Você está na página 1de 5

10 regras de etiqueta que todo profissional deveria seguir

https://exame.abril.com.br/carreira/10-regras-de-etiqueta-que-todo-profissional-deveria-seguir/
Por Claudia Gasparini
Acesso: 13 set 2016. Publicado: 23 ago 2015.
CARREIRA - VOCÊ S/A

Conheça algumas regras universais de etiqueta corporativa - aquelas que valem para qualquer
profissional, independentemente do cargo ou área de atuação
1. Leis universais

(Thinkstock/Zurijeta)
São Paulo - Regras de etiqueta no trabalho variam amplamente de acordo com fatores como nível
hierárquico, área de atuação e até região geográfica. Ainda assim, algumas leis de
comportamento no mundo corporativo são universais. Reunimos algumas dicas da especialista
norte-americana Barbara Pachter, autora do livro "The essentials of business etiquette",
compiladas pelo site Business Insider. As orientações vão do uso do celular em reuniões às regras
para o aperto de mão. Navegue nos slides para conhecê-las.
2. Antes de uma reunião, socialize

(Creative Commons/Flickr/ Lars Plougman)


Você está numa reunião com colegas que não conhece tão bem? Em vez de ficar no "casulo",
procure interagir de forma leve e agradável com quem está ao seu lado. Também vale apresentar
desconhecidos, recomenda Pachter, começando normalmente pela pessoa com o cargo mais alto.
3. Inicie o aperto de mão se você tiver um cargo mais alto
(Thinkstock/anyaberkut)
Trocar um aperto de mão no mundo corporativo é muito mais complexo do que parece. Mas há
uma regra básica, fácil de memorizar: a pessoa hierarquicamente superior deve sempre iniciar o
gesto. Se você está recebendo alguém na sua empresa, também cabe a você a iniciativa de
estender a mão.
4. Sempre se levante para cumprimentar o outro

(Thinkstock/Monkey Business Images Ltd)


Não abandonar a cadeira ao ser apresentado a outra pessoa é, antes de tudo, uma postura mal
educada. Porém, mais do que isso, levantar-se indica que a sua presença é importante, segundo a
autora norte-americana. Se você permanece sentado, corre o risco de ser ignorado.
5. Não puxe a cadeira para outra pessoa sentar

(Thinkstock/Jupiterimages)
Antigos "rituais" ditados pelo gênero estão ficando fora de moda - inclusive no âmbito
profissional. Por isso, diz Pachter, não faz sentido puxar a cadeira para a mulher se sentar num
encontro de negócios. Já segurar a porta para um convidado passar é aceitável.
6. Guarde o celular

(Brent Lewin/Bloomberg)
Não disfarçar a sua fixação pelo celular pode gerar grandes constrangimentos para um executivo.
Deixar o aparelho sobre a mesa de reunião é desaconselhável. É melhor que fique no bolso, para
que suas luzes e ruídos não virem fonte de distração.
7. Evite comer em reuniões

(BOA FORMA)
A não ser que se trate de um café da manhã, almoço ou jantar de negócios, é melhor não ingerir
nada em reuniões. É que algum constrangimento pode surgir, diz a especialista, por causa dos
barulhos de mastigação ou dos odores da comida. Beber água ou café é permitido.
8. Cuide da sua postura na cadeira
(Thinkstock/Arne Trautmann)
A menos que você precise demonstrar poder, o ideal é ajustar a altura da cadeira para ficar no
mesmo nível de todos os presentes numa reunião. Também evite cruzar as pernas -
independentemente do seu gênero. "Pode ser uma distração e até um pouco 'sexy' demais para o
ambiente de trabalho", afirma Pachter.
9. Vista-se adequadamente

(Thinkstock/Flickr/Creative Commons/Ana_Cotta)
A sua imagem profissional depende muito mais das suas roupas do que você imagina. Descobrir
qual é o código de vestimenta de uma empresa ou encontro profissional - e segui-lo à risca - é
essencial para garantir a sua credibilidade.
10. Seja pontual

(Bloomberg)
Comparado a outras nacionalidades, o brasileiro tende a ser pouco pontual. No mundo dos
negócios, é bom conter essa tendência. Segundo Patcher, chegar na hora para compromissos
profissionais é uma atitude que denota seriedade, organização e respeito ao outro.
11. Vá direto ao ponto
(Getty Images)
O conselho é simples, mas fundamental: não faça o outro perder tempo. No mundo corporativo,
isso significa se comunicar de forma objetiva e concisa. Evitar repetições, comentários
desnecessários e digressões também é um sinal de educação no trabalho, diz a especialista.
12. Veja agora 8 dicas de linguagem corporal para dominar uma negociação

(Thinkstock/STUDIO GRAND OUEST)