volante do magneto M24 190 19
Cabo positivo da bateria M8 9 0,9
Fixação do grupo de força M8 42 4,2
Engrenagem movida M10 60 6,0
Engrenagem motora M40 265 27
Tensionador da correia M10 40 4,0
Vela de ignição M14 25 2,5
Tampa do cabeçote M6 8 0,8
Tampa de respiro M4 2 0,2
Conj. do suporte da bomba de combustível M7 17 1,7
1º 8 0,8
Mancal do eixo comando M7
2º 17 1,7
1º 14 1,4
Conjunto do cabeçote M8
2º 28 2,8
1º 15 1,5
Conjunto do cabeçote (passo de 1,5 mm) 2º M10 30 3,0
3º Girar 90°
1º 6 0,6
Tampa do escape M6
2º 12 1,2
Filtro de óleo — 18 1,8
Sensor de pressão de óleo — 8 0,8
1º 14 1,4
Carcaça M8
2º 28 2,8
1º 19 1,9
Carcaça (passo de 1,5 mm) M10
2º Girar 60°
1º 15 1,5
Biela M8
2º Girar 60º
RABETA (UNIDADE INFERIOR)
Hélice M18 55 5,5
Direcionador M10 43 4,3
Rabeta M10 37 3,7
Sede do hélice M8 18 1,8
Conjunto da alavanca de câmbio M6 8 0,8
Porca castelo M101.5 105 10,5
Conjunto da sede do eixo cardã M8 18 1,8
Porca do pinhão M16 93 9,3
Parafuso de dreno de óleo — 7 0,7
Parafuso de verificação de nível de óleo — 7 0,7

2-14
ESPEC TORQUES DE APERTO
Dimensão Torque de aperto
Peça a ser apertada
da rosca N.m Kgf.m
SUPORTE
Peça de fricção — 13 1,3
Conjunto do manche — 38 3,8
Conjunto do interruptor principal — 5 0,5
Interruptor de parada Engine Stop — 4 0,4
Alavanca do câmbio M8 18 1,8
Suporte do manche M10 38 3,8
Parafuso do mecanismo da haste do câmbio — 18 1,8
Bomba de óleo M6 11 1,1
Fixação superior M12 53 5,3
Fixação inferior M14 73 7,3
Conjunto da mufla M8 20 2,0
Coletor de escape M6 11 1,1
Bandeja do cárter M6 11 1,1
Tela de óleo M6 11 1,1
Suporte do motor M22 15 1,5
Came — 2 0,2
Limitador do Trim — 37 3,7
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT (PTT)
Reservatório do Power Trim e Tilt 1/4" 5 0,5
Motor do Power Trim e Tilt 1/4" 5 0,5
Válvula manual — 4 0,4
Parafuso da extremidade do cilindro do Tilt — 130 13
Unidade da bomba de engrenagens 5/16" 9 0,9
Bomba de engrenagens — 6 0,6
Parafuso da extremidade do cilindro do Trim — 80 0,8

2-15
ESPEC TORQUES DE APERTO
Especificações TORQUES GERAIS
A B gerais de torque A tabela a seguir especifica torques para fi-
(Porca) (Parafuso)
N.m Kg.m ft.lb xadores com rosca padrão ISO. As especi-
8 mm M5 5 0,5 3,6 ficações dos torques para componentes ou
10 mm M6 8 0,8 5,8
conjuntos especiais são fornecidas nos res-
pectivos capítulos deste manual.
12 mm M8 18 1,8 13
Para evitar empenamentos, aperte os con-
14 mm M10 36 3,6 25 juntos com vários fixadores progressiva-
17 mm M12 43 4,3 31 mente e de forma cruzada ou alternada até
atingir o torque especificado. Caso indica-
ção em contrário, os torques devem ser apli-
cados em roscas limpas e secas. Os compo-
nentes deverão estar a temperatura ambiente.

2-16
INSP
AJU
CAPÍTULO 3
INSPEÇÕES E AJUSTES

QUADRO DE INTERVALOS DE MANUTENÇÃO ....................................... 3-3

CAPÔ ............................................................................................................ 3-4


VERIFICAÇÃO DA TRAVA DO CAPÔ ..................................................... 3-4

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL ..................................................................... 3-4


VERIFICAÇÃO DA LINHA DE COMBUSTÍVEL ....................................... 3-4
VERIFICAÇÃO DO FILTRO DE COMBUSTÍVEL ..................................... 3-5

3
MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE COMBUSTÍVEL (LINHA DE
COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO) ..................................................... 3-5

SISTEMA DE CONTROLE............................................................................ 3-6


VERIFICAÇÃO E AJUSTE DO PONTO DE ACIONAMENTO DO
CORPO DO INJETOR .............................................................................. 3-6
AJUSTE DO CABO DO CÂMBIO ............................................................ 3-7
AJUSTE DO CABO DO ACELERADOR .................................................. 3-8
AJUSTE DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR ...................... 3-9
EQUALIZAÇÃO DAS VÁLVULAS DE ACELERAÇÃO .......................... 3-10
AJUSTE DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR .................... 3-12

SISTEMA DE ARREFECIMENTO .............................................................. 3-13


VERIFICAÇÃO DA DESCARGA DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO ..... 3-13

GRUPO DE FORÇA .................................................................................... 3-13


VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ÓLEO DO MOTOR ................................ 3-13
TROCA DE ÓLEO DO MOTOR/FILTRO ................................................ 3-13
VERIFICAÇÃO DA CORREIA ................................................................. 3-14
AJUSTE DAS FOLGAS DE VÁLVULA .................................................. 3-15

SISTEMA DO POWER TRIM E TILT .......................................................... 3-18


VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DO FLUIDO DO POWER TRIM E TILT ....... 3-18
AJUSTE DO CAME DO SENSOR DO TRIM ........................................ 3-19

3-1
INSP
AJU
UNIDADE INFERIOR (RABETA) ................................................................ 3-20
VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ÓLEO ..................................................... 3-20
TROCA E VERIFICAÇÃO DO ÓLEO DA RABETA ................................ 3-20
VERIFICAÇÃO DA RABETA (QUANTO A VAZAMENTOS DE AR) ..... 3-22

GERAL ........................................................................................................ 3-22


VERIFICAÇÃO DOS ANODOS .............................................................. 3-22
VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................. 3-23
VERIFICAÇÃO DAS VELAS DE IGNIÇÃO ............................................ 3-24
MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE COMPRESSÃO ...................................... 3-25
MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE ÓLEO ...................................................... 3-26
PONTOS DE LUBRIFICAÇÃO ............................................................... 3-27

3-2
INSP
AJU QUADRO DE INTERVALOS DE MANUTENÇÃO
QUADRO DE INTERVALOS DE MANUTENÇÃO
Use o quadro abaixo como um guia para acompanhar os intervalos de manutenção.
Dependendo das condições de uso do equipamento, reajuste os intervalos de manutenção.

Inicial A cada Veja a


Item Observações 10 horas 50 horas 100 horas 200 horas página
(Amaciamento) (3 meses) (6 meses) (1 ano)

CAPÔ
Trava do capô Inspecionar ● 3-4
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
Linha de combustível Verificar ● 3-4
Filtro de combustível Verificar/trocar ● ● 3-5
GRUPO DE FORÇA
Vazamento de água Verificar ● ● ● ---
Parte externa do motor Inspecionar ● ---
Óleo do motor Trocar ● ● 3-13
Filtro de óleo Trocar ● 3-13
Correia (*1)
Inspecionar/trocar ● 3-14
(*2)
Folga de válvulas Inspecionar/ajustar A cada 400 horas (2 anos) 3-15
Válvula termostática Inspecionar/trocar ● 5-27
Vazamento de escape Verificar ● ● ● ---
Passagens de água(*3) Inspecionar/limpar ● ---
SISTEMA DE CONTROLE
Cabo do câmbio (C.R.)(*4) Inspecionar/ajustar ● 3-7
Cabo do acelerador (C.R.) (*4)
Inspecionar/ajustar ● 3-8
TPS (*5)
Inspecionar/ajustar ● 3-9

UNIDADE DO PTT
Fluido do PTT Inspecionar ● ● ● ● 3-18
UNIDADE INFERIOR
Óleo da rabeta Trocar ● ● 3-20
Vazamentos na rabeta Inspecionar ● 3-22
Hélice(s) Inspecionar ● 6-4, 6-26
GERAL
Anodo(s) Verificar/trocar ● 3-22
Bateria Inspecionar/carregar ● ● 3-23
Vela(s) Limpar/ajustar/trocar ● ● 3-24
Fiação e conexões Ajustar/reconectar ● ● ● ● ---
Porcas e parafusos (*6)
Reapertar ● ● ---
Pontos de lubrificação Engraxar ● 3-27

(*1) Troque a correia a cada 1.000 horas (5 anos) de funcionamento.


(*2) Caso seja usada gasolina com chumbo. as válvulas e as peças de seu mecanismo devem ser inspecionadas a
cada 300 horas, e também todas as peças relacionadas no quadro acima.
(*3) O motor deve ser lavado com água limpa, após o funcionamento em águas salgadas, turvas ou barrentas.
(*4) C.R. = Controle remoto.
(*5) TPS = Sensor de posição do acelerador
(*6) Exceto os parafusos do cabeçote e dos mancais da carcaça.

3-3
INSP
AJU CAPÔ / SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
CAPÔ
VERIFICAÇÃO DA TRAVA DO CAPÔ
1. Verifique:
• Trava do capô
Solto/destravado → Ajuste a trava do
capô.

2. Ajuste:
• Posição da trava do capô

Passos de ajuste
1) Solte os parafusos 1.
2) Mova a trava do capô 2 para cima ou
para baixo (apenas alguns milímetros).
3) Aperte os parafusos.
4) Verifique o encaixe do capô e repita o
ajuste se necessário.

NOTA:
• Mover o fecho em direção à vedação,
afrouxa o capô.
• Mover o selo na direção contrária, aperta-
rá o capô.

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
VERIFICAÇÃO DA LINHA DE COMBUS-
TÍVEL
1. Verifique:
• Linha de combustível de alta pressão
Trincas/danos/vazamentos → Troque.
Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL
DE ALTA PRESSÃO” na página 4-10.

3-4
INSP
AJU SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
2. Verifique:
• Cinta plástica
Solta → Reaperte ou troque.
3. Verifique:
• Linha de combustível de baixa pressão
Trincas/danos/vazamentos → Troque.
Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL
DE BAIXA PRESSÃO” na página 4-28.

VERIFICAÇÃO DO FILTRO DE COMBUS-


TÍVEL
Verifique:
• Elemento do filtro de combustível
• Corpo do filtro de combustível
Obstruções/rachaduras/vazamentos →
Troque.
Sujeira → Limpe.
Veja seção “FILTRO DE COMBUSTÍ-
VEL” na página 4-31.
MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE COMBUS-
TÍVEL (LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
ALTA PRESSÃO)
Meça:
• Pressão de combustível
(linha de combustível de alta pressão)
Fora da especificação → Verifique a li-
nha de combustível de alta pressão.

Pressão de combustível
(linha de combustível de alta pressão)
300 KPa (3,0 Kg/cm2; 44,1 psi)

Passos de medição
1) Instale o medidor de pressão de combus-
tível na válvula de retenção de pressão.

Medidor de pressão de
combustível ......... 1
90890-06786

2) Gire o interruptor principal para “on”, e


então meça a pressão de combustível.

3-5
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
SISTEMA DE CONTROLE
VERIFICAÇÃO E AJUSTE DO PONTO
DE ACIONAMENTO DO CORPO DO IN-
JETOR
1. Verifique:
• Ponto de acionamento do corpo do in-
jetor
Incorreto → Ajuste.

Passos de verificação
1) Gire a alavanca de controle do acelera-
dor para a posição de retardo total.
2) Verifique se a marca a no came do ace-
lerador fica alinhada com o centro do
rolete do acelerador 1 conforme ilus-
tração.

2. Ajuste:
• Ponto de acionamento do corpo do injetor

Passos de ajuste
1) Solte a porca 1.
2) Remova o braço de união do acelerador 2.
3) Mova a alavanca de controle do acelera-
dor 3 até encostar no batente totalmen-
te fechado 4.

NOTA:
Certifique-se de que o acelerador está to-
talmente fechado.

4) Alinhe a marca de totalmente fechado a da


alavanca de controle do acelerador 3 com
o centro do rolete 5 conforme ilustração.
5) Ajuste o comprimento do braço de união
do acelerador b para 0,5 mm.
6) Aperte a porca e instale o braço de união
na alavanca de controle do acelerador.
7) Mova a alavanca de controle do acelerador
para certificar-se de que a válvula de acele-
ração abre e fecha normalmente. Além dis-
so certifique-se de que o rolete do acelera-
dor está alinhado com a posição totalmen-
te aberta c do came do acelerador.
8) Coloque o acelerador na posição total-
mente fechada e verifique se a marca de
posição totalmente fechada a está alinha-
da com o centro do rolete do acelerador.

3-6
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
AJUSTE DO CABO DO CÂMBIO
1. Verifique:
• Funcionamento do câmbio
Incorreto → Ajuste.
2. Ajuste:
• Posição da união do cabo do câmbio

Passos de ajuste
1) Alinhe a marca a da bucha com a mar-
ca b do suporte c.
2) Solte a contraporca 1 e remova a cupi-
lha 2.
3) Remova a união do cabo do câmbio 3
do pino de ajuste.
4) Posicione a alavanca do controle remo-
to na posição neutra.
5) Ajuste a posição da união do cabo do
câmbio até que fique alinhada com o
pino de ajuste.

! ADVERTÊNCIA
A união do cabo do câmbio deve ser rosque-
ada pelo menos 8 mm.

6) Instale a união do cabo do câmbio no


pino de ajuste.
7) Instale a cupilha e aperte a contraporca.
8) Mova a alavanca do controle remoto
para a marcha à frente, neutro e mar-
cha à ré e certifique-se de que o câmbio
atua de forma suave e adequada. Se o
funcionamento do câmbio for irregular
ou incorreto, repita o procedimento des-
crito anteriormente.

3. Verifique:
Funcionamento do câmbio
Funcionamento irregular → Repare.

3-7
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
AJUSTE DO CABO DO ACELERADOR
1. Verifique:
Posição totalmente fechada
Incorreto → Ajuste.

Passos de verificação
1) Acelerador totalmente fechado.
2) Verifique se a alavanca de controle do
acelerador 1 encosta no batente na po-
sição totalmente fechado 2.

2. Ajuste:
• Posição da união do cabo do acelera-
dor

Passos de ajuste
1) Ponha em contato a alavanca de con-
trole do acelerador 1 com o batente na
posição totalmente fechado 2.
2) Solte a contraporca 3 e remova a cupi-
lha 4.
3) Remova a união do cabo do acelerador
5 do pino de ajuste a.
4) Posicione a alavanca de controle remo-
to na posição de neutro.
5) Ajuste a posição da união do cabo do
acelerador até que fique alinhado com
o pino de ajuste.

! ADVERTÊNCIA
A união do cabo do acelerador deve ser ros-
queada pelo menos 8 mm.

6) Instale a união do cabo do acelerador


no pino de ajuste.
7) Instale a cupilha e aperte a contraporca.
8) Abra e feche o acelerador (no controle
remoto) várias vezes e certifique-se de
que as válvulas de aceleração abrem e
fecham de forma suave e adequada. Se
o funcionamento do acelerador for irre-
gular ou incorreto, repita o procedimen-
to descrito anteriormente.

3-8
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
AJUSTE DO SENSOR DE POSIÇÃO DO
ACELERADOR
1. Meça:
• Voltagem de saída do sensor de posi-
ção do acelerador
Fora da especificação → Ajuste.

Voltagem de saída do sensor de


posição do acelerador
(Rosa (P) – Preto (B))
0,732 ± 0,014 V

NOTA:
• Ajuste a abertura das válvulas antes de
medir a voltagem de saída do sensor de
posição do acelerador.
• Ao medir a voltagem de saída do sensor
de posição do acelerador, ajuste o Multi-
tester digital para a escala manual.

Passos de medição
1) Remova o silenciador da admissão. Veja
seção “SISTEMA DE ADMISSÃO” na
página 4-5.
2) Desconecte o braço de união do acele-
rador 1 no corpo do injetor.
3) Verifique a válvula de aceleração.
4) Conecte o chicote de teste (3-pinos) con-
forme ilustração.

Chicote de teste (3-pinos)


90890-06793

5) Conecte o Multitester digital ao chicote


de teste (3-pinos) conforme ilustração.
6) Posicione o interruptor de partida do
motor em “on”.
7) Meça a voltagem de saída.
8) Instale o silenciador de admissão.
9) Dê partida no motor e meça novamente
a voltagem de saída.

3-9
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
2. Ajuste:
• Sensor de posição do acelerador

Passos de ajuste
1) Solte os parafusos 2.
2) Ajuste a posição do sensor de posição
do acelerador até que a voltagem de
saída especificada seja obtida.

Voltagem de saída do TPS


(Rosa (P) – Preto (B))
0,732 ± 0,014 V

Ferramenta de ajuste geral


Torx T-20 (Furo no centro)

3) Aperte os parafusos.
4) Conecte o braço de união do acelerador 1.

EQUALIZAÇÃO DAS VÁLVULAS DE


ACELERAÇÃO
CUIDADO:
Não ajuste a válvula de aceleração caso a
mesma esteja funcionando corretamente.
Excessos de ajuste podem ocasionar um
baixo rendimento do motor.

Passos de ajuste
1) Remova todos os bujões 1.
2) Instale os adaptadores 2 e o vacuôme-
tro 3 no conjunto do coletor de admis-
são, conforme ilustração.

Vacuômetro
90890-03094

3) Dê partida no motor e deixe o aquecer


por alguns minutos.
4) Instale o tacômetro no cabo da vela do
cilindro Nº 1.

Tacômetro
90890-06760

Marcha lenta do motor


750 ± 50 rpm

3-10
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
5) Verifique o vácuo de todos os cilindros.
6) Gire o parafuso de equalização 4 de for-
ma que o vácuo do cilindro Nº 3 ou Nº 4
esteja dentro de 30 mmHg (40 mbar) ba-
seado no vácuo do cilindro Nº 1 ou Nº 2.

Apertando Vácuo aumenta


Afrouxando Vácuo diminui

Ferramenta de ajuste geral


Torx T-20 (côncava no centro)

Exemplo 1:
Resultados da
verificação:
Cilindro Nº 1 360 mmHg Ajuste a diferença de
(480 mbar) vácuo entre os cilin-
dros Nº 1 e Nº 4 para
Cilindro Nº 2 350 mmHg 30 mmHg (40 mbar).
(467 mbar)

Cilindro Nº 3 310 mmHg


(413 mbar)

Cilindro Nº 4 300 mmHg


(400 mbar)

Exemplo 2:
Resultados da
verificação:
Cilindro Nº 1 360 mmHg
(480 mbar)

Cilindro Nº 2 350 mmHg Ajuste a diferença de


(467 mbar) vácuo entre os cilin-
dros Nº 2 e Nº 4 para
Cilindro Nº 3 390 mmHg 30 mmHg (40 mbar).
(520 mbar)

Cilindro Nº 4 400 mmHg


(533 mbar)

3-11
INSP
AJU SISTEMA DE CONTROLE
AJUSTE DO SENSOR DE POSIÇÃO DO
ACELERADOR
(AO DESMONTAR OU TROCAR O CORPO DO
INJETOR)

Passos de ajuste
1) Instale o conjunto de admissão com o si-
lenciador de admissão removido.
2) Desconecte o conector do sensor de po-
sição do acelerador.
3) Instale o chicote de teste no conector do
sensor de posição do acelerador.

Chicote de teste
90890-06793

4) Conecte o Multitester digital.

Multitester digital
90890-06752

5) Gire o interruptor principal para “on”.


6) Afrouxe o parafuso de equalização e
abra totalmente a válvula inferior do ace-
lerador (Nº 3, 4).
7) Afrouxe o parafuso de marcha lenta 1 e
feche totalmente a válvula superior do
acelerador (Nº 1, 2).
8) Ajuste a posição do sensor de posição
do acelerador até que a voltagem de sa-
ída seja de 0,7 ± 0,01 V e acione várias
vezes a válvula do acelerador.
9) Registre os valores.
10) Aperte lentamente o parafuso de equa-
lização 2 até modificar o valor registra-
do.
11) Aperte lentamente o parafuso de mar-
cha lenta até que aumente 0,032 ± 0,004
V sobre o valor registrado.
12) Acione várias vezes a válvula do acelerador.
13) Instale o rolete do acelerador d com a
marca e alinhada com o centro do role-
te do acelerador e verifique que a volta-
gem de saída permanece a mesma.
14) Instale o silenciador de admissão.
15) Dê partida no motor.
16) Caso a voltagem de saída do sensor de
posição do acelerador não esteja entre
0,732 ± 0,014 V, ajuste o sensor de posi-
ção do acelerador.
17) Verifique que a válvula do acelerador
está equalizada.

3-12
INSP
AJU SISTEMA DE ARREFECIMENTO / GRUPO DE FORÇA
SISTEMA DE ARREFECIMENTO
VERIFICAÇÃO DA DESCARGA DA
ÁGUA DE ARREFECIMENTO
Verifique:
• Descarga da água de arrefecimento
Sem descarga → Limpe e verifique as
passagens de água.

Passos de verificação
1) Coloque a rabeta na água.
2) Dê partida no motor.
3) Verifique se a água flui pela saída de água.

GRUPO DE FORÇA
VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ÓLEO DO
MOTOR
Verifique:
• Nível de óleo do motor
Acima de a → Verifique se há combus-
tível no óleo do motor.
Abaixo de b → Adicione óleo de mo-
tor até que o nível esteja entre a e b.

TROCA DE ÓLEO DO MOTOR/FILTRO


1. Remova:
• Tampa do bocal de abastecimento de
óleo 1
• Bujão de dreno 2
2. Remova:
• Filtro de óleo 3

Chave do filtro de óleo


90890-01426

3. Instale:
• Bujão de dreno 2

Bujão de dreno
28 N.m (2,8 Kgf.m)

3-13
INSP
AJU GRUPO DE FORÇA
4. Instale:
• Filtro de óleo 3

Filtro de óleo
18 N.m (1,8 Kgf.m)

NOTA:
Lubrifique a vedação de borracha com óleo
de motor antes da instalação.

5. Adicione:
• Óleo de motor

Óleo de motor recomendado


Óleo de motor 4 tempos
API: SE, SF, SG ou SH
SAE: 10W30, 10W40 ou 20W40
Quant. de óleo com o filtro de óleo
4,7 L
Sem o filtro de óleo
4,5 L

6. Instale:
• Tampa do bocal de abastecimento de
óleo
7. Verifique:
• Nível de óleo do motor
Veja seção “VERIFICAÇÃO DO NÍVEL
DE ÓLEO DO MOTOR” na página 3-13.

NOTA:
• Deixe o motor funcionando por alguns minu-
tos para depois poder verificar o nível de óleo.
• Caso o nível de óleo do motor não esteja
correto, adicione ou retire óleo conforme
a necessidade.

VERIFICAÇÃO DA CORREIA
Verifique:
• Correia
Desgaste/danos → Troque.

3-14
INSP
AJU GRUPO DE FORÇA
AJUSTE DAS FOLGAS DE VÁLVULA

NOTA:
O ajuste das folgas de válvula deve ser feito
com o motor frio, em temperatura ambiente.

1. Remova:
• Tampa do volante do magneto
• Capa dos cachimbos de vela 1
2. Desconecte:
• Cabos de vela 2
• Mangueiras de combustível 3
• Mangueira de ventilação
• Mangueira de vácuo
3. Solte:
• Tensionador da correia
4. Remova:
• Correia
• Engrenagens
• Tampa do cabeçote
• Velas de ignição
5. Instale:
• Engrenagens
• Correia
6. Aperte:
• Tensionador da correia

7. Meça:
• Folga da válvula de admissão a
• Folga da válvula de escape b

Folga de válvulas:
Admissão
0,20 ± 0,03 mm
Escape
0,34 ± 0,03 mm

Caso a folga de qualquer uma das válvulas


esteja fora das especificações, anote esta
medição.

3-15
INSP
AJU GRUPO DE FORÇA
Passos de medição
1) Gire o volante do magneto no sentido
horário até que o pistão Nº 1 do cilindro
esteja na posição PMS (Ponto Morto
Superior).
2) Meça a folga das válvulas de admissão
dos cilindros Nº 1 e Nº 2.
3) Meça a folga das válvulas de escape dos
cilindros Nº 1 e Nº 3.
4) Gire o volante do magneto 360° no sen-
tido horário.
5) Meça a folga das válvulas de admissão
dos cilindros Nº 3 e Nº 4.
6) Meça a folga das válvulas de escape dos
cilindros Nº 2 e Nº 4.

8. Solte:
• Tensionador da correia
9. Remova:
• Correia
• Engrenagens
• Mancais
• Eixos comando
Veja seção “GRUPO DE FORÇA” na
página 5-6.

10. Ajuste:
• Folga de válvulas

NOTA:
• Não misture as peças do mecanismo de
válvula (ou seja, pastilhas de válvula, man-
cais, eixo comando). Mantenha as peças
organizadas em seus respectivos grupos
(ou seja, mantenha as peças do cilindro Nº
1 juntas).
• Instale as peças removidas em suas posi-
ções originais. Se as peças do mecanismo
de válvula forem instaladas fora da posi-
ção original, o ajuste das válvulas será im-
possível de ser efetuado.

3-16
INSP
AJU GRUPO DE FORÇA
Passos de ajuste
1) Insira uma chave de fenda fina no rasgo
do tucho de válvula.
2) Remova a pastilha da válvula levantan-
do-a com cuidado.
3) Meça a espessura da pastilha da válvu-
la, utilizando um micrômetro.
4) Selecione a pastilha de válvula adequa-
da para troca, calculando sua espessu-
ra através da seguinte formula.

Espessura adequada da pastilha =


Espessura da pastilha removida +
Medida da folga de válvula –
Folga de válvula especificada

5) Instale a pastilha de válvula apropriada


no tucho.

NOTA:
• Meça a espessura da nova pastilha de vál-
vula usando um micrômetro porque o nu-
mero de sua espessura não aparece na
mesma.
• Lubrifique a pastilha de válvula com uma
graxa à base de dissulfeto de molibdênio.
• Faça o procedimento descrito acima para
todas as válvulas cujas folgas estejam fora
da especificação.

11.Instale:
• Eixos comando
• Mancais
• Engrenagens
• Correia
12.Aperte:
• Tensionador da correia
Veja seção “GRUPO DE FORÇA” na
página 5-6.
13.Verifique:
• Folga de válvulas

NOTA:
Caso a folga de qualquer uma das válvulas
esteja fora das especificações, repita todos
os passos de ajuste até obter a folga de vál-
vula especificada.

3-17
INSP
AJU GRUPO DE FORÇA / SISTEMA DO PTT
14.Solte:
• Tensionador da correia
15.Remova:
• Engrenagens
• Correia
16.Aperte:
• Tensionador da correia
17.Instale:
• Tampa do cabeçote
• Engrenagens
• Correia
• Velas de ignição
18.Conecte:
• Mangueira de vácuo
• Mangueira de ventilação
• Mangueiras de combustível
• Cabos de vela
19.Instale:
• Capa do cachimbo da vela
• Tampa do volante do magneto

SISTEMA DO POWER TRIM E TILT


VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DO FLUIDO
DO POWER TRIM E TILT
Verifique:
• Nível do fluido do Power Trim e Tilt
Nível baixo → Adicione fluido até o ní-
vel correto.

Fluido recomendado do PTT


ATF Dexron II

! ADVERTÊNCIA
Ao remover a tampa do reservatório do Po-
wer Trim e Tilt, o fluido pode jorrar devido à
pressão interna. Portanto, incline o motor
de popa totalmente para cima (cilindro do
conjunto do Tilt totalmente estendido) e em
seguida remova lentamente a tampa do re-
servatório.

3-18
INSP
AJU SISTEMA DO PTT
Passos de verificação
1) Incline o motor de popa todo para cima
e trave-o com a trava 1.

! ADVERTÊNCIA
Após inclinar o motor de popa totalmente
para cima, trave-o, pois o motor de popa
pode baixar repentinamente se o PTT per-
der pressão de fluido.

2) Remova a tampa do reservatório 2 e ve-


rifique o nível de fluido.

NOTA:
O nível de fluido deve estar exatamente abai-
xo do furo de verificação, conforme ilustração.

3) Adicione fluido se necessário, e em se-


guida instale a tampa do reservatório.

Tampa do reservatório
8 N.m (0,8 Kgf.m)

AJUSTE DO CAME DO SENSOR DO


TRIM
1. Meça:
• Resistência padrão do sensor do Trim
Fora da especificação → Ajuste.

Resistência padrão do sensor do Trim


Rosa (P) – Preto (B)
10 ± 1 Ω a 20 °C

Passos de medição
1) Incline o motor de popa totalmente para
baixo.
2) Meça a resistência do sensor do Trim.

3-19
INSP
AJU SISTEMA DO PTT / RABETA
2. Ajuste:
• Posição do came do sensor do Trim

Passos de ajuste
1) Incline o motor de popa totalmente para
baixo.
2) Solte o parafuso 1.
3) Ajuste a posição do came do sensor do
Trim 2 até que a resistência especifica-
da seja obtida.

Resistência do sensor do Trim


Rosa (P) – Preto (B)
9 ~ 378,8 Ω a 20 °C

4) Aperte o parafuso.

Parafuso do came do sensor do Trim


2 N.m (0,2 Kgf.m)

UNIDADE INFERIOR (RABETA)


VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ÓLEO
Verifique:
• Nível de óleo
Nível está baixo → Adicione óleo até o
nível correto.

TROCA E VERIFICAÇÃO DO ÓLEO DA


RABETA
1. Verifique:
• Óleo da rabeta
Óleo leitoso → Troque o retentor.
Óleo sujo → Verifique as engrenagens,
rolamentos e a embreagem (dog
clutch).

Passos de verificação
1) Incline o motor suavemente para cima.
2) Coloque uma bandeja por baixo do pa-
rafuso dreno 1.
3) Remova o parafuso dreno e o parafuso
de verificação 2.

3-20
INSP
AJU RABETA
2. Abasteça:
• Óleo da rabeta
(com a quantidade especificada do óleo
recomendado)

Óleo recomendado para a rabeta


Óleo para engrenagens hipóides,
SAE 90
Capacidade total
Modelos com rotação normal
7,60 L
Modelos com rotação reversa
7,15 L

Passos de abastecimento
1) Coloque o motor de popa em posição
vertical.
2) Enfie o tubo de óleo no furo de dreno e
abasteça o óleo devagar até que o óleo
comece a sair pelo furo de verificação e
até que não haja mais bolhas de ar.
3) Instale o parafuso de verificação do ní-
vel de óleo e em seguida instale rapida-
mente o parafuso de dreno de óleo.

Parafuso de verificação do nível de


óleo da rabeta
7 N.m (0,7 Kgf.m)
Parafuso de dreno do óleo da rabeta
7 N.m (0,7 Kgf.m)

3-21
INSP
AJU RABETA / GERAL
VERIFICAÇÃO DA RABETA (QUANTO A
VAZAMENTOS DE AR)
Verifique:
• Pressão da rabeta
Pressão cai → Verifique os componen-
tes e retentores.

Pressão
100 KPa (1,0 Kg/cm²; 14,2 psi)

Passos de verificação

CUIDADO:
Não ultrapasse a pressão especificada da
rabeta. Uma pressão excessiva pode danifi-
car os retentores.

1) Remova o parafuso de verificação do ní-


vel de óleo da rabeta.
2) Instale o testador de vazamentos no furo
de verificação de óleo.

Testador de vazamentos
90890-06840

3) Aplique a pressão especificada.

NOTA:
A rabeta deve manter a pressão especifica-
da por 10 segundos.

GERAL
VERIFICAÇÃO DOS ANODOS
Verifique:
• Anodos 1
• Direcionador 2
Oxidação → Limpe.
Óleo/graxa → Limpe.
Desgaste excessivo → Troque.

CUIDADO:
Não lubrifique, não engraxe e nem pinte o
anodo, ou ele não cumprirá a sua função
corretamente.

3-22
INSP
AJU GERAL
VERIFICAÇÃO DA BATERIA

! ADVERTÊNCIA
A solução de bateria é perigosa, ela contém
ácido sulfúrico e portanto, é venenosa e al-
tamente cáustica.
Siga sempre estas medidas preventivas:
• Evite contato corporal com a solução,
pois ela pode causar queimaduras graves
ou danos permanentes aos olhos.
• Use óculos de segurança ao lidar ou tra-
balhar próximo a baterias.
Antídoto (EXTERNO):
• PELE - Lave com água.
• OLHOS - Lave com água por cerca de 15
minutos e consulte um médico imediata-
mente.
Antídoto (INTERNO):
• Beba grandes quantidades de água ou lei-
te, seguido de leite de magnésia, ovos
batidos ou óleo vegetal. Consulte um mé-
dico imediatamente.
As baterias também geram o explosivo gás
nitrogênio; portanto, você deve sempre to-
mar as seguintes medidas preventivas:
• Carregue as baterias em uma área bem
ventilada.
• Mantenha as baterias longe de fogo, faís-
cas ou chamas (como por exemplo, equi-
pamentos de solda, cigarros acesos, etc.)
• NÃO FUME ao carregar ou lidar com ba-
terias.
MANTENHA BATERIAS E SOLUÇÕES DE
BATERIA FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS.

NOTA:
• As baterias variam de fabricante. Por tan-
to, os procedimentos a seguir não são sem-
pre aplicados. Consulte o manual de ins-
truções da bateria.
• Primeiro, desconecte o cabo negativo da
bateria e depois o cabo positivo.

3-23
INSP
AJU GERAL
Verifique:
• Nível de solução da bateria
Nível abaixo da marca mínima → Adi-
cione água destilada até que o nível es-
teja correto.
• Densidade da solução
Abaixo da especificação → Carregue a
bateria.

Densidade da solução
1.280 g/dm³ a 20°C

VERIFICAÇÃO DAS VELAS DE IGNIÇÃO


1. Verifique:
• Eletrodos 1
Trincas/desgaste excessivo → Troque.
Cor do isolador 2
Cor diferente → Verifique a condição
do motor.
2. Limpe:
• Vela de ignição
(com um limpador de velas ou com
uma escova de aço)

3. Meça:
• Folga dos eletrodos a
Fora da especificação → Ajuste.

Folga dos eletrodos


1,0 ~ 1,1 mm

3-24
INSP
AJU GERAL
4. Aperte:
Vela de ignição

Vela de ignição
25 N.m (2,5 Kgf.m)

NOTA:
• Antes de instalar a vela de ignição, limpe a
superfície que recebe a junta e a superfície
da vela de ignição. Também, recomenda-
se aplicar uma fina camada de um com-
posto antiengripamento nas roscas da vela
para evitar que a rosca engripe.
• Caso não haja a disponibilidade de um tor-
químetro, uma boa estimativa de torque é
apertar a vela com a mão a e então aper-
tar com uma chave mais 1/4 a 1/2 volta b.

MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE COMPRESSÃO


CUIDADO:
Antes de remover a vela de ignição, utilize ar
comprimido para limpar a sujeira acumulada
na vela, assim evitando que ela caia para den-
tro do cilindro que está sendo testado.

1. Verifique:
• Folga de válvulas
Fora da especificação → Ajuste.
Veja seção “AJUSTE DAS FOLGAS DE
VÁLVULA” na página 3-15.
2. Aqueça:
• Motor
3. Remova:
• Velas de ignição

4. Instale:
• Medidor de compressão 1
(no furo da vela de ignição)

NOTA:
Use um medidor de compressão utilizado em
automóveis.

3-25
INSP
AJU GERAL
5. Meça:
• Compressão
Abaixo da pressão mínima de com-
pressão → Verifique as folgas de vál-
vula, face da válvula, sede de válvulas,
anéis, camisa do cilindro, pistão, junta
do cabeçote e cabeçote.

Pressão de compressão
Mínima
950 KPa (9,5 Kg/cm²; 135 psi)

Passos de medição
1) Remova a placa de trava do interruptor
de parada do motor na caixa do contro-
le remoto.
2) Com o acelerador totalmente aberto, dê
partida no motor posicionando o botão
em START até que a leitura no medidor
de compressão se estabilize.

6. Remova:
• Medidor de compressão
7. Instale:
• Velas de ignição

MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE ÓLEO


1. Aqueça:
• Motor
2. Remova:
• Sensor de pressão de óleo

3. Instale:
• Manômetro 1
(no furo de instalação do sensor de
pressão de óleo)

NOTA:
Use um manômetro com escala de 0 a 10
Kg/cm2 e com um adaptador de passo 1/4.

3-26
INSP
AJU GERAL
4. Meça:
• Pressão de óleo
Fora da especificação → Verifique a
bomba, tubo de sucção e a tela de óleo.

Pressão de óleo
Em marcha lenta (55 °C)
350 KPa (3,5 Kg/cm²; 49,8 psi)
ou maior

5. Remova:
• Manômetro
6. Instale:
• Sensor de pressão de óleo

PONTOS DE LUBRIFICAÇÃO
1. Aplique:
Graxa resistente à água

3-27
INSP
AJU GERAL

2. Aplique:
• Graxa resistente à corrosão

3-28
COMB
CAPÍTULO 4
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

SILENCIADOR DE ADMISSÃO ................................................................... 4-3


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SILENCIADOR DE ADMISSÃO ............ 4-3

SISTEMA DE ADMISSÃO ........................................................................... 4-5


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SISTEMA DE ADMISSÃO .................... 4-5

CORPO DO INJETOR ................................................................................... 4-7


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CORPO DO INJETOR ............................ 4-7

UNIDADE DE CONTROLE ........................................................................... 4-8


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE DE CONTROLE .................... 4-8

LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO ...................................... 4-10


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA
PRESSÃO ............................................................................................... 4-10

4
REDUÇÃO DA PRESSÃO DE COMBUSTÍVEL (LINHA DE
COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO) ................................................... 4-12
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO .............. 4-13
4
INJETORES DE COMBUSTÍVEL ............................................................... 4-14
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL ...... 4-14
DESMONTAGEM/MONTAGEM DOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL .. 4-15

MANGUEIRAS DE COMBUSTÍVEL .......................................................... 4-16


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS MANGUEIRAS DE COMBUSTÍVEL . 4-16

SEPARADOR DE VAPOR ........................................................................... 4-17


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SEPARADOR DE VAPOR .................... 4-17
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO SEPARADOR DE VAPOR ........... 4-18

BOMBA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO .................................... 4-19


DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL
DE ALTA PRESSÃO ............................................................................... 4-19

VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO ................................................. 4-20


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA VÁLVULA REGULADORA DE
PRESSÃO ............................................................................................... 4-20

CONJUNTO DE CONTROLE DE MARCHA LENTA .................................. 4-21


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DE CONTROLE DE
MARCHA LENTA ................................................................................... 4-21
DESMONTAGEM/MONTAGEM O CONJUNTO DE CONTROLE
DE MARCHA LENTA ............................................................................. 4-23

4-1
COMB
SUPORTE DOS INJETORES ..................................................................... 4-24
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO SUPORTE DOS INJETORES ..... 4-24

COLETOR DE ADMISSÃO ......................................................................... 4-25


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO COLETOR DE ADMISSÃO ........ 4-25

SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR (TPS) .................................... 4-26


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO DO
ACELERADOR ....................................................................................... 4-26
INSTALAÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR ........... 4-27

LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO .................................... 4-28


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA
PRESSÃO ............................................................................................... 4-28
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA LINHA DE COMBUSTÍVEL
DE BAIXA PRESSÃO............................................................................. 4-30

FILTRO DE COMBUSTÍVEL ....................................................................... 4-31


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO FILTRO DE COMBUSTÍVEL ....... 4-31

BOMBA DE COMBUSTÍVEL ..................................................................... 4-32


DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL ...... 4-32
VERIFICAÇÃO DAS BOMBAS DE COMBUSTÍVEL ............................. 4-33

4-2
COMB SILENCIADOR DE ADMISSÃO
SILENCIADOR DE ADMISSÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SILENCIADOR DE ADMISSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Tampa do volante Veja seção “CONJUNTO DO VOLANTE DO
MAGNETO” na página 5-3.
1 Cinta plástica 1 Não reaproveite
2 Mangueira 1 (da tampa do cabeçote para o silenciador
de admissão)
3 Mangueira 1 (do separador de vapor para o silenciador
de admissão)
4 Conector do sensor de temperatura
de ar de admissão 1
5 Sensor de temperatura de ar de
admissão 1
6 Parafuso 2

Continua na próxima página.

4-3
COMB SILENCIADOR DE ADMISSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Espaçador 2
8 Parafuso 6
9 Silenciador de admissão 1
10 O-ring 2
11 Parafuso 2
12 Suporte 1
Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-4
COMB SISTEMA DE ADMISSÃO
SISTEMA DE ADMISSÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SISTEMA DE ADMISSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Silenciador de admissão Veja seção “SILENCIADOR DE ADMISSÃO”
na página 4-3.
1 Haste de conexão do acelerador 1
2 Conector do TPS 1
3 Conector da válvula de controle de
marcha lenta 1
4 Conector do sensor de pressão do
ar de admissão 1
5 Conector do injetor de combustível 4
6 Conector da bomba de combustível
de alta pressão 1
7 Parafuso 4
8 Parafuso 4
Continua na próxima página.

4-5
COMB SISTEMA DE ADMISSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Parafuso 1
10 Arruela 1
11 Espaçador 1
12 Cinta plástica 1 Não reaproveite
13 Mangueira de entrada de combustível 1 (da bomba de combustível para o
separador de vapor)
14 Abraçadeira 2
15 Mangueira de água 1 (do resfriador de combustível para a saída de água)
16 Mangueira de água 1 (do resfriador de combustível para tampa do escape)
17 Mangueira 1
18 Sistema de admissão 1
19 Junta 1 Não reaproveite

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-6
COMB CORPO DO INJETOR
CORPO DO INJETOR
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CORPO DO INJETOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Sistema de admissão Veja seção “SISTEMA DE ADMISSÃO” na
página 4-5.
1 Parafuso 4
2 Suporte 2
3 Parafuso 6
4 Corpo do injetor Nº 1 1
5 Mola 1
6 Haste de conexão do acelerador 1
7 Corpo do injetor Nº 2 1
8 O-ring 4 2,46 x 48 mm

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-7
COMB UNIDADE DE CONTROLE
UNIDADE DE CONTROLE
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE DE CONTROLE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Silenciador de admissão Veja seção “SILENCIADOR DE ADMISSÃO” na
página 4-3.
1 Parafuso 1
2 Espaçador 1
3 Arruela ondulada 1
4 Arruela 1
5 Alavanca de controle do acelerador 1
6 Mola 1
7 Arruela 1

Continua na próxima página.

4-8
COMB UNIDADE DE CONTROLE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Haste de conexão do acelerador 1
9 Porca 1
10 Espaçador 1
11 Arruela ondulada 1
12 Arruela 1
13 Came do acelerador 1
14 Prisioneiro 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-9
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Sistema de admissão Veja seção “SISTEMA DE ADMISSÃO” na
página 4-5.
1 Parafuso 3
2 Arruela 3
3 Separador de vapor 1
4 Cinta plástica 2 Não reaproveite
5 Parafuso 2
6 Arruela 2
7 Resfriador de combustível 1
8 Espaçador 2

Continua na próxima página.

4-10
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Mangueira 1 (do coletor de admissão para a válvula
reguladora de pressão)
10 Parafuso 2
11 Arruela 2
12 Parafuso 1
13 Arruela 1
14 Suporte dos injetores 1
15 Espaçador 2
16 Espaçador 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-11
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
REDUÇÃO DA PRESSÃO DE COMBUS-
TÍVEL (LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
ALTA PRESSÃO)

! ADVERTÊNCIA
Sempre reduza a pressão de combustível
antes de efetuar algum serviço na linha de
combustível de alta pressão ou no separa-
dor de vapor. Se a pressão do combustível
não for aliviada, o combustível pressurizado
poderá jorrar para fora.

1. Reduza:
• Pressão de combustível (linha de com-
bustível de alta pressão)

Passos de redução
1) Remova a tampa 1.
2) Cubra a válvula de retenção de pressão
a do suporte dos injetores com um pano,
e então pressione a válvula utilizando
uma chave de fenda fina 2 para aliviar
a pressão do combustível.

! ADVERTÊNCIA
Sempre reduza a pressão de combustível
antes de efetuar algum serviço na linha de
combustível de alta pressão ou no separa-
dor de vapor. Se a pressão do combustível
não for aliviada, o combustível pressurizado
poderá jorrar para fora.

3) Remova a tampa 3, e então pressione


a válvula b utilizando uma chave de fen-
da fina 2.
4) Coloque um recipiente debaixo do se-
parador de vapor e drene o combustí-
vel do separador, removendo o parafu-
so de dreno 4.

4-12
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA REGULA-
DORA DE PRESSÃO
Verifique:
• Válvula reguladora de pressão
Defeituosa → Troque a válvula regula-
dora de pressão.

Passos de verificação
1) Instale o medidor de pressão de com-
bustível na válvula de retenção de pres-
são.

Medidor de pressão de combustível 1


90890-06786

2) Interruptor principal para “on”.


3) Verifique a pressão do combustível.

Pressão do combustível
Aprox.
300 KPa (3,0 Kg/cm²; 44,1 psi)

4) Dê partida no motor.
5) Verifique a pressão do combustível.

Pressão do combustível
Aprox.
250 KPa (2,5 Kg/cm²; 35,6 psi)

4-13
COMB INJETORES DE COMBUSTÍVEL
INJETORES DE COMBUSTÍVEL
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Linha de combustível de alta pressão Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
ALTA PRESSÃO” na página 4-10.
Antes de efetuar os procedimentos a seguir,
reduza a pressão do combustível (linha de
combustível de alta pressão).
1 Parafuso 2
2 Arruela 2
3 Resfriador de combustível 1
4 Espaçador 2
5 Conector do injetor de combustível 4
6 Injetor de combustível 4

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-14
COMB INJETORES DE COMBUSTÍVEL
DESMONTAGEM/MONTAGEM DOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Vedação de borracha 1
2 Amortizador de borracha 1
3 O-ring 1 2,2 x 7,8 mm

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-15
COMB MANGUEIRAS DE COMBUSTÍVEL
MANGUEIRAS DE COMBUSTÍVEL
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS MANGUEIRAS DE COMBUSTÍVEL

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Linha de combustível de alta pressão Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
ALTA PRESSÃO” na página 4-10.
Antes de efetuar os procedimentos a seguir,
reduza a pressão do combustível (linha de
combustível de alta pressão).
1 Abraçadeira 2 Não reaproveite
2 Abraçadeira 4
3 Mangueira de combustível 1 (do separador de vapor para suporte dos
injetores)
4 Mangueira de combustível 1 (da válvula reguladora de pressão para
resfriador de combustível)
5 Mangueira de combustível 1 (do resfriador de combustível para o
separador de vapor)
Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-16
COMB SEPARADOR DE VAPOR
SEPARADOR DE VAPOR
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SEPARADOR DE VAPOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Mangueiras de combustível Veja seção “MANGUEIRAS DE
COMBUSTÍVEL” na página 4-16.
1 Parafuso 3
2 Arruela 3
3 Mangueira 1 (do separador de vapor para o silenciador de
admissão)
4 Separador de vapor 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-17
COMB SEPARADOR DE VAPOR
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO SEPARADOR DE VAPOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso de dreno 1
2 Junta 1
3 Parafuso 7
4 O-ring 1
5 Câmara da bóia 1
6 Suporte 1
7 Filtro da bomba de combustível de
alta pressão 1
8 Corpo do separador de vapor 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-18
COMB BOMBA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
BOMBA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Pino da bóia 1
2 Bóia 1
3 Válvula de agulha 1
4 Parafuso 1
5 Trava 1
6 Espaçador 1
7 O-ring 1 1,35 x 7 mm
8 Bomba de combustível de alta pressão 1
9 Ilho 1
10 Conector da bomba de combustível
de alta pressão 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-19
COMB VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO
VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA VÁLVULA REGULADORA DE PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Suporte dos injetores Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
ALTA PRESSÃO” na página 4-10.
Antes de efetuar os procedimentos a seguir,
reduza a pressão do combustível (linha de
combustível de alta pressão).
1 Abraçadeira 1
2 Mangueira 1 (resfriador de combustível para a válvula
reguladora de pressão)
3 Mangueira 1 (do coletor de admissão para a válvula
reguladora de pressão)
4 Parafuso 2
5 Válvula reguladora de pressão 1
6 O-ring 1 1,8 x 8 mm
Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-20
COMB CONJUNTO DE CONTROLE DA MARCHA LENTA
CONJUNTO DE CONTROLE DE MARCHA LENTA
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DE CONTROLE DE MARCHA LENTA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Sistema de admissão Veja seção “SISTEMA DE ADMISSÃO” na
página 4-5.
1 Mangueira 1 (do conjunto de controle de marcha lenta para
o silenciador de admissão)
2 Parafuso 1
3 Arruela 1
4 Parafuso 2
5 Arruela 2
6 Abraçadeira 4

Continua na próxima página.

4-21
COMB CONJUNTO DE CONTROLE DA MARCHA LENTA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Mangueira de vácuo 1 (do conjunto de controle de marcha lenta
para o coletor de admissão)
8 Mangueira 1 (do conjunto de controle de marcha lenta para
o corpo do injetor Nº 2)
9 Mangueira 1 (do conjunto de controle de marcha lenta para
o corpo do injetor Nº 1)
10 Conjunto de controle de marcha lenta 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-22
COMB CONJUNTO DE CONTROLE DA MARCHA LENTA
DESMONTAGEM/MONTAGEM O CONJUNTO DE CONTROLE DE MARCHA LENTA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Sensor de pressão 1
3 O-ring 1 1,9 x 14,8 mm
4 Parafuso 3
5 Controle de marcha lenta 1
6 O-ring 1 2 x 29 mm
7 Filtro 1
8 Corpo do controle de marcha lenta 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-23
COMB SUPORTE DOS INJETORES
SUPORTE DOS INJETORES
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO SUPORTE DOS INJETORES

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Injetores de combustível Veja seção “INJETORES DE COMBUSTÍVEL”
na página 4-14.
Mangueiras de combustível Veja seção “MANGUEIRAS DE
COMBUSTÍVEL” na página 4-16.
Válvula reguladora de pressão Veja seção “VÁLVULA REGULADORA DE
PRESSÃO” na página 4-20.
1 Tampa 1
2 Parafuso 2
3 União do suporte dos injetores 1
4 O-ring 1 2,4 x 12 mm
5 Suporte dos injetores 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-24
COMB COLETOR DE ADMISSÃO
COLETOR DE ADMISSÃO
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO COLETOR DE ADMISSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Corpo do injetor Veja seção “CORPO DO INJETOR” na
página 4-7.
Linha de combustível de alta pressão Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL DE ALTA
PRESSÃO” na página 4-10.
Conjunto de controle de marcha lenta Veja seção “CONJUNTO DE CONTROLE
DE MARCHA LENTA” na página 4-21.
1 Mangueira 1 (da válvula reguladora de pressão para o
coletor de admissão para o conjunto de
controle de marcha lenta)
2 Espaçador 6
3 Ilho 3
4 Vedação de borracha 4
5 Coletor de admissão 1
Para montagem, inverta os passos da desmontagem.

4-25
COMB SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR
SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR (TPS)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Conector do sensor de posição do
acelerador 1
2 Parafuso 2
3 Sensor de posição do acelerador (TPS) 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-26
COMB SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR
INSTALAÇÃO DO SENSOR DE POSI-
ÇÃO DO ACELERADOR

NOTA:
Durante a instalação, verifique se o sensor
de posição do acelerador está corretamente
ajustado.

Instale:
• Sensor de posição do acelerador
Veja seção “AJUSTE DO SENSOR DE
POSIÇÃO DO ACELERADOR” na pági-
na 3-9.

4-27
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO
LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Placa de fixação do ilho 1
3 Parafuso 1
4 Placa 1
5 Parafuso 1
6 Placa de fixação 1
7 Parafuso 1
8 Parafuso 5
9 Capa 1

Continua na próxima página.

4-28
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


10 Parafuso 2
11 O-ring 1 3,1 x 29,4 mm
12 Cinta plástica 1 Não reaproveite
13 Mangueira 1
14 Cinta plástica 1 Não reaproveite
15 União da mangueira de combustível 1
16 Linha de combustível de baixa
pressão 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

4-29
COMB LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA LINHA DE COMBUSTÍVEL DE BAIXA PRESSÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Cinta plástica 4 Não reaproveite
2 Mangueira de combustível 1 (da união da mangueira para o filtro de
combustível)
3 Filtro de combustível 1
4 Mangueira de combustível 1 (da bomba de combustível para o filtro de
combustível)
5 Bomba de combustível 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-30
COMB FILTRO DE COMBUSTÍVEL
FILTRO DE COMBUSTÍVEL
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO FILTRO DE COMBUSTÍVEL

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Porca 1
2 Suporte do filtro de combustível 1
3 Carcaça do filtro de combustível 1
4 O-ring 1 2,0 x 32,2 mm Não reaproveite
5 Elemento do filtro de combustível 1
6 O-ring 1 1,5 x 13,5 mm Não reaproveite
7 Bóia 1
8 Tampa do filtro de combustível 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-31
COMB BOMBA DE COMBUSTÍVEL
BOMBA DE COMBUSTÍVEL
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 3
2 Porca 2
3 Tampa da bomba de combustível 1
4 Junta 1 Não reaproveite
5 Corpo da bomba de combustível 1
6 Pino 1
7 Êmbolo 1
8 Mola 1
9 Diafragma 1
10 Mola 1
11 Tampa da bomba de combustível 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

4-32
COMB BOMBA DE COMBUSTÍVEL
VERIFICAÇÃO DAS BOMBAS DE COM-
BUSTÍVEL
1. Verifique:
• Diafragma
• Válvulas da bomba de combustível
Danificada → Troque.
2. Verifique:
• Bomba de combustível
Fluxo de ar invertido → Troque.

Passos de verificação

NOTA:
Não coloque excesso de pressão na bomba
de combustível. Uma pressão excessiva
pode causar vazamento de ar.

1) Instale o vacuômetro na bomba de com-


bustível, conforme ilustração.

Testador de pressão
90890-06756

2) Aplique a pressão especificada com o


testador de presssão.

Pressão da bomba de combustível a


50 KPa (0,5 Kg/cm²; 7,1 psi)
Pressão negativa da bomba de
combustível b
30 KPa (0,3 Kg/cm²; 4,3 psi)

NOTA:
• Certifique-se de que o ar não saia pelo lado
contrario da bomba de combustível.
• Para eliminar qualquer folga entre as vál-
vulas da bomba de combustível e o corpo
da bomba e também para assegurar uma
melhor vedação, verifique se o interior da
bomba de combustível está úmido (isto é,
com gasolina).

4-33
GRUP
FOR
CAPÍTULO 5
GRUPO DE FORÇA

CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO ............................................................. 5-3


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO ....... 5-3
REMOÇÃO DO CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO ............................... 5-4
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO .......................... 5-5

GRUPO DE FORÇA ..................................................................................................... 5-6


DESCONECTANDO/CONECTANDO O CABO DE CONTROLE ............................ 5-6
DESCONECTANDO/CONECTANDO OS CABOS ................................................. 5-8
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO GRUPO DE FORÇA ............................................ 5-10

CONJUNTO DA BOBINA DO ESTATOR ................................................................. 5-11


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA BOBINA DO ESTATOR .......... 5-11

CORREIA ................................................................................................................... 5-12


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA CORREIA ............................................................ 5-12
REMOÇÃO DA ENGRENAGEM MOVIDA .......................................................... 5-14
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA ENGRENAGEM MOTORA ................................. 5-14
INSTALAÇÃO DA ENGRENAGEM MOVIDA ...................................................... 5-15
INSTALAÇÃO DA CORREIA ................................................................................ 5-15

BOBINAS DE IGNIÇÃO E MOTOR DE PARTIDA .................................................... 5-16

5
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS BOBINAS DE IGNIÇÃO E DO MOTOR DE PARTIDA ... 5-16

ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO ............................................................. 5-17


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO TCI E DO CONJ. DA CAIXA DE UNIÃO ........ 5-17
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO ..... 5-20

TAMPA DO CABEÇOTE ............................................................................................ 5-22


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA TAMPA DO CABEÇOTE ..................................... 5-22

EIXOS COMANDO ................................................................................................... 5-23


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS EIXOS COMANDO .......................................... 5-23
VERIFICAÇÃO DO EIXO COMANDO .................................................................. 5-24
INSTALAÇÃO DO EIXO COMANDO ................................................................... 5-24

CONJUNTO DO CABEÇOTE .................................................................................... 5-25


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO CABEÇOTE ............................. 5-25
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA TERMOSTÁTICA ................................................. 5-27

5-1
GRUP
FOR
VÁLVULAS ................................................................................................................ 5-28
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS VÁLVULAS ....................................................... 5-28
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA ............................................................................... 5-30
VERIFICAÇÃO DA MOLA DA VÁLVULA ............................................................. 5-31
VERIFICAÇÃO DO CABEÇOTE ............................................................................ 5-31
VERIFICAÇÃO DO GUIA DE VÁLVULA .............................................................. 5-31
VERIFICAÇÃO DA SEDE DE VÁLVULA .............................................................. 5-32
INSTALAÇÃO DA VÁLVULA ............................................................................... 5-33

FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE ................................................................ 5-34


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO FILTRO DE ÓLEO E DA TAMPA DO ESCAPE ... 5-34
INSTALAÇÃO DO FILTRO DE ÓLEO ................................................................... 5-37

CONJUNTO DA BIELA/PISTÃO E VIRABREQUIM ................................................ 5-38


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJ. DA BIELA/PISTÃO E VIRABREQUIM .... 5-38
INSPEÇÃO DO CILINDRO ................................................................................... 5-40
INSPEÇÃO DO PISTÃO ....................................................................................... 5-40
CÁLCULO DA FOLGA CILINDRO - PISTÃO ....................................................... 5-41
INSPEÇÃO DOS ANÉIS DO PISTÃO .................................................................. 5-41
INSPEÇÃO DO VIRABREQUIM ........................................................................... 5-42
VERIFICAÇÃO DA FOLGA DE LUBR. DA BRONZINA DO VIRABREQUIM ...... 5-42
VERIFICAÇÃO DA FOLGA DE LUBRIFICAÇÃO DA BIELA ................................ 5-45
INSTALAÇÃO DOS ANÉIS .................................................................................. 5-48
INSTALAÇÃO DO PISTÃO .................................................................................. 5-49

5-2
GRUP
FOR CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO
CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Espaçador 4
3 Ilho 2
4 Tampa do volante 1
5 Porca do volante do magneto 1
6 Arruela 1
7 Conjunto do volante do magneto 1
8 Chaveta 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-3
GRUP
FOR CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO
CUIDADO:
A carga maior deve ser aplicada na direção
das setas. Se a carga não for aplicada como
mostra a figura, o fixador do volante do
magneto pode escapar facilmente.

REMOÇÃO DO CONJUNTO DO VOLAN-


TE DO MAGNETO
1. Remova:
• Porca do conjunto do volante do mag-
neto

Fixador do volante do magneto


90890-06522

2. Remova:
• Conjunto do volante do magneto

Puxador universal
90890-06521

CUIDADO:
• Mantenha o lado da porca alinhado com
a ponta do virabrequim até que o volante
do magneto saia pela parte cônica do vi-
rabrequim.
• Para evitar danos ao motor ou as ferra-
mentas, aparafuse o puxador universal de
forma parelha, de modo que a chapa do
puxador esteja paralela ao conjunto do vo-
lante do magneto.

5-4
GRUP
FOR CONJUNTO DO VOLANTE DO MAGNETO
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO VO-
LANTE DO MAGNETO
Instale:
• Porca do conjunto do volante do mag-
neto

Fixador do volante do magneto


90890-06522

Porca do volante do magneto


190 N.m (19,0 Kgf.m)

5-5
GRUP
FOR GRUPO DE FORÇA
GRUPO DE FORÇA
DESCONECTANDO/CONECTANDO O CABO DE CONTROLE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Cabos da bateria Desconecte os cabos dos terminais da bateria.
Linha de combustível de baixa pressão Veja seção “LINHA DE COMBUSTÍVEL DE
BAIXA PRESSÃO” na página 4-28.
1 Parafuso 2
2 Placa de fixação do ilho 1
3 Parafuso 1
4 Placa guia da mangueira 1
5 Cupilha 2

Continua na próxima página.

5-6
GRUP
FOR GRUPO DE FORÇA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


6 Parafuso 1
7 Fixador do cabo 1
8 Ilho 1
9 Cabo de controle do acelerador 1
10 Cabo de controle do câmbio 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-7
GRUP
FOR GRUPO DE FORÇA
DESCONECTANDO/CONECTANDO OS CABOS

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Tampa da caixa de união 1
2 Conector do chicote 1 Para a caixa de controle remoto.
3 Conector da luz de alerta 1
4 Parafuso 1
5 Cabo negativo da bateria 1
6 Porca 1
7 Arruela 2
8 Cabo positivo da bateria 1
9 Parafuso 1
10 Cabo (azul celeste) do motor do PTT 1
11 Parafuso 1

Continua na próxima página.

5-8
GRUP
FOR GRUPO DE FORÇA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


12 Cabo (verde claro) do motor do PTT 1
13 Cinta plástica 1 Não reaproveite
14 Mangueira de lavagem 1 (da tampa do escape para a união da mangueira)
15 Cinta plástica 1 Não reaproveite
16 Abraçadeira 1
17 Mangueira de água piloto 1 (do resfriador de combustível para a tampa
do escape)
18 Abraçadeira 1
19 Mangueira de água piloto 1 (do resfriador de combustível para saída
de água)
20 Vareta do nível de óleo 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-9
GRUP
FOR GRUPO DE FORÇA
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO GRUPO DE FORÇA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Porca 2
3 Parafuso 5
4 Coberta 1
5 Parafuso 6
6 Parafuso 2
7 Grupo de força 1
8 Junta 1 Não reaproveite
9 Pino guia 2

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-10
GRUP
FOR CONJUNTO DA BOBINA DO ESTATOR
CONJUNTO DA BOBINA DO ESTATOR
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA BOBINA DO ESTATOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto do volante do magneto Veja seção “CONJUNTO DO VOLANTE
DO MAGNETO” na página 5-3.
1 Conector da bobina do estator 1
2 Conector do retificador/regulador 1
3 Parafuso 1
4 Parafuso 1
5 Parafuso 3
6 Conjunto da bobina de luz 1
7 Conector da bobina de pulso 1
8 Parafuso 4
9 Base 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-11
GRUP
FOR CORREIA
CORREIA
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA CORREIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da bobina do estator Veja seção “CONJUNTO DA BOBINA DO
ESTATOR” na página 5-11.
1 Parafuso 2
2 Suporte da tampa do volante 1
3 Cinta plástica 1 Não reaproveite
4 Abraçadeira 1
5 Mangueira 1
6 Parafuso da engrenagem movida 2
7 Arruela 2
8 Engrenagem movida 2

Continua na próxima página.

5-12
GRUP
FOR CORREIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Pino 2
10 Porca da engrenagem motora 1
11 Parafuso 1
12 Mola 1
13 Tensionador da correia 1
14 Correia 1
15 Engrenagem motora 1
16 Rotor 1
17 Chaveta 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-13
GRUP
FOR CORREIA
REMOÇÃO DA ENGRENAGEM MOVIDA

CUIDADO:
Antes de efetuar a remoção, verifique se o
cilindro Nº 1 está posicionado no PMS.

Remova:
• Parafuso

Fixador do volante do magneto


90890-06522

REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA ENGRE-
NAGEM MOTORA
Remova:
• Porca

Fixador do virabrequim
90890-06552

NOTA:
Use uma chave soquete longa (¥: 46 mm, 76
mm de profundidade) para este procedimento.

Instale:
• Chaveta 1
• Rotor 2
• Engrenagem motora 3
• Porca da engrenagem motora 4

Porca da engrenagem motora


265 N.m (27,0 Kgf.m)

Fixador do virabrequim
90890-06552

5-14
GRUP
FOR CORREIA
INSTALAÇÃO DA ENGRENAGEM MOVIDA
Instale:
• Parafuso da engrenagem movida

Parafuso da engrenagem movida


60 N.m (6,0 Kgf.m)

Fixador do volante do magneto


90890-06522

INSTALAÇÃO DA CORREIA
CUIDADO:
• Não torça, não vire ao contrário, e nem
dobre a correia.
• Não passe óleo ou graxa na correia.
• A Mínimo 25 mm

Instale:
• Correia
• Tensionador

Passos de instalação
1) Alinhe o furo ø6 do rotor com o rasgo
no cilindro.
2) Alinhe as marcas “ “ das engrenagens
movida com a borda superior do cabe-
çote.
3) Instale a correia nas engrenagens mo-
vida e na engrenagem motora.
4) Instale o tensionador.

Parafuso do tensionador
40 N.m (4,0 Kgf.m)

5) Gire o virabrequim duas vezes no senti-


do horário e certifique-se de que a en-
grenagem motora e as engrenagens
movidas fiquem corretamente alinhadas
com as marcas.

5-15
GRUP
FOR BOBINAS DE IGNIÇÃO E MOTOR DE PARTIDA
BOBINAS DE IGNIÇÃO E MOTOR DE PARTIDA
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS BOBINAS DE IGNIÇÃO E DO MOTOR DE PARTIDA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Conector da bobina de ignição 2
2 Parafuso 4
3 Bobina de ignição 2
4 Vela de ignição 4
5 Parafuso 1
6 Fio do relé (interruptor magnético) 1
7 Porca 1
8 Cabo do chicote 2
9 Parafuso 3
10 Motor de partida 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-16
GRUP
FOR ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO
ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE DO TCI E DO CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Conector do ECM 2
2 Parafuso 4
3 ECM 1
4 Espaçador 8
5 Ilho 1
6 Parafuso 2
7 Retificador/regulador 1
8 Parafuso 1
9 Fio terra 2
10 Parafuso 1
11 Fio terra 3

Continua na próxima página.

5-17
GRUP
FOR ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


12 Parafuso 1
13 Fio terra 2
14 Conector do sensor de temperatura
da água 1
15 Parafuso 2
16 Fixador 2
17 Parafuso 5
18 Conjunto da caixa de união 1
19 Conector do sensor de posição do
acelerador 1
20 Conector do sensor de ar de
admissão 1

Continua na próxima página.

5-18
GRUP
FOR ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


21 Conector da válvula de controle de
marcha lenta 1
22 Conector dos injetores de combustível 4
23 Conector da bomba de combustível
de alta pressão 1
24 Conector do interruptor de posição
do câmbio 1
25 Cinta plástica 1 Não reaproveite
26 Cinta plástica 1 Não reaproveite
27 Conector 1
28 Conector do sensor de pressão de óleo 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-19
GRUP
FOR ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 1
2 Conector do relé principal 1
3 Relé principal 1
4 Parafuso 2
5 Conector do relé do PTT 1
6 Relé do PTT 1
7 Parafuso 1
8 Chapa 1
9 Parafuso 1

Continua na próxima página.

5-20
GRUP
FOR ECM E CONJUNTO DA CAIXA DE UNIÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


10 Cabo positivo da bateria 1
11 Conector do relé de partida 1
12 Relé de partida 1
13 Parafuso 1
14 Conector de diagnóstico 1
15 Caixa de fusíveis 4
16 Presilha 1
17 Chicote 1
18 Caixa de união 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

5-21
GRUP
FOR TAMPA DO CABEÇOTE
TAMPA DO CABEÇOTE
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA TAMPA DO CABEÇOTE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Correia e engrenagens Veja seção “CORREIA” na página 5-12.
1 Tampa do bocal de abastecimento
de óleo 1
2 Parafuso 14
3 Tampa do cabeçote 1
4 Junta de borracha 1
5 Parafuso 8
6 Tampa do respiro 1
7 Parafuso 2
8 Conjunto do suporte da bomba de
combustível 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-22
GRUP
FOR EIXOS COMANDO
EIXOS COMANDO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS EIXOS COMANDO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Tampa do cabeçote Veja seção “TAMPA DO CABEÇOTE”
na página 5-22.
1 Parafuso 16
2 Parafuso 4
3 Mancal 2
4 Mancal 8
5 Retentor 2
6 Eixo comando 2

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-23
GRUP
FOR EIXOS COMANDO
VERIFICAÇÃO DO EIXO COMANDO
1. Meça:
• Dimensões do ressalto do eixo coman-
do a e b
Fora da especificação → Troque o eixo
comando.

Dimensões dos ressaltos do eixo


comando
a ADM: 37,22 - 37,38 mm
b ADM: 29,92 - 30,08 mm
a ESC: 36,90 - 37,06 mm
b ESC: 29,92 - 30,08 mm

2. Meça:
• Diâmetro do mancal do comando a
• Diâmetro interno do mancal b
Fora de especificação → Troque o eixo
comando ou o cabeçote.

Diâmetro do mancal do comando:


a : 24,96 - 24,98 mm
Diâmetro interno do mancal:
b : 25,000 - 25,021 mm

INSTALAÇÃO DO EIXO COMANDO


Instale:
• Eixo comando
• Mancal

Passos de instalação
1) Antes de instalar os eixos comando de
admissão e escape, gire o virabrequim
até colocar o cilindro Nº 1 no PMS no
tempo de compressão.
2) Instale os mancais em suas posições ori-
ginais, como é mostrado na ilustração
e com suas numerações posicionadas
de cabeça para baixo.

5-24
GRUP
FOR CABEÇOTE
CONJUNTO DO CABEÇOTE
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO CABEÇOTE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Eixos comando Veja seção “EIXOS COMANDO” na página 5-23.
Sistema de admissão Veja seção “SISTEMA DE ADMISSÃO”
na página 4-5.
1 Parafuso
(com passo de rosca de 1,5 mm) 10
2 Parafuso 5
3 Conjunto do cabeçote 1
4 Junta 1 Não reaproveite
5 Pino guia 2

Continua na próxima página.


* Valor de torque (somente como referência)

5-25
GRUP
FOR CABEÇOTE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


6 Parafuso 2
7 Tampa da válvula termostática 1
8 Válvula termostática 1
9 Parafuso 4
10 Tampa do anodo 2
11 O-ring 2
12 Parafuso 2
13 Anodo 2

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-26
GRUP
FOR CABEÇOTE
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA TERMOS-
TÁTICA
1. Verifique:
• Válvula termostática
Danificada/válvula não abre → Troque.
2. Meça:
• Temperatura de operação da válvula
• Abertura da válvula a
Fora da especificação → Troque a vál-
vula termostática.

Temperatura da
Abertura da válvula
água

Abaixo 0 mm
de 500C

Acima de Mínimo 4,3 mm


60oC

Passos de medição
1) Mergulhe a válvula termostática em um
recipiente contendo água.
2) Aqueça a água lentamente.
3) Coloque um termômetro na água.
4) Enquanto a água aquece, observe a tem-
peratura indicada no termômetro.

5-27
GRUP
FOR VÁLVULAS
VÁLVULAS
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DAS VÁLVULAS

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Eixo comando e conjunto do cabeçote Veja seção “EIXOS COMANDO” na página
5-23 e “CONJUNTO DO CABEÇOTE”
na página 5-25.
1 Pastilha de válvula 16
2 Tucho 16
3 Trava de válvula 32
4 Assento da trava 16
5 Mola da válvula 16

Continua na próxima página.

5-28
GRUP
FOR VÁLVULAS

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


6 Retentor de válvula 16
7 Assento de mola 16
8 Guia de válvula 16
9 Válvula de admissão 8
10 Válvula de escape 8

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-29
GRUP
FOR VÁLVULAS
VERIFICAÇÃO DA VÁLVULA
1. Verifique:
• Válvula
Danos/empenamento → Troque.
2. Meça:
• Espessura da margem a
Fora da especificação → Troque.

Espessura da margem
ADM: 0,8 - 1,2 mm
ESC: 1,0 - 1,4 mm

3. Meça:
• Diâmetro da haste de válvula a
Fora da especificação → Troque.

Diâmetro da haste de válvula


ADM: 5,975 - 5,990 mm
ESC: 5,960 - 5,975 mm

4. Meça:
• Empenamento da haste de válvula
Fora da especificação → Troque.

Limite de empenamento da haste


de válvula
ADM e ESC
0,01 mm

NOTA:
O guia, o retentor e a válvula devem ser tro-
cados como um conjunto.

5-30
GRUP
FOR VÁLVULAS
VERIFICAÇÃO DA MOLA DA VÁLVULA
1. Meça:
• Comprimento livre a
Fora da especificação → Troque.

Limite do comprimento livre da


mola da válvula
52,25 mm

2. Meça:
• Inclinação da mola da válvula a
Fora da especificação → Troque.

Limite de inclinação da mola da


válvula
ADM e ESC
2,6mm

VERIFICAÇÃO DO CABEÇOTE
Meça:
• Empenamento do cabeçote
Fora da especificação → Retifique ou
troque.

Limite de empenamento
0,1 mm

VERIFICAÇÃO DO GUIA DE VÁLVULA


Meça:
• Diâmetro interno do guia de válvula a
Fora da especificação → Troque o guia
de válvula.

Diâmetro interno do guia de válvula


6,005 - 6,018 mm

Passos de troca
1) Remova o guia de válvula usando o re-
movedor/instalador do guia de válvula.

Removedor/instalador do guia de
válvula
90890-04064

5-31
GRUP
FOR VÁLVULAS
2) Instale o novo guia de válvula na posi-
ção especificada (a partir do topo do furo
do guia da válvula conforme ilustração)
a usando o removedor/instalador do
guia de válvula.

Posição do guia de válvula


11,5 mm

3) Depois de instalar o guia de válvula, re-


tifique o guia com o alargador.

Alargador do guia de válvula


90890-04066

NOTA:
• Aqueça o cilindro em um forno a 200°C
para facilitar a remoção e instalação dos
guias de válvula e manter a interferência
correta.
• Antes de instalar o guia de válvula, mar-
que a sua posição de instalação b assim
como é mostrado na ilustração.

VERIFICAÇÃO DA SEDE DE VÁLVULA


1. Meça:
• Largura da sede de válvula a
Fora da especificação → Retifique a
sede de válvula.

Largura da sede de válvula


Admissão
1,2 - 1,6 mm
Escape
1,2 - 1,6 mm

2. Retifique:
• Sede de válvula

CUIDADO:
Para prevenir marcas de trepidação, gire a
fresa uniformemente fazendo uma pressão
constante para baixo (4 ~ 5 Kg).

5-32
GRUP
FOR VÁLVULAS

Conjunto de fresas para assenta-


mento de válvulas:
90890-06803
Cabo para fresa de válvula:
90890-06553
Fresas para assentamento de vál-
vulas:
(45°) 90890-06555
(90°) 90890-06556

Veja a tabela a seguir para determinar a


fresa correta para o assentamento de
válvula.

Área da sede Fresa


A 90°
B 45°
NOTA:
Depois de refazer a sede de válvula ou subs-
tituir válvulas e guias, a sede e a face da vál-
vula deve ser esmerilhada.

INSTALAÇÃO DA VÁLVULA
1. Instale:
• Retentor de válvula 1
• Válvula 2
• Assento de mola 3
• Mola da válvula 4
• Assento da trava 5
2. Instale:
• Trava de válvula 6

Compressor de mola da válvula


90890-04019
Adaptador do compressor de mola
90890-06554

NOTA:
Comprima a mola da válvula com a ferramen-
ta especial e instale as travas na válvula.

5-33
GRUP
FOR FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE
FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO FILTRO DE ÓLEO E DA TAMPA DO ESCAPE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Eixos comando e conjunto do cabeçote Veja seção “EIXOS COMANDO” na página
5-23 e “CONJUNTO DO CABEÇOTE” na
página 5-25.
1 Filtro de óleo 1
2 Suporte do filtro de óleo 1
3 Parafuso 18
4 Tampa do escape 1
5 Junta 1 Não reaproveite
6 Parafuso 3
7 Tampa da válvula de controle de
pressão 1

Continua na próxima página.

5-34
GRUP
FOR FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Mola 1
9 Válvula de controle de pressão 1 Posicione o lado maior da válvula em
direção ao corpo do cilindro.
10 Ilho 1
11 Junta 1 Não reaproveite
12 Parafuso 2
13 Tampa do anodo 1
14 O-ring 1
15 Parafuso 1
16 Anodo 1

Continua na próxima página.

5-35
GRUP
FOR FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


17 Parafuso 2
18 Abraçadeira metálica 1
19 Fixador do sensor de temperatura
do motor 1
20 Sensor de temperatura do motor 1
21 Junta 1 Não reaproveite
22 Bujão de dreno 1
23 Arruela 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-36
GRUP
FOR FILTRO DE ÓLEO E TAMPA DO ESCAPE
INSTALAÇÃO DO FILTRO DE ÓLEO
Instale:
• Filtro de óleo

Filtro de óleo
18 N.m (1,8 Kgf.m)

Chave do filtro de óleo


90890-01426

Veja seção “TROCA DO ÓLEO DO MO-


TOR/FILTRO” na página 3-13.

5-37
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
CONJUNTO DA BIELA/PISTÃO E VIRABREQUIM
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA BIELA/PISTÃO E VIRABREQUIM

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Filtro de óleo e tampa do escape Veja seção “FILTRO DE ÓLEO E TAMPA
DO ESCAPE” na página 5-34.
1 Parafuso 4
2 Arruela 2
3 Suporte 2
4 Sensor de pressão de óleo 1
5 Parafuso 10
6 Parafuso
(com passo de rosca de 1,5 mm) 10
7 Carcaça 1

Continua na próxima página.


* Valor de torque (somente como referência)

5-38
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Parafuso da biela 8 Não reaproveite
9 Metade inferior da biela 4
10 Virabrequim 1
11 Bronzina do virabrequim 5
12 Bronzina da biela 4
13 Conjunto da biela/pistão 4
14 Retentor 1
15 Retentor 1
16 Cilindro 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

5-39
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
INSPEÇÃO DO CILINDRO
Meça:
• Diâmetro do cilindro
Fora da especificação → Retifique ou
troque o cilindro.

Padrão Limite

Diâmetro
interno do 79,000 ~ 79,020 mm –
D1 e D2 cilindro “D”

Limite de
D3 e D4 – 0,08 mm
conicidade “T”

Limite de – 0,05 mm
D5 e D6
ovalização “R”

D = Máximo D1, D2, D3, D4, D5 ou D6


T = (Máximo D1 ou D2) – (Mínimo D5 ou D6)
R = Máximo (D1 – D2) ou (D3 – D4) ou (D5 – D6)

NOTA:
Meça o diâmetro do cilindro paralelamente
e formando um ângulo reto em relação ao
virabrequim. Em seguida tire a média das
suas medições.

INSPEÇÃO DO PISTÃO
Meça:
• Diâmetro do pistão
Fora da especificação → Troque o pistão.

Distância a Diâmetro do
(mm) pistão (mm)

Padrão 13 mm 78,928 ~ 78,949

Diâmetro sobre-medida do pistão


Sobre-medida 1: + 0,25 mm

5-40
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
CÁLCULO DA FOLGA CILINDRO - PISTÃO
Calcule:
• Folga cilindro - pistão
Fora da especificação → Troque o pis-
tão e os anéis, o cilindro ou ambos.
Folga entre Diâmetro Diâmetro
o cilindro e = interno do -
do pistão
pistão cilindro

Folga cilindro - pistão


0,070 - 0,080 mm

INSPEÇÃO DOS ANÉIS DO PISTÃO


1. Meça:
• Folga entre pontas a
Fora da especificação → Troque o con-
junto dos anéis.

Folga entre pontas (instalado)


Anel superior
0,15 - 0,30 mm
Anel secundário
0,70 - 0,90 mm
Anel de óleo
0,20 - 0,70 mm

NOTA:
Empurre os anéis do pistão para dentro do
cilindro com a cabeça do pistão.

5-41
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
2. Meça:
• Folga lateral a
Fora da especificação → Troque o pis-
tão e os anéis em conjunto.

Folga lateral
Anel superior
0,04 - 0,08 mm
Anel secundário
0,03 - 0,07 mm
Anel de óleo
0,03 - 0,15 mm

INSPEÇÃO DO VIRABREQUIM
Meça:
• Diâmetro do mancal do virabrequim
• Diâmetro do pino do virabrequim
• Desalinhamento do virabrequim
Fora da especificação → Troque o vira-
brequim.

Limite do diâmetro do mancal do


virabrequim
47,972 mm
Limite de desalinhamento do vira-
brequim
0,03 mm

VERIFICAÇÃO DA FOLGA DE LUBRIFICA-


ÇÃO DA BRONZINA DO VIRABREQUIM
1. Meça:
• Folga de lubrificação da bronzina
Fora da especificação → Troque as
bronzinas superiores e inferiores, como
um conjunto.

Folga de lubrificação da bronzina


0,024 ~ 0,044 mm

NOTA:
Meça a folga de lubrificação da bronzina a
uma temperatura ambiente de 20°C.

5-42
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
Passos de medição

CUIDADO:
Instale as bronzinas em suas posições origi-
nais. Medições incorretas da folga das bron-
zinas podem causar danos ao motor.

1) Limpe as bronzinas, os mancais e as


partes de assentamento das bronzinas
na carcaça e no corpo do cilindro.
2) Coloque o corpo do cilindro virado de
cabeça para baixo em uma bancada.
3) Instale as metades das bronzinas 1 e o
virabrequim 2 no corpo do cilindro 3.
4) Coloque um pedaço de Plastigauge® em
cada mancal de modo que fique parale-
lo ao eixo do virabrequim.

NOTA:
Não coloque Plastigauge® sobre o furo de
lubrificação dos mancais do virabrequim.

5) Instale as outras metades das bronzinas


na carcaça.
6) Instale a carcaça no corpo do cilindro.
7) Coloque óleo de motor nas roscas e nas
sedes dos parafusos da carcaça.
8) Aperte os parafusos com os torques es-
pecificados em dois estágios, na se-
qüência mostrada na ilustração.

NOTA:
Não mova o virabrequim até terminar a me-
dição das folgas das bronzinas.

Parafuso (M8):
1º: 14 N.m (1,4 Kgf.m)
2º: 28 N.m (2,8 Kgf.m)
Parafuso (M10):
1º: 19 N.m (1,9 Kgf.m)
2º: 60°
50 N.m
(5,0 Kgf.m)*

9) Remova a carcaça.
10) Meça a largura do Plastigauge® com-
primido em cada mancal.

* Valor de torque (somente como referência)

5-43
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
2. Ajuste:
• Folga de lubrificação da bronzina

NOTA:
Ajuste a folga de lubrificação da bronzina a
uma temperatura ambiente de 20°C.

Passos de ajuste

CUIDADO:
Remova qualquer resto de óleo ou sujeira
das superfícies de montagem do corpo do
cilindro e das bronzinas da carcaça.

NOTA:
Os diâmetros dos mancais do corpo do ci-
lindro (Nº 1 - Nº 5) e os diâmetros dos man-
cais do virabrequim (Nº 1 - Nº 5) podem ser
determinados pelo valor estampado, tal
como é mostrado abaixo.
Diâmetro do mancal do virabrequim = 47,900
+ (valor estampado/1000)
Exemplo: Nº 1 = 92 → 47,992
Diâmetro do mancal do corpo do cilindro =
54,000 + (valor estampado/1000)
Exemplo: Nº 1 = 32 → 54,032

1) Diminua o diâmetro do mancal do vira-


brequim (Nº 1 - Nº 5) do diâmetro do
mancal do corpo do cilindro (Nº 1 - Nº 5).
2) Selecione a bronzina adequada da tabe-
la abaixo de acordo com os valores cal-
culados.

Tabela de seleção das bronzinas do virabre-


quim (20 °C)

Diâmetro dos man- Bronzina (lado Bronzina (lado


cais do corpo do ci- do cilindro)/ro- da carcaça)
lindro - diâmetro dos lamento de en-
mancais do virabre- costo
quim (mm)

6,023 ~ 6,026 Verde Amarelo*


6,027 ~ 6,034 Azul Verde*
6,035 ~ 6,042 Azul Azul
6,043 ~ 6,049 Vermelho Azul*
6,050 ~ 6,058 Vermelho Vermelho

5-44
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
CUIDADO:
A marca (*) indica que a cor das bronzinas
superiores e inferiores são diferentes.
Instale as bronzinas principais no meio do
corpo do cilindro e no mancal da carcaça
para que não obstruam os orifícios de óleo.

NOTA:
A bronzina do virabrequim Nº 3 é um rola-
mento de encosto.

3) Caso a diferença entre o diâmetro do


mancal do corpo do cilindro e o diâme-
tro do mancal do virabrequim sejam
maiores do que o valor máximo (6,058
mm), troque o virabrequim, o corpo do
cilindro ou ambos.

VERIFICAÇÃO DA FOLGA DE LUBRIFI-


CAÇÃO DA BIELA
CUIDADO:
• Marque os parafusos originais da biela
para que não se confundam com os para-
fusos novos.
• Não reutilize os parafusos originais duran-
te a montagem, use-os apenas para as me-
dições e ajustes de folga de lubrificação.
• Antes de iniciar a montagem, remova
qualquer partícula metálica da superfície
de acoplamento da biela e limpe-a cuida-
dosamente.

1. Meça:
• Folga de lubrificação da bronzina
Fora da especificação → Troque as
bronzinas superior e inferior, em con-
junto.

Folga de lubrificação da bronzina


0,025 - 0,031 mm

NOTA:
Meça a folga de lubrificação da bronzina a
uma temperatura ambiente de 20°C.

5-45
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
Passos de medição

CUIDADO:
Instale as bronzinas em suas posições origi-
nais. Medições incorretas da folga das bron-
zinas podem causar danos ao motor.

1) Limpe as bronzinas e a parte de assen-


tamento das bronzinas da biela.
2) Instale as bronzinas na biela.
3) Coloque um pedaço de Plastigauge® no
pino da carcaça em paralelo com o vira-
brequim.
4) Monte a biela no pino do virabrequim.

NOTA:
• Certifique-se de que a projeção a e a mar-
ca “YAMAHA” da biela fique voltados para
o lado do volante do magneto.
• Não mova o virabrequim até terminar a
medição das folgas das bronzinas.

5) Coloque óleo de motor nas roscas e nas


sedes dos parafusos originais da biela.
6) Aperte os parafusos originais com o tor-
que especificado em dois estágios.

Parafuso
1º: 15 N.m
(1,5 Kgf.m)
2º: 60°

7) Remova a metade inferior da biela.


8) Meça a largura do Plastigauge® compri-
mido em cada pino do virabrequim.

5-46
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
2. Ajuste:
• Folga de lubrificação da biela

NOTA:
Ajuste a folga de lubrificação da biela a uma
temperatura ambiente de 20°C.

Passos de ajuste

CUIDADO:
Remova qualquer resto de óleo ou sujeira
da superfície de montagem da bronzina da
biela.

1) Instale as novas bronzinas amarelas nas


bielas e nas metades inferior das bielas.
2) Coloque um pedaço de Plastigauge® no
pino da carcaça em paralelo com o vira-
brequim.
3) Monte a biela no pino do virabrequim.

NOTA:
• Certifique-se de que a projeção a e a mar-
ca “YAMAHA” da biela fiquem voltadas
para o lado do volante do magneto.
• Não mova o virabrequim até terminar a
medição das folgas das bronzinas.

4) Coloque óleo de motor nas roscas e nas


sedes dos parafusos originais da biela.
5) Aperte os parafusos originais com o tor-
que especificado em dois estágios.

Parafuso
1º: 15 N.m
(1,5 Kgf.m)
2º: 60°

6) Remova a metade inferior da biela.


7) Meça a largura do Plastigauge® compri-
mido em cada pino do virabrequim.
8) Selecione a bronzina adequada da tabe-
la abaixo de acordo com os valores de
medição.

5-47
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
Tabela de seleção das bronzinas das
bielas (20 °C)
Valor de medição Bronzina Bronzina
utilizando um superior inferior
Plastigauge® (mm)

0,025 ~ 0,031 Amarelo Amarelo


0,032 ~ 0,039 Amarelo Verde*
0,040 ~ 0,046 Verde Verde
0,047 ~ 0,052 Verde Azul*
0,053 ~ 0,058 Azul Azul*
0,059 ~ 0,063 Azul Vermelho*

CUIDADO:
A marca (*) indica que a cor das bronzinas
superiores e inferiores são diferentes.

9) Se o valor de medição é maior do que o


valor máximo (0,071 mm), troque o vi-
rabrequim, a biela ou ambos.

INSTALAÇÃO DOS ANÉIS


CUIDADO:
• Não arranhe o pistão nem quebre os anéis.
• Após a instalação dos anéis, verifique se
eles se movimentam normalmente.

Instale:
• Anel de óleo (Nº 3 e Nº 4)
• Anel secundário (Nº 2)
• Anel superior (Nº1)

NOTA:
• Desalinhe as pontas dos anéis conforme a
ilustração.
• Os anéis devem ser trocados em conjunto.

5-48
GRUP
FOR VIRABREQUIM/PISTÃO/BIELA
INSTALAÇÃO DO PISTÃO
CUIDADO:
Instale o pistão com a marca “UP” da cabe-
ça do pistão voltada para o lado do volante
do magneto.

Instale:
• Pistão

Fixador de anéis
90890-06530

5-49
RABE

CAPÍTULO 6
RABETA
UNIDADE INFERIOR (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) ............................. 6-3
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE INFERIOR ......................................... 6-3
REMOÇÃO DO HÉLICE ...................................................................................... 6-5
VERIFICAÇÃO DO HÉLICE ................................................................................. 6-5
INSTALAÇÃO DO HÉLICE .................................................................................. 6-5

BOMBA D’ÁGUA (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) .................................. 6-6


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BOMBA D’ÁGUA .............................................. 6-6
VERIFICAÇÃO DO ALOJAMENTO DO ROTOR ................................................ 6-8
VERIFICAÇÃO DO ROTOR E DA SEDE METÁLICA .......................................... 6-8
VERIFICAÇÃO DA CHAVETA ............................................................................. 6-8
INSTALAÇÃO DO ROTOR E DO ALOJAMENTO DO ROTOR .......................... 6-8

CONJ. DA ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) .... 6-9


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO ...... 6-9
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO ............................ 6-10

CONJ. DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE (MOD. COM ROTAÇÃO NORMAL) ........ 6-11
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ......... 6-11
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE .................. 6-13
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE ....... 6-14
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ........................ 6-15
DESMONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ......................................... 6-15
VERIFICAÇÃO DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ .................................. 6-16
VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO .................................................................... 6-16
VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ............................................... 6-16
VERIFICAÇÃO DA EMBREAGEM (DOG CLUTCH) ......................................... 6-17
VERIFICAÇÃO DO EIXO DO HÉLICE ............................................................... 6-17
MONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ................................................ 6-17
MONTAGEM DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ................................... 6-17
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ................... 6-18
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ................................................... 6-19

6
REMOÇÃO DO EIXO CARDÃ ........................................................................... 6-21
DESMONTAGEM DO CONJ. DA SEDE DO EIXO CARDÃ ............................. 6-21
DESMONTAGEM DO CONJ. DA ENGR. DE MARCHA À FRENTE ................ 6-21
VERIFICAÇÃO DO PINHÃO .............................................................................. 6-22
VERIFICAÇÃO DO EIXO CARDÃ ..................................................................... 6-22
VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO CARDÃ ..................................................... 6-22
VERIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS ................................................................ 6-22
MONTAGEM DO CONJ. DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ........... 6-22
MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO CARDÃ ........................... 6-23
INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ ...................................................................... 6-24

CONJUNTO DA RABETA (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) ................... 6-25


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA ..................... 6-25
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA ............................................ 6-26
VERIFICAÇÃO DA LUVA DO EIXO CARDÃ ..................................................... 6-26
VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO DE AGULHAS ............................................ 6-26
MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA .................................................... 6-26

UNIDADE INFERIOR (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) .......................... 6-28


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE INFERIOR ....................................... 6-28
REMOÇÃO DO HÉLICE .................................................................................... 6-30
VERIFICAÇÃO DO HÉLICE ............................................................................... 6-30
INSTALAÇÃO DO HÉLICE ................................................................................ 6-30

6-1
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) ............................... 6-31
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BOMBA D’ÁGUA ............................................ 6-31
VERIFICAÇÃO DO ALOJAMENTO DO ROTOR .............................................. 6-33
VERIFICAÇÃO DO ROTOR E DA SEDE METÁLICA ........................................ 6-33
VERIFICAÇÃO DA CHAVETA ........................................................................... 6-33
INSTALAÇÃO DO ROTOR E DO ALOJAMENTO DO ROTOR ........................ 6-33

CONJ. DA ALAVANCA DE CÂMBIO (MOD. COM ROTAÇÃO REVERSA) ......... 6-34


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO .... 6-34
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO ............................ 6-35

CONJ. DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE (MOD. COM ROTAÇÃO REVERSA) ..... 6-36
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE .... 6-36
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJ. DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE .... 6-38
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE ....... 6-40
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ........................ 6-41
REMOÇÃO DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE ........................................ 6-41
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ............. 6-42
DESMONTAGEM DO CONJ. DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ... 6-42
VERIFICAÇÃO DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ........................ 6-43
VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO .................................................................... 6-43
VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ............................................... 6-43
VERIFICAÇÃO DA EMBREAGEM (DOG CLUTCH) ......................................... 6-43
VERIFICAÇÃO DO EIXO DO HÉLICE ............................................................... 6-43
MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE .................... 6-44
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE .................................... 6-45
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE ................... 6-46

EIXO CARDÃ (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) ...................................... 6-47


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ................................................... 6-47
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO CARDÃ ................... 6-49
DESMONTAGEM DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ............................ 6-49
VERIFICAÇÃO DO PINHÃO .............................................................................. 6-49
VERIFICAÇÃO DO EIXO CARDÃ ..................................................................... 6-49
VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO CARDÃ ..................................................... 6-50
VERIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS ................................................................ 6-50
MONTAGEM DO CONJUNTO DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ....... 6-50
MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO CARDÃ ........................... 6-50
INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ ...................................................................... 6-51

CONJUNTO DA RABETA (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) .................. 6-52


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA ..................... 6-52
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA ............................................ 6-53
VERIFICAÇÃO DA LUVA DO EIXO CARDÃ ..................................................... 6-53
VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO DE AGULHAS ............................................ 6-53
MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA .................................................... 6-54

CALÇOS (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) .............................................. 6-55


SELEÇÃO DOS CALÇOS DO PINHÃO ............................................................ 6-56
SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ....... 6-58
SELEÇÃO DO CALÇO DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ..................... 6-59
FOLGA (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL) ............................................ 6-61
MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ............ 6-61
MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ..................... 6-62

CALÇOS (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) .............................................. 6-65


SELEÇÃO DOS CALÇOS DO PINHÃO ............................................................ 6-66
SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ................ 6-68
SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ....... 6-69
SELEÇÃO DOS CALÇOS DO EIXO DO HÉLICE .............................................. 6-71
FOLGA (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA) ........................................... 6-72
MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE ............ 6-72
MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENAGEM DE MARCHA À RÉ ..................... 6-73

6-2
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
UNIDADE INFERIOR (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE INFERIOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Mangueira do velocímetro 1
2 Cupilha 1
3 Porca do hélice 1
4 Arruela 1
5 Arruela 1
6 Hélice 1
7 Espaçador 1

Continua na próxima página.

6-3
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Ilho 1
9 Parafuso 1
10 Direcionador 1
11 Parafuso 1 (com arruela)
12 Parafuso 6 (com arruela)
13 Pino guia 2
14 Unidade inferior 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-4
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO DO HÉLICE
Remova:
• Hélice

! ADVERTÊNCIA
Ao remover ou instalar o hélice não o segu-
re com as mãos. Remova os cabos de bate-
ria, das baterias e a cordinha do interruptor
de parada do motor (engine stop). Coloque
um bloco de madeira entre a placa de
cavitação e o hélice para evitar que este gire.

VERIFICAÇÃO DO HÉLICE
Verifique:
• Pás do hélice
• Estriados
Rachaduras/danos/desgaste → Troque.

INSTALAÇÃO DO HÉLICE
Instale:
• Hélice

! ADVERTÊNCIA
Ao remover ou instalar o hélice não o segu-
re com as mãos. Remova os cabos de bate-
ria, das baterias e a cordinha do interruptor
de parada do motor (engine stop). Coloque
um bloco de madeira entre a placa de
cavitação e o hélice para evitar que este gire.

NOTA:
Se o rasgo da porca do hélice não estiver
alinhado com o furo da cupilha, aperte um
pouco mais a porca para que alinhe com o furo.

6-5
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BOMBA D’ÁGUA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Unidade inferior Veja seção “UNIDADE INFERIOR (MODELOS
COM ROTAÇÃO NORMAL)” na página 6-3.
1 Parafuso 4
2 Alojamento do rotor 1
3 Sede metálica 1
4 O-ring 1
5 O-ring 1
6 Ilho 1
7 Espaçador 1
8 Espaçador 1

Continua na próxima página.

6-6
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Espaçador 1
10 Arruela 2
11 Arruela ondulada 1
12 Rotor 1
13 Chaveta 1
14 Placa do rotor 1
15 Junta 1 Não reaproveite
16 Pino guia 2

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-7
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
VERIFICAÇÃO DO ALOJAMENTO DO
ROTOR
Verifique:
• Alojamento do rotor
Rachaduras/danos → Troque.

VERIFICAÇÃO DO ROTOR E DA SEDE


METÁLICA
Verifique:
• Rotor
• Sede metálica
Rachaduras/danos → Troque a peça
defeituosa.

VERIFICAÇÃO DA CHAVETA
Verifique:
• Chaveta
Danos/desgaste → Troque.

INSTALAÇÃO DO ROTOR E DO ALOJA-


MENTO DO ROTOR
1. Instale:
• Arruelas 1
• Arruela ondulada 2
• Espaçador 3
• Espaçador 4

NOTA:
• Os espaçadores devem ficar encaixados
juntos e firmes.
• Ao mesmo tempo que puxa o eixo para
cima, instale o espaçador com uma ferra-
menta apropriada a que encaixe sobre o
eixo, conforme ilustração.

2. Instale:
• O-ring 1
• Sede metálica 2
• Alojamento do rotor 3
• O-ring 4

NOTA:
• Ao instalar a sede metálica, alinhe a sua
projeção com o orifício do alojamento do
rotor.
• Ao instalar a carcaça da bomba d’água, gire
o eixo em sentido horário.

6-8
RABE
ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Placa do rotor Veja seção “BOMBA D’ÁGUA (MODELOS COM
ROTAÇÃO NORMAL)” na página 6-6.
1 Parafuso 3 (com arruela)
2 Conjunto da alavanca de câmbio 1
3 Sede do retentor 1
4 Retentor 1
5 O-ring 1
6 Mola 1
7 Alavanca de câmbio 1
8 Anel trava 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-9
RABE
ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA ALA-
VANCA DE CÂMBIO
Remova:
• Conjunto da alavanca de câmbio

NOTA:
Remova o conjunto da alavanca de câmbio
com o motor em neutro.

6-10
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
CONJ. DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Óleo da rabeta Veja seção “VERIFICAÇÃO DO NÍVEL DE ÓLEO
DA RABETA” na página 3-18.
Conjunto da alavanca de câmbio Veja seção “CONJUNTO DA ALAVANCA DE
CÂMBIO (MODELOS COM ROTAÇÃO
NORMAL)” na página 6-9.
1 Porca castelo 1
2 Arruela especial 1
3 Conjunto da sede do eixo do hélice 1
4 Chaveta reta 1

Continua na próxima página.

6-11
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


5 Calço da engrenagem de marcha à ré *
6 Conjunto do eixo do hélice 1
7 Arruela 2
8 Sede do eixo do hélice 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.


*: Se necessário

6-12
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 O-ring 1
2 Engrenagem de marcha à ré 1
3 Arruela de encosto 1
4 Rolamento de esferas 1
5 Retentor 2
6 Rolamento de agulhas 1
7 Sede do eixo do hélice 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

6-13
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Mola 1
2 Pino 1
3 Embreagem (dog clutch) 1
4 União da alavanca de câmbio 1
5 Deslizador da união da alavanca
de câmbio 1
6 Esfera 2
7 Esfera 2
8 Mola 1
9 Esfera 2
10 Eixo do hélice 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

6-14
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE
DO EIXO DO HÉLICE
1. Desdobre:
• Abas da arruela especial
2. Remova:
• Porca castelo
• Arruela especial

Chave para porca castelo 1


90890-06511
Extensão 2
90890-06513

3. Remova:
• Conjunto da sede do eixo do hélice

Puxador da sede do eixo do hélice 1


90890-06502
Placa de guia 3
90890-06501
Parafuso central 4
90890-06504

DESMONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO


HÉLICE
1. Remova:
• Engrenagem de marcha à ré

Separador de rolamento 2
90890-06534
Placa de guia 3
90890-06501
Base da placa guia 4
90890-06538
Extrator de rolamento 5
90890-06535
Garras universais pequenas 6
90890-06536

6-15
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
2. Remova:
• Rolamento de esferas

Placa de guia 2
90890-06501
Base da placa guia 3
90890-06538
Extrator de rolamento 4
90890-06535
Garras universais pequenas 5
90890-06536

3. Remova:
• Retentor
• Rolamento de agulhas

Adaptador do rolamento/retentor 1
90890-06653
Haste acionadora 2
90890-06652

VERIFICAÇÃO DA ENGRENAGEM DE
MARCHA À RÉ
Verifique:
• Dentes
• Garras
Desgaste/danos → Troque a engrena-
gem de marcha à ré.

VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO
Verifique:
• Rolamento
Riscos de desgaste/ruído → Troque.

VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO DO


HÉLICE
Verifique:
• Sede do eixo do hélice
Rachaduras/danos → Troque.

6-16
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
VERIFICAÇÃO DA EMBREAGEM (DOG
CLUTCH)
Verifique:
• Embreagem (dog clutch)
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO EIXO DO HÉLICE


Verifique:
• Eixo do hélice
Danos/desgaste → Troque.
MONTAGEM DA SEDE DO EIXO DO HÉ-
LICE
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do rolamen-


to de agulhas a
24,75 ~ 25,25 mm

Adaptador do rolamento/retentor 1
90890-06653
Haste acionadora 2
90890-06604
Placa de profundidade de rolamento 3
90890-06603

2. Instale:
• Retentor

Posição de instalação do retentor a


4,75 ~ 5,25 mm

Adaptador rolamento/retentor 1
90890-06604
Haste acionadora 2
90890-06633

MONTAGEM DA ENGRENAGEM DE
MARCHA À RÉ
Instale:
• Rolamento de esferas

Adaptador do rolamento/retentor
90890-06661

6-17
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE
DO EIXO DO HÉLICE
Instale:
• Conjunto da sede do eixo do hélice
• Arruela especial
• Porca castelo

Chave para porca castelo 1


90890-06511
Extensão 2
90890-06513

NOTA:
Para travar a porca castelo, dobre uma aba
da arruela especial no rasgo da porca caste-
lo e as outras abas em direção ao conjunto
da sede do eixo do hélice.

6-18
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da sede do eixo do hélice Veja seção “CONJUNTO DA SEDE DO EIXO
DO HÉLICE (MODELOS COM ROTAÇÃO
NORMAL)” na página 6-11.
1 Porca 1
2 Pinhão 1
3 Parafuso 4 (com arruela)
4 Conjunto da sede do eixo cardã 1
5 Calço do pinhão *
6 Arruela de encosto 1
7 Eixo cardã 1

Continua na próxima página.


*: Se necessário

6-19
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Conjunto da engrenagem de
marcha à frente 1
9 O-ring 1
10 Capa do retentor 1
11 Retentor 2
12 Rolamento de agulhas 1
13 Sede do eixo cardã 1
14 Rolamento de roletes cônicos 1 Não reaproveite
15 Rolamento de agulhas 1 Não reaproveite
16 Engrenagem de marcha à frente 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-20
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
REMOÇÃO DO EIXO CARDÃ
Solte:
• Porca do pinhão

Fixador do eixo cardã 1


90890-06519
Fixador da porca do pinhão 2
90890-06505
Adaptador para soquete 3
90890-06507 6250

DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
SEDE DO EIXO CARDÃ
Remova:
• Rolamento de agulhas

Adaptador de rolamento de agulhas 1


90890-06610
Haste acionadora 2
90890-06652

DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE
1. Remova:
• Rolamento de roletes cônicos

Separador de rolamento
90890-06534

CUIDADO:
Não reaproveite o rolamento, troque sem-
pre por um novo.

2. Remova:
• Rolamento de agulhas

Placa de guia 2
90890-06501
Base da placa guia 3
90890-06538
Extrator de rolamento 4
90890-06535
Garras universais pequenas 5
90890-06536

6-21
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
VERIFICAÇÃO DO PINHÃO
Verifique:
• Dentes
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO EIXO CARDÃ


Verifique:
• Eixo cardã
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO CARDÃ


Verifique:
• Sede do eixo cardã
Rachaduras/danos → Troque.

VERIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS


Verifique:
• Rolamentos
Riscos de desgaste/ruído → Troque.

MONTAGEM DO CONJUNTO DA EN-


GRENAGEM DE MARCHA À FRENTE
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do rolamen-


to de agulhas a
2,5 ~ 3,5 mm

Adaptador de rolamento de agu-


lhas 1
90890-06612
Haste acionadora 2
90890-06604

6-22
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
2. Instale:
• Rolamento de roletes cônicos

Adaptador do rolamento/retentor
90890-06661

MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE


DO EIXO CARDÃ
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição a
5,75 ~ 6,25 mm

Adaptador de rolamento de agulhas 1


90890-06610
Haste acionadora 2
90890-06604
Placa de profundidade de rolamento 3
90890-06603

2. Instale:
• Retentor

Posição de instalação do retentor a


0,25 ~ 0,75 mm

Adaptador de rolamento de agulhas 1


90890-06633
Haste acionadora 2
90890-06652

6-23
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ
Aperte:
• Porca do pinhão

Fixador do eixo cardã 1


90890-06519
Fixador da porca do pinhão 2
90890-06505
Adaptador para soquete 3
90890-06507

Porca do pinhão
93 N.m (9,3 Kgf.m)

6-24
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
CONJUNTO DA RABETA (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Engrenagem de marcha à frente Veja seção “EIXO CARDÃ (MODELOS
COM ROTAÇÃO NORMAL)” na página 6-19.
1 Luva do eixo cardã 1
2 Rolamento de agulhas 1
3 Pista externa do rolamento de
roletes cônicos 1
4 Calço da engrenagem de
marcha à frente *
5 Vedação de água 1
6 Assento da vedação 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.
*: Se necessário

6-25
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
RABETA
1. Remova:
• Rolamento de agulhas

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06636
Haste acionadora 2
90890-06605
2. Remova:
• Pista externa do rolamento de roletes
cônicos

Extrator de pista externa de


rolamento 2
90890-06523
Garras universais grandes 3
90890-06532

VERIFICAÇÃO DA LUVA DO EIXO CARDÃ


Verifique:
• Luva do eixo cardã
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO DE
AGULHAS
Verifique:
• Rolamento de agulhas
Riscos de desgaste/ruído → Troque.
MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA
1. Instale:
• Pista externa do rolamento de roletes
cônicos

Adaptador do rolamento/retentor 1
90890-06620
Haste acionadora 2
90890-06605

6-26
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
2. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do
rolamento de agulhas b
184,0 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06636
Haste acionadora 2
90890-06602
Placa de profundidade de rolamento 3
90890-06603

6-27
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
UNIDADE INFERIOR (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE INFERIOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Mangueira do velocímetro 1
2 Cupilha 1
3 Porca do hélice 1
4 Arruela 1
5 Arruela 1
6 Hélice 1
7 Espaçador 1

Continua na próxima página.

6-28
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Ilho 1
9 Parafuso 1
10 Direcionador 1
11 Parafuso 1 (com arruela)
12 Parafuso 6 (com arruela)
13 Pino guia 2
14 Unidade inferior 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-29
RABE
UNIDADE INFERIOR (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO DO HÉLICE
Remova:
• Hélice

! ADVERTÊNCIA
Ao remover ou instalar o hélice não o segu-
re com as mãos. Remova os cabos de bate-
ria, das baterias e a cordinha do interruptor
de parada do motor (engine stop). Coloque
um bloco de madeira entre a placa de
cavitação e o hélice para evitar que este gire.

VERIFICAÇÃO DO HÉLICE
Verifique:
• Pás do hélice
• Estriados
Rachaduras/danos/desgaste → Troque.

INSTALAÇÃO DO HÉLICE
Instale:
• Hélice

! ADVERTÊNCIA
Ao remover ou instalar o hélice não o segu-
re com as mãos. Remova os cabos de bate-
ria, das baterias e a cordinha do interruptor
de parada do motor (engine stop). Coloque
um bloco de madeira entre a placa de
cavitação e o hélice para evitar que este gire.

NOTA:
Se o rasgo da porca do hélice não estiver ali-
nhado com o furo da cupilha, aperte um pou-
co mais a porca para que alinhe com o furo.

6-30
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BOMBA D’ÁGUA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Unidade inferior Veja seção “UNIDADE INFERIOR
(MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)”
na página 6-26.
1 Parafuso 4
2 Alojamento do rotor 1
3 Sede metálica 1
4 O-ring 1
5 O-ring 1
6 Ilho 1
7 Espaçador 1
8 Espaçador 1

Continua na próxima página.

6-31
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Espaçador 1
10 Arruela 2
11 Arruela ondulada 1
12 Rotor 1
13 Chaveta 1
14 Placa do rotor 1
15 Junta 1 Não reaproveite
16 Pino guia 2

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-32
RABE
BOMBA D’ÁGUA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
VERIFICAÇÃO DO ALOJAMENTO DO
ROTOR
Verifique:
• Alojamento do rotor
Rachaduras/danos → Troque.

VERIFICAÇÃO DO ROTOR E DA SEDE


METÁLICA
Verifique:
• Rotor
• Sede metálica
Rachaduras/danos → Troque qualquer
peça defeituosa.

VERIFICAÇÃO DA CHAVETA
Verifique:
• Chaveta
Danos/desgaste → Troque.

INSTALAÇÃO DO ROTOR E DO ALOJA-


MENTO DO ROTOR
1. Instale:
• Arruelas 1
• Arruela ondulada 2
• Espaçador 3
• Espaçador 4

NOTA:
• Os espaçadores devem ficar encaixados
juntos e firmes.
• Ao mesmo tempo que puxa o eixo para
cima, instale o espaçador com uma ferra-
menta apropriada a que encaixe sobre o
eixo, conforme ilustração.

2. Instale:
• O-ring 1
• Sede metálica 2
• Alojamento do rotor 3
• O-ring 4

NOTA:
• Ao instalar a sede metálica, alinhe a sua
projeção com o orifício do alojamento do
rotor.
• Ao instalar a carcaça da bomba d’água, gire
o eixo em sentido horário.

6-33
RABE
ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
CONJ. DA ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DE CÂMBIO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Placa do rotor Veja seção “BOMBA D’ÁGUA (MODELOS
COM ROTAÇÃO REVERSA)” na página 6-31.
1 Parafuso 3 (com arruela)
2 Conjunto da alavanca de câmbio 1
3 Sede do retentor 1
4 Retentor 1
5 O-ring 1 3,1 × 49,4 mm
6 Mola 1
7 Alavanca de câmbio 1
8 Anel trava 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-34
RABE
ALAVANCA DE CÂMBIO (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA ALA-
VANCA DE CÂMBIO
Remova:
• Conjunto da alavanca de câmbio

NOTA:
Remova o conjunto da alavanca de câmbio
com o motor na posição neutro.

6-35
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
CONJ. DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Óleo da rabeta Veja seção “TROCA E VERIFICAÇÃO DO ÓLEO
DA RABETA” na página 3-20.
Conjunto da alavanca de câmbio Veja seção “CONJUNTO DA ALAVANCA DE
CÂMBIO (MODELOS COM ROTAÇÃO
REVERSA)” na página 6-34.
1 Porca castelo 1
2 Arruela especial 1
3 Conjunto da sede do eixo do hélice 1

Continua na próxima página.

6-36
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


4 Chaveta 1
5 Arruela de encosto 1
6 Calço da engrenagem de marcha à
frente *

Para instalação, inverta os passos da remoção.


*: Se necessário

6-37
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 O-ring 1
2 Mola 1
3 Pino 1
4 Embreagem (dog clutch) 1
5 Conjunto da engrenagem de
marcha à frente 1
6 Conjunto do eixo do hélice 1
7 Rolamento de encosto 1
8 Calço do eixo do hélice *

Continua na próxima página.


*: Se necessário

6-38
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Retentor 2
10 Rolamento de agulhas 1
11 Sede do eixo do hélice 1
12 Engrenagem de marcha à frente 1
13 Arruela de encosto 1
14 Pista externa do rolamento de
roletes cônicos 1
15 Rolamento de roletes cônicos 1 Não reaproveite

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

6-39
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO EIXO DO HÉLICE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 União da alavanca de câmbio 1
2 Deslizador da união da alavanca
de câmbio 1
3 Esfera 4
4 Mola 1
5 Esfera 2
6 Eixo do hélice 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

6-40
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE
DO EIXO DO HÉLICE
1. Desdobre:
• Abas da arruela especial
2. Remova:
• Porca castelo
• Arruela especial

Chave para porca castelo 1


90890-06511
Extensão 2
90890-06513

3. Remova:
• Conjunto da sede do eixo do hélice
• Chaveta
• Calço(s) da engrenagem de marcha à
frente

Adaptador do martelo deslizante 1


90890-06514
Martelo deslizante 2
90890-06531

REMOÇÃO DO CONJUNTO DO EIXO


DO HÉLICE
Remova:
• Conjunto do eixo do hélice
• Conjunto da engrenagem de marcha à
frente

Puxador da sede do eixo do hélice 1


90890-06502
Placa de guia 2
90890-06501
Parafuso central 3
90890-06504

6-41
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
Remova:
• Retentores
• Rolamento de agulhas

Adaptador do rolamento/retentor 1
90890-06653
Haste acionadora 2
90890-06652

DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
ENGRENAGEM DE MARCHA À FRENTE
Remova:
• Rolamento de roletes cônicos

Separador de rolamento
90890-06534

CUIDADO:
Não reaproveite o rolamento, troque sem-
pre por um novo.

6-42
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
VERIFICAÇÃO DA ENGRENAGEM DE
MARCHA À FRENTE
Verifique:
• Dentes
• Garras
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO
Verifique:
• Rolamento
Riscos de desgaste/ruído →Troque.

VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO DO


HÉLICE
Verifique:
• Sede do eixo do hélice
Rachaduras/danos → Troque.

VERIFICAÇÃO DA EMBREAGEM (DOG


CLUTCH)
Verifique:
• Embreagem (dog clutch)
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO EIXO DO HÉLICE


Verifique:
• Eixo do hélice
Danos/desgaste → Troque.

6-43
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE
DO EIXO DO HÉLICE
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do rolamen-


to de agulhas a
24,75 ~ 25,25 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06610
Haste acionadora 2
90890-06604
Placa de profundidade de
rolamento 3
90890-06603

2. Instale:
• Rolamento de agulhas
3. Instale:
• Retentor

Posição de instalação do retentor a


4,75 ~ 5,25 mm

Adaptador do rolamento/retentor
90890-06640

6-44
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DO EIXO
DO HÉLICE
Instale:
• Conjunto da engrenagem de marcha à
frente
• Conjunto do eixo do hélice

Chave para porca castelo


90890-06578

6-45
SEDE DO EIXO DO HÉLICE
RABE
(MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA SEDE
DO EIXO DO HÉLICE
Instale:
• Calço(s) da engrenagem de marcha à
frente
• Conjunto da sede do eixo do hélice
• Chaveta
• Arruela especial
• Porca castelo

Chave para porca castelo 1


90890-06511
Extensão 2
90890-06513

NOTA:
Para travar a porca castelo, dobre uma aba
da arruela especial no rasgo da porca caste-
lo e as outras abas em direção ao conjunto
da sede do eixo do hélice.

6-46
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
EIXO CARDÃ (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da sede do eixo do hélice Veja seção “CONJUNTO DA SEDE DO EIXO
DO HÉLICE (MODELOS COM ROTAÇÃO
REVERSA)” na página 6-34.
1 Porca 1
2 Pinhão 1
3 Parafuso 4 (com arruela)
4 Conjunto da sede do eixo cardã 1
5 Calço do pinhão *
6 Rolamento de encosto 1
7 Eixo cardã 1

Continua na próxima página.


*: Se necessário

6-47
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Conjunto da engrenagem de
marcha à ré 1
9 Rolamento de encosto 1
10 O-ring 1
11 Capa do retentor 1
12 Retentor 2
13 Rolamento de agulhas 1
14 Sede do eixo cardã 1
15 Rolamento de agulhas 1
16 Engrenagem de marcha à ré 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

6-48
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
REMOÇÃO DO EIXO CARDÃ
Solte:
• Porca do pinhão

Fixador do eixo cardã 1


90890-06519
Fixador da porca do pinhão 2
90890-06505
Adaptador para soquete 3
90890-06507

DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
SEDE DO EIXO CARDÃ
Remova:
• Rolamento de agulhas

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06610
Haste acionadora 2
90890-06652
DESMONTAGEM DA ENGRENAGEM
DE MARCHA À RÉ
Remova:
• Rolamento de agulhas

Placa de guia 2
90890-06501
Base da placa guia 3
90890-06538
Extrator de rolamento 4
90890-06535
Garras universais pequenas 5
90890-06536

VERIFICAÇÃO DO PINHÃO
Verifique:
• Dentes
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO EIXO CARDÃ


Verifique:
• Eixo cardã
Danos/desgaste → Troque.

6-49
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
VERIFICAÇÃO DA SEDE DO EIXO CARDÃ
Verifique:
• Sede do eixo cardã
Rachaduras/danos → Troque.

VERIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS


Verifique:
• Rolamentos
Riscos de desgaste/ruído → Troque.

MONTAGEM DO CONJUNTO DA EN-


GRENAGEM DE MARCHA À RÉ
Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do
rolamento de agulhas a
2,5 ~ 3,5 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06612
Haste acionadora 2
90890-06604

MONTAGEM DO CONJUNTO DA SEDE


DO EIXO CARDÃ
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição a
5,75 ~ 6,25 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06610
Haste acionadora 2
90890-06604
Placa de profundidade de rolamento 3
90890-06603

6-50
RABE
EIXO CARDÃ (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
2. Instale:
• Retentor

Posição de instalação do retentor a


0,25 ~ 0,75 mm

Adaptador de rolamento/retentor 1
90890-06604
Haste acionadora 2
90890-06633

INSTALAÇÃO DO EIXO CARDÃ


Aperte:
• Porca do pinhão

Fixador do eixo cardã 1


90890-06519
Fixador da porca do pinhão 2
90890-06505
Adaptador para soquete 3
90890-06507

Porca do pinhão
93 N.m (9,3 Kgf.m)

6-51
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
CONJUNTO DA RABETA (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Engrenagem de marcha à ré Veja seção “EIXO CARDÃ (MODELOS
COM ROTAÇÃO REVERSA)” na página 6-47.
1 Luva do eixo cardã 1
2 Rolamento de agulhas 1
3 Trava do rolamento 1
4 Rolamento de agulhas 1
5 Calço da engrenagem de marcha à ré *
6 Vedação de água 1
7 Assento da vedação 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.
*: Se necessário

6-52
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
DESMONTAGEM DO CONJUNTO DA
RABETA
1. Remova:
• Rolamento de agulhas

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06636
Haste acionadora 2
90890-06605

2. Remova:
• Rolamento de roletes

Extrator de pista externa de


rolamento 2
90890-06523
Garras universais grandes 3
90890-06532

3. Remova:
• Rolamento de agulhas

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06607
Haste acionadora 2
90890-06652

VERIFICAÇÃO DA LUVA DO EIXO CARDÃ


Verifique:
• Luva do eixo cardã
Danos/desgaste → Troque.

VERIFICAÇÃO DO ROLAMENTO DE
AGULHAS
Verifique:
• Rolamento de agulhas
Riscos de desgaste/ruído → Troque.

6-53
RABE
RABETA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
MONTAGEM DO CONJUNTO DA RABETA
1. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do
rolamento de agulhas a
0,75 ~ 1,25 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06607
Haste acionadora 2
90890-06652

2. Instale:
• Trava do rolamento

Adaptador do rolamento/retentor 1
90890-06630
Haste acionadora 2
90890-06605

3. Instale:
• Rolamento de agulhas

Posição de instalação do
rolamento de agulhas a
184,0 mm

Adaptador de rolamento de
agulhas 1
90890-06636
Haste acionadora 2
90890-06602
Placa de profundidade de
rolamento 3
90890-06603

6-54
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
CALÇOS (MODELOS COM ROTAÇÃO NORMAL)
NOTA:
• Não há a necessidade de selecionar calços ao montar a carcaça original e as peças internas.
• Os cálculos para seleção de calços são necessários ao montar as peças internas em uma
carcaça nova (a diferença entre as peças internas originais e a carcaça nova).
• Medições e ajustes são necessários quando acontecer a troca da(s) peça(s) interna(s).

6-55
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
SELEÇÃO DOS CALÇOS DO PINHÃO

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T3) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T3)

Passos de seleção
1) Meça (M3).

Paquímetro digital
90890-06704

NOTA:
Instale a sede do rolamento 1 , o rolamento
de encosto 2, e a arruela 3.

2) Instale o pinhão e a porca do pinhão.

Porca do pinhão
93 N.m (9,3 Kgf.m)

3) Instale o calibrador da altura do pinhão.

Calibrador da altura do pinhão


90890-06702

NOTA:
Após as porcas encostarem na placa de fi-
xação, aperte-as cerca de 1/4 de volta.

4) Meça (M4).

Paquímetro digital
90890-06704

NOTA:
• Meça a folga entre o calibrador da altura do
pinhão e o pinhão, conforme a ilustração.
• Faça a mesma medição em 3 posições do
pinhão.
• Calcule a média das medições (M4).

6-56
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
5) Calcule a espessura do calço do pinhão
(T3).

Espessura do calço do pinhão (T3) =


62,5 + P/100 – M3 – M4

NOTA:
“P” é o desvio da dimensão da rabeta em
relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “P” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “P” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

Exemplo:
Se M3 é “46,85 mm”, M4 é “15,12 mm” e P
é “–5”, então:
T3 = 62,5 + (–5)/100 – 46,85 – 15,12 mm
= 62,5 – 0,05 – 46,85 – 15,12 mm
= 0,48 mm

6) Selecione o(s) calço(s) do pinhão (T3).

Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,00
0,02 0,05 0,02
0,05 0,08 0,05
0,08 0,10 0,08
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

6-57
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENA-
GEM DE MARCHA À FRENTE

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T1) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T1)

Passos de seleção
1) Meça (M1).

Placa de calços 1
90890-06701
Paquímetro digital 2
90890-06704

NOTA:
Gire a pista externa do rolamento de role-
tes duas ou três vezes para que os roletes
se assentem. A seguir, meça a altura do ro-
lamento, conforme a ilustração.
Faça a mesma medição em 3 pontos da
pista externa do rolamento.
Calcule a média das medições (M1).

2) Calcule a espessura do calço da engre-


nagem de marcha à frente (T1).

Espessura do calço da engrena-


gem de marcha à frente (T1)
(T1) = 24,6 + F/100 – M1

NOTA:
“F” é o desvio da dimensão da rabeta em
relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “F” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “F” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

6-58
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
Exemplo:
Se M1 é “24,10 mm” e F é “+5”, então:
T1 = 24,6 + (+5)/100 – 24,10 mm
= 24,6 + 0,05 – 24,10 mm
= 0,55 mm

3) Selecione o(s) calço(s) da engrenagem


de marcha à frente (T1).

Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,00
0,02 0,05 0,02
0,05 0,08 0,05
0,08 0,10 0,08
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

SELEÇÃO DO CALÇO DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À RÉ

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T2) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T2)

Passos de seleção
1) Meça (M2).

Placa de calços 1
90890-06701
Paquímetro digital 2
90890-06704

NOTA:
• Meça a altura da engrenagem conforme
ilustração.
• Faça a mesma medição em 3 pontos da
engrenagem.
• Calcule a média das medições (M2).

6-59
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
2) Calcule a espessura do calço da engre-
nagem de marcha à ré (T2).

Espessura do calço da engrena-


gem de marcha à ré
(T2) = M2 – 27,4 – R/100

NOTA:
“R” é o desvio da dimensão da rabeta em
relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “R” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “R” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

Exemplo:
Se M2 é “27,95 mm”, R é “+2”, então:
T2 = 27,95 – 27,4 – (+2)/100 mm
= 27,95 – 27,4 – 0,02 mm
= 0,53 mm

3) Selecione o(s) calço(s) da engrenagem


de marcha à ré (T2).
Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,00
0,02 0,05 0,02
0,05 0,08 0,05
0,08 0,10 0,08
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

6-60
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
FOLGA (MODELOS COM ROTAÇÃO
NORMAL)

NOTA:
• Não instale os componentes da bomba
d’água ao medir a folga das engrenagens.
• Meça ambas as folgas, tanto da engrena-
gem de marcha à frente, quanto da de mar-
cha à ré.
• Se as folgas estiverem acima da especifi-
cação, é porque o pinhão pode estar mui-
to alto.
• Se as folgas estiverem menores que a es-
pecificação, o pinhão pode estar muito
baixo.

MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À FRENTE
1. Meça:
• Folga da engrenagem de marcha à
frente
Fora da especificação → Ajuste.

Folga da engrenagem de marcha


à frente
0,19 ~ 0,53 mm

Passos de medição
1) Coloque a alavanca de câmbio em neutro.

Chave da alavanca de câmbio


90890-06052

2) Instale o puxador da sede do eixo do hé-


lice de modo que ele empurre contra o
eixo do hélice.

Puxador da sede do eixo do hélice 1


90890-06502
Puxador universal 2
90890-06521
Placa de guia 3
90890-06501
Parafuso central 4
90890-06504

Parafuso central
10 N.m (1,0 Kgf.m)

6-61
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
3) Instale o indicador de folga no eixo car-
dã (na parte com 22,4 mm de diâmetro
do eixo cardã).

Indicador de folga 5
90890-06706

4) Instale o relógio comparador na rabeta


e faça com que a ponta do relógio en-
coste na marca do indicador de folga.

Placa da base magnética 6


90890-07003
Kit do relógio comparador 7
90890-01252
Base magnética 8
90890-06705

5) Coloque a rabeta de cabeça para baixo.


6) Gire lentamente o eixo cardã nos senti-
dos horário e anti-horário. Quando o
eixo cardã parar em cada uma das dire-
ções, meça a folga.

2. Ajuste:
• Calço da engrenagem de marcha à
frente
Remova ou acrescente calço(s).

Folga engrenagem
Espessura do calço
de marcha à ré

Menor que Reduzir em


0,19 mm (0,36 – M) x 0,58

Maior que Aumentar em


0,53 mm (M – 0,36) x 0,58

M: Medida

MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À RÉ
1. Meça:
• Folga da engrenagem de marcha à ré
Fora da especificação → Ajuste.

Folga da engrenagem de marcha à ré


0,86 ~ 1,26 mm

6-62
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
Passos de medição
1) Coloque a alavanca de câmbio na posi-
ção neutro.

Chave da alavanca de câmbio


90890-06052

2) Pressione a engrenagem de marcha à


ré instalando o hélice sem o espaçador
1 e aperte a porca do hélice.

Porca do hélice
10 N.m (1,0 Kgf.m)

3) Instale o indicador de folga no eixo car-


dã (na parte com 22,4 mm de diâmetro
do eixo cardã).

Indicador de folga 1
90890-06706

4) Instale o relógio comparador na rabeta


e faça com que a ponta do relógio en-
coste na marca do indicador de folga.

Placa da base magnética 2


90890-07003
Kit do relógio comparador 3
90890-01252
Base magnética 4
90890-06705

5) Coloque a rabeta de cabeça para baixo.


6) Gire lentamente o eixo cardã nos senti-
dos horário e anti-horário. Quando o
eixo cardã parar em cada uma das dire-
ções, meça a folga.

6-63
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO NORMAL)
2. Ajuste:
• Calço da engrenagem de marcha à ré
Remova ou acrescente calço(s).

Folga engrenagem
Espessura do calço
de marcha à ré

Menor que Diminuir


0,86 mm (1,06 – M) x 0,58

Maior que Aumentar em


1,26 mm (M – 1,06) x 0,58
M: Medida

6-64
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
CALÇOS (MODELOS COM ROTAÇÃO REVERSA)

NOTA:
• Não há a necessidade de selecionar calços ao montar a carcaça original e as peças internas.
• Os cálculos para seleção de calços são necessários ao montar as peças internas em uma
carcaça nova (a diferença entre as peças internas originais e a carcaça nova).
• Medições e ajustes são necessários quando acontecer a troca da(s) peça(s) interna(s).

6-65
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
SELEÇÃO DOS CALÇOS DO PINHÃO

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T3) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T3)

Passos de seleção
1) Meça (M3).

Paquímetro digital
90890-06704

NOTA:
Instale a sede do rolamento 1, o rolamento
de encosto 2, e a arruela 3.

2) Instale o pinhão e a porca do pinhão.

Porca do pinhão
93 N.m (9,3 Kgf.m)

3) Instale o calibrador da altura do pinhão.

Calibrador da altura do pinhão


90890-06702

NOTA:
Após as porcas encostarem na placa de fi-
xação, aperte-as cerca de 1/4 de volta.

4) Meça (M4).

Paquímetro digital
90890-06704

NOTA:
• Meça a folga entre o calibrador da altura do
pinhão e o pinhão, conforme a ilustração.
• Faça a mesma medição em 3 posições do
pinhão.
• Calcule a média das medições (M4).

6-66
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
5) Calcule a espessura do calço do pinhão (T3).

Espessura do calço do pinhão (T3) =


62,5 + P/100 – M3 – M4

NOTA:
“P” é o desvio da dimensão da rabeta em
relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “P” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “P” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

Exemplo:
Se M3 é “46,85 mm”, M4 é “15,12 mm” e P
é “–5”, então:
T3 = 62,5 + (–5)/100 – 46,85 – 15,12 mm
= 62,5 – 0,05 – 46,85 – 15,12 mm
= 0,48 mm

6) Selecione o(s) calço(s) do pinhão (T3).

Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,00
0,02 0,05 0,02
0,05 0,08 0,05
0,08 0,10 0,08
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

6-67
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENA-
GEM DE MARCHA À RÉ

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T1) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T1)

Passos de seleção
1) Meça (M1).

Paquímetro digital
90890-06704

NOTA:
• Meça a espessura combinada do rolamento
de roletes 1 e do rolamento de encosto 2.
• Gire a pista externa do rolamento de role-
tes duas ou três vezes para que os roletes
se assentem. A seguir, meça a altura do
rolamento, conforme a ilustração.
• Faça a mesma medição em 3 pontos da
pista externa do rolamento.
• Calcule a média das medições (M1).

2) Calcule a espessura do calço da engre-


nagem de marcha à ré (T1).

Espessura do calço da engrena-


gem de marcha à ré (T1)
(T1) = 25,3 + F/100 – M1

NOTA:
“F” é o desvio da dimensão da rabeta em
relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “F” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “F” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

6-68
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
Exemplo:
Se M1 é “24,80 mm” e F é “+5”, então:
T1 = 25,3 + (+5)/100 – 24,80 mm
= 25,3 + 0.05 – 24,80 mm
= 0,55 mm

3) Selecione o(s) calço(s) da engrenagem


de marcha à ré.

Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,00
0,02 0,05 0,02
0,05 0,08 0,05
0,08 0,10 0,08
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

SELEÇÃO DOS CALÇOS DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À FRENTE

NOTA:
Selecione a espessura do calço (T2) através
do uso das medições realizadas e da fórmu-
la de cálculo.

Selecione:
• Espessura do calço (T2)

Passos de seleção
1) Meça (M2).

Placa de calços 1
90890-06701
Paquímetro digital 2
90890-06704

NOTA:
• Meça a altura da engrenagem conforme a
ilustração.
• Faça a mesma medição em 3 pontos da
engrenagem.
• Calcule a média das medições (M2).

6-69
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
2) Calcule a espessura do calço da engre-
nagem de marcha à frente (T2).

Espessura do calço da engrena-


gem de marcha à frente
(T2) = M2 – 28,1 – R/100

“R” é o desvio da dimensão da rabeta em


relação ao padrão. Ele está estampado na
superfície de montagem do direcionador na
rabeta, em centésimos de milímetro (0,01
mm). Se a marca “R” estiver apagada ou ile-
gível, assuma o valor “0” para “R” e verifi-
que a folga com a rabeta montada.

Exemplo:
Se M2 é “29,10 mm”, R é “+2”, então:
T2 = 29,10 – 28,1 – (+2)/100 mm
= 29,10 – 28,1 – 0,02 mm
= 0,98 mm

3) Selecione o(s) calço(s) da engrenagem


de marcha à frente (T2).
Número calculado
Em centésimos Número
arredondado
Maior que Menor que
0,00 0,02 0,02
0,02 0,05 0,05
0,05 0,08 0,08
0,08 0,10 0,10
Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

6-70
RABE
CALÇOS (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
SELEÇÃO DOS CALÇOS DO EIXO DO
HÉLICE

NOTA:
Encontre a espessura do calço (T4) selecio-
nando calços até que a medida especificada
seja obtida com a ferramenta especial.

1. Instale:
• Calço(s) 1
• Rolamento de encosto 2
• Eixo do hélice 3
• Rolamento de roletes cônicos 4

2. Meça:
• Folga do eixo do hélice
Fora da especificação → Ajuste.

Folga do eixo do hélice


0,30 ± 0,05 mm

Base magnética 1
90890-06705
Kit do relógio comparador 2
90890-01252

3. Ajuste:
• Folga do eixo do hélice
• Remova ou acrescente calço(s).

Calços disponíveis
0,10; 0,12; 0,15; 0,18; 0,30; 0,40
e 0,50 mm

6-71
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
FOLGA (MODELOS COM ROTAÇÃO RE-
VERSA)

NOTA:
• Não instale os componentes da bomba
d’água ao medir a folga das engrenagens.
• Meça ambas as folgas, tanto da engrena-
gem de marcha à frente, quanto da de mar-
cha à ré.
• Se as folgas estiverem acima da especifi-
cação, é porque o pinhão pode estar mui-
to alto.
• Se as folgas estiverem menores que a es-
pecificação, o pinhão pode estar muito
baixo.

MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À FRENTE
1. Meça:
• Folga da engrenagem de marcha à
frente
Fora da especificação → Ajuste.

Folga da engrenagem de marcha


à frente
0,31 ~ 0,66 mm

Passos de medição
1) Coloque a alavanca de câmbio na posi-
ção neutro.

Chave da alavanca de câmbio


90890-06052

2) Instale o puxador da sede do eixo do hé-


lice de modo que ele empurre contra o
eixo do hélice.

Puxador da sede do eixo do hélice 1


90890-06502
Puxador universal 2
90890-06521
Placa de guia 3
90890-06501
Parafuso central 4
90890-06504

Parafuso central
10 N.m (1,0 Kgf.m)

6-72
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
3) Instale o indicador de folga no eixo car-
dã (na parte com 22,4 mm de diâmetro
do eixo cardã).

Indicador de folga 5
90890-06706

4) Instale o relógio comparador na rabeta


e faça com que a ponta do relógio en-
coste na marca do indicador de folga.

Placa da base magnética 6


90890-07003
Kit do relógio comparador 7
90890-01252
Base magnética 8
90890-06705

5) Coloque a rabeta de cabeça para baixo.


6) Gire lentamente o eixo cardã nos senti-
dos horário e anti-horário. Quando o
eixo cardã parar em cada uma das dire-
ções, meça a folga.

2. Ajuste:
• Calço da engrenagem de marcha à
frente
Remova ou acrescente calço(s).

Folga engrenagem
Espessura do calço
de marcha à frente

Menor que Aumentar


0,31 mm (0,49 – M) x 0,58

Maior que Reduzir


0,66 mm (M – 0,49) x 0,58
M: Medida

MEDIÇÃO DA FOLGA DA ENGRENA-


GEM DE MARCHA À RÉ
1. Meça:
• Folga da engrenagem de marcha à ré
Fora da especificação → Ajuste.

Folga da engrenagem de marcha à ré


0,86 ~ 1,21 mm

6-73
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
Passos de medição
1) Coloque a alavanca de câmbio na posi-
ção neutro.

Chave da alavanca de câmbio


90890-06052

2) Instale o puxador da sede do eixo do


hélice de modo que ele empurre contra
o eixo do hélice.

Puxador da sede do eixo do hélice 1


90890-06502
Placa de guia 3
90890-06501
Parafuso central 4
90890-06504

Parafuso central
10 N.m (1,0 Kgf.m)

3) Instale o indicador de folga no eixo car-


dã (na parte com 22,4 mm de diâmetro
do eixo cardã).

Indicador de folga 5
90890-06706

4) Instale o relógio comparador na rabeta


e faça com que a ponta do relógio en-
coste na marca do indicador de folga.

Placa da base magnética 6


90890-07003
Kit do relógio comparador 7
90890-01252
Base magnética 8
90890-06705

5) Coloque a rabeta de cabeça para baixo.

6-74
RABE
FOLGA (MODELOS ROTAÇÃO REVERSA)
6) Gire a alavanca de câmbio para a posi-
ção de marcha à ré com a chave da ala-
vanca de câmbio.
7) Gire o eixo cardã em sentido horário até
que a embreagem (clutch dog) esteja
completamente engatada.

8) Gire a alavanca de câmbio para a posi-


ção neutro com a chave da alavanca de
câmbio.
9) Gire o eixo cardã em sentido anti-horá-
rio aproximadamente 30° a mais.

10) Gire a alavanca de câmbio para a posi-


ção de marcha à ré com a chave da ala-
vanca de câmbio.
11) Gire lentamente o eixo cardã nos senti-
dos horário e anti-horário. Quando o
eixo cardã parar em cada uma das dire-
ções, meça a folga.

NOTA:
Ao medir a folga da engrenagem de marcha à
ré, gire ligeiramente a chave da alavanca de
câmbio em direção à posição de marcha à ré.

2. Ajuste:
• Calço da engrenagem de marcha à ré
Remova ou acrescente calço(s).

Folga engrenagem
Espessura do calço
de marcha à ré

Menor que Reduzir


0,86 mm (1,0 – M) x 0,58

Maior que Aumentar


1,21 mm (M – 1,0) x 0,58
M: Medida

6-75
SUPO

CAPÍTULO 7
SUPORTE DO MOTOR
MANCHE (OPCIONAL) ................................................................................................... 7-3
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA FRICÇÃO DA DIREÇÃO ............................................ 7-3
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MANCHE ................................................................... 7-5
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MANCHE ......................................................... 7-7
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MANCHE ....................................................... 7-10

CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO .................................................................. 7-13


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO ........... 7-13

BANDEJA DO CAPÔ ..................................................................................................... 7-16


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BANDEJA DO CAPÔ .............................................. 7-16

CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA .............................................................. 7-19


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA ....... 7-19
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE ÓLEO ......................................... 7-21
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJ. DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA ....... 7-22

BANDEJA DO CÁRTER ................................................................................................. 7-25


DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BANDEJA DO CÁRTER ................................. 7-25

SUPORTES DO MOTOR ............................................................................................... 7-28


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS SUPORTES DO MOTOR ...................................... 7-28

BRAÇO DA DIREÇÃO .................................................................................................... 7-30


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO BRAÇO DA DIREÇÃO ............................................. 7-30

CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO .................................................................. 7-31


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO .. 7-31

UNIDADE DO POWER TRIM E TILT ............................................................................. 7-33


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE DO POWER TRIM E TILT ...................... 7-33
SANGRIA DA UNIDADE DO POWER TRIM E TILT ................................................ 7-35

RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT ................................................ 7-37


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO RESERVATÓRIO E DO MOTOR DO PTT ............... 7-37
VERIFICAÇÃO DO RESERVATÓRIO ........................................................................ 7-38
VERIFICAÇÃO DO FILTRO DA SEDE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ............... 7-38
INSTALAÇÃO DO MOTOR DO POWER TRIM E TILT............................................. 7-39
7
ABASTECIMENTO DO RESERVATÓRIO ................................................................. 7-40
SANGRIA DA UNIDADE DO POWER TRIM E TILT ................................................ 7-40
MEDIÇÃO DA PRESSÃO HIDRÁULICA................................................................... 7-42

7-1
SUPO

CONJUNTO DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS ............................ 7-45


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJ. DA HASTE DO TILT E DA BOMBA DE ENGRENAGENS .......... 7-45
REMOÇÃO DO PARAFUSO DA EXTREMIDADE DA HASTE DO TILT .................. 7-47
REMOÇÃO DA UNIDADE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ................................. 7-47
DESMONTAGEM DA UNIDADE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ...................... 7-47
VERIFICAÇÃO DA HASTE DO TILT ......................................................................... 7-48
VERIFICAÇÃO DA UNIDADE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ........................... 7-48
MONTAGEM DA UNIDADE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ............................. 7-49
INSTALAÇÃO DA UNIDADE DA BOMBA DE ENGRENAGENS ............................ 7-50
INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA HASTE DO TILT .............................................. 7-50

CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE ................................................ 7-52


REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE .... 7-52
REMOÇÃO DOS PARAFUSOS DA EXTREMIDADE DA HASTE DO TRIM ........... 7-53
REMOÇÃO DO PISTÃO LIVRE................................................................................. 7-53
VERIFICAÇÃO DAS HASTES DO TRIM .................................................................. 7-54
VERIFICAÇÃO DO PISTÃO LIVRE ........................................................................... 7-54
VERIFICAÇÃO DOS CILINDROS DA HASTE DO TRIM .......................................... 7-54
INSTALAÇÃO DO PISTÃO LIVRE ............................................................................ 7-54
INSTALAÇÃO DAS HASTES DO TRIM ................................................................... 7-55

7-2
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)
MANCHE (OPCIONAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA FRICÇÃO DA DIREÇÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Porca 2
3 Parafuso 2
4 Arruela 2
5 Espaçador 2
6 Porca 2
7 Porca 1

Continua na próxima página.

7-3
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Arruela 1
9 Eixo da trava da direção 1
10 Botão da trava da direção 1
11 Suporte 1
12 Peça de fricção 2
13 Haste de fricção 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-4
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MANCHE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 2
2 Placa de acoplamento 1
3 Cupilha 2
4 Cabo do acelerador 1
5 Parafuso 1
6 Fixador do cabo 1
7 Cabo do câmbio 1
8 Parafuso 1
9 Placa 1
10 Parafuso 1

Continua na próxima página.

7-5
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


11 Abraçadeira 1
12 Fiação do interruptor principal 5
13 Conector do interruptor do PTT/Trim 1
14 Extensão, chicote 1
15 Porca 2
16 Conjunto do manche 1
17 Porca 2
18 Suporte 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-6
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MANCHE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Fiação do interruptor Engine stop 2
2 Parafuso 1
3 Parafuso 1
4 Porca 1
5 Parafuso 1
6 Tampa 1
7 Conjunto do interruptor principal 1
8 Fixador 1

Continua na próxima página.

7-7
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Parafuso 1
10 Manopla do acelerador 1
11 Arruela 1
12 Mola 1
13 Bucha 1
14 Parafuso 5
15 Parafuso 2
16 Tampa 1
17 Parafuso 2

Continua na próxima página.

7-8
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


18 Interruptor do Power Trim e Tilt 1
19 Porca 1
20 Interruptor (cordinha) do engine stop 1
21 Parafuso 2
22 Capa da alavanca de câmbio 1
23 Parafuso 1
24 Alavanca de câmbio 1
25 Bucha 1
26 Manche 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-9
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MANCHE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Cupilha 1
2 Fixador do cabo 1
3 Cabo do acelerador (cabo mais curto) 1
4 Parafuso 1
5 Suporte do cabo do câmbio 1
6 Cupilha 1
7 Botão de ajuste de fricção 1
8 Parafuso 1
9 Parafuso 2
10 Eixo do acelerador 1
11 Peça de fricção 1

Continua na próxima página.

7-10
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


12 Estrutura do manche 1
13 Cupilha 1
14 Cabo do câmbio (cabo mais longo) 1
15 Eixo do came do acelerador 1
16 Came do acelerador 1
17 Parafuso 2
18 Alojamento da mola 1
19 Rolete 1
20 Atuador 1
21 Mola 1
22 Came do câmbio 1

Continua na próxima página.

7-11
SUPO
MANCHE (OPCIONAL)

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


23 Bucha 1
24 Porca 1
25 Arruela 1
26 Parafuso 1
27 Arruela 1
28 Arruela ondulada 1
29 Espaçador 1
30 Suporte 1
31 Arruela 1
32 Bucha 2
33 Manche 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-12
SUPO
CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO
CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto do grupo de força Veja seção “GRUPO DE FORÇA” na
página 5-4.
1 Parafuso 2
2 Placa 1
3 Interruptor de posição do câmbio 1
4 Cupilha 1
5 Bucha 1
6 Parafuso 2
7 Suporte do câmbio 1

Continua na próxima página.

7-13
SUPO
CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Arruela 1
9 Cupilha 1
10 Bucha 1
11 Haste da alavanca de câmbio 1
12 Parafuso 1
13 Mola 1
14 Esfera 1
15 Cupilha 1
16 Arruela 1

Continua na próxima página.

7-14
SUPO
CONJUNTO DA ALAVANCA DO CÂMBIO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


17 Parafuso 2
18 Suporte 1
19 Parafuso 2
20 Suporte da alavanca de câmbio 1
21 Bucha 2
22 Alavanca de câmbio 1
23 Ilho 1
24 O-ring 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-15
SUPO
BANDEJA DO CAPÔ
BANDEJA DO CAPÔ
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA BANDEJA DO CAPÔ

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Grupo de força Veja seção “GRUPO DE FORÇA” na
página 5-4.
1 Parafuso 4
2 Parafuso 2
3 Gancho da mola 2
4 Mola 2
5 Parafuso 2
6 Arruela 2
7 Grampo 2
8 Arruela ondulada 2
9 Bucha 4
10 Grampo 2

Continua na próxima página.

7-16
SUPO
BANDEJA DO CAPÔ

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


11 Chapa do grampo 2
12 Parafuso 2
13 Suporte 1
14 Interruptor do Trim 1
15 Parafuso 1
16 Adaptador 1 Para a mangueira de água e o cabo do PTT
É diferente nas especificações de 17 a 21
17 Junta 1
18 União da mangueira 1
19 Ilho 1

Continua na próxima página.

7-17
SUPO
BANDEJA DO CAPÔ

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


20 Mangueira 1
21 Parafuso 4
22 Bandeja do capô 1
23 Ilho 2
24 Saída de água 1
25 Tampa 3
26 Espaçador 4
27 Ilho 4
28 Espaçador 4
29 Ilho 4

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-18
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Unidade inferior Veja seção “UNIDADE INFERIOR (MODELOS
COM ROTAÇÃO NORMAL)” na página 6-1
e “UNIDADE INFERIOR (MODELOS COM
ROTAÇÃO REVERSA)” na página 6-26.
Bandeja do capô Veja seção “BANDEJA DO CAPÔ”
na página 7-13.
1 Parafuso 6
2 Bomba de óleo 1
3 Anel de vedação 1
4 Pino guia 2
5 O-ring 2
6 Parafuso 4

Continua na próxima página.

7-19
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Capa do amortizador inferior 2
8 Bico de graxa 1
9 Parafuso 1
10 Amortizador 2
11 Porca 2
12 Porca 2
13 Arruela 2
14 Fio terra 1
15 Arruela 2
16 Conjunto da unidade intermediária 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-20
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BOMBA DE ÓLEO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 6
2 Tampa 1
3 Junta 1 Não reaproveite
4 Eixo 1
5 Corpo da bomba de óleo 1
6 Retentor 1 Não reaproveite
7 O-ring 1 Não reaproveite
8 O-ring 1 Não reaproveite
9 Retentor 1 Não reaproveite

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-21
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 3
2 Amortizador de borracha superior 1
3 Parafuso 2
4 Placa 1
5 Parafuso 2
6 Arruela 2
7 Borracha 2
8 Amortizador de borracha inferior 2
9 Arruela 2

Continua na próxima página.

7-22
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


10 Parafuso 4
11 Conjunto da mufla 1
12 Junta 1 Não reaproveite
13 Junta de borracha 1
14 Vedação de borracha 1
15 Ilho 1
16 Parafuso 2
17 Chapa defletora 1
18 Amortizador 1

Continua na próxima página.

7-23
SUPO
CONJUNTO DA UNIDADE INTERMEDIÁRIA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


19 Ilho 1
20 Anel trava 1
21 Bucha do eixo cardã 1
22 Unidade intermediária 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-24
SUPO
BANDEJA DO CÁRTER
BANDEJA DO CÁRTER
DESMONTAGEM/MONTAGEM DA BANDEJA DO CÁRTER

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


1 Parafuso 6
2 Parafuso 1
3 Mufla 1
4 Pino guia 2
5 Espaçador 1
6 Ilho 1
7 Tubo de água 1
8 Vedação de borracha 1

Continua na próxima página.

7-25
SUPO
BANDEJA DO CÁRTER

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Junta do coletor de escape 2 Não reaproveite
10 Placa 1
11 Vedação do escape 1
12 Parafuso 4
13 Coletor de escape 1
14 Junta 1 Não reaproveite
15 Parafuso 12
16 Bandeja do cárter 1

Continua na próxima página.

7-26
SUPO
BANDEJA DO CÁRTER

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


17 Parafuso 3
18 Espaçador 3
19 Tela de óleo 1
20 Junta de borracha 1 Não reaproveite
21 Junta 1 Não reaproveite
22 Guia do escape 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-27
SUPO
SUPORTES DO MOTOR
SUPORTES DO MOTOR
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS SUPORTES DO MOTOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da unidade intermediária Veja seção “CONJUNTO DA UNIDADE
INTERMEDIÁRIA” na página 7-16.
1 Bico de graxa 4
2 Fio terra 1
3 Parafuso 4
4 Fio terra 1
5 Suporte do anodo 2
6 Anodo 1
7 Sensor do Trim 1
8 Porca auto travante 1

Continua na próxima página.

7-28
SUPO
SUPORTES DO MOTOR

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


9 Came 1
10 Parafuso 2
11 Parafuso do suporte do motor 1
12 Suporte do motor de estibordo 1
13 Suporte do motor de bombordo 1
14 Bucha 2
15 Bico de graxa 1
16 Fio terra 1
17 Conjunto do suporte articulado 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-29
SUPO
BRAÇO DA DIREÇÃO
BRAÇO DA DIREÇÃO
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO BRAÇO DA DIREÇÃO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da unidade intermediária Veja seção “CONJUNTO DA UNIDADE
INTERMEDIÁRIA” na página 7-16.
1 Anel trava 1
2 União do braço da direção 1
3 Arruela 1
4 Arruela 1
5 O-ring 1
6 Braço da direção 1
7 Arruela 1
8 Bucha 2
9 Conjunto do suporte articulado 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-30
SUPO
CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO
CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Braço da direção Veja seção “BRAÇO DA DIREÇÃO” na
página 7-26.
1 Porca 2
2 Limitador do Trim 2
3 Parafuso 1
4 Fixador da mola 1
5 Mola 1
6 Pino 2

Continua na próxima página.

7-31
SUPO
CONJUNTO DO SUPORTE ARTICULADO

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Haste limitadora do Tilt de estibordo 1
8 Haste limitadora do Tilt de bombordo 1
9 Bucha 2
10 Bucha 2
11 Conjunto da união da haste
limitadora do Tilt 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

7-32
SUPO
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DA UNIDADE DO POWER TRIM E TILT

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Incline o motor de popa para cima
1 Cabo do Power Trim e Tilt 2
2 Cinta plástica 3 Não reaproveite
3 Parafuso 1
4 Fio terra 1
5 Anel trava 1
6 Pino de fixação superior 1

Continua na próxima página.

7-33
SUPO
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Parafuso 2
8 Arruela 2
9 Pino de fixação inferior 1
10 Unidade do power Trim e Tilt 1
11 Espaçador 6

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-34
SUPO
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT
! ADVERTÊNCIA
Após inclinar o motor de popa para cima,
trave-o com os limitadores do Tilt. Caso con-
trário, o motor de popa pode abaixar repen-
tinamente, se a unidade do Power Trim e Tilt
perder pressão de fluido.

NOTA:
Incline o motor de popa para cima e gire a
haste do limitador do Tilt 1 para travar o
motor.

Remova:
• Unidade do Power Trim e Tilt

NOTA:
Abaixe um pouco o conjunto da haste do Tilt
e remova a unidade do Power Trim e Tilt.

SANGRIA DA UNIDADE DO POWER


TRIM E TILT

NOTA:
Instale a unidade do Power Trim e Tilt no
motor de popa antes de fazer a sangria.

Sangre:
• Bolhas de ar (da unidade do Power Trim
e Tilt)

Passos de sangria
1) Conecte os cabos da bateria.
2) Solte a válvula manual 1 girando-a no
sentido anti-horário até que ela pare.

7-35
SUPO
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT
3) Incline o motor de popa totalmente para
cima, solte-o, e deixe-o abaixar por seu
próprio peso.
4) Aperte a válvula manual girando-a em
sentido horário.
5) Deixe o fluido do Power Trim e Tilt as-
sentar. Aguarde uns 5 minutos.
6) Pressione e segure o interruptor do Po-
wer Trim e Tilt até que o motor de popa
esteja totalmente inclinado para cima.
7) Gire as hastes limitadoras do Tilt para
travar o motor de popa. Em seguida,
deixe o fluido do Power Trim e Tilt as-
sentar. Aguarde uns 5 minutos.
8) Remova o a tampa do reservatório 2 e
verifique se o fluido está completo até a
borda, conforme a ilustração. Abasteça
fluido se o nível estiver abaixo da borda.
9) Instale a tampa do reservatório.
10)Repita os passos acima por duas ou três
vezes até o fluido do Power Trim e Tilt
esteja no nível correto.

7-36
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO RESERVATÓRIO E DO MOTOR DO POWER TRIM E TILT

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Unidade do Power Trim e Tilt Veja seção “UNIDADE DO POWER TRIM
E TILT” na página 7-29.
1 Tampa do reservatório 1
2 Parafuso 3
3 Reservatório 1
4 Parafuso 4
5 Motor do Power Trim e Tilt 1
6 O-ring 1
7 Pino acionador 1
8 Filtro da sede da bomba de
engrenagens 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-37
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
! ADVERTÊNCIA
• Para evitar que o fluido hidráulico derra-
me devido à pressão interna, o motor de
popa deve ser deixado totalmente incli-
nado para cima (haste do Tilt totalmente
estendida).
• Após a remoção do motor do Power Trim
e Tilt ou reservatório, não empurre a has-
te do Tilt para baixo. Isto pode fazer com
que o fluido hidráulico esguiche para fora.

CUIDADO:
Não limpe os componentes do sistema hi-
dráulico com estopas, papel, lenços de pa-
pel ou semelhantes, pois as fibras destes
materiais causam mau funcionamento se
entrarem no sistema hidráulico.

VERIFICAÇÃO DO RESERVATÓRIO
1. Drene:
• Fluido do Power Trim e Tilt
2. Verifique:
• Reservatório
Trincas/danos/vazamentos → Troque.

VERIFICAÇÃO DO FILTRO DA SEDE DA


BOMBA DE ENGRENAGENS
Verifique:
• Filtro da sede da bomba de engrenagens
Danos/rasgos → Troque.
Sujeira → Limpe.

7-38
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
INSTALAÇÃO DO MOTOR DO POWER
TRIM E TILT
1. Instale:
• Filtro da sede da bomba de engre-
nagens 1
• Pino acionador 2
2. Abasteça:
• Sede da bomba de engrenagens

Fluido recomendado para o


Power Trim e Tilt
ATF Dexron II

NOTA:
Abasteça fluido até que ele atinja o topo da
sede da bomba de engrenagens.

3. Sangre:
• Bolhas de ar

NOTA:
• Remova todas as bolhas de ar com uma
seringa ou com uma ferramenta apropria-
da, conforme a ilustração.
• Gire as engrenagens da bomba com uma
chave de fenda e em seguida remova o ar
entre os dentes da engrenagem.

4. Instale:
• O-ring 1
• Motor do Power Trim e Tilt 2
• Parafuso 3

NOTA:
Alinhe o eixo do induzido com o rebaixo do
pino acionador.

7-39
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
ABASTECIMENTO DO RESERVATÓRIO
! ADVERTÊNCIA
Para evitar que o fluido hidráulico derrame
devido à pressão interna, a haste do Tilt deve
ficar totalmente estendida.

1. Abasteça:
• Reservatório

Fluido recomendado para o


Power Trim e Tilt
ATF Dexron II

2. Verifique:
• Nível do fluido do Power Trim e Tilt
• Nível baixo → Abasteça até o nível correto.

SANGRIA DA UNIDADE DO POWER


TRIM E TILT

NOTA:
A sangria deve ser feita antes da instalação
do Power Trim e Tilt no motor de popa.

1. Sangre:
• Bolhas de ar (da unidade do power Trim
e Tilt)

Passos de sangria
1) Coloque a unidade do Power Trim e Tilt
em posição vertical.
2) Conecte os cabos do Power Trim e Tilt
nos terminais da bateria até que os con-
juntos da haste do Trim e Tilt estejam
totalmente recolhidos.

NOTA:
Se as hastes não abaixarem, faça o seguinte:
A. Conecte os cabos do Power Trim e Tilt nos
terminais da bateria até que os conjuntos
da haste do Trim e Tilt estejam totalmen-
te estendidos. Em seguida, inverta os ca-
bos nos terminais da bateria até que as
hastes fiquem totalmente recolhidas.

7-40
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
B. Se o passo A não funcionar, conecte os
cabos nos terminais da bateria e recolha
as hastes do Tilt com as mãos.
C. Se o passo B não der certo, solte a válvu-
la manual, recolha completamente as has-
tes com as mãos, e em seguida aperte a
válvula manual. A seguir, recolha e esten-
da as hastes conectando os cabos nos ter-
minais da bateria nas posições totalmen-
te recolhida e totalmente estendida.
D. Se o passo C também não funcionar, des-
monte, verifique, e corrija o problema do
Power Trim e Tilt.

3) Conecte os cabos nos terminais da ba-


teria na posição totalmente para cima
até que as hastes fiquem totalmente
estendidas.

4) Remove a tampa do reservatório do


Power Trim e Tilt e verifique se o fluido
está na borda, conforme a ilustração.
Abasteça fluido de Power Trim e Tilt se
o nível estiver abaixo da borda.
5) Repita os passos acima duas ou três
vezes até que o fluido fique no nível cor-
reto.

2. Verifique:
• Funcionamento da unidade do Power
Trim e Tilt
Funcionamento irregular → Sangre a uni-
dade do Power Trim e Tilt novamente.

7-41
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
MEDIÇÃO DA PRESSÃO HIDRÁULICA
Verifique:
• Pressão hidráulica
Fora da especificação → Repare.

Pressão hidráulica
(com as hastes do Power trim e Tilt
totalmente estendidas)
9,8 - 11,8 MPa (100 - 120 Kg/cm²)
(com as hastes do Power Trim e Tilt
totalmente recolhidas)
5,9 - 8,8 MPa (60 - 90 Kg/cm²)

NOTA:
Antes de medir a pressão hidráulica, sangre
a unidade do Power Trim e Tilt.

Passos de medição
1) Incline totalmente para cima as hastes
do Power Trim e Tilt.
2) Remova o anel trava 1.
3) Remova a válvula manual 2 e instale o
adaptador da válvula de alívio superior
e o manômetro de pressão hidráulica e
aperte-os com o torque especificado.

Adaptador da válvula de alívio


superior 3
90890-06773
Manômetro de pressão hidráulica 4
90890-06776

Manômetro de pressão hidráulica


9 N.m (0,9 Kgf.m)
Adaptador da válvula de alívio
superior
4 N.m (0,4 Kgf.m)

NOTA:
Remova a válvula manual e em seguida co-
necte rapidamente as ferramentas especiais
antes que o fluido comece a vazar.

7-42
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
4) Conecte os cabos nos terminais da ba-
teria na posição inferior até que as has-
tes do Power Trim e Tilt fiquem total-
mente recolhidas.

5) Conecte os cabos nos terminais da ba-


teria na posição superior até que as has-
tes do Power Trim e Tilt fiquem total-
mente estendidas. Em seguida, meça a
pressão hidráulica.

Pressão hidráulica
(com as hastes do power trim e tilt
totalmente estendidas)
9,8 ~ 11,8 MPa (100 - 120 Kg/cm²)

6) Após a medição da pressão hidráulica,


remova as ferramentas especiais e co-
necte rapidamente o adaptador da vál-
vula de alívio inferior.

Manômetro de pressão hidráulica 4


90890-06776
Adaptador da válvula de alívio
inferior 5
90890-06774

Manômetro de pressão hidráulica


9 N.m (0,9 Kgf.m)
Adaptador da válvula de alívio inferior
4 N.m (0,4 Kgf.m)

7) Remova a tampa do reservatório e veri-


fique se o fluido está na borda, confor-
me a ilustração. Abasteça fluido se o
nível estiver abaixo da borda.
8) Instale a tampa do reservatório.
9) Conecte os cabos nos terminais da ba-
teria na posição inferior até que as has-
tes do Power Trim e Tilt estejam total-
mente recolhidas. Em seguida, meça a
pressão hidráulica.

Pressão hidráulica
(com as hastes do power trim e tilt
totalmente recolhidas)
5,9 - 8,8 MPa (60 - 90 Kg/cm²)

7-43
SUPO
RESERVATÓRIO E MOTOR DO POWER TRIM E TILT
10)Após a medição da pressão hidráulica,
conecte os cabos nos terminais da ba-
teria na posição superior até que as has-
tes do Power Trim e Tilt fiquem total-
mente estendidas.
11)Remova as ferramentas especiais.
12)Instale a válvula manual e o anel trava.

NOTA:
Após a medição da pressão hidráulica, san-
gre a unidade do Power Trim e Tilt.

7-44
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
CONJUNTO DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO CONJ. DA HASTE DO TILT E DA BOMBA DE ENGRENAGENS

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Reservatório e motor do Power
Trim e Tilt Veja seção “RESERVATÓRIO E MOTOR DO
POWER TRIM E TILT” na página 7-33.
1 Válvula manual 1
2 Parafuso da extremidade da haste
do Tilt 1
3 Conjunto da haste do Tilt 1
4 O-ring 2
5 Parafuso 3
6 Unidade da bomba de engrenagens 1

Continua na próxima página.

7-45
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


7 Conjunto da válvula de retenção 1
8 Bomba de engrenagens 1
9 Êmbolo da válvula 2
10 Válvula de retenção 2
11 Conjunto da válvula de alívio superior 1
12 Conjunto da válvula de alívio inferior 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-46
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
REMOÇÃO DO PARAFUSO DA EXTRE-
MIDADE DA HASTE DO TILT
Solte:
• Parafuso da extremidade da haste do Tilt

Chave do parafuso da extremida-


de da haste
90890-06548

NOTA:
Prenda a unidade do Power Trim e Tilt em
uma morsa com protetores de alumínio de
ambos os lados.

REMOÇÃO DA UNIDADE DA BOMBA


DE ENGRENAGENS
Remova:
• Parafuso 1
• Unidade da bomba de engrenagens 2
• O-ring 3
• Válvula de retenção 4

NOTA:
Coloque um recipiente por baixo da unida-
de do Power Trim e Tilt.

DESMONTAGEM DA UNIDADE DA
BOMBA DE ENGRENAGENS
1. Remova:
• Parafuso 1
• Engrenagens da bomba 2
• Conj. da válvula de alívio superior 3
• Esfera (4,76 mm) 4
• Êmbolo da válvula 5
• Esfera (3,18 mm) 6

NOTA:
Ao remover as engrenagens da bomba, pres-
te atenção nas direções e posições originais
para fazer a montagem correta depois.

7-47
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
2. Remova:
• Válvulas de retenção 1 e 2

NOTA:
Para remover as válvulas de retenção, cubra a
sede da bomba com um pano limpo e em se-
guida sopre ar comprimido pelos furos a e b.

VERIFICAÇÃO DA HASTE DO TILT


Verifique:
• Haste do Tilt
Arranhões em excesso → Troque.
Empenamento/oxidação excessiva →
Troque.
Oxidação → Lixe.
(com uma lixa d’água de 400 - 600)

VERIFICAÇÃO DA UNIDADE DA BOM-


BA DE ENGRENAGENS
Verifique:
• Êmbolo da válvula 1
• Conjuntos da válvula de retenção 2
Obstruções/danos/desgaste → Troque.
• Engrenagens da bomba 3
Danos/desgaste → Troque a unidade da
bomba de engrenagens.
• Conj. da válvula de alívio superior 4
• Conj. da válvula de alívio inferior 5
Danos/desgaste → Troque a unidade da
bomba de engrenagens.
• Esferas 6
Danos/desgaste → Troque.

7-48
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
MONTAGEM DA UNIDADE DA BOMBA
DE ENGRENAGENS
CUIDADO:
Instale todos os componentes em suas po-
sições e direções originais para que a mon-
tagem e o funcionamento fiquem corretos.

1. Instale:
• Esferas (3,18 mm) 1
• Êmbolo da válvula 2

NOTA:
Aplique graxa nas esferas para evitar que
elas caiam da bomba.

2. Instale:
• O-ring 1
• Esfera(3,18 mm) 2
• Pino da válvula de alívio superior 3
• Mola 4
• Válvula de alívio superior 5
• Conj. da válvula de alívio superior 6

3. Instale:
• O-rings 1
• Válvulas de retenção 2
• Esferas (4,76 mm) 3
• Engrenagens da bomba 4

4. Instale:
• Bomba de engrenagens 1
• Parafuso 2
• Filtro 3
• O-ring 4
• Válvula de alívio inferior 5
• Filtro 6

NOTA:
Aperte os parafusos por igual e verifique se
a bomba gira suavemente.

7-49
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
INSTALAÇÃO DA UNIDADE DA BOM-
BA DE ENGRENAGENS
1. Instale:
• O-rings 1
• Esfera 2
• Pino 3
• Válvula de retenção 4
• Conjunto da válvula de retenção 5

NOTA:
Ao instalar o conjunto da válvula de reten-
ção, verifique se o pino está na lateral da
haste do Tilt, conforme a ilustração.

2. Instale:
• Unidade da bomba de engrenagens 1
• Parafuso 2

INSTALAÇÃO DO CONJUNTO DA HAS-


TE DO TILT
! ADVERTÊNCIA
Para evitar que o fluido hidráulico derrame
devido à pressão interna, a haste do Tilt deve
ser mantida totalmente estendida.

1. Abasteça:
• Cilindro da haste do Tilt

Fluido recomendado Power Trim e Tilt


ATF Dexron II

NOTA:
Prenda a unidade do Power Trim e Tilt em
uma morsa com protetores de alumínio de
ambos os lados.

7-50
SUPO
CONJ. DA HASTE DO TILT E BOMBA DE ENGRENAGENS
2. Abasteça:
• Sede da bomba de engrenagens

Fluido recomendado Power Trim e Tilt


ATF Dexron II

NOTA:
Abasteça fluido de Power Trim e Tilt através
do furo a até que o nível de fluido esteja no
topo da unidade da bomba de engrenagens.

3. Instale:
• Conjunto da haste do Tilt

NOTA:
Coloque o parafuso da extremidade da has-
te e instale o conjunto da haste do Tilt no
cilindro.

4. Aperte:
• Parafuso da extremidade da haste do
Tilt

Chave do parafuso da extremida-


de da haste
90890-06548

Parafuso da extremidade da haste


130 N.m (13 Kgf.m)

7-51
SUPO
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DOS CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Conjunto da haste do Tilt e bomba
de engrenagens Veja seção “CONJUNTO DA HASTE DO TILT
BOMBA DE ENGRENAGENS” na página 7-41.
1 Parafuso da extremidade da haste
do Trim 2
2 Haste do Trim 2
3 O-ring 2
4 Anel de vedação 2
5 Pistão livre 1
6 O-ring 1
7 Anel do pistão 1

Para instalação, inverta os passos da remoção.

7-52
SUPO
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
REMOÇÃO DOS PARAFUSOS DA EX-
TREMIDADE DA HASTE DO TRIM
Solte:
• Parafuso da extremidade da haste do
Trim

Chave do parafuso da extremida-


de da haste
90890-06548

NOTA:
Prenda a unidade do Power Trim e Tilt em
uma morsa com protetores de alumínio em
ambos os lados.

REMOÇÃO DO PISTÃO LIVRE


1. Drene:
• Fluido do Power Trim e Tilt

NOTA:
Após a remoção dos conjuntos da haste do
Trim, drene o fluido da unidade do Power
Trim e Tilt.

2. Instale:
• Conjuntos da haste do Trim 1

NOTA:
Aperte com a mão os conjuntos da haste do
Trim e depois cubra as aberturas do cilindro
com um pano limpo.

3. Remova:
• Pistão livre 2

! ADVERTÊNCIA
Nunca olhe para dentro da abertura do ci-
lindro do Tilt porque o pistão livre e o fluido
hidráulico podem sair se forem forçados.

NOTA:
Remova o pistão livre soprando com ar com-
primido pelo furo a.

7-53
SUPO
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
VERIFICAÇÃO DAS HASTES DO TRIM
Verifique:
• Haste do Trim
Riscos em excesso → Troque.
Empenamentos/oxidação excessiva →
Troque.
Oxidação → Lixe.
(com lixa d’água 400 - 600)

VERIFICAÇÃO DO PISTÃO LIVRE


Verifique:
• Pistão livre
Riscos em excesso → Troque.

VERIFICAÇÃO DOS CILINDROS DA


HASTE DO TRIM
Verifique:
• Cilindro da haste do Trim
Rachaduras/riscos em excesso →
Troque a unidade do Power Trim e Tilt.

INSTALAÇÃO DO PISTÃO LIVRE


1. Abasteça:
• Passagens de fluido

Fluido recomendado Power Trim e Tilt


ATF Dexron II
Quantidade
30 cm³

NOTA:
• Prenda a unidade do Power Trim e Tilt em
uma morsa com protetores de alumínio em
ambos os lados.
• Abasteça fluido de Power Trim e Tilt pelo
furo a.

7-54
SUPO
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
2. Instale:
• Anel do pistão 1
• O-ring 2
• Pistão livre 3

NOTA:
Empurre o pistão livre para dentro do cilin-
dro da haste do Tilt até que ele encoste em-
baixo.

INSTALAÇÃO DAS HASTES DO TRIM


! ADVERTÊNCIA
Não empurre as hastes do Trim para baixo
enquanto estiver instalando-as nos cilindros.
Caso contrário, o fluido esguichará para fora
da unidade.

1. Abasteça:
• Cilindros da haste do Trim

Fluido recomendado Power Trim e Tilt


ATF Dexron II

NOTA:
Prenda a unidade do Power Trim e Tilt em
uma morsa com protetores de alumínio em
ambos os lados.

2. Abasteça:
• Passagens de fluido

Fluido recomendado Power Trim e Tilt


ATF Dexron II

NOTA:
Abasteça fluido de Power Trim e Tilt pelos
furos a, b e c até que todas as passagens
estejam cheias.

7-55
SUPO
CONJUNTOS DA HASTE DO TRIM E PISTÃO LIVRE
3. Instale:
• Conjuntos da haste do Trim 1

NOTA:
Coloque cada parafuso da extremidade da
haste do Trim em cada uma das hastes e ins-
tale-as nos cilindros.

4. Aperte:
• Parafuso da extremidade da haste do
Trim

Chave do parafuso da extremida-


de da haste
90890-06548

Parafuso da extremidade da haste


do Trim
80 N.m (8,0 Kgf.m)

7-56
ELET

CAPÍTULO 8
SISTEMA ELÉTRICO
COMPONENTES ELÉTRICOS .................................................................... 8-3
(Vista de bombordo) ......................................................................... 8-3
(Vista de estibordo) ........................................................................... 8-4
(Vista dianteira) ................................................................................. 8-5
(Vista traseira) ................................................................................... 8-6
(Vista superior) .................................................................................. 8-7

CHICOTE ...................................................................................................... 8-8

ANÁLISE DOS COMPONENTES ELÉTRICOS ......................................... 8-10


MULTITESTER DIGITAL ....................................................................... 8-10
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO ................................................... 8-10
ADAPTADOR DE VOLTAGEM DE PICO .............................................. 8-10
MEDIÇÃO DE UMA RESISTÊNCIA BAIXA ......................................... 8-11

SISTEMA DE IGNIÇÃO ............................................................................. 8-12


VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................ 8-13
VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS ............................................................. 8-13
MEDIÇÃO DO CONJUNTO DA BOBINA DE IGNIÇÃO ...................... 8-13
VERIFICAÇÃO DA FOLGA DOS ELETRODOS .................................... 8-14
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DO SISTEMA DE IGNIÇÃO ..... 8-15

SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO .................................................. 8-17


VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................ 8-18
VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS ............................................................. 8-18
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA SAÍDA DA BOBINA DE PULSO .... 8-18
MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SENSOR DE TEMPERATURA DA
ÁGUA DE ARREFECIMENTO DO MOTOR ......................................... 8-18
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO SENSOR DE PRESSÃO DE ÓLEO ..... 8-19
MEDIÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR ................ 8-20

SISTEMA DE CONTROLE DE COMBUSTÍVEL ....................................... 8-21


VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................ 8-22
VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS ............................................................. 8-22
MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SENSOR DE TEMPERATURA DA
ÁGUA DE ARREFECIMENTO DO MOTOR ......................................... 8-22
MEDIÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO DO ACELERADOR ................ 8-22
VERIFICAÇÃO DOS INJETORES DE COMBUSTÍVEL ........................ 8-23

SISTEMA DE PARTIDA .............................................................................


VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................
VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS .............................................................
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO CHICOTE .............................
8-24
8-25
8-25
8-25
8
VERIFICAÇÃO DAS CONEXÕES ......................................................... 8-25
VERIFICAÇÃO DO RELÉ DE PARTIDA ................................................ 8-25
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO INTERRUPTOR DE
POSIÇÃO DO CÂMBIO ........................................................................ 8-26

8-1
ELET

MOTOR DE PARTIDA ............................................................................... 8-27


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MOTOR DE PARTIDA ............... 8-27
REMOÇÃO DO PINHÃO DO MOTOR DE PARTIDA ........................... 8-30
VERIFICAÇÃO DO PINHÃO DO MOTOR DE PARTIDA ...................... 8-30
VERIFICAÇÃO DO INDUZIDO ............................................................. 8-30
MEDIÇÃO DAS ESCOVAS ................................................................... 8-31
VERIFICAÇÃO DO RELÉ DO INTERRUPTOR MAGNÉTICO .............. 8-32

SISTEMA DE CARGA ............................................................................... 8-33


VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS ............................................................. 8-34
VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................ 8-34
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA SAÍDA DA BOBINA DE LUZ .. 8-34
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA SAÍDA DO RETIFICADOR/REGULADOR . 8-34

SISTEMA DO POWER TRIM E TILT ......................................................... 8-35


VERIFICAÇÃO DA BATERIA ................................................................ 8-36
VERIFICAÇÃO DO RELÉ DO POWER TRIM E TILT ............................ 8-36
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO INTERRUPTOR DO TRIM .. 8-37
MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SENSOR DO TRIM ........................ 8-37

MOTOR DO POWER TRIM E TILT............................................................ 8-38


DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MOTOR DO POWER TRIM E TILT . 8-38
REMOÇÃO DO ESTATOR .................................................................... 8-40
REMOÇÃO DAS ESCOVAS ................................................................. 8-40
VERIFICAÇÃO DAS ESCOVAS ............................................................ 8-40
VERIFICAÇÃO DO INDUZIDO ............................................................. 8-41
INSTALAÇÃO DAS ESCOVAS ............................................................. 8-42
INSTALAÇÃO DO INDUZIDO .............................................................. 8-42
INSTALAÇÃO DO ESTATOR ................................................................ 8-42

8-2
ELET
COMPONENTES ELÉTRICOS
COMPONENTES ELÉTRICOS
(Vista de bombordo)

1 Sensor de pressão de óleo


2 Sensor de posição do acelerador (TPS)
3 Válvula de controle da marcha lenta
4 Sensor de pressão do ar de admissão
5 Injetor de combustível
6 Bomba de combustível de alta pressão

8-3
ELET
COMPONENTES ELÉTRICOS
(Vista de estibordo)

1 Bobina de ignição
2 Sensor de temperatura da água de arrefecimento do motor
3 Motor de partida
4 Relé (interruptor magnético)
5 Terminal do cabo da bateria
6 Conjunto da caixa de junção

8-4
ELET
COMPONENTES ELÉTRICOS
(Vista dianteira)

1 Fusível (30A)
2 Relé principal
3 ECM
4 Retificador/regulador
5 Sensor da temperatura do ar de admissão
6 Relé do Power Trim e Tilt
7 Relé de partida
8 Fusível (20A)

8-5
ELET
COMPONENTES ELÉTRICOS
(Vista traseira)

1 Vela de ignição
2 Cabo da vela de ignição

8-6
ELET
COMPONENTES ELÉTRICOS
(Vista superior)

1 Injetor de combustível
2 Sensor de pressão do ar de admissão
3 Válvula de controle da marcha lenta
4 Sensor de posição do acelerador
5 Interruptor do Trim
6 Relé (interruptor magnético)
7 Motor de partida
8 Bobina de luz

8-7
ELET
CHICOTE
CHICOTE

Conecte: B : Preto
1 Terra Br : Marrom
2 ECM G : Verde
3 Bobina de ignição Lg : Verde Claro
4 Bobina de ignição P : Rosa
5 Sensor de temperatura da R : Vermelho
água de arrefecimento do motor Sb : Azul celeste
6 Controle remoto W : Branco
7 Lâmpada de alerta Y : Amarelo
8 Relé do PTT B/R : Preto/Vermelho
9 Relé de partida B/W : Preto/Branco
0 Relé principal B/Y : Preto/Amarelo
A Interruptor do Trim L/W : Azul/Branco
B Relé de partida P/B : Rosa/Preto
C Retificador/regulador P/W : Rosa/Branco
D Motor de partida R/B : Vermelho/Preto
E Fusível 20A R/Y : Vermelho/Amarelo
F Fusível 30A W/B : Branco/Preto
8-8
ELET
CHICOTE

Conecte: B : Preto
1 Bobina de pulso G : Verde
2 ECM L : Azul
3 Fio terra O : Laranja
4 Sensor de temperatura do ar de P : Rosa
admissão B/Y : Preto/Amarelo
5 Sensor de pressão de óleo G/B : Verde/Preto
6 Válvula de controle da marcha lenta G/R : Verde/Vermelho
7 Sensor de posição do acelerador G/Y : Verde/Amarelo
8 Sensor de pressão do ar de admissão L/Y : Azul/Amarelo
9 Injetores de combustível P/G : Rosa/Verde
0 Interruptor de posição do câmbio P/W : Rosa/Branco
A Bomba de combustível de alta pressão Pu/B : Roxo/Preto
Pu/G : Roxo/Verde
Pu/R : Roxo/Vermelho
Pu/Y : Roxo/Amarelo
R/Y : Vermelho/Amarelo
W/B : Branco/Preto
W/R : Branco/Vermelho

8-9
ELET
ANÁLISE DOS COMPONENTES ELÉTRICOS
ANÁLISE DOS COMPONENTES
ELÉTRICOS
MULTITESTER DIGITAL

Multitester digital
90890-06752

NOTA:
“O—O” indica continuidade de eletricidade,
i.e., um circuito fechado na respectiva posi-
ção do interruptor.

MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO

NOTA:
• Ao verificar as condições do sistema de
ignição é de vital importância saber o va-
lor de sua voltagem de pico.
• A velocidade da partida depende de mui-
tos fatores (i.e., velas fracas ou com defei-
to, uma bateria fraca). Caso seja detectado
um destes defeitos, a voltagem de pico será
inferior à especificada.
• Se a voltagem de pico medida não estiver
dentro das especificações o motor não fun-
cionará corretamente.

ADAPTADOR DE VOLTAGEM DE PICO

NOTA:
O adaptador de voltagem de pico deve ser
usado em conjunto com o Multitester digital.

Adaptador de voltagem de pico


90890-03169

8-10
ELET
ANÁLISE DOS COMPONENTES ELÉTRICOS
NOTA:
• Ao medir a voltagem de pico, conecte o adap-
tador de voltagem de pico no Multitester di-
gital e coloque o seletor em voltagem DC.
• Verifique se a fiação do adaptador está cor-
retamente instalada no Multitester digital.
• Verifique se o pino positivo (com a marca
“+” voltada para cima, conforme a ilustra-
ção) do adaptador está instalado no termi-
nal positivo do Multitester.
• O chicote de teste é necessário para os se-
guintes testes.

Passos de medição
1) Solte as conexões do conector.
2) Conecte o chicote de teste entre os co-
nectores.
3) Conecte as pontas de prova do adapta-
dor de voltagem de pico aos conectores
a serem verificados.
4) Dê partida no motor e observe os valo-
res apresentados.

MEDIÇÃO DE UMA RESISTÊNCIA BAIXA


Ao medir uma resistência de 10 Ω ou menor,
com o Multitester digital, não se consegue
uma medição precisa por causa da resistên-
cia interna do aparelho.
Para obter o valor correto, subtraia a resistên-
cia interna da medição obtida no aparelho.

Valor correto
Medida exibida no aparelho –
resistência interna

NOTA:
A resistência interna do Multitester digital
pode ser obtida ao se conectar as pontas de
prova do aparelho entre si.

8-11
ELET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
SISTEMA DE IGNIÇÃO

1 Velas de ignição B : Preto


2 Bobinas de ignição G : Verde
3 Sensor de posição do acelerador (TPS) O : Laranja
4 Bobinas de pulso P : Rosa
5 Conector 10P R : Vermelho
6 ECM W : Branco
7 Bobina de luz B/R : Preto/Vermelho
8 Retificador/regulador B/W : Preto/Branco
9 Bateria R/Y : Vermelho/Amarelo
0 Fusível (30A) W/B : Branco/Preto
A Fusível (20A) W/R : Branco/Vermelho
B Relé principal

8-12
ELET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS


1. Verifique:
• Continuidade do porta fusível
Sem continuidade → Verifique a fiação
do porta fusível.
2. Verifique:
• Continuidade do fio do porta fusível
Sem continuidade → Troque o porta fu-
sível.
Continuidade → Verifique o fusível.

3. Verifique:
• Continuidade do fusível
Sem continuidade → Troque.
• Amperagem do fusível
Fora da especificação → Troque.

Amperagem do fusível
1: 12 V - 20 A
2: 12 V - 30 A

MEDIÇÃO DO CONJUNTO DA BOBINA


DE IGNIÇÃO
Meça:
• Resistência do conjunto da bobina de
ignição
Fora da especificação → Troque.

Resistência do conjunto da
bobina de ignição
18,97 ~ 35,23 KΩ
(Para os cilindros Nº 1 e 4)
18,55 ~ 34,45 KΩ
(Para os cilindros Nº 2 e 3)

8-13
ELET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
VERIFICAÇÃO DA FOLGA DOS ELE-
TRODOS
! ADVERTÊNCIA
• Não toque em nenhuma das conexões dos
cabos do testador dinâmico de faíscas.
• Não deixe escapar faíscas pelo cachimbo
removido da vela.
• Mantenha afastados gases ou líquidos in-
flamáveis, uma vez que este teste produz
faíscas.

Verifique:
• Folga dos eletrodos
Abaixo da especificação → Verifique a
saída do ECM.

Folga dos eletrodos


1,0 ~ 1,1 mm

Passos de verificação
1) Remova as velas do motor.
2) Conecte os cachimbos de vela ao testa-
dor dinâmico de faíscas.
3) Ajuste o comprimento de abertura dos
eletrodos com o botão de ajuste.

Testador dinâmico de faíscas


90890-06754

4) Dê partida no motor e observe a faísca


do sistema de ignição através do visor.

8-14
ELET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DO
SISTEMA DE IGNIÇÃO
! ADVERTÊNCIA
Ao verificar a voltagem de pico, não toque
em nenhuma das conexões dos fios do Mul-
titester.

NOTA:
• Caso não haja faísca ou se a faísca estiver
fraca, continue com o teste do sistema de
ignição.
• Caso obtenha uma boa faísca, o problema
não é com o sistema de ignição, mas sim
com a(s) vela(s) de ignição ou algum outro
componente.

1. Meça:

NOTA:
• O adaptador de voltagem de pico deve ser
usado em conjunto com o Multitester digital.
• Ao medir a voltagem de pico, coloque o
seletor em voltagem DC.

Adaptador de voltagem de pico


90890-03169

• Voltagem de pico da saída da unidade


do ECM
Abaixo da especificação → Verifique o
chicote.
Conserte o chicote → Troque a unida-
de ECM.

Voltagem de pico da saída da uni-


dade do ECM
Preto/Vermelho (B/R) – Terra
Preto/Branco (B/W) – Terra
S/ carga Com carga
Rpm
Na partida 1.500 3.500
V 5,0 122 242 245

Chicote de teste (2-pinos)


90890-06792

8-15
ELET
SISTEMA DE IGNIÇÃO
2. Meça:
• Voltagem de pico da saída da bobina
de pulso
Abaixo da especificação → Troque a bo-
bina de pulso.

Voltagem de pico da saída da bo-


bina de pulso
Branco/Preto (W/B) – Preto (B)
Branco/Vermelho (W/R) – Preto (B)
S/ carga Com carga
Rpm
Na partida 1.500 3.500
V 3,5 3,0 26 44

Chicote de teste (3-pinos)


90890-06791

8-16
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO
SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO

1 ECM
B : Preto
2 Sensor de temperatura da água de arre-
O : Laranja
fecimento do motor
P : Rosa
3 Sensor de pressão de óleo
R : Vermelho
4 Bobinas de pulso
B/Y : Preto/Amarelo
5 Sensor de posição do acelerador (TPS)
P/W : Rosa/Branco
6 Relé principal
R/Y : Vermelho/Amarelo
7 Bateria
W/B : Branco/Preto
8 Fusível (30A)
W/R : Branco/Vermelho
9 Fusível (20A)

8-17
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO
VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS


Veja seção “VERIFICAÇÃO DOS FUSÍ-
VEIS” na página 8-13.

MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA


SAÍDA DA BOBINA DE PULSO
Veja seção “MEDIÇÃO DA VOLTAGEM
DE PICO DO SISTEMA DE IGNIÇÃO” na
página 8-15.

MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SEN-


SOR DE TEMPERATURA DA ÁGUA DE
ARREFECIMENTO DO MOTOR
Meça:
• Resistência do sensor de temperatura
da água de arrefecimento do motor
Fora da especificação → Troque.

Resistência do sensor de tempera-


tura da água de arrefecimento do
motor
Preto/Amarelo (B/Y) – Preto (B)
5 °C: 4.,62 KΩ
20 °C: 2,44 KΩ
100 °C: 0,19 KΩ

Passos de medição
1) Coloque o sensor de temperatura em
um recipiente com água.
2) Coloque um termômetro na água.
3) Aqueça a água lentamente.
4) Meça a resistência quando a tempera-
tura especificada for atingida.

8-18
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO
SENSOR DE PRESSÃO DE ÓLEO
Meça:
• Continuidade do sensor de pressão de
óleo
Fora da especificação → Troque.

Vacuômetro
90890-06756

Pressão de continuidade do sensor


de pressão de óleo
Abaixo de 150 KPa
(1,5 Kg/cm²; 21,33 psi)

8-19
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DA IGNIÇÃO
MEDIÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO
DO ACELERADOR

NOTA:
Ao medir a voltagem de saída, ajuste o sele-
tor para voltagem DC.

Meça:
• Voltagem de saída do sensor de posi-
ção do acelerador
Fora da especificação → Ajuste o sen-
sor de posição do acelerador.
Veja seção “AJUSTE DO SENSOR DE
POSIÇÃO DO ACELERADOR” na pági-
na 3-9.

Voltagem de saída do sensor de


posição do acelerador
Rosa (P) – Preto (B)
0,732 ± 0,014 V

Passos de medição
1) Conecte o chicote de teste (3-pinos) con-
forme ilustração.

Chicote de teste (3-pinos)


90890-06793

2) Conecte os cabos da bateria a uma ba-


teria de 12 V.
3) Gire o interruptor do motor para posi-
ção “ON”.
4) Meça a voltagem de saída do sensor de
posição do acelerador.
5) Dê partida no motor e meça a voltagem
de saída novamente.

NOTA:
Verifique se a voltagem de saída do sensor
de posição do acelerador está dentro da es-
pecificação quando o acelerador está total-
mente fechado e totalmente aberto.

8-20
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DE COMBUSTÍVEL
SISTEMA DE CONTROLE DE COMBUSTÍVEL

1 Injetores de combustível B : Preto B/Y : Preto/Amarelo


2 Conector G : Verde G/B : Verde/Preto
3 Sensor de posição do acelerador L : Azul G/R : Verde/Vermelho
4 Bomba de combustível de alta pressão O : Laranja G/Y : Verde/Amarelo
5 Bobina de pulso P : Rosa P/G : Rosa/Verde
6 Conector 10P R : Vermelho Pu/B : Roxo/Preto
7 ECM Y : Amarelo Pu/G : Roxo/Verde
8 Relé principal Pu/R : Roxo/Vermelho
9 Fusível (30A) Pu/Y : Roxo/Amarelo
0 Fusível (20A) R/Y : Vermelho/Amarelo
A Bateria W/B : Branco/Preto
B Sensor de temperatura da água de arrefecimento do motor W/R : Branco/Vermelho
C Sensor de pressão do ar de admissão
D Sensor de temperatura do ar de admissão
E Válvula de controle da marcha lenta
8-21
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DE COMBUSTÍVEL
VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS


Veja seção “VERIFICAÇÃO DOS FUSÍ-
VEIS” na página 8-13.

MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SEN-


SOR DE TEMPERATURA DA ÁGUA DE
ARREFECIMENTO DO MOTOR
Veja seção “MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA
DO SENSOR DE TEMPERATURA DA
ÁGUA DE ARREFECIMENTO DO MO-
TOR” na página 8-18.

MEDIÇÃO DO SENSOR DE POSIÇÃO


DO ACELERADOR
Veja seção “MEDIÇÃO DO SENSOR DE
POSIÇÃO DO ACELERADOR” na pági-
na 8-20.

8-22
ELET
SISTEMA DE CONTROLE DE COMBUSTÍVEL
VERIFICAÇÃO DOS INJETORES DE
COMBUSTÍVEL
1. Verifique:
• Funcionamento do injetor de combus-
tível (pelo som)
Sem som (o combustível não está sen-
do pulverizado) → Verifique a bomba
de combustível de alta pressão.

Passos de verificação
1) Dê partida no motor.
2) Feche totalmente as válvulas de acele-
ração.
3) Coloque uma chave de fenda 1 no cor-
po do injetor de combustível e verifique
se todos os injetores fazem um som ca-
racterístico de uma válvula solenóide.

2. Verifique:
• Som de funcionamento da bomba de
combustível de alta pressão
Correto → Troque o injetor de combus-
tível (sem som).
Sem som → Verifique o relé principal.

NOTA:
• A bomba de combustível de alta pressão
deve soar quando o interruptor de partida
for acionado.
• Desconecte o terminal marrom (Br) do relé de
partida 1 para evitar que o motor dê a partida.

3. Verifique:
• Continuidade do relé principal
Fora da especificação → Troque o relé
principal.

Posição do Cor do fio


interruptor
Vermelho (R) Verm./Amar. (R/Y)

OFF

ON

Correto → Troque a bomba de combus-


tível de alta pressão.

8-23
ELET
SISTEMA DE PARTIDA
SISTEMA DE PARTIDA

1 Fusível (30A) B : Preto


2 Conector 10P Br : Marrom
3 Relé de partida R : Vermelho
4 Bateria Br/W : Marrom/Branco
5 Relé (interruptor magnético)
6 Motor de partida

8-24
ELET
SISTEMA DE PARTIDA
VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS


Veja seção “VERIFICAÇÃO DOS FUSÍ-
VEIS” na página 8-13.

VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO
CHICOTE
Verifique:
• Continuidade do chicote
Sem continuidade → Troque.

VERIFICAÇÃO DAS CONEXÕES


Verifique:
• Conexões
Mal conectado → Conecte corretamente.

VERIFICAÇÃO DO RELÉ DE PARTIDA


Verifique:
• Continuidade do relé de partida
Sem continuidade → Troque.

Passos de verificação
1) Conecte o Multitester e a bateria entre
os terminais do relé de partida.

Ponta de prova (+) do Multitester 1 →


Terminal do relé de partida
Ponta de prova (-) do Multitester 2 →
Terminal do relé de partida
Terminal positivo da bateria →
Fio marrom 3
Terminal negativo da bateria →
Fio preto 4

2) Verifique se existe continuidade entre os


terminais do relé de partida.

8-25
ELET
SISTEMA DE PARTIDA
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO IN-
TERRUPTOR DE POSIÇÃO DO CÂMBIO
Verifique:
• Continuidade
Sem continuidade → Troque.

Posição do Cor do fio


interruptor
Azul/Amar. (L/Y) Preto (B)

a Posição normal

b Acionado

8-26
ELET
MOTOR DE PARTIDA
MOTOR DE PARTIDA
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MOTOR DE PARTIDA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Motor de partida Veja seção “BOBINAS DE IGNIÇÃO E MOTOR
DE PARTIDA” na página 5-16.
1 Porca 1
2 Parafuso 2
3 Relé (interruptor magnético) 1
4 Guarda-pó 1
5 Mola 1
6 Anel trava do pinhão do motor de
partida 1
7 Limitador do pinhão do motor de
partida 1
8 Pinhão do motor de partida 1
9 Mola 1
Continua na próxima página.

8-27
ELET
MOTOR DE PARTIDA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


10 Parafuso 2
11 Parafuso 2
12 Terminal 1
13 Tampa traseira 1
14 Arruela de encosto 1
15 Placa 1
16 Conjunto do fixador das escovas 1
17 Conjunto das escovas 1
18 Induzido 1
19 Placa do suporte central 1

Continua na próxima página.

8-28
ELET
MOTOR DE PARTIDA

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


20 Haste do câmbio 1
21 Engrenagem do anel externo 1
22 Engrenagem planetária 3
23 Anel elástico 1
24 Eixo do pinhão 1
25 Suporte central 1
26 Arruela de encosto 1
27 Conjunto da embreagem 1
28 Rolamento 1
29 Alojamento 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

8-29
ELET
MOTOR DE PARTIDA
REMOÇÃO DO PINHÃO DO MOTOR DE
PARTIDA
Remova:
• Anel trava 1

NOTA:
Deslize a engrenagem do pinhão para bai-
xo, conforme ilustração, e remova o anel tra-
va 1 com uma chave de fenda fina.

VERIFICAÇÃO DO PINHÃO DO MOTOR


DE PARTIDA
1. Verifique:
• Dentes do pinhão do motor de partida
Danos/desgaste → Troque.
2. Verifique:
• Movimento do pinhão do motor de
partida
Incorreto → Troque.

NOTA:
Gire o pinhão em sentido anti-horário para
verificar se ele se movimenta com suavida-
de. Gire também o pinhão no sentido horá-
rio para verificar se ele trava.

VERIFICAÇÃO DO INDUZIDO
1. Verifique:
• Comutador
Sujo → Limpe.
(com uma lixa 600)

2. Meça:
• Diâmetro do comutador
Fora da especificação → Troque.

Limite do diâmetro do comutador


28,0 mm

8-30
ELET
MOTOR DE PARTIDA
3. Verifique:
• Profundidade da mica do comutador
Sujeira → Limpe.
(com ar comprimido)

4. Meça:
• Profundidade da mica do comutador a
Fora da especificação → Troque o in-
duzido.

Limite de profundidade da mica


0,2 mm

5. Verifique:
• Continuidade da bobina do induzido
Fora da especificação → Troque.

Continuidade bobina do induzido

Segmentos do
Continuidade
induzido a
Segmento – Núcleo
Sem continuidade
do induzido b
Segmento – Eixo c Sem continuidade

MEDIÇÃO DAS ESCOVAS


1. Meça:
• Comprimento da escova
Fora da especificação → Troque o con-
junto da escova.

Limite de comprimento da escova a


9,5 mm

8-31
ELET
MOTOR DE PARTIDA
2. Verifique:
• Continuidade do conjunto das escovas
Fora da especificação → Troque o con-
junto das escovas.

Continuidade do fixador de escovas

Escova 1 - Escova 2 Continuidade

VERIFICAÇÃO DO RELÉ DO INTERRUP-


TOR MAGNÉTICO
Verifique:
• Continuidade do relé do interruptor
magnético
Fora da especificação → Troque.

Passos de verificação
1) Remova o terminal 1 do relé do inter-
ruptor magnético.

NOTA:
Remova o terminal para evitar que o pinhão
gire.

2) Conecte o Multitester entre os terminais


do relé do interruptor magnético, con-
forme ilustração.
3) Conecte o fio Marrom/Branco (Br/W) no
terminal positivo da bateria.
4) Conecte o corpo do motor de partida no
terminal negativo da bateria.

CUIDADO:
Não conecte a bateria por mais de um se-
gundo. Caso contrário, o relé do interruptor
magnético pode ficar danificado.

5) Verifique se existe continuidade entre os


terminais do relé do interruptor magné-
tico.
6) Verifique se não existe continuidade
após a remoção do fio Br/W.

NOTA:
O pinhão do motor de partida deve ser em-
purrado para fora quando o interruptor mag-
nético estiver acionado (ON).

7) Instale o terminal no relé do interruptor


magnético.

8-32
ELET
SISTEMA DE CARGA
SISTEMA DE CARGA

1 Bobina do estator B : Preto


2 Retificador/regulador G : Verde
3 Fusível (30A) R : Vermelho
4 Bateria

8-33
ELET
SISTEMA DE CARGA
VERIFICAÇÃO DOS FUSÍVEIS
Veja seção “VERIFICAÇÃO DOS FUSÍ-
VEIS” na página 8-11.

VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA


SAÍDA DA BOBINA DE LUZ
Meça:
• Voltagem de pico da saída da bobina
de luz
• Meça com o fio (vermelho) da saída do
retificador/regulador desconectado.
Abaixo da especificação → Troque a bo-
bina de luz.

Voltagem de pico da saída da


bobina de luz
Verde (G) – Verde (G)

S/ carga C/ carga Com carga


Rpm
Na partida 1.500 3.500
V 9,3 7,4 37 89

Chicote de teste(6-pinos)
90890-06790

MEDIÇÃO DA VOLTAGEM DE PICO DA


SAÍDA DO RETIFICADOR/REGULADOR
Meça:
• Voltagem de pico da saída do retifica-
dor/regulador
Abaixo da especificação → Troque o re-
tificador/regulador.

Voltagem de pico da saída do reti-


ficador/regulador
Vermelho (R) – Preto (B)
Preto/Branco (B/W) – Terra
S/ carga Com carga
Rpm
Na partida 1.500 3.500
V — 7,5 12,5 13,0

Chicote de teste (6-pinos)


90890-06790

8-34
ELET
SISTEMA DO POWER TRIM E TILT
SISTEMA DO POWER TRIM E TILT

1 Motor do Power Trim e Tilt B : Preto


2 Interruptor do Trim Gy : Cinza
3 Conector 10P Lg : Verde claro
4 Sensor do Trim P : Rosa
5 Bateria R : Vermelho
6 Relé do Power Trim e Tilt Sb : Azul celeste

È Para o controle remoto


É Para o indicador do trim

8-35
ELET
SISTEMA DO POWER TRIM E TILT
VERIFICAÇÃO DA BATERIA
Veja a seção “VERIFICAÇÃO DA BATE-
RIA” na página 3-23.

VERIFICAÇÃO DO RELÉ DO POWER


TRIM E TILT
1. Verifique:
• Continuidade do relé do Power Trim e Tilt
Fora da especificação → Troque.

Continuidade do relé do PTT

Azul celeste (Sb) – Preto (B)


Verde claro (Lg) – Preto (B) Continuidade
Terminal 1 – Terminal -
Terminal 2 – Terminal - Continuidade
Terminal 1 – Terminal +
Terminal 2 – Terminal +
Sem continuidade

2. Verifique:
• Funcionamento do relé do Power Trim e Tilt
Sem continuidade → Troque.

Passos de verificação
1) Conecte o Multitester digital entre os
terminais 1 e + do relé do PTT.
2) Conecte uma bateria de 12 V, conforme
ilustração.

Fio verde claro (Lg) → Terminal +


Terminal - → Terminal -

3) Verifique se a continuidade entre os ter-


minais do relé do PTT.
4) Conecte o Multitester digital entre os
terminais + e 2 do relé do PTT.
5) Conecte uma bateria de 12 V, conforme
ilustração.

Fio azul celeste (Sb) → Terminal +


Terminal - → Terminal -

6) Verifique se a continuidade entre os ter-


minais do relé do Power Trim e Tilt.

8-36
ELET
SISTEMA DO POWER TRIM E TILT
VERIFICAÇÃO DA CONTINUIDADE DO
INTERRUPTOR DO TRIM
Verifique:
• Continuidade do interruptor do Trim
Fora da especificação → Troque.

Cor do fio

Azul Vermelho Verde


celeste (R)
Posição do claro (Lg)
(Sb)
interruptor
Para cima
Livre

Para baixo

MEDIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO SEN-


SOR DO TRIM
Meça:
• Resistência do sensor do Trim
Fora da especificação → Troque.

Resistência do sensor do Trim


Rosa (P) – Preto (B)
9 ~ 378,8 Ω a 20 °C

NOTA:
Gire a haste 1 e meça a resistência à medi-
da que ela varia.

8-37
ELET
MOTOR DO POWER TRIM E TILT
MOTOR DO POWER TRIM E TILT
DESMONTAGEM/MONTAGEM DO MOTOR DO POWER TRIM E TILT

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


Motor do Power Trim e Tilt Veja seção “RESERVATÓRIO E MOTOR DO
POWER TRIM E TILT” na página 7-37.
1 Parafuso 1
2 Fixador do fio 1
3 Parafuso 2
4 Estator 1
5 Induzido 1
6 O-ring 1
7 Parafuso 2

Continua na próxima página.

8-38
ELET
MOTOR DO POWER TRIM E TILT

Ordem Serviço/Peça Qtde. Observações


8 Fixador das escovas 2
9 Escovas 2
10 Mola 2
11 Tampa inferior 1
12 Retentor 1
13 Rolamento 1

Para montagem, inverta os passos da


desmontagem.

8-39
ELET
MOTOR DO POWER TRIM E TILT
REMOÇÃO DO ESTATOR
Remova:
• Estator 1

CUIDADO:
• Mantenha os fios do motor do Power Trim
e Tilt dentro do estator.
• Não permita que graxa ou óleo entrem em
contato com o comutador.

NOTA:
• Remova o fixador do fio 2 e o espaçador
de borracha 3 do estator e deslize-os em
direção aos fios.
• Segure a extremidade do eixo do induzido com
um pano limpo e puxe o estator para fora.

REMOÇÃO DAS ESCOVAS


1. Remova:
• Fio azul celeste do motor do PTT 1

NOTA:
Segure a escova com uma chave de fenda
conforme a ilustração. Em seguida, desco-
necte o fio azul celeste.

2. Remova:
• Fixadores das escovas 1
• Escovas 2

CUIDADO:
Não toque no bimetal a, pois isto pode afe-
tar o funcionamento do disjuntor.

VERIFICAÇÃO DAS ESCOVAS


1. Meça:
• Comprimento da escova a
Fora da especificação → Troque.

Comprimento da escova
4,8 mm

8-40
ELET
MOTOR DO POWER TRIM E TILT
2. Verifique:
• Continuidade da escova
Sem continuidade → Troque.

CUIDADO:
Não toque no bimetal a, pois isto pode afe-
tar o funcionamento do disjuntor.

VERIFICAÇÃO DO INDUZIDO
1. Meça:
• Diâmetro do comutador a
Fora da especificação → Troque.

Limite de diâmetro do comutador


21,0 mm

2. Meça:
• Profundidade da mica do comutador a
Fora da especificação → Troque o in-
duzido.

Limite de profundidade da mica do


comutador
0,85 mm

3. Verifique:
• Continuidade do induzido
Fora da especificação → Troque.

Continuidade da armadura

Segmentos do
Continuidade
comutador
Segmento – Núcleo
Sem continuidade
da armadura
Segmento – Eixo da
Sem continuidade
armadura

8-41
ELET

INSTALAÇÃO DAS ESCOVAS


Instale:
• Escovas 1
• Fixadores das escovas 2
• Fios do motor do PTT 3
• Parafuso 4

CUIDADO:
Não toque no bimetal, pois isto pode afetar
o funcionamento do disjuntor.

INSTALAÇÃO DO INDUZIDO
Instale:
• Induzido 1

NOTA:
Empurre as escovas no fixador e em segui-
da instale o induzido.

INSTALAÇÃO DO ESTATOR
Instale:
• Estator 1

NOTA:
Coloque um pano limpo por cima da ponta
do eixo do induzido e empurre cuidadosa-
mente o induzido para o estator com um par
de alicates, conforme a ilustração.

8-42
DIAG

CAPÍTULO 9
DIAGNÓSTICOS

DIAGNÓSTICOS ......................................................................................... 9-2


TABELA DE ANÁLISE DE DEFEITOS .................................................... 9-2

AUTO-DIAGNÓSTICO ................................................................................ 9-6


INDICAÇÃO DO CÓDIGO DE FALHA ................................................... 9-6
DIAGNÓSTICOS DO SISTEMA DE CONTROLE ELETRÔNICO ......... 9-6

DIAGNÓSTICOS PARA A INJEÇÃO ELÉTRICA DE COMBUSTÍVEL ..... 9-8

9
9-1
DIAG
DIAGNÓSTICOS
DIAGNÓSTICOS
NOTA:
Os itens a seguir deverão ser verificados antes da “TABELA DE ANÁLISE DE DEFEITOS” ser
consultada.
1. A bateria está carregada e a densidade está dentro da especificação.
2. Não há conexões elétricas incorretas.
3. As conexões elétricas estão bem encaixadas e não estão oxidadas.
4. A corda de segurança está encaixada no interruptor de parada.
5. A alavanca de câmbio está na posição de neutro.
6. O combustível está chegando no carburador.
7. A montagem e o ajuste do motor estão corretos.
9. O motor não apresenta nenhum “problema de carcaça”.

TABELA DE ANÁLISE DE DEFEITOS

Problema Elemento a ser verificado


INDICAÇÃO DE ALERTA IRREGULAR
MOTOR DO TILT NÃO FUNCIONA
DIFÍCIL DE TROCAR MARCHAS
MARCHA LENTA INSTÁVEL

FIXAÇÃO DO TILT FROUXA

BATERIA DESCARREGADA
DIFÍCIL DE DAR A PARTIDA

BAIXA PRESSÃO DE ÓLEO


MOTOR NÃO DÁ PARTIDA

SUPERAQUECIMENTO
MOTOR NÃO DESLIGA
MARCHA LENTA ALTA

Capítulo
RENDIMENTO FRACO
ACELERAÇÃO FRACA

ROTAÇÃO LIMITADA

Peça relacionada de
DIREÇÃO FROUXA
MOTOR "MORRE"

referência

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
Linha de combustível de baixa pressão
9 9 9 9 9 9 9 Linha de combustível 3
9 9 9 9 9 9 9 Filtro de combustível 3
9 9 9 9 9 9 9 Bomba de combustível 4
Linha de combustível de alta pressão
9 9 9 9 9 9 9 Separador de vapor 4
9 9 9 9 9 Bomba de combustível de alta pressão 4
9 9 9 9 9 9 9 Linha de combustível de alta pressão 3
9 9 9 9 9 9 9 Injetores de combustível 4
9 9 9 9 Ajuste dos braços 3

9-2
DIAG
DIAGNÓSTICOS
Problema Elemento a ser verificado

INDICAÇÃO DE ALERTA IRREGULAR


MOTOR DO TILT NÃO FUNCIONA
DIFÍCIL DE TROCAR MARCHAS
MARCHA LENTA INSTÁVEL

FIXAÇÃO DO TILT FROUXA


DIFÍCIL DE DAR A PARTIDA

BATERIA DESCARREGADA
BAIXA PRESSÃO DE ÓLEO
MOTOR NÃO DÁ PARTIDA

MOTOR NÃO DESLIGA


Capítulo
MARCHA LENTA ALTA

SUPERAQUECIMENTO
RENDIMENTO FRACO
ACELERAÇÃO FRACA

ROTAÇÃO LIMITADA Peça relacionada de

DIREÇÃO FROUXA
MOTOR "MORRE"

referência

GRUPO DE FORÇA
9 9 9 9 9 9 9 Compressão 3
9 9 9 9 9 9 Juntas do cabeçote 5
9 9 9 9 9 9 9 Bloco do cilindro 5
9 9 9 9 9 9 9 Carcaça 5
9 9 9 9 9 9 9 Anéis 5
9 9 9 9 9 9 9 Pistões 5
9 9 9 9 9 9 9 Rolamentos 5
9 Válvula termostática 5
9 Passagens de água 5
9 9 9 9 Válvulas e sedes de válvula 5
9 9 Pastilhas para ajustes de folga 5
9 9 9 Eixos comando 5
9 9 9 Correia 5
9 9 Bomba de óleo 6
9 Óleo do motor 3
9 Filtro de óleo 3
9 Sensor de pressão de óleo 8
RABETA
9 9 9 Posição do neutro 6
9 9 Embreagem (Dog clutch) 6
9 9 9 Engrenagens 6
9 Entradas de água 6
9 Bomba d´água 6
9 Eixo do hélice 6
9 União/Pino da alavanca de câmbio 6
9 Came de câmbio 6
9 Eixo do câmbio 6
9 9 Rabeta 6

9-3
DIAG
DIAGNÓSTICOS
Problema Elemento a ser verificado

INDICAÇÃO DE ALERTA IRREGULAR


MOTOR DO TILT NÃO FUNCIONA
DIFÍCIL DE TROCAR MARCHAS
MARCHA LENTA INSTÁVEL

FIXAÇÃO DO TILT FROUXA


DIFÍCIL DE DAR A PARTIDA

BATERIA DESCARREGADA
BAIXA PRESSÃO DE ÓLEO
MOTOR NÃO DÁ PARTIDA

MOTOR NÃO DESLIGA


Capítulo

SUPERAQUECIMENTO
MARCHA LENTA ALTA

RENDIMENTO FRACO
ACELERAÇÃO FRACA

ROTAÇÃO LIMITADA Peça relacionada de

DIREÇÃO FROUXA
MOTOR "MORRE"

referência

SUPORTE (CAVALETE)
9 Suporte 7
9 Fixadores de borracha 7
9 Alavanca de câmbio 7
UNIDADE DO POWER TRIM E TILT
9 Nível do fluido 3
9 Válvula de alívio 7
9 Passagens de fluido ---
9 Motor do Power Trim e Tilt 7
SISTEMA ELÉTRICO
Sistema de ignição
9 9 9 9 9 9 Bobinas de pulso 8
9 9 9 9 9 ECM 8
9 9 9 9 Bobinas de ignição 8
9 9 9 9 9 9 9 9 Velas de ignição 3
Sistema de controle de Ignição/Combustível
9 9 Interruptor da cordinha ---
9 Relé principal 8
Resistor da bomba de combustível
9 9 9 9 9 9 de alta pressão
8

9 9 9 Sensor de pressão do ar de admissão 8


Sensor de temperatura do ar de
9 9 9 admissão
8

Sensor de temperatura da água de


9 9 9 9 arrefecimento do motor
8

9 9 9 9 Sensor de posição do acelerador 8


9 9 Conjunto de controle da marcha lenta 4

9-4
DIAG
DIAGNÓSTICOS
Problema Elemento a ser verificado

INDICAÇÃO DE ALERTA IRREGULAR


MOTOR DO TILT NÃO FUNCIONA
DIFÍCIL DE TROCAR MARCHAS
MARCHA LENTA INSTÁVEL

FIXAÇÃO DO TILT FROUXA


DIFÍCIL DE DAR A PARTIDA

BATERIA DESCARREGADA
BAIXA PRESSÃO DE ÓLEO
MOTOR NÃO DÁ PARTIDA

MOTOR NÃO DESLIGA


Capítulo
MARCHA LENTA ALTA

SUPERAQUECIMENTO
RENDIMENTO FRACO
ACELERAÇÃO FRACA

ROTAÇÃO LIMITADA Peça relacionada de

DIREÇÃO FROUXA
MOTOR "MORRE"

referência

Sistema de partida
9 9 9 Interruptor de partida do motor ---
9 Interruptor de posição do câmbio 8
9 Relé de partida 8
9 Motor de partida 8
Sistema de carga
9 Bobina de luz 8
9 Retificador/regulador 8
9 Fusíveis 8
9 9 9 9 Cabos da bateria ---
9 9 9 Bateria ---
Sistema do Power Trim e Tilt
9 Interruptor do Trim 8
9 Relé do Power Trim e Tilt 8

9-5
DIAG
AUTODIAGNÓSTICO
AUTO-DIAGNÓSTICO
INDICAÇÃO DO CÓDIGO DE FALHA
1. Condição normal
(Quando não existem falhas de peças
nem de sistemas)
Pisca uma vez a cada 4,95 segundos.
a : Luz acende, 0,33 segundo
b : Luz apaga, 4,95 segundos

2. Indicação do código de falha


Exemplo: A ilustração indica o código
de falha 23.
a : Luz acende, 0,33 segundo
b : Luz apaga, 0,33 segundos
c : Luz apaga, 1,65 segundos
d : Luz apaga, 4,95 segundos

DIAGNÓSTICOS DO SISTEMA DE CON-


TROLE ELETRÔNICO
1. Instale:
• Indicador de diagnóstico

Adaptador da lâmpada de
diagnóstico 1
90890-06794
Lâmpada de alerta 2
6Y5-83536-10 (soquete)
6Y5-83517-00 (válvula)

NOTA:
Ao fazer este procedimento, todas as cone-
xões devem estar conectadas corretamente.

2. Verifique:
• Código de falhas
Código 1 → Normal.
Código 13 - 29 → Verifique as peças
envolvidas.
Código 37 - 59 → Microcomputador
processando as informações.

9-6
DIAG
AUTODIAGNÓSTICO
Passos de verificação
1) Remova a capa do conector de diagnós-
ticos (3 pinos).
2) Conecte as ferramentas especiais no
motor, conforme ilustração.
3) Dê partida no motor e deixe-o em mar-
cha lenta.
4) Verifique o padrão da luz de diagnósti-
co para determinar se existe alguma
falha.

NOTA:
Ao detectar mais de um problema, o indica-
dor de diagnóstico pisca no padrão do pro-
blema com número mais baixo. Após a so-
lução deste problema, a luz vai piscar no
padrão do próximo problema de número
mais baixo. Isto continua até que todos os
problemas sejam detectados e corrigidos.

Quadro de código de diagnóstico

Código Sintomas
1 Normal
13 Sinal de entrada incorreto da bobina
de pulso
15 Sinal de entrada incorreto do sensor
de temperatura da água de arrefeci-
mento
18 Sinal de entrada incorreto do sensor
de posição do acelerador
19 Voltagem da bateria incorreta
23 Sinal de entrada incorreto do sensor
de temperatura do ar de admissão
28 Interruptor de posição do câmbio in-
correto
29 Sinal de entrada incorreto do sensor
de pressão do ar de admissão (fora
da faixa normal de funcionamento)
37 - 59 Microcomputador processando infor-
mações
(37) Entrada de ar falso na admissão
(44) Acionamento do controle do interrup-
tor de parada do motor (Engine stop)
(49) Ponto de ignição foi corrigido ligei-
ramente (ao dar partida em um motor
frio)
(59) Dados da memória foram sobrescri-
tos de forma anormal

9-7
DIAG
DIAGNÓSTICO PARA A INJEÇÃO ELÉTRICA DE COMBUSTÍVEL
DIAGNÓSTICOS PARA A INJEÇÃO ELÉTRICA DE COMBUSTÍVEL
Itens Sintomas
1. Partida difícil/ 1. Sem centelha. O motor de partida gira o motor, mas não produz centelha no
motor não dá cilindro.
partida 2. A centelha é produzida no cilindro, mas o motor “morre” logo.
3. O tempo que leva para dar a partida é muito longo. O motor não dá partida
com facilidade.

1. Verifique as linhas de combustível de alta pressão.

1) Verifique se existem vazamentos

2) Verifique a pressão de
combustível Pressão de combustível
1 Verifique o fusível de 20A
fora da especificação

2 Verifique o relé principal

3 Verifique o funcionamento
3) Verifique o funcionamento do da bomba elétrica de com-
injetor de combustível bustível

4 Verifique a saída do ECM


4) Verifique o cabo do indicador do relé principal
de diagnóstico
5 Verifique a válvula regula-
dora de pressão

2. Verifique o sistema de ignição.

1) Verifique o chicote

2) Verifique a centelha da vela

3) Verifique a bobina de ignição

4) Verifique a voltagem de pico da saída da unidade ECM

5) Verifique a voltagem de pico da saída da bobina de pulso

9-8
DIAG
DIAGNÓSTICO PARA A INJEÇÃO ELÉTRICA DE COMBUSTÍVEL

Itens Sintomas
2. Marcha lenta 1. A rotação do motor não é constante na marcha lenta.
irregular 2. O motor “morre” quando a alavanca do acelerador é puxada para trás.
3. O motor “morre” quando a alavanca do acelerador é aberta ou durante o
funcionamento do motor de popa.
1. Verifique as linhas de combustível de alta pressão.

1) Verifique se existem vazamentos

2) Verifique a pressão de
combustível Pressão de combustível
1 Verifique o fusível de 20A
fora da especificação
2 Verifique o relé principal

3) Verifique o funcionamento do 3 Verifique o funcionamento


injetor de combustível da bomba elétrica de com-
bustível

4) Verifique o cabo do indicador


4 Verifique a válvula regula-
de diagnóstico dora de pressão

2. Verifique o sistema de ignição.

1) Verifique o chicote

2) Verifique a centelha da vela

3) Verifique a bobina de ignição

4) Verifique a voltagem de pico


da saída da unidade do ECM

5) Verifique a voltagem de pico da saída da bobina de pulso

3. Verifique o ponto de ignição.


1) Verifique o cabo do 1 Verif. o cabo de diagnóstico da
bobina de pulso
indicador de diagnósticos
2 Verifique o cabo de diagnósti-
co do sensor de temperatura da
água de arrefecimento do motor

3 Verifique o cabo de diagnóstico


do sensor de temperatura do ar
de admissão

9-9
DIAG
DIAGNÓSTICO PARA A INJEÇÃO ELÉTRICA DE COMBUSTÍVEL

Itens Sintomas
3. Rotação do 1. O motor dá a partida, mas não funciona corretamente. A rotação do motor cai
motor irregular durante a aceleração.

1. Verifique as linhas de combustível de alta pressão.

1) Verifique se existem vazamentos

2) Verifique a pressão Pressão de combustível


1 Verifique o fusível de 20A
fora da especificação
de combustível
2 Verifique o relé principal

3 Verifique o funcionamento
da bomba elétrica de com-
3) Verifique o funcionamento do bustível
injetor de combustível
4 Verifique a saída do ECM
do relé principal
4) Verifique o cabo do indicador
de diagnóstico
5 Verifique a válvula regula-
dora de pressão

2. Verifique o sistema de ignição.

1) Verifique o chicote

2) Verifique a centelha da vela

3) Verifique a bobina de ignição

4) Verifique a voltagem de pico


da saída da unidade do ECM

5) Verifique a voltagem de pico da saída da bobina de pulso

3. Verifique o ponto de ignição.


1) Verifique o cabo do 1 Verif. o cabo de diagnóstico da
bobina de pulso
indicador de diagnósticos
2 Verifique o cabo de diagnósti-
co do sensor de temperatura da
água de arrefecimento do motor

3 Verifique o cabo de diagnóstico


do sensor de temperatura do ar
de admissão

9-10
DIAGRAMA ELÉTRICO

1 Sensor de temperatura da água


de arrefecimento do motor
2 Motor do PTT
3 Vela de ignição
4 Bobina de ignição
5 Interruptor Engine stop
6 Interruptor principal
7 Sensor do Trim
8 Motor de partida
9 Bateria
0 Interruptor do Power Trim e Tilt
A Interruptor do Trim
B Relé do Power Trim e Tilt
C Relé de partida
D Conector de diagnósticos
E Relé principal
F Conector da lâmpada de diagnóstico
G Bobina de pulso 1
H Bobina de luz
I Bobina de pulso 2
J ECM
K Retificador/regulador
L Sensor de pressão de óleo
M Sensor de temperatura do ar
N ISC
O Bomba de combustível
P Fusível 1 - 30A
Q Fusível 2 - 30A
Q Fusível 3 - 20A
Q Fusível 4 - 20A
R Sensor de posição do acelerador
S Sensor de pressão do ar de admissão
T Injetor Nº1
U Injetor Nº2
V Injetor Nº3
W Injetor Nº4
X Interruptor de posição do câmbio

È Modelo com manche


CÓDIGO DE CORES
B : Preto B/O : Preto/Laranja P/W : Rosa/Branco
Br : Marrom B/R : Preto/Vermelho Pu/B : Roxo/Preto
G : Verde B/W : Preto/Branco Pu/G : Roxo/Verde
Gy : Cinza B/Y : Preto/Amarelo Pu/R : Roxo/vermelho
L : Azul Br/W : Marrom/Branco Pu/Y : Roxo/Amarelo
Lg : Verde claro G/R : Verde/Vermelho R/B : Vermelho/Preto
O : Laranja G/W : Verde/Branco R/Y : Vermelho/Amarelo
P : Rosa G/Y : Verde/Amarelo W/B : Branco/Preto
Pu : Roxo G/B : Verde/Preto W/R : Branco/Vermelho
R : Vermelho L/W : Azul/Branco
Sb : Azul celeste L/Y : Azul/Amarelo
W : Branco P/B : Rosa/Preto
Y : Amarelo P/G : Rosa/Verde

Você também pode gostar