Você está na página 1de 8

Ficha de avaliação Ano letivo 2016-2017

Biologia e Geologia – 11.º ano


______________________________________________________________________________

Grupo I

Os pinguins constituem um grupo de aves pertencentes à família Spheniscidae, da qual se


conhecem 18 espécies vivendo em climas diferentes. Apesar de terem sido encontrados fósseis
antigos de pinguim nas proximidades do equador, tem sido sugerido que o ancestral comum mais
recente dos pinguins atuais é originário da Antártida, tendo posteriormente ocorrido diversificação
para outras áreas.
Um estudo de 2013, baseado na comparação de cinco intrões, pertencentes a quatro genes das
11 espécies investigadas, e em estudos anteriores relativos a outras aves, estimou em 20,4 M.a. a
idade do mais recente ancestral comum das espécies existentes (figura 1). Esta idade
corresponde a metade de uma estimativa anterior, baseada em dados moleculares resultantes da
comparação de sequências de DNA mitocondrial. O estudo de 2013 utilizou fósseis recentes de
pinguins para calibrar o relógio molecular que permitiu a datação; o fóssil Madrynornis mirandis,
por exemplo, foi utilizado para calibrar a divergência entre Eudyptes e Megadyptes. Os relógios
moleculares constituem uma técnica usada em estudos de evolução que permite deduzir o
momento de divergência de duas espécies ou de outros grupos taxonómicos. Algumas mutações
ocorridas no DNA não são eliminadas e acumulam-se ao longo do tempo a uma taxa regular. A
comparação do mesmo gene em dois grupos distintos permitirá, assim, deduzir a distância
cronológica relativamente a um ancestral comum.

Figura 1. Divergência entre os principais grupos de pinguins e outras aves ao longo de 80 milhões de anos.

Baseado em S. Subramanian et al., Evidence for a recente origin of pinguins, Biol Lett 9: 20130748, 2013

Página 1 de 8
Nos itens de 1 a 8, seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

1. As asas do falcão peregrino (Falco peregrinus) e as nadadeiras do pinguim podem ser


consideradas estruturas_____, indicando uma________ entre os dois grupos.
(A) homólogas (…) ancestralidade comum
(B) homólogas (…) evolução convergente
(C) análogas (…) evolução convergente
(D) análogas (…) ancestralidade comum

2. De acordo com o princípio de utilização dos relógios moleculares, a deteção de uma _____
variação em genes _____, de dois grupos diferentes, permitirá inferir um maior afastamento
cronológico relativamente ao ancestral comum.
(A) maior (…) diferentes
(B) maior (…) idênticos
(C) menor (…) idênticos
(D) menor (...) diferentes

3. A árvore filogenética representada na figura 1 traduz uma perspetiva


(A) pós-darwiniana da classificação dos seres vivos.
(B) pós-lineana da classificação dos seres vivos.
(C) pré-darwiniana da classificação biológica.
(D) pós-lineana e pré-darwiniana da classificação biológica.

4. De acordo com o sistema de classificação de Whittaker modificado, os organismos


representados na figura 1 estão integrados no Reino Animal, uma vez que apresentam
(A) organização multicelular e nutrição autotrófica.
(B) reduzido grau de diferenciação e obtenção de matéria orgânica por ingestão.
(C) organização multicelular e obtenção de matéria orgânica por ingestão.
(D) elevado grau de diferenciação e obtenção de matéria orgânica por absorção.

5. Os pinguins do género Pygoscelis representados na figura 1 pertencem


(A) à mesma espécie e à mesma família.
(B) à mesma família, mas não à mesma ordem.
(C) à mesma espécie, mas não à mesma classe.
(D) à mesma família e à mesma ordem.

6. Considere as seguintes afirmações, relativas aos dados apresentados na figura 1.


I. O ancestral comum mais recente das espécies Spheniscus magellanicus e Aptenodytes
forsteri terá vivido há cerca de 20 milhões de anos.
II. As porções dos quatro genes analisados no estudo são constituídas por DNA nuclear
codificante.
III. O termo dominicanus designa uma espécie do género Larus.

(A) III é verdadeira; I e II são falsas.


(B) I e II são verdadeiras; III é falsa.
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(D) I é verdadeira; II e III são falsas.

Página 2 de 8
7. O ancestral comum ao género ____ é mais ____ do que o ancestral do género Pygoscelis.
(A) Eudyptes (...) antigo
(B) Spheniscus (...) antigo
(C) Spheniscus (...) recente
(D) Megadyptes (...) recente

8. Os resultados do estudo mais recente constituem um argumento


(A) citológico.
(B) bioquímico.
(C) anatómico.
(D) paleontológico.

9. Faça corresponder a cada uma das afirmações respeitantes à síntese proteica, expressas na
coluna A, a respetiva designação, que consta da coluna B. Utilize cada letra e cada número
apenas uma vez.
Coluna A Coluna B

a. Processo que ocorre com a intervenção da RNA-polimerase. 1. Maturação


b. Processo que permite a produção de polímeros 2. Transcrição
de aminoácidos. 3. Replicação
c. Processo que resulta no encurtamento de moléculas 4. Tradução
polirribonucleotídicas. 5. Divisão celular

10. O facto de ter ocorrido um declínio da temperatura da Antártida, há cerca de 12 M.a., sugere
uma possível relação entre as mudanças climáticas e a evolução dos pinguins.
Explique, numa perspetiva darwinista, a influência da referida variação na evolução destes
animais.

Página 3 de 8
Grupo II

Desde há séculos que o povo da etnia Zoque, no México, pratica um ritual religioso, no final da
estação seca, durante o qual usam raízes de barbasco (Lonchocarpus sp.) para envenenar peixes
da espécie Poecilia mexicana. Durante a cerimónia, o barbasco é depositado numa gruta a partir
de onde é distribuído pela corrente ao longo do interior e para o exterior da gruta. As raízes de
barbasco contêm rotenona, uma substância tóxica que inibe a atividade mitocondrial. Os peixes
anestesiados são depois recolhidos e usados na alimentação até que as culturas estejam prontas
para a colheita.
Estes peixes habitam o sistema de grutas designado por Caverna do Enxofre, distribuindo-se por
habitats caracterizados pela presença ou ausência de sulfureto de hidrogénio (H2S), um gás
libertado do chão das grutas que pode ser usado por bactérias quimioautotróficas. Apesar da
proximidade dos vários tipos de habitat e da ausência de barreiras físicas, as várias populações
apresentam acentuada divergência genética.
Um grupo de investigadores formulou a hipótese de as populações de peixes, anualmente sujeitas
à ação da rotenona, apresentarem uma maior resistência a esta substância. Para testar esta
hipótese, foram capturados peixes em dois locais afetados pela deposição do barbasco e de dois
locais não afetados, situados a montante do local do ritual (figura 2). Após a recolha, os peixes
foram colocados em tanques com 100 ml de água sem H2S, arejada com regularidade, onde
permaneceram durante dois dias. Posteriormente foram adicionados 5 ml de uma solução de
barbasco, com intervalos de 2 minutos, ao longo de 60 minutos, tendo sido determinado o tempo
até os peixes perderem o controlo do movimento (gráfico 3A). Findo este tempo, os peixes dos
dois sexos foram medidos, pesados e colocados em tanques de recuperação fortemente arejados.
Os resultados experimentais estão expressos nos gráficos A e B da figura 3.
Baseado em M. Tobler, Z. Culumber, M. Plath, K. Winemiller e G. Rosenthal, An indigenous religious ritual selects for resistance to a
toxicant in a livebearing fish (consultado em http://rsbl.royalsocietypublishing.org, dezembro de 2016)

Figura 2. Localização da Caverna do Enxofre no México. As linhas


representam águas superficiais e a direção da seta, o sentido da corrente.
Os círculos correspondem aos locais onde se realizam os rituais. Os
números assinalam os locais de recolha das amostras de peixes.

Figura 3. Os gráficos representam os resultados da investigação em função do tempo que antecedeu a perda de controlo de movimento
dos peixes. No gráfico B, as barras a negro representam os machos e as claras, as fêmeas.

Página 4 de 8
Nos itens de 1 a 5, seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

1. As bactérias quimioautotróficas utilizam a energia da _____ de compostos inorgânicos, como o


H2S, encontrando-se no _____ das cadeias alimentares.
(A) redução (…) final
(B) oxidação (…) início
(C) oxidação (…) final
(D) redução (…) início

2. As bactérias foram incluídas por Whittaker no Reino _____, utilizando como critério de
classificação _____.
(A) Monera (...) o tipo de nutrição
(B) Protista (...) o tipo de nutrição
(C) Monera (...) a organização estrutural
(D) Protista (...) a organização estrutural

3. A atividade experimental tinha como principal objetivo


(A) compreender o efeito da luz sobre as populações de peixes.
(B) verificar a ação da seleção natural sobre os peixes da Caverna do Enxofre.
(C) verificar a influência do H2S no aumento da resistência ao barbasco.
(D) compreender a relação entre uma atividade humana e o aumento da resistência ao
barbasco.

4. A substituição gradual da água, dos locais de recolha, por água arejada e filtrada sem H2S
(A) diminuirá a fiabilidade dos resultados experimentais, uma vez que os peixes foram
recolhidos em locais diferentes.
(B) diminuirá a fiabilidade dos resultados, uma vez que os peixes seriam provenientes de locais
escuros e iluminados.
(C) aumentará a fiabilidade dos resultados, uma vez que uniformiza as condições ambientais
de peixes provenientes de habitats diferentes.
(D) aumentará a fiabilidade dos resultados, uma vez que uniformiza as condições
experimentais de peixes oriundos do mesmo habitat.

5. Uma das variáveis independentes da investigação corresponde


(A) à presença ou ausência de luz a que os peixes são submetidos.
(B) à população de origem dos peixes.
(C) à temperatura a que estão sujeitos os peixes.
(D) ao tempo de perda do controlo motor dos peixes.

6. Explique em que medida a ação da rotenona pode influenciar o controlo do movimento dos
peixes.

Página 5 de 8
Nos itens de 7 e 8, seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

7. No ciclo de vida dos peixes, os gâmetas pertencem à _____, resultando de um processo _____
de divisão celular.
(A) haplofase (…) meiótico
(B) diplofase (…) meiótico
(C) haplofase (…) mitótico
(D) diplofase (…) mitótico

8. Considere as seguintes afirmações, relativas aos dados obtidos na investigação.


I. As fêmeas da espécie Poecilia mexicana recolhidas fora da Caverna do Enxofre apresentam
maior resistência à rotenona.
II. O sexo dos peixes da espécie Poecilia mexicana não influencia a resistência à rotenona.
III. A resistência à rotenona poderá estar condicionada pelo tamanho do animal.

(A) III é verdadeira; I e II são falsas.


(B) I e II são verdadeiras; III é falsa.
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(D) I é verdadeira; II e III são falsas.

9. Explique em que medida a investigação não é conclusiva sobre as causas da resistência dos
peixes, tendo em conta o conjunto de fatores a que estão sujeitos nos diferentes habitats.

10. Seleciona a opção que completa corretamente a afirmação.


De acordo com uma explicação lamarckista,
(A) a introdução da rotenona induz o aumento da resistência dos peixes.
(B) a ausência do barbasco aumenta a resistência dos peixes.
(C) a introdução da rotenona provoca um efeito seletivo que aumenta o número de peixes
resistentes na população.
(D) o aumento da resistência dos peixes resulta da ação de genes que metabolizam a
rotenona.

Página 6 de 8
Grupo III

A partir de 1970, as propostas de classificação dos seres vivos passaram a estar mais
relacionadas com os avanços da biologia molecular, com o desenvolvimento dos estudos em
microscopia eletrónica e com a maior aceitação e desenvolvimento da sistemática filogenética.
Lynn Margulis, com base em dados moleculares e ultraestruturais, e apoiando-se na teoria
endossimbiótica, propôs algumas mudanças no sistema de cinco reinos de Whittaker.
A árvore filogenética proposta por L. Margulis, em parceria com Karlene Schwartz, foi publicada
pela primeira vez em 1982. Nessa proposta, as autoras resgataram o termo protoctista para
agrupar as algas unicelulares e multicelulares, além de eucariontes unicelulares heterotróficos.
Mantiveram o Reino Monera, subdividindo-o em dois sub-reinos: Eubacteria e Archaea.
A figura 4 ilustra a classificação elaborada, em 1977, por Carl Woese, que propõe uma nova
categoria taxonómica superior ao reino, o domínio. Com base em dados obtidos de comparações
entre as moléculas de RNA que formam os ribossomas, sugeriu a inclusão de todos os
eucariontes no domínio Eucarya e a distribuição dos procariontes por dois domínios, Archaea e
Bacteria.
Baseado em S. Lopes e F. Ho, Panorama histórico da classificação dos seres
vivos e os grandes grupos dentro da proposta atual de classificação.

Figura 4. Representação simplificada do sistema de classificação proposto por Carl Woese

Nos itens de 1 a 7, seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

1. Considere as seguintes afirmações, relativas aos sistemas de classificação referidos no texto.


I. No domínio Eucarya são incluídos todos os seres vivos cujo material genético está envolvido
por um invólucro nuclear.
II. O sistema de classificação de Woese é prático e natural.
III. Ambas as classificações são artificiais e verticais, refletindo a evolução dos grupos ao longo
do tempo.

(A) III é verdadeira; I e II são falsas.


(B) I é verdadeira; II e III são falsas.
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(D) I e II são verdadeiras; III é falsa.

Página 7 de 8
2. Todos os organismos incluídos no Reino _____ apresentam meiose ______.
(A) Plantae (…) pós-zigótica
(B) Protoctista (…) pré-espórica
(C) Plantae (…) pré-espórica
(D) Protoctista (…) pós-zigótica

3. As Proteobacteria encontram-se filogeneticamente mais ______ das ______ do que das


Planctomyces.
(A) próximas (…) Spirochetes
(B) distantes (…) Cyanobacteria
(C) próximas (…) Cyanobacteria
(D) distantes (…) Spirochetes

4. Margulis inclui no Reino Protoctista


(A) apenas seres vivos unicelulares e autotróficos.
(B) maioritariamente eucariontes unicelulares e heterotróficos por absorção.
(C) todos os eucariontes multicelulares com nutrição autotrófica.
(D) seres vivos com nutrição autotrófica e heterotrófica por ingestão ou absorção.

5. A sequência espécie – género – família – ordem – classe traduz, ______da diversidade e


_______de abrangência.
(A) um aumento (…) uma diminuição
(B) um aumento (…) um aumento
(C) uma diminuição (…) um aumento
(D) uma diminuição (…) uma diminuição

6. A _____ é o taxon que integra organismos que, cruzados entre si, poderão originar
descendência fértil, o que reflete um _____ grau de parentesco entre eles.
(A) espécie (…) menor
(B) família (…) maior
(C) família (…) menor
(D) espécie (…) maior

7. Na designação Ursus maritimus, o termo maritimus corresponde ao ____ associado ____


Ursus.
(A) restritivo específico (…) à espécie
(B) restritivo específico (…) ao género
(C) restritivo genérico (…) à espécie
(D) restritivo genérico (…) ao género

8. Explique, de acordo com o modelo endossimbiótico, a origem dos flagelos nas células
eucarióticas.

FIM

Página 8 de 8