Você está na página 1de 4

1

Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Faculdade


de Ciências Humanas e Sociais

Discente: Ramine Tomaz Nelo R.A.: 171223306

Docente: Prof. Dr. Marcelo Passini Mariano

Disciplina: Metodologia em RI Turno: Vespertino

Apontamento: JACKSON, R. e SORENSEN, G. Debates metodologicos: abordagens


clássicas versus positivistas. IN: Introdução às Relações Internacionais. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar Editor, 2007. 307-332.

 DEBATE NAS RI – OS DEBATES METODOLÓGICOS


 Em todas as disciplinas existem conflitos ou controvérsias que envolvem
questão substantivas e metodológicas. As RI teriam se tornaram uma disciplina
mais acadêmica devido à ocorrência de controvérsias metodológicas, sendo
elas:
o O primeiro debate entre idealistas liberais e realistas sobre questões
substantivas sobre a guerra e a paz;
o Durante os anos 1950 e 1960 as questões metodológicas se tornaram
eminentes devido à revolução behaviorista na ciência política.
o O segundo debate entre behavioristas e tradicionalistas sobre questões
metodológicas, já que os primeiros acreditavam que as RI obtivesse
analises mais cientificas. Surgindo do debate o neorrealismo que passou
a dominar as RI.
o Durante o período de domínio do neorrealismo surgiu a uma nova
metodologia o positivismo que defendia mais objetividade nas RI.
o Após o fim da Guerra Fria se formou um novo debate metodológico
entre positivista e pós-positivistas, em que estes criticavam o
neorrealismo de Waltz e abriram portas a novas metodologias em RI.
 SOBRE A REVOLUÇÃO BEHAVIORISTA
 Desde os anos 1950 passou a ser chamada de positivismo.
2

 Esta abordagem quer transformas a ciência política em ciência social, para isso o
pesquisar deveria desenvolver uma metodologia e uma atitude cientifica.
 Procura desenvolver explicações empíricas para o comportamento político, uma teoria
empírica sobre política.
 Acreditam na unidade da ciência, ou seja, os mesmos métodos analíticos para as
ciências sociais e naturais;
 Características:
o Teoria explicativa e não normativa;
o Analise dos padrões comuns ao em vez de casos particulares;
o Conceitos operacionais com bases empíricas determináveis;
o Estruturas conceituais;
o Quantificação, técnicas de junção e exibição de dados.
 Acumulo de dados, métodos e teorias;
 Estudos interdisciplinares nas ciências sociais;
 O Estado seria o local em que se tomam as decisões políticas para a sociedade;
 Utilização de varias independentes, dependentes e intervenientes para explicar a
política nacional e internacional;
 Existiria um mundo real das relações internacionais que opera com seus próprios
padrões objetivos e estes podem ser identificados e explicados por meio de modelos e
teorias empíricas.
 Alguns de seus membros desenvolveram a “teoria de sistemas”, como a “analise de
sistemas” de Kaplan que diferenciava vários tipos de sistemas internacionais em que
ele definiu como sistema de Estados, dentre eles a balança de poder, o sistema
internacional universal, etc. E estes são caracterizados por seus padrões de
comportamento diferentes.
 Caso o comportamento do Estado não for de acordo com a teoria e talvez a teoria deva
passar por uma revisão para seu aprimoramento através da pesquisa empírica que
consequentemente traria o aprimoramento da teoria empírica.
 SOBRE A REAÇÃO DA ABORDAGEM CLÁSSICA
 O principal alvo de criticas do behaviorismo teve como maior defensor Hedley Bull.
 Não possui uma metodologia explicita.
 Características:
o Abordagem a partir da historia, filosofia e do direito;
3

o Imparcialidade e distanciamento acadêmico;


o As teorias são limitações impostas pelo tempo e espaço;
o Conhecimento como resultado de um processo de percepção e intuição;
 Atitude reflexiva;
 Para a abordagem não acredita na existência de uma analise cientifica valida da
política internacional;
 O mais importante em uma pesquisa não é a metodologia científica, e sim o
conhecimento do conteúdo;
 O objetivo da atividade acadêmica é “compreender o assunto estudado em seus
próprios termos” (JACKSON, 2007, p.316);
 METODOLOGIA POSITIVISTA NAS RI
 Devido ao impacto do behaviorismo nas RI o positivismo passou a ser uma
metodologia importante na mesma, e mantém os mesmo pressupostos e princípios do
behaviorismo.
 Uma boa teoria seria aquela que for precisa e limitada, universal, e que seja passível
de verificação e capacidade de compreensão (inteligível) e explicativa, e acima de
tudo coerente com o conhecimento cientifico presente.
 Teoria cientifica ou positivista?
o Segundo Waltz para saber a diferença é necessário formular a teoria a testando;
o Deduzir hipóteses a partir dela e testes de verificação;
o Testar suas variáveis;
o Verificar se a teoria foi refutada ou se precisa de correções;
 ANALISE POLITICA
 A política faz parte do Estado (governo) estabelecendo seus objetivos e coordenar as
atividades, assim a política externa define os objetivos e atividades do Estado.
 A analise política (analise tradicional de política) é um conceito instrumental e analisa
decisões e escolhas governamentais que permitirão a realização de um objetivo.
 Políticas externas são objetivos e medidas que orientam as decisões e ações do
governo sobre questões internacionais e sua relação com outros países.
 A analise de política externa é uma maneira de compreender a formulação de política
externa a partir da experiência e da analise de políticas anteriores e recentes.
 Outra maneira de analise política é a analise da escolha racional (analise cientifica de
política), em que a escolha racional seria guiada por objetivos específicos e suas
4

opções são definidas e limitadas e tem como finalidade prever o comportamento dos
atores internacionais.