Você está na página 1de 26

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO


COLÉGIO DE APLICAÇÃO

Planos de Ensino
Matemática
2016
Ensino Fundamental
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO DE APLICAÇÃO

PLANO DE ENSINO

INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação


CURSO: Ensino Fundamental
SÉRIE: 6º ano
PROFESSOR: Márcia Maria Bernal
DISCIPLINA: Matemática
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA: média 144h

I) Objetivos gerais: este plano foi organizado de modo a possibilitar ao aluno um aprendizado matemático que o leve
a:
 compreender conceitos e procedimentos matemáticos;
 resolver problemas;
 desenvolver formas de raciocínio matemático em geral;
 desenvolver capacidades relativas a investigações matemáticas;
 estabelecer relações entre a Matemática e a realidade social e física;
 estabelecer relações entre a Matemática e outras áreas do conhecimento;
 comunicar-se e argumentar usando linguagem matemática;
 manter uma relação positiva com o aprendizado matemático;
 valorizar o conhecimento matemático;
 desenvolver atitudes adequadas ao trabalho em equipes;
 ampliar sua capacidade de aprender e pesquisar de maneira autônoma;
 iniciar uma educação tecnológica.

II) Objetivo específico: promover a aprendizagem de cada conteúdo na profundidade adequada ao grupo e a cada
aluno.

III) Estratégias didáticas, em sala de aula e em outros espaços, inclusive para as tarefas de casa:
 diálogo e troca de ideias entre os alunos e entre eles e o professor;
 sessões de resolução de problemas;
 leitura e interpretação de textos;
 atividade de pesquisa e experimentação;
 jogos em sala de aula, resolução de charadas e adivinhas, sessões de cálculo mental, inclusive as tabuadas;
 trabalhos em grupo;
 sequência de exercícios;
 saída de estudos: laboratório de mtm/UFSC, feiras, eventos;
 utilização de recursos eletrônicos, como a calculadora e o computador.

IV) Avaliação - do processo de ensino-aprendizagem.


Instrumentos:
 observações e registros, realizados pelo professor, das várias interações com os alunos;
 trabalhos do aluno durante o ano letivo, incluindo produção de textos e anotações no caderno;
 provas escritas;
 trabalhos, seminários e outras atividades em grupo.

V) Conceitos, procedimentos e atitudes, períodos (estimados)


Os itens listados a seguir não pressupõe ordem cronológica de apresentação.
1) Introdução Participação e resolução de jogos e charadas.
-relacionamento turma, Reconhecimento dos diferentes usos dos números.
alunos, professora, Tabuadas orais.
matemática Estimativas e cálculo mental.
(ao longo do ano) Números naturais: sucessor, antecessor, consecutivos; relação de ordem (menor, igual
maior).
2) Estatística: organização Construção e interpretação de gráfico de barras: organização dos dados estatísticos da
da informação, (tabelas e turma – elaboração de tabelas e gráficos; estudo de gráficos variados: assunto, tipo.
gráficos).
3) Sistemas de numeração Reconhecimento da construção histórica dos sistemas de numeração.
- Sistema posicional Análise e compreensão dos sistemas de numeração usados por alguns povos antigos,
decimal em especial o romano e indo-arábico.
Compreensão do sistema de numeração decimal, identificando suas características e
princípios (quadro valor-lugar, decomposição).
Leitura e escrita de números grandes, arredondamentos.
Uso do ábaco para cálculos de adição e subtração.
4) Frações Conceituação de fração como operador e como maneira de indicar uma relação parte-
- conceitos, nomenclatura, todo
escrita, números mistos e Cálculo de frações de quantidade
medidas, porcentagem Reconhecimento de representações convencionais de frações
Resolução de problemas sobre frações, relativos aos conceitos conhecidos
Leitura e escrita de frações
Construção do conceito de medida
Expressão do resultado de medidas por meio de números mistos
Representação de números mistos por meios convencionais
Construção do conceito de porcentagem como operador
Resolução de problemas envolvendo o cálculo de porcentagens
Desenvolvimento do cálculo mental de porcentagens
5) Frações: operações Identificação de frações equivalentes
Obtenção de frações equivalentes a uma fração dada
Simplificação de frações
Obtenção de somas e diferenças de frações, usando sequências de frações equivalentes
Obtenção de somas e diferenças de frações, usando mmc dos denominadores
Obtenção de produto e quociente de frações

6) Múltiplos e divisores Identificação de padrões de sequências numéricas ou figuradas


- sequências, sequências de Reconhecimento e obtenção do múltiplo de um número
múltiplos, múltiplos comuns Identificação de padrões em sequências relacionadas com múltiplos
e mmc, divisibilidade e Construção do conceito de mínimo múltiplo comum
divisores, números primos Cálculo do mmc de dois ou mais números com base em sequência de múltiplos
Resolução de problemas sobre múltiplos comuns
OBS: conteúdo abordado no Identificação dos divisores de um número
estudo das frações Reconhecimento das relações de divisibilidade
equivalentes e operações Identificação de números primos por meio de seu conceito
com frações Decomposição de um número em fatores primos
Cálculo do mmc pela decomposição em fatores primos comuns
7) Números naturais Resolução de problemas que envolvem os vários significados de cada uma das quatro
- Problemas associados às operações
operações fundamentais Resolução de problemas usando a ideia de operação inversa
(ideias associadas às Desenvolvimento de estratégias de resolução de problemas
operações) Perseverança na busca de soluções
- Medidas de tempo Reconhecimento das diferentes unidades de medida de tempo e conversão entre elas.
8) Números decimais. Conceituação da representação fracionária decimal (décimos e centésimos)
Operações. Expressão de medidas nessa representação
Generalização de conceitos relativos à escrita fracionária decimal
Escrita e leitura de números decimais
Comparação de números decimais

Obtenção de somas e diferenças de números decimais usando o algoritmo


habitual/compreensão do algoritmo
Descoberta, com o uso da calculadora, de padrões na multiplicação ou divisão de
números decimais por 10, 100, etc
Realização de multiplicações e divisões por 10, 100, etc
Ampliação da compreensão das regras que caracterizam o sistema de numeração
decimal posicional
Obtenção do produto de dois números decimais, usando o algoritmo usual/
Compreensão do algoritmo
Obtenção do quociente decimal de dois números naturais, usando o algoritmo usual/
Compreensão do algoritmo
Obtenção do quociente decimal de dois números decimais, usando o algoritmo usual/
Compreensão do algoritmo
Conceituação e cálculo de médias.
9) Expressões numéricas Desenvolvimento do uso de notação matemática para expressar raciocínios
com números racionais. Percepção da Matemática como forma de linguagem
Potências e raízes nos nrs Cálculo do valor de expressões numéricas
naturais. Conceituação de potência
Conceituação de raiz quadrada
Calculo de potências e raiz quadrada (op. inversas) e expressões com potências e raízes
com números naturais.
10) Medidas: Conceituação de unidade de medida padronizada
comprimento monetária, Construção de ideias e percepções em relação às unidades mais usadas do sistema
massa, capacidade. métrico
Conceituação de perímetro
Perímetro Conceituação de unidade de medida monetária, de massa e de capacidade.
Área Conceituação de área e retomada do conceito de perímetro
Volume Obtenção de uma fórmula para a área do retângulo/ Compreensão do raciocínio
utilizado
Resolução de problemas sobre cálculo de área de retângulos, incluindo composição e
decomposição de figuras
Resolução de problemas sobre cálculo de áreas nas unidades mais comuns, com
eventuais conversões de medidas.
11) Geometria Identificação de prismas e pirâmides.
- formas tridimensionais Montagem de prismas e pirâmides com base na planificação.
Interpretação de vista de sólidos.
Representação de sólidos por meio de vistas.
Identificação de cilindros, cones e esferas.
12) Geometria plana: Conceituação de ângulo
conceitos, construções com Identificação de ângulos retos, rasos, agudos, obtusos e ângulos de uma volta
régua e compasso, Conceituação de paralelismo e perpendicularismo entre retas
ampliações e reduções em Traçado de ângulos e de retas paralelas e perpendiculares com esquadros
papel quadriculado Conceituação de polígono e identificação de seus elementos
(geoplano), simetria, – Identificação dos quadriláteros mais comuns (propriedades)
medidas de ângulos. Desenvolvimento de habilidades no emprego de instrumentos de desenho
Ampliação e redução de figuras planas
Desenvolvimento de organização, capricho, senso estético
Determinação do eixo de simetria
Construção da simétrica de uma figura em relação a um eixo
Desenvolvimento da observação de regularidades geométricas

VII) Referências
PCNs- Parâmetros Curriculares Nacionais – Matemática para o Ensino Fundamental. Brasília: MEC, 1998.
DANTE, L. R. Tudo é matemática. 3. ed. São Paulo: Ática, 2009.
IMENES, L M; LELLIS, M. Matemática: Imenes & Lellis. São Paulo: Moderna, 2009.
Plano de Ensino
INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação
CURSO: Ensino Fundamental
SÉRIE: 7º ano
PROFESSOR: Silvana Leonora Lehmkuhl Teres
DISCIPLINA: Matemática
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA: média 144h

1.OBJETIVO GERAL
Relacionar os conceitos matemáticos e suas representações utilizando-os como ferramentas para o
desenvolvimento de sua comunicação, criatividade e de estratégias de resolução de problemas que interrelacionem
o conhecimento científico ao seu cotidiano.

2. OBJETIVOS ESPECÍFISCOS
- Retomar as aplicações dos números naturais em diferentes contextos e os conceitos de múltiplo e de divisor.
- Conceituar corretamente e aplicar o mmc e o mdc entre números.
- Ampliar os conhecimentos sobre números fracionários e decimais, suas representações e operações.
- Ampliar os conhecimentos sobre medidas de tempo e suas unidades.

3. CONTEÚDOS

CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS


(revisão)
FRAÇÕES E NÚMEROS DECIMAIS
(revisão)

3.1.CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS - Escrever e representar geometricamente o


- Introdução; conjunto Z.
- Conjunto Z e seus subconjuntos; - Identificar e escrever subconjuntos de Z.
- A reta dos números inteiros; - Identificar números opostos ou
- Módulo de um número inteiro; simétricos.
- Comparação de números inteiros; - Obter o módulo de um número inteiro.
- Oposto ou simétrico de um número inteiro; - Comparar números inteiros relativos.
- Escrita de subconjuntos de Z; - Adicionar, subtrair, multiplicar e dividir
- Operações com números inteiros: adição, subtração, números
multiplicação, divisão, potenciação, inteiros.
radiciação e propriedades; - Determinar a potência e a raiz de números
- Expressões numéricas; inteiros.
- Determinar o valor de expressões
numéricas.
3.2.PROPORCIONALIDADES - Aplicar o conceito de números diretamente / inversamente
-Números diretamente e inversamente proporcionais para resolver situações-problema.
proporcionais; - Resolver situações-problema que envolvam duas ou três grandezas
-Grandezas proporcionais; variáveis dependentes direta ou inversamente proporcionais.
-Regra de três simples; - Calcular porcentagem e juros simples..
-Regra de três composta;
-Porcentagem;
-Juros Simples.

3.3RAZÃO E PROPORÇÃO - Identificar razão de dois números racionais a e b (b≠0) como o quociente de a
- Razão; por b.
- Proporção; - Identificar proporção como a igualdade de duas razões.
- Propriedades. - Aplicar as propriedades das proporções.

3.4.EQUAÇÕES E - Identificar a equação como uma sentença matemática expressa por uma
INEQUAÇÕES DE 1º GRAU igualdade que apresenta um ou mais elementos desconhecidos.
- Equação do 1º grau com uma - Resolver equações do 1º grau com uma incógnita escrevendo seu conjunto
incógnita solução de acordo com o conjunto universo dado.
- Introdução; - Representar o enunciado de uma situação-problema por meio de uma
- Resolução; equação.
- Aplicações em situações- - Interpretar a solução da equação de uma situação- problema.
problema. - Identificar que uma equação do 1° grau com duas incógnitas tem infinitas
- Equação do 1° grau com duas soluções.
incógnitas - Resolver um sistema de equações do 1° grau com duas incógnitas pelo
- Introdução; método de substituição e representá-lo graficamente.
- Sistemas: método de substituição. - Reconhecer que toda sentença matemática que contém um elemento
- Inequação do 1° grau com uma desconhecido e é expressa por uma desigualdade é uma inequação.
incógnita - Resolver uma inequação do 1° grau com uma incógnita, aplicando os
- Introdução; princípios de equivalência das desigualdades.
- Resolução. - Representar geometricamente e simbolicamente o conjunto solução de uma
inequação do 1º grau.

BIBLIOGRAFIA:
-Coleção Praticando Matemática. Álvaro Andrini e Maria José Vasconsellos. Editora do Brasil. 2013
-Coleção Tudo é Matemática. Luiz Roberto Dante. Ática, 2009.
- Coleção Matemática na Medida Certa. Marcelo Cestari Terra Lellis, José Jakubovic, Marília
Ramos Centurión. São Paulo: Scipione, 2002.
- Coleção Matemática Pensar e Descobrir: O + Novo. José Ruy Giovanni, José Ruy Giovanni Júnior. São Paulo: FTD,
2002.
- Coleção Projeto Radix. Ribeiro,Jackson. São Paulo: Scipione, 2005.

AVALIAÇÃO:
→ O sistema de avaliação do processo ensino-aprendizagem é trimestral.
→ Serão realizadas avaliações de aprendizagem (no mínimo três avaliações com notas atribuídas)
individuais, em duplas ou em grupos conforme combinado no início de cada trimestre. As datas serão
passada para os alunos com no mínimo uma semana de antecedência.

→ Será avaliado o comportamento do aluno em sala de aula, bem como a participação, o caderno, as tarefas
e a entrega de atividades.
→ A média de aprovação é estabelecida como igual ou superior a 6,0 (seis vírgula zero) e a Média de
Reprovação como inferior a 6,0 (seis vírgula zero).
→ A Recuperação de Estudos será oferecida de forma paralela, e horário oposto ao período de estudo do
aluno e será realizada no decorrer do trimestre. Os alunos com baixo rendimento no trimestre serão
convocados via bilhete para os pais. Os demais alunos também poderão comparecer sempre que quiserem.
→ O aluno que obtiver na soma das médias dos três trimestres, valor igual ou superior a 18 (dezoito) pontos,
obtendo média final igual ou superior a 6,0 (seis), será considerado aprovado.
INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação
CURSO: Ensino Fundamental
SÉRIE: 7º ano
PROFESSOR: Thaline Thiesen Kuhn
DISCIPLINA: Matemática
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA: média 144h

1.OBJETIVO GERAL

O ensino de Matemática procura desenvolver nessa série o pensamento algébrico. O educando amplia a noção
de número generalizando propriedades e operações aritméticas, além disso, traduz situações problema para a
linguagem matemática (explora seu potencial de abstração), também tabelas e gráficos em leis matemáticas que
relacionem duas variáveis dependentes. Interpreta expressões algébricas, igualdades, desigualdades e resolve
equações, inequações e sistemas. Para um estudo mais significativo, propõe-se que conexões e integração entre
os conceitos matemáticos estudados (aritmética, geometria, grandezas e medidas, raciocínio combinatório,
estatística e probabilidade) ocorram. Além de relacionar com outras áreas do conhecimento.

2. OBJETIVOS ESPECÍFISCOS

Identificar os conjuntos N, Z e Q e representá-los geometricamente;


- Escrever os números fracionários na sua representação decimal e vice-versa;
-Determinar a raiz quadrada exata e aproximada de um número racional;
- Identificar as dízimas periódicas, os tipos e suas frações geratrizes;
- Reconhecer um número irracional como aquele cuja representação decimal é infinita e não- periódica;
- Identificar o conjunto R como a união dos
conjuntos Q e Ir.

3. CONTEÚDOS
CONJUNTOS NUMÉRICOS:
- Conjunto dos Números Reais: naturais, inteiros, racionais e irracionais e sua representação na reta;
- Raiz quadrada e aproximada;
- Números racionais: representação decimal e fracionária, dízimas
periódicas e fração geratriz;
- Números irracionais a partir do conceito do número π.

EQUAÇÃO DO 1° GRAU COM UMA - Resolver equações do 1º grau com uma incógnita e
INCÓGNITA: aplicá-las em situações-problema, utilizando os
- Equações fracionárias; procedimentos adequados e discutindo o significado
- Equações literais; das soluções.

- Aplicações em situações-problema.

SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO 1° - Resolver sistemas de equações do 1º grau com duas


GRAU COM DUAS INCÓGNITAS: incógnitas pelos métodos de adição e
- Resolução (métodos de substituição, substituição;
adição e resolução gráfica); -Traduzir para sistemas de equações situações-
- Aplicações em situações-problema. problema simples e resolvê-las pelo método mais apropriado;
- Identificar, quanto à solução, os diversos tipos de sistemas e
fazer a representação gráfica.

MONÔMIOS E POLINÔMIOS: - Representar sentenças matemáticas usando expressões


- Expressões Algébricas; algébricas;
- Valor Numérico de uma expressão - Reconhecer as variáveis de uma expressão algébrica;
algébrica; Calcular o valor numérico de uma expressão algébrica;
- Monômios; - Identificar, num monômio, o seu grau, o seu
- Monômios Semelhantes; coeficiente numérico e a sua parte literal;
- Operação com monômios; - Reconhecer monômios semelhantes;
- Polinômios; - Efetuar operações de adição algébrica, multiplicação, divisão
- Polinômio Reduzido; e potenciação de monômios;
- Operação com polinômios; - Efetuar operações de adição algébrica e
multiplicação entre polinômios e divisão entre
polinômios e monômios;

PRODUTOS NOTÁVEIS E FATORAÇÃO - Calcular os três produtos notáveis (Quadrado da


- Produtos Notáveis; soma de dois termos, Quadrado da diferença entre
- Fatoração de Polinômios. dois termos, Produto da soma pela diferença de
dois termos);
. - Reconhecer e aplicar os casos de fatoração de
Polinômio (Fator comum em evidência,
agrupamento, trinômio do quadrado perfeito,
diferença de dois quadrados).

ÂNGULOS E TRIÂNGULOS: - Identificar e representar ângulos retos, rasos,


- Tipos de Ângulos; agudos e obtusos;
- Relações entre ângulos; - Identificar complemento e suplemento de
- Ângulos: elementos e medidas; Ângulos formados ângulos;
por duas retas paralelas com uma transversal: - Identificar, nomear e estabelecer relações entre os
ângulos correspondentes, alternos e colaterais; ângulos determinados por duas paralelas com uma
- Tipos de Triângulos; transversal;
- Ângulos Internos e Externos de um Triângulo. - Identificar os tipos de triângulos quanto aos lados
- Triângulos: elementos (altura, mediana, bissetriz), e aos ângulos;
condição de existência, classificação, congruência, - Calcular a Soma dos ângulos internos de um
pontos notáveis; triângulo;
- Identificar e calcular os ângulos externos do
triângulo.
- Definir e identificar as alturas, as medianas e as
bissetrizes de um triângulo;
- Aplicar em situações-problema os casos de
congruência de triângulos;

QUADRILÁTEROS E OUTROS POLÍGONOS: - Determinar o perímetro de diferentes polígonos;


- Polígonos: Nomenclatura, elementos, perímetro, - Reconhecer os lados, os vértices, diagonais e os
diagonais, ângulos de um polígono convexo e de ângulos (internos e externos) como elementos de
um polígono regular; um polígono;
- Quadriláteros: classificação e propriedades - Classificar e nomear polígonos através de seus
(paralelogramos, retângulos, trapézios e Losangos); vértices e números de lados;
- Ângulos de um Polígono. - Determinar a medida do ângulo interno e do
ângulo externo de um polígono regular;
- Reconhecer e representar quadriláteros e seus
elementos;
- Comparar e classificar quadriláteros
BIBLIOGRAFIA:
-Coleção Praticando Matemática. Álvaro Andrini e Maria José Vasconsellos. Editora do Brasil. 2013
-Coleção Tudo é Matemática. Luiz Roberto Dante. Ática, 2009.
-Coleção a Conquista da Matemática: A + Nova. José Ruy Giovanni, Benedito Castrucci, José
Ruy Giovanni Júnior. São Paulo: FTD, 2002.
- Paulo: Scipione,2002.Coleção Matemática para Todos. Luiz Márcio Pereira Imenes, Marcelo Cestari Terra Lellis. São
- Coleção Matemática na Medida Certa. Marcelo Cestari Terra Lellis, José Jakubovic, Marília
Ramos Centurión. São Paulo: Scipione, 2002.
- Coleção Matemática Pensar e Descobrir: O + Novo. José Ruy Giovanni, José Ruy Giovanni
Júnior. São Paulo: FTD, 2002.
-Coleção Projeto Radix. Ribeiro,Jackson. São Paulo: Scipione,2005.

AVALIAÇÃO:
→ O sistema de avaliação do processo ensino-aprendizagem é trimestral.

→ Serão realizadas avaliações de aprendizagem (no mínimo três avaliações com notas atribuídas) individuais, em
duplas ou em grupos conforme combinado no início de cada trimestre. As datas serão passada para os alunos com
no mínimo uma semana de antecedência.
→ Será avaliado o comportamento do aluno em sala de aula, bem como a participação, o caderno, as tarefas e a
entrega de atividades.
→ A média de aprovação é estabelecida como igual ou superior a 6,0 (seis vírgula zero) e a Média de Reprovação
como inferior a 6,0 (seis vírgula zero).
→ A Recuperação de Estudos será oferecida de forma paralela, e horário oposto ao período de estudo do aluno e
será realizada no decorrer do trimestre. Os alunos com baixo rendimento no trimestre serão convocados via bilhete
para os pais. Os demais alunos também poderão comparecer sempre que quiserem.
→ O aluno que obtiver na soma das médias dos três trimestres, valor igual ou superior a 18 (dezoito) pontos,
obtendo média final igual ou superior a 6,0 (seis), será considerado aprovado.
→ O aluno que não atingir a soma mínima de 18 pontos nos três trimestres, obtendo média inferior a 6,0 (seis),
deverá realizar Prova Final, em até três disciplinas, e sua média será calculada conforme a fórmula:

→ Será considerado aprovado, após realização de Prova Final, o aluno que obtiver média igual ou superior a 6,0
(seis), na(s) disciplina(s) que realizou prova(s).
→ A aprovação do aluno também dependerá da freqüência exigida pela legislação vigente (Lei 9.394/96), ou seja,
comparecer no mínimo, 75% do total das aulas.
→ A frequência nas aulas e o desenvolvimento das atividades e tarefas é condição mínima para a construção de
conceitos matemáticos.
→ Ao faltar nas provas o aluno deverá solicitar segunda chamada. A prova de segunda chamada poderá ser
realizada no contra turno escolar.
INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação
CURSO: Ensino Fundamental
ANO: 9º ano
PROFESSOR: Tiago Carmo
DISCIPLINA: Matemática
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA: média de 144h

I) Objetivos gerais: este plano foi organizado de modo a possibilitar ao aluno um aprendizado matemático que o leve
a:
 compreender conceitos e procedimentos matemáticos;
 resolver problemas;
 desenvolver formas de raciocínio matemático em geral;
 desenvolver capacidades relativas a investigações matemáticas;
 estabelecer relações entre a Matemática e a realidade social e física;
 estabelecer relações entre a Matemática e outras áreas do conhecimento;
 comunicar-se e argumentar usando linguagem matemática;
 manter uma relação positiva com o aprendizado matemático;
 valorizar o conhecimento matemático;
 desenvolver atitudes adequadas ao trabalho em equipes;
 ampliar sua capacidade de aprender e pesquisar de maneira autônoma;
 iniciar uma educação tecnológica.

II) Objetivo específico:


promover a aprendizagem de cada conteúdo na profundidade adequada ao grupo e a cada aluno.

III) Estratégias didáticas


Em sala de aula e em outros espaços, inclusive para as tarefas de casa:
 diálogo e troca de ideias entre os alunos e entre eles e o professor;
 sessões de resolução de problemas;
 leitura e interpretação de textos;
 atividade de pesquisa e experimentação;
 trabalhos em grupo;
 sequência de exercícios;
 saída de estudos: laboratório de mtm/UFSC, feiras, eventos;
 utilização de recursos eletrônicos, como a calculadora e o computador.

IV) Avaliação - do processo de ensino-aprendizagem.


Instrumentos:
 observações e registros, realizados pelo professor, das várias interações com os alunos;
 trabalhos do aluno durante o ano letivo, incluindo produção de textos e anotações no caderno;
 provas escritas;
 trabalhos, seminários e outras atividades em grupo.

V) Conceitos, procedimentos e atitudes, períodos (estimados)

1) Potenciação: Identificação dos termos da operação de potenciação, cálculo de potências


conceito e propriedades. de base real e expoente inteiro, reconhecimento e aplicação das propriedades
da operação de potenciação, cálculos com potências de base dez
empregando notação científica.
2) Radicais: Identificação dos termos de um radical, aplicação das propriedades com
conceito, propriedades, simplificação, radicais, simplificação e comparação de radicais, extração e introdução de
extração e introdução de fatores no fatores no radicando, determinação do produto e do quociente de dois
radicando, operações com radicais, radicais de mesmo índice, transformação de radicais em potência,
racionalização. racionalização de denominadores de uma fração.

3) Estatística: Conceituação de pesquisa estatística e termos associados, cálculo de


Pesquisa estatística, frequências, frequência absoluta e relativa, construção e leitura de gráficos; conceituação,
gráficos, medidas de tendência cálculo e interpretação das medidas de tendência central (média, moda,
central. mediana). Uso do programa Excel.
4) Equação do 2º grau: Reconhecimento e identificação de uma equação do 2º grau e seus
Definição, resolução, relação entre coeficientes, determinação das raízes de uma equação do 2o grau,
coeficientes e raízes, equações reconhecimento e resolução de equações fracionárias, biquadradas e
sujeitas a condições dadas, equações irracionais, relacionamento entre raízes e coeficientes de uma equação do 2º
biquadradas, equações irracionais, grau, reconhecimento e resolução de sistemas de equações do 2º grau,
sistemas de equações, problemas resolução de problemas por meio de equações do 2º grau.
envolvendo equações do 2º grau.
5) Segmentos proporcionais: Medição e operações com medidas de segmentos, identificação de retas
Razão entre segmentos, segmento paralelas, perpendiculares e concorrentes, reconhecimento de
proporcional, feixe de paralelas, proporcionalidade entre medidas de segmentos expressando-as na forma de
teorema de Tales, teorema de Tales proporção, reconhecimento e aplicação do teorema de Tales num feixe de
aplicado no triângulo. retas paralelas e em triângulos.
6) Relações Métricas No Triângulo Reconhecimento, dedução e aplicação das relações métricas do triângulo
Retângulo: elementos do triângulo. retângulo na resolução de problemas.
7) Razões Trigonométricas: Determinação do seno, o cosseno e a tangente de um ângulo agudo num
seno, cosseno e tangente, lei dos triângulo retângulo quando são dadas as medidas de seus lados, aplicação da
senos, lei dos cossenos, valores lei dos senos e dos cossenos num triângulo qualquer, aplicação das razões
notáveis e aplicações das razões trigonométricas na resolução de problemas.
trigonométricas.

8) Circunferência e Círculo: Definição, reconhecimento e representação da circunferência e de seus


definição de circunferência e círculo, elementos: raio, centro, corda e diâmetro, reconhecimento, representação e
elementos da circunferência, posições identificação de retas secantes, tangentes e externas a uma circunferência,
relativas entre ponto e circunferência, reconhecimento, representação e identificação de circunferências secantes,
reta e circunferência e duas tangentes e não secantes, cálculo da medida ou comprimento de uma
circunferências, comprimento da circunferência ou de um arco de circunferência em função de seu raio,
circunferência e de um arco de Relacionamento da medida do ângulo central com a medida do arco
circunferência, ângulo central e correspondente, relacionamento das medidas de ângulos cujos vértices não
ângulos cujos vértices não pertencem à circunferência com as medidas dos arcos correspondentes,
pertencem à circunferência, relação aplicação das relações das cordas numa mesma circunferência.
entre cordas numa mesma
circunferência.
9) Polígonos: Reconhecimento dos elementos notáveis de polígonos e classificação de
elementos, perímetro, diagonais, acordo com o número de lados, determinação da soma das medidas dos
ângulos de um polígono convexo e ângulos internos e externos de um polígono convexo e de um polígono
de um polígono regular. regular, diferenciação entre um polígono inscrito e um polígono circunscrito
em uma circunferência, estabelecimento e aplicação das relações entre os
elementos de um polígono regular inscrito em uma circunferência,
determinação do perímetro de um polígono regular.
10) Triângulo: Identificação dos vértices, lados, ângulos internos e ângulos externos de um
Elementos, condição de existência, triângulo, determinação da soma dos ângulos internos e das relações entre
classificação, ângulos e lados de um triângulo, classificação dos triângulos quanto aos
Congruência. lados e quanto aos ângulos, aplicação das propriedades dos triângulos
isósceles e equiláteros, definição, representação e identificação de mediana,
altura, bissetriz, ortocentro, baricentro e incentro de um triângulo,
identificação dos casos de congruência de triângulos.
11) Quadrilátero: Identificação de vértices, lados, ângulos internos, ângulos externos e as
Elementos, classificação, diagonais de um quadrilátero, determinação da soma dos ângulos internos e
Paralelogramos, trapézios. externos de quadriláteros, aplicação das propriedades dos paralelogramos,
definição, representação, identificação e classificação dos trapézios.
12) Áreas: Dedução das fórmulas das áreas dos principais polígonos convexos e de
cálculo de área dos principais regiões circulares e sua aplicação na solução de situações-problema.
polígonos convexos e de regiões
circulares, figuras equivalentes.
VII) Referências

PCNs- Parâmetros Curriculares Nacionais – Matemática para o Ensino Fundamental. Brasília: MEC, 1998.
DANTE, L. R. Tudo é matemática. 9º ano. 3. ed. São Paulo: Ática, 2009.
IMENES, L M; LELLIS, M. Matemática: Imenes & Lellis. São Paulo: Moderna, 2009.
ANDRINI, A; VASCONCELLOS, M J. Praticando Matemática 9. Ed renovada. São Paulo: Editora do Brasil, 2012.
Ensino Médio
PLANO DE ENSINO

DISCIPLINA: MATEMÁTICA
SÉRIES: 1ª A / B / C/ D - Ensino Médio
PROFESSOR: Tiago Carmo /Thaline Thiesen Kuhn
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA:
AULAS SEMANAIS: 004
TOTAL ANUAL: 160
DESCONTO DE 10%: 016
AULAS PREVISTAS: 144

1. OBJETIVO DO COLÉGIO:

“O Colégio de Aplicação propõe-se à transmissão, produção e apropriação crítica do conhecimento com o fim de
instrumentalizar a responsabilidade social e a afirmação histórica dos educandos.”

2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO COLÉGIO DE APLICAÇÃO:


Os conteúdos trabalhados e a metodologia de ensino visam a:

a) propiciar os conhecimentos necessários para instrumentalizar o educando na sua atuação, tornando-o crítico e
produtivo no processo de transformação no mundo e na consequente construção de uma sociedade justa, humanitária e
igualitária;

b) possibilitar ao educando a vivência de práticas democráticas concretas para que este possa desenvolver-se como
sujeito livre, consciente e responsável na construção coletiva de sua realidade histórica.

3. OBJETIVO DA DISCIPLINA:

“Orientar o educando na aquisição de técnicas de estudo e trabalho para dominar os conteúdos programáticos,
evidenciando condições de continuidade.”

4. OBJETIVO DA DISCIPLINA PARA A SÉRIE:

Desenvolver no aluno habilidade de cálculo, bem como capacitá-lo na interpretação e resolução de problemas,
inerentes a disciplina e a sua série.
CONTEÚDO OBJETIVOS ESPECIFICOS
Conjuntos - Identificar os diferentes tipos de conjuntos e suas
 Noções representações.
 Simbologia - Utilizar a notação e linguagem dos conjuntos.
 Operações - Resolver situações-problema que envolva as
 Aplicações em situações-problema operações com conjuntos.

- Reconhecer os diferentes campos numéricos.


Conjuntos Numéricos - Identificar as propriedades dos conjuntos
 Conjuntos: N , Z , Q , IR , R numéricos empregando suas diferentes representações.
 Ordenação - Operar com intervalos.
 Intervalo
 Operações com intervalos

Funções - Reconhecer, definir, representar e interpretar


 Pré-requisitos: par ordenado, produto cartesiano graficamente funções.
 Relação entre grandezas variáveis - Determinar a lei, o domínio e a imagem de uma
 Definição função.
 Domínio e imagem - Determinar e reconhecer o significado da
 Construção e interpretação de gráfico intersecção da função com os eixos do sistema
 Crescimento e decrescimento de uma função cartesiano.
- Aplicar a definição de função em situações-
 Problemas que envolvam o conceito de função
problema.

Classificação das funções e operações com funções - Classificar as funções e reconhecer uma função
 Função sobrejetora, injetora e bijetora inversível.
 Função composta - Determinar a função composta de duas ou mais funções.
 Função par e impar - Representar graficamente uma função por mais de
 Função inversa uma sentença.
 Função definida por mais de uma sentença

Função Polinomial do 1º grau - Identificar, construir, ler e interpretar gráficos


 Definição de função polinomial do 2º grau.
 Gráfico - Determinar a função polinomial do 2o grau a partir
 Crescimento e decrescimento do seu gráfico.
 Zeros da função - Aplicar o conceito de função do 2o grau na
 Estudo do sinal resolução de situações-problema.
 Determinação do domínio de uma função
 Aplicações em situações-problema
Função Polinomial do 2º grau - Reconhecer, representar e interpretar gráficos de
 Definição função modular.
 Gráfico - Resolver equações modulares e aplicá-las em situações
 Concavidade problemas.
 Vértice
 Ponto máximo ou mínimo
 Zeros da função
 Identificação da imagem
 Crescimento e decrescimento
 Estudo do sinal
 Determinação do domínio de uma função
 Aplicações em situações-problema

Função Modular - Identificar função exponencial.


 Pré-requisitos: módulo ou valor absoluto de um - Resolver equações e inequações exponenciais.
número real - Construir, ler e interpretar gráficos da função
 Definição exponencial.
 Gráfico
 Equações
 Aplicações em situações-problema
- Conceituar função logarítmica e representar
Função Exponencial graficamente.
 Pré-requisitos: potências e suas propriedades - Aplicar as propriedades operatórias.
 Equação - Resolver equações logarítmicas.
 Gráfico - Aplicar logaritmos decimais em situações-
 Inequações problema.
 Aplicações em situações-problema

Função Logarítmica
 Definição de logaritmo
 Condições de existência
 Gráfico
 Equações aplicando a definição
 Propriedades operatórias
 Equações com aplicação das propriedades
 Cologaritmo
 Sistemas de logaritmos
 Mudança de base
 Logaritmos decimais: determinando logaritmo
usando calculadora
 Expressões numéricas com logaritmos
 Resoluções de equações aplicando logaritmos
decimais
 Aplicações dos logaritmos

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
- Aula expositiva dialogada, com utilização do quadro branco, textos, listas de exercícios, livro
didático.

5. AVALIAÇÃO DO PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM

Testes, provas, exercícios individuais em grupo, trabalhos práticos que envolvam a conceituação vista na unidade.
6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DO PROFESSOR

01. BARROSO, Juliane Matsubara. Conexões com a Matemática. São Paulo. Moderna, 2010. 3v.

02. BEZERRA, Manoel Jairo. Matemática para o ensino médio. São Paulo: Scipione, 2001. v. único.

03. BIANCHINI, Edwaldo; MIANI, Marcos. Construindo conhecimentos em matemática. São Paulo: Moderna,
2000. (Ensino fundamental). 4v.

04. BIANCHINI, Edwaldo; PACCOLA, Herval. Matemática. São Paulo: Moderna, 2004. 3v.

05. BIGODE, Antonio José Lopes. Matemática hoje é feita assim. São Paulo: FTD, 2000. (Ensino fundamental). 4v.

06. DANTE, Luiz Roberto. Matemática - Contexto e Aplicações. 3ª. ed. São Paulo: Ática, 2008. v. único.

07. _____. Matemática - Contexto e Aplicações. São Paulo: Ática, 2011. 3v.

08. _____. Tudo é Matemática. São Paulo: Ática, 2002. (Ensino fundamental). 4v.

09. FILHO, Benigno Barreto; SILVA, Claudio Xavier da. Matemática - Aula por aula - Nova edição. São Paulo:
FTD, 2005. 3v.

10. GIOVANNI, José Ruy; CASTRUCCI, Benedito; JÚNIOR, José Ruy Giovanni. A conquista da matemática: a +
nova. São Paulo: FTD, 2003. (Ensino fundamental). 4v.

11. GIOVANNI José Ruy; BONJORNO, J. Roberto. Matemática: uma nova abordagem. São Paulo: FTD, 2001. 3v.

12. _____. Matemática: uma nova abordagem. São Paulo: FTD, 2002. v. único.

13. GIOVANNI, José Ruy; JÚNIOR, José Ruy Giovanni. Matemática - Pensar e descobrir. São Paulo: FTD, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

14. GOULART, Márcio Cintra. Matemática no ensino médio. São Paulo: Scipione, 1999. 3v.

15. GUELLI, Oscar. Matemática - Série Brasil - Volume Único. São Paulo: Ática, 2003. v. único.

16. _____. Matemática em Construção. São Paulo: Ática, 2005. (Ensino fundamental). 4v.

17. IEZZI, Gelson, DOLCE Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PERIGO, Roberto. Matemática: Ciência e aplicações.
São Paulo: Atual, 2002. v. único.

18. IEZZI, Gelson, DOLCE Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PERIGO, Roberto; ALMEIDA, Nilze de. Matemática:
Ciência e aplicações. São Paulo: Atual, 2010. 6 ª. ed.

19. IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; MACHADO, Antonio. Matemática e Realidade. São Paulo: Atual, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

20. ISOLANI, Cléia Maria Martins; MIRANDA, Diair Terezinha Lima; ANZZOLIN, Vera Lúcia Andrade; MELÃO,
Walderez Soares. Matemática. Série do Ensino Fundamental. Curitiba: Módulo, 2002. 4v.

21. JAKUBOVIC, José (Jakubo); LELLIS, Marcelo; CENTURIÓN, Marília. Matemática na medida certa. São Paulo:
Scipione, 2005. (Ensino fundamental). 4v.

22. IMENES, Luiz Márcio; LELLIS, Marcelo. Matemática para todos. São Paulo: Scipione, 2005. (Ensino
fundamental). 4v.

23. NETTO, Scipione Di Pierro; SOARES, Elizabeth. Matemática em Atividades. São Paulo: Scipione, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

24. PIRES, Célia Carolino; CURI, Edda; PIETROPAOLO, Ruy. Educação Matemática. São Paulo: Atual, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

25. PAIVA, Manoel. Matemática. São Paulo: Moderna, 2009. 3v.


7. REFERÊRENCIA BIBLIOGRAFICAS PARA O ALUNO:

SOUZA, Joamir. Matemática/ Coleção Novo Olhar. São Paulo. FTD. 2010. 1v.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO DE APLICAÇÃO

Plano de Ensino

INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação


CURSO: Ensino Médio
ANO: 2º ano
TURMAS: A, B, C
PROFESSOR: Rafael Lisboa/ Roberta Sodré
DISCIPLINA: MATEMÁTICA
ANO LETIVO: 2016

OBJETIVO GERAL
Relacionar os conceitos matemáticos e suas
representações utilizando-os como ferramentas para o
desenvolvimento de sua comunicação, criatividade e de
estratégias de resolução de problemas que interrelacionem
o conhecimento científico ao seu cotidiano
inerentes a disciplina , à série.

CONTEÚDO OBJETIVOS ESPECÍFICOS


SUCESSÃO OU SEQÜÊNCIA
NUMÉRICA - Identificar e determinar uma
- Progressão aritmética sucessão
- Progressão geométrica numérica.
- Reconhecer progressões
aritméticas
e/ou geométricas.
-Interpretar problemas e
calcular termos e
elementos de uma PA e PG
- Interpretar problemas e
reterminar a Soma
de termos em PA e PG.
- Aplicar as fórmulas relativas a
PA e/ou
PG na resolução de situações-
problema.
-Relacionar as progressões aos
cálculos de
juros simples e compostos.

TRIGONOMETRIA - Expressar a medida de um


- Circunferência: conceitos ângulo em
básicos, arco, ângulo graus e/ou radianos.
central, comprimento. - Identificar o quadrante a que
- Unidades de medidas de pertencem
arcos e ângulos arcos diversos.
- Ciclo trigonométrico - Identificar arcos côngruos.
- Funções circulares: seno, - Associar os valores de seno,
cosseno, tangente, cosseno e
cotangente, secante, tangente de um arco no ciclo
cossecante. trigonométrico ao conceito das
- Redução ao 1O quadrante razões
- Relações trigonométricas trigonométricas no triângulo
fundamentais: retângulo.
expressões e identidades - Construir e interpretar gráficos
- Transformações das
trigonométricas funções seno, cosseno e
- Equações trigonométricas tangente.
- Operar com valores do seno,
cosseno e
tangente dos arcos de 30°, 45°,
60°, 90°
e seus múltiplos em situações-
problema.
- Desenvolver o conceito de
cotangente,
secante e cossecante.
- Reduzir arcos ao primeiro
quadrante
estabelecendo relações entre
os valores
do seu seno, cosseno e
tangente.
- Resolver e simplificar
expressões
trigonométricas.
- Adicionar, multiplicar e dividir
arcos com
aplicação das fórmulas.
- Resolver equações
trigonométricas.

MATRIZES - Representar e interpretar uma


- Definição tabela de
- Tipos números como uma matriz,
- Igualdade identificando
- Operações seus elementos e os tipos mais
- Transposta e inversa frequentes de matrizes.
- Operar, reconhecer e aplicar
as
propriedades das operações
com
matrizes.
- Determinar matriz oposta,
transposta e
inversa de uma matriz dada.
-Interpretar e resolver
problemas aplicados a
situações diversas e que
envolvam dados
organizados em matrizes.

DETERMINANTES - Conceituar e calcular o


- Definição determinante de
- Determinante de matriz matrizes de várias ordens.
quadrada de ordem 2 , 3 - Aplicar as propriedades de
e de ordem maior determinantes na resolução de
- Propriedades problemas

SISTEMAS LINEARES - Resolver e discutir sistemas


- Classificação lineares.
- Resolução - Classificar sistemas lineares
- Discussão como
Possíveis determinados /
indeterminados ou impossíveis.
- Interpretar e resolver
problemas aplicados a
situações diversas e que
envolvam dados
organizados em sistemas
lineares.

ANÁLISE COMBINATÓRIA - Compreender, aplicar e


- Fatorial de um número generalizar o
- Princípio fundamental de princípio multiplicativo.
contagem - Aplicar, na resolução de
- Arranjos problemas, os
- Permutações conceitos de arranjos simples,
- Combinações permutação simples e
combinação
simples.
-Interpretar e resolver
problemas de
combinatória aplicados a
situações diversas.

BINÔMIO DE NEWTON - Reconhecer o triângulo de Pascal e suas


- Definição propriedades.
- Números binomiais - Aplicar a fórmula do Binômio de Newton
-Termo geral e a do termo geral em expansões
binomiais.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM


A nota do aluno no trimestre será composta pela média aritmética das notas obtidas em instrumentos de avaliação:
nas provas e nos trabalhos realizados ao longo do trimestre.

ASPECTOS METODOLÓGICOS
Entre as diversas possibilidades de trabalho em sala de aula para a construção da prática pedagógica e melhoria da
qualidade do ensino da Matemática, destacamos a serem desenvolvidas no segundo ano do Ensino Médio:
- Aula expositiva e dialogada;
- Resolução de problemas: visa à construção de conceitos matemáticos pelo educando, a partir de situações que o
envolvam, o desafiem e o motivem a querer resolvê-las, estimulando a sua curiosidade matemática;
-Utilização de mídias: com o objetivo de oportunizar mais um canal de comunicação com o aluno através de redes
sociais e também como forma de explorar os conceitos aplicados a situações diversas em vídeos e documentários
selecionados e que utilizam linguagens de comunicação híbridas.
- Etnomatemática: consiste na valorização do conhecimento matemático de diferentes grupos sociais e os
conhecimentos informais construídos pelo educando em seu cotidiano vivencial, entendendo, dentro do próprio
contexto cultural do educando, seus processos de construção deste conhecimento;
- Utilização da História da Matemática: tem o objetivo de enriquecer, culturalmente, o ensino da Matemática,
defrontando o educando com obstáculos semelhantes àqueles encontrados pelos matemáticos no processo de
construção do conhecimento;
-Transposição didática.

REFERÊNCIAS
JOAMIR,Souza.Novo olhar matemática. Volume 1, 2 . São Paulo:FTD,2013.
DANTE, Luiz Roberto. Matemática: contexto e aplicações. Volume 1,2 e 3, Editora Ática, 2013.
DANTE, Luiz Roberto. Matemática. Volume Único. Editora Ática, 2013.
SMOLE, Kátia S. e DINIZ, Maria Ignez. Matemática. Volume 1, 2 e 3, Editora Saraiva, 2007.
GIOVANNI, José R., BONJORNO, José R. e GIOVANNI Jr., José R. Matemática fundamental: uma
nova abordagem. Volume Único, FTD, 2002.
GIOVANNI & BONJORNO. Matemática Completa. Volume 1, 2 e 3, FTD, 2013.
PAIVA, Manoel. Matemática.São Paulo: Moderna,2013.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
COLÉGIO DE APLICAÇÃO

PLANO DE ENSINO

INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação


CURSO: Ensino Médio
ANO: 3º ano
TURMAS: A, B, C
PROFESSOR: Rafael Lisbôa
DISCIPLINA: MATEMÁTICA
ANO LETIVO: 2016
CARGA HORÁRIA:
AULAS SEMANAIS: 004
TOTAL ANUAL: 160
DESCONTO DE 10%: 016
AULAS PREVISTAS: 144
Obs.: NÚMERO DE AULAS DIVIDIDAS COM A DISCIPLINA DE FÍSICA: 48. A divisão de aulas implicará
em modificação nas dinâmicas das aulas acarretando, na prática, redução do tempo de aula com a turma
completa. Dessa forma, as unidades finais possivelmente não serão abordadas em virtude do tempo de aula
reduzido com a turma completa.

1. OBJETIVO DO COLÉGIO:

“O Colégio de Aplicação propõe-se à transmissão, produção e apropriação crítica do conhecimento com o fim de
instrumentalizar a responsabilidade social e a afirmação histórica dos educandos.”

2.OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO COLÉGIO DE APLICAÇÃO:

Os conteúdos trabalhados e a metodologia de ensino visam a:

a) propiciar os conhecimentos necessários para instrumentalizar o educando na sua atuação, tornando-o crítico e
produtivo no processo de transformação no mundo e na consequente construção de uma sociedade justa, humanitária e
igualitária;

b) “possibilitar ao educando a vivência de práticas democráticas concretas para que este possa desenvolver-se como
sujeito livre, consciente e responsável na construção coletiva de sua realidade histórica.”.

3. OBJETIVO DA DISCIPLINA:

“Orientar o educando na aquisição de técnicas de estudo e trabalho para dominar os conteúdos programáticos,
evidenciando condições de continuidade.”

4. OBJETIVO DA DISCIPLINA PARA A SÉRIE:


“Desenvolver no aluno habilidade de cálculo, bem como capacitá-lo na interpretação e resolução de problemas,
inerentes a disciplina e a sua série.”

OBJETIVOS ESPECÍFICOS CONTEÚDO


Compreender Análise Combinatória e 1.1. Revisão de Análise Combinatória: Princípio fundamental de
analisar estruturas e relações discretas. Contagem, Permutações, arranjos e Combinações, Binômio de
Newton, Triângulo de Pascal
Resolver problemas usando Análise
Combinatória. 1.2. Introdução a Teoria de Probabilidade: Espaço amostral e
evento, Probabilidade de um evento, Adição de probabilidades,
Resolver problemas de Probabilidade. Multiplicação de probabilidades, Aplicações

Localizar um ponto no sistema cartesiano 2. Geometria Analítica


Calcular distância entre dois pontos, ponto 2.1 Estudo do ponto
médio, baricentro, área de triângulo. - Sistema Cartesiano
- Propriedades
- Distância entre dois pontos
- Ponto médio

Determinar as coordenadas do ponto de 2.2. Estudo da reta


intersecção entre retas - Equação reduzida e geral
Reconhecer e determinar coeficiente - Interseção entre retas
angular e linear - Coeficiente angular e linear
Estabelecer equações de retas paralelas e - Posições relativas entre ponto e reta e reta e reta
perpendiculares - Condição de paralelismo e perpendicularismo
Calcular distância entre ponto e reta - Distância entre ponto e reta
Verificar colinearidade - Ângulo entre duas retas

Identificar as equações de circunferência 2.3. Estudo da circunferência


Determinar centro e raio - Conceito
Posições relativas entre ponto e - Reconhecimento
circunferência, entre reta e circunferência e - Posições relativas
circunferência e circunferência. - Problemas de tangência
Reconhecer números complexos 3. Números Complexos
Representar e operar na forma algébrica - Definição
Representar na forma trigonométrica - Forma Algébrica
- Operações
- Plano de Argand Gauss
- Forma Trigonométrica
- Operações

Identificar e operar polinômios 4. Polinômios


Determinar as raízes - Polinômio real de uma variável
Resolver identidades - Valor numérico
Operar - Raízes
- Operações, identidades
- Método de Descart
- Briott Ruffini
Reconhecer e resolver uma equação 5. Equações Algébricas
algébrica - Princípio fundamental da álgebra
Determinar as raízes racionais de uma - Decomposição de um polinômio
equação - Multiplicidade de raízes
Estabelecer as Relações de Girard - Raízes nulas e complexas
- Raízes racionais
- Relações de Girard
Reconhecer e classificar os principais 6. Geometria Métrica
sólidos - Prisma: conceito, elementos
Calcular área e volume dos principais - Cilindros: conceito, elementos
sólidos - Pirâmides: conceito, elementos
- Cone: conceito, elemento
- Esfera: conceito, elementos
5. AVALIAÇÃO DO PROCESSO ENSINO/APRENDIZAGEM

Testes, provas, exercícios individuais em grupo, trabalhos práticos que envolvam a conceituação vista na unidade.

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DO PROFESSOR

01. BARROSO, Juliane Matsubara. Conexões com a Matemática. São Paulo. Moderna, 2010. 3v.

02. BEZERRA, Manoel Jairo. Matemática para o ensino médio. São Paulo: Scipione, 2001. v. único.

03. BIANCHINI, Edwaldo; MIANI, Marcos. Construindo conhecimentos em matemática. São Paulo: Moderna, 2000.
(Ensino fundamental). 4v.

04. BIANCHINI, Edwaldo; PACCOLA, Herval. Matemática. São Paulo: Moderna, 2004. 3v.

05. BIGODE, Antonio José Lopes. Matemática hoje é feita assim. São Paulo: FTD, 2000. (Ensino fundamental). 4v.

06. DANTE, Luiz Roberto. Matemática - Contexto e Aplicações. 3ª. ed. São Paulo: Ática, 2008. v. único.

07. _____. Matemática - Contexto e Aplicações. São Paulo: Ática, 2011. 3v.

08. _____. Tudo é Matemática. São Paulo: Ática, 2002. (Ensino fundamental). 4v.

09. FILHO, Benigno Barreto; SILVA, Claudio Xavier da. Matemática - Aula por aula - Nova edição. São Paulo:
FTD, 2005. 3v.

10. GIOVANNI, José Ruy; CASTRUCCI, Benedito; JÚNIOR, José Ruy Giovanni. A conquista da matemática: a +
nova. São Paulo: FTD, 2003. (Ensino fundamental). 4v.

11. GIOVANNI José Ruy; BONJORNO, J. Roberto. Matemática: uma nova abordagem. São Paulo: FTD, 2001. 3v.

12. _____. Matemática: uma nova abordagem. São Paulo: FTD, 2002. v. único.

13. GIOVANNI, José Ruy; JÚNIOR, José Ruy Giovanni. Matemática - Pensar e descobrir. São Paulo: FTD, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

14. GOULART, Márcio Cintra. Matemática no ensino médio. São Paulo: Scipione, 1999. 3v.

15. GUELLI, Oscar. Matemática - Série Brasil - Volume Único. São Paulo: Ática, 2003. v. único.

16. _____. Matemática em Construção. São Paulo: Ática, 2005. (Ensino fundamental). 4v.

17. IEZZI, Gelson, DOLCE Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PERIGO, Roberto. Matemática: Ciência e aplicações.
São Paulo: Atual, 2002. v. único.

18. IEZZI, Gelson, DOLCE Osvaldo; DEGENSZAJN, David; PERIGO, Roberto; ALMEIDA, Nilze de. Matemática:
Ciência e aplicações. São Paulo: Atual, 2010. 6 ª. ed.

19. IEZZI, Gelson; DOLCE, Osvaldo; MACHADO, Antonio. Matemática e Realidade. São Paulo: Atual, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

20. ISOLANI, Cléia Maria Martins; MIRANDA, Diair Terezinha Lima; ANZZOLIN, Vera Lúcia Andrade; MELÃO,
Walderez Soares. Matemática. Série do Ensino Fundamental. Curitiba: Módulo, 2002. 4v.

21. JAKUBOVIC, José (Jakubo); LELLIS, Marcelo; CENTURIÓN, Marília. Matemática na medida certa. São Paulo:
Scipione, 2005. (Ensino fundamental). 4v.

22. IMENES, Luiz Márcio; LELLIS, Marcelo. Matemática para todos. São Paulo: Scipione, 2005. (Ensino
fundamental). 4v.

23. NETTO, Scipione Di Pierro; SOARES, Elizabeth. Matemática em Atividades. São Paulo: Scipione, 2005. (Ensino
fundamental). 4v.
24. PIRES, Célia Carolino; CURI, Edda; PIETROPAOLO, Ruy. Educação Matemática. São Paulo: Atual, 2005.
(Ensino fundamental). 4v.

25. PAIVA, Manoel. Matemática. São Paulo: Moderna, 2009. 3v.

7. REFERÊRENCIA BIBLIOGRAFICAS PARA O ALUNO:

SOUZA, Joamir. Matemática/ Coleção Novo Olhar. São Paulo. FTD. 2010. 3v.