Você está na página 1de 6

HornSticking Duo

Trompa – Bruno Cruz

Percussão – Pedro Fonseca


Dados
HornSticking Duo - Trompa e Percussão
- Fundação: Abril de 2018;

- Objetivo: Promover a música já existente para este agrupamento e potenciar a composição de novo
repertório para a formação;

- Parceiros Institucionais:
 BrassFeelings;
 Canto Firme de Tomar;
 Festival de Percussão “Semana da Percussão Phydellius”.

- Constituição:
 Bruno Cruz (Trompa);
 Pedro Fonseca (Percussão).
Currículos
Trompa - Bruno Cruz
Bruno Cruz iniciou os estudos musicais em Trompa de Harmonia aos
9 anos na Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, em Tomar. Teve como
professores Carlos Rosado, Jorge Barradas e Martha Oliveira. Em 2005
ingressou na Banda Sinfónica do Exército onde desempenhou o cargo de 1º
Trompa Solista durante 6 anos. Em 2012 finalizou a licenciatura em Trompa
na Universidade de Évora com o professor Carlos Rosado. Em 2016 concluiu
o mestrado em Ensino de Música , variante de trompa e música de conjunto
com 17 valores. Ao longo do seu percurso musical participou em Masterclass
com vários trompistas como Paulo Guerreiro, Hélder Vales, Lourenço Zarzo,
Jorge Barradas entre outros. Participou em vários estágios de Orquestra como
a Orquestra Nacional de Sopros dos Templários sob a direção de António
Saiote, Alberto Roque, Carlos Amarelinho, Octávio Más Arocas, Jonathan
Grethen e Nuno Leal, Estágios de Orquestra de Sopros realizado pela Escola
de Musica Canto Firme sob a direção de Jouke Hoekstra e Luís Carvalho, Estágio de Orquestra Médio Tejo, Estágio de
Orquestra de Sopros do Orfeão de Leiria sob a direção de André Granjo e Estágio de Orquestra de Sopros e Percussão
realizado em Mação sob a direção de Simão Francisco, Pedro Andrade e Tiago Alves. Participou no Estágio de Orquestra
Sinfónica de Santa Maria da Feira sob a direção de Paulo Martins. Foi membro da Orquestra Sinfónica Juvenil sob a
direção Christopher Consitt Bochmann. Frequentou workshops para jovens músicos em Oeiras sob a orientação do
Maestro Délio Gonçalves, entre outros. Realizou várias Masterclass e foi coordenador de Naipe nos 3 Cursos de Jovens
Músicos (Filarmonias) realizado em Ansião, do 3º ao 6 º Estágio de Orquestra de Sopros em Mação, do 2º ao 10º Estágio
de Orquestra de Sopros em Tomar e realizou também o 1º Masterclass de Trompa organizado pelo Grupo Musical
Pampilhosense. Em 2007 foi convidado a ser solista, interpretando o “Concerto Nº1” de W. A. Mozart realizado pela
Escola de Música Canto Firme, em 2012 interpretou a peça “Cape Horn” de Otto Schwarz realizado no 1º Estágio de
Orquestra de Sopros, organizado pela Sociedade Filarmónica Penelense sob a direção de Alberto Roque, em 2013 foi
convidado a ir à Holanda realizar um Concerto a Solo com a Frysk Fanfare Orkest sob a direcção de Jouke Hoekstra.
Em 2015 realizou dois estágios pela orquestra sinfónica da ESART como 1º Trompa solista sobe a orientação dos
maestros luís Carvalho e José Eduardo Gomes. No mesmo ano foi convidado para fazer programa, como solista A na
Orquestra Sinfônica Portuguesa. Em 2016, no 10º Estágio da Orquestra de Sopros do Médio Tejo, em Tomar, foi solista
convidado para interpretar a obra Gjallarhorn de Ferrer Ferran (estreia nacional). Em 2016 foi convidado a ser
coordenador e chefe de naipe da Orquestra Sinfônica de Thomar Atualmente leciona na Escola de Música Canto Firme
em Tomar, Orfeão de Leiria Conservatório de Artes e Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP). Dirige ainda a
Banda da Sociedade Filarmónica Pedroguense.
É chefe de Naipe do grupo “The Bellsbrass Ensemble”, membro do grupo “Drama&Beiço” e membro fundador
dos HornSticking Duo (Trompa e Percussão).
Percussão - Pedro Fonseca

Pedro José Henriques da Fonseca, nascido no dia 7 de Abril de 1993 na


cidade de Tomar, Portugal.
Começou os seus estudos musicais no ano letivo 2003/2004 na Escola
de Música da Sociedade Filarmónica Gualdim Pais na classe de Percussão do
professor Luiz Ferreira, onde completou o seu 8º Grau no ano letivo de
2010/2011. Nesse mesmo ano ingressa na Universidade de Aveiro, no curso
Licenciatura em Música (Percussão) na classe do professor Mário Teixeira.
Termina a sua licenciatura no ano de 2014 e começa neste ano a sua carreira
enquanto docente no Ensino da Música nas escolas de Música do Conservatório
de Música do Choral Phydellius (Torres Novas) e Canto Firme (Tomar). No
ano letivo de 2017/2018 retoma os seus estudos académicos, desta vez na Universidade de Évora no Mestrado em Ensino
da Música com o professor Eduardo Lopes.
No ano de 2018 Pedro Fonseca cria a “Semana da Percussão Phydellius”, Festival de Percussão de Torres Novas.
Em 2018 cria uma ligação com a BrassFeelings, tornando-se músico associado como solista e também como membro
do grupo de Música de Câmara com o grupo HornSticking Duo.

Conta já com uma vasta experiência musical:


Estágios de Orquestra:
· 2007 – XIV Estágio da orquestra Nacional dos Templários, orientado pelo Maestro Jonathan Grethen, organizado
pela Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar).
· 2008 – XV Estágio da Orquestra Nacional dos Templários, orientado pelo Maestro Octavio Más-Arocas,
organizado pela Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar).
· 2010 – XVII Estágio da Orquestra Nacional dos Templários, orientado pelo Maestro Alberto Roque, organizado
pela Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar).
· 2010 – VI Curso de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Jouke Hoekstra e organizado pela Escola de
Música Canto Firme de Tomar.
· 2011 – II Estágio de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro José Pedro Figueiredo realizado em Góis.
· 2011 – VII Curso de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Luís Carvalho e organizado pela Escola de
Música Canto Firme de Tomar.
· 2012 – I Estágio de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Alberto Roque e organizado pela Filarmónica
Penelense (Professor Orientador).
· 2015 – III Estágio de Brass Band, orientado pelo Professor Hugo Assunção (Professor Orientador).
· 2015 – X Estágio de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Alberto Roque, organizado pela Escola de
Música Canto Firme de Tomar (Professor Orientador).
· 2015 – X Estágio de Orquestra EJIT (Torres Novas), orientado pelo Maestro Rafa Alburoz, organizado pelo
Conservatório de Música Choral Phydellius (Professor Orientador).
· 2016 – IV Estágio de Brass Band, orientado pelo professor Hugo Assunção (Professor Orientador).
· 2016 – XI X Estágio de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Ferrer Ferran, organizado pela Escola de
Música Canto Firme de Tomar (Professor Orientador).
· 2016 – XI Estágio de Orquestra EJIT (Torres Novas), orientado pelo Maestro Pedro Neves, organizado pelo
Conservatório de Música Choral Phydellius (Professor Orientador).
· 2017 – IV Estágio de Brass Band, orientado pelo Professor Hugo Assunção (Professor Orientador).
· 2017 – XII Estágio de Orquestra de Sopros, orientado pelo Maestro Felix Hauswhirth, organizado pela Escola de
Música Canto Firme de Tomar (Professor Orientador).
· 2017 – XII Estágio de Orquestra EJIT (Torres Novas), orientado pelo Maestro Jacob De Haan, organizado pelo
Conservatório de Música Choral Phydellius (Professor Orientador).

Masterclasses com: Fernando Chaib, Mário Teixeira, Joaquim Alves, Nebojsa Zivkovic, Kuniko Kato, Nuno Aroso,
Mark Ford, Rui Sul Gomes, Nick Woud, Wojciech Herzyk, Ji Hye Jung, Jeffrey Davis, Paulo Oliveira, Mariano
Steimberg, Vasco Ramalho, Svet Stoyanov.

Prémios:
· International Competition, Fermo, Itália – 2º lugar
· Prémio Frederico de Freitas, Universidade de Aveiro – 3º Lugar
· I Concurso Internacional de Marimba, Tomar – Menção Honrosa
Foi também músico convidado do Grupo Simantra, Orquestra Filarmonia das Beiras e toca com regularidade
em inúmeros grupos musicais um pouco por todo o país. Já tocou com artistas de renome internacional como Ludwig
Albert, Chin Cheng Lin, Sérgio Carolino, entre outros.
Pedro Fonseca é ainda o Organizador e Orientador do Festival de Percussão, “Semana da Percussão Phydellius”.
Atualmente, Pedro Fonseca é o professor de Percussão no Conservatório de Música Choral Phydellius (Torres
Novas) e Canto Firme (Tomar), é músico efetivo da The BellsBrass Ensemble, Orquestra Sinfónica de Thomar e também
a Orquestra de Sopros do Médio Tejo (OSMT). Tem ainda um projeto de músicas do mundo com o grupo Drama&Beiço
e mantém a sua atividade enquanto percussionista, tentando manter-se atualizado e sempre à procura de melhorar o seu
desempenho enquanto performer e músico.
Condições de apresentação
(Válido de 01/07/2018 a 30/06/2019)

 Proposta 1: Concerto 400€+Iva em Vigor (despesas não incluídas)

 Proposta 2: Masterclass 400€+Iva em Vigor (despesas não incluídas)

 Proposta 3: 1 dia de Masterclass com concerto no final 600€+Iva em Vigor (despesas não incluídas)

 Proposta 4: 2 ou mais dias de Masterclass (250€+Iva em Vigor ao dia) com concerto no final, ou vários concertos
(250€+Iva em Vigor por concerto) | (despesas não incluídas)

Notas:
O MasterClass, consoante a sua duração, poderá não ter somente uma abordagem exclusiva do instrumento, mas
também uma abordagem mais direcionada à Música de Camara, mais especificamente para este tipo de agrupamento.

Possíveis despesas:
 Despesas de deslocação;
 Despesas de alimentação;
 Despesas de estadia;
 Seguros de Instrumentos (Caso surja a necessidade de levar material de Percussão o Grupo responsabiliza-se de
o adquirir, mas os encargos de seguros dos mesmos fica da responsabilidade de quem contrata o Grupo).

Para informações e contactos:


 Página do Facebook, @HornStickingDuo.
 Bruno Cruz: 918397107
 Pedro Fonseca: 918591593
 Hornsticking@hotmail.com