Você está na página 1de 19

Funções da Direção de Obra

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -1-

>>Director de obra

> > Director do empreendimento, é a pessoa singular ou


colectiva, responsável pela gestão do empreendimento,
nos diversos domínios de intervenção (economia,
arquitectura, engenharia), actuando nas suas
diferentes fases em substituição do dono da obra desde
que para tal lhe sejam atribuídos os respectivos
poderes. Por vezes também lhe são atribuídas funções
de fiscalização.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -2-

1
>>Director de obra

> Director de obra, é o técnico, designado pela entidade


executante, responsável pela direcção e execução da
obra e que representa o empreiteiro, durante a
execução da mesma (artigo n.º 344 do Código dos
Contratos Públicos);
O caderno de encargos tipo, na cláusula 42ª do modelo
anexo à Portaria n.º 959/2009, de 21 de Agosto,
estabelece que o empreiteiro é representado por um
Director de obra: técnico designado pela entidade
executante para assegurar a direcção e execução da
obra.
Ver qualificações e deveres – Lei 31/2009, de 3 de Julho (revoga 73/73) alterada pela
Lei 40/2015, de 1 de Junho
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -3-

>>Director de obra

- No regime jurídico da urbanização e da edificação


(decreto-lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, com as
alterações introduzidas pelo decreto-lei n.º 136/2014,
de 9 de Setembro )
Director técnico da obra ou técnico responsável pela
direcção técnica das obras:
Designação aplicada nas obras particulares ao técnico
designado pela entidade executante para assegurar a
direcção efectiva do estaleiro.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -4-

2
>> Intervenientes

- As câmaras municipais exigem o termo de


responsabilidade pela execução da obra, para a
emissão do alvará da operação urbanística: termo de
responsabilidade do técnico responsável pela direcção
técnica das obras (director técnico da obra).

Última alteração ao 555/99 RJUE

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -5-

>> Intervenientes

Art.º 22 Lei 31/2009 alterada pela Lei 40/2015, de 1


de Junho
4 — Com a comunicação do início da execução dos trabalhos, é apresentado
documento do qual consta a identificação da empresa de construção que executa a
obra, bem como os seguintes elementos:
a) Termo de responsabilidade do diretor da obra e, quando aplicável, termo de
identificação dos técnicos que conduzam a execução dos trabalhos nas diferentes
especialidades;
b) Comprovativo da contratação de seguro de responsabilidade civil válido, relativo
à direção da obra, nos termos do artigo 24.º;
c) Comprovativo de contratação, por vínculo laboral ou de prestação de serviços, por
parte da empresa responsável pela execução da obra, de diretor de obra e, quando
aplicável, dos técnicos que conduzam a execução dos trabalhos nas diferentes
especialidades;
d) (Revogada).
5 — Os documentos referidos nos n.os 3 e 4 são apresentados através de meios
eletrónicos nos termos previstos no artigo 8.º -A do RJUE.
6 — Os técnicos previstos no presente artigo comprovam, quando seja o caso, a
renovação atempada do contrato de seguro de responsabilidade civil que são
obrigados a deter nos termos da presente lei.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -6-

3
>>Director de obra

- No final da obra, quando o requerente faz o pedido de


licença ou autorização de utilização, deve-o instruir
com o termo de responsabilidade subscrito pelo
director de obra (antes pelos autores dos projectos) ou
pelo director de fiscalização da obra (art.º 63º do DL
555/99, com as alterações introduzidas pelo decreto-lei
n.º 136/2014, de 9 de Setembro e art.º 15º da Port.ª n.º
232/2008), nos quais declarem que a obra foi
executada de acordo com o projecto aprovado e com as
condições da licença ou da comunicação prévia e, se
for caso disso, se as alterações efectuadas ao projecto
estão em conformidade com as normas legais e
regulamentares aplicáveis à execução da obra.
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -7-

>> Intervenientes

Última alteração ao 555/99 RJUE

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -8-

4
>> Funções da Direcção de Obra

 Ao director da obra compete dirigir a obra em todos os


aspectos administrativos, técnicos e económicos sendo
responsável pelo cumprimento de todas as cláusulas do
contrato, caderno de encargos e restantes peças do
projecto e das normas e disposições legais em vigor.

 Detém também a responsabilidade pela orientação do


modo de execução da obra devendo velar pela sua
segurança e pela segurança dos trabalhadores.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -9-

>> Funções da Direcção de Obra

> Na fase de preparação da obra o director da obra tem as


seguintes competências:
 Reorçamentação;
 Proceder ao planeamento da obra;
 Subcontratação;
 Definir equipas de trabalho;
 Elaborar o plano de aprovisionamento dos materiais;
 Decidir sobre a aquisição ou aluguer de equipamentos
necessários;
 Identificação de condicionalismos;
 Desenvolvimento e especificação do PSS;
 Estudar a organização do estaleiro e elaborar o seu projecto.
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -10-

5
>> Funções da Direcção de Obra

 Na fase de execução, e em especial em obras de grande


dimensão, procede-se a uma constante reformulação de
alguns dos aspectos atrás referidos.

Um deles é o programa de trabalhos inicialmente


elaborado, que se deve ir adequando aos diversos
condicionalismos introduzidos na execução da obra.

Para além disso, o director de obra é o responsável


máximo pela sua gestão e controlo.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -11-

>> Programação de Obra

> Exemplo – Diagramas considerando programa inicial

Dias
Actividades 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
A

Diagrama de Carga - Oficial


5
4
3
2
1
0

Diagrama de Carga - Servente


6
5
4
3
2
1
0

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -12-

6
>> Métodos de Programação
> Programas Informáticos

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -13-

>> Métodos de Programação


> Programas Informáticos

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -14-

7
>> Métodos de Programação
> Programas Informáticos

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -15-

>> Métodos de Programação


> Programas Informáticos

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -16-

8
>> Métodos de Programação
> Programas Informáticos

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -17-

>> Métodos de Programação


> Exemplo de uma obra real

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -18-

9
>> Métodos de Programação
> Exemplo de uma obra real

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -19-

>> Funções da Direcção de Obra

> Analisar o projecto e avisar a fiscalização da obra das


deficiências que encontre;
> Elaborar o programa de garantia de qualidade com base
nos requisitos estabelecidos no caderno de encargos,
caso este assim o estipule;
> Organizar o livro de obra (obras particulares), ou o livro
de registo da obra (obras públicas), para registo dos
acontecimentos mais importantes relacionados com a
obra;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -20-

10
>> Livro de Obra

> Em todas as obras, públicas ou privadas, deve-se proceder


ao registo dos factos relevantes relativos à execução das
obras, no livro considerado apropriado, nos termos do
regime jurídico aplicável.
> Nas obras públicas, o livro de registo de obra deve ter as
folhas rubricadas pela entidade executante e pela
fiscalização.
> Deverá estar disponível na data de assinatura do auto de
consignação e conterá uma informação sistemática e de
fácil consulta dos acontecimentos mais importantes
relacionados com a execução dos trabalhos.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -21-

>> Livro de Obra

> No seu início, devem registar-se os elementos que a


fiscalização determinar, recomendando-se os seguintes:
 Data de abertura das propostas;
 Data de assinatura do contrato;
 Valor da adjudicação;
 Data do início da obra;
 Prazo global e prazos parcelares de execução da obra;
 Data prevista para a conclusão da obra.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -22-

11
>> Livro de Obra

> Os factos a registar obrigatoriamente no livro de registo de


obra no decurso da sua execução, serão indicados pela
fiscalização, e incluirão, nomeadamente:
 Datas do início e conclusão dos trabalhos mais importantes;
 Substituição dos programas de trabalhos, assinalando-se os desvios verificados
relativamente ao plano anterior e as razões de tais desvios;
 Suspensões de trabalhos;
 Registo de trabalhos a mais (agora trabalhos complementares)da mesma
espécie dos previstos e, de espécie diferente e os trabalhos a menos;
 Acidentes de trabalho ocorridos no decurso da execução da obra;
 Elementos entregues à entidade executante pela fiscalização;
 Dificuldades surgidas no decurso da obra;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -23-

>> Livro de Obra

 Esclarecimento de dúvidas na interpretação do projecto;


 Prorrogações dos prazos parcelares e global;
 Visitas efectuadas à obra por entidades oficiais;
 Casos de violação do cumprimento de quaisquer obrigações do empreiteiro
previstas no caderno de encargos;
 Avarias de equipamentos que impeçam o desenvolvimento normal da obra;
 Ensaios de betões e ou outros materiais;
 Reuniões de obra;
 Outros esclarecimentos importantes relacionados com a execução da obra.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -24-

12
>> Livro de Obra

> O livro de registo de obra será rubricado pela entidade


executante e pela fiscalização em todos os acontecimentos
nele registados.
> Ficará ao cuidado da entidade executante que, o deverá
apresentar sempre que, solicitado pela fiscalização ou por
entidades oficiais com competência (por exemplo a
Inspecção Geral do Trabalho agora ACT – Autoridade para as
Condições de Trabalho).

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -25-

>> Livro de Obra

> Nas obras particulares, é obrigatório o livro de obra,


conforme o estabelecido no artigo n.º 97º do regime
jurídico da urbanização e da edificação, cabendo ao titular
do alvará da licença de construção conservá-lo na obra.
> Este livro, deverá estar disponível para consulta e registo
dos actos de fiscalização e das anomalias detectadas pelos
técnicos das entidades fiscalizadoras.
> O director de obra responsável pela execução da obra, deve
registar no livro de obra, o seu estado de execução,
exarando as observações que considere convenientes sobre
o desenvolvimento dos trabalhos, para além das alterações
feitas ao projecto licenciado e respectivas notificações à
autoridade municipal, bem como a data de conclusão da
obra.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -26-

13
>> Livro de Obra

> Os autores dos projectos no desempenho das funções de


assistência técnica da obra, podem registar no respectivo
livro o andamento dos trabalhos e a qualidade de execução,
bem como qualquer facto contraditório ao projecto,
mencionando neste caso tratar-se ou não de alterações
efectuadas que necessitam de licenciamento.
> O titular da licença de construção, ou a sua fiscalização,
pode mencionar neste livro os pedidos de esclarecimento
necessários à correcta interpretação dos projectos e o que
tiver por conveniente relativamente à qualidade dos
serviços prestados pelo técnico responsável pela direcção
técnica da obra, dos autores dos projectos e da entidade
que executa a obra, bem como sobre a qualidade dos
materiais e equipamentos aplicados e dos trabalhos
realizados.
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -27-

>> Livro de Obra

> A entidade executante da obra, pode mencionar no livro de


obra os pedidos de esclarecimento necessários à correcta
interpretação dos projectos, bem como advertir para
eventuais erros ou incompatibilidades que tenha detectado
nos projectos.
> Os registos efectuados pelo técnico responsável pela direcção
técnica da obra e pelos autores dos projectos são efectuados,
pelo menos, com periodicidade mensal, salvo em caso de
força maior que se mostre devidamente justificado.
> Sempre que termine qualquer livro de obra, é feita cópia que
será mantida no local da obra, sendo o original arquivado no
respectivo processo de licenciamento na câmara municipal,
devendo ser apresentado, simultaneamente, um novo livro
para abertura e autenticação.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -28-

14
>> Livro de Obra
> Na conclusão da obra, o técnico responsável pela direcção
técnica, deve indicar expressamente no livro de obra que
esta foi executada de acordo com o projecto aprovado, com
as condições de licenciamento e com o uso previsto na
licença de construção e ainda que, todas as alterações
efectuadas, constantes do livro de obra, estão em
conformidade com as normas legais e regulamentares em
vigor.
> No caso de se tratar de um edifício, sujeito ao regime de
propriedade horizontal, as indicações mencionadas acima
devem referir-se expressamente às partes comuns e a cada
uma das fracções.
> Após a conclusão da obra, o livro de obra é arquivado no
respectivo processo de licenciamento, pelo que, deve ser
entregue na câmara municipal para efeito da obtenção da
licença de utilização. Livro de obra\Nota explicativa Novo Livro de
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 obra.doc -29-

>> Funções da Direcção de Obra

> Proceder à implantação e piquetagem da obra a partir


das referências (cotas e alinhamentos) fornecidos pela
fiscalização da obra;
> Executar os trabalhos dentro dos prazos parciais e
global aprovados;
 Elaborar ou colaborar na elaboração do
desenvolvimento e especificação do plano de segurança
e saúde (fase de execução), adequado ao tipo de obra a
executar visando a segurança de pessoas e bens, o qual
deverá conter as medidas de prevenção adequadas para
a prevenção de riscos profissionais;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -30-

15
>> Funções da Direcção de Obra

> Reclamar quanto a erros e omissões do projecto no caso


do projecto ter sido apresentado pelo dono da obra;
> Informar mensalmente a fiscalização da obra dos desvios
que se verifiquem no plano de trabalhos aprovado;
> Realizar os ensaios previstos no caderno de encargos;
> Efectuar o controlo de qualidade de acordo com as regras
definidas pelo dono da obra;
> Estudar os processos de construção mais adequados para a
realização dos trabalhos;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -31-

>> Funções da Direcção de Obra

> Elaborar os pormenores de execução que se mostrarem


necessários ou que sejam exigidos no caderno de
encargos;
> Elaborar o plano definitivo de trabalhos e o respectivo
plano de pagamentos;
> Submeter à aprovação da fiscalização da obra os
materiais e elementos de construção a aplicar;
> Apresentar à fiscalização da obra todos os documentos
exigidos no caderno de encargos e outras disposições de
natureza regulamentar ou legislativa como, por exemplo,
tabela de salários mínimos, periodicidade de pagamento
ao pessoal.
Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -32-

16
>> Funções da Direcção de Obra

> Na última fase da obra, com a sua recepção, procede à


vistoria da obra conjuntamente com a fiscalização,
elaborando o respectivo auto (de recepção provisória).
> Durante o prazo de garantia (2/5/10 anos), eventuais
defeitos encontrados pelo dono de obra são
acompanhados pela direcção de obra, o mesmo
acontecendo com as medidas de reparação.
- Em processos litigiosos, após a execução da obra, o
director da obra é também muitas vezes chamado a
intervir.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -33-

>> Deveres do Director de Obra Lei n.º 31/2009, de 3 de Julho

Artigo 14.º
Deveres do director de obra

1 — Sem prejuízo do disposto na legislação vigente, o director de obra fica obrigado,


com autonomia técnica, a:
a) Assumir a função técnica de dirigir a execução dos trabalhos e a coordenação de toda
a actividade de produção, quando a empresa, cujo quadro de pessoal integra, tenha
assumido a responsabilidade pela realização da obra;

b) Assegurar a correcta realização da obra, no desempenho das tarefas de


coordenação, direcção e execução dos trabalhos, em conformidade com o projecto de
execução e o cumprimento das condições da licença ou da admissão, em sede de
procedimento administrativo ou contratual público;

c) Adoptar os métodos de produção adequados, de forma a assegurar o cumprimento


dos deveres legais a que está obrigado, a qualidade da obra executada, a segurança e a
eficiência no processo de construção;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -34-

17
>> Deveres do Director de Obra Lei n.º 31/2009, de 3 de Julho

Artigo 14.º
Deveres do director de obra

d) Requerer, sempre que o julgue necessário para assegurar a conformidade da obra


que executa ao projecto ou ao cumprimento das normas legais ou regulamentares em
vigor, a intervenção do director de fiscalização de obra, a assistência técnica dos autores
de projecto, devendo, neste caso, comunicar previamente ao director de fiscalização
de obra, ficando também obrigado a proceder ao registo desse facto e das respectivas
circunstâncias no livro de obra;

e) Quando coordene trabalhos executados por outras empresas, devidamente


habilitadas, no âmbito de obra cuja realização tenha sido assumida pela empresa cujo
quadro de pessoal integra, deve fazer-se coadjuvar, na execução destes, pelos técnicos
dessas mesmas empresas;

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -35-

>> Deveres do Director de Obra Lei n.º 31/2009, de 3 de Julho

Artigo 14.º

Deveres do director de obra

f) Comunicar, no prazo de cinco dias úteis, a cessação de funções, enquanto director


de obra, ao dono da obra, bem como ao director de fiscalização de obra e à entidade
perante a qual tenha decorrido procedimento administrativo, em obra relativamente à
qual tenha apresentado termo de responsabilidade, para os efeitos e procedimentos
previstos no RJUE e no Código dos Contratos Públicos, sem prejuízo dos deveres que
incumbam a outras entidades, nomeadamente no caso de impossibilidade;

g) Cumprir as normas legais e regulamentares em vigor.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -36-

18
>> Deveres do Director de Obra Lei n.º 31/2009, de 3 de Julho

Artigo 14.º

Deveres do director de obra

2 — Para efeito do disposto na alínea d) do número anterior, nos casos em que não seja
legalmente prevista a existência obrigatória de director de fiscalização de obra, cabe ao
director de obra o dever de requerer, nas situações e termos previstos na referida
alínea e com as necessárias adaptações, a prestação de assistência técnica aos autores
de projecto, sem prejuízo da responsabilidade civil, criminal, contra-ordenacional ou
outra, das demais entidades que tenham sido contratadas pelo dono da obra.

Funções da Direção de Obra - Fernanda Rodrigues DECivil – 2018 -37-

19