Você está na página 1de 5

Introdução

O inglês é falado de maneiras diferentes nos dois lados do Atlântico. Com o passar dos anos,
as diferenças entre o inglês britânico e o americano levantaram debates e discussões fervorosos.
O inglês britânico moderno é altamente influenciado pelo inglês americano, fazendo com que
muitos contrastes desapareçam. A pronúncia é, em alguns casos, bem diferente, mas a grande
maioria dos cidadãos americanos e britânicos entendem facilmente uns aos outros. Antes de
focarmos as diferenças mais importantes entre os dois principais tipos de inglês, ressaltamos que
estas diferenças são de importância mínima, e, com a internacionalização em andamento do nosso
mundo moderno, pode-se afirmar que elas estão diminuindo.

Durante a maior parte do século XIX, alguns cidadãos ingleses


defendiam a opinião de que os americanos estavam "maculando" ou
"corrompendo" sua língua-mãe. Se interpretarmos "maculando" e
"corrompendo" por "mudando", então estes puristas ingleses estavam
mesmo corretos. No entanto, eles não entendiam que a mudança é o
destino inevitável de todas as línguas vivas.

Ainda assim, as suas reações parecem compreensíveis. Talvez os orgulhosos cidadãos do país
colonizador se consideravam os "guardiões" da língua inglesa. Porém, mesmo os próprios
"guardiões" não estavam imunes a ataques dos seus irmãos "Ianques"*. O político americano John
Hays, por exemplo, criticou abertamente o inglês britânico como sendo afetado e pomposo, ao
mesmo tempo que elogiou a variante americana como sendo incisiva e direta.

Até mesmo nos dias atuais você ainda irá ouvir pessoas comparando o inglês britânico e o
americano e discutindo qual é o "melhor tipo de inglês". Tais discussões, todavia, revelam no final
das contas nada mais que uma preferência pessoal de alguém. Defender que uma variedade
qualquer de inglês é superior a outra é o mesmo que dizer que carne assada é melhor que frango
à milanesa.

Há alguns autores, por exemplo, que sustentam que a versão falada do


inglês americano está se tornando cada vez mais dominante por diversas
razões. Um exemplo que ilustra por que o inglês americano tem um maior
impacto sobre o inglês britânico que vice-versa: quando você vai para o Reino
Unido e liga a TV, você vê muitos programas e filmes americanos os quais,
obviamente, são transmitidos em sua versão original, ou seja, americana.
Consequentemente, em especial os jovens que assistem TV irão aprender
muito do vocabulário e expressões idiomáticas norte-americanos, que são
facilmente internalizados e utilizados como se fossem de sua própria língua.
Além do mais, o inglês britânico moderno é muito mais passível de ser
influenciado pelo inglês americano do que o contrário, pois, se você mora nos
E.U.A. e assiste TV, raramente verá um programa ou filme britânico.

Hoje em dia, o inglês se tornou uma Língua Franca**, falado com muitos sotaques por muitas
pessoas no mundo. Em vista dessa diversidade cultural anglo-falante, a noção de que o inglês
britânico é o "melhor tipo de inglês" é claramente ultrapassada. O inglês britânico é
simplesmente uma dentre as muitas variedades singulares de inglês que existem
hoje. Para completar, as poucas diferenças que existem entre o inglês britânico e o americano
tendem muito mais a enriquecer a comunicação do que a torná-la mais lenta.

Antes de entrarmos em detalhes sobre o tema inglês britânico, vamos primeiramente clarificar
o termo inglês britânico. Para atendermos às nossas propostas, iremos utilizar o termo inglês
britânico para nos referirmos somente ao inglês falado na Inglaterra. Tal distinção é necessária
pela simples razão de que o termo inglês britânico pode ser mal interpretado. Talvez ele possa
ser entendido como um termo genérico para todas ou qualquer variedade de inglês falado nas
Ilhas Britânicas (veja mapa abaixo), que são formadas por Inglaterra, Escócia, País de Gales e
Irlanda.

A ideia de que estes países formam uma cultura ou grupo linguístico homogêneno é errônea.
Os irlandeses, escoceses e galeses provavelmente ficariam ofendidos caso fossem chamados de
ingleses. Diferentemente da Inglaterra, cuja maioria dos habitantes são de origem anglo-saxônica,
as populações da Irlanda, Escócia e País de Gales são predominantemente de origem celta***. A
única maneira de sermos justos ao Inglês Irlandês, Escocês ou Galês seria discutirmos
separadamente cada um deles.

Vocabulário

*Ianque - Originalmente significava uma pessoa que vem ou vive em qualquer um dos estados
do norte dos E.U.A., especialmente Nova Inglaterra. Atualmente também significa qualquer pessoa
de origem norte-americana.

**Língua Franca - Uma língua universal. O termo Língua Franca vem do Latim e se refere
originalmente a uma língua utilizada como meio de comunicação entre povos de diferentes línguas
(como o Latim já foi utilizado certa vez.)

***Celtas - Um dos antigos povos Indo-Europeus da Europa Ocidental e Central que mais tarde
migrou para os países conhecidos hoje como Irlanda, Escócia e País de Gales, bem como para
partes da França, Espanha e Portugal.
2. Diferenças de Vocabulário

Pergunte a alguém da Inglaterra o que é um fag e esta pessoa lhe responderá que é um
cigarro. Fazer a mesma pergunta a um americano, no entanto, poderá lhe colocar numa situação
um tanto quanto embaraçosa. Veja bem, em inglês americano, fag é um termo altamente
pejorativo e ofensivo para homossexual.

O exemplo acima mostra que, às vezes, a mesma palavra possui


significados diferentes na Inglaterra e nos E.U.A. Assim, se você estiver na
Inglaterra e quiser comprar doces, você terá que pedir sweets. Nos
Estados Unidos, uma pessoa pede dessert (sobremesa) depois do jantar, ao
passo que uma pessoa na Inglaterra pedirá um sweet ou
uma dessert (ambos os termos significando sobremesa.)
Há uma história de um inglês que visitava Nova Iorque pela primeira vez e parou um homem
para perguntar--lhe como se chegava ao underground*. A resposta que ele recebeu do nova-
iorquino foi bastante direta e rude. "Não sei. Por que você não tenta se matar?" O nova-iorquino
achou, de modo errôneo, que o inglês estava interessado em se encontrar com o próprio Lúcifer.
Pouco sabia o nova-iorquino que no inglês britânico, o underground (também conhecido
como tube) é nada mais nada menos que o subway**.

*underground para o
inglês britânico é uma
palavra com dois
significados - pode tanto
significar metrô como
subsolo, subterrâneo

Underground é um bom exemplo para as muitas palavras na Inglaterra que são diferentes de
seus equivalentes norte-americanos. Estudiosos interessados nestas diferenças lexicais chegaram
a compilar dicionários de inglês britânico/americano - americano/britânico. A seguir,
apresentamos uma lista das palavras mais comuns. Na primeira coluna, colocamos a palavra em
inglês americano, na segunda, seu equivalente britânico, e na terceira, a tradução para o
português:

American British Portuguese


airplane aeroplane avião
apartment flat apartamento
area code dialing code código de área
bar pub bar, taverna
billfold wallet carteira
busy engaged (phone) ocupado (telefone)
candy sweets doces
cookie/cracker biscuit biscoito
corn sweet corn, maize milho
crib cot berço
crazy mad louco
pedestrian/zebra
crosswalk faixa de pedestre
crossing
turn-ups (on
cuffs bainha de calça
trousers)
diaper nappy fralda
drugstore,
chemist's farmácia, drogaria
pharmacy
elevator lift elevador
eraser rubber, eraser borracha (escolar)
fall/autumn autumn outono
first floor, second ground floor, first
térreo, primeiro piso...
floor etc floor
flashlight torch lanterna
flat (tire) flat tyre, puncture pneu furado/vazio
french fries chips batatas fritas
garbage/trash rubbish lixo
garbage can,
dustbin, rubbish bin lata de lixo
trashcan
gas/gasoline petrol gasolina/combustível
highway, freeway main road, motorway estrada, rodovia
hood (of a car) bonnet capô
cruzamento (de
intersection crossroads
rodovias ou ruas)
mad angry enfurecido
mailbox pillar box caixa de correio
mean nasty mesquinha
movie, film film filme cinematográfico
movie theater cinema cinema
pants, trousers trousers calças compridas
parking lot car park estacionamento
calçamento,
pavement road surface
pavimentação
pitcher jug jarro(a)
potato chips crisps batata frita (em fatias)
railroad railway ferrovia
raise rise (in salary) aumentar
rest-room, toalete, banheiro (em
(public) toilet
bathroom restaurantes, hotéis etc.)
sidewalk pavement calçada
resumé CV currículo profissional
schedule, timetable timetable horário
trainers (=sports
sneakers tênis esportivo
shoes)
stand in line queue fazer fila
store/shop shop loja
**subway underground* metrô
trunk (of a car) boot porta-malas
truck lorry, van caminhão
two weeks fortnight, two weeks duas semanas
vacation holiday(s) férias
vest waistcoat colete
zee zed "zê" - o nome da letra "z"
zipper zip zíper, fecho de correr
3. Diferenças de Ortografia

O inglês britânico tem uma tendência a manter a ortografia de muitas


palavras de origem francesa, enquanto os norte-americanos tentam escrever de
um jeito mais próximo ao modo como eles pronunciam as palavras, e eles
removem letras que não são necessárias.

Se acontecer de você estar lendo um jornal inglês e ver program escrito p-r-o-g-r-a-m-m-e,
ou color escrito c-o-l-o-u-r, tenha certeza de que o que você viu não foi um erro de digitação ou o
descuido de um revisor desleixado. O inglês britânico e o inglês americano possuem uma gama de
diferenças ortográficas. As mais signifcativas são:

- Algumas palavras que terminam em -ter no inglês americano, como theater (teatro) ou center
(centro), são grafadas com -tre no inglês britânico: theatre, centre.

- Algumas palavras que terminam em -or no inglês americano, como labor (trabalho)
e honor (honra), são grafadas com -our no inglês britânico, resultando em labour, honour.

- Muitos verbos terminados em -ize no inglês americano são geralmente grafados com -ise no
inglês britânico. Assim, realize (perceber, dar-se conta) se torna realise.

- O -l final em palavras como travel (viajar) é repetido no inglês britânico, o que resulta em
palavras como traveller e travelling.

- Algumas palavras terminadas em -og no inglês americano, como dialog (diálogo)


e catalog (catálogo), são grafadas com -ogue no inglês britânico: dialogue, catalogue.

Veja abaixo a seleção de algumas palavras específicas com diferentes ortografias no inglês
americano e no inglês britânico. Na terceira coluna, apresentamos a palavra equivalente em
português:

American
British English Portuguese
English
analyze analyse analisar
aluminum aluminium alumínio
catalog catalogue catálogo
center centre centro
check (noun) cheque cheque
color colour cor
defense defence defesa
inscrever-se, matricular-
enroll enrol
se, alistar-se
realizar, cumprir,
fulfill fulfil
satisfazer
honor honour honra
gray grey cinza
jewelry jewellery joia
labor labour trabalho, mão-de-obra
liter litre litro
meter metre metro
neighbor neighbour vizinho
offense offence ofensa
organize organise/organize organizar
pajamas pyjamas pijama
paralyze paralyse paralisar
practice/practise
practise praticar
(verb)
program programme programa
realize realise perceber
skillful skilful hábil
theater/theatre theatre teatro
tire tyre pneu
traveled travelled viajado, viajou
4. Diferenças de Pronúncia

Talvez a maior das diferenças entre o inglês britânico e o americano esteja


na pronúncia. No inglês britânico, muitas vogais possuem sons diferentes e
geralmente não são nasalizadas. Algumas diferenças importantes são:

- Vogais tônicas geralmente são mais longas no inglês americano.


Em packet (pacote), por exemplo, o "a" é mais longo.

- No inglês britânico, o "a" em palavras como can't, class e fast é pronunciado na parte de trás da
boca, ao passo que no inglês americano, ele é pronunciado na parte da frente da boca.

- No inglês britânico, a consoante /r/ é pronunciada somente antes de uma vogal (por exemplo,
em red e bedroom). Em todos os demais casos, o /r/ é silencioso, soando mais similar ao
som "ah" (por exemplo, em car, learn, over). No inglês americano, o /r/ é sempre pronunciado
onde quer que esteja em uma palavra.

- No inglês americano, o "t" entre vogais é pronunciado como um "d"


suavizado, fazendo com que as palavras writer e rider tenham pronúncias
similares. Os falantes britânicos geralmente pronunciam o "t" como /t/.

- "The pot is hot" (O pote está quente.) - no inglês britânico, o "o" em


palavras como pot e hot é pronunciado com os lábios arredondados.

Estas são apenas algumas das muitas diferenças de pronuncia que existem entre o inglês
britânico e o americano. O inglês britânico possui também um ritmo diferente, fazendo com que
tenha uma pronúncia mais "cortada" e enfática. O inglês americano, por outro lado, tende a ter
uma pronúncia mais arrastada.

Tenha em mente que mesmo em um país pequeno como a Inglaterra, você irá se deparar com
muitos sotaques regionais diferentes. Um dos mais famosos, do qual já falamos na seção "Inglês
pelo Mundo", chama-se inglês Cockney. O inglês Cockney é a variedade que fala um amplo
segmento da classe trabalhadora londrina. Uma das características mais imediatamente
reconhecíveis da pronúncia Cockney é a supressão do h no início das palavras. Deste modo, a
frase "I have a horrible hangover" (Estou com uma ressaca terrível) soa como "I've an 'orrible
'angover." Curiosamente, a estrela internacional de rock Mick Jagger às vezes adota o
sotaque Cockney para cantar suas músicas.