Você está na página 1de 26

Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcosmr@gmail.com>

Battisti context of LEGAL INSURANCE


1 mensagem

17 de dezembro de 2018
Plinio Marcos Moreira da Rocha <pliniomarcos@pliniomarcosmr.com.br>
11:38
Para: "jorgeviana.acre@senador.leg.br" <jorgeviana.acre@senador.leg.br>, "jose.agripino@senador.leg.br"
<jose.agripino@senador.leg.br>, "joselia.silva@cnj.jus.br" <joselia.silva@cnj.jus.br>, "julia.perez@cnj.jus.br"
<julia.perez@cnj.jus.br>, "justica.aberta@cnj.jus.br" <justica.aberta@cnj.jus.br>, "katia.abreu@senadora.leg.br"
<katia.abreu@senadora.leg.br>, "leila.morais@presidencia.gov.br" <leila.morais@presidencia.gov.br>,
"lidice.mata@senadora.leg.br" <lidice.mata@senadora.leg.br>, "lindbergh.farias@senador.leg.br"
<lindbergh.farias@senador.leg.br>, "lobaofilho@senador.leg.br" <lobaofilho@senador.leg.br>,
"lucia.vania@senadora.leg.br" <lucia.vania@senadora.leg.br>, "luis.padilha@presidencia.gov.br"
<luis.padilha@presidencia.gov.br>, "luizhenrique@senador.leg.br" <luizhenrique@senador.leg.br>,
"luizsan@presidencia.gov.br" <luizsan@presidencia.gov.br>, "magnomalta@senador.leg.br"
<magnomalta@senador.leg.br>, "marcelo.neves@cnj.jus.br" <marcelo.neves@cnj.jus.br>,
"marcilandia@presidencia.gov.br" <marcilandia@presidencia.gov.br>, "marco.branco@tjpa.jus.br"
<marco.branco@tjpa.jus.br>, "marcoaurelio@stf.gov.br" <marcoaurelio@stf.gov.br>,
"marcus.aguiar@presidencia.gov.br" <marcus.aguiar@presidencia.gov.br>, "maria.carmo@senadora.leg.br"
<maria.carmo@senadora.leg.br>, "mariana.moraes@cnj.jus.br" <mariana.moraes@cnj.jus.br>,
"marilene.polastro@cnj.jus.br" <marilene.polastro@cnj.jus.br>, "marinorbrito@senadora.leg.br"
<marinorbrito@senadora.leg.br>, "mario.couto@senador.leg.br" <mario.couto@senador.leg.br>,
"martasuplicy@senadora.leg.br" <martasuplicy@senadora.leg.br>, "miguel.mattos@presidencia.gov.br"
<miguel.mattos@presidencia.gov.br>, "mirian.lipovetsky@presidencia.gov.br"
<mirian.lipovetsky@presidencia.gov.br>, "nair.baptista@presidencia.gov.br" <nair.baptista@presidencia.gov.br>,
"nina.gomes@presidencia.gov.br" <nina.gomes@presidencia.gov.br>, "norberto@presidencia.gov.br"
<norberto@presidencia.gov.br>, "oliveira.marilda@terra.com.br" <oliveira.marilda@terra.com.br>,
"ouvidoria.judiciaria@tjpa.jus.br" <ouvidoria.judiciaria@tjpa.jus.br>, "ouvidoriageral@tjce.jus.br"
<ouvidoriageral@tjce.jus.br>, "paula.sousa@cnj.jus.br" <paula.sousa@cnj.jus.br>,
"paulo.mauricio@presidencia.gov.br" <paulo.mauricio@presidencia.gov.br>, "paulo.vannuchi@institutolula.org"
<paulo.vannuchi@institutolula.org>, "paulobauer@senador.leg.br" <paulobauer@senador.leg.br>,
"paulodavim@senador.leg.br" <paulodavim@senador.leg.br>, "paulopaim@senador.leg.br"
<paulopaim@senador.leg.br>, "pedrotaques@senador.leg.br" <pedrotaques@senador.leg.br>, "pfdc@pgr.mpf.gov.br"
<pfdc@pgr.mpf.gov.br>, "pge@pgr.mpf.gov.br" <pge@pgr.mpf.gov.br>, "plan-assiste@pgr.mpf.gov.br" <plan-
assiste@pgr.mpf.gov.br>, "play@rtp.pt" <play@rtp.pt>, "protocolo@cnmp.gov.br" <protocolo@cnmp.gov.br>,
"rafael.dubeux@presidencia.gov.br" <rafael.dubeux@presidencia.gov.br>, "randolfe.rodrigues@senador.leg.br"
<randolfe.rodrigues@senador.leg.br>, "renan.calheiros@senador.leg.br" <renan.calheiros@senador.leg.br>,
"renata.guerra@cnj.jus.br" <renata.guerra@cnj.jus.br>, "roberto.filho@cnj.jus.br" <roberto.filho@cnj.jus.br>,
"roberto.requiao@senador.leg.br" <roberto.requiao@senador.leg.br>, "rodrigo.dindo@presidencia.gov.br"
<rodrigo.dindo@presidencia.gov.br>, "rollemberg@senador.leg.br" <rollemberg@senador.leg.br>,
"romero.juca@senador.leg.b" <romero.juca@senador.leg.b>, "rosangela.luiz@cnj.jus.br" <rosangela.luiz@cnj.jus.br>,
"rrodrigues@presidencia.gov.br" <rrodrigues@presidencia.gov.br>, "sandra.santos@cnj.jus.br"
<sandra.santos@cnj.jus.br>, "sarney@senador.leg.br" <sarney@senador.leg.br>, "secom@pgr.mpf.gov.br"
<secom@pgr.mpf.gov.br>, "secretaria@ajufe.org.br" <secretaria@ajufe.org.br>, "secret@apus.tjba.jus.br"
<secret@apus.tjba.jus.br>, "aria@esmesc.org.br" <aria@esmesc.org.br>, "sejavoluntario@tjba.jus.br"
<sejavoluntario@tjba.jus.br>, "simon@senador.leg.br" <simon@senador.leg.br>, "sti@pgr.mpf.gov.br"
<sti@pgr.mpf.gov.br>, "spinula@spinulaecamello.adv.br" <spinula@spinulaecamello.adv.br>,
"tania.casagrande@presidencia.gov.br" <tania.casagrande@presidencia.gov.br>, "turma.uniformi@cjf.jus.br"
<turma.uniformi@cjf.jus.br>, "vicepresidente@tjes.jus.br" <vicepresidente@tjes.jus.br>, "kontakt@zeit.de"
<kontakt@zeit.de>, "abo@zeit.de" <abo@zeit.de>, "leserbriefe@zeit.de" <leserbriefe@zeit.de>, "diezeit@zeit.de"
<diezeit@zeit.de>, "yfisch@ap.org" <yfisch@ap.org>, "rpmrocha@globo.com" <rpmrocha@globo.com>,
"yafisch@yahoo.com" <yafisch@yahoo.com>, "redacciondigital@elpais.es" <redacciondigital@elpais.es>,
"internacional@elpais.es" <internacional@elpais.es>, "opinion@elpais.es" <opinion@elpais.es>,
"gabinetepessoal@presidencia.gov.br" <gabinetepessoal@presidencia.gov.br>, "gab.josepimentel@senado.leg.br"
<gab.josepimentel@senado.leg.br>, "katia.abreu@senadora.gov.br" <katia.abreu@senadora.gov.br>,
"lidice.mata@senadora.gov.br" <lidice.mata@senadora.gov.br>, "lucia.vania@senadora.gov.br"
<lucia.vania@senadora.gov.br>, "crivella@senador.leg.br" <crivella@senador.leg.br>,
"maria.carmo@senadora.gov.br" <maria.carmo@senadora.gov.br>, "marinorbrito@senadora.gov.br"
<marinorbrito@senadora.gov.br>, "martasuplicy@senadora.gov.br" <martasuplicy@senadora.gov.br>,

1 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

"reditariocassol@senador.leg.br" <reditariocassol@senador.leg.br>, "romero.juca@senador.leg.br"


<romero.juca@senador.leg.br>, "gabminjoaquim@stf.jus.br" <gabminjoaquim@stf.jus.br>, "mgilmar@stf.jus.br"
<mgilmar@stf.jus.br>, "imprensa@alvarodias.com.br" <imprensa@alvarodias.com.br>, "marcoaurelio@stf.jus.br"
<marcoaurelio@stf.jus.br>, "gabineteluizfux@stf.jus.br" <gabineteluizfux@stf.jus.br>,
"audienciasgilmarmendes@stf.jus.br" <audienciasgilmarmendes@stf.jus.br>, "audienciacarmen@stf.jus.br"
<audienciacarmen@stf.jus.br>, "gabmtoffoli@stf.jus.br" <gabmtoffoli@stf.jus.br>, "audiencias-
minrosaweber@stf.jus.br" <audiencias-minrosaweber@stf.jus.br>, "audienciamlrb@stf.jus.br"
<audienciamlrb@stf.jus.br>, "presidencia@stf.jus.br" <presidencia@stf.jus.br>,
"gabconselheiroclaudioportela@cnmp.mp.br" <gabconselheiroclaudioportela@cnmp.mp.br>,
"sgct.subsidios@agu.gov.br" <sgct.subsidios@agu.gov.br>, "francisco-ricardo.silva@agu.gov.br" <francisco-
ricardo.silva@agu.gov.br>, "denise.rezende@agu.gov.br" <denise.rezende@agu.gov.br>, "CIDHPortal@oas.org"
<CIDHPortal@oas.org>, "jvermeiren@oas.org" <jvermeiren@oas.org>, "gochoa@oas.org" <gochoa@oas.org>,
"scholarships@oas.org" <scholarships@oas.org>, "Lkoechlin@oas.org" <Lkoechlin@oas.org>,
"cidhdenuncias@oas.org" <cidhdenuncias@oas.org>, "cidhoea@oas.org" <cidhoea@oas.org>,
"pliniomarcosmr@gmail.com" <pliniomarcosmr@gmail.com>, "heino.vonmeyer@oecd.org"
<heino.vonmeyer@oecd.org>, "damon.allen@oecd.org" <damon.allen@oecd.org>, "matthias.rumpf@oecd.org"
<matthias.rumpf@oecd.org>, "julien.dubuc@oecd.org" <julien.dubuc@oecd.org>, "sabine.vollmer@oecd.org"
<sabine.vollmer@oecd.org>, "marina.meurer@oecd.org" <marina.meurer@oecd.org>, "irina.kharuk@oecd.org"
<irina.kharuk@oecd.org>, "mariam.salloum@oecd.org" <mariam.salloum@oecd.org>, "felix.michel@oecd.org"
<felix.michel@oecd.org>, "clarissa.behr@oecd.org" <clarissa.behr@oecd.org>, "iskender.dogan@oecd.org"
<iskender.dogan@oecd.org>, "tarik.hennings@oecd.org" <tarik.hennings@oecd.org>,
"alejandro.camacho@oecd.org" <alejandro.camacho@oecd.org>, "adriana.montejano@oecd.org"
<adriana.montejano@oecd.org>, "carolina.ziehl@oecd.org" <carolina.ziehl@oecd.org>, "ivonne.lopez@oecd.org"
<ivonne.lopez@oecd.org>, "mexico.contact@oecd.org" <mexico.contact@oecd.org>, "ivan.cunill@oecd.org"
<ivan.cunill@oecd.org>, "flor.cabrera@oecd.org" <flor.cabrera@oecd.org>, "rocio.medina@oecd.org"
<rocio.medina@oecd.org>

This text was translated from Portuguese into English through GOOGLE Translator

Battisti context of LEGAL INSURANCE

After much reflection, reluctance, I decided to make the following considerations to the
Extradition of Cesare Battisit, interlacing it, to the Extradition of Henrique Pizzolato, since I
dared to express myself in both Extraditions, with the purpose of placing IMPOTENCE, and
RELEVANCE , from the observation of the Brazilian Constitutional Principles.

At this moment, it distresses me, it torments me, it troubles me, in such a way, that my
insides twist, twist, with immense feeling of pain, provoked by PURE, ABJETA,
INONILNABLE, INTOLERABLE, and simpler LEGAL INSECURITY, The President of the
Federative Republic of Brazil, endorsed by Decision and Permission of the Plenary of the
Federal Supreme Court, INDEPENDED the Extradition of Cesare Battisti, and today the
President of the Federative Republic of Brazil, supported by the OMMISSION, and
CONSENT, of a Minister, representing the Plenary of the Federal Supreme Court, resolved,
"at the request of the President-elect, approving the request of the Italian Ambassador", to
Extradite Cesare Battisti, my concern, is focused on, concrete, LEGAL INSECURITY, DENY
the Constitutional Principle of GUARANTEE, and RESPECT, to the "Judged Thing".

2 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Therefore, since there is no legal SECURITY of Respect to the "Thing Judge", we can at
least assume that the Next President of the Federative Republic of Brazil may, by personal
act, not only STOP issuing INDULT for Christmas, but may also , by personal act, REVOKE
ALL Christmas Paroles, previously Issued.

As a layman, I do not even want to study law, today, I understand, that the extradition of
Henrique Pizzolato is directly related to the Extradition of Cesare Battisti, since, on page
"Cesare Battisti (activist)", https://pt.wikipedia.org/wiki/Cesare_Battisti_(activist) , we can
guide us on the Cesare Battisti issue, given that it is included in the same, partially
reproduced below:

Battisti was sentenced to twelve years under the responsibility of participating


in an armed group and for the murder of two people, being accused of two
other homicides. In France, he received protection under the Mitterrand
Doctrine. Later, he was tried in absentia on the basis of testimony at the trial of
Pietro Mutti, implicating him in four murders, which raised the total charges
against him to 36. He received a life sentence with restricted sunlight {[4]/1} .
Following the repeal of the Mitterrand Doctrine in 2002, Battisti entered Brazil
with false documents to avoid extradition.

He was arrested in Rio de Janeiro on March 18, 2007 by Brazilian and French
police officers. Later, Justice Minister Tarso Genro granted him the status of
political refugee in a controversial decision that was criticized in Italy, while
the Brazilian and international press became more divided. {[5][6][7][8]
[9]/2,3,4,5,6} On 5 February 2009, the European Parliament adopted a
resolution in support of the Italian government {[10]/7} and held a minute of
silence in memory to the victims of Battisti. On November 18, 2009, the
Federal Supreme Court (STF) considered the refugee status illegal and
allowed extradition, but also stated that the Brazilian Constitution gives
the president personal powers to deny extradition if he so decides. On
December 31, 2010, on the last effective day of Luiz Inácio Lula da Silva as president,
the decision not to allow extradition was officially announced.{[11]/8}

Battisti was released on 9 June 2011 from prison after the STF denied Italy's
request to extradite him. Italy then planned to appeal to the International
Court of Justice in The Hague in the Netherlands. {[12][13]/9,10} In March
2015, a federal judge decided to annul the decision to grant him a
residence permit, since this would conflict with Brazilian law, ordering his
deportation. On September 14, the sixth section of the Federal Regional
Court of the First Region (with headquarters in Brasilia) declared the
deportation of Battisti illegal. {[14][15][16]/11,12,13} On December 13, 2018,
had an arrest warrant issued by Minister Luiz Fux of the Federal Supreme
Court, {[17]/14} and signed the following day by President Michel Temer,
Battisti's extradition decree.{[18]/15}

3 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

1. D'ELIA, Sergio e TURCO, Maurizio. Tortura democratica – inchiesta su "la comunità del 41 bis
reale". Venezia: Marsilio, 2002, pag. 79s., apud FONTANELLI, Elisa L'art. 41-bis l. 354/75
come strumento di lotta contro la mafia. Capitolo 3 "Il regime di "carcere duro" ex art. 41-bis
comma 2 o.p. - Analisi degli aspetti giuridici ed applicativi". According to the regulations of
each penitentiary, there are significant differences in the application of the restrictions imposed
by article 41 bis of Law 354/75. The research found that in many Italian jails the space
reserved for 'sunshine' is restricted to an area of a few square meters, surrounded by high
walls and covered by bars, and the windows of the cells are endowed with more than one row
of bars, hindering the internal lighting.

2. "Berlusconi states that Battisti case will not affect relations with Brazil". Earth. January 4, 2011.
Retrieved on October 18, 2018.

3. «Lula nega l'estradizione Battisti resta in Brasile» (em italiano). La Repubblica. December 31,
2010. Retrieved on October 18, 2018.

4. «Una vicenda tutt'altro che chiusa». Corriere della Sera, December 31, 2010.

5. Mandel, Gabriel. Itália critica manutenção de Battisti no Brasil. Jovem Pan, January 1, 2011.

6. Itália prepara protestos contra decisão brasileira sobre Battisti. O Estado de S. Paulo, January
3, 2011.

7. «Texts adopted - Thursday, 5 February 2009 - Contents». www.europarl.europa.eu. Retrieved


October 5, 2017

8. Ir para:a b Lula decide não extraditar o italiano Cesare Battisti e reage à crítica da Itália. UOL,
December 31, 2010

9. news24.com, 2011-06-09. Italy to contest Battisti Brazil release: News24: World: News

10. Italy Global Nation, 2011-06-09. Brazil: Italy calls release of convicted terrorist 'humiliation' and
pledges Intl. Court appealArquivado em September 4, 2011 at Wayback Machine.

11. «Justiça decide por liberdade do ativista Cesare Battisti, condenado na Itália - Brasil - iG».
Retrieved October 5, 2017

12. «Leia acórdão de decisão que assegurou liberdade do italiano Cesare Battisti». Retrieved
October 5, 2017

13. Ir para:a b STF decide pela libertação de Cesare Battisti, por Carolina Brígido e Catarina
Alencastro. O Globo, June 8, 2011. Accessed on 06/09/2011.

14. Ir para:a b «Fux manda prender Cesare Battisti e abre caminho para extradição do
italiano». G1. Consulted on December 14, 2018. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2018

15. Ir para:a b «Temer decide extraditar italiano Cesare Battisti». Folha de S.Paulo. December 14,
2018. Retrieved December 14, 2018. Cópia arquivada em 14 de dezembro de 2018

Regarding the facts listed, I would like to draw attention to the excerpt: "In
March 2015, a federal judge decided to annul the decision to grant him a
stay visa, since this would conflict with Brazilian law, ordering his
deportation. On September 14, the sixth section of the Federal Regional
Court of the First Region (with headquarters in Brasilia) declared the
deportation of Battisti illegal. {[14][15][16]/11,12,13}” ", FACT
GRAVÍVISSIMO, since Federal Judge of First Instance, Dared, Annulled,

4 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Decision Given by the Plenary of the Federal Supreme Court, mainly, when
we refer to the Document Reprimendas à Membros do STF, Posted on
04/09/2010, where we are through this document formally provoking the
Honorable Minister of the National Council of Justice to Ahir, as a result of the
reprimand made by me to Members of the Federal Supreme Court in defense
of His Excellency Judge, TOGADO, Mr. Fausto de Sanctis.

https://pt.scribd.com/document/29636222/Reprimendas-a-Membros-do-STF

The information obtained above, reminds me, of the empirical understanding of some like
myself about the "delivery" of "Olga Gutmann Benário Prestes", https://pt.wikipedia.org
/wiki/Olga_Ben%C3%A1rio_Prestes , by President of the Federative Republic of Brazil,
then, Getúlio Vargas, at the sacrifice of a German Citizen, to Germany, signaling to the
United States our approach to NAZI-FACISM, to obtain from the North Americans all
possible advantages, to the necessary realignment with "THE ALLIES", where, for example,
CSN - Companhia Siderúrgica Nacional was conquered.

This, too, reminds us, as an empirical understanding, that Italy sacrificed the Italo-Brazilian
Citizen, INNOCENT, Mr. Henrique Pizzolato, by means, at least, doubtful, to obtain the
Extradition of Cesare Battisti.

For some other than myself there may be the understanding that someone who fought a
great deal for the Extradition of Cesare Battisti, in Respect of the Constitution of the
Federative Republic of Brazil, may today not agree with his Extradition.

For others, such as myself, nonconformity with Cesare Battisti's Extradition, he is certain that
the MEANS DO NOT JUSTIFY THE PURPOSES, that is, if a decision of the Plenary of the
Federal Supreme Court, supporting the INDEFERMENT, as a personal attitude of the
President of Federative Republic of Brazil, "Transited in Judgment", could not be simply
CONTRARYED, by the personal attitude of another President of the Federative Republic of
Brazil, since, if it is accepted, ALL personal attitudes, "OUTURGED" by the Constitution of
the Federative Republic of Brazil, to the President of the Federative Republic of Brazil, may,
at their own expense, be made, or UNFAIR.

I must make it clear that, in my empirical understanding, the Constitution of the Federative
Republic of Brazil, DOES NOT ALLOW THE RETROACTIVITY of a Law, which would harm
the offenders, which is why a personal attitude of the President of the Federative Republic of
Brazil , shall not, and shall not, DISPOSE, to the detriment of the Beneficiary, a personal act
of a President of the Federative Republic of Brazil, his predecessor.

I must also make it clear that, in my empirical understanding, the Christmas Pardon could
only reach the POSSIBLE BENEFICIARIES on the DATE of their Promulgation, which is
why I still find it difficult to understand, as PATIENTS of the Brazilian Judicial System,
Christmas Law, after its promulgation, were, are, and will continue to be INDULED.

So a question, do not you want to shut up, if the President-elect bolsonaro, not to issue a
Christmas Pardon, will continue to be worth the Last Pardon for Christmas ?

We live in a State of Exception, so everything can happen, as if we were in a LEGITIMATE


RULE OF LAW.

Regards,

Plinio Marcos Moreira da Rocha

5 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Rua Gustavo Sampaio nº112 apto. 603 – LEME – Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Tel. Cel. +55 21 9 8618-3350

Below I synthesize my manifestations related to the Extradition of Cesare Battisti:

Gmail Extradicao de Cesare Battisti, Publicado em 11 / 09 / 2009.

Gmail Extradition by Cesare Battisti, published on 11/09/2009, where we are


suggesting that the Italian Government adjust the sentences of the Italian Cesare
Battisti, for 30 years each, in such a way, that the Brazilian Judiciary does not
find difficulties to allow its extradition. We believe that the Constitution of the
Federative Republic of Brazil does not allow more than 30 years of imprisonment
for a Crime / Prosecution, however, it receives sentences of more than 30 years
in prison.

https://pt.scribd.com/document/19646313/Gmail-Extradicao-de-Cesare-Battisti

Presidência Italiana - Extradição Cesare Battisti, Publicado em 03 / 01 / 2010

Italian Presidency - Extradition Cesare Battisti, published on 03/01/2010,


where we are through a proposal sent to the Italian Government, trying to
provoke, a more in-depth discussion on "Limit of 30 years of imprisonment", even
if condemned to more of 300 years, as well as the stark injustice of accepting the
prescription of sentence, for convicts who have not fulfilled one day if, on the
other hand, they want the non-prescription of sentences for those who are
serving several sentences.

https://pt.scribd.com/document/24709113/Presidencia-Italiana-Extradicao-
Cesare-Battisti

Petição Anular Decisão Extradição Cesare Batisti, Publicado em 01 / 03 / 2011.

Petition to annul Extradition Decision Cesare Batisti, published on


01/03/2011, where we are provoking the Chief Prosecutor of the State of Rio de
Janeiro, on behalf of the Attorney General of the Republic to make efforts to
CANCEL the decision of His Excellency President of the Republic that
INDEFERRED the extradition of Cesare Battisti, reformulating in an
INCONSTITUTIONAL way the decision of the Plenary of the Federal Supreme
Court, which, also in an INCONSTITUTIONAL way, did not bind the decision to
the President of the Republic. It is worth mentioning that we have personally
delivered a copy of this document to the Italian Consul General of Brazil in Rio de
Janeiro for the use that best suits the Italian Government without any
commitment.

https://pt.scribd.com/document/46214686/Peticao-Anular-Decisao-Extradicao-
Cesare-Batisti

Denúncia NOVA Prevaricação do STF, Publicado em 05/01/2011

Denunciation NOVA Prevarication of the STF, published on 01/05/2011, where

6 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

we are formally denouncing the Plenary of the Federal Supreme Court for crime
of prevarication, as well as, the Attorney General of the Union for crime of abuse
of power, against the events occurred when of the evaluation of the Extradition of
Cesare Battisti requested by the Italian Government

https://pt.scribd.com/document/46317181/Denuncia-NOVA-Prevaricacao-do-STF

Reiteração Denúncia NOVA Prevaricação do STF, Publicado em 12 / 01 / 2011

Repeated Denunciation NOVA Prevarication of the STF, Published on


01/12/2011, where we are REITERATING denunciation filed, by
misunderstanding, of the same content, since this denunciation is related to
prevarication in function of the INCONSTOUNCTIONAL interpretation of which
the Executive Power can reformulate decision rendered by the judiciary related to
the discretionary act, while the previous complaint refers to the refusal by the
President of the Federal Supreme Court to exercise the QUALITY VOTE.

https://pt.scribd.com/doc/46751357/Reiteracao-Denuncia-NOVA-Prevaricacao-
do-STF

XEQUE MATE - Prevaricação no STF - Cesare Battisti, Publicado em Publicado em 19 /


01 / 2011

XEQUE MATE - Prevarication in the STF - Cesare Battisti, published in


Published on 19/01/2011, where we are allegedly requesting from the Regional
Superintendent of the Federal Police in Rio de Janeiro clarifications regarding the
referral given, to the present moment, a since, in my opinion, the Plenary of the
Federal Supreme Court is formally mentioned in the two denunciations, and
therefore, IMPEDIDO, of expressing itself on any aspect of it. It should be noted
that the cited impediment usually requires that the Substitute Judge be
appointed, and since there is no Substitute Minister in the Federal Supreme
Court, the Federal Supreme Court should not express any aspect of the
denunciations. It is something that presents us the IRRATIONALITY,
UNCONSTITUTIONALITY, DELIRIUM, which was the decision of the Federal
Supreme Court in the assessment filed in the lawsuit ADI 3367 / DF - DISTRITO
FEDERAL 3367 / DF - FEDERAL DISTRICT - DIRECT ACTION OF
UNCONSTITUTIONALITY, which simply excluded from the Assignments and
Responsibilities of the National Council of Justice, the Supreme Federal Court
and its Members, as if they were part of the Brazilian Judiciary. Therefore, if my
empirical understandings are right, the Supreme Federal Court, until the
denunciations are fully evaluated, can not, and should not, make any evaluation
of the merits, and their unfolding, of the Processes directly related or not, those
of Roriz, Barbalho and Cesare

https://pt.scribd.com/doc/47182162/XEQUE-MATE-Prevaricacao-no-STF-
Cesare-Battisti

Lamentamos a decisão sobre a Extradição Cesare Battisti, Publicado em 09 / 06 / 2011

We regret the decision on Extradition Cesare Battisti, published in


06/09/2011, where we do not recognize legitimacy, legality, constitutionality, the

7 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

transfer of the final decision on the extradition of cesare battisti to the President
of the Federative Republic of Brazil, we are , making us available to the Italian
government, so that in a Legitimate and Constitutional form, the extradition in
question is dealt with. After all, in order for a "Sovereign Act" to be presumably
recognized, necessary, if it is done, be based on the Constitution established by
the Constitution of the Federative Republic of Brazil, which has established a
relative presidentialism, since it has a "parliamentarian soul" essence, removed
many of the existing historical powers in absolute Presidentialism. In the light of
the above, we insist that we live in "LEGAL CAUSES", where the Brazilian
Judiciary was NOT able, despite 23 long years, to assimilate the essence of our
Constitution, dealing with issues with a "historical look" as if nothing had changed

https://pt.scribd.com/doc/57463116/Lamentamos-a-decisao-sobre-a-Extradicao-
Cesare-Battist

Indulto Norambuena Frente a Battisti, Publicado em 27 / 06 / 2011.

Indulto Norambuena Against Battisti, published in published on 06/27/2011,


where through analogy with the decisions of the Brazilian State, when evaluating
the extradition of Cesare Battisti, we CONCLUDE that Mauricio Hernández
Norambuena will not only remain in Brazil but above all, FREE.

https://pt.scribd.com/document/58775670/Indulto-Norambuena-Frente-a-Battisti

Below I synthesize my manifestations related to the Extradition of Henrique Pizzolato:

Henrique Pizzolato possível “revanche” do Judiciário Italiano, Publicado em 20 / 11 /


2013.

Henrique Pizzolato possible "rematch" of the Italian Judiciary, published on


11/20/2013, where we are suggesting to the Consul General of Italy in Rio de
Janeiro, that due to the "escape" of the Brazilian Citizen, and Italian Citizen, Mr.
Henrique Pizzolato, the Italian Judiciary, the Light of the Brazilian Constitution,
commenced with the Italian Constitution, evaluates the Habeas Corpus 115,179
Minas Gerais, since it is based on the premise that the AP 407 Judgment is
UNCONSTITUTIONAL, is an arbitrariness of a Court of Excess, for having as
basis the "PRIVILEGED FORUM" in a Constitutional context that "ALL ARE
EQUAL TO LAW", among other considerations.

https://pt.scribd.com/document/185655567/Henrique-Pizzolato-possivel-revanche-
do-Judiciario-Italiano

8 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Solicitação de Informações à INTERPOL parte, Publicado em 01 / 02 / 2014.

Request for Information to INTERPOL parte, published on 02/01/2014, where


we are requesting INTERPOL to evaluate, in a legal / international context, the
origin and essence of INTERPOL, the LEGITIMACY of the conviction of Mr.
Henrique Pizzolato, Citizen Brazilian and Italian, who, due to transfer to Italy
using an Italian passport, assumed his Italian Citizenship. After all, if the
assessment of Criminal Action 470 by the Federal Supreme Court of the
Federative Republic of Brazil is considered by an Excess Court, INTERPOL's
search and capture is ILLEGAL and unacceptable.

https://pt.scribd.com/document/203928759/Solicitacao-de-Informacoes-a-INTERPOL-parte

INTERPOL Esclarecimentos Situação de Henrique Pizzolato. Publicado em 31 / 12 /


2014.

INTERPOL Clarifications Situation of Henrique Pizzolato. Published on


12/31/14, where we are questioning INTERPOL for the recognition of the
Mandate of Arrest issued by the State of the Federative Republic of Brazil
against Mr. Henrique Pizzolato, despite our efforts made on 02/01/2014, of
which, none response has been forwarded to us. We would like to point out that
the question raised here is based on the assessment of the merits of Brazil's
extradition request to Italy for Mr. Henrique Pizzolato's extradition, since, based
on the rejection of the extradition, the Bologna Court of Appeal, in a reflexive
manner , condemned the Federative Republic of Brazil, through its Judiciary,
especially the Federal Supreme Court, for not respecting basic principles of
Brazilian Law and International Law. Something that allows us to believe that the
essence of INTERPOL's existence prevents that, even today, Mr. Henrique
Pizzolato can be recognized, and treated, as Internationally Outlawed Criminals.

https://pt.scribd.com/document/251387073/INTERPOL-Esclarecimentos-Situacao-de-
Henrique-Pizzolato

Brasiliano Ipocrisia INFETTA a Società Italiana. Publicado em 26 / 04 / 2015.

Brazilian hypocrisy affected by Italian society, Published on 04/26/15, where


we are making a connection between Brazilian Hypocrisy and Hypocrisy used by
Brazil and Italy regarding the use of an international treaty on corruption to
support the Italian decision to extradite an Italian Citizen, who was convicted by a
Court of Exception, since, it was not, is not, and will not be your responsibility
JULGAR Common Brazilian Citizens for Common Crime. This document starts
with its translation from Portuguese to Italian made with the use of ON LINE
translator, therefore, it may be of poor quality, however, the original Portuguese
document is also presented. This was based on the premise that it would be
disclosed to Italians.

9 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

https://pt.scribd.com/document/263094084/Brasiliano-Ipocrisia-INFETTA-a-Societa-Italiana

Infelizmente a Justiça Italiana PREJUDICOU Um Cidadão Italiano, Publicado em 23 / 09


/ 2015.

Unfortunately, the Italian Justice PREJUDICATED An Italian Citizen,


Published on 09/23/15, where we are presenting our suffering for the outcome of
the Henrique Pizzolato Extradition, since, it is a COMMON Brazilian Citizen who
was treated as Institutional Authority, by the judgment of the Criminal Action 470
made by the Federal Supreme Court, in direct aggression against the
Constitution of the Federal Republic of Brazil, promulgated in 1988.

https://pt.scribd.com/document/282450493/Infelizmente-a-Justica-Italiana-
PREJUDICOU-Um-Cidadao-Italiano

Habeas Corpus - Henrique Pizzolato, Publicado em 23 / 10 / 2015.

Habeas Corpus - Henrique Pizzolato, published on 10/ 23 / 2015, where we


present the Integral Habeas Corpus related to the sentencing of Henrique
Pizzolato by the Federal Supreme Court, which was INCOMPETENT, since, the
STF only has COMPETENCE to judge Institutional Authorities Specific to crime
cimuns, at that time, we can affirm that Henriq ue Pizzolato was NEVER invested
by any of these Institutional Authorities. This Habeas Corpus has as a fact, new,
and unusual, the Decision pronounced by the Plenary of the Federal Supreme
Court in Criminal Action 536, which ran against Federal Deputy Eduard Azeredo,
who for the resignation after the Final Claims of the Procurator General of the
Republic resigned to the mandate of Federal Deputy, and therefore, having the
Court recognize the INCOMPETENCIA to continue the Judgment, which was in
the final phase.

https://pt.scribd.com/document/286585883/Habeas-Corpus-Henrique-Pizzolato

Recurso Habeas Corpus - Henrique Pizzolato - HC 131033, Publicado em 28 / 10 / 2015.

Habeas Corpus - Henrique Pizzolato - HC 131033, Published on 10/28/2015,


where we are contesting the simple evaluation made by the rapporteur, who
allegedly "denied follow-up", presumably because we understood that we were
on the Criminal Merit of Henry's conviction Pizzolato, when in fact, we are based
on the Constitutional Merit of misuse of FORIO PRIVILEGIADO, in full
compliance with the Determined in AP536.

10 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

https://pt.scribd.com/document/287379842/Recurso-Habeas-Corpus-Henrique-Pizzolato-
HC-131033

Embargos de Declaração - HC 131033 - Henrique Pizzolato, Publicado em 29 / 10 /


2015.

Embargos de Declaration - HC 131033 - Henrique Pizzolato, Published on


10/29/2015, WHERE WE ARE REQUESTING that the most recent Rapporteur of
Habeas Corpus 131.033 - Minas Gerais - Henrique Pizzolato, make a statement
on the Supreme Court Decision in AP 536, as well as to issue a conclusion in
such a way that it is possible to identify the one that attempts against the
ADMINISTRATION OF JUSTICE, and therefore NULL, so that its NEFATS
effects are, in the Light of the Integrity of Constituted Law, eliminated and
repaired.

https://pt.scribd.com/document/287789205/Embargos-de-Declaracao-HC-131033-Henrique-
Pizzolato

Ajuda no Habeas Corpus de Cidadão Italiano Perseguido Politicamente, Publicado em


25 / 02 / 2016.

Help in Habeas Corpus of Italian Citizens Persecuted Politically, Published


on 02/25/2016, WHERE We are requesting the help of the Italian Senators, in
order to obtain in the shortest possible time, the Decision of the Plenary of the
Federal Supreme Court in HC 131033 - Habeas Corpus , lodged on behalf of
Henrique Pizzolato, since, because he was not a lawyer, I believe that it will be in
the situation of Conclusions to the Rapporteur "ad eternum". After all, the
aforementioned HC calls into question the decision of the Federal Supreme
Court to prosecute and prosecute a Common Citizen for Common Crimes (AP
470) and the decision of the Federal Supreme Court not to conclude the
proceeding and to judge Federal Deputy for renouncing the Parliamentary
Mandate, even after the Final Statements of the Attorney General (AP 536).
Therefore, it does not seem to be a difficult decision, but I recognize that some
will never come to an end because of the possible "just skirt".

https://pt.scribd.com/document/300399052/Ajuda-no-Habeas-Corpus-de-Cidadao-Italiano-
Perseguido-Politicamente

Corruptos NÃO SE PREOCUPEM, pois, o INDULTO os salvará, Publicado em 06 / 05 /


2016.

Corrupt DO NOT WORRY, therefore, the INDULT will save them, Posted on
06/05/2016., where we are making a relationship between the Crime of
Corruption and the benefit of INDULTO to Corruptos, as well as, drawing

11 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

attention to the fact, concrete , that some condemned by the Federal Supreme
Court in the trial and trial of AP470, have already been INDUCED, because in
Brazil, CORRUPTION DOES NOT KILL, CORRUPTION DOES NOT MUTILATE,
CORRUPTION DOES NOT FLAG, and CORRUPTION DOES NOT CAUSE
SUFFERING. Such placements are concerned with drawing attention to the
diversity of RIGOR applied to ordinary citizens, and to ordinary citizens involved
with political parties, as the RIGOR LA LA, reflected in the most exarcerated
sentence, was applied to ordinary citizens, we would like to emphasize the fact
that HC 131.033 - Habeas Corpus by Henrique Pizzolato, has not yet been
concluded by the Rapporteur, and therefore has not yet been evaluated by the
Plenary of the Federal Supreme Court, since Pizzolato was never an Institutional
Authority. would allow him to enjoy the PRIVILEGED FORUM, having as a
natural consequence, the INCOMPETENCE of the STF to prosecute him, and try
him.

https://pt.scribd.com/document/311679960/Corruptos-NAO-SE-PREOCUPEM-pois-o-
INDULTO-os-salvara

Rebeldes do Supremo Tribunal Federal SEM CAUSA, Publicado em 03 / 08 / 2016

Rebels of the Supreme Federal Court WITHOUT CAUSE, published on


08/03/16. where we are drawing attention to the fact that the President of the
Supreme Court does not recognize LEGITIMITY in a decision of the Plenary of
the Supreme Federal Court, whose trial he presided, as also to the fact that it
relates to the document “Presunção de Inocência base da Indústria de
Habeas Corpus”, “Presumption of Innocence base of the Habeas Corpus
Industry” https://pt.scribd.com/document/317871935/Presuncao-de-Inocencia-
Base-da-Industria-de-Habeas-Corpus , where we are contesting, the simplistic
understanding of the "this very long" celso de mello, which, in fact, this Federal
Supreme Court Justice, in insisting on IGNORE, that the Constitution of the
Federative Republic of Brazil, promulgated in 1988, DETERMINES, recognition
of the institution of the jury, including assuring the sovereignty of the verdicts and
the competence to judge intentional crimes against life, which is why, in a rich,
clear, unquestionable and irrefutable way, we are certain that Jury conviction
ELIMINATES any possibility of "Presumption of Innocence", when I add that the
confession of any criminal, collaborating with the clarification of the crime, also
eliminates the possibility of "Presumption of Innocence" emphasizing that by
confession his sentence will be reduced.

https://pt.scribd.com/document/320031654/Rebeldes-do-Supremo-Tribunal-Federal-
SEM-CAUSA

Questionamento Formal ao Governo Italiano sobre o HC131033, Publicado em 05 / 05 /


2017.

Formal Inquiry to the Italian Government on HC131033, published on


05/05/2017, where we are, empirically, attempting to carry out evaluations by the

12 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Italian Government on Legality, Legitimacy, Constitutionality, Extradition of the


Italo-Brazilian Citizen, Mr. Henrique Pizzolato, facing the facts, since, contrary to
facts No arguments. Although we have news of several Evaluated Habeas
Corpus, and many GRANTED, HC131033 - HABEAS CORPUS, which "runs" in
the eSTF, is in the situation of "conclusions to the rapporteur (a)", since
November 3, 2015.

https://pt.scribd.com/document/347384252/Questionamento-Formal-ao-Governo-Italiano-
sobre-o-HC131033

Brasil e seus Cúmulos do Absurdo, Publicado em 04 / 06 / 2017.

Brazil and its Cumulus of the Absurd, published on 04/06/2017, where we are,
empirically, trying to make evaluations, about the concrete, existing in the news
“Relator concede progressão para o regime semiaberto a Henrique
Pizzolato”, "Rapporteur grants progression to the semi-open regime to
Henrique Pizzolato", http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?
idConteudo=345178 , REFLECT the concrete, AMORALITY, consistent, and
persistent, in the four Institutional Powers of the "Republic of Bananas" presided
over by a "Zé NINGUÉM Golpista", founded by an "Illegitimate Golpist
Congress", blessed by a "Judiciary that Persecutes, and Protects, Politically",
supervised by a "Blind Public Prosecution of an Eye, and Deaf of an Ear" (for
acting in a single direction), which is why, Brazil, only, in one, "NOTHING", which
is there, which explains that the Brazilian Society is HARASSED, and
ENVERGONHADA, daily, in such a way, be possible, even if unfairly, to name it
as a Society of Ignorants, and a Society of the Injured, a Society of Barbarians,
perhaps a Society of Cruel. After all, GO TO THE MEETING, from the document
“BRASIL com Juristas midiáticos pró Golpe de Estado”, "BRAZIL with
media jurists pro coup d'état", https://pt.scribd.com/document/349667603
/BRASIL-Com-Juristas-Midiaticos-Pro-Golpe-de-Estado , where we are,
empirically, trying to make assessments, about the concrete, existing, in the
news Delação da JBS é ilegal e inconstitucional, mas está blindada, dizem
advogados, JBS's indictment is illegal and unconstitutional, but it is
armored, say lawyers, http://painelpolitico.com/delacao-da-jbs-e-ilegal-e-
inconstitucional-mas-esta-blindada-dizem-advogados/ after all, GO TO THE
MEETING, from the document BRASIL do golpista CÍNICO Zé NINGUÉM,
michel temer, BRAZIL of the coupist CYNICAL Zé NOBODY, michel temer,
https://pt.scribd.com/document/348812483/BRASIL-do-Golpista-CINICO-
Ze-NINGUEM-michel-temer , where we are, empirically, attempting to carry out
evaluations, on the concrete involvement of the President of the Federative
Republic of Brazil, by the OMMISSION, by the President of the Federative
Republic of Brazil, WHICH IS SCIENTIFIED OF GREAT FACTS, related to
Obstruction of Justice, DOES NOT AT ANY ATTITUDE, , the ethical and moral
posture of a COMMON Brazilian Citizen, and more, to the ASSIGNMENTS, and
RESPONSIBILITIES, of the Institutional Charge, which is legitimately
INVESTED. After all, also, GO TO THE MEETING, of the document BRASIL tem
a “cara” do Zé NINGUÉM, michel temer, BRAZIL has the "face" of Zé
NOBODY, michel temer, https://pt.scribd.com/document/345180279

13 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

/BRASIL-tem-a-CARA-do-Ze-NINGUEM-michel-temer , where we are,


empirically, attempting to evaluate the concrete, meaningful involvement, of
significant quantity, of significant expression, of significant importance, of the
Politicians who make up the so-called "Fachin List". That is why I emphasize that
in Brazil, of so many INDULES, of so many Disrespections to the Constituted
Law, only and only, deserves to be highlighted, the "shield" of the CINIC Zé
NINGUÉM Golpista, michel miguel elias temer lulia, to the detriment of Ethical
Posture and Moral of none other than the Honorable Minister of the Supreme
Court, Mr. Luiz Edson Fachin, in such a way that, in its own right, the CINICO Zé
NINGUÉM Golpist will represent, in a unique way, all the Politicians, who
integrate the "Fachin list", as well as, the Brazilian HYPOCRISY itself.

https://pt.scribd.com/document/350354598/Brasil-e-seus-Cumulos-do-Absurdo

INOCÊNCIA Ratificada nos 76 Anos de Parcelamento, Publicado em 12 / 09 / 2017

INNOCENCE Ratified in the 76 Years of Installment, Published on 09/12/2017,


where we are, empirically, trying to make assessments, about the concrete,
existing in the news Relator concede progressão para o regime semiaberto a
Henrique Pizzolato, Rapporteur grants progression to the semi-open
regime to Henrique Pizzolato, http://www.stf.jus.br/portal/
cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=345178 , after all, it is clear from the
news: • Regarding the payment of the fine, the minister recalled that in the
judgment of EP 12, the FTF Plenary consolidated an understanding that the
deliberate failure to pay a fine makes it impossible for the regime to progress.
However, the ministers understood at the time that the economic impossibility
of the agent constitutes an admissible exception to the obligation to pay the
fine. • In the case, said the minister, the Federal Public Ministry itself agreed with
the proposal presented by the defense, in the sense of the payment of the
pecuniary sanction, with installments of R $ 2,175.00, subject to the regular
payment of installments assumed by the applicant. The MPF took into account
the approximate value of the debt of Henrique Pizzolato - which reaches the
amount of just over R$ 2 million, and the income and assets of the sentenced,
according to the documents gathered by the defense. Therefore, in the
Federative Republic of Brazil, whose Constitutional Principle is certain that no
penalty may have a PERPPETUAL character, a payment in installments of
R$ 2,000,000.00 (two million Reais) in installments of R $ 2,175.00 (two
thousand, one hundred and seventy-five Reais) for only, and only, 920 months,
that is, 76 and a half years, can not and should not be recognized as
PERPETUAL. Likewise, the Federal Republic of Brazil, through the Federal
Public Prosecutor's Office, and the Brazilian Judiciary, irreconcilably
recognizes that Mr. Henrique Pizzolato, Citizen Italo Brasileiro, DOES NOT
have the Economic and Financial conditions to Honor payment of a Fine, a
natural consequence of a Condemnation issued by a Court of Exception, which
sued him, and judged him, as Institutional Authority, never having been, through
Devil of Financial Resources of Banco do Brasil SA, that never occurred, as
PROVED by the Bank do Brasil SA.

https://pt.scribd.com/document/358733257/INOCENCIA-Ratificada-nos-76-Anos-de-
Parcelamento

14 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Esclarecimentos à INTERPOL – Tacla Duran x Henrique Pizzolato, Publicado em 09 /


08/ 2018,

Clarifications to INTERPOL - Tacla Duran x Henrique Pizzolato, Published on


08/09/188, where due to inquiries made on February 1, 2014 and December 31,
2014, not considered, and answered, from the evaluation of ALL the parts listed
in HC131033. In this way, it is possible today to declare that the request made by
the Brazilian State to capture the Ítalo Brasileiros, Mr. Henrique Pizzolato,
violated the same internal rules of INTERPOL, and the same International
Rights, recognized by INTERPOL in the case of Mr. Tacla Duran.

https://pt.scribd.com/document/385844639/Esclarecimentos-a-INTERPOL-Tacla-Duran-
x-Henrique-Pizzolato

Original text in Portuguese

Battisti contexto de INSUGURANÇA JURÍDICA

Depois de muito refletir, relutar, resolvi efetuar as seguintes considerações à Extradição de


Cesare Battisit, entrelaçando-a, à Extradição de Henrique Pizzolato, uma vez que, ousei me
manifestar em ambas as Extradições, com o intuito de colocar a IMPOTÂNCIA, e
RELEVÂNCIA, da observação dos Princípios Constitucionais Brasileiros.

Neste momento, me aflije, me atormenta, me inquieta, de tal forma, que minhas entranhas
se contorcem, se retorcem, com imenso sentimento de dor, provocada pela PURA,
ABJETA, INONILNÁVEL, INTOLERÁVEL, e simplória INSEGURANÇA JURÍDICA, uma vez
que, O, então, Presidente da República Federativa do Brasil, respaldado por Decisão, e
Permissão, do Plenário do Supremo Tribunal Federal, INDEFERIU a Extradição de Cesare
Battisti, e hoje, O, atual, Presidente da República Federativa do Brasil, respaldado pela
OMISSÃO,e CONSENTIMENTO, de um Ministro, representando, o Plenário do Supremo
Tribunal Federal, resolveu, “a pedido do Presidente Eleito, referendando Pedido do
Embaixador Italiano”, Extraditar Cesare Battisti, minha preocupação, esta centrada na,
concreta, INSEGURANÇA JURÍDICA, de NEGAR o Princípio Constitucional de GARANTIA,
e RESPEITO, à “Coisa Julgada”.

Logo, inexistindo SEGURANÇA JURÍDICA do Respeito à “Coisa Julga”, podemos, no

15 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

mínimo, supor, que o Próximo Presidente da República Federativa do Brasil, pode, por ato
pessoal, não só DEIXAR de emitir INDULTO de Natal, como, pode, também, por ato
pessoal, REVOGAR TODOS os Indultos de Natal, anteriormente Emitidos.

Como Leigo, nem se quer estudei Direito, hoje, entendo, que a Extradição de Henrique
Pizzolato, tem relação direta, com a Extradição de Cesare Battisti, uma vez que, na página
“Cesare Battisti (ativista)”, https://pt.wikipedia.org/wiki/Cesare_Battisti_(ativista) , podemos
nos orientar sobre a questão Cesare Battisti, tendo em vista que consta na mesma,
parcialmente reproduzido abaixo:

Battisti foi condenado a doze anos sob a responsabilidade de participar de um grupo


armado e pelo assassinato de duas pessoas, sendo acusado de outros dois
homicídios. Na França, recebeu proteção sob a Doutrina Mitterrand. Mais tarde, ele
foi julgado à revelia com base em depoimento no julgamento de Pietro Mutti,
implicando-o em quatro assassinatos, o que elevou o total de acusações contra ele
para 36. Ele recebeu uma sentença de prisão perpétua, com restrição de luz solar.
{[4]/1} Após a revogação de facto da Doutrina Mitterrand em 2002, Battisti entrou no
Brasil com documentos falsos para evitar uma possível extradição.

Foi preso no Rio de Janeiro em 18 de março de 2007 por policiais brasileiros e


franceses. Posteriormente, o ministro da Justiça,Tarso Genro, concedeu a ele o
status de refugiado político, em uma decisão polêmica que foi muito criticada na
Itália, enquanto a imprensa brasileira e internacional ficou mais dividida.{[5][6][7][8]
[9]/2,3,4,5,6} Em 5 de fevereiro de 2009, o Parlamento Europeu adotou uma
resolução em apoio ao governo italiano{[10]/7} e realizou um minuto de silêncio em
memória às vítimas de Battisti. Em 18 de novembro de 2009, o Supremo Tribunal
Federal (STF) considerou ilegal o status de refugiado e permitiu a extradição,
mas também declarou que a Constituição Brasileira confere ao presidente poderes
pessoais para negar a extradição se ele assim decidir. Em 31 de dezembro de
2010, no último dia efetivo de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente, a decisão
de não permitir a extradição foi oficialmente anunciada.{[11]/8}

Battisti foi libertado em 9 de junho de 2011 da prisão depois que o STF negou o
pedido da Itália para extraditá-lo. A Itália planejava então recorrer ao Tribunal
Internacional de Justiça em Haia, nos Países Baixos.{[12][13]/9,10} Em março de
2015, um juiz federal decidiu anular a decisão de conceder-lhe um visto de
permanência, uma vez que isto entraria em conflito com a lei brasileira,
ordenando sua deportação. Em 14 de setembro, a sexta seção do Tribunal
Regional Federal da Primeira Região (com sede em Brasília) declarou a
deportação de Battisti ilegal.{[14][15][16]/11,12,13} Em 13 de dezembro de 2018,
teve ordem de prisão expedida pelo ministro Luiz Fux do Supremo Tribunal Federal,
{[17]/14} tendo sido assinado no dia seguinte pelo presidente Michel Temer, o decreto
de extradição de Battisti.{[18]/15}

1. D'ELIA, Sergio e TURCO, Maurizio. Tortura democratica – inchiesta su "la comunità del 41 bis
reale". Venezia: Marsilio, 2002, pag. 79s., apud FONTANELLI, Elisa L'art. 41-bis l. 354/75
come strumento di lotta contro la mafia. Capitolo 3 "Il regime di "carcere duro" ex art. 41-bis
comma 2 o.p. - Analisi degli aspetti giuridici ed applicativi". Segundo o regulamento de cada
penitenciária, há diferenças significativas na aplicação das restrições impostas pelo artigo
41-bis da lei 354/75. A pesquisa constatou que, em muitos cárceres italianos, o espaço
reservado à 'hora de sol' restringe-se a uma área de poucos metros quadrados, cercada por
muros altos e coberta por grades, e as janelas das celas são dotadas de mais de uma fileira
de grades, obstaculizando a iluminação interna.

16 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

2. «Berlusconi afirma que caso Battisti não afetará relações com Brasil». Terra. 4 de janeiro de
2011. Consultado em 18 de outubro de 2018.

3. «Lula nega l'estradizione Battisti resta in Brasile» (em italiano). La Repubblica. 31 de


dezembro de 2010. Consultado em 18 de outubro de 2018

4. «Una vicenda tutt'altro che chiusa». Corriere della Sera, 31 de dezembro de 2010.

5. Mandel, Gabriel. Itália critica manutenção de Battisti no Brasil. Jovem Pan, 1 de janeiro de
2011.

6. Itália prepara protestos contra decisão brasileira sobre Battisti. O Estado de S. Paulo, 3 de
janeiro de 2011.

7. «Texts adopted - Thursday, 5 February 2009 - Contents». www.europarl.europa.eu.


Consultado em 5 de outubro de 2017

8. Ir para:a b Lula decide não extraditar o italiano Cesare Battisti e reage à crítica da Itália. UOL,
31 de dezembro de 2010.

9. news24.com, 2011-06-09. Italy to contest Battisti Brazil release: News24: World: News

10. Italy Global Nation, 2011-06-09. Brazil: Italy calls release of convicted terrorist 'humiliation' and
pledges Intl. Court appealArquivado em 4 de setembro de 2011 no Wayback Machine.

11. «Justiça decide por liberdade do ativista Cesare Battisti, condenado na Itália - Brasil - iG».
Consultado em 5 de outubro de 2017

12. «Leia acórdão de decisão que assegurou liberdade do italiano Cesare Battisti». Consultado
em 5 de outubro de 2017

13. Ir para:a b STF decide pela libertação de Cesare Battisti, por Carolina Brígido e Catarina
Alencastro. O Globo, 8 de junho de 2011. Acesso em 09/06/2011.

14. Ir para:a b «Fux manda prender Cesare Battisti e abre caminho para extradição do
italiano». G1. Consultado em 14 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 14 de dezembro
de 2018

15. Ir para:a b «Temer decide extraditar italiano Cesare Battisti». Folha de S.Paulo. 14 de
dezembro de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 14 de
dezembro de 2018

Em relação ao fatos arrolados, gostaria de chamar a atenção para o trecho


“Em março de 2015, um juiz federal decidiu anular a decisão de
conceder-lhe um visto de permanência, uma vez que isto entraria em
conflito com a lei brasileira, ordenando sua deportação. Em 14 de
setembro, a sexta seção do Tribunal Regional Federal da Primeira Região
(com sede em Brasília) declarou a deportação de Battisti ilegal.{[14][15]
[16]/11,12,13}”, Fato GRAVÍVISSIMO, uma vez que Juiz Federal de 1ª
Instância, ousou, ANULAR, Decisão Proferida pelo Plenário do Supremo
Tribunal Federal, principalmente, quando nos reportamos ao Documento
Reprimendas à Membros do STF, Publicado em 04 / 09 / 2010, onde
estamos através deste documento formalmente provocando o Excelentíssimo
Ministro-Corregedor do Conselho Nacional de Justiça a Ahir, em função da
Repreensão, feita por mim, a Membros do Supremo Tribunal Federal em
defesa do Excelentíssimo Juiz Singular, TOGADO, Sr. Fausto de Sanctis.
https://pt.scribd.com/document/29636222/Reprimendas-a-Membros-do-STF

17 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

As informações obtidas acima, me fazem lembrar, do empírico entendimento, de alguns


como Eu, sobre a “entrega” de “Olga Gutmann Benário Prestes”, https://pt.wikipedia.org
/wiki/Olga_Ben%C3%A1rio_Prestes, pelo Presidente da República Federativa do Brasil,
então, Getúlio Vargas, em sacrifício, de uma Cidadã Alemã, para a Alemanha, sinaliando
para os Estados Unidos, nossa aproximação com o NAZIFACISMO, para obter dos Norte-
Americanos todas as vantagens possíveis, ao necessário realinhamento com “OS
ALIADOS”, onde por exemplo, se conquistou a CSN – Companhia Siderúrgica Nacional.

Tal, lembrança, coloca também, como empírico entendimento, de que a Itália sacrificou o
Cidadão Ítalo Brasileiro, INOCENTE, Sr. Henrique Pizzolato, para, através de meios, no
mínimo, duvidosos, obter a Extradição de Cesare Battisti.

Para alguns, que não Eu, poderá haver o entendimento de que alguém que lutou muito pela
Extradição de Cesare Battisti, em Respeito à Constituição da República Federativa do
Brasil, possa, HOJE, não concordar com a sua Extradição.

Para Outros, como Eu, o inconformismo com a Extradição de Cesare Battisti, esta na
certeza de que os MEIOS NÃO JUSTRIFICAM OS FINS, isto é, se uma Decisão do
Plenário do Supremo Tribunal Federal, respaldando o INDEFERIMENTO, como atitude
pessoal do Presidente da República Federativa do Brasil, “Transitada em Julgado”, não
poderia ser, simplesmente, CONTRARIADA, por, atitude pessoal de Outro Presidente da
República Federativa do Brasil, uma vez que, se assim for aceita, TODAS as, atitudes
pessoais, “OUTURGADAS” pela Constituição da República Federativa do Brasil, ao
Presidente da República Federativa do Brasil, poderão a bel prazer, de seu investido, serem
feitas, ou DESFEITAS.

Devo deixar, bem claro que, em meu empírico entendimento, a Constituição da República
Federativa do Brasil, NÃO PERMITE A RETROATIVIDADE de uma Lei, que venha a
PREJUDICAR os infratores, razão pela qual, uma atitude pessoal, do Presidente da
República Federativa do Brasil, não pode, e nem deve, DESFAZER, em prejuízo do
Beneficiário, um ato pessoal de um Presidente da República Federativa do Brasil, seu
predecessor.

Devo deixar, também claro que, em meu empírico entendimento, o Indulto de Natal,
somente poderia atingir, aos POSSÍVEIS BENEFICIÁRIOS, na DATA de sua Promulgação,
razão pela qual, ainda me custa entender, como PACIENTES do Sistema Judiciário
Brasileiro, que conquistariam o Direito de Natal, após sua promulgação, foram, são, e
continuarão, a ser INDULTADOS.

18 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Logo, uma pergunta, não quer calar, se o presidente eleito bolsonaro, não emitir um Indulto
de Natal, continuará valendo o Último Indulto de Natal ?

Vivemos em um Estado de Exceção, logo, tudo, pode acontecer, como se estivéssemos


num LEGÍTIMO ESTADO DE DIREITO.

Atenciosamente,

Plinio Marcos Moreira da Rocha

Rua Gustavo Sampaio nº112 apto. 603 – LEME – Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Tel. Cel. +55 21 9 8618-3350

Abaixo sintetiso minhas manifestações relacionadas a Extradição de Cesare Battisti:

1. Gmail Extradicao de Cesare Battisti, Publicado em 09 / 11 / 2009, onde estamos


sugerindo que o Governo Italiano ajuste as penas do italianao Cesare Battisti, para 30
anos cada, de tal forma, que o Judiciário Brasileiro não encontre dificuldades para
permitir a sua extradição. Acreditamos que a Constituição da República Federativa do
Brasil, não permita mais de 30 anos de prisão para um Crime/Processo, contudo, a
mesma recepciona totalizações de Penas superiores à 30 anos de prisão.

https://pt.scribd.com/document/19646313/Gmail-Extradicao-de-Cesare-Battisti

2. Presidência Italiana - Extradição Cesare Battisti, Publicado em 01 / 03 / 2010, onde


estamos através de proposta encaminhada ao Governo Italiano, tentando provocar,
uma discussão, mais aprofundada, sobre "Limite de 30 anos de reclusão", mesmo que
condenado a mais de 300 anos, bem como, a gritante injustiça que é aceitarmos a
prescrição de pena, para condenados que não tenham cumprido um dia se quer, em
contrapartida, a não prescrição de penas daqueles que estejam cumprindo várias
penas.

https://pt.scribd.com/document/24709113/Presidencia-Italiana-Extradicao-Cesare-
Battisti

3. Petição Anular Decisão Extradição Cesare Batisti, Publicado em 03 / 01 / 2011,


onde estamos provocando o Procurador-Chefe do Estado do Rio de Janeiro, em nome
do Procurador-Geral da República a envidar esforços no sentido de ANULAR a
decisão do Excelentíssimo Presidente da República que INDEFERIU a extradição de
Cesare Battisti, reformulando, de forma INCONSTITUCIONAL a decisão do Plenário
do Supremo Tribunal Federal, que, também de forma INCONSTITUCIONAL, não

19 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

vinculou a decisão ao Presidente da República. Cabe ressaltar que entregamos ao


Excelentíssimo Cônsul Geral da Itália no Rio de Janeiro, pessoalmente, cópia deste
documento para o uso que melhor prouver ao Governo Italiano, sem qualquer
compromisso.

https://pt.scribd.com/document/46214686/Peticao-Anular-Decisao-Extradicao-Cesare-
Batisti

4. Denúncia NOVA Prevaricação do STF, Publicado em 05/01/2011, onde estamos


formalmente denunciando o Plenário do Supremo Tribunal Federal por crime de
prevaricação, bem como, o Advogado Geral da União por crime de abuso de poder,
frente aos acontecimentos ocorridos quando da avaliação da Extradição de Cesare
Battisti solicitada pelo Governo Italiano

https://pt.scribd.com/document/46317181/Denuncia-NOVA-Prevaricacao-do-STF

5. Reiteração Denúncia NOVA Prevaricação do STF, Publicado em 12 / 01 / 2011,


onde estamos REITERANDO denúncia arquivada, por entendimento equivocado, de
mesmo teor, uma vez que esta denúncia esta relacionada prevaricação em função
da interpretação INCONSTOTUCIONAL de que o Poder Executivo pode reformular
decisão proferida pelo Poder Judiciário relacionado ato discricionário, enquanto
que a denúncia anterior se refere a recusa pelo Presidente do Supremo Tribunal
Federal de exercer o VOTO de QUALIDADE.

https://pt.scribd.com/doc/46751357/Reiteracao-Denuncia-NOVA-Prevaricacao-do-STF

6. XEQUE MATE - Prevaricação no STF - Cesare Battisti, Publicado em Publicado em


19 / 01 / 2011, onde estamos, pretensamente, solicitando do Excelentíssimo
Superintendente Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro esclarecimentos
quanto ao encaminhamento dado, até o presente momento, uma vez que, em meu
entendimento, o Plenário do Supremo Federal esta formalmente citado nas duas
denúncias, e por isso, IMPEDIDO, de se manifestar sobre qualquer aspecto da
mesma. Devo ressaltar, que o impedimento citado, normalmente exige que o Juiz
Substituto seja nomeado, e como no Supremo Tribunal Federal não existe Ministro
Substituto, o Supremo Tribunal Federal não deve se manifestar sobre qualquer
aspecto das denúncias. Algo que nos apresenta a IRRACIONALIDADE, a
INCONSTITUCIONALIDADE, o DELÍRIO que foi a decisão do Supremo Tribunal
Federal quando da avaliação suscitada na demanda ADI 3367 / DF - DISTRITO
FEDERAL 3367 / DF - DISTRITO FEDERAL - AÇÃO DIRETA DE
INCONSTITUCIONALIDADE, que simplesmente excluiu das Atribuições e
Responsabilidades do Conselho Nacional de Justiça o Supremo Tribunal Federal e
seus Integrantes, como se os mesmos na fizessem parte do Judiciário Brasileiro.
Portanto, se meus empíricos entendimentos estiverem certos, o Supremo Tribunal
Federal, até que as denúncias sejam avaliadas, por completo, não pode, e nem deve,
efetuar qualquer avaliação sobre o mérito, e seus desdobramentos, dos Processos
relacionados diretamente, ou não, aos de Roriz, Barbalho e Cesare Battisti.

https://pt.scribd.com/document/47182162/XEQUE-MATE-Prevaricacao-no-STF-
Cesare-Battisti

7. Lamentamos a decisão sobre a Extradição Cesare Battisti, Publicado em


Publicado em 09 / 06 / 2011, onde por não reconhecermos legitimidade, legalidade,
Constitucionalidade, na transferência da decisão final da extradição de cesare battisti

20 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

para o Presidente da República Federativa do Brasil, estamos, nos colocando à


disposição do governo italiano, para que de forma Legítima, e Constitucional, a
extradição em questão seja tratada. Afinal, para que um “Ato soberano” seja
presumivelmente reconhecido, necessário, se faz, estar calcado no Direito Constituído
DETERMINADO pela Constituição da República Federativa do Brasil, que implantou
um Presidencialismo relativo, uma vez que, tem “alma parlamentarista”, que em
essência, retirou muitos dos poderes históricos existentes em Presidencialismo
absoluto. Em função do acima colocado, teimo em afirmar, que vivemos em “CAOS
JURÍDICO”, onde o Poder Judiciário brasileiro, NÃO FOI CAPAZ, apesar de 23 longos
anos, assimilar a essência de Nossa Constituição, trantando as questões com “olhar
histórico”, como se nada houvesse mudado.

https://pt.scribd.com/doc/57463116/Lamentamos-a-decisao-sobre-a-Extradicao-
Cesare-Battisti

8. Indulto Norambuena Frente a Battisti, Publicado em Publicado em 27 / 06 / 2011,


onde através de analogia com as decisões do Estado Brasileiro, quando das
avaliações da extradição de Cesare Battisti, CONCLUÍMOS que Mauricio Hernández
Norambuena, não só permanecerá no Brasil, mas acima de tudo, LIVRE.

https://pt.scribd.com/document/58775670/Indulto-Norambuena-Frente-a-Battisti

Abaixo sintetiso minhas manifestações relacionadas a Extradição de Henrique Pizzolato:

1. Henrique Pizzolato possível “revanche” do Judiciário Italiano, Publicado em 20 /


11 / 2013, onde estamos sugerindo ao Consul Geral da Itália no Rio de Janeiro, que
em função da “fuga” do Cidadão Brasileiro, e Cidadão Italiano, Sr. Henrique Pizzolato,
o Judiciário Italiano, a Luz da Constituição Brasileira, cominada a da Constituição
Italiana, avalie o Habeas Corpus 115.179 Minas Gerais, uma vez que, o mesmo esta
calcado na premissa de que o Julgamento da AP 407 é INCONSTITUCIONAL, é uma
arbitrariedade de um Tribunal de Excessão, por ter como fundamentação o “FORO
PRIVILEGIADO” em contexto Constitucional de que “TODOS SÃO IGUAIS PERANTE
A LEI”, entre outras considerações.

https://pt.scribd.com/document/185655567/Henrique-Pizzolato-possivel-revanche-
do-Judiciario-Italiano

2. Solicitação de Informações à INTERPOL parte, Publicado em 01 / 02 / 2014, onde


estamos solicitando à INTERPOL que avalie, em contexto Jurídico/Interncaional,
compatível a origem e a essência da INTERPOL, a LEGITIMIDADE da condenação
do Sr. Henrique Pizzolato, Cidadão Brasileiro e Italiano, que em função de se transferir
para a Itália utilizando passaporte italiano, assumiu a sua Cidadania Italiana. Afinal, se
a avaliação da Ação Penal 470 feita pelo Supremo Tribunal Federal da República
Federativa do Brasil, for considerada de um Tribunal de Excessão, a busca e captura,
pela INTERPOL é ILEGÍTIMA, e inaceitável.

https://pt.scribd.com/document/203928759/Solicitacao-de-Informacoes-a-
INTERPOL-parte

3. INTERPOL Esclarecimentos Situação de Henrique Pizzolato. Publicado em 31 / 12


/ 2014, onde estamos questionando a INTERPOL pelo reconhecimento do Mandato

21 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

de Prisão emitido pelo Estado da República Federativa do Brasil contra o Sr. Henrique
Pizzolato, apesar de nossos esforços feitos em 01/02/2014, dos quais, nenhuma
resposta nos foi encaminhada. Ressaltamos que o questionamento, ora efetuado, esta
calcado na avaliação do mérito da solicitação feita pelo Brasil à Itália de extradição do
Sr. Henrique Pizzolato, uma vez que, ao embasar a rejeição da extradição, a Côrte de
Apelação de Bologna, de forma reflexiva, condenou a República Federativa do
Brasil, através de seu Poder Judiciário, em especial o Supremo Tribunal Federal, por
não respeitar princípios básicos do Direito Brasileiro e do Direito Internacional.
Algo que nos permite acreditar que a essência da existência da INTERPOL impede,
que ainda hoje, o Sr. Henrique Pizzolato possa ser reconhecido, e tratado, como
Criminosos Foragido Internacionalmente.

https://pt.scribd.com/document/251387073/INTERPOL-Esclarecimentos-Situacao-de-
Henrique-Pizzolato

4. Brasiliano Ipocrisia INFETTA a Società Italiana. Publicado em 26 / 04 / 2015, onde


estamos fazendo uma relação entre a Hipocrisia Brasileira e a Hipocrisia utilizada pelo
Brasil e pela Itália quanto a utilização de tratado internacional sobre corrupção para
respaldar a decisão da Itália de extraditar um Cidadão Italiano, que foi condenado por
um Tribunal de Exceção, uma vez que, não foi, não é, e nem será sua
Responsabilidade JULGAR Cidadãos Brasileiros Comuns por Crime Comuns. Este
documento começa com sua tradução do Português para o Italiano feita com o uso de
tradutor ON LINE, por isso, passível de pouca qualidade, contudo, o documento
original em português também é apresentado. Tal, partiu-se da premissa de que o
mesmo seria divulgado para Italianos.

https://pt.scribd.com/document/263094084/Brasiliano-Ipocrisia-INFETTA-a-Societa-
Italiana

5. Infelizmente a Justiça Italiana PREJUDICOU Um Cidadão Italiano, Publicado em


23 / 09 / 2015, onde Estamos apresentando nosso sofrimento pelo desenlace da
Extradição de Henrique Pizzolato, uma vez que, é um Cidadão Brasileiro COMUM que
foi tratado como Autoridade Institucional, pelo julgamento da Ação Penal 470 efetuada
pelo Supremo Tribunal Federal, em frontal agressão à Constituição da República
Federal do Brasil, promulgada em 1988.

https://pt.scribd.com/document/282450493/Infelizmente-a-Justica-Italiana-
PREJUDICOU-Um-Cidadao-Italiano

6. Habeas Corpus - Henrique Pizzolato, Publicado em 23 / 10 / 2015, onde


apresentamos a Íntegra do Habeas Corpus relacionado à condenação de Henrique
Pizzolato pelo Supremo Tribunal Federal, que foi INCOMPETENTE, uma vez que, o
STF só tem COMPETENCIA para julgar Autoridades Institucionais Específicas por
crime cimuns, quando então, nos é possível afirmar que Henriq ue Pizzolato NUNCA
ESTEVE investido de qualquer destas Autoridades Intitucionais. Este Habeas Corpus
tem como fato, concreto, novo, e inusitado, a Decisão proferida pelo Plenário do
Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 536, que corria contra o Deputado Federal
eduardo azeredo, que pela renúncia após as Alegações Finais do Procuraor-Geral da
República renunciou ao mandato de Deputado Federal, e por isso, tendo pela Corte o
reconhecimento de sua INCOMPETENCIA para dar continuidade ao Julgamento, que
estava em fase final.

https://pt.scribd.com/document/286585883/Habeas-Corpus-Henrique-Pizzolato

22 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

7. Recurso Habeas Corpus - Henrique Pizzolato - HC 131033, Publicado em 28 / 10 /


2015, ONDE Estamos contestando a simplória avaliação feita pelo relator, que
pifiamente “Negou seguimento”, presumivelmente, por entender que estávamos
calcados no Mérito Criminal da condenação de Henrique Pizzolato, quando na
realidade, estamos calcados no Mérito Constitucional de utilização indevida de FORO
PRIVILEGIADO, em toal conformidade com o Decidido na AP536.

8. https://pt.scribd.com/document/287379842/Recurso-Habeas-Corpus-Henrique-
Pizzolato-HC-131033

9. Embargos de Declaração - HC 131033 - Henrique Pizzolato, Publicado em 29 / 10 /


2015, ONDE Estamos REQUERENDO que o ilustríssimo Relator do Habeas Corpus
131.033 – Minas Gerais – Henrique Pizzolato, efetue manifestação sobre a Decisão
do Supremo Tribunal na AP 536, bem como, emita uma conclusão, de tal forma, que
seja possível a identificação daquela que atenta CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA
JUSTIÇA, e por isso NULA, para que seus NEFATSOS efeitos sejam, à Luz da
Inteireza do Direito Constituído, Eliminados e Reparados.

https://pt.scribd.com/document/287789205/Embargos-de-Declaracao-HC-131033-
Henrique-Pizzolato

10. Ajuda no Habeas Corpus de Cidadão Italiano Perseguido Politicamente,


Publicado em 25 / 02 / 2016, ONDE Estamos solicitando a ajuda dos Senadores
Italianos, para obtermos no tempo mais breve possível, a Decisão do Plenário do
Supremo Tribunal Federal no HC 131033 – Habeas Corpus, interposto em favor de
Henrique Pizzolato, uma vez que, por não ser Advogado, entendo que o mesmo ficará
na situação de Conclusos ao Relator “ad eternum”. Afinal, o citado HC coloca em
questão a Decisão do Supremo Tribunal Federal de processar e julgar Cidadão
Comum por Crimes Comum (AP 470) e a Decisão do Supremo Tribunal Federal de
não concluir o processo e julgar Deputado Federal, pela renúncia ao Mandato
Parlamentar, mesmo após as Alegações Finais do Procurador-Geral da República (AP
536). Logo, não nos parece, ser a questão de difícil decisão, contudo, reconheço que
alguns, nunca chegarão à termo, pela possível “saia justa”.

https://pt.scribd.com/document/300399052/Ajuda-no-Habeas-Corpus-de-Cidadao-
Italiano-Perseguido-Politicamente

11. Corruptos NÃO SE PREOCUPEM, pois, o INDULTO os salvará, Publicado em 06 /


05 / 2016, ONDE Estamos fazendo uma relação entre o Crime de Corrupção e o
benefício de INDULTO aos Corruptos, bem como, chamando a atenção para o fato,
concreto, de que alguns condenados pelo Supremo Tribunal Federal no processo, e
julgamento, da AP470, já foram INDULTADOS, pois, no Brasil, CORRUPÇÃO NÃO
MATA, CORRUPÇÃO NÃO MUTILA, CORRUPÇÃO NÃO FLAGELA, e CORRUPÇÃO
NÃO PROVOCA SOFRIMENTO. Tais colocações tem a preocupação de chamar a
atenção para a diversidade do RIGOR aplicado aos cidadãos comuns, e aos cidadãos
comuns envolvidos com partidos políticos, pois, aos cidadãos comuns aplicou-se o
RIGOR DA LEI, refletido na pena mais exarcerbada, quando então, ressaltamos o
fato, concreto, de que o HC 131.033 – Habeas Corpus de Henrique Pizzolato, ainda
não teve conclusão pelo Relator, e por isso, ainda não foi avaliado pelo Plenário do
Supremo tribunal Federal, uma vez que, Pizzolato nunca foi Autoridade Institucional
que lhe permitisse o usufruto de FORO PRIVILEGIADO, tendo como consequencia
natural, a INCOMPETÊNCIA do STF para processá-lo, e julgá-lo.

23 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

https://pt.scribd.com/document/311679960/Corruptos-NAO-SE-PREOCUPEM-pois-o-
INDULTO-os-salvara

12. Rebeldes do Supremo Tribunal Federal SEM CAUSA, Publicado em 03 / 08 / 2016,


Onde estamos chamando a atenção para o fato de que o Presidente do Supremo
Tribunal, não reconhece LEGITIMIDADE em Decisão do Plenário do Supremo
Tribunal Federal, cujo julgamento presidiu, como também ao fato de que tem relação
com o documento “Presunção de Inocência base da Indústria de Habeas Corpus”,
https://pt.scribd.com/document/317871935/Presuncao-de-Inocencia-Base-da-
Industria-de-Habeas-Corpus , onde estamos contestando, o entendimento simplório
do “esseLentíssimo” celso de mello, que efemeramente esta Ministro Supremo
Tribunal Federal, quanto ao fato de insistir em IGNORAR, que a Constituição de
República Federativa do Brasil, promulgada em 1988, DETERMINA, ainda HOJE, o
reconhecimento da instituição do júri, inclusive, assegurando, a soberania dos
veredictos, e a competência para o julgamento dos crimes dolosos contra avida, razão
pela qual, de forma rica, clara, inquestionável e irrefutável nos apresenta a certeza de
que condenação por Júri ELIMINA qualquer possibilidade de “Presunção de
Inocência”, quando então, acrescento que a confissão de qualquer criminoso,
colaborando com o esclarecimento do crime, também elimina a possibilidade de
“Presunção de Inocência” ressaltando que pela confissão sua pena será reduzida.

https://pt.scribd.com/document/320031654/Rebeldes-do-Supremo-Tribunal-Federal-
SEM-CAUSA

13. Questionamento Formal ao Governo Italiano sobre o HC131033, Publicado em 05


/ 05 / 2017, onde estamos, empiricamente, tentando efetuar avaliações, por parte do
Governo Italiano sobre a Legalidade, a Legitimidade, a Constitucionalidade, da
extradição do Cidadão Ítalo-Brasileiro, Sr. Henrique Pizzolato, frente aos fatos, uma
vez que, contra fatos Não Há argumentos. Embora tenhamos notícias de vários
Habeas Corpus Avaliados, e muitos CONCEDIDOS, o HC131033 – HABEAS
CORPUS, que “corre” no eSTF, esta na situação de “conclusos ao relator(a)”, desde
03 de Novembro de 2015.

https://pt.scribd.com/document/347384252/Questionamento-Formal-ao-Governo-
Italiano-sobre-o-HC131033

14. Brasil e seus Cúmulos do Absurdo, Publicado em 04 / 06 / 2017, onde estamos,


empiricamente, tentando efetuar avaliações, sobre o, concreto, existente, na notícia
“Relator concede progressão para o regime semiaberto a Henrique Pizzolato”,
http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=345178 , algo que
de maneira irrefutável, inquestionável, REFLETE a concreta, AMORALIDADE,
consistente, e persistente, nos quatros Poderes Institucionais da “República de
Bananas”, presidida por um “Golpista Zé NINGUÉM”, alicerçada por um “Congresso
Golpista Ilegítimo”, abençoada por um “Judiciário que Persegue, e Protege,
Politicamente”, fiscalizada por um “Ministério Público Cego de um Olho, e Surdo de
um Ouvido” (por atuar em uma única direção), razão pela qual, o Brasil, se
transformou, apenas e tão somente, em um, “NADA”, que aí esta, o que explica que a
Sociedade Brasileira é PREJUDICADA, e ENVERGONHADA, diariamente, de tal
forma, ser possível, mesmo que injustamente, alcunhá-la como uma Sociedade de
Ignorantes, e uma Sociedade de Alienados, uma Sociedade de Bárbaros, quiçá uma
Sociedade de Cruéis. Afinal, VAI AO ENCONTRO, do documento “BRASIL com
Juristas midiáticos pró Golpe de Estado”, https://pt.scribd.com/

24 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

document/349667603/BRASIL-Com-Juristas-Midiaticos-Pro-Golpe-de-Estado , onde
estamos, empiricamente, tentando efetuar avaliações, sobre o, concreto, existente, na
notícia Delação da JBS é ilegal e inconstitucional, mas está blindada, dizem
advogados, http://painelpolitico.com/delacao-da-jbs-e-ilegal-e-inconstitucional-
mas-esta-blindada-dizem-advogados/ , Afinal, VAI AO ENCONTRO, do documento
BRASIL do golpista CÍNICO Zé NINGUÉM, michel temer, https://pt.scribd.com/
document/348812483/BRASIL-do-Golpista-CINICO-Ze-NINGUEM-michel-temer ,
onde estamos, empiricamente, tentando efetuar avaliações, sobre o, concreto,
envolvimento, pela OMISSÃO, pela PREVARICAÇÃO, do Presidente da República
Federativa do Brasil, que CIENTIFICADO de FATOS GRAVÍSSIMOS, relacionados à
Obstrução da Justiça, não TOMA NENHUMA ATITUDE, pelo menos compatível, a
postura ética e moral de um Cidadão Brasileiro COMUM, quanto mais, ÀS
ATRIBUIÇÕES, e RESPONSABILIDADES, do Cargo Institucional, que Ilegitimamente,
esta INVESTIDO. Afinal, também, VAI AO ENCONTRO, do documento BRASIL tem a
“cara” do Zé NINGUÉM, michel temer, https://pt.scribd.com/document/345180279
/BRASIL-tem-a-CARA-do-Ze-NINGUEM-michel-temer , onde estamos, empiricamente,
tentando efetuar avaliações, sobre o, concreto, envolvimento, de quantidade
significativa, de expressão significativa, de importância significativa, dos Políticos que
integram a chamada “Lista de Fachin”. Razão pela qual ressalto, que no Brasil, de
tantos INDULTADOS, de tantos Desrespeitos ao Direito Constituído, apenas e tão
somente, mereça destaque, a “blindagem” do Golpista CÍNICO Zé NINGUÉM, michel
miguel elias temer lulia, em detrimento de Postura Ética e Moral, de ninguém menos,
do que o Excelentíssimo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Sr. Luiz Edson Fachin,
de tal maneira, que intrinsecamente, o Golpista CÍNICO Zé NINGUÉM, efetivamente,
venha a representar, de forma única, todos os Políticos, que integram a “lista de
Fachin”, bem como, a própria HIPOCRISIA Brasileira

https://pt.scribd.com/document/350354598/Brasil-e-seus-Cumulos-do-Absurdo

15. INOCÊNCIA Ratificada nos 76 Anos de Parcelamento, Publicado em 12 / 09 / 2017,


onde estamos, empiricamente, tentando efetuar avaliações, sobre o, concreto,
existente, na notícia Relator concede progressão para o regime semiaberto a
Henrique Pizzolato, http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?
idConteudo=345178 , afinal, consta da notícia: • Quanto ao parcelamento da multa, o
ministro lembrou que, no julgamento da EP 12, o Plenário do STF consolidou
entendimento de que o inadimplemento deliberado da pena de multa impossibilita a
progressão de regime. Contudo, os ministros entenderam, na ocasião, que a patente
impossibilidade econômica do agente configura exceção admissível ao dever de
pagar a multa. • No caso, disse o ministro, o próprio Ministério Público Federal
concordou com a proposta apresentada pela defesa, no sentido do parcelamento da
sanção pecuniária, com parcelas de R$ 2.175,00, condicionado ao regular
adimplemento das parcelas assumidas pelo requerente. O MPF levou em
consideração o valor aproximado da dívida de Henrique Pizzolato – que alcança o
valor de pouco mais de R$ 2 milhões, e a renda e patrimônio do sentenciado,
conforme os documentos juntados pela defesa. Logo, na República Federativa do
Brasil, que tem como Princípio Constitucional a certeza de que nenhuma pena pode
ter caráter PERPPÉTUO, um parcelamento de R$2.000.000,00 (dois milhões de
Reais) em parcelas de R$2.175,00 (dois mil, cento e setenta e cinco Reais) durante,
apenas e tão somente, 920 meses, isto é, 76 anos e meio, não pode, e nem deve,
ser reconhecido como de caráter PERPÉTUO. Igualmente, a República Federativa do
Brasil, através do Ministério Público Federal, e do Poder Judiciário Brasileiro, de forma
inquestionável, de forma irrefutável, reconhece que o Sr. Henrique Pizzolato, Cidadão

25 de 26 17/12/2018 12:20
Gmail - Battisti context of LEGAL INSURANCE https://mail.google.com/mail/u/0?ik=3a6f17a4aa&view=pt&search=a...

Ítalo Brasileiro, NÃO POSSUI condições Econômicas, e Financeiras, para Honrar


pagamento de Multa, natural conseqüência de Condenação proferida por Tribunal de
Exceção, que O processou, e O julgou, como Autoridade Institucional, sem nunca
ter sido, por DESVIO de Recursos Financeiros do Banco do Brasil S.A., que
nunca ocorreu, conforme PROVOU o Banco do Brasil S.A.

https://pt.scribd.com/document/358733257/INOCENCIA-Ratificada-nos-76-Anos-de-
Parcelamento

16. Esclarecimentos à INTERPOL – Tacla Duran x Henrique Pizzolato, Publicado em


09 / 08/ 2018, onde em função de questionamentos efetuados em 01 de Fevereiro de
2014 e 31 de dezembro de 2014, não considerados, e respondidos, a partir da
avaliação de TODAS as peças constantes do HC131033. De tal forma, que seja
possível, hoje, declarar que a solicitação efetuada pelo Estado Brasileiro de capturar o
criminosos Ítalo Brasileiro, Sr. Henrique Pizzolato, transgrediu as mesmas normas
internas da INTERPOL, e os mesmos Direitos Internacionais, reconhecidos pela
INTERPOL no caso do Sr. Tacla Duran.

https://pt.scribd.com/document/385844639/Esclarecimentos-a-INTERPOL-Tacla-
Duran-x-Henrique-Pizzolato

26 de 26 17/12/2018 12:20