Você está na página 1de 6

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

DEPARTAMENTO DE ECOLOGIA

BIOMEDICINA ESTÉTICA
PRESCRIÇÕES

Discentes: Bruno Capato Bellançon


Lucas Leonardo F. de Oliveira
Yago Tsuboi Salicio
Weslei Correia Cabral

Docente: Oilton Macieira

Disciplina: 5BAV027 - Ecologia Antrópica


Biomedicina estética: Prescrições

Índice:

1. Introdoção
2. Principais Resoluções relacionadas a atuação esteta biomédica
2.1 Habilitação prescricional;
2.2 Normas prescricionais;
2.3 Formulação de prescrições.
3. Exemplos de procedimentos habilitados pelas resoluções ao profissional biomédico esteta e
produtos com fins estéticos
3.3 Toxina Botulínica
3.4 Intradermoterapia
3.5 Laserterapia
3.5.1 Remoção de pelos
3.5.2 Remoção de tatuagens
3.5.3 Fototerapia
3.5.4 Fotorrejuvenescimento
4. Referências
Biomedicina estética: Prescrições

1. Introdução:

A biomedicina estética é uma área nova da biomedicina, consiste no desenvolvimento e na


aplicação de tratamentos para disfunções estéticas corporais, faciais e envelhecimento fisiológico
relacionados à derme e seus anexos, tecido adiposo e metabolismo. O biomédico possui um preciso
entendimento das características da derme, seus anexos, demais tecidos e inclusive o metabolismo,
ou seja, todo o funcionamento dermatofisiológico, possibilitando a realização de terapias que
promovem uma melhor qualidade de vida ao paciente.

A partir do ano de 2011, visando tais conhecimentos agregados ao biomédico durante sua
formação, iniciaram regulamentações através de resoluções que permitiram uma maior abrangência
da atuação na área estética, garantindo assim maior autoridade e consequente melhor atuação do
profissional na área.

2. Principais Resoluções relacionadas a atuação esteta biomédica:

 Resolução N° 197, de 21 de fevereiro de 2011. Define o que o biomédico pode fazer na área
de estética.

 Resolução CFBM Nº 241, de 29 de maio de 2014. Regulamenta a prescrição de


medicamentos e substâncias injetáveis (produtos com fins estéticos).

2.1. Habilitação prescricional: Junto a resolução CFBM Nº 241 veio a possibilidade de


formulação de prescrições médicas voltadas aos pacientes, possibilitando o biomédico a
indicar diferentes produtos e procedimentos voltados a área estética, como: Substâncias
biológicas como Toxina botulínica tipo A; Substância usadas na intradermoterapia como
substâncias eutróficas, venotróficas e lipolíticas; Substâncias classificados como correlatos de
uso injetável; Preenchimentos dérmicos; Subcutâneos e suprapiriostal, a exemplo
Polimetilmetacrilato (PMMA); Fitoterápicos; Nutrientes, a exemplo vitaminas, minerais,
aminoácidos, bioflavonóides, enzimas e lactobacilos; Prescrição de produtos de uso tópicos ,
a exemplo cosmecêuticos, dermocosméticos, óleos essenciais e fármacos; Peelings, tanto
químicos quanto enzimáticos ou biológicos; Lasers e outros recursos tecnológicos.

2.2. A resolução N° 241 expõe uma série de normas que devem ser seguidas e
informações que devem ser expostas nas prescrições, possibilitando que o biomédico esteta
exerça devidamente sua função e garanta a melhor qualidade aos clientes, entre elas: Nome
da substância; Forma farmacêutica e potência do fármaco prescrito; A quantidade total da
substância; Via de administração; Intervalo entre as doses; A dose máxima por dia e a
duração do tratamento por dia; Nome completo do biomédico prescritor; Assinatura e
número de registro do Conselho Regional de Biomedicina; Local e telefone do prescritor para
poder contatá-lo; Data de prescrição; Seguir as instruções do RDC 67 e normas da ANVISA.

2.3. Formulação de prescrições: A formulação de prescrições pelo biomédico deve levar


em consideração a execução de sete etapas, a seguir exemplificadas com a numeração de I a
VII.

I – Identificação das necessidades estéticas do paciente; II – Definição e prescrição do tratamento


para fins estético, seja de natureza farmacológica, biotecnológica ou que envolvam procedimentos
invasivos não cirúrgicos para fins estéticos; III – Seleção do tratamento ou intervenções relativas aos
cuidados à saúde estética e qualidade de vida, com base em sua segurança, eficácia e bases
científicas; IV – Redação da prescrição; V – Orientação ao paciente; VI – Avaliação dos resultados;
VII – Documentação do processo de prescrição e do tratamento adotado.

3. Exemplos de procedimentos habilitados ao profissional biomédico esteta e produtos com fins


estéticos:

3.1. Toxina botulínica: Para esse procedimento é necessário ter uma colônia de bactérias
isoladas, a Clostridium Botulinum, a mais conhecida sendo do tipo “A”, enquanto os outros
seis tipos diferentes estão sendo estudadas. A ação dessa toxina se dá basicamente pelo
bloqueio da liberação de acetilcolina na junção neuromuscular, inativando a atividade
muscular, relaxando o músculo que causa a ruga temporariamente. A sua administração é
feita através de injeção intramuscular, após a aplicação, a toxina produz atrofia das fibras
musculares por 4 semanas. Depois de 4 meses, ou mais, o processo se normaliza e a placa de
junção neuromuscular volta à atividade. Este processo de volta de atividade da placa
neuromuscular ocorre por formação de novas placas. Num período de quatro a seis meses
inicia a total regeneração da placa neuromuscular e a restauração dos movimentos
musculares. Logo a seguir à injeção da toxina botulínica pode ocorrer uma alteração
histopatológica que pode durar até três anos. A duração varia de indivíduo para indivíduo.
Para alguns pesquisadores, os efeitos terapêuticos da toxina botulínica, após vários
tratamentos, duram mais; para outros, a durabilidade diminui a cada vez que se repete a
aplicação de toxina.

3.2. Intradermoterapia: A intradermoterapia ou mesoterapia consiste na aplicação de


medicamentos através de injeção na pele ou subcutâneo. A técnica é indicada para
tratamentos de celulite, gordura localizada, estrias, flacidez e desvitalização da pele da face.
Este tratamento é contraindicado quando há lesões na pele onde o produto será aplicado,
para gestantes, lactantes, cardíacos, pacientes com doenças crônicas e também nos casos de
alergia às substâncias que são utilizadas no processo. A aplicação é feita usando-se agulhas
bem finas e curtas, que introduzem pequenas quantidades do medicamento no tecido
subcutâneo e dérmico, dependendo da finalidade do tratamento, para que eles atuem nas
células de gordura quando utilizados para a redução de gorduras e celulite, e nas células
dérmicas quando a finalidade é o tratamento a flacidez e estrias. As micro injeções perfuram
a pele em uma profundidade de 0,5 milímetros a 4 milímetros levando a solução chamada de
mescla, que consiste em um conjunto de aminoácidos, vitaminas, anestésicos, medicações
lipolíticas, substâncias eutróficas, substratos nutrientes e extrato de enzimas e plantas. Os
resultados começam a aparecer após 5 sessões, dependendo das substâncias utilizadas, que
duram 15 minutos cada uma. As sessões devem ser realizadas uma vez por semana para
tratamentos de celulite, estrias e gordura localizada e até duas vezes por semana para
revitalização facial e flacidez de pele, e avaliações a cada 5 sessões.

3.3. Laserterapia: Consiste na utilizaçao ̃ de dispositivos que emitem a radiação


electromagnética (REM) de forma estimulada, mas dependendo do procedimento o tipo de
laser utilizado pode ser diferente. Os lasers mais comuns são os do tipo gasoso (atômicos,
iônicos, moleculares), a exemplo do CO2 amplamente utilizado em cirurgias e no
rejuvenescimento cutâneo, do árgon, do vapor de cobre, do hélio-néon (HeNe). Entretanto
existem ainda os lasers: líquido (Laser Corante); sólido que podem ser isolantes dopados
(Nd:Yag); semicondutores (di ́odo); e o de elétrons livres (laser de exci ́meros). A laserterapia
pode ser usada na remoção de pêlos e tatuagens, na fototerapia e no fotorrejuvenescimento.

3.3.1. Remoção de pelos: É utilizado para epilação progressiva permanente. Utiliza a


emissão de raios laser para queimar os pelos até o bulbo. O procedimento de
Depilação a Laser elimina progressivamente os pelos da região tratada, isso significa
que os pelos atingidos pelo laser não mais voltarão a surgir. O número de sessões
varia de 4 a 6. Para obter um resultado mais duradouro, é necessário que se faça uma
manutenção periódica na região já tratada.

3.3.2. Remoção de tatuagens: É feito com laser e a biotecnologia é seletiva, ou seja, atinge
somente o pigmento da tatuagem, não prejudicando a pele ao redor. É
contraindicado para gestantes e cardíacos. O Laser fornece a energia com pulsos
muito rápidos (18 nanosegundos) e alta energia. O impacto do pulso provoca uma
onda de choque, o efeito foto-mecânico, causando uma fragmentação do pigmento
em microparticulas que serão ao longo de algumas semanas eliminadas pelo sistema
linfático através dos glóbulos brancos (fagocitose). O número de sessões dependerá
de vários fatores: tamanho, localização, profundidade, tempo, cores da tatuagem,
qualidade da tinta e da resposta do organismo de cada paciente, variando de 06 a 12
sessões. Tais sessões devem ser realizadas com intervalos de 60 dias para permitir
que o organismo remova a quantidade máxima dos pigmentos que foram
fragmentados. Logo após a aplicação ocorre uma alteração da pele com aspecto de
congelamento gerando uma pequena crosta que leva em média de 07 a 10 dias para
se desfazer. Neste período é indicado o uso de uma pomada anti-inflamatória. A pele
adquire então um aspecto natural e observa-se um clareamento do pigmento após
um período de 40 dias.

3.3.3. Fototerapia: É utilizada no tratamento e cura de diversas patologias, como a psoríase


e a icterícia. A fototerapia consiste em uma série de tratamentos à base de processos
fotoquímicos que não queimam ou provocam danos à superfície da pele. Na
fototerapia utiliza-se uma Luz Emitida por Diodo (LED) que estimula ou mesmo inibe
determinadas atividades das células favorecendo o rejuvenescimento.

3.3.4. Fotorrejuvenescimento: É um procedimento biotecnológico, não invasivo e não


cirúrgico onde são utilizados equipamentos para rejuvenescimento nas regiões do
rosto, pescoço, colo, mãos e todo o corpo, eliminando disfunções estéticas existentes
e cuidando da saúde de sua pele. São adotadas as mais conceituadas e diversas
tecnologias biotecnológicas: Laser CO2 fracionado, Luz Intensa Pulsada (LIP ou IPL) e
Nd Yag. O rejuvenescimento a Laser pelo método fracionado é mais agressivo e seu
resultado é melhor para casos com indicação de peelings profundos, pois penetra até
a segunda camada da pele, promovendo um rejuvenescimento mais rápido (cicatrizes
de acne, rugas profundas, estrias brancas e vermelhas, cicatrizes em geral).

4. Refêrencias:
 Sociedade brasileira de biomedicina estética - http://sbbme.org.br/
 Portal da biomedicina estética - http://biomedicinaestetica.bmd.br/
 ABC da saúde - https://www.abcdasaude.com.br/