Você está na página 1de 5

OS 4 TEMPERAMENTOS

#MELANCÓLICOS

Os melancólicos são pessoas artísticas, não que precisem necessariamente saber


fazer algo, mas são muito atentos e gostam de artes em geral. São muito interiorizados,
possuem um mundo interior muito grande, tem muita imaginação. Perfeccionistas,
minuciosos, detalhistas, a palavra predileta é perfeição. Gostam de tudo muito bem
explicado nos mínimos detalhes. Se colocados nos arquétipos de Jung seria o chamado
Rei. São bons líderes se trabalhados para isso, possuem muita organização e foco, além
disso são visionários, conseguem ver muitas coisas que podem ser feitas pois possuem
muita criatividade, são ótimos com artes e também áreas que demandam fluxo de ideias.
Quando muito irritados ou fadigado dormem simplesmente para dar um stop no mundo.
Falam pouco e costumam ter boa aparência, alguns são quase impecáveis ao se vestir,
tudo combinandinho.
São intolerantes quando algo saí do que foi planejado, se irritam muito com isso,
possuem tendência ao egoísmo no sentido de focar nos próprios sentimentos e viver
somente guiado por eles, os sentimentos são o universo do melancólico e ele pode se
afogar neles. Tem tendência a medo, angústia, depressão, costumam ter muita dor de
cabeça quando giram em torno do que sentem em excesso. Alguns possuem mania de
perseguição acham que sempre tudo se refere a eles, enquanto o colérico acha que tudo é
para ele, o melancólico acha que tudo é contra ele. Tudo isso pode fazê-lo largar tudo,
jogar tudo para o alto e ir para algum lugar beeeem longe. São dramáticos, mesmo que só
dentro da própria cabeça, precisam aprender a perdoar, são medrosos.
Nas mãos de Deus podem se tornar canais da beleza e líderes com uma
espiritualidade estrondosa, são pessoas muitos apaixonadas e radicais.
Para lidar com um melancólico Deus nos ensina o que devemos fazer: ser
pacientemente detalhista e passar segurança. Um exemplo dessa atitude, que talvez te
impressione é a abordagem que Deus usou para falar com Moisés, um melancólico
daqueles. Primeiro Deus apareceu na sarça ardente, algo sobrenatural, mas beeem
calminho, Moisés foi se aproximando e Deus disse quem era falando o nome de alguém
que Moisés conhecia "Sou o Deus de Abraão, Isaac, Jacó", ele faz isso muitas e muitas
vezes. Depois explica que quer que Moisés vá libertar o povo e Moisés diz que não serve
para isso muitas vezes e Deus explica, explica, explica e coloca Aarão para ajudá-lo e
explica que ele vai fazer milagres com aquela vara de tal e tal jeito. Enfim, Deus explica
tuuuuudo minimamente. Até que Moisés foi. Ou seja, paciência ao lidar com um
melancólico, passe segurança, gaste o latim, o português e todas as línguas que souber
para que ele te entenda e confie em você.
E Moisés se tornou um dos maiores Santos Patriarcas, com uma fé inabalável,
uma oração que tocava o coração de Deus, pois era a conversa de dois amigos, muito
corajoso e chefe de um exército. Era preciso que fosse um melancólico todo
perfeccionista para fazer o Santuário, a Arca, organizar o povo em tribos, fazer a
contagem do povo do jeito detalhista que Deus mandava. Um visionário segundo o Plano
de Deus.

#COLÉRICOS

O temperamento colérico tem muito que ensinar e muito que aprender.


São líderes natos, ativos e se colocados no arquétipo de Jung seria o chamado
Guerreiro, são obstinados e realizadores, sempre cheios de metas, compromissos e se
possuem uma agenda saí postit para todos os lados. São muito racionais e práticos,
nervosos e autoritários, ótimos disciplinadores por isso são bons pais e boas mães ou
professores. São muito inteligentes, rápidos.
Precisam aprender a ver outros pontos de vista e vivências por sua tendência ao
egoísmo, também precisam dar mais valor as pessoas que as suas metas, pois podem
passar por cima delas no percurso.
Nas mãos de Deus são instrumentos poderosos, pois são de cumprir metas e
objetivos claros. Podem fazer obras grandiosas.
Para lidar com um colérico Deus nos ensina o que devemos fazer: devemos falar
pouco. Um exemplo disso foi a abordagem que Deus usou para falar com Paulo, um
colérico super mega power, chamou a atenção dele, se apresentou e disse que fosse a
Damasco para que lá Ele explicasse o que queria. Ou seja, Deus foi muito breve e pontual,
os COLÉRICOS não gostam de muitas falas e rodeios e por menores isso os irrita, pois
não costumam ter muita sensibilidade.

#SANGUÍNEOS

Pensa num sujeito animado, que fala empolgado, numa roda de amigos é o que
mais gesticula e fala, anima a todos, ama ser o foco dos olhares, consegue fazer com que
todos se animem ou se estiver contando algo triste todos choram. É puro coração, muito
criativo, gosta de viver alegremente e fazer com que todos vivam felizes com eles. Tem
facilidade em viver o hoje e não se atormentar muito com o futuro, perdoam com muita
facilidade. Possuem muitos amigos ou contatos, sempre estão falando com alguém.
Amam falar e se expressam muito bem. Quando líderes são os mais empolgados, daqueles
que animam a equipe em três segundos, muito otimistas. Nos arquétipos de Jung seriam
o chamado Amigo, quer estar bem com todos. Colocam as pessoas como prioridade, são
muito populares. Tem facilidade em acreditar.
Precisam aprender a controlar os impulsos, por falar muito, muitas vezes não mede
o que fala e pode falar bobagens, são animados para começar as coisas e desistem com
facilidade, tem um penca de projetos inacabados e outra penca de projetos não
começados, só fazem o que lhe toca o coração, podem ser muito permissivos devido ao
otimismo e a tendência a se interessar pelo que é mais divertido, acabam deixando
pequenas questões se tornarem uma bola de neve para evitar conflitos ou se dedicar ao
que não gostam.
Nas mãos de Deus podem se tornar evangelizadores potentes que arrastam com
seu ânimo e mantêm o ânimo dos irmãos.
Para lidar com um Sanguíneo Deus nos ensina o que devemos fazer: falar com o
coração e com algo que eles gostam e os animem. Foi o que Ele fez com Pedro, por
exemplo, que era um sanguíneo total, Ele falou com Pedro diversas vezes usando a pesca,
algo que ele gostava, fazendo com que ele pescasse muitos peixes depois de uma noite
toda de tentativas, antes de dizer que ele seria pescador de homens. Mas muito nele foi
trabalhado, ele negou Jesus, mas depois voltou, lutou muito contra essa questão de deixar
coisas inacabadas, mesmo sendo aquele que expressa a sua lealdade e entendimento de
quem Jesus em nome dos outros, conta-se que uma vez estando em Roma, que estava
sendo invadida, pensou em fugir, mas Jesus lhe apareceu e disse "Deixa-me de novo" e
ele ficou e foi martirizado. Era preciso um sanguíneo como primeiro Papa, alguém que
pudesse animar os irmãos e arrastar uma multidão com o "coração na fala".

#FLEUMÁTICOS

Os fleumáticos são pacíficos e pacificadores, tem facilidade com amizades - de


lidar e manter, não necessariamente em fazer amizades -, gostam de ficar bem com todo
mundo, possuem um bom humor natural, assim, são engraçados sem fazer força, muitas
vezes dizem ou fazem uma cara que é engraçada, estando sérios e sem nenhuma intenção
de fazer graça. São leais e valorizam as pessoas. Como líderes são daqueles que jogam
para a galera opinar, são muito controlados emocionalmente, dificilmente tem rompantes
ou atitudes impulsivas, são comedidos, controlados naturalmente. Não gostam de
conflito, se estiverem num local em que está rolando uma polêmica dentro da cabecinha
deles passa o pensamento "Jesus Amado pra que tudo isso!". Nos arquétipos de Jung seria
o chamado Mago, não se empolgam muito, mas quando possuem algo querem fazer ou
são orientados a fazer, fazem e o fazem muito bem feito. São líderes natos e são pais e
mães coruja e pacientes, daqueles que fazem atividades e ficam um tempão com os filhos
sem perder a paciência. Ensinam a leveza e que não é preciso ficar se estressando por
qualquer coisa.
São líderes natos, como disse, mas se economizam, preferem evitar o desgaste,
por isso sempre deixam alguém tomar a frente, são conservadores e não são amigos de
mudanças , preferem tudo do mesmo jeito sempre se for possível, são medrosos e
inseguros, isso faz deles um pouco alheios a vida, por medo de conflitos e mudanças
acabam se afastando de fazer coisas e muitas vezes pensam "e se brigarem", "e se não
gostarem", embora muitas vezes não expresse. Precisam aprender a sair do comodismo e
ter entusiasmo com as coisas, pois tem tendência a uma preguicinha de estimação, o que
só aumenta os medos. Também deixam muito tempo passar na comodidade de assistir
séries, TV ou alguma coisa digital que alimente a preguiça e a comodidade. São muitos
permissivos para evitar conflito e assim como os sanguíneos acabam se deparando com
uma bola de neve depois de um tempo. Por conta dessa questão de querer evitar conflitos
acabam indo com os outros, dançando a música que tocar, o que todos fizerem ele faz,
então precisam de bons amigos para não cair num probleminha de má influência.
Nas mãos de Deus podem se tornar sinais da eternidade, mostrando que tudo é
passageiro e são bons conselheiros. Como são muito solícitos e gostam de ajudar, são
confiáveis e comprometidos acabam arrastando muita gente, por que passam confiança.
Deus nos ensina como devemos lidar com um fleumático: com paciência com a
comodidade deles. Um exemplo disso é a forma como Ele se relacionou com Abraão, um
fleumático assumido. Deus manda Abraão sair da terra e da parentela, Abraão saí da casa
e não da terra, depois sai da terra, mas leva a parentela - ele levou Ló -, mas por fim eles
se separaram de uma forma pacífica que só um fleumático consegue fazer. Além disso
Deus explicou tudo o que devia fazer, prometeu a Abraão uma descendência e que Ele
seria pai de uma nação tão numerosa quanto as estrelas do Céu, era o que ele mais queria,
mas para isso Deus pedia cada vez mais que ele deixasse a comodidade, fez dele um
nômade praticamente, um homem que vive em tendas, que vive pela fé. E a promessa de
Deus se cumpriu e ele ganhou o nome de Amigo de Deus e Pai da Fé, que dava a Deus o
que fosse pedido, sem pestanejar.

Você também pode gostar