Você está na página 1de 11

Painel / Meus cursos / Provas no Processo Administrativo Disciplinar

/ Módulo 1 - Processo Disciplinar e Prova Documental / Exercício Avaliativo 1

Iniciado em terça, 18 dez 2018, 22:34

Estado Finalizada

Concluída em terça, 18 dez 2018, 22:38

Tempo 4 minutos 34 segundos


empregado

Avaliar 30,00 de um máximo de 30,00(100%)


Questão 1
Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

São cinco os tipos de procedimento disciplinar aptos a investigar ou


apurar fatos supostamente irregulares no âmbito da Administração
Pública. 
Relacione as características abaixo descritas ao tipo de procedimento
disciplinar correspondente: 

Processo
Disciplinar
especificamente
utilizado para
apurar
acumulação
ilegal de cargos, Processo Administrativo Disciplinar em rito sumário.
empregos e
funções 
públicas,
abandono de
cargo e
inassiduidade
habitual.

Processo
Disciplinar do
qual apenas
poderá
decorrer a Sindicância Acusatória ou Punitiva.
aplicação de
penalidade de 
advertência e
de suspensão
por até 30 dias.

Procedimento
investigativo, de
caráter sigiloso
e não punitivo,
destinado a
apurar indícios Sindicância Patrimonial.
de 
enriquecimento
ilícito por parte
de agente
público federal.

Procedimento
inquisitorial
utilizado para Sindicância Investigativa.
investigar
irregularidades 
funcionais.
Processo
Disciplinar do
qual pode
decorrer a
aplicação de
penalidade de
advertência, de
suspensão por
até 90 dias, de
demissão, de Processo Administrativo Disciplinar em rito ordinário.
destituição de 
cargo em
comissão ou de
função
comissionada e
de cassação da
aposentadoria
ou de
disponibilidade.

Sua resposta está correta.


A Lei nº 8.112/90 estabeleceu que as infrações disciplinares seriam
apuradas por Processo Administrativo Disciplinar ou por Sindicância. O
Processo Administrativo Disciplinar pode ocorrer pelo rito ordinário ou
pelo sumário, este último utilizado para apuração específica de três
infrações disciplinares: acumulação ilegal de cargos, empregos ou
funções públicas, abandono de cargo e inassiduidade habitual. Todas as
outras infrações deverão ser apuradas pelo rito ordinário ou por
Sindicância. Da Sindicância apenas poderá decorrer a aplicação de
penalidade de advertência ou de suspensão por até 30 dias. Já do PAD
poderá decorrer qualquer das penalidades previstas em lei.
A Portaria CGU nº 335/2006 elencou tipos de procedimento disciplinar
inquisitorial, entre os quais se destacam a sindicância investigativa,
utilizada para averiguação de irregularidades funcionais, e a sindicância
patrimonial, que tem por foco a apuração de enriquecimento ilícito por
parte de servidor público.
Questão 2
Correto

Atingiu 3,00 de 3,00

Assinale a alternativa correta:

 
a. Empregado público pode ser acusado ou sindicado em processo
punitivo, nos termos da Lei nº 8.112/90.
b. Servidor público federal em estágio probatório não pode ser
acusado ou sindicado em processo punitivo.
c. Secretário Executivo de ministério não pode ser acusado ou
sindicado em processos punitivos.
d. Servidor público federal ocupante exclusivamente de cargo em
comissão pode ser acusado ou sindicado em processo punitivo.
Conforme os arts. 2º e 3º da Lei nº 8.112/90, os servidores públicos
federais ocupantes exclusivamente de cargo em comissão se
submetem ao Estatuto dos Servidores Públicos Civis, podendo
responder a processo disciplinar.

Sua resposta está correta.


Conforme os arts. 2º e 3º da Lei nº 8.112/90, podem ser acusados ou
sindicados em processos punitivos os servidores públicos federais
ocupantes de cargo efetivo (em estágio probatório ou estáveis) e os
ocupantes de cargo em comissão.
Não podem figurar como acusados ou sindicados em processos punitivos
os agentes políticos, integrantes da alta Administração federal, cujo poder
advém da própria Constituição federal (Chefe do Poder Executivo,
Ministros e Estado, membros do Poder Legislativo, do Judiciário, do
Ministério Público e do Tribunal de Contas). 
Questão 3
Correto

Atingiu 1,00 de 1,00

Julgue a seguinte afirmação:


Servidor público federal no gozo de licença pode ser acusado ou
sindicado em processos punitivos.

Escolha uma opção:


Verdadeiro 
Falso

Muito bem! A afirmativa é verdadeira. O gozo de licença não impede a


instauração e o andamento do processo punitivo, podendo o servidor
exercer o seu direito ao contraditório e à ampla defesa normalmente.  
Regra geral, o gozo de licença pelo servidor público não impede o regular
andamento do processo punitivo, podendo o servidor exercer seu direito
ao contraditório e à ampla defesa. Exceção ocorre quando a licença se
der em razão de doença mental incapacitante, que inviabilize o exercício
do contraditório e da ampla defesa. Nesse sentido é o entendimento
expresso no Enunciado CGU nº 12.
Questão 4
Correto

Atingiu 3,00 de 3,00

Vários são os princípios que orientam o processo administrativo


disciplinar, entre os quais se destacam o Princípio da Verdade Material, o
Princípio da Ampla Defesa e o Princípio do Contraditório.  
Relacione as características abaixo descritas ao princípio correspondente:

Ao acusado deve ser


oportunizado o direito de ele
saber da existência do Princípio da ampla defesa.
processo disciplinar e nele 
atuar.

Ao acusado é dado o direito de


ele produzir provas e Princípio do contraditório.
contraprovas. 

Em vez de ficar restrita ao que


as partes demonstrarem no
procedimento, cabe à
Administração buscar o que Princípio da verdade material.
realmente ocorreu, escorada 
no dever de realizar o
interesse público.

Sua resposta está correta.


Os Princípios da verdade material, da ampla defesa e do contraditório
têm grande relevância para a produção de provas no processo punitivo. 
O princípio da verdade material impõe à Administração Pública a
produção de todas as provas aceitas em Direito para se chegar à
realidade dos fatos. 
Por meio do princípio da ampla defesa, é dado ao acusado ou ao
sindicado o direito de ser informado sobre a existência de um processo
punitivo em seu desfavor, bem como utilizar em sua defesa todas as
provas admitidas no nosso ordenamento jurídico.
De acordo com o princípio do contraditório, é dado ao acusado ou ao
sindicado a oportunidade de produzir prova, bem como de se opor às
provas produzidas pela comissão, por meio da apresentação de
contraprova. 
Questão 5
Correto

Atingiu 3,00 de 3,00

Preencha as lacunas abaixo:

Regra geral, os atos da vida privada    não são apurados em


processos administrativos disciplinares, por não constituírem
infração administrativa  . Excepcionalmente, a apuração de tais
fatos poderá ocorrer quando a conduta estiver indiretamente   
relacionada às atribuições do cargo.

Em processos administrativos disciplinares, a regra é a apuração de atos


e omissões diretamente relacionados às funções exercidas pelo servidor
público. No entanto, de forma excepcional, poderão ser apurados atos e
omissões que tenham relação indireta com o cargo por ele ocupado, a
exemplo da utilização, em atividades particulares, das informações
privilegiadas, às quais se teve acesso em razão do cargo público ocupado.

Questão 6
Correto

Atingiu 3,00 de 3,00

Marque a alternativa cuja prova NÃO é classificada como documental:

 
a. Escritura pública.
b. Certidão produzida pela comissão de PAD.
c. Depoimento de testemunha. O depoimento é uma prova
oral, portanto, em sua essência, não pode ser considerada uma prova
documental.
d. Fotografia.
e. Folha de frequência.

Sua resposta está correta.


Normalmente a prova documental não foi produzida para o processo
disciplinar, ela já existia. Assim, são consideradas provas documentais: as
cópias de processos, as anotações, as certidões, as cópias de jornais e
periódicos, as folhas de frequência, as fotografias, as microfilmagens, as
cartas, os livros comerciais, etc.

Exceção à regra geral são as certidões produzidas pela própria comissão


de PAD e juntadas aos autos.
Questão 7
Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Uma determinada comissão de PAD dirigiu-se ao Tribunal de Contas da


União - TCU objetivando examinar os autos de um processo que tramitou
naquela corte e que trata da mesma irregularidade investigada
disciplinarmente. Após o exame, a comissão oficiou ao TCU solicitando
uma cópia parcial dos autos analisados, por entender que nem todos os
documentos eram necessários ao Processo Administrativo Disciplinar. Os
documentos foram encaminhados e juntados aos autos. Em torno de um
mês depois, após a juntada de outros documentos que foram solicitados
à Coordenação-Geral de Recursos Humanos, a Comissão notificou a
defesa acerca de ambas as juntadas.

Com base na situação hipotética descrita, julgue os itens abaixo:

I - É nula a referida juntada, uma vez que é obrigatória a juntada de cópia


integral dos autos analisados no TCU.

II - Os documentos originais e as cópias têm o mesmo valor probatório,


via de regra.

III - A prova documental é nula, por ofensa ao contraditório, pois a defesa


deveria ter sido imediatamente notificada da juntada dos documentos do
TCU e, posteriormente, notificada da juntada dos documentos
encaminhados pela Coordenação-Geral de Recursos Humanos.

IV - A Comissão pode fazer uma única notificação em face dos


documentos juntados, tanto do TCU quanto da Coordenação-Geral de
Recursos Humanos.

Marque a alternativa que contém a sequência correta:

 
a. V, V, F, V
b. V, F, V, V
c. F, F, F, V
d. F, V, F, F
e. F, V, F, V I - Deve-se juntar aos autos do PAD apenas os
documentos necessários, assim, é possível a juntada de cópia parcial
de processo.

II - Regra geral, as cópias têm o mesmo valor probatório que os


documentos originais. Exceto quando houver dúvidas sobre a
autenticidade da cópia.

III - A notificação sobre a juntada de documentos pode ser feita em


bloco.

IV - É possível cientificar a defesa da juntada de vários documentos ao


processo mediante uma única notificação, o que se denomina
"notificação em bloco”.

Sua resposta está correta.


A comissão deve juntar aos autos apenas os documentos necessários e
pertinentes ao deslinde do fato em apuração.
Nos processos disciplinares, o mais comum é a juntada de cópias de
documentos, as quais, regra geral, têm o mesmo valor probatório do
documento original.

Após a juntada de documentos, deve-se oportunizar o contraditório à


defesa, o que pode ser feito mediante a notificação em bloco, ou seja, a
comissão pode aguardar a juntada de vários documentos para cientificar
a defesa em uma única notificação.

Questão 8
Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Num determinado Processo Administrativo Disciplinar, foi promovido o


interrogatório do acusado. Após tal evento, mas antes da indiciação, em
atendimento a um ofício encaminhado meses antes, a Comissão recebeu
cópia dos autos judiciais criminais, que investigam os mesmos fatos
atribuídos ao servidor, com sentença judicial já publicada.
Com base na situação hipotética descrita e em relação à necessidade da
realização de novo interrogatório, julgue os itens abaixo:

O interrogatório será refeito se a sentença for Verdadeiro


desfavorável à defesa.

As cópias não poderão ser juntadas aos autos do


processo, uma vez que foram encaminhadas Falso
após o interrogatório. 

As cópias devem ser juntadas ao processo sendo


sempre desnecessário o refazimento do Falso
interrogatório.  

Se a sentença trouxer elementos favoráveis e


desfavoráveis ao servidor, recomenda-se o Verdadeiro
refazimento do interrogatório. 

Sua resposta está correta.


Caso a comissão já tenha realizado o interrogatório e posteriormente
decido por juntar um novo documento aos autos, deverá avaliar se esse
documento trará elementos favoráveis ou desfavoráveis para a defesa.
Novo interrogatório deverá ser oportunizado quando o documento
contiver elementos que auxiliem na comprovação da responsabilidade do
servidor ou que agravem sua conduta.
Não será necessário um novo interrogatório quando o documento só
trouxer informações que possam afastar a responsabilidade ou atenuar a
conduta do acusado.
E, se o documento contiver elementos favoráveis e desfavoráveis à
defesa, recomenda-se colher um novo interrogatório, em homenagem
aos princípios do contraditório e da ampla defesa.
Questão 9
Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Quanto ao tratamento a ser dispensado aos documentos sigilosos a


serem juntados ao processo disciplinar, julgue os itens abaixo:

Devido ao princípio da ampla defesa, os acusados


terão amplo acesso aos autos principais e aos Falso
dados sigilosos uns dos outros. 

Havendo mais de um acusado, os documentos


sigilosos serão autuados em apartado, em Verdadeiro
volumes anexos. 

Podem ser juntados ao processo disciplinar


documentos relativos ao sigilo fiscal, mas não ao Falso
bancário, que só será utilizado em processo

judicial.

Os acusados terão acesso aos autos principais e


ao anexo em que constem os seus dados Verdadeiro
sigilosos, somente. 

Podem ser juntados ao processo disciplinar


documentos protegidos pelo sigilo fiscal e Verdadeiro
bancário. 

Sua resposta está correta.


É possível juntar ao processo disciplinar documentos com informações
protegidas pelo sigilo fiscal e bancário. No entanto, a comissão deve ter o
cuidado de juntar tais documentos em anexos individualizados (um para
cada acusado). Isso facilitará o procedimento para concessão de vistas ou
cópias às respectivas defesas, já que cada acusado apenas terá acesso
aos seus próprios dados sigilosos. 
Questão 10
Correto

Atingiu 1,00 de 1,00

O e-mail é considerado uma prova documental, devendo, para tanto, ser


impresso e juntado aos autos do processo administrativo disciplinar.

A afirmação acima é:

Escolha uma opção:


Verdadeiro 
Falso

Muito bem! A afirmativa é verdadeira. A jurisprudência pátria já


reconheceu o e-mail como prova documental. 
O STJ reconheceu o e-mail como documento (MS 15.517/DF), afirmando
tratar-se de documento hábil a configurar a prova pré-constituída.