Você está na página 1de 19

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE

MARINGÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS
TECNOLÓGICAS E AGRÁRIAS - CCETA
CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E
SANITÁRIA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO:

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO ESCOLAR

ROSLÉIA MARIA DORNE HIGINO

MARINGÁ

2017
CENTRO UNIVERSITÁRIO DE
MARINGÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS
TECNOLÓGICAS E AGRÁRIAS - CCETA
CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E
SANITÁRIA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CONTEXTO ESCOLAR

ROSLÉIA MARIA DORNE HIGINO

Relatório apresentado ao professor Dr. Ricardo


Andreola referente à disciplina de Estágio
Supervisionado do Curso de Engenharia
Ambiental e Sanitária do Centro Universitário
de Maringá como parte dos requisitos
necessários à aprovação no Curso.

MARINGÁ

2017
i

LISTA DE FIGURAS

Figura 1 - Localização do Colégio Vinícius de Morais............................................................

Figura 2 - Apresentação do projeto “Reciclar é preciso” : Vídeo aula expositiva .................. 6

Figura 3 - Coleta interna dos resíduos efetuadas pelos nas dependências do Colégio Estadual
Vinicius de Morais (C.E.V.M) ...................................................................................

Figura 4 - Plantio de flores no Jardim do Colégio

Figura 5 - Visita no entorno do colégio: Problemática dos resíduos e seus vetores ....... Error!
Bookmark not defined.

Figura 6 - Oficina de trabalho com recicláveis......................... Error! Bookmark not defined.

Figura 7 – Momentos de pesquisa dos temas trabalhados ..... Error! Bookmark not defined.

Figura 8 - Foto de objetos feitos na oficina de reciclagem ...... Error! Bookmark not defined.

Figura 9 - Passeio nos pontos turísticos de Maringá-PR....................................................


ii

LISTA DE TABELAS

Tabela 1 - Informações Gerais da Empresa........................................................................... 7

Tabela 2 – Dados retirados da entrevista dirigida com os familiaresError! Bookmark not


defined.

Tabela 3 – Gráficos gerados da entrevista.............................. Error! Bookmark not defined.

Tabela 4 - .............................................................................. Error! Bookmark not defined.

Tabela 5 - .............................................................................. Error! Bookmark not defined.

Tabela 6 - .............................................................................. Error! Bookmark not defined.

Tabela 7 - .............................................................................. Error! Bookmark not defined.


iii

SUMÁRIO

1 Introdução....................................................................................................................... 1

1.1 Objetivo Geral.......................................................................................................... 4

1.1.1 Objetivos Específicos ....................................................................................... 5

2 Identificação da Empresa ............................................................................................... 6

2.1 Croqui de Localização ............................................................................................. 6

2.2 Informações Gerais da Empresa ............................................................................. 7

3 Atividades realizadas durante o estágio .......................................................................... 7

4 Considerações finais .................................................................................................... 12

5 Referências .................................................................................................................. 14
1

1 INTRODUÇÃO

Este relatório apresenta a síntese dos resultados do projeto de intervenção


intitulado “Educação ambiental no contexto escolar – Reciclar é preciso”, desenvolvido
no Colégio Estadual Vinícius de Morais, com os alunos do 8º ano B.O objetivo desse
trabalho foi sensibilizar o educando para a problemática do lixo na sua comunidade e
a importância do uso sustentável e consciente dos recursos naturais. A prática de
ações que contribuem para a redução da produção do lixo, reutilização e reciclagem
de materiais, só é possível mediante uma mudança de postura e hábitos. Partindo do
princípio que a mudança deve acontecer em cada cidadão, este projeto proporciona
vivências para que os educandos sejam sensibilizados e conscientizados que os
recursos naturais são finitos, e que o homem deve buscar viver em harmonia com a
natureza como forma de evitar danos irrecuperáveis.

Meio Ambiente e Lixo

Quando ouvimos falar sobre meio ambiente pensamos logo em florestas,


campos, e lugares que tenham plantas ou animais a serem preservados. A expressão
“meio ambiente”, entretanto pode indicar qualquer “espaço” em que um ser vive e se
desenvolve. Na interação e nas trocas de energia que se estabelece entre ser vivo e
meio ambiente há transformação quanto do ser vivo como do meio ambiente. No caso
do ser humano, além do espaço físico e biológico existe também o espaço
sociocultural. Desse modo, pode-se considerar o local onde se mora, onde se trabalha
ou se estuda como parte do meio ambiente. Hoje em dia se fala muito em Ecologia,
mas poucas pessoas agem ecologicamente. O termo Ecologia foi proposto em 1988
pelo biólogo Haeckel, e é composto por duas palavras gregas: oikos, que quer dizer
“morada”, e logos, que significa “conhecimento”. Conhecer Ecologia significa estudar
a morada, a casa, o ambiente onde vivem os seres vivos.

Todos os seres vivos se relacionam entre si e com o meio ambiente, mas


apenas o homem atua conscientemente sobre ele. O homem tem sido responsável
por grandes e rápidas transformações dessa “morada” principalmente a partir da
crescente urbanização ocorrida após a Segunda Guerra Mundial. Essa urbanização
foi mais intensa quando a população rural deixou o campo para tentar a vida na cidade
e exigiu um aumento no abastecimento de alimentos e bens de consumo. Isso foi
possível devido aos avanços tecnológicos proporcionados pela revolução industrial a
2

partir do século XVIII.

As inovações tecnológicas permitiram a produção de bens de consumo em


enorme quantidade e a fabricação de embalagens cada vez melhores que garantiram,
o transporte seguro e a durabilidade desses bens.

A sociedade humana só é viável quando o comportamento das pessoas se


baseia numa ética. Sem ela, não é possível a convivência. E sem convivência, sem
vida em comum, não há possibilidade de existência de qualquer sociedade humana,
muito menos de uma sociedade saudável. Um grande equívoco seria associar
qualidade de vida somente riqueza material. A qualidade de vida do homem está
diretamente vinculada à qualidade da água que se bebe, do ar que se respira, dos
alimentos que se consome e da saúde que se obtém por meio desse conjunto
(PCN,1997).

Considerando toda importância da temática ambiental e a visão integrada do


mundo, no tempo e no espaço, sobressaem-se as escolas, como privilegiados na
implementação de atividades que propiciem essa reflexão, pois isso necessita de
atividades de sala de aula e atividades de campo, com ações orientadas em projetos
e em processos de participação que levem à autoconfiança, a atitudes positivas e ao
comprometimento pessoal com a proteção ambiental implementados de modo
interdisciplinar ( DIAS, 1992)

Educação Ambiental e Cidadania

A Coleta Seletiva para reciclagem é uma ação importante para se preservar o


ambiente, mas para que dê resultados é preciso que toda a sociedade colabore e
participe da construção de uma mudança de mentalidade e consequentemente de
hábitos em relação à problemática do lixo. Tal conscientização não se dará de um dia
para outro, mas através de um trabalho constante de Educação Ambiental que garanta
o envolvimento e a participação de todos: a escola, a família, a comunidade e o
Estado.

A Educação Ambiental está garantida pela Constituição da República


Federativa do Brasil de 1988. O artigo 225 diz que cabe ao Poder Público “promover
3

educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a


preservação do meio ambiente”.

A Educação Ambiental sozinha não é suficiente para resolver os problemas


ambientais, mas é condição indispensável para tanto. A grande importância da
Educação Ambiental é contribuir para a formação de cidadãos: conscientes do seu
papel na preservação do meio ambiente e aptos para tomar decisões sobre questões
ambientais necessárias para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável. O
papel do poder público é fundamental para que tais ações se concretizem. No caso
do tratamento de lixo, as leis, regulamentos e procedimentos são definidos pela União
e define as normas gerais.

Segundo o programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) uma
sociedade sustentável deve estar em harmonia com os princípios:

• Respeitar e cuidar da comunidade dos seres vivos;


• Melhorar a qualidade da vida humana;
• Conservar a vitalidade e a diversidade do Planeta Terra;
• Minimizar o esgotamento de recursos não-renováveis;
• Permanecer os limites da capacidade de suporte do Planeta Terra;
• Modificar atitudes e práticas pessoais;
• Permitir que as comunidades cuidem de seu próprio ambiente;
• Gerar uma estrutura nacional para a integração de desenvolvimento e
conservação;
• Construir uma aliança global.

Um dos grandes problemas ambientais é o lixo. O homem colocando o lixo para


o lixeiro, ou jogando-o em terrenos baldios, resolve o seu problema individual não se
dando conta que as áreas de depósito de lixo das cidades estão em cada vez mais
escassas e que o lixo jogado nos terrenos baldios favorece o desenvolvimento de
insetos e ratos transmissores de doenças.

Para Rodrigues e Cavinatto (2003, p. 6) “[...] a palavra lixo, no dicionário, é


definida como sujeira, imundície, coisa ou coisas inúteis, velhas, sem valor. Lixo, na
linguagem técnica, é sinônimo de resíduos sólidos e compreende os materiais
descartados pelas atividades humanas”.
Para a preservação do meio ambiente o tratamento do lixo deve ser
4

considerado como uma questão de toda a sociedade e não um problema individual.


O artigo 225 da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 estabelece
que: “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso
comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público
e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras
gerações”.

Cuidar do planeta é responsabilidade de todos, cada um pode


fazer sua parte. Consumir de modo crítico, evitar o uso de
produtos descartáveis, destinar corretamente os materiais
recicláveis, doar os objetos que não se quer mais, mas que
ainda estão em condições de uso são algumas das ações que
devem fazer parte do cotidiano (CATANI,2015, p.128).

É direito de todo cidadão ter um ambiente sadio, e um dever de todos preservá-


lo. Em março de 1988 foi promulgada a Lei de Crimes Ambientais que assegura alguns
princípios para manter o meio ambiente equilibrado. São ações como esta que
garantem o direito do cidadão a um ambiente saudável. O grande desafio da
atualidade é promover o desenvolvimento sustentável, tema central da Conferência
das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, conhecida como Rio
92. Por desenvolvimento sustentável podemos entender o desenvolvimento capaz de
satisfazer as necessidades presentes, mas sem comprometer as necessidades das
gerações futuras.

1.1 OBJETIVO GERAL

Proporcionar às crianças por meio de atividades de campo, oficinas, pesquisas,


discussões e debates, conhecimentos que permitam a elas se perceberem como
agentes construtores da história pessoal e da sua comunidade, compreendendo a
importância do saneamento básico e do tratamento do lixo para a saúde das pessoas
e para a preservação e equilíbrio do Meio Ambiente
5

1.1.1 Objetivos Específicos

 Educar o aluno para uma boa convivência com o meio ambiente escolar e
a preservação do planeta;
 Estimular a iniciativa dos alunos em reciclar material;
 Produzir e divulgar cartazes para conscientizar toda comunidade escolar
sobre a importância da reciclagem seletiva do lixo para o meio ambiente;
 Chamar atenção e despertar consciência para o problema do lixo e alertar
sobre a Dengue (causador, sintomas, tratamento e profilaxia);
 Plantio de flores no jardim do Colégio;
 Confeccionar lixeiras de cores, jogos e objetos decorativos com materiais
recicláveis (Oficina);
 Desenvolver o cantinho de dúvidas sobre reciclagem;
 Visita técnica no Parque do Japão (observação visual do ambiente);
 Finalizar o projeto com um passeio nos pontos turísticos de Maringá-PR.
6

2 IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA

Logotipo da empresa:

Razão Social: Colégio Estadual Vinicius de Morais – Ensino Fundamental e Médio

CNPJ: 80.291.420/0001-03

Endereço: Rua Ataulfo Alves, 254

Município: Maringá - PR

Tel./Fax: (044) 3255-2366

Supervisor do Estágio: Marciléia Ramirez de Lima Bonilha

2.1 CROQUI DE LOCALIZAÇÃO

Figura 1 –

Fonte: Google Maps, 2014.


7

2.2 INFORMAÇÕES GERAIS DA EMPRESA

O Colégio Estadual Vinícius de Morais,

3 ATIVIDADES REALIZADAS DURANTE O ESTÁGIO

Durante o desenvolvimento do projeto, os educandos mostraram grande


interesse pelas atividades e muita curiosidade pelos assuntos abordados. Os
resultados obtidos pelo trabalho de conscientização ambiental foram alcançados
durante o desenvolvimento do projeto e para melhor entendimento será efetuado um
breve comentário sobre a compreensão dos procedimentos obtidos durante esta fase,
acompanhados de registros, fotos. As atividades realizadas foram planejadas visando
alcançar os objetivos propostos pelo projeto e se constituíram da seguinte maneira:

• Primeira Etapa: O primeiro passo desenvolvido no projeto, foram feitos


questionamentos com enfoque a educação ambiental, para verificação do nível de
conhecimento e interesse dos alunos. Desta forma, foram relatados aos alunos os
problemas que o lixo pode ocasionar em nossas vidas, para isso, foi oportunizado
slides sobre – “Meio ambiente e o Lixo”, objetivando aos educandos o que é Meio
Ambiente, o que é lixo, como o produzimos, como reciclamos e qual a sua destinação
final, já que ele faz parte da história da humanidade e sua produção é inevitável. Na
apresentação houve momentos de pausa nos slides, para explanações, reprodução
de vídeos curtos, depois houve momentos para os alunos perguntarem e relatarem o
que entenderam, surgiram dúvidas como para onde é levado o lixo da nossa cidade,
muitos não faziam a mínima ideia para onde ele era transportado depois de estar no
caminhão.
8

Finalizando, foram disponibilizados uma atividade de entrevista para


desenvolverem com os familiares. Segue abaixo o modelo do roteiro:

Nome do entrevistado:___________________
Grau de parentesco:_____________________

• Em sua casa são reutilizados alimentos e embalagens? Como?


• Por que é importante reduzir o uso de produtos descartáveis no nosso dia a
dia?
• O que você faz para reduzir o lixo em sua casa?
• Você sabe o que acontece com o lixo recolhido em sua casa? Será que ele é
reaproveitado de alguma forma?
• Quais atitudes você pode adotar com o seu lixo em sua casa, para ajudar a
preservar o meio ambiente?
• Em sua casa é feita a separação do lixo reciclável? Como?
• Os 4 Rs são: reduzir, reutilizar, reciclar e repensar. Existe algum “R” que você
acrescentaria? Qual?
• O que você diria para convencer uma pessoa que não tem o costume de
separar o lixo doméstico a mudar de atitude?

• Segunda Etapa: Após debater e discutir sobre a entrevista feita com os familiares, e
também sobre a problemática do lixo a nível do município, foram constatadas que
poucas famílias separam o lixo, porém reutilizam alimentos e embalagens, muitas
famílias usam atitudes diferenciadas para reduzir o lixo, mostrando a preocupação
com o meio ambiente.

tabela

Diante desta situação, propus uma ação concreta e ao mesmo tempo observar
os problemas no cenário da escolar, foi à realização da coleta de lixo do ambiente
escolar, motivo pelo qual queríamos demonstrar que se deve manter limpo os locais
9

públicos, que devemos começar do nosso meio ambiente, conseguindo, dessa forma,
detectar sérios problemas sobre o lixo e propor soluções, como exemplo a quantidade
de lixeira. Esta ação teve o intuito de diminuir o problema do lixo e de incentivar outras
pessoas a tomar consciência dos problemas existentes na escola e também no bairro,
e que juntos se pode amenizá-los ou solucioná-los. Assim, foram distribuídos luvas e
sacos plásticos às crianças que, prontamente fizeram a coleta do lixo, que foi recolhido
e jogado no seu devido lugar. Retomamos o assunto, oportunizando uma reflexão
sobre a problemática do lixo e suas consequências em nossas vidas e com a
paisagem. (foto) Uma das soluções encontradas pelas crianças foi ter uma área de
lazer, plantar mais árvores, flores e à colocação de mais lixeiras na escola, confecção
de lixeiras de cores para reciclagem na escola, e oficinas de reciclagem e aulas de
educação ambiental, também trocar as lixeiras da sala, com essas ideias começaram
a pesquisar sobre modelos de lixeiras e espécies de plantas adequadas para plantar
na escola.

• Terceira Etapa: Com base nas pesquisas, fomos a campo, com o auxílio da
Professora Antônia, plantamos várias flores no jardim da escola.

Figura 4: Plantio de flores no jardim do Colégio

Deste modo, para reforçar a importância do ambiente limpo, foi realizado um

passeio pelo entorno da escola para constatar se há presença de lixo nas ruas ou se
a população tem a consciência de jogar seu lixo nas lixeiras para a devida destinação.
Mas, o que foi constatado é que existe muito lixo espalhado pelas ruas do bairro, em
terrenos baldios, poucas lixeiras instaladas o que torna esta situação desagradável
aos olhos dos alunos. (fotos)
10

Durante o passeio, os alunos entregaram panfletos sobre a dengue foram, a


todo o momento, instigados a observar e perceber o que pode acontecer com o
acúmulo de lixo. O objetivo do passeio foi observar a quantidade de lixo jogado nas
ruas e também conscientizar a comunidade sobre o perigo que é a dengue, para que
ficasse registrada a importância dessa ação, para que no futuro próximo sejam
verdadeiros cidadãos, preocupados com o meio ambiente.

foto

Desta forma, e para motivá-los, fomos a sorveteria, com intuito de estabelecer


um elo de amizade entre os integrantes do projeto, depois foi oportunizado aos alunos
em grupo para que expressassem por meio de cartazes o que foi visto durante o
passeio, para alertar a comunidade escolar.

foto

• Quarta Etapa: Após evidenciarmos os problemas causados pelo lixo e as suas


consequências, foi reproduzido um vídeo sobre a importância da reciclagem, já que o
lixo é um dos principais problemas ambientais da atualidade. Além de preservar o
meio ambiente, a reciclagem contribui com a diminuição significativa da poluição do
solo, da água e do ar. Outra questão levantada no vídeo foi a orientação sobre a
separação do lixo na escola e nas residências , demonstrando, na prática, por meio
de embalagens vazias e questionando os alunos sobre o que é lixo e o que pode ser
reciclado, para que possam estabelecer em suas casas a maneira correta de separar
o lixo , o que pode ser reciclado do lixo e o que não pode ser reutilizado pela coleta
seletiva, sendo o seu destino o aterro sanitário ou lixão. Após a explicação, propus
uma pesquisa sobre aterro sanitário, incineração e compostagem. Depois,
pesquisaram também sobre materiais que podem ser reaproveitados e transformados
em objetos de utilidades, jogos ou objetos de decoração.

foto
11

• Quinta Etapa: Colocando em prática na oficina de recicláveis, com muitas ideias


trazidas pelos alunos, mas primeiramente confeccionamos as lixeiras de cores com
latas vazias de massa corrida, cada equipe, ficaram responsáveis de pintar uma lata,
pois, em outro momento, as equipes no horário do intervalo do período da tarde, vão
expor as lixeiras e explicar a destinação correta dos materiais, usando os cartazes e
os panfletos conseguidos no posto de saúde, sobre a dengue, mas conscientizando
os alunos para levarem para casa os panfletos, para manter limpa o espaço escolar.

foto

Os alunos em equipe, trouxeram os materiais recicláveis para confeccionar os


objetos pesquisados, acima de tudo, transmitiram aos seus pais a importância da
reciclagem e sensibilizá-los sobre a questão ambiental. Após essa tomada de
consciência ambiental foi possível demonstrar as vantagens da reciclagem, da
preservação da natureza e da não poluição do meio ambiente. As atividades foram
de grande valia para a aprendizagem dos educandos, pois eles não davam
importância a reciclagem e os seus benefícios para o meio ambiente. O trabalho
desenvolvido foi, sem dúvida, uma contribuição para a formação de uma consciência
ecológica, pois conseguiram observar os problemas ambientais em sua comunidade.
A partir desses momentos, vê-se a importância em trabalhar atividades concretas com
os alunos, pois é nessa fase da vida que se tem o desenvolvimento e a formação da
personalidade, já que estão em busca do conhecimento.

foto

 Sexta Etapa: Depois de muita pesquisa e preparação da exposição, foram


selecionados os alunos para apresentação do trabalho. Foi realizado no pátio, o
cantinho para tirar dúvidas sobre a reciclagem, tiveram o momento de preparação do
espaço, onde todos participaram, foram escolhidos os alunos para divulgação do
cantinho, na sala de aula, outros para distribuir os panfletos, conscientizando-os
quanto ao ambiente limpo e aqueles para tirar as dúvidas, foi um bom trabalho, os
alunos se sentiram importantes e valorizados na realização da exposição, utilizaram
os cartazes, as lixeiras de cores e também os objetos confeccionados.
12

foto

 Sétima Etapa: Os alunos nesta etapa, consciente de seu papel no meio


ambiente, foi oportunizado uma aula prática e também momento de lazer, fazendo um
passeio pelos pontos turísticos e finalizando no Parque do Japão, onde fizeram
observações do ambiente e aproveitamos e fizemos um piquenique, ou seja, uma
confraternização.
foto

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Após a conclusão do projeto “Reciclar é preciso”, pode-se observar que o dar-se


conta, a tomada de consciência ambiental na Educação permitiu uma maior reflexão,
informação e discussão sobre os assuntos ligados à Educação Ambiental, permitindo
que despertassem os mais variados temas sobre o meio ambiente, tornando-os mais
atentos a tudo o que acontece ao seu redor. Já que é na infância que o ser humano
passa por grandes transformações em termos de atividades, de atitudes e de gestos,
é necessário avaliar e perceber cada passo dessa transformação para, então,
compreender as atuais necessidades de cada criança, estimulando e desenvolvendo
nela uma perspectiva de uma vida adulta com características positivas sobre as suas
atitudes e de si mesmo. Assim, considera-se que os objetivos dessa proposta de
trabalho foram alcançados, mas com expectativa de continuação do projeto, já que a
finalidade do trabalho é contínua na escola, ampliando e mantendo atividades, não
somente na escola, mas também na comunidade escolar, a fim de que no futuro
possam acontecer expressivas mudanças socioambientais dentro desta comunidade.
Mas, é importante salientar que atividades como estas não devem ser apenas
trabalhadas nas datas comemorativas, como no Dia do Meio Ambiente e Dia da
Árvore, e sim, deve ser trabalhado durante todo o ano letivo, pois o Planeta não
suporta mais o modelo atual de desenvolvimento. E para mudar esta situação, é
responsabilidade de cada um, cidadãos e educadores. Portanto, o objetivo foi atingido
com êxito, e as expectativas em despertar nas crianças da Escola de Ensino
13

Fundamental Vinícius de Morais o interesse e a paixão por questões relacionadas ao


meio ambiente.
5 REFERÊNCIAS

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Temas


Transversais – Brasília: MAC/SEF, 1998.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 275, de 19 de junho de 2001. Estabelece o código de cores


para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e
transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva. Brasília:
Sema, 2001

BRASIL (Estado). Constituição (1999). Decreto nº 12493, de 1999. Lei de Resíduos do


Paraná, Curitiba, PR, 1999.

CATANI, A. Para viver juntos: ciências da natureza. 4. ed. - São Paulo, SM, 2015, P.128

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. São Paulo, Gaia, 1992.

Projeto Político Pedagógico, Colégio Estadual Vinícius de Morais – Maringá/PR, Ensino


Fundamental e Médio. — 2013.

RODRIGUES, F. L.; CAVINATTO, V.M. Lixo de onde vem? Para onde vai? 2a ed. São Paulo,
ed. Moderna, 2003.

Portal Dia a Dia Educação - Estado do Paraná www.diaadia.pr.gov.br/

http://www.ciencias.seed.pr.gov.br/modules/video/arquivoVideos.php

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=36792
Vídeo sobre o meio ambiente e a importância de reciclar.

http://www.youtube.com/watch?v=Yf4sHGnRP0k
file:///home/prof/rosleia/educa%C3%A7%C3%A3o%20ambiental%20e%20cidadania

Ciência Hoje: www.ciencia.org.br

Ilha das Flores. Jorge Furtado. Produção da Casa de Cinema de Porto Alegre. Kodak do
Brasil, Curt-Alex Laboratórios e Álamo Estúdios de Som,1989 Disponível
http://www.casacinepoa.com.br

Você também pode gostar