Você está na página 1de 64

Narram os céus a glória de Deus, e o firmamento anuncia a obra de suas mãos.

O dia ao
outro transmite essa mensagem, e uma noite à outra a repete.
Mais ágil que todo o movimento é a Sabedoria, ela atravessa e penetra tudo, graças à sua
pureza. 25Ela é um sopro do poder de Deus, uma irradiação límpida da glória do Todo-poder
oso;
Defendei o oprimido e o órfão, fazei justiça ao humilde e ao pobre, livrai o oprimido
e o necessitado, tirai-o das garras dos ímpios.
Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como um
a desgraça. 3E sua morte como uma destruição, quando na verdade estão na paz!
Deus é nosso refúgio e nossa força, mostrou-se nosso amparo nas tribulações. Por isso a te
rra pode tremer, nada tememos; as próprias montanhas podem se afundar nos mares.
o Senhor abre os olhos aos cegos; o Senhor ergue os abatidos; o Senhor ama os ju
stos.
Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joe
lho, e toda língua dará glória a Deus (Is 45,23). 12Assim, pois, cada um de nós dará conta
de si mesmo a Deus.
Ponho a minha esperança no Senhor. Minha alma tem confiança em sua palavra. Minha al
ma espera pelo Senhor, mais ansiosa do que os vigias pela manhã.
Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos! Espera no Senhor e sê fort
e! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor!
A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, a não ser o amor recíproco; porque aquele que
ama o seu próximo cumpriu toda a lei.
A caridade não pratica o mal contra o próximo. Portanto, a caridade é o pleno cumprime
nto da lei.
Não sejais sábios aos vossos próprios olhos.

Por que desprezaste a palavra do Senhor, fazendo o que lhe desagrada? Feriste à es
pada o hitita Urias, para fazer da sua mulher a tua esposa, fazendo-o morrer pel
a espada dos amonitas. 10Por isso, a espada jamais se afastará de tua casa, porque
me desprezaste e tomaste a mulher do hitita Urias para fazer dela a tua esposa.

Feliz o homem que foi perdoado / e cuja falta já foi encoberta! / Feliz o homem a
quem o Senhor / não olha mais como sendo culpado, / e em cuja alma não há falsidade! -
R.
2. Eu confessei, afinal, meu pecado, / e minha falta vos fiz conhecer. / Disse: E
u irei confessar meu pecado! / E perdoastes, Senhor, minha falta!

Irmãos: 16Sabendo que ninguém é justificado por observar a Lei de Moisés, mas por crer e
m Jesus Cristo, nós também abraçamos a fé em Jesus Cristo.
Aquele a quem se perdoa pouco, mostra pouco amor .

Cântico das peregrinações. De Davi. Senhor, meu coração não se enche de orgulho, meu olhar
se levanta arrogante. Não procuro grandezas, nem coisas superiores a mim.Ao contrár
io, mantenho em calma e sossego a minha alma, tal como uma criança no seio materno
, assim está minha alma em mim mesmo.
Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura/ e a vossa compaixão, que são eternas! / De
mim lembrai-vos, porque sois misericórdia / e sois bondade sem limites, ó Senhor! A
liviai meu coração de tanta angústia / e libertai-me das minhas aflições! / Considerai min
ha miséria e sofrimento / e concedei vosso perdão aos meus pecados! Defendei a minha
vida e libertai-me; / em vós confio, que eu não seja envergonhado!/ Que a retidão e a
inicência me protejam,/ pois em vós eu coloquei minha esperança!
pois todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15Porquanto
não recebestes um espírito de escravidão para viverdes ainda no temor, mas recebestes
o espírito de adoção pelo qual clamamos: Aba! Pai!
Eis os olhos do Senhor pousados sobre os que o temem, sobre os que esperam na su
a bondade, a fim de livrar-lhes a alma da morte e nutri-los no tempo da fome.
Nossa alma espera no Senhor, porque ele é nosso amparo e nosso escudo.Seja-nos man
ifestada, Senhor, a vossa misericórdia, como a esperamos de vós.
Aproximemo-nos, pois, confiadamente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia
e achar a graça de um auxílio oportuno.
Ao contrário, exultem e se alegrem em vós todos os que vos procuram; digam sem cessa
r aqueles que desejam vosso auxílio: Glória ao Senhor.
Porque, a quem muito se deu, muito se exigirá. Quanto mais se confiar a alguém, dele
mais se há de exigir.
Senhor, mostrai-me os vossos caminhos, e ensinai-me as vossas veredas. Dirigi-me
na vossa verdade e ensinai-me, porque sois o Deus de minha salvação e em vós eu esper
o sempre. O Senhor é bom e reto, por isso reconduz os extraviados ao caminho reto.
Dirige os humildes na justiça, e lhes ensina a sua via. Todos os caminhos do Senh
or são graça e fidelidade, para aqueles que guardam sua aliança e seus preceitos. O Se
nhor se torna íntimo dos que o temem, e lhes manifesta a sua aliança.
Mudai, Senhor, a nossa sorte, como as torrentes nos desertos do sul. Os que seme
iam entre lágrimas, recolherão com alegria.
E todo aquele que nele tem esta esperança torna-se puro, como ele é puro.
Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos! Espera no Senhor e sê fort
e! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor!
Naqueles dias, Eis o que diz o Senhor, teu Redentor, o Santo de Israel: eu sou o
Senhor teu Deus, que te dá lições salutares, que te conduz pelo caminho que deves seg
uir. 18Ah! Se tivesses sido atento às minhas ordens! Teu bem-estar assemelhar-se-i
a a um rio, e tua felicidade às ondas do mar; 19tua posteridade seria como a areia
, e teus descendentes, como os grãos de areia; nada poderia apagar nem abolir teu
nome de diante de mim.
Não vos inquieteis com nada! Em todas as circunstâncias apresentai a Deus as vossas
preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças. 7E a paz de Deus, que exce
da a inteligência, haverá de guardar vossos corações e vossos pensamentos, em Cristo Jes
us.
Volvei-vos para mim, e sereis salvos, todos os confins da terra, porque eu sou D
eus e sou o único, 23juro-o por mim mesmo! A verdade sai de minha boca, minha pala
vra jamais será revogada: todo joelho deve dobrar-se diante de mim, toda língua deve
jurar por mim, 24dizendo: É só no Senhor que se encontra a vitória e a força.
Enfim, o Senhor nos dará seus benefícios, e nossa terra produzirá seu fruto. A justiça c
aminhará diante dele, e a felicidade lhe seguirá os passos.
Seu nome será eternamente bendito, e durará tanto quanto a luz do sol. Nele serão abenço
adas todas as tribos da terra, bem-aventurado o proclamarão todas as nações.
Dias virão - oráculo do Senhor - em que farei brotar de Davi um rebento justo que se
rá rei e governará com sabedoria e exercerá na terra o direito e a equidade.
Minha boca se encha de louvor, para que eu cante vossa glória!
1. Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Porque
sois a minha força e meu amparo, o meu refúgio, proteção e segurança! Libertai-me, ó meu De
s, das mãos do ímpio. - R.
2. Porque sois, ó Senhor Deus, minha esperança, em vós confio desde a minha juventude!
Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo
. - R.
3. Cantarei vossos portentos, ó Senhor, lembrarei vossa justiça sem igual! Vós me ensi
nastes desde a minha juventude e até hoje canto as vossas maravilhas.
A vós, Senhor, a grandeza, o poder, a honra, a majestade e a glória, porque tudo que
está no céu e na terra vos pertence. A vós, Senhor, a realeza, porque sois soberaname
nte elevado acima de todas as coisas. É de vós que vêm a riqueza e a glória, sois vós o Se
nhor de todas as coisas; é em vossa mão que residem a força e o poder. E é vossa mão que t
em o poder de dar a todas as coisas grandeza e solidez
Meu coração exultou no meu Senhor, salvador.
1. Ana pronunciou esta prece: Exulta o meu coração no Senhor, nele se eleva a minha
força; a minha boca desafia os meus adversários, porque me alegro na vossa salvação. - R
.
2. Quebra-se o arco dos fortes, enquanto os fracos se revestem de vigor. Os abas
tados se assalariam para ganharem o que comer, enquanto os famintos são saciados.
Sete vezes dá à luz a estéril, enquanto a mãe de numerosos filhos enlanguesce. - R.
3. O Senhor dá a morte e a vida, faz descer à habitação dos mortos e de lá voltar. O Senho
r empobrece e enriquece; humilha e exalta.
Nossa alma espera no Senhor, porque ele é nosso amparo e nosso escudo. Nele, pois,
se alegra o nosso coração, em seu santo nome confiamos.
Minha alma glorifica ao Senhor, 47meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salv
ador, 48porque olhou para sua pobre serva. Manifestou o poder do seu braço: descon
certou os corações dos soberbos. 52Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humil
des. 53Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos.
Quem estará seguro no dia de sua vinda? Quem poderá resistir quando ele aparecer? Po
rque ele é como o fogo do fundidor, como a lixívia dos lavadeiros.oblacao
Vou mandar-vos o profeta Elias, antes que venha o grande e temível dia do Senhor,
24e ele converterá o coração dos pais para os filhos, e o coração dos filhos para os pais,
de sorte que não ferirei mais de interdito a terra.
Levantai vossa cabeça e olhai, / pois a vossa redenção se aproxima!
Senhor, mostrai-me os vossos caminhos, e ensinai-me as vossas veredas. Dirigi-me
na vossa verdade e ensinai-me, porque sois o Deus de minha salvação e em vós eu esper
o sempre - R.
2. O Senhor é bom e reto, por isso reconduz os extraviados ao caminho reto. Dirige
os humildes na justiça, e lhes ensina a sua via. - R.
3. Todos os caminhos do Senhor são graça e fidelidade, para aqueles que guardam sua
aliança e seus preceitos - R.
4. O Senhor se torna íntimo dos que o temem, e lhes manifesta a sua aliança
Sua mão e seu santo braço lhe deram a vitória.
sustenta o universo com o poder da sua palavra.
Depois de ter realizado a purificação dos pecados, está sentado à direita da Majestade n
o mais alto dos céus, 4tão superior aos anjos quanto excede o deles o nome que herdo
u.
A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

9[O Verbo] era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem. 10Estav
a no mundo e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o reconheceu. 11Veio para o
que era seu, mas os seus não o receberam. 12Mas a todos aqueles que o receberam, a
os que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, 13os qua
is não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas s
im de Deus. 14E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória
que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade.
Todos nós recebemos da sua plenitude graça sobre graça. Pois a lei foi dada por Moisés,
a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. 18Ninguém jamais viu Deus. O Filho único,
que está no seio do Pai, foi quem o revelou.
Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito!
1. Inclinai para mim vossos ouvidos, apressai-vos em me libertar. Sede para mim
uma rocha de refúgio, uma fortaleza bem armada para me salvar. Pois só vós sois minha
rocha e fortaleza: haveis de me guiar e dirigir, por amor de vosso nome. - R.
2. Em vossas mãos entrego meu espírito; livrai-me, ó Senhor, Deus fiel. - R.
3. Exultarei e me alegrarei pela vossa compaixão, porque olhastes para minha miséria
e ajudastes minha alma angustiada. - R.
4. Meu destino está nas vossas mãos. Livrai-me do poder de meus inimigos e perseguid
ores. - R.
5. Mostrai semblante sereno ao vosso servo, salvai-me pela vossa misericórdia.
Aquele que ama a Deus o roga pelos seus pecados, acautela-se para não cometê-los no
porvir. Ele é ouvido em sua prece cotidiana. Quem honra seu pai achará alegria em se
us filhos, será ouvido no dia da oração. Meu filho, ajuda a velhice de teu pai, não o d
esgostes durante a sua vida. Lembrar-se-ão de ti no dia da aflição, e teus pecados dis
solver-se-ão como o gelo ao sol forte.
Cântico das peregrinações. Felizes os que temem o Senhor, os que andam em seus caminho
s. Poderás viver, então, do trabalho de tuas mãos, serás feliz e terás bem-estar. - R.
2. Tua mulher será em teu lar como uma vinha fecunda. Teus filhos em torno à tua mes
a serão como brotos de oliveira. - R.
3. Assim será abençoado aquele que teme o Senhor. De Sião te abençoe o Senhor para que e
m todos os dias de tua vida gozes da prosperidade de Jerusalém.

Portanto, como eleitos de Deus, santos e queridos, revesti-vos de entranhada mis


ericórdia, de bondade, humildade, doçura, paciência. 13Suportai-vos uns aos outros e p
erdoai-vos mutuamente, toda vez que tiverdes queixa contra outrem. 7Tudo quanto
fizerdes, por palavra ou por obra, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por el
e graças a Deus Pai. Mulheres, sede submissas a vossos maridos, porque assim convém,
no Senhor. Maridos, amai as vossas mulheres e não as trateis com aspereza. 20Filh
os, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor. 21Pais, deixai
de irritar vossos filhos, para que não se tornem desanimados.
Se dizemos ter comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não seguimos a v
erdade. 7Se, porém, andamos na luz como ele mesmo está na luz, temos comunhão recíproca
uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo p
ecado. Se dizemos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está
em nós. 9Se reconhecemos os nossos pecados, (Deus aí está) fiel e justo para nos perdo
ar os pecados e para nos purificar de toda iniquidade. 10Se pensamos não ter pecad
o, nós o declaramos mentiroso e a sua palavra não está em nós.
Se o Senhor não tivesse estado conosco, os homens que se insurgiram contra nós ter-n
os-iam então devorado vivos. Quando seu furor se desencadeou contra nós. - R.
2. As águas nos teriam submergido. Uma torrente teria passado sobre nós. Então nos ter
iam recoberto as ondas intumescidas. - R.
3. Nossa alma escapou como um pássaro, dos laços do caçador. Rompeu-se a armadilha, e
nos achamos livres. Nosso socorro está no nome do Senhor, criador do céu e da terra.
E porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que cla
ma: Abá ó Pai! 7Assim, já não és escravo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro:
so por graça de Deus.
Quanto a vós mesmos, a unção que recebestes da parte de Jesus permanece convosco, e não
tendes necessidade de que alguém vos ensine. A sua unção vos ensina tudo, e ela é verdad
eira e não mentirosa. Por isso, conforme a unção de Jesus vos ensinou, permanecei nele
. 28Então, agora, filhinhos, permanecei nele. Assim poderemos ter plena confiança, qu
ando ele se manifestar, e não seremos vergonhosamente afastados dele, quando da su
a vinda.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e seu braço for
te e santo alcançaram-lhe a vitória
Caríssimos, 22e tudo o que lhe pedirmos, receberemos dele porque guardamos os seus
mandamentos e fazemos o que é agradável a seus olhos. 23Eis o seu mandamento: que c
reiamos no nome do seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, como ele
nos mandou. 24Quem observa os seus mandamentos permanece em Deus e Deus nele. É n
isto que reconhecemos que ele permanece em nós: pelo Espírito que nos deu.
Servi ao Senhor com respeito e exultai em sua presença; prestai-lhe homenagem com
tremor, para que não se irrite e não pereçais quando, em breve, se acender sua cólera. F
elizes, entretanto, todos os que nele confiam
Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo o que ama é
nascido de Deus e conhece a Deus. 8Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deu
s é amor.
Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em nos ter enviado ao mundo o s
eu Filho único, para que vivamos por ele
Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós e o seu amor em nós é perfeito. Todo
aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele e ele em Deus
. 16Nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem para conosco. Deus é amor, e quem p
ermanece no amor permanece em Deus e Deus nele. No amor não há temor. Antes, o perfe
ito amor lança fora o temor, porque o temor envolve castigo, e quem teme não é perfeit
o no amor.
Libertará o indigente que suplica / e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. / Terá pena
do indigente e do infeliz, / e a vida dos humildes salvará.
Eis o amor de Deus: que guardemos seus mandamentos. porque todo o que nasceu de
Deus vence o mundo. E esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.
Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, / porque fizestes muito mais que prometeste
s; / naquele dia em que gritei, vós me escutaste / e aumentastes o vigor da minha
alma.Estendereis o vosso braço em meu auxílio / e havereis de me salvar com vossa de
stra. / Completai em mim a obra começada; / ó Senhor, vossa bondade é para sempre! / E
u vos peço: não deixeis inacabada / esta obra que fizeram vossas mãos!
Portanto, seja eu ou sejam eles, assim pregamos, e assim crestes.
Deixa aos cuidados do Senhor o teu destino; / confia nele, e com certeza ele agi
rá. / Fará brilhar tua inocência como a luz / e o teu direito como o sol do meio-dia!
sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. 4Mas é preciso que a paciência efetu
e a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma
Mas peça-a com fé, sem nenhuma vacilação, porque o homem que vacila assemelha-se à onda do
mar, levantada pelo vento e agitada de um lado para o outro. 7Não pense, portanto
, tal homem que alcançará alguma coisa do Senho
Antes de ser por vós provado, eu me perdera; / mas agora sigo firme em vossa lei!
Para mim foi muito bom ser humilhado, / porque assim eu aprendi vossa vontade!
Vosso amor seja um consolo para mim, / conforme a vosso servo prometestes!
Feliz o homem que suporta a tentação. Porque, depois de sofrer a provação, receberá a coro
a da vida que Deus prometeu aos que o amam. 13Ninguém, quando for tentado, diga: É D
eus quem me tenta. Deus é inacessível ao mal e não tenta a ninguém. 14Cada um é tentado pe
la sua própria concupiscência, que o atrai e alicia.
O Senhor não rejeita o seu povo / e não pode esquecer sua herança: / voltarão a juízo as s
entenças; / quem é reto andará na justiça.
Rasgai vossos corações e não vossas vestes; voltai ao Senhor vosso Deus, porque ele é bo
m e compassivo, longânime e indulgente, pronto a arrepender-se do castigo que infl
ige. 14Quem sabe se ele mudará de parecer e voltará atrás, deixando após si uma bênção, ofe
s e libações para o Senhor, vosso Deus? ignomínia
Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! / Na imensidão de vosso amor, purificai-me! /
Lavai-me todo inteiro do pecado / e apagai completamente a minha culpa! - R.
2. Eu reconheço toda a minha iniquidade, / o meu pecado está sempre à minha frente. /
Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, / pratiquei o que é mau aos vossos olhos!
- R.
3. Criai em mim um coração que seja puro, / dai-me de novo um espírito decidido. / Ó Sen
hor, não me afastai de vossa face/ nem retireis de mim o vosso Santo Espírito! - R.
4. Dai-me de novo a alegria de ser salvo / e confirmai-me com espírito generoso! /
Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar, / e minha boca anunciará vosso louvor!
Aquele que não conheceu o pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tor
nássemos justiça de Deus
1Na qualidade de colaboradores seus, exortamo-vos a que não recebais a graça de Deus
em vão
Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e
teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á
1Clama em alta voz, sem constrangimento; faze soar a tua voz como a corneta. Den
uncia a meu povo suas faltas, e à casa de Jacó seus pecados.
Então tua luz surgirá como a aurora, e tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; tua ju
stiça caminhará diante de ti, e a glória do Senhor seguirá na tua retaguarda.
Então às tuas invocações, o Senhor responderá, e a teus gritos dirá: Eis-me aqui! Se expuls
res de tua casa toda a opressão, os gestos malévolos e as más conversações.
Eu reconheço toda a minha iniquidade, /o meu pecado está sempre à minha frente.
Meu sacrifício é minha alma penitente, / não desprezeis um coração arrependido!
Se te abstiveres de calcar aos pés o sábado, de cuidar de teus negócios no dia que me é
consagrado, se achares o sábado um dia maravilhoso, se achares respeitável o dia con
sagrado ao Senhor, se tu o venerares não seguindo os teus caminhos, não te entregand
o às tuas ocupações e às conversações, 14então encontrarás tua felicidade no Senhor: eu te
galgar as alturas da terra, e gozar a herança de Jacó, teu pai; porque a boca do Se
nhor falou
Inclinai, ó Senhor, vosso ouvido, / escutai, pois sou pobre e infeliz! / Protegei-
me, que sou vosso amigo, e salvai vosso servo, meu Deus, / que espera e confia e
m vós!
Piedade de mim, ó Senhor, / porque clamo por vós todo o dia! / animai e alegrai voss
o servo, / pois a vós eu levo a minha alma!
Ó Senhor, vós sois bom e clemente, / sois perdão para quem vos invoca. / Escutai, ó Senh
or, minha prece, / o lamento da minha oração
Por isso trago agora as primícias dos frutos do solo que me destes, ó Senhor. Dito i
sto, deporás o cesto diante do Senhor, teu Deus, prostrando-te em sua presença.
Em minhas dores, ó Senhor, permanecei junto de mim!
1. Quem habita ao abrigo do Altíssimo / e vive à sombra do Senhor onipotente, / diz
ao Senhor: "Sois meu refúgio e proteção, / sois o meu Deus, no qual confio inteirament
e". - R.
2. Nenhum mal há de chegar perto de ti, / nem a desgraça baterá à tua porta; / pois o Se
nhor deu uma ordem a seus anjos / para em todos os caminhos te guardarem. - R.
3. Haverão de te levar em suas mãos, / para o teu pé não se ferir nalguma pedra. / Passa
rás por sobre cobras e serpentes, / pisarás sobre leões e outras feras. - R.
4. "Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo / e protêgelo, pois meu nome ele conhec
e. / Ao invocar-me, hei de ouvi-lo e atendê-lo, / e a seu lado eu estarei em suas
dores".

0É crendo de coração que se obtém a justiça, e é professando com palavras que se chega à sa
porque todos têm um mesmo Senhor, rico para com todos os que o invocam, 13porque t
odo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo
O Senhor é o pastor que me conduz; / não me falta coisa alguma. / Pelos prados e cam
pinas verdejantes / ele me leva a descansar. / Para as águas repousantes me caminh
a / e restaura as minhas forças! - R.
2. Ele me guia no caminho mais seguro, / pela honra do seu nome. / Mesmo que eu
passe pelo vele tenebroso, / nenhum mal eu temeri. / Estais comigo com bastão e co
m cajado, / eles me dão a segurança! - R.
3. Preparais à minha frente uma mesa, / bem à vista do inimigo; / com óleo vós ungis min
ha cabeça, / e o meu cálice transborda! - R.
4. Felicidade e todo bem hão de seguir-me / por toda a minha vida; / e na casa do
Senhor habitarei / pelos tempos infinitos!

Velai sobre o rebanho de Deus, que vos é confiado. Tende cuidado dele, não constrang
idos, mas espontaneamente; não por amor de interesse sórdido, mas com dedicação.
3Não como dominadores absolutos sobre as comunidades que vos são confiadas, mas como
modelos do vosso rebanho. 4E, quando aparecer o supremo Pastor, recebereis a co
roa imperecível de glória.
Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome! / Todas
as vezes que o busquei, ele me ouviu / e de todos os temores me livrou.
Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda angústia.
Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta / e de todas as angústias os liberta.
/ Do coração atribulado ele está perto / e conforta os de espírito abatido.
Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. 8Porque todo aquele
que pede, recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á. 9Quem dentre vós dará uma
pedra a seu filho, se este lhe pedir pão?
Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais v
osso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem. 12Tudo o que quereis que os
homens vos façam, fazei-o vós a eles. Esta é a lei e os profetas.
Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, / porque ouvistes as palavras dos meus lábios! / P
erante os vossos anjos vou cantar-vos / e ante o vosso templo vou prostar-me.
Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, / porque fizestes muito mais que prometeste
s; / naquele dia em que gritei, vós me escutastes / e aumentastes o vigor da minha
alma.
Estendereis o vosso braço em meu auxílio / e havereis de me salvar com vossa destra.
/ Completai em mim a obra começada; / ó Senhor, vossa bondade é para sempre! / Eu vos
peço: não deixeis inacabada / esta obra que fizeram vossas mãos.
5Dizeis: não é justo o modo de proceder do Senhor. Escutai-me então, israelitas: o meu
modo de proceder não é justo? Não será o vosso que é injusto? 26Quando um justo renunciar
à sua justiça para cometer o mal e ele morrer, então é devido ao mal praticado que ele
perece. 27Quando um malvado renuncia ao mal para praticar a justiça e a eqüidade, el
e faz reviver a sua alma. 28Se ele se corrige e renuncia a todas as suas faltas,
certamente viverá e não perecerá.
Das profundezas eu clamo a vós, Senhor, / escutai a minha voz! / Vossos ouvidos es
tejam bem atentos / ao clamor da minha prece! - R.
2. Se levardes em conta nossas faltas, / Mas em vós se encontra o perdão, / eu vos t
emo e em vós espero. - R.
3. No Senhor ponho a minha esperança, / espero em sua palavra, / A minha alma espe
ra no Senhor / mais que o vigia pela aurora.

Mas eu vos digo: todo aquele que se irar contra seu irmão será castigado pelos juízes.
Aquele que disser a seu irmão: Raca, será castigado pelo Grande Conselho. Aquele qu
e lhe disser: Louco, será condenado ao fogo da geena.

Feliz o homem sem pecado em seu caminho, / que na lei do Senhor Deus vai progred
indo! / Feliz o homem que observa seus preceitos / e, de todo o coração, procura a D
eus! - R.
2. Os vossos mandamentos vós nos destes, / para serem fielmente observados. / Oxalá
seja bem firme a minha vida / em cumprir vossa vontade e vossa lei! - R.
3. Quero louvar-vos com sincero coração, / pois aprendi as vossas justas decisões. / Q
uero guardar vossa vontade e vossa lei; /Senhor, não me deixes desamparado!
O Senhor é minha luz e salvação; / de quem eu terei medo? / O Senhor é a proteção da minha
vida; / perante quem eu temerei. - R.
2. Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo, / atendei por compaixão! / Meu coração fala convos
co confiante, / é vossa face que eu procuro. - R.
3. ONão afasteis em vossa ira o vosso servo, /pois vós o meu auxílio! / Não me esqueçais n
em me deixeis abandonado, / meu Deus e salvador. - R.
4. Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver / na terra dos viventes. / Espera n
o Senhor e tem coragem, / espera no Senhor.
O Senhor não nos trata como exigem nossas faltas!
Não lembreis as nossas culpas do passado, mas venha logo sobre nós vossa bondade, /
pois estamos humilhados em extremo!Ajudai-nos, nosso Deus e slvador! Por vosso n
ome e vossa glória, libertai-nos! / Por vosso nome, perdoai nossos pecados!

Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada e transbordante, porque, com a


mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.
Bendito o homem que deposita a confiança no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.

Qual é o Deus que, como vós, apaga a iniqüidade e perdoa o pecado do resto de seu povo
, que não se ira para sempre porque prefere a misericórdia? 19Uma vez mais, tende pi
edade de nós! Esquecei as nossas faltas e jogai nossos pecados nas profundezas do
mar!
Não fica sempre repetindo as suas queixas / nem guarda eternamente o seu rancor. /
Não nos trata como exigem nossas faltas / nem nos puneem proporção às nossas culpas!
9Entretanto, que a contrição de nosso coração e a humilhação de nosso espírito nos permita
ar bom acolhimento junto a vós, Senhor
porque nenhuma confusão existe para aqueles que põem em vós sua confiança.
De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia / e sois bondade sem limites, ó Senhor!
Vinde, exultemos de alegria no senhor, / aclamemos o rochedo que nos salva! / Ao
seu encontro caminhemos com louvores / e, com cantos de alegria, o celebremos!
- R.
2. Vinde, adoremos e prostremos-nos por terra, / e ajoelhemos ante o Deus que no
s criou! / Porque ele é o nosso Deus, nosso pastor, e nós somos o seu povo e seu reb
anho, / as ovelhas que conduz com sua mão!
Quem não está comigo, está contra mim; quem não recolhe comigo, espalha.

Muni-vos de palavras (de súplicas) e voltai ao Senhor. Dizei-lhe: Perdoai todos os


nossos pecados, acolhei-nos favoravelmente. Queremos oferecer em sacrifício a hom
enagem de nossos lábios.
Curarei a sua infidelidade, amá-los-ei de todo o coração, (porque minha cólera apartou-s
e deles).
Que terá ainda Efraim de comum com os ídolos? Eu mesmo, que o afligi, torná-lo-ei feli
z. Eu sou como o cipreste sempre verde: graças a mim é que produzes fruto. 9Quem é sábio
atenda a estas coisas! Que o homem inteligente reflita nelas, porque os caminho
s do Senhor são retos. Os justos andam por eles, mas os pecadores neles tropeçam.
Eis que ouço uma voz que não conheço: / Aliviei as tuas costas de seu fardo, / cestos
pesados eu tirei de tuas mãos. /Na angústia a mim clamaste, e te salvei!
Quem me dera que meu povo me escutasse! / Que Israel andasse sempre em meus cami
nhos. / Eu lhe daria de comer a flor do trigo / e com o mel que sai da rocha o f
artaria!

Vinde, voltemos ao Senhor, ele feriu-nos, ele nos curará; ele causou a ferida, ele
a pensará.
meu juízo resplandece como o relâmpago, 6porque eu quero o amor mais que os sacrifício
s, e o conhecimento de Deus mais que os holocaustos.
Pois todo o que se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado.
Pois eu vou criar novos céus, e uma nova terra;
Já não morrerá aí nenhum menino, nem ancião que não haja completado seus dias; será ainda j
m o que morrer aos cem anos: não atingir cem anos será uma maldição.
Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes / e não deixastes rir de mim meus inimigo
s! / Vós tirastes minha alma dos abismo / e me salvastes quando estava já morrendo!
Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, / dai-lhe graças e invocai seu santo nome! / P
ois sua ira dura apenas um momento, / mas sua bondade permanece a vida inteira;
/ se à tarde vem o pranto visitar-nos, / de manhã vem saudar-nos a alegria! - R.
3. Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! / Sede, Senhor, o meu abrigo protetor
! / Transformastes o meu pranto em uma festa, / Senhor meu Deus, eternamente hei
de louvar-vos!
no tempo da graça eu te atenderei, no dia da salvação eu te socorrerei, (Eu te formei
e designei para fazer a aliança com os povos), para restaurar o país e distribuir as
heranças devastadas
Sobre todas as dunas encontrarão seu alimento. 10Não sentirão fome nem sede; o vento q
uente e o sol não os castigarão, porque aquele que tem piedade deles os guiará e os co
nduzirá às fontes. 11Tornar-lhes-ei acessíveis todas as montanhas, e caminhos atingirão
as alturas.
O Senhor é muito bom para com todos, / sua ternura abraça toda criatura!
O Senhor é amor fiel em sua palavra, / é santidade em toda obra que ele faz. / Ele s
ustenta todo aquele que vacila / e levanta todo aquele que tombou!
Ele está perto da pessoa que o invoca, / de todo aquele que o invoca lealmente!
Meu Pai continua agindo até agora, e eu ajo também
Assim também o Pai não julga ninguém, mas entregou todo o julgamento ao Filho.
Desse modo, todos honrarão o Filho, bem como honram o Pai. Aquele que não honra o Fi
lho, não honra o Pai, que o enviou. 24Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a
minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não incorre na conden
ação, mas passou da morte para a vida.

Senhor meu Deus, em vós procuro o meu refúgio: / vinde salvar-me do inimigo, liberta
i-me! / Não aconteça que agarrem minha vida com um leão que despedaça a sua presa, / sem
que ninguém venha salvar-me e libertar-me!
O Deus vivo é um escudo protetor / e salva aqueles que têm reto coração. / Deus é juiz e e
le julga com justiça, / mas é um Deus que ameaça cada dia!
Mudai a nossa sorte, ó Senhor, / como torrentes no deserto. / Os que lançam as semen
tes entre lágrimas / ceifarão com alegria!
Não pretendo dizer que já alcancei (esta meta) e que cheguei à perfeição. Não. Mas eu me em
enho em conquistá-la, uma vez que também eu fui conquistado por Jesus Cristo. 13Cons
ciente de não tê-la ainda conquistado, só procuro isto: prescindindo do passado e atir
ando-me ao que resta para a frente, 14persigo o alvo, rumo ao prêmio celeste, ao q
ual Deus nos chama, em Jesus Cristo.
Ouvi, Senhor, e escutai minha oração, / e chegue até vós o meu clamor! / De mim não oculte
is a vossa face / no dia em que estou angustiado! / Inclinai o vosso ouvido para
mim, / ao invocar-vos, atendei-me sem demora!
As nações respeitarão o vosso nome, / a vossa glória; / quando o Senhor reconstruir Jeru
salém / e aparecer com gloriosa majestade, / ele ouvirá a oração dos oprimidos / e não des
prezará a sua prece!
Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo homem que se entrega ao p
ecado é seu escravo.
Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais. / A vós louvor, honra e glória eternamente
! / Sede bendito, nome santo e glorioso. / A vós louvor, honra e glória eternamente!
- R.
2. No templo santo onde refulge a vossa glória. / A vós louvor, honra e glória eternam
ente! / E em vosso trono de poder vitorioso. / A vós louvor , honra e glória eternam
ente! - R.
3. Sede bendito, que sondais as profundezas. / A vós louvor, honra e glória etername
nte! / E superior aos querubins vos assentais./ A vós louvor, honra e glória eternam
ente! - R.
4. Sede bendito, no celeste firmamento. / A vós louvor, honra e glória eternamente!
- R.
5. Obras todas do Senhor, glorificai-o. / A ele louvor, honra e glória eternamente
!

Boas novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; / vós sabeis: não fechei
os meu lábios!
Proclamai toda a vossa justiça, sem retê-la no meu coração; / vosso auxílio e lealdade nar
rei. / Não calei vossa graça e verdade / na presença da grande assembleia!

Eis que venho para fazer a tua vontade. Assim, aboliu o antigo regime e estabele
ceu uma nova economia. 10Foi em virtude desta vontade de Deus que temos sido san
tificados uma vez para sempre, pela oblação do corpo de Jesus Cristo.
Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.
Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envol
verá com a sua sombra.
E a paz de Deus que excede todo o entendimento guardará os vossos corações e os vossos
sentimentos em Cristo Jesus
Deus dá a paz àqueles que nEle confiam.
É difícil ver a Deus através da nossa dor, a dor perturba a nossa paz mais facilmente
do que qualquer outra coisa.
Quanto tudo o que temos são perguntas, devemos nos apegar a fé.

Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei.
Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde d
e coração e achareis o repouso para as vossas almas.
Porque meu jugo é suave e meu peso é leve
Cantai ao Senhor, glorificai-o, porque salvou a vida do miserável das mãos do mau.
O Senhor, porém, está comigo, qual poderoso guerreiro.
Pois em vossas mãos depositei a minha causa.
Ao Senhor eu invoquei na minha angústia / e ele escutou a minha voz!
1. Eu vos amo, ó Senhor! Sois minha força, / minha rocha, meu refúgio e salvador! - R.
2. Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, minha força e poderosa salvação, / sois meu
escudo e proteção: em vós espero! / Invocarei o meu senhor: a ele a glória! / E dos meu
s perseguidores serei salvo! - R.
3. Ondas da morte me envolveram totalmente, / e as torrentes da maldade me aterr
aram; / os laços do abismo me amarraram / e a própria morte me prendeu em suas redes
! - R.
4. Ao Senhor eu invoquei na minha angústia / e elevei o meu clamor para o meu Deus
; / de seu templo ele escutou a minha voz / e chegou a seus ouvidos o meu grito!
Mas o Senhor Deus vem em meu auxílio: eis por que não me senti desonrado; enrijeci m
eu rosto como uma pedra, convicto de não ser desapontado.

Riem de mim todos aqueles que me vêem, / torcem os lábios e sacodem a cabeça: / "Ao Se
nhor se confiou, ele o liberte / e agora o salve, se é verdade que ele o ama!" - R
.
2. Cães numerosos me rodeiam furiosos, / e por um bando de malvados fui cercado. /
Transpassaram minhas mãos e os meu pés / e eu posso contar todos os meus ossos! - R
.
3. Eles repartem entre si as minhas vestes / e sorteiam entre si a minha túnica. /
Vós, porém, ó meu Senhor, não fiqueis longe, / ó minha força, vinde logo em meu socorro! -
R.
4. Anunciarei o vosso nome a meus irmãos / e no meio da assembléia hei de louvar-vos
! / Vós que temeis ao Senhor Deus, dai-lhe louvores, glorificai-o , descendentes d
e Jacó, / e respeitai-o, toda a raça de Israel
Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todo
s os nomes, 10para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e no
s infernos. 11E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Se
nhor.
E dizia: Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória no mais alto d
os céus! 39Neste momento, alguns fariseus interpelaram a Jesus no meio da multidão:
Mestre, repreende os teus discípulos. 40Ele respondeu: Digo-vos: se estes se calar
em, clamarão as pedras!
eu te segurei pela mão, eu te formei e designei para ser a aliança com os povos, a l
uz das nações; 7para abrir os olhos aos cegos, para tirar do cárcere os prisioneiros e
da prisão aqueles que vivem nas trevas.
O Senhor é a proteção da minha vida; / perante quem eu tremerei?
Quando avançam os malvados contra mim, / querendo devorar-me, / são eles, inimigos e
opressores, / que tropeçam e sucumbem!
Se contra mim um exército se armar, / não temerá meu coração; / se contra mim uma batalha
estourar, / mesmo assim confiarei!
Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver / na terra dos viventes. / Espera no S
enhor e tem coragem, / espera no Senhor!
vou fazer de ti a luz das nações, para propagar minha salvação até os confins do mundo.
Todavia, meu direito estava nas mãos do Senhor, e no meu Deus estava depositada a
minha recompensa.
Eu procuro meu refúgio em vós, Senhor, / que eu não seja envergonhado para sempre! / P
orque sois justo, defendei-me e libertai-me / Escutai a minha voz, vinde salvar-
me!
2. Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! / Porqu
e sois a minha força e meu amparo, o meu refúgio, proteção e segurança! / Libertai-me, ó me
Deus, das mãos do ímpio! - R.
3. Porque sois, ó Senhor Deus, minha esperança, / em vós confio desde a minha juventud
e! / Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, / desde o seio maternal, o meu
amparo! - R.
4. Minha boca anunciará todos os dias / vossa justiça e vossas graças incontáveis. / Vós m
e ensinastes desde a minha juventude / e até hoje canto as vossas maravilhas!
Agora é glorificado o Filho do Homem, e Deus é glorificado nele. 32Se Deus foi glori
ficado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará em breve.
Quem será meu adversário? Que se apresente! 9O Senhor Deus vem em meu auxílio: quem ou
saria condenar-me?
Eu esperei que alguém de mim tivesse pena; / procurei quem me aliviasse e não achei!
/ Deram-me fel como se fosse um alimento, / em minha sede ofereceram-me vinagre
!
Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá / se procurardes o Senhor
continuamente! / Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres / e não despreza o c
lamor de seus cativos!
Naqueles dias, 1O Senhor disse a Moisés e a Aarão: 2Este mês será para vós o princípio dos
eses: tê-lo-eis como o primeiro mês do ano. 3Dizei a toda a assembléia de Israel: no déc
imo dia deste mês cada um de vós tome um cordeiro por família, um cordeiro por casa. 4
Se a família for pequena demais para um cordeiro, então o tomará em comum com seu vizi
nho mais próximo, segundo o número das pessoas, calculando-se o que cada um pode com
er.
5O animal será sem defeito, macho, de um ano; podereis tomar tanto um cordeiro com
o um cabrito. 6E o guardareis até o décimo quarto dia deste mês; então toda a assembléia d
e Israel o imolará no crepúsculo. 7Tomarão do seu sangue e pô-lo-ão sobre as duas ombreira
s e sobre a verga da porta das casas em que o comerem. 8Naquela noite comerão a ca
rne assada no fogo com pães sem fermento e ervas amargas.
11Eis a maneira como o comereis: tereis cingidos os vossos rins, vossas sandálias
nos pés e vosso cajado na mão. Comê-lo-eis apressadamente: é a Páscoa do Senhor. 12Naquela
noite, passarei através do Egito, e ferirei os primogênitos no Egito, tanto os dos
homens como os dos animais, e exercerei minha justiça contra todos os deuses do Eg
ito. Eu sou o Senhor. 13O sangue sobre as casas em que habitais vos servirá de sin
al (de proteção): vendo o sangue, passarei adiante, e não sereis atingidos pelo flagel
o destruidor, quando eu ferir o Egito. 14Conservareis a memória daquele dia, celeb
rando-o com uma festa em honra do Senhor: fareis isso de geração em geração, pois é uma in
stituição perpétua.
Que poderei retribuir ao Senhor Deus / por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
/ Elevo o cálice da minha salvação,/ invocando o nome santo do Senhor!
È sentida por demais pelo Senhor / a morte de seus santos, seus amigos./ Eis que s
ou o vosso servo, ó Senhor, / mas me quebrastes os grilhões da escravidão! - R.
3. Por isso oferto um sacrifício de louvor, / invocando o nome santo do senhor. /
Vou cumprir minhas promessas ao Senhor / na presença de seu povo reunido!

Irmãos, 23Eu recebi do Senhor o que vos transmiti: que o Senhor Jesus, na noite em
que foi traído, tomou o pão 24e, depois de ter dado graças, partiu-o e disse: Isto é o
meu corpo, que é entregue por vós; fazei isto em memória de mim.
25Do mesmo modo, depois de haver ceado, tomou também o cálice, dizendo: Este cálice é a
Nova Aliança no meu sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de mim
. 26Assim, todas as vezes que comeis desse pão e bebeis desse cálice lembrais a mort
e do Senhor, até que venha.
Senhor, eu ponho em vós minha esperança; / que eu não fique envergonhado eternamente!
/ Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, / porque vós me salvareis, ó Deus fiel
! - R.
2. Tornei-me o opróprio do inimigo, / o desprezo e zombaria dos vizinhos / e objet
o de pavor para os amigos; / fogem de mim os que me veem pela rua. /Os corações me e
squeceram como um morto, / e tornei-me como um vaso espedaçado! - R.
3. A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio / e afirmo que só vós sois o meu Deus! / Eu en
trego em vossas mãos o meu destino; / libertai-me do inimigo e do opressor! - R.
4. Mostrai serena a vossa face aos vosso servo / e salvai-me pela vossa compaixão.
/ Fortalecei os corações, tende coragem, / todos vós que ao Senhor vos confiais!
Conservemos firme a nossa fé. 15Porque não temos nele um pontífice incapaz de compadec
er-se das nossas fraquezas. Ao contrário, passou pelas mesmas provações que nós, com exc
eção do pecado. 16Aproximemo-nos, pois, confiadamente do trono da graça, a fim de alca
nçar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno.
Nos dias de sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, àqu
ele que o podia salvar da morte, e foi atendido pela sua piedade.
Embora fosse Filho de Deus, aprendeu a obediência por meio dos sofrimentos que tev
e. 9E uma vez chegado ao seu termo, tornou-se autor da salvação eterna para todos os
que lhe obedecem.
Bendize, ó minha alma, ao Senhor!/ Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande!/ De ma
jestade e esplendor vos revestis/ e de luz vos envolveis como num manto!
Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras,/ e que sabedoria em todas elas!/ Encheu-se
a terra com as vossas criaturas!/ Bendize, ó minha alma, ao Senhor!
Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
1. Ó Senhor, sois minha herança e minha taça,/ meu destino está seguro em vossas mãos!/ Te
nho sempre o Senhor ante meus olhos,/ pois se o tenho a meu lado não vacilo! - R.
2. Eis por que meu coração está em festa,/ minha alma rejubila de alegria,/ e até meu co
rpo no repouso está tranqüilo;/ pois não haveis de me deixar entregue à morte,/ nem voss
o amigo conhecer a corrupção! - R.
3. Vós me ensinais vosso caminho para a vida;/ junto a vós, felicidade sem limites,/
delícia eterna e alegria ao vosso lado!
De minha parte, endurecerei o coração dos egípcios, para que sigam atrás deles, e eu sej
a glorificado às custas do Faraó, e de todo o seu exército, dos seus carros e cavaleir
os. 18E os egípcios saberão que eu sou o Senhor, quando eu for glorificado às custas d
o Faraó, dos seus carros e cavaleiros
Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar a sua glória:/ precipitou no Mar Vermelho
o cavalo e o cavaleiro!/ O Senhor é minha força, é a razão do meu cantar,/ pois foi ele
neste dia para mim libertação!/ Ele é meu Deus e o louvarei, Deus de meu pai, e o hon
rarei!
Ó Senhor, o vosso braço é duma força insuperável!/ Ó Senhor, o vosso braço esmigalhou os i
igos!
O Senhor há de reinar eternamente, pelos séculos
Irmãos, 3Será que ignorais que todos nós, batizados em Jesus Cristo, é na sua morte que
fomos batizados? 4Pelo batismo na sua morte, fomos sepultados com ele, para que,
como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim também nós levemos uma v
ida nova.
Sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com Cristo, para que seja destruíd
o o corpo de pecado, de maneira a não mais servirmos ao pecado. 7Com efeito, aquel
e que morreu está livre do pecado.
Se, pois, morremos com Cristo, cremos que também viveremos com ele. 9Sabemos que C
risto ressuscitado dos mortos não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele. 10Po
is aquele que morreu, morreu para o pecado uma vez por todas; mas aquele que viv
e, é para Deus que vive. 11Assim, vós também considerai-vos mortos para o pecado e viv
os para Deus, em Jesus Cristo.
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!/ Eterna é a sua misericórdia!/ A casa de Israel
agora o diga: Eterna é a sua misericórdia! - R.
2. A mão direita do Senhor fez maravilhas,/ a mão direita do Senhor me levantou,/ a
mão direita do Senhor fez maravilhas!/ Não morrerei, mas ao contrário, viverei/ para c
antar as grandes obras do Senhor! - R.
3. A pedra que os pedreiros rejeitaram/ tornou-se agora a pedra angular./ Pelo S
enhor é que foi feito tudo isso:/ Que maravilhas ele fez a nossos olhos!
Todos os profetas dão testemunho dele: Todo aquele que crê em Jesus recebe, em seu no
me, o perdão dos pecados .
depois do batismo pregado por João: 38como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus com o
Espírito Santo e com poder.
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! / Eterna é a sua misericórdia! / A casa de Israel
agora o diga: / Eterna é a sua misericórdia! - R.
2. A mão direita do Senhor fez maravilhas, / a mão direita do Senhor me levantou. /
Não morrerei, mas, ao contrário, viverei / para cantar as grandes obras do Senhor! -
R.
3. A pedra que os pedreiros rejeitaram / tornou-se agora a pedra angular. / Pelo
Senhor é que foi feito tudo isso; / Que maravilhas ele fez a nossos olhos!
Irmãos: 1Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, 2o
nde está Cristo, sentado à direita de Deus; aspirai às coisas celestes e não às coisas ter
restres.
Pois vós morrestes, e a vossa vida está escondida, com Cristo, em Deus. 4Quando Cris
to, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com ele, revesti
dos de glória.
"Eu via sempre o Senhor diante de mim, pois está à minha direita para eu não vacilar.
Alegrou-se por isso meu coração e exultou minha língua e até minha carne repousará na espe
rança.
Porque não deixarás minha alma na região dos mortos nem permitirás que teu Santo experim
ente corrupção.
Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: Somente vós sois meu Senh
or; Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos! - R
.
2. Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, e até de noite me adverte o coração. Tenho s
empre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo! - R.
3. Eis por que meu coração está em festa, minha alma rejubila de alegria, e até meu corp
o no repouso está tranqüilo; pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso am
igo conhecer a corrupção! - R.
4. Vós me ensinais vosso caminho para a vida; junto a vós, felicidade sem limites, d
elícia eterna e alegria ao vosso lado!
Convertei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão d
os vossos pecados. E vós recebereis o dom do Espírito Santo.
Reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé.
Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu
amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria! -
R.
3. No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Sobre nós ven
a, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!

Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! C
antai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! - R.
2. Glorificai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! Procurai
o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face!

Graças à fé no nome de Jesus, este Nome acaba de fortalecer este homem que vedes e rec
onheceis.
Vós sois filhos dos profetas e da aliança, que Deus fez com vossos pais, quando diss
e a Abraão: Através da tua descendência serão abençoadas todas as famílias da terra . 26Ap
ressuscitado o seu servo, Deus o enviou em primeiro lugar a vós, para vos abençoar,
na medida em que cada um se converta de suas maldades .
Mas Jesus disse: Por que estais preocupados, e por que tendes dúvidas no coração?
Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pel
o qual possamos ser salvos .

Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! Eterna é a sua misericórdia!


Que maravilhas ele fez a nossos olhos! Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegre
mo-nos e nele exultemos!
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! Eterna é a sua misericórdia! O Senhor é minha for
o meu canto, e tornou-se para mim o Salvador. Clamores de alegria e de vitória ress
oem pelas tendas dos fiéis! - R.
2. A mão direita do Senhor fez maravilhas, a mão direita do Senhor me levantou, a mão
direita do Senhor fez maravilhas! O Senhor severamente me provou, mas não me aband
onou às mãos da morte! - R.
3. Abri-me vós, abri-me as portas da justiça: quero entrar para dar graças ao Senhor! S
im, esta é a porta do Senhor, por ela só os justos entrarão! Dou-vos graças, ó Senhor, por
ue me ouvistes e vos tornastes para mim o Salvador! - R.

Felizes hão de ser todos aqueles que põem sua esperança no Senhor!
De fato, ninguém pode realizar os sinais que tu fazes, a não ser que Deus esteja com
ele . 3Jesus respondeu: Em verdade, em verdade, te digo, se alguém não nasce do alto,
não pode ver o Reino de Deus . 4Nicodemos disse: Como é que alguém pode nascer, se já é ve
? Poderá entrar outra vez no ventre de sua mãe?
5Jesus respondeu: Em verdade, em verdade, te digo, se alguém não nasce da água e do Espír
ito, não pode entrar no Reino de Deus.(eu que escrevi: do batismo) 7Quem nasce da
carne é carne; quem nasce do Espírito é espírito 7Não te admires por eu haver dito: Vós dev
is nascer do alto. 8O vento sopra onde quer e tu podes ouvir o seu ruído, mas não sa
bes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece a todo aquele que nasceu do E
spírito .

Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, para que suas ações não sejam d
enunciadas. 21Mas quem age conforme a verdade aproxima-se da luz, para que se ma
nifeste que suas ações são realizadas em Deus.

O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos que o temem, e os salva. Provai e vede
quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que a Ele
obedecem .

1. Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca.
Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! - R.
2. Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Cl
amam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta! - R.
3. Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Muitos males
se abatem sobre os justos, mas o Senhor de todos eles os liberta!

Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna. Aquele, porém, que rejeita o Fi
lho não verá a vida, pois a ira de Deus permanece sobre ele .

Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, da mesma forma que em vós nós esperamos!
O Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em seu amor
, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria!

Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes, / e não deixastes rir de mim meus inimig
os! / Vós tirastes minha alma dos abismos / e me salvastes, quando estava já morrend
o!
Pois sua ira dura apenas um momento, / mas sua bondade permanece a vida inteira;
/ se à tarde vem o pranto visitar-nos, / de manhã vem saudar-nos a alegria! - R.
3. Escutai-me, Senhor Deus, tende piedade! / Sede, Senhor, o meu abrigo protetor
! / Transformastes o meu pranto em uma festa, / Senhor meu Deus, eternamente hei
de louvar-vos!

Ouvi também todas as criaturas que estão no céu, na terra, debaixo da terra e no mar,
e tudo o que neles existe, e diziam: Ao que está sentado no trono e ao Cordeiro, o
louvor e a honra, a glória e o poder para sempre .

Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!


1. Que os poderosos reunidos me condenem; o que me importa é o vosso julgamento! M
inha alegria é a vossa Aliança, meus conselheiros são os vossos mandamentos! - R.
2. Eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, ensinai-me, ó Senhor, vossa vontad
e! Fazei-me conhecer vossos caminhos, e então meditarei vossos prodígios! - R.
3. Afastai-me do caminho da mentira e dai-me a vossa lei como um presente! Escol
hi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos!

Que devemos fazer para realizar as obras de Deus? 29Jesus respondeu: A obra de Deus
é que acrediteis naquele que ele enviou .

Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me!
Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel!
Mostrai serena a vossa face ao vosso servo e salvai-me pela vossa compaixão!
Jesus respondeu: Em verdade, em verdade vos digo, não foi Moisés quem vos deu o pão que
veio do céu. É meu Pai que vos dá o verdadeiro pão do céu. Pois o pão de Deus é aquele que
sce do céu e dá vida ao mundo

Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei.
E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele m
e deu, mas os ressuscite no último dia. 40Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda
pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último
dia .

Nações, glorificai ao nosso Deus, anunciai em alta voz o seu louvor! É ele quem dá vida à
nossa vida, e não permite que vacilem nossos pés! - R.
2. Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar: vou contar-vos todo bem que ele me
fez! Quando a ele o meu grito se elevou, já havia gratidão em minha boca! - R.
3. Bendito seja o Senhor Deus que me escutou, não rejeitou minha oração e meu clamor,
nem afastou longe de mim o seu amor!

Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para
a vida do mundo .
Está escrito nos Profetas: Todos serão discípulos de Deus . Ora, todo aquele que escutou
o Pai e por ele foi instruído, vem a mim.

Que poderei retribuir ao Senhor Deus, por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor!
mas me quebrastes os grilhões da escravidão: Por isso oferto um sacrifício de louvor,
invocando o nome santo do Senhor!
"Esta palavra é dura. Quem consegue escutá-la?"
O Espírito é que dá vida, a carne não adianta nada. As palavras que vos falei são espírito
vida.

Assim como a corça suspira pelas águas correntes, suspira igualmente minh'alma por vós
, ó meu Deus! - R.
2. A minh'alma tem sede de Deus, e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de
ver a face de Deus? - R.
3. Enviai vossa luz, vossa verdade: elas serão o meu guia; que me levem ao vosso M
onte santo, até vossa morada! - R.
4. Então irei aos altares do Senhor, Deus da minha alegria. Vosso louvor cantarei,
ao som da harpa, meu Senhor e meu Deus!

Logo que comecei a falar, o Espírito Santo desceu sobre eles, da mesma forma que d
esceu sobre nós no princípio. 16Então eu me lembrei do que o Senhor havia dito: "João ba
tizou com água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo". 17Deus concedeu a eles o
mesmo dom que deu a nós que acreditamos no Senhor Jesus Cristo.

Em verdade, em verdade vos digo, quem recebe aquele que eu enviar, me recebe a m
im; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou".

Porque dissestes: "O amor é garantido para sempre!" E a vossa lealdade é tão firme qua
nto os céus!
Diante dele esmagarei seus inimigos e agressores, ferirei e abaterei todos aquel
es que o odeiam!

Vou preparar um lugar para vós, 3e quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, volt
arei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós.

Tomé disse a Jesus: "Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o c
aminho?" 6Jesus respondeu: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao P
ai senão por mim".

E agora, poderosos, entendei; soberanos, aprendei esta lição: Com temor servi a Deus
, rendei-lhe glória e prestai-lhe homenagem com respeito!
Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo dia!

Por ele sois salvos, se o estais guardando tal qual ele vos foi pregado por mim.
De outro modo, teríeis abraçado a fé em vão.

Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa
destas mesmas obras. 12Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará
as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai, 13e
o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificad
o no Filho. 14Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei .
Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos b
endigam!
Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem
se intimide o vosso coração.
Já não falarei muito convosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre m
im, 31amas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai
me ordenou .
Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. 2Todo ramo que em mim não dá fr
uto ele o corta; e todo ramo que dá fruto, ele o limpa, para que dê mais fruto ainda
. 3Vós já estais limpos por causa da palavra que eu vos falei. 4Permanecei em mim e
eu permanecerei em vós.

Aquele que permanece em mim e eu nele, esse produz muito fruto; porque sem mim n
ada podeis fazer. 6Quem não permanecer em mim, será lançado fora como um ramo e secará.
Tais ramos são recolhidos, lançados no fogo e queimados. 7Se permanecerdes em mim e
minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado.
Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guar
dei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor.
Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja p
lena"

Ora, Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito S
anto como o deu a nós. 9E não fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando o coração
les mediante a fé.
Ao contrário, é pela graça do Senhor Jesus que acreditamos ser salvos, exatamente como
eles".

Isso concorda com as palavras dos profetas, pois está escrito: 16'Depois disso, eu
voltarei e reconstruirei a tenda de Davi que havia caído; reconstruirei as ruínas q
ue ficaram e a reerguerei, 17a fim de que o resto dos homens procure o Senhor co
m todas as nações que foram consagradas ao meu Nome.(Isso atesta que Deus mandou Jes
us para os pagãos acreditarem )

E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo.


Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória aos seus humildes!

Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores
do Senhor em sua boca, eis a glória para todos os seus santos!

Assim fez, para que buscassem a Deus e para ver se o descobririam, ainda que às ap
alpadelas.
pois nele vivemos, nos movemos e existimos, como disseram alguns dentre vossos p
oetas: Somos da raça do próprio Deus .
Mas Deus, sem levar em conta os tempos da ignorância, agora anuncia aos homens que
todos e em todo lugar se arrependam, 31pois ele estabeleceu um dia em que irá jul
gar o mundo com justiça, por meio do homem que designou, diante de todos, oferecen
do uma garantia, ao ressuscitá-lo dos mortos .

Da vossa glória estão cheios o céu e a terra!


1. Louvai o Senhor Deus nos altos céus, louvai-o no excelso firmamento! Louvai-o,
anjos seus, todos louvai-o, louvai-o, legiões celestiais! - R.
2. Reis da terra, povos todos, bendizei-o, e vós, príncipes e todos os juízes; e vós, jo
vens, e vós, moças e rapazes, anciãos e criancinhas, bendizei-o! - R.
3. Louvem o nome do Senhor, louvem-no todos, porque somente o seu nome é excelso!
A majestade e esplendor de sua glória ultrapassam em grandeza o céu e a terra! - R.
4. Ele exaltou seu povo eleito em poderio; ele é o motivo de louvor para os seus s
antos. É um hino para os filhos de Israel, este povo que ele ama e lhe pertence

Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço f
orte e santo alcançaram-lhe a vitória!
O Senhor fez conhecer a salvação(Jesus), e às nações, sua justiça; recordou o seu amor semp
e fiel pela casa de Israel!

Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegria! Porque s
ublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra!

se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. 24Até agora nada pedist
es em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa.
Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que vou pedir ao Pai por vós, 27poi
s o próprio Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes que eu vim da parte de
Deus. 28Eu saí do Pai e vim ao mundo; e novamente parto do mundo e vou para o Pai .
Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual vós me
ouvistes falar: 5 João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo
dentro de poucos dias .

Jesus respondeu: Não vos cabe saber os tempos e os momentos que o Pai determinou co
m a sua própria autoridade.

Irmãos: 17O Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai a quem pertence a glória, vos dê
um espírito de sabedoria que vo-lo revele e faça verdadeiramente conhecer.

Então Paulo perguntou: Que batismo vós recebestes? Eles responderam: O batismo de João .
aulo disse-lhes: João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acred
itasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus .
É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os
sacia com fartura!
Ora, a vida eterna é esta: que eles te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e àquele
que tu enviaste, Jesus Cristo.
Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! Digo ao Senhor: Senhor vós sois meu Senho
r . Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, meu destino está seguro em vossas mãos! - R.
2. Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, e até de noite me adverte o coração. Tenho s
empre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo!
pois não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção!

Eu dei-lhes a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: 23e
u neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita
Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes também conheceram que
tu me enviaste.
Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o a
mor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles .

Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e todo o meu ser, seu santo nome! Bendize, ó minha
alma, ao Senhor, não te esqueças de nenhum de seus favores!
Quanto os céus por sobre a terra se elevam, tanto é grande o seu amor aos que o teme
m; quanto dista o nascente do poente, tanto afasta para longe nossos crimes! - R
.
3. O Senhor pôs o seu trono lá nos céus, e abrange o mundo inteiro seu reinado. Bendiz
ei ao Senhor Deus, seus anjos todos, valorosos que cumpris as suas ordens

Enviai o vosso Espírito, Senhor, / e da terra toda a face renovai!


Ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor, a não ser no Espírito Santo.
A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum.

Recebei o Espírito Santo. 23A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados;
a quem não os perdoardes, eles lhes serão retidos .

- Espírito de Deus, enviai dos céus um raio de luz!


- Vinde, Pai dos pobres, dai aos corações vossos sete dons!
- Consolo que acalma, hóspede da alma, doce alívio, vinde!
- No labor descanso, na aflição remanso, no calor aragem!
- Sem a luz que acode, nada o homem pode, nenhum bem há nele!
- Ao sujo lavai, ao seco regai, curai o doente!
- Dobrai o que é duro, guiai no escuro, o frio aquecei!
- Dai à vossa Igreja, que espera e deseja, vossos sete dons!
- Dai em prêmio ao forte uma santa morte, alegria eterna!
- Enchei, luz bendita, chama que crepita, o íntimo de nós!

Em sua grande misericórdia, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, ele no
s fez nascer de novo, para uma esperança viva, 4para uma herança incorruptível, que não
estraga, que não se mancha nem murcha, e que é reservada para vós nos céus.

Isto é motivo de alegria para vós, embora seja necessário que agora fiqueis por algum
tempo aflitos, por causa de várias provações. 7Deste modo, a vossa fé será provada como se
ndo verdadeira mais preciosa que o ouro perecível, que é provado no fogo e alcançará lo
vor, honra e glória, no dia da manifestação de Jesus Cristo

(Enviou libertação para seu povo, confirmou sua Aliança para sempre. Seu nome é santo e é
digno de respeito. Permaneça eternamente o seu louvor! )

Por isso, aprontai a vossa mente; sede sóbrios e ponde toda a vossa esperança na graça
que vos será oferecida na revelação de Jesus Cristo.
Como filhos obedientes, não modeleis a vossa vida de acordo com as paixões de antiga
mente, do tempo da vossa ignorância.

Por ele é que alcançastes a fé em Deus. Deus o ressuscitou dos mortos e lhe deu a glória
, e assim, a vossa fé e esperança estão em Deus.

Pela obediência à verdade, purificastes as vossas almas, para praticar um amor frater
no sem fingimento.

Com efeito, toda a carne é como erva, e toda a sua glória como a flor da erva; secou-
se a erva, cai a sua flor. 25Mas a palavra do Senhor permanece para sempre . Ora,
esta palavra é a que vos foi anunciada no Evangelho

Mas, entre vós, não deve ser assim: quem quiser ser grande seja vosso servo; 44e que
m quiser ser o primeiro seja o escravo de todos.

a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.


Vós sois aqueles que antes não eram povo, agora porém são Povo de Deus; os que não eram ob
eto de misericórdia, agora porém alcançaram misericórdia .
Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, Ele mesmo nos fez, e somos seus, nós somos seu pov
o e seu rebanho!

Caríssimos, o fim de todas as coisas está próximo. Vivei com inteligência e vigiai, dado
s à oração. 8Sobretudo, cultivai o amor mútuo, com todo o ardor, porque o amor cobre uma
multidão de pecados.

Caríssimos, não estranheis o fogo da provação que se alastra entre vós, como se algo de es
tranho vos estivesse acontecendo. 13Alegrai-vos por participar dos sofrimentos d
e Cristo, para que possais também exultar de alegria na revelação da sua glória.
Jesus lhes disse: Tende fé em Deus. 23Em verdade vos digo, se alguém disser a esta mo
ntanha: `Levanta-te e atira-te no mar`, e não duvidar no seu coração, mas acreditar qu
e isso vai acontecer, assim acontecerá. 24Por isso vos digo, tudo o que pedirdes n
a oração, acreditai que já o recebestes, e assim será. 25Quando estiverdes rezando, perd
oai tudo o que tiverdes contra alguém, 26para que vosso Pai que está nos céus também per
doe os vossos pecados .

Edificai-vos sobre o fundamento da vossa santíssima fé e rezai, no Santo Espírito, 21d


e modo que vos mantenhais no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senho
r Jesus Cristo, para a vida eterna.
De outros ainda deveis ter piedade, mas com temor, aborrecendo a própria veste man
chada pela carne.
Vosso amor vale mais do que a vida: e por isso meus lábios vos louvam!

Quero, pois vos louvar pela vida, e elevar para vós minhas mãos! A minh alma será saciad
a, como em grande banquete de festa; cantará a alegria em meus lábios, ao cantar par
a vós meu louvor!
Contemplando estes céus que plasmastes / e formastes com dedos de artista; / vendo
a lua e estrelas brilhantes, perguntamos: / Senhor, que é o homem, / para dele ass
im vos lembrardes / e o tratardes com tanto carinho?

E não só isso, pois nos gloriamos também de nossas tribulações, sabendo que a tribulação ge
a constância, 4a constância leva a uma virtude provada, a virtude provada desabrocha
em esperança; 5e a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em n
ossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Irmãos: 1Justificados pela fé, estamos em paz com Deus, pela mediação do Senhor nosso, J
esus Cristo.
Afastarei de ti a desgraça, para que nunca mais te cause humilhação
E direis naquele dia: Dai louvores ao Senhor, invocai seu Santo nome, anunciai su
as maravilhas, entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime!
Com um grande grito exclamou: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de
teu ventre!
O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que
temem.
Esta é a causa pela qual estou sofrendo, mas não me envergonho, porque sei em quem p
us a minha fé. E tenho a certeza de que ele é capaz de guardar aquilo que me foi con
fiado até o grande dia.
Eu levanto meus olhos para vós, que habitais nos altos céus. Como os olhos dos escra
vos estão fitos nas mãos do seu Senhor! - R.
2. Como os olhos das escravas estão fitos nas mãos de sua senhora, assim os nossos o
lhos, no Senhor, até de nós ter piedade!

SEQUÊNCIA DE CORPUS CHRISTI - FORMA BREVE


- Eis o pão que os anjos comem transformado em pão do homem; só os filhos o consomem:
não será lançado aos cães!
- Em sinais prefigurado, por Abraão foi imolado, no cordeiro aos pais foi dado, no
deserto foi maná...
- Bom pastor, pão de verdade, piedade, ó Jesus, piedade; conservai-nos na unidade, e
xtingui nossa orfandade, transportai-nos para o Pai!
- Aos mortais dando comida, dais também o pão da vida; que a família assim nutrida sej
a um dia reunida aos convivas lá do céu!

Os homens maus e sedutores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados


Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras: elas têm o poder de te comunicar a
sabedoria que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus.

Os que amam vossa lei, têm grande paz, e não há nada que os faça tropeçar!
Ó Senhor, de vós espero a salvação. pois eu cumpro sem cessar vossos preceitos. / Serei
fiel à vossa lei, vossa Aliança; os meus caminhos estão todos ante vós.

Vosso louvor é transbordante de meus lábios, cantam eles vossa glória o dia inteiro. Não
me deixeis quando chegar minha velhice, não me falteis quando faltarem minhas força
s!
Eu, porém, sempre em vós confiarei, sempre mais aumentarei vosso louvor! Minha boca
anunciará todos os dias vossa justiça e vossas graças incontáveis!
Cantarei vossos portentos, ó Senhor, lembrarei vossa justiça sem igual! Vós me ensinas
tes desde a minha juventude, e até hoje canto as vossas maravilhas!

O Senhor é o teu guarda, o teu vigia, é uma sombra protetora à tua direita. Não vai feri
r-te o sol durante o dia, nem a lua através de toda a noite!
O Senhor te guardará de todo o mal, ele mesmo vai cuidar da tua vida! Deus te guar
da na partida e na chegada. Ele te guarda desde agora e para sempre!

Porque assim fala o Senhor, Deus de Israel: "A vasilha de farinha não acabará e a ja
rra de azeite não diminuirá, até o dia em que o Senhor enviar a chuva sobre a face da
terra".

Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! Vós que soubestes aliviar-me
nos momentos de aflição, atendei-me por piedade e escutai minha oração! Filhos dos home
ns, até quando fechareis o coração? Por que amais a ilusão e procurais a falsidade?
Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, e que o Senhor me ouvirá
quando lhe faço a minha prece! Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira; me
ditai nos vossos leitos e calai o coração! - R.
3. Muitos há que se perguntam: "Quem nos dá felicidade?" Sobre nós fazei brilhar o esp
lendor de vossa face! Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, do que a outros
na fartura do seu trigo e vinho novo!

Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte
.

Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensin
ar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, que
m os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus".
É assim que preparais a nossa terra: vós a regais e aplainais, os seus sulcos com a
chuva amoleceis e abençoais as sementeiras!
O ano todo coroais com vossos dons, os vossos passos são fecundos; transborda a fa
rtura onde passais. Brotam pastos no deserto, as colinas se enfeitam de alegria!
Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem d
isser ao seu irmão: "patife!" será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de "to
lo" será condenado ao fogo do inferno.
6Vou procurar a ovelha perdida, reconduzir a extraviada, enfaixar a da perna que
brada, fortalecer a doente, e vigiar a ovelha gorda e forte. Vou apascentá-la conf
orme o direito

Irmãos, 5bO amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito que nos foi dado
. 6Com efeito, quanto éramos ainda fracos, Cristo morreu pelos ímpios, no tempo marc
ado. 7Dificilmente alguém morrerá por um justo; por uma pessoa muito boa, talvez alg
uém se anime a morrer.
Quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com ele pela morte do seu Filh
o; quanto mais agora, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida!
Ainda mais: Nós nos gloriamos em Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.
Os saciados se empregaram por um pão, mas os pobres e os famintos se fartaram. Mui
tas vezes deu à luz a que era estéril, mas a mãe de muitos filhos definhou!
É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, faz descer à sepultura e faz voltar; é o Senhor qu
em faz o pobre e faz o rico, é o Senhor quem nos humilha e nos exalta! - R.
4. O Senhor ergue do pó o homem fraco, do lixo ele retira o indigente, para fazê-los
assentar-se com os nobres num lugar de muita honra e distinção!

Escutai, ó Senhor Deus, minhas palavras, atendei o meu gemido! Ficai atento ao cla
mor da minha prece, ó meu Rei e meu Senhor!
Detestais o que pratica a iniquidade e destruís o mentiroso.

2Dá a quem te pedir e não vires as costas a quem te pede emprestado .


Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre à minha frente.
Desviai o vosso olhar dos meus pecados e apagai todas as minhas transgressões! Da
morte como pena, libertai-me, e minha língua exaltará vossa justiça

Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis?
Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito
Elias tomou então o seu manto, enrolou-o e bateu com ele nas águas, que se dividiram
para os dois lados, de modo que ambos passaram a pé enxuto.
Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, reservastes para aqueles que vos temem! Para
aqueles que em vós se refugiam, mostrando, assim, o vosso amor perante os
homens!
Na proteção de vossa face os defendeis bem longe das intrigas dos mortais. No interi
or de vossa tenda os escondeis, protegendo-os contra as línguas maldizentes! - R.
3. Amai o Senhor Deus, seus santos todos, ele guarda com carinho seus fiéis, mas p
une os orgulhosos com rigor!
Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. 22O olho é a lâmpada do co
Se o teu olho é sadio, todo o teu corpo ficará iluminado. 23Se o teu olho está doente,
todo o teu corpo ficará na escuridão. Ora, se a luz que existe em ti é escuridão, como
será grande a escuridão.

Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei e deixarem de andar pelos cami
nhos da Aliança; se, pecando, violarem minhas justas prescrições e se não obedecerem aos
meus santos mandamentos! - R.
4. Eu então, castigarei os seus crimes com a vara, com açoites e flagelos punirei as
suas culpas. Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor e nem hei de reneg
ar o juramento que lhes fiz!

Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a u
m e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro.

Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso. 33Pelo contrário, busca
i em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão
dadas por acréscimo.

Para mim fostes sempre um socorro; / de vossas asas à sombra eu exulto! / Minha al
ma se agarra em vós; / com poder vossa mão me sustenta!
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 6 Não deis aos cães as coisas santas, nem
atireis vossas pérolas aos porcos; para que eles não as pisem com o pés e, voltando-se
contra vós, vos despedacem.
Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a L
ei e os Profetas. 13Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso é o
caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ele! 14Como é estreita a porta
e apertado o caminho que leva à vida! E são poucos os que o encontram

Quereis saber quais são as árvores más e quais os frutos maus? . Ele responde citando o
Apóstolo S. Paulo: As obras da carne são manifestas: fornicação, impureza, libertinagem,
idolatria, feitiçaria, ócio, rixas, ciúmes, ira, discussões, discórdia, divisões, invejas,
ebedeiras, orgias e coisas semelhantes a estas .

Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, e de todo o coração a guardarei!


Guiai meus passos no caminho que traçastes, pois só nele encontrarei felicidade!
Inclinai meu coração às vossas leis, e nunca ao dinheiro e à avareza! - R.
Desviai o meu olhar das coisas vãs, dai-me a vida pelos vossos mandamentos!

Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. Eu v
os louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes!

Grite o teu coração ao Senhor, em favor dos muros da cidade de Sião; deixa correr uma
torrente de lágrimas, de dia e de noite. Não te concedas repouso, não cessem de chorar
as pupilas de teus olhos. 19Levanta-te, chora na calada da noite, no início das v
igílias, derrama o teu coração, como água, diante do Senhor; ergue as mãos para ele, pela
vida de teus pequeninos, que desfalecem de fome em todas as encruzilhadas.

Não esqueçais até o fim a humilhação dos vossos pobres!


1. Ó Senhor, por que razão nos rejeitastes para sempre e vos irais contra as ovelhas
do rebanho que guiais?
Que não se escondam envergonhados o humilde e o pequeno, mas glorifiquem vosso nom
e o infeliz e o indigente!

Uma palavra basta, porque é tua Palavra, a do Verbo de Deus, soberanamente eficaz.
O centurião faz um ato de fé prévio no milagre e este mesmo ato de fé até hoje está present
nos que crêem em Jesus. É confiar em Cristo, não como um milagreiro, mas como o Filho
de Deus.
Mas, será que buscamos, como o centurião, Jesus com confiança e rezamos com fé ardente?

Irmãos: 1É para a liberdade que Cristo nos libertou. Ficai pois firmes e não vos deixe
is amarrar de novo ao jugo da escravidão.
Sim, irmãos, fostes chamados para a liberdade. Porém, não façais dessa liberdade um pret
exto para servirdes à carne.

Pelo contrário, fazei-vos escravos uns dos outros, pela caridade. 14Com efeito, to
da a Lei se resume neste único mandamento: Amarás o teu próximo como a ti mesmo
Eu vos ordeno: Procedei segundo o Espírito. Assim, não satisfareis aos desejos da ca
rne.
Há uma oposição entre carne e espírito, de modo que nem sempre fazeis o que gostaríeis de
fazer. (a carne fala mais alto as vezes)

Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca? Tu que od
iaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios
Tua boca se abriu para a maldade e tua língua maquinava a falsidade!
Assentado, difamavas teu irmão, e ao filho de tua mãe injuriavas. Diante disso que f
izeste, eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e rep
reendo e manifesto essas coisas aos teus olhos!
Entendei isto, todos vós que esqueceis Deus, para que eu não arrebate a vossa vida,
sem que haja mais ninguém para salvar-vos! Quem me oferece um sacrifício de louvor,
este sim é que me honra de verdade. A todo homem que procede retamente, eu mostra
rei a salvação que vem de Deus

Dentre todas as nações da terra, somente a vós reconheci; por isso usarei o castigo po
r todas as vossas iniquidades.
Acaso, sem armadilha, se prende uma ave no chão? Acaso dispara a armadilha, antes
de capturar a presa? 6Se ressoa na cidade o toque da trombeta, não fica a população ap
avorada? Se acontece uma desgraça na cidade, não foi o Senhor que fez? 7Pois nada fa
rá o Senhor Deus, que não revele o plano a seus servos, os profetas. 8Ruge o leão, que
m não terá medo? Falou o Senhor Deus, quem não será seu profeta?
Eu arrasei-vos, como arrasei Sodoma e Gomorra, e ficastes como um tição, retirado da
fogueira; e, contudo, não voltastes para mim , diz o Senhor. 12Por isso, assim te tr
atarei, Israel; e, porque sabes como te vou tratar, prepara-te, Israel, para aju
star contas com o teu Deus.

Detestais o que pratica a iniquidade e destruís o mentiroso. Ó Senhor, abominais o s


anguinário, o perverso e enganador

Odiai o mal, amai o bem, restabelecei a justiça no julgamento, talvez o Senhor Deus
dos exércitos se compadeça do resto da tribo de José.
Buscai o bem, não o mal, para terdes mais vida, só assim o Senhor Deus dos exércitos v
os assistirá, como tendes afirmado.
Livra-me da balbúrdia dos teus cantos, não quero ouvir a toada de tuas liras. 24Que
a justiça seja abundante como água e a vida honesta, como torrente perene

A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel
, sabedoria dos humildes! - R.
2. Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é bri
lhante, para os olhos é uma luz! - R.
3. É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corret
os e justos igualmente! - R.
4. Mais desejáveis do que o ouro são eles, do que o ouro refinado. Suas palavras são m
ais doces que o mel, que o mel que sai dos favos

Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura a Deus! De tod
o o coração eu vos procuro, não deixeis que eu abandone a vossa lei!
Escolhi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos!
Como anseio pelos vossos mandamentos! Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo!
Abro a boca e aspiro largamente, pois estou ávido de vossos mandamentos!

Aprendei, pois, o que significa: Quero misericórdia e não sacrifício . De fato, eu não vim
para chamar os justos, mas os pecadores".

Senhor Jesus, nosso Salvador, que possamos ir a Vós e que nossos corações sejam afervor
ados por vosso amor oblativo. Nossos corações estão manchados pelo pecado, purificai-o
s com o vosso precioso sangue. Nossos corações estão fracos, fortalecei-os com o vosso
Espírito."
Vós fostes integrados no edifício que tem como fundamento os apóstolos e os profetas,
e o próprio Jesus Cristo como pedra principal.
E vós também sois integrados nesta construção, para vos tornardes morada de Deus pelo Es
pírito.

O anjo tocou o ombro de Pedro, acordou-o e disse: Levanta-te depressa! As corrente


s caíram-lhe das mãos. 8O anjo continuou: Coloca o cinto e calça tuas sandálias! Pedro ob
deceu e o anjo lhe disse: Põe tua capa e vem comigo!

Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, / Seu louvor estará sempre em minha boca.
Minha alma se gloria no Senhor; / Que ouçam os humildes e se alegrem!
Contemplai a sua face e alegrai-vos
Agora está reservada para mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me dará na
quele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que esperam com amor a sua man
ifestação gloriosa.
Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja
, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la.

Assim fala o Senhor: 16Eis que eu a vou seduzir, levando-a à solidão, onde lhe falar
ei ao coração; 17be ela aí responderá ao compromisso, como nos dias de sua juventude, no
s dias da sua vinda da terra do Egito.
Narram todos vossas obras poderosas, e de vossa imensidade todos falam. Eles rec
ordam vosso amor tão grandioso e exaltam, ó Senhor, vossa justiça!
Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito
ara com todos, sua ternura abraça toda criatura!
não deves se aproximar do demônio pelos desejos mundanos, e que ele não ouse se aproxi
mar de ti. Ele pode ladrar, provocar, mas não pode morder, a menos que tu queiras.
Semeai justiça entre vós, e colhereis amor; desbravai uma roça nova. É tempo de procurar
o Senhor, até que ele venha e derrame a justiça em vós

Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! Gloriai-vos e
m seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! - R.
2. Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai
as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios

Eu os atraía com laços de humanidade, com laços de amor; era para eles como quem leva
uma criança ao colo, e rebaixava-me a dar-lhes de comer.
Meu coração comove-se no íntimo e arde de compaixão. 9Não darei largas à minha ira, não vol
ei a destruir Efraim, eu sou Deus, e não homem; o santo no meio de vós, e não me servi
rei do terror .

1Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos. Vós, que sobre os querubins vos assentais, desp
ertai vosso poder, ó nosso Deus, e vinde logo nos trazer a salvação! - R.
2. Voltai-vos para nós, Deus do universo! Olhai dos altos céus e observai. Visitai a
vossa vinha e protegei-a! Foi a vossa mão direita que a plantou; protegei-a, e ao
rebento que firmastes!

Assim fala o Senhor: 2Volta, Israel, para o Senhor, teu Deus, porque estavas caído
em teu pecado. 3Vós todos, encontrai palavras e voltai para o Senhor; dizei-lhe: L
ivra-nos de todo o mal e aceita este bem que oferecemos; o fruto de nossos lábios.
4A Assíria não nos salvará; não queremos montar nossos cavalos, não chamaremos mais Deus
nossos a produtos de nossas mãos; em ti encontrará o órfão misericórdia .
5 Hei de curar sua perversidade e me será fácil amá-los, deles afastou-se a minha cólera.
6Serei como orvalho para Israel; ele florescerá como o lírio e lançará raízes como plantas
do Líbano. 7Seus ramos hão de estender-se; será seu esplendor como o da oliveira, e s
eu perfume como o do Líbano. 8Voltarão a sentar-se à minha sombra e a cultivar o trigo
, e florescerão com a videira, cuja fama se iguala à do vinho do Líbano. 9Que tem aind
a Efraim a ver com ídolos? Sou eu que o atendo e que olho por ele. Sou como o cipr
este sempre verde: de mim procede o teu fruto. 10Compreenda estas palavras o hom
em sábio, reflita sobre elas o bom entendedor! São retos os caminhos do Senhor e, po
r eles, andarão os justos, enquanto os maus ali tropeçam e caem .

Mas vós amais os corações que são sinceros, na intimidade me ensinais sabedoria. Aspergi
-me e serei puro do pecado, e mais branco do que a neve ficarei!
Ó Senhor, não me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
De fato, terminado o combate, gozaremos da vida na qual a lei da carne não se opõe à l
ei do espírito, vida, finalmente, na qual já não é necessário lutar contra o corpo mortal,
porque o mesmo corpo mortal já alcançou a vitória

O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proc
lamai-o sobre os telhados!

Portanto, todo aquele que se declarar a meu favor diante dos homens, também eu me
declararei em favor dele diante do meu Pai que está nos céus. 33Aquele, porém, que me
negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus
S. Cirilo de Alexandria coloca nos lábios de Jesus as palavras: Isto vos digo: todo
s irão rir de vós, no tribunal de Deus se, sendo todos servos, vós não quiserdes prestar
entre vós o serviço que eu, Deus e Senhor, vos tenho prestado .
À fidelidade da confissão de fé dos discípulos, corresponde a fidelidade de Jesus em nos
econhecer.

Converte-te para o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma. 11N
a verdade, este mandamento que hoje te dou não é difícil demais, nem está fora do teu al
cance.
A lei do Senhor Deus é perfeita, / conforto para a alma!
Os preceitos do Senhor são precisos, / alegria ao coração. / O mandamento do Senhor é br
ilhante,/ para os olhos é uma luz
19porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude 20e por ele reconciliar
consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangu
e da sua cruz.

Orígenes reconhece que amar ao Senhor não só é o maior mandamento, mas também o primeiro d
todos .
a majestade de Deus se honra melhor com o serviço humilde ao próximo e não só com palavra
s . O Após
tolo s. Paulo confirma que a esperança não engana, porque o amor de Deus foi derramad
o em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado
Mas o que fazer para que cresça, em nós, o amor a Deus e ao próximo? Sem duvida, a fé em
Deus e a esperança em sua promessa são essenciais à nossa comunhão com Ele e ao nosso r
elacionamento com nossos semelhantes. Mais conhecemos Deus, mais O amamos, e qua
nto mais O amamos, maior é nossa fé e esperança em sua promessa.

O Senhor, pelo dom do Espírito Santo, nos dá a liberdade de amar como Ele ama vivend
o a doação, no serviço ao próximo, com um coração cheio de generosidade.

Vossas luas novas e vossas solenidades, eu as detesto! Elas são para mim um peso,
estou cansado de suportá-las. 15Quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meu
s olhos. Ainda que multipliqueis a oração, eu não ouço: Vossas mãos estão cheias de sangue!
16Lavai-vos, purificai-vos. Tirai a maldade de vossas ações de minha frente. Deixai
de fazer o mal!
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 10,34 Não penseis que vim trazer a paz
à terra; não vim trazer a paz, mas sim a espada.
E os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. 37Quem ama seu pai ou sua
mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem ama seu filho ou sua filha mais do que
a mim, não é digno de mim.

O mandamento é pequeno, mas o salário da obediência é grande: é pago por Deus com magnificê
cia .

Naquele tempo, 20Jesus começou a censurar as cidades onde fora realizada a maior p
arte de seus milagres, porque não se tinham convertido.1 Ai de ti, Corazim! Ai de ti
, Betsaida! Porque, se os milagres que se realizaram no meio de vós, tivessem sido
feitos em Tiro e Sidônia, há muito tempo elas teriam feito penitência, vestindo-se de
cilício e cobrindo-se de cinza.

7O caminho do justo é reto, e tu ainda aplainas a estrada ao justo.


Quando vem a noite anseia por ti a minh alma e com a força do espírito te procuro no m
eu íntimo. Quando brilharem na terra teus juízos, os habitantes do mundo aprenderão a
ser justos.

Senhor, hás de dar-nos a paz, como nos deste a mão em nossos trabalhos.
Reviverão os teus mortos e se levantarão também os meus mortos. Despertai, cantai louv
ores, vós que jazeis no pó! Senhor, é orvalho de luz o teu orvalho, e a terra trará à luz
os falecidos.

As nações respeitarão o vosso nome, e os reis de toda a terra, a vossa glória; quando o
Senhor reconstruir Jerusalém e aparecer com gloriosa majestade, ele ouvirá a oração dos
oprimidos e não desprezará a sua prece!
Para as futuras gerações se escreva isto, e um povo novo a ser criado louve a Deus.
Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, e o Senhor olhou a terra do alto céu, p
ara os gemidos dos cativos escutar e da morte libertar os condenados!

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28 Vinde a mim todos vós que estais ca
nsados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.
9Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração,
e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve

Cristo a manifesta tornando-se pão da vida e sendo todo indulgência para com os pecado
res, deixando-nos o sacramento da Confissão. Igualmente, estando em Deus, Ele se h
umilhou até a Cruz: desde a Encarnação à Redenção,
pois o Mistério de Cristo é de obediência e de humildade , acentua S. Bento.

A Ele foi confiado o mistério e a instauração do Reino dos céus, juntamente com poder de
revelá-lo àqueles que se colocam em sua escola, como fiéis discípulos seus.

O Senhor não se esquece do clamor dos aflitos


Ó Senhor, por que ficais assim tão longe, e, no tempo da aflição, vos escondeis, enquan
to o pecador se ensoberbece, o pobre sofre e cai no laço do malvado? - R.
2. O ímpio se gloria em seus excessos, blasfema o avarento e vos despreza; em seu
orgulho ele diz: Não há castigo! Deus não existe! É isto mesmo que ele pensa! - R.
3. Só há maldade e violência em sua boca, em sua língua, só mentira e falsidade. Arma embo
scadas nas saídas das aldeias, mata inocentes em lugares escondidos! - R.
4. Vós, porém, vedes a dor e o sofrimento, vós olhais e tomais tudo em vossas mãos! A vós
o pobre se abandona confiante, sois dos órfãos vigilante protetor!

Ele não discutirá, nem gritará, e ninguém ouvirá a sua voz nas praças. 20Não quebrará o can
hado, nem apagará o pavio que ainda fumega, até que faça triunfar o direito. 21Em seu
nome as nações depositarão a sua esperança .

Senhor, quem morará em vossa casa?


1. É aquele que caminha sem pecado/ e pratica a justiça fielmente; / que pensa a ver
dade no seu íntimo / e não solta em calúnias sua língua! - R.
2. Que em nada prejudica seu irmão, / nem cobre de insultos seu vizinho; / que não dá
valor algum ao homem ímpio, / mas honra os que respeitam ao Senhor! - R.
3. Não empresta o seu dinheiro com usura,/ nem se deixa subornar contra o inocente
./ Jamais vacilará quem vive assim!
Alegro-me de tudo o que já sofri por vós e procuro completar em minha própria carne o
que falta das tribulações de Cristo, em solidariedade com o seu corpo, isto é, a Igrej
a.

o mistério escondido por séculos e gerações, mas agora revelado aos seus santos
A estes Deus quis manifestar como é rico e glorioso entre as nações este mistério: a pre
sença de Cristo em vós, a esperança da glória.

Orígenes une os dois aspectos, afirmando que o segredo do amor será apreendido por aq
uele que se entrega à ação, com a condição que ele se aplique ao mesmo tempo à contemplação
trina e à ação. Pois não há ação nem contemplação válidas, uma sem a outra .

Não se deseja levar ao ócio, mas conduzir à escuta da palavra. Não se proíbe a hospitalida
de, mas ensina que no tempo da instrução, não é para se ocupar com outra coisa

8Foi-te revelado, ó homem, o que é o bem, e o que o Senhor exige de ti: principalmen
te praticar a justiça e amar a misericórdia, e caminhar solícito com teu Deus.

Apascenta o teu povo com o cajado da autoridade,

Qual Deus existe, como tu, que apagas a iniquidade e esqueces o pecado daqueles
que são resto de tua propriedade? Ele não guarda rancor para sempre, o que ama é a mis
ericórdia. 19Voltará a compadecer-se de nós, esquecerá nossas iniquidades e lançará ao fund
do mar todos os nossos pecados.

Mostrai-nos, ó Senhor, vossa bondade!


1. Favorecestes, ó Senhor, a vossa terra, libertastes os cativos de Jacó. Perdoastes
o pecado ao vosso povo, encobristes toda a falta cometida; retirastes a ameaça qu
e fizestes, acalmastes o furor de vossa ira! - R.
2. Renovai-nos, nosso Deus e Salvador, esquecei a vossa mágoa contra nós! Ficareis e
ternamente irritado? Guardareis a vossa ira pelos séculos? - R.
3. Não vireis restituir a nossa vida, para que em vós se rejubile o vosso povo? Most
rai-nos, ó Senhor, vossa bondade, concedei-nos também vossa salvação!

E ela se torna nossa mãe na medida em que nós acolhemos Cristo, deixando que sua Pal
avra se efetive em nós. Tornamo-nos, então, parentes de Jesus.
Palavra de Deus, acolhendo-a em nosso coração e deixando que ela se realize em nossa
vida.

Disse eu: Ah! Senhor Deus, eu não sei falar, sou muito novo . 7Disse-me o Senhor: Não di
gas que és muito novo; a todos a quem eu te enviar, irás, e tudo que eu te mandar di
zer, dirás.
Não tenhas medo deles, pois estou contigo para defender-te , diz o Senhor. 9O Senhor
estendeu a mão, tocou-me a boca e disse-me: Eis que ponho minhas palavras em tua b
oca.

Eu procuro meu refúgio em vós, Senhor: que eu não seja envergonhado para sempre! Porqu
e sois justo, defendei-me e libertai-me! Escutai a minha voz, vinde salvar-me! -
R.
2. Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Porque
sois a minha força e meu amparo, o meu refúgio, proteção e segurança! Libertai-me, ó meu De
s, das mãos do ímpio! - R.
3. Porque sois, ó Senhor Deus, minha esperança, em vós confio desde a minha juventude!
Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo
! - R.
4. Minha boca anunciará todos os dias vossa justiça e vossas graças incontáveis. Vós me en
sinastes desde a minha juventude, e até hoje canto as vossas maravilhas!

Mal passara por eles, encontrei aquele que meu coração ama. Segurei-o, e não o largare
i antes que o tenha introduzido na casa de minha mãe, no quarto daquela que me con
cebeu.

Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! / Desde a aurora ansioso vos busco! / A minha alma t
em sede de vós, minha carne também vos deseja / como terra sedenta e sem água!
Para mim fostes sempre um socorro; / de vossas asas à sombra eu exulto! / Minha al
ma se agarra em vós; / com poder vossa mão me sustenta.

O dia da ressurreição é o escatológico oitavo dia, graças ao qual se entra na nova criação
esentada pela nova semana, pois o desonroso escândalo da crucifixão de Jesus e o hor
ror da sua morte foram vencidos, assim como a luz expulsa as trevas, na aurora d
o novo dia, surge agora o primeiro dia da nova era de salvação

Eis o que diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: reformai vosso procediment
o e a maneira de agir, e eu vos deixarei morar neste lugar.

Vós, contudo, vos fiais em fórmulas enganadoras que de nada vos servirão. 9Roubais, ma
tais, cometeis adultérios, prestais juramentos falsos; ofereceis incenso a Baal e
procurais deuses que vos são desconhecidos; 10E depois, vindes apresentar-vos dian
te de mim, nesta casa em que foi invocado meu nome, e exclamais: 11É, por acaso, a
vossos olhos uma caverna de bandidos esta casa em que meu nome foi invocado?

Minha alma desfalece de saudades / e anseia pelos átrios do Senhor! / Meu coração e mi
nha carne rejubilam / e exultam de alegria no Deus vivo!
Mesmo o pardal encontra abrigo e vossa casa, e a andorinha ali prepara o seu nin
ho, / para nele seus filhotes colocar: / vossos altares, ó senhor Deus do universo
! / Vossos altares, ó meu rei e meu Senhor!
Felizes os que habitam vossa casa; / para sempre haverão de vos louvar! / Felizes
os que em vós têm sua força, / caminharão com um ardor sempre crescente!
Na verdade, um só dia em vosso templo / vale mais do que milhares fora dele! / Pre
firo estar no limiar de vossa casa / a hospedar-me na mansão dos pecadores!

Assim como a natureza nos ensina a paciência, assim a paciência de Deus nos ensina a
guardar a palavra que ele plantou em nossos corações e nos acautelarmos contra a fo
rça destrutiva do pecado e do mal, que pode destruí-la.

Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, / porque ouvistes as palavras dos meus lábios! / P
erante os vossos anjos vou cantar-vos / e ante o vosso templo vou prostrar-me!
Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, / porque fizestes muito mais que prometeste
s; / naquele dia em que gritei, vós me escutastes / e aumentastes o vigor da minha
alma!
Altíssimo é o Senhor, mas olha os pobres, / e de longe reconhece os orgulhosos. / Se
no meio da desgraça eu caminhar, / vós me fazeis tornar à vida novamente;
Completai em mim a obra começada; / ó Senhor, vossa bondade é para sempre! / Eu vos peço
: não deixeis inacabada / esta obra que fizeram vossas mãos!

Com Cristo fostes sepultados no batismo; com ele também fostes ressuscitados por m
eio da fé no poder de Deus, que ressuscitou a Cristo dentre os mortos.
Ora, vós estáveis mortos por causa dos vossos pecados, e vossos corpos não tinham rece
bido a circuncisão, até que Deus vos trouxe para a vida, junto com Cristo, e a todos
nós perdoou os pecados. 14Existia contra nós uma conta a ser paga, mas ele a cancel
ou, apesar das obrigações legais, e a eliminou, pregando-a na cruz.

eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai l
evantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário.
9Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos
será aberto. 10Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate,
se abrirá. 11Será que algum de vós, que é pai, se o filho lhe pedir um peixe, lhe dará uma
cobra? 12Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? 13Ora, se vós, que sois ma
us, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito
Santo aos que o pedirem!

Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos!


1. Não lembreis as nossas culpas do passado, mas venha logo sobre nós vossa bondade,
pois estamos humilhados em extremo! - R.
2. Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador! Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos!
Por vosso nome, perdoai nossos pecados! - R.
3. Até vós chegue o gemido dos cativos: libertai com vosso braço poderoso os que foram
condenados a morrer! Quanto a nós, vosso rebanho e vosso povo, celebraremos vosso
nome para sempre, de geração em geração vos louvaremos!

O reino dos céus é semelhante ao homem que semeou boa semente no seu campo mas, enqu
anto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e ret
irou-se.
Quando, porém, a erva cresceu e começou a espigar, então apareceu também o joio.
Chegaram, pois, os servos do proprietário, e disseram-lhe: Senhor, não semeaste no t
eu campo boa semente? Donde, pois, vem o joio?
Respondeu-lhes: Algum inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, p
ois, que vamos arrancá-lo?
Ele, porém, disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis com ele também o trig
o.
Deixai-o crescer juntos até à colheita e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros:
Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, po
rém, recolhei-o no meu celeiro.
Explica-nos a parábola do joio! 37Jesus respondeu: Aquele que semeia a boa semente é o
Filho do Homem. 38O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O
joio são os que pertencem ao Maligno. 39O inimigo que semeou o joio é o diabo. A col
heita é o fim dos tempos. Os ceifadores são os anjos.

Quando encontrei tuas palavras, alimentei-me, elas se tornaram para mim uma delíci
a e a alegria do coração, o modo como invocar teu nome sobre mim, Senhor Deus dos exér
citos.

Libertai-me do inimigo, ó meu Deus, e protegei-me contra os meus perseguidores! Li


bertai-me dos obreiros da maldade, defendei-me desses homens sanguinários!
Minha força, é a vós que me dirijo, porque sois o meu refúgio e proteção, Deus clemente e c
mpassivo, meu amor! Deus virá com seu amor ao meu encontro, e hei de ver meus inim
igos humilhados!
Eu, então, hei de cantar vosso poder, e de manhã celebrarei vossa bondade, porque fo
stes para mim o meu abrigo, o meu refúgio no dia da aflição.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 44 O Reino do Céus é como um tesouro escondido no c
ampo. Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende t
odos os seus bens e compra aquele campo.
45O Reino dos Céus também é como um comprador que procura pérolas preciosas. 46Quando en
contra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra aque
la pérola .

Mas quando nos deixamos transformar pela graça divina, nós recebemos gratuitamente t
al tesouro que supera toda riqueza material. Descobrimos, então, que o tesouro ou
o Reino de Deus é o próprio Senhor, que vem até nós e, pelo Espírito Santo, habita em noss
os corações.

Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus e todo aquele que
ama nasceu de Deus e conhece Deus. 8Quem não ama, não chegou a conhecer Deus, pois D
eus é amor.
Nisto consiste o amor: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e e
nviou o seu Filho como vítima de reparação pelos nossos pecados.
A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito
.
Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e el
e com Deus.
E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele.

Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele.

Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este
infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda a angústia!
O anjo do Senhor vem acampar ao redor dos que o temem, e os salva. Provai e vede
quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!

Respeitai o Senhor Deus, seus santos todos, porque nada faltará aos que o temem. O
s ricos empobrecem, passam fome, mas aos que buscam o Senhor não falta nada!

Respondeu-lhe Jesus: Teu irmão ressuscitará . 24Disse Marta: Eu sei que ele ressuscitará
a ressurreição, no último dia . 25Então Jesus disse: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem
mim, mesmo que morra, viverá. 26E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais.
Crês isto?
Por isso elevo para vós minha oração, neste tempo favorável, Senhor Deus! Respondei-me p
elo vosso imenso amor, pela vossa salvação que nunca falha!

Retirai-me deste lodo, pois me afundo!Libertai-me, ó Senhor, dos que me odeiam, e


salvai-me destas águas tão profundas! Que as águas turbulentas não me arrastem, não me dev
orem violentos turbilhões, nem a cova feche a boca sobre mim!
Pobre de mim, sou infeliz e sofredor! Que vosso auxílio me levante, Senhor Deus! C
antando eu louvarei o vosso nome e agradecido exultarei de alegria!
Humildes, vede isto e alegrai-vos: o vosso coração reviverá, se procurardes o Senhor c
ontinuamente! Pois nosso Deus atende à prece dos seus pobres, e não despreza o clamo
r de seus cativos!

A virtude torna-se indesejável, observa s. Pedro Crisólogo, para aqueles que são imorai
s, a integridade é motivo de sofrimento para os corruptos, a misericórdia é intolerável
aos cruéis .
Ensinai-nos a contar os nossos dias, / e dai ao nosso coração sabedoria! / Senhor, v
oltai-vos! Até quando tardareis? / Tende piedade e compaixão de vossos servos!
Saciai-nos de manhã com vosso amor, / e exultaremos de alegria todo o dia! / Que a
bondade do Senhor e nosso Deus / repouse sobre nós e nos conduza! / Tornai fecund
o, ó Senhor, nosso trabalho!
Irmãos: 1Se ressuscitastes com Cristo, esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, on
de está Cristo, sentado à direita de Deus; 2aspirai às coisas celestes e não às coisas ter
restres.
Quando Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com e
le, revestidos de glória. 5Portanto, fazei morrer o que em vós pertence à terra: imora
lidade, impureza, paixão, maus desejos e a cobiça, que é idolatria.
Não mintais uns aos outros. Já vos despojastes do homem velho e da sua maneira de ag
ir 10e vos revestistes do homem novo, que se renova segundo a imagem do seu Cria
dor, em ordem ao conhecimento.

6E contou-lhes uma parábola: A terra de um homem rico deu uma grande colheita.
17Ele pensava consigo mesmo: O que vou fazer? Não tenho onde guardar minha colheita .
18Então resolveu: Já sei o que fazer! Vou derrubar meus celeiros e construir maiores
; neles vou guardar todo o meu trigo, junto com os meus bens. 19Então poderei dize
r a mim mesmo: Meu caro, tu tens uma boa reserva para muitos anos. Descansa, com
e, bebe, aproveita! 20Mas Deus lhe disse: Louco! Ainda nesta noite, pedirão de volta
a tua vida. E para quem ficará o que tu acumulaste? 21Assim acontece com quem ajun
ta tesouros para si mesmo, mas não é rico diante de Deus .

Afastai-me do caminho da mentira e dai-me a vossa lei como um presente! Não retire
is vossa verdade de meus lábios, pois eu confio em vossos justos julgamentos! - R.
2. Que se voltem para mim os que vos temem e conhecem, ó Senhor, vossa Aliança! Meu
coração seja perfeito em vossa lei, e não serei, de modo algum, envergonhado! - R.
3. Espreitam-me os maus para perder-me, mas continuo sempre atento à vossa lei! -
R.

4. De vossos julgamentos não me afasto, porque vós mesmo me ensinastes vossas leis!

Jesus é o verdadeiro pão do céu, o único capaz de satisfazer a maior e mais profunda fom
e que podemos experimentar. A abundância do poder divino, reservada a todos os povo
s e a todas as nações pelo ministério do alimento eterno, é confiada aos Doze Apóstolos
Quem dará a vida em penhor da sua aproximação de mim? diz o Senhor. 22Sereis meu povo
e eu serei vosso Deus.
Ele inclinou-se de seu templo nas alturas, e o Senhor olhou a terra do alto céu, p
ara os gemidos dos cativos escutar e da morte libertar os condenados!

Isto diz o Senhor: Encontrou perdão no deserto o povo que escapara à espada; Israel e
ncaminha-se para o seu descanso . 3O Senhor apareceu-me de longe: Amei-te com amor
eterno e te atraí com a misericórdia.
Exultai de alegria por Jacó, aclamai a primeira das nações; tocai, cantai e dizei: Salv
a, Senhor, teu povo, o resto de Israel
Ouvi, nações, a palavra do Senhor e anunciai-a nas ilhas mais distantes: Quem dispers
ou Israel vai congregá-lo, e o guardará qual pastor a seu rebanho!

Esta será a aliança que concluirei com a casa de Israel, depois desses dias, diz o S
enhor: imprimirei minha lei em suas entranhas, e hei de inscrevê-la em seu coração; ser
ei seu Deus e eles serão meu povo.
Não será mais necessário ensinar seu próximo ou seu irmão, dizendo: Conhece o Senhor! ; to
me reconhecerão, do menor ao maior deles, diz o Senhor, pois perdoarei sua maldad
e, e não mais lembrarei o seu pecado
Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não
me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ensina
rei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os transviados!
Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitais.
Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!

Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: s
eu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dis
solverá.

Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo!


Ele fundava a fé da Santa Igreja, para que ela, Corpo total de Cristo, saiba de qu
al feliz transformação ela será gratificada, e aos seus membros se dá a esperança de fazer
parte da honra que resplandece no Senhor
Escreve Orígenes: Ele se manifesta aos filhos da luz, que abandonaram as obras das
trevas e são revestidos das armas da luz, pois eles se tornam filhos do dia e anda
m honestamente como de dia
Cristo em vós, esperança da Glória

A visão refere-se a um prazo definido, mas tende para um desfecho, e não falhará; se d
emorar, espera, pois ela virá com certeza, e não tardará. 4Quem não é correto, vai morrer,
mas o justo viverá por sua fé .
O Senhor é o refúgio do oprimido, seu abrigo nos momentos de aflição. Quem conhece o vos
so nome, em vós espera, porque nunca abandonais quem vos procura!
Cantai hinos ao Senhor Deus de Sião, celebrai seus grandes feitos entre os povos!
Pois não esquece o clamor dos infelizes, deles se lembra e pede conta do seu sangu
e!
Vós nunca abandonais quem vos procura, ó Senhor!

8Então Jesus o ameaçou e o demônio saiu dele. Na mesma hora, o menino ficou curado. 19
Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus e lhe perguntaram em particular: Por que
nós não conseguimos expulsar o demônio? 20Jesus respondeu: Porque a vossa fé é demasiado
quena. Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda
, direis a esta montanha: Vai daqui para lá e ela irá. E nada vos será impossível .

Não deves te aproximar do demônio pelos desejos mundanos e que ele não ouse se aproxima
r de ti. Ele pode ladrar, provocar, mas não pode morder, a menos que tu queiras. P
ois não é de modo forçado que ele te leva ao mal, mas sim por persuasão: ele não extorque
nosso consentimento, ele o suplica .
Ó justos, alegrai-vos no Senhor! / Aos retos fica bem glorificá-lo. / Feliz o povo c
ujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! - R.
2. Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, / e que confiam esperando em
seu amor, / para da morte libertar as suas vidas, / e alimentá-los quando é tempo d
e
penúria! - R.
3. No Senhor nós esperamos confiantes, / porque ele é nosso auxílio e proteção! / Sobre nós
venha, Senhor, a vossa graça, / da mesma forma que em vós nós esperamos!

Irmãos: 1A fé é um modo de já possuir o que ainda se espera, a convicção acerca de realidad


s que não se vêem.
Porque, onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.
A quem muito foi dado, muito será pedido; a quem muito foi confiado, muito mais se
rá exigido!

Louvai o Senhor Deus nos altos céus, louvai-o no excelso firmamento! Louvai-o, anj
os seus, todos louvai-o, louvai-o, legiões celestiais!
Reis da terra, povos todos, bendizei-o, e vós, príncipes e todos os juízes; e vós, joven
s, e vós, moças e rapazes, anciãos e criancinhas, bendizei-o!
A majestade e esplendor de sua glória ultrapassam em grandeza o céu e a terra!
Deus é poderoso para vos cumular de toda sorte de graças, para que, em tudo, tenhais
sempre o necessário e ainda tenhais de sobra para toda obra boa, 9como está escrito
: Distribuiu generosamente, deu aos pobres; a sua justiça permanece para sempre .
0Aquele que dá a semente ao semeador e lhe dará o pão como alimento, ele mesmo multipl
icará as vossas sementes e aumentará os frutos da vossa justiça.

Feliz o homem que respeita o Senhor e que ama com carinho sua lei! Sua descendênci
a será forte sobre a terra, abençoada a geração dos homens retos! - R.
2. Feliz o homem caridoso e prestativo, que resolve seus negócios com justiça. Porqu
e jamais vacilará o homem reto, sua lembrança permanece eternamente! - R.
3. Ele não teme receber notícias más: confiando em Deus, seu coração está seguro. Seu coraç
tá tranquilo e nada teme, e confusos há de ver seus inimigos! - R.
4. Ele reparte com os pobres os seus bens, permanece para sempre o bem que fez,
e crescerão a sua glória e seu poder!

Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele
continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto.
Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mund
o conservá-la-á para a vida eterna.
Se alguém me quer servir, siga-me, e onde eu estou estará também o meu servo. Se alguém
me serve, meu Pai o honrará
Do nascer do sol até o seu ocaso, louvado seja o nome do Senhor! O Senhor está acima
das nações, sua glória vai além dos altos céus!

Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele
te ouvir, tu ganhaste o teu irmão.

Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que d
esligardes na terra será desligado no céu. 19De novo, eu vos digo: se dois de vós esti
verem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será co
ncedido por meu Pai que está nos céus. 20Pois onde dois ou três estiverem reunidos em
meu nome eu estou ali, no meio deles .

Se teu irmão pecou contra ti, repreende-o entre ti e ele somente . Se negligencias, co
ntinua s. Cesário, este mandamento do Senhor, tu és pior que teu adversário: pois ele
te fez mal, e te fazendo mal, ele se feriu gravemente. Tu negligencias a ferida
de teu irmão? Tu vês que ele morre ou que ele vai morrer, e tu não te importas? Tu és pi
or, calando-te que ele te ofendendo. Repreende-o a sós: sê cheio de fervor para corr
igi-lo, mas poupa o seu respeito humano! Pois a vergonha poderia levá-lo a defende
r o seu pecado; e aquele que queres tornar melhor, tu o farias pior .

Das obras do Senhor não se esqueçam!


Mesmo assim, eles tentaram o Altíssimo, recusando-se a guardar os seus preceitos.
Irritaram-no com seus lugares altos, provocaram-lhe o ciúme com seus ídolos. Deus ou
viu e enfureceu-se contra eles, e repeliu com violência a Israel!
Entregou a sua arca ao cativeiro, e às mãos do inimigo a sua glória; fez perecer seu p
ovo eleito pela espada, e contra a sua herança enfureceu-se!

Não perdoando seu semelhante, o pecador revela seu fechamento ao perdão de Deus. Nen
huma ofensa, que alguém possa nos fazer se compara ao nosso débito para com Deus. Deu
s nos perdoa de nosso imenso débito, reflete s. Cirilo de Alexandria, se nós liberta
mos o nosso próximo do seu débito de cem denários, ou seja, daquela pequena culpa que,
porventura, tenha cometido contra nós .
Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo; o Senhor é minha força, meu louvor
e salvação. Com alegria bebereis no manancial da salvação. E direis naquele dia: Dai louv
ores ao Senhor, invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas, dentre os povo
s proclamai que seu nome é o mais sublime!

4Jesus respondeu: Nunca lestes que o Criador, desde o início, os fez homem e mulher
? 5E disse: Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão
ma só carne ? 6De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uni
, o homem não separe .
9Por isso, eu vos digo: quem despedir a sua mulher a não ser em caso de união ilegítim
a e se casar com outra, comete adultério . 10Os discípulos disseram a Jesus: Se a situaç
do homem com a mulher é assim, não vale a pena casar-se . 11Jesus respondeu: Nem todos
são capazes de entender isso, a não ser aqueles a quem é concedido. 12Com efeito, exis
tem homens incapazes para o casamento, porque nasceram assim; outros, porque os
homens assim os fizeram; outros, ainda, se fizeram incapazes disso por causa do
Reino dos Céus. Quem puder entender entenda .
A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 2 Que provérbio é esse que andais r
epetindo em Israel: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos ficaram e
mbotados?

Se um homem é justo e pratica o direito e a justiça, 6não participa de refeições rituais s


obre os montes, não levanta os olhos para os ídolos da casa de Israel, não desonra a m
ulher do próximo, nem se aproxima da mulher menstruada; 7se não oprime ninguém, devolv
e o penhor devido, não pratica roubos, dá alimento ao faminto e cobre de vestes o qu
e está nu; 8se não empresta com usura, nem cobra juros, afasta sua mão da injustiça, e j
ulga imparcialmente entre homem e mulher; 9se vive conforme as minhas leis e gua
rda os meus preceitos, praticando-os fielmente, tal homem é justo e, com certeza,
viverá oráculo do Senhor Deus.

Arrependei-vos, convertei-vos de todas as vossas transgressões, a fim de não terdes


ocasião de cair em pecado. 31Afastai-vos de todos os pecados que praticais. Criai
para vós um coração novo e um espírito novo.

Criai em mim, um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não
me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!
2. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ens
inarei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os transviados! - R.
3. OPois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeita
is. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!

Verificamos também em nossos dias como é forte esta necessidade de tocar, de sentir
a presença e de receber uma bênção pela imposição das mãos, acompanhada de oração

Com efeito, por um homem veio a morte e é também por um homem que vem a ressurreição dos
mortos. 22Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão.
A seguir, será o fim, quando ele entregar a realeza a Deus-Pai, depois de destruir
todo principado e todo poder e força. 25Pois é preciso que ele reine até que todos os
seus inimigos estejam debaixo de seus pés. 26O último inimigo a ser destruído é a morte
. 27aCom efeito, Deus pôs tudo debaixo de seus pés .

Com um grande grito, exclamou: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do


teu ventre!
5Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prom
eteu .

Então Maria disse: A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em
Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva.

E disse: Esconderei deles meu rosto e verei, então, o fim que eles terão, pois, torn
aram-se um povo pervertido, são filhos que não têm fidelidade! - R.
3. Com deuses falsos provocaram minha ira, com ídolos vazios me irritaram; vou pro
vocá-los por aqueles que nem povo são, através de gente louca hei de irritá-los!

Tu que amas, continua s. Agostinho, esta vida na qual sofres e corres, em meio a
tantas preocupações, busca a vida eterna, onde não suportarás estes sofrimentos mas rei
narás eternamente com Deus .

Sou eu que tiro a vida, sou eu quem faz viver!


1. Pensei: Vou espalhá-los pela terra, farei cessar sua memória inteiramente . Mas rece
ava a reação dos inimigos, a má interpretação dos adversários! - R.
2. Eles diriam: Nossa mão prevaleceu, não foi o Senhor Deus que isto fez. Porque meu
povo é gente sem juízo, é gente que não tem discernimento! - R.
3. Como pode um homem só perseguir mil, como dois podem fazer fugir dez mil? Não é por
que sua Rocha os vendeu, não é porque o Senhor os entregou? - R.
4. Já vem o dia em que serão arruinados e o seu destino se apressa em chegar. Porque
o Senhor fará justiça ao seu povo e salvará todos aqueles que o servem.

Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no reino dos Céus. 24E digo ainda:
é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no R
eino de Deus . 25Ouvindo isso, os discípulos ficaram muito espantados, e perguntaram
: Então, quem pode ser salvo? 26Jesus olhou para eles e disse: Para os homens isso é im
possível, mas para Deus tudo é possível
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos, campos, por ca
usa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna. 30Muitos q
ue agora são os primeiros, serão os últimos. E muitos que agora são os últimos, serão os pr
meiros.

Quem busca o Reino de Deus se desprende de tudo o mais e coloca nEle toda sua co
nfiança, seguindo-o prontamente, movido unicamente pela esperança.

O destaque nesta parábola é que os da primeira hora como que se esquecem da salvação, do
m que Deus está sempre pronto a lhes conceder. Eles a compreendem como privilégio de
les e do qual não desejam partilhar. Há uma referência aos fariseus, que estabeleciam
uma equivalência rigorosa entre a observância da Lei mosaica e a retribuição. A liberdad
e, estabelecida por Jesus, em seu relacionamento com os pecadores e pagãos, tornav
a-se assim chocante e inadmissível aos olhos deles.

Eu vos darei um coração novo e porei um espírito novo dentro de vós. Arrancarei do vosso
corpo o coração de pedra e vos darei um coração de carne; 27porei meu espírito dentro de
vós e farei com que sigais a minha lei e cuideis de observar os meus mandamentos.
28Habitareis no país que dei a vossos pais. Sereis o meu povo e eu serei o vosso D
eus .

Eu hei de derramar sobre vós uma água pura, e de vossas imundícies sereis purificados!
Criai em mim um coração que seja puro, dai-me de novo um espírito decidido. Ó Senhor, não
me afasteis de vossa face, nem retireis de mim o vosso Santo Espírito! - R.
2. Dai-me de novo a alegria de ser salvo e confirmai-me com espírito generoso! Ens
inarei vosso caminho aos pecadores, e para vós se voltarão os transviados! - R.
3. Pois não são de vosso agrado os sacrifícios, e, se oferto um holocausto, o rejeitai
s. Meu sacrifício é minha alma penitente, não desprezeis um coração arrependido!

Porque muitos são chamados, e poucos são escolhidos.

No entanto, os convidados, como narra a parábola, colocam seus interesses acima do


convite, embora o tenham recebido com muita antecedência. A festa está pronta, os p
articipantes, porém, não são dignos. Então, outros são convidados e a sala fica repleta. M
as há condições para dele participar. Lá se encontram, escreve s. Gregório Magno, como na
greja de hoje, os maus junto aos bons, que trazem a roupa apropriada para a fest
a . S. Agostinho dirá que esta simboliza a caridade presente em um coração puro. A veste
nupcial não é simplesmente o batismo, mas o amor que deriva de um coração puro, de uma b
oa consciência e de uma fé sincera .
(DEUS falou pela boca de Ezequiel) Ele me disse: Profetiza para o espírito, profeti
za, filho do homem! Dirás ao espírito: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro vento
s, ó espírito, vem soprar sobre estes mortos, para que eles possam voltar à vida .
Por isso, profetiza e dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Ó meu povo, vou abrir a
s vossas sepulturas e conduzir-vos para a terra de Israel; 13e quando eu abrir a
s vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor. 14Pore
i em vós o meu espírito, para que vivais e vos colocarei em vossa terra. Então saberei
s que eu, o Senhor, digo e faço oráculo do Senhor .

Dai graças ao Senhor, porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia!
1. Que o digam os libertos do Senhor, que da mão dos opressores os salvou e de tod
as as nações os reuniu, do Oriente, Ocidente, Norte e Sul! - R.
2. Uns vagavam, no deserto, extraviados, sem acharem o caminho da cidade. Sofria
m fome e também sofriam sede, e sua vida ia aos poucos definhando! - R.
3. Mas gritaram ao Senhor na aflição, e ele os libertou daquela angústia. Pelo caminho
bem seguro os conduziu para chegarem à cidade onde morar! - R.
4. Agradeçam ao Senhor por seu amor e por suas maravilhas entre os homens! Deu de
beber aos que sofriam tanta sede e os famintos saciou com muitos bens!

Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?


37Jesus respondeu: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma,
e de todo o teu entendimento! 38Esse é o maior e o primeiro mandamento. 39O segundo
é semelhante a esse: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo . 40Toda a Lei e os profetas
dependem desses dois mandamentos .
esperança não engana, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito
Santo que nos foi dado

Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra!
A verdade e o amor se encontrarão, a justiça e a paz se abraçarão; da terra brotará a fide
lidade, e a justiça olhará dos altos céus!
O Senhor nos dará tudo o que é bom, e a nossa terra nos dará suas colheitas; a justiça a
ndará na sua frente e a salvação há de seguir os passos seus!
Quanto a vós, nunca vos deixeis chamar de Mestre, pois um só é vosso Mestre e todos vós
sois irmãos. 9Na terra, não chameis a ninguém de pai, pois um só é vosso Pai, aquele que e
stá nos céus. 10Não deixeis que vos chamem de guias, pois um só é o vosso Guia, Cristo. 11
Pelo contrário, o maior dentre vós deve ser aquele que vos serve. 12Quem se exaltar
será humilhado, e quem se humilhar será exaltado .

Assim diz o Senhor: 18Eu, que conheço suas obras e seus pensamentos, virei para re
unir todos os povos e línguas; eles virão e verão minha glória.

Proclamai o Evangelho a toda criatura!


1. Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, / povos todos, festejai-o! - R.
2. Pois comprovado é seu amor para conosco, / para sempre ele é fiel!

Irmãos: 5Já esquecestes as palavras de encorajamento que vos foram dirigidas como a
filhos: Meu filho, não desprezes a educação do Senhor, não desanimes quando ele te repree
nde; 6pois o Senhor corrige a quem ele ama e castiga a quem aceita como filho . 7É p
ara a vossa educação que sofreis, e é como filhos que Deus vos trata. Pois qual é o filh
o a quem o pai não corrige?
No momento mesmo, nenhuma correção parece alegrar, mas causa dor. Depois, porém, produ
z um fruto de paz e de justiça para aqueles que nela foram exercitados. 12Portanto
, firmai as mãos cansadas e os joelhos enfraquecidos; 13acertai os passos dos vosso
s pés , para que não se extravie o que é manco, mas antes seja curado.

Alguém lhe perguntou: Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam? Jesus respondeu
: 24 Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo q
ue muitos tentarão entrar e não conseguirão. 25Uma vez que o dono da casa se levantar
e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: Senhor, abre-nos
a porta! Ele responderá: Não sei de onde sois .

Naquele tempo disse Jesus à multidão: 44 O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no c
ampo. Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende t
odos os seus bens e compra aquele campo. 45O Reino dos Céus também é como um comprador
que procura pérolas preciosas. 46Quando encontra uma pérola de grande valor, ele va
i, vende todos os seus bens e compra aquela pérola .
Descobrimos, então, que este tesouro ou o Reino de Deus é o próprio Senhor. E Ele vem
até nós e, pelo Espírito Santo, habita em nossos corações.

Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos Santos com louvores vos b
endigam!
É justo o Senhor em seus caminhos, é Santo em toda obra que ele faz.
Ele está perto da pessoa que o invoca, de todo aquele que o invoca lealmente!

Mas aos que o acompanham e o servem Deus concede a vida, a incorruptibilidade e


a glória eterna. A Deus nada falta, ao homem sim, pois ele necessita da comunhão com
Deus .

Nós vos ordenamos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos afasteis de
todo irmão que se comporta de maneira desordenada e contrária à tradição que de nós recebe
am.
8De ninguém recebemos de graça o pão que comemos. Pelo contrário, trabalhamos com esforço
e cansaço, de dia e de noite, para não sermos pesados a ninguém.
0Com efeito, quando estávamos entre vós, demos esta regra: Quem não quer trabalhar também
não deve comer .

Feliz és tu se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás de
viver, serás feliz, tudo irá bem! - R.
2. Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião, cada
dia de tua vida!

aos que foram santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos junto com todo
s que, em qualquer lugar, invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor de
les e nosso.
7Assim, não tendes falta de nenhum dom, vós que aguardais a revelação do Senhor nosso, J
esus Cristo. 8É ele também que vos dará perseverança em vosso procedimento irrepreensível,
até o fim, até o dia de nosso Senhor Jesus Cristo.

Todos os dias haverei de bendizer-vos, hei de louvar o vosso nome para sempre. G
rande é o Senhor e muito digno de louvores, e ninguém pode medir sua grandeza!
Narram todos vossas obras poderosas, e de vossa imensidade todos falam. Eles rec
ordam vosso amor tão grandioso e exaltam, ó Senhor, vossa justiça

Ó justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica bem glorificá-lo. Dai graças ao Senhor
ao som da harpa, na lira de dez cordas celebrai-o! - R.
2. Pois reta é a palavra do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé. Deus ama o direi
to e a justiça, transborda em toda a terra a sua graça!

O óleo é o fruto da boa obra. As candeias são os corpos humanos. Neles está escondido o
tesouro da consciência reta. O atraso do Esposo é o tempo da penitência; o sono dos qu
e esperam é o repouso dos fiéis e a morte temporária.

Irmãos, considerai vós mesmos como fostes chamados por Deus. Pois entre vós não há muitos
sábios de sabedoria humana nem muitos poderosos nem muitos nobres. 27Na verdade, D
eus escolheu o que o mundo considera como estúpido, para assim confundir os sábios;
Deus escolheu o que o mundo considera como fraco, para assim confundir o que é for
te. 28Deus escolheu o que para o mundo é sem importância e desprezado, o que não tem n
enhuma serventia, para assim mostrar a inutilidade do que é considerado importante
, 29para que ninguém possa gloriar-se diante dele.
graças a ele que vós estais em Cristo Jesus, o qual se tornou para nós, da parte de De
us: sabedoria, justiça, santificação e libertação, 31para que, como está escrito, quem se
ria, glorie-se no Senhor .

Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus
o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens! - R.
2. Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem, e que confiam esperando em s
eu amor, para da morte libertar as suas vidas e alimentá-los quando é tempo de penúria
!
3. No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o n
osso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança!

Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebes
se com juros o que me pertence . 28Em seguida, o patrão ordenou: Tirai dele o talento
e dai-o àquele que tem dez! 29Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em
abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. 30Quanto a este serv
o inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!

Há aqui uma preciosa lição para nós: Os queos com mansidão e serás amado mais do que um hom
m generoso. 20Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim
encontrarás graça diante do Senhor. Muitos são altaneiros e ilustres, mas é aos humilde
s que ele revela seus mistérios. 21Pois grande é o poder do Senhor, mas ele é glorific
ado pelos humildes.
Para o mal do orgulhoso não existe remédio, pois uma planta de pecado está enraizada n
ele, e ele não compreende. 31O homem inteligente reflete sobre as palavras dos sábio
s, e com ouvido atento deseja a sabedoria.

Os justos se alegram na presença do Senhor, / rejubilam satisfeitos e exultam de a


legria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!

da reunião festiva de milhões de anjos; 23da assembleia dos primogênitos, cujos nomes
estão escritos nos céus;
Quando tu fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar.
Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, 9e o dono da
casa, que convidou os dois, venha te dizer: Dá o lugar a ele . Então tu ficarás envergonh
ado e irás ocupar o último lugar.
as, quando tu fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar
quem te convidou, te dirá: Amigo, vem mais para cima . E isto vai ser uma honra para
ti diante de todos os convidados.
Porque quem se eleva, será humilhado e quem se humilha, será elevado

De todo mau caminho afasto os passos, para que eu siga fielmente as vossas orden
s! -
6. De vossos julgamentos não me afasto, porque vós mesmo me ensinastes vossas leis!

Nenhum profeta, diz Ele, é ouvido em sua própria terra, nem é reconhecido pelos seus p
arentes. Palavras chocantes. Os gentios, pelo contrário, demonstram mais fé em Deus
do que os escolhidos de Israel. Elias, exemplifica Jesus, é enviado a uma viúva, em
Sarepta, na região da Sidônia, enquanto tantas outras viviam em Israel. E continua a
exortá-los. No tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel, todavia,
nenhum deles foi curado, a não ser o sírio Naamã .

Quem dentre os homens conhece o que se passa no homem senão o espírito do homem que
está nele? 2Nós não recebemos o espírito do mundo, mas recebemos o Espírito que vem de Deu
s, para que conheçamos os dons da graça que Deus nos concedeu.
O homem psíquico o que fica no nível de suas capacidades naturais não aceita o que é do
Espírito de Deus: pois isso lhe parece uma insensatez. Ele não é capaz de conhecer o q
ue vem do Espírito, porque tudo isso só pode ser julgado com a ajuda do mesmo Espírito
. 15Ao contrário, o homem espiritual enriquecido com o dom do Espírito julga tudo, m
as ele mesmo não é julgado por ninguém. 16Com efeito, quem conheceu o pensamento do Se
nhor, de maneira a poder aconselhá-lo? Nós, porém, temos o pensamento de Cristo.
Misericórdia e piedade é o Senhor, ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito b
ra com todos, sua ternura abraça toda criatura!
O Senhor é amor fiel em sua palavra, é santidade em toda obra que ele faz. Ele suste
nta todo aquele que vacila e levanta todo aquele que tombou!

1Irmãos, não pude falar-vos como a pessoas espirituais. Tive de vos falar como a pes
soas carnais, como a crianças na vida em Cristo. 2Pude oferecer-vos somente leite,
não alimento sólido, pois ainda não éreis capazes de tomá-lo.
Com efeito, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois lavoura de Deus, construção de De
us.
Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus
o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens! - R.
2. Ele contempla do lugar onde reside e vê a todos os que habitam sobre a terra. E
le formou o coração de cada um e por todos os seus atos se interessa! - R.
3. No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o n
osso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança!

Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente,


ela se levantou e começou a servi-los.

Vamos ao que está aflito e angustiado ou acorrentado às realidades materiais. A todo


s comuniquemos a Boa-Nova do Evangelho e todos possam, pelo sacramento da confis
são, especialmente, pela Eucaristia receber o fogo do amor divino na sua alma e no
seu corpo , conclui s. Ambrósio.

Quem se deixa tocar pelo amor de Jesus, caído se erguerá e estará pronto a servir o pão
da misericórdia e da bondade aos seus semelhantes.

Portanto, que ninguém ponha a sua glória em homem algum. Com efeito, tudo vos perten
ce: 22Paulo, Apolo, Cefas, o mundo, a vida, a morte, o presente, o futuro, tudo é
vosso, 23mas vós sois de Cristo, e Cristo é de Deus

Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime! - R.
Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador. É assim a ger
ação dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face!

3Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da mar
gem. Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. 4Quando acabou de falar,
disse a Simão: Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca . 5Si
respondeu: Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tu
a palavra, vou lançar as redes .
Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam.
7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. E
les vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem.
O discípulo do Mestre poderá então lançar a rede do ensinamento evangélico e o resultado s
erá, sem dúvida, frutuoso.

2A este respeito, o que se exige dos administradores é que sejam fiéis.


Aguardai que o Senhor venha. Ele iluminará o que estiver escondido nas trevas e ma
nifestará os projetos dos corações. Então, cada um receberá de Deus o louvor que tiver mer
ecido.

Confia no Senhor e faze o bem, e sobre a terra habitarás em segurança. Coloca no Sen
hor tua alegria, e ele dará o que pedir teu coração! - R.
2. Deixa aos cuidados do Senhor o teu destino; confia nele, e com certeza ele ag
irá. Fará brilhar tua inocência como a luz, e o teu direito, como o sol do meio-dia! -
R.
3. Afasta-te do mal e faze o bem, e terás tua morada para sempre. Porque o Senhor
Deus ama a justiça, e jamais ele abandona os seus amigos! - R.
4. A salvação dos piedosos vem de Deus; ele os protege nos momentos de aflição. O Senhor
lhes dá ajuda e os liberta, defende-os e protege-os contra os ímpios, e os guarda p
orque nele confiaram!

Jesus contou-lhes ainda uma parábola: Ninguém tira retalho de roupa nova para fazer r
emendo em roupa velha; senão vai rasgar a roupa nova, e o retalho novo não combinará c
om a roupa velha. 37Ninguém põe vinho novo em odres velhos; porque, senão, o vinho nov
o arrebenta os odres velhos e se derrama; e os odres se perdem. 38Vinho novo dev
e ser posto em odres novos. 39E ninguém, depois de beber vinho velho, deseja vinho
novo; porque diz: o velho é melhor .

O jejum é sinal da fome de Deus sentida pelos corações ardentes dos cristãos e faz com a
vida cristã seja marcada pela verdadeira liberdade face ao que é terreno e material
. O coração humano só encontra felicidade quando repousa em Deus.

Encontrou perdão no deserto o povo que escapara à espada; Israel encaminha-se para o
seu descanso . 3O Senhor apareceu-me de longe: Amei-te com amor eterno e te atraí com
a misericórdia.

Na verdade, os pensamentos dos mortais são tímidos e nossas reflexões incertas: 15porq
ue o corpo corruptível torna pesada a alma, e tenda de argila oprime a mente que p
ensa.
Acaso alguém teria conhecido o teu desígnio, sem que lhe desses Sabedoria e do alto
lhe enviasses teu santo espírito? 18Só assim se tornaram retos os caminhos dos que e
stão na terra, e os homens aprenderam o que te agrada, e pela Sabedoria foram salv
os.

Saciai-nos de manhã com vosso amor, / e exultaremos de alegria todo o dia! / Que a
bondade do Senhor e nosso Deus / repouse sobre nós e nos conduza! / Tornai fecund
o, ó Senhor, nosso trabalho!
33Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não
pode ser meu discípulo!
Segui-lo é colocar toda sua confiança em Deus. É estar, como Ele, unido ao Pai.

Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.
Em nome do Senhor Jesus estando vós e eu espiritualmente reunidos com o poder do S
enhor nosso, Jesus , 5entregamos tal homem a Satanás, para a ruína da carne, a fim de
que o espírito seja salvo, no dia do Senhor.

Acaso ignorais que um pouco de fermento leveda a massa toda? 7Lançai fora o fermen
to velho, para que sejais uma massa nova, já que deveis ser sem fermento. Pois o n
osso cordeiro pascal, Cristo, já está imolado.
Quando algum de vós tem litígio contra outro, como é que se atreve a pedir justiça peran
te os injustos, em vez de recorrer aos (irmãos) santos? 2Não sabeis que os santos ju
lgarão o mundo? E, se o mundo há de ser julgado por vós, seríeis indignos de julgar os p
rocessos de mínima importância?
Ele não recuará, apascentará com a força do Senhor e com a majestade do nome do Senhor s
eu Deus; os homens viverão em paz, pois ele agora estenderá o poder até aos confins da
terra, 4ae ele mesmo será a paz .

Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo:
para vós o meu louvor eternamente! - R.
2. Uma vez que confiei no vosso amor, meu coração, por vosso auxílio, rejubile, e que
eu vos cante pelo bem que me fizestes!

Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto para dar a cada um segun
do os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.

Irmãos, o conhecimento incha, a caridade é que constrói. wSe alguém acha que conhece bem
alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber. 3Mas se alguém ama a Deus, ele é con
hecido por Deus!
E, ainda, para nós, existe um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual tudo existe, e nós ta
mbém existimos por ele.

Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe


penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus
caminhos vos são todos conhecidos! - R.
2. Fostes vós que me formastes as entranhas, e no seio de minha mãe vós me tecestes. E
u vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, porque de modo admirável me formastes! Que pro
dígio e maravilha as vossas obras! - R.
3. Senhor, sondai-me, conhecei meu coração, examinai-me e provai meus pensamentos! V
ede bem se não estou no mau caminho, e conduzi-me no caminho para a vida!

A vós que me escutais, eu digo: Amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos o
deiam, 28bendizei os que vos amaldiçoam, e rezai por aqueles que vos caluniam.
9Se alguém te der uma bofetada numa face, oferece também a outra. Se alguém te tomar o
manto, deixa-o levar também a túnica. 30Dá a quem te pedir e, se alguém tirar o que é teu
, não peças que o devolva. 31O que vós desejais que os outros vos façam, fazei-o também vós
a eles. 32Se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Até os pec
adores amam aqueles que os amam. E se fazeis o bem somente aos que vos fazem os
bem, que recompensa tereis? Até os pecadores fazem assim
Então, a vossa recompensa será grande, e sereis filhos do Altíssimo, porque Deus é bondo
so também para com os ingratos e os maus. 36Sede misericordiosos, como também o voss
o Pai é misericordioso. 37Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis c
ondenados; perdoai, e sereis perdoados. 38Dai e vos será dado. Uma boa medida, cal
cada, sacudida, transbordante será posta no vosso colo; porque com a mesma medida
com que medirdes os outros, vós também sereis medidos .

O nosso coração estará amando o seu semelhante ao desejar, com sinceridade, que ele se
salve e alcance a santidade. Rezar pelos inimigos, diz Eusébio de Cesaréia, signific
a desejar o bem ao inimigo, sinal de amor não superficial . Não vemos o mal que ele no
s faz, mas sim o mal presente em sua vida prejudicando-o e afastando-o de Deus.
Por ele rezamos e, na prática do bem, esforçamo-nos para que ele se volte para o Sen
hor e caminhe conforme os divinos ensinamentos.
Irmãos, 16pregar o evangelho não é para mim motivo de glória. É antes uma necessidade para
mim, uma imposição. Ai de mim se eu não pregar o evangelho!
Todo atleta se sujeita a uma disciplina rigorosa em relação a tudo, e eles procedem
assim, para receberem uma coroa corruptível. Quanto a nós, a coroa que buscamos é inco
rruptível! 26Por isso, eu corro, mas não à toa. Eu luto, mas não como quem dá murros no ar
. 27Trato duramente o meu corpo e o subjugo, para não acontecer que, depois de ter
proclamado a Boa Nova aos outros, eu mesmo seja reprovado.
Com todos, eu me fiz tudo, para certamente salvar alguns. 23Por causa do evangel
ho eu faço tudo, para ter parte nele.

Minha alma desfalece de saudades e anseia pelos átrios do Senhor! Meu coração e minha
carne rejubilam e exultam de alegria no Deus vivo!
Felizes os que habitam vossa casa; para sempre haverão de vos louvar! Felizes os q
ue em vós têm sua força, e se decidem a partir quais peregrinos!
O Senhor Deus é como um sol, é um escudo, e largamente distribui a graça e a glória. O S
enhor nunca recusa bem algum àqueles que caminham na justiça!

Por que vês tu o cisco no olho do teu irmão, e não percebes a trave que há no teu próprio
olho? 42Como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o cisco do teu olho, qua
ndo tu não vês a trave no teu próprio olho? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho
, e então poderás enxergar bem para tirar o cisco do olho do teu irmão .
À fidelidade da confissão de fé dos discípulos, corresponde a fidelidade de Jesus em reco
hecê-los. É o oposto do terrível julgamento: Eu jamais vos conheci .
7Porque há um só pão, nós todos somos um só corpo, pois todos participamos desse único pão.
Vós não podeis beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; vós não podeis participa
a mesa do Senhor e da mesa dos demônios.

Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que ele fez em meu favor? E
levo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor! - R.
2. Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor. Vou
cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido!

Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons. 44Toda árvo
reconhecida pelos seus frutos. Não se colhem figos de espinheiros, nem uvas de pla
ntas espinhosas
O homem bom tira coisas boas do bom tesouro do seu coração.

Por que me chamais: Senhor! Senhor! , mas não fazeis o que eu digo? 48Vou mostrar-vos
com quem se parece todo aquele que vem a mim, ouve as minhas palavras e as põe em
prática. 48É semelhante a um homem que construiu uma casa: cavou fundo e colocou o
alicerce sobre a rocha. Veio a enchente, a torrente deu contra a casa, mas não con
seguiu derrubá-la, porque estava bem construída. 49Aquele, porém, que ouve e não põe em pr
ca, é semelhante a um homem que construiu uma casa no chão, sem alicerce. A torrente
deu contra a casa, e ela imediatamente desabou; e foi grande a ruína dessa casa .

Agradeço àquele que me deu força, Cristo Jesus, nosso Senhor, pela confiança que teve em
mim, ao designar-me para o seu serviço, 13a mim, que antes blasfemava, perseguia
e insultava. Mas encontrei misericórdia, porque agia com a ignorância de quem não tem
fé. 14Transbordou a graça de nosso Senhor com a fé e o amor que há em Cristo Jesus.

Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, os nossos ouvidos; não pedistes
mais ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados, e então eu vos disse: Eis
que venho! - R.
2. Sobre mim está escrito no livro: Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu c
oração vossa lei! - R.
3. Boas novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei
os meus lábios! - R.
4. Mas se alegre e em vós rejubile todo ser que vos busca, Senhor. Digam sempre: É g
rande o Senhor! os que buscam em vós seu auxílio!

Escuta, ó meu povo, a minha Lei, ouve atento as palavras que eu te digo; abrirei a
minha boca em parábolas, os mistérios do passado lembrarei! - R.
2. Quando os feria, eles então o procuravam, convertiam-se correndo para ele; reco
rdavam que o Senhor é sua rocha e que Deus, seu Redentor, é o Deus Altíssimo! - R.
3. Mas apenas o honravam com seus lábios e mentiam ao Senhor com suas línguas; seus
corações enganadores eram falsos e, infiéis, eles rompiam a Aliança! - R.
4. Mas o Senhor, sempre benigno e compassivo, não os matava e perdoava seu pecado;
quantas vezes dominou a sua ira e não deu largas à vazão de seu furor!

Ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem. 14Do mesmo mo
do como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem
seja levantado, 15para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna.
16Pois Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra to
do o que nele crer, mas tenha a vida eterna. 17De fato, Deus não enviou o seu Filh
o ao mundo para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele .

Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamo
r e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido por causa de s
ua entrega a Deus. 8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deu
s por aquilo que sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, tornou-se a causa de salvação
eterna para todos os que lhe obedecem.

Senhor, eu ponho em vós minha esperança; que eu não fique envergonhado eternamente. Po
rque sois justo, defendei-me e libertai-me; apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me
! - R.
2. Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, so
is vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me! - R.
3. Retirai-me desta rede traiçoeira, porque sois o meu refúgio protetor! Em vossas mão
s, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel! - R.
4. A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio, e afirmo que só vós sois o meu Deus! Eu entre
go em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! - R.
5. Como é grande, ó Senhor, a vossa bondade, que reservastes para todos aqueles que
vos temem! Para aqueles que em vós se refugiam, mostrando, assim, o vosso amor per
ante os homens!

Dai graças ao Senhor porque ele é bom. Eterna é a sua misericórdia.


A mão direita do Senhor fez maravilhas, a mão direita do Senhor me levantou, a mão dir
eita do Senhor fez maravilhas. Não morrerei, mas ao contrário, viverei para cantar a
s grandes obras do Senhor!

Aquele a quem se perdoa pouco mostra pouco amor


Ó Senhor, ouvi a minha justa causa, escutai-me e atendei o meu clamor! Inclinai o
vosso ouvido à minha prece, pois não existe falsidade nos meus lábios! - R.
2. Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis, inclinai o vosso ouvido e escutai-me
! Mostrai-me vosso amor maravilhoso, vós que salvais e libertais do inimigo quem p
rocura a proteção junto de vós! - R.
3. Protegei-me qual dos olhos a pupila e guardai-me à proteção de vossas asas. Mas eu
verei, justificado, a vossa face e ao despertar me saciará vossa presença!
Irmãos, 35alguém perguntará? Como ressuscitam os mortos? 36Insensato! O que semeias não
nasce sem antes morrer. 37E, quando semeias, não semeias o corpo da planta, que há d
e nascer, mas o simples grão, como o de trigo, ou de alguma outra planta.
Pois assim será também a ressurreição dos mortos. Semeia-se em corrupção e ressuscita-se em
incorrupção. 43Semeia-se em ignomínia, e ressuscita-se em glória. Semeia-se em fraqueza,
e ressuscita-se em vigor. 44Semeia-se um corpo animal, e ressuscita-se um corpo
espiritual.

Meus inimigos haverão de recuar em qualquer dia em que eu vos invocar; tenho certe
za: o Senhor está comigo! - R.
2. Confio em Deus e louvarei sua promessa; é no Senhor que eu confio e nada temo:
que poderia contra mim um ser mortal? - R.
3. Devo cumprir, ó Deus, os votos que vos fiz, e vos oferto um sacrifício de louvor,
porque da morte arrancastes minha vida e não deixastes os meus pés escorregarem, pa
ra que eu ande na presença do Senhor, na presença do Senhor na luz da vida!

Mediante a encarnação, escreve s. João Crisóstomo, Deus se torna mais próximo a nós .
Caríssimo: 1Antes de tudo, recomendo que se façam preces e orações, súplicas e ações de gra
por todos os homens; 2pelos que governam e por todos que ocupam altos cargos, a
fim de que possamos levar uma vida tranquila e serena, com toda piedade e dignid
ade. 3Isto é bom e agradável a Deus, nosso Salvador; 4ele quer que todos os homens s
ejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.
0Quem é fiel nas pequenas coisas também é fiel nas grandes, e quem é injusto nas pequena
s também é injusto nas grandes. 11Por isso, se vós não sois fiéis no uso do dinheiro injus
to, quem vos confiará o verdadeiro bem? 12E se não sois fiéis no que é dos outros, quem
vos dará aquilo que é vosso? 13Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou odiará um
e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e a
o dinheiro .

Aquele que caminha sem pecado e pratica a justiça fielmente; que pensa a verdade n
o seu íntimo e não solta em calúnias sua língua! - R.
2. Que em nada prejudica o seu irmão, nem cobre de insultos seu vizinho; que não dá va
lor algum ao homem ímpio, mas honra os que respeitam o Senhor! - R.
3. Não empresta o seu dinheiro com usura, nem se deixa subornar contra o inocente.
Jamais vacilará quem vive assim!

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 16 ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma
vasilha ou colocá-la debaixo da cama; ao contrário, coloca-a no candeeiro, a fim de
que todos os que entram vejam a luz. 17Com efeito, tudo o que está escondido deve
rá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá torna-se conhecido e clara
mente manifesto. 18Portanto, prestai atenção à maneira como vós ouvis! Pois a quem tem a
lguma coisa, será dado ainda mais; e àquele que não tem, será tirado até mesmo o que ele p
ensa ter .

Aquele, porém, que acolhe a luz divina é exortado a comunicá-la aos demais. Por acaso s
e acende uma lâmpada para colocá-la debaixo de uma cama? Diante de tais palavras do S
enhor, Clemente de Alexandria lança a pergunta: Para que serve, pois uma sabedoria
que não torna sábio a quem é capaz de entendê-la?

O Senhor nos chama de luz do mundo, o que leva Tertuliano a comentar: O que nos t
orna luz, é o bem presente em nós . Este bem é concedido por Deus. Sejamos, exorta s. Ago
stinho, dispensadores e não usurpadores . Recebemos para dar e ao darmos irradiamos
a luz que provém do Senhor, graças à leitura e a meditação de sua palavra. Sua palavra será
sempre mais desejada e amada por nós, o que nos permitirá receber sempre mais, escrev
e s. Beda, o que é significado por ela . Seremos envolvidos por Ela e nos tornaremos
testemunhas do Evangelho. Cuidai, portanto, proclama Jesus, do modo como ouvis .

Aplicai-vos a guardar a unidade do espírito pelo vínculo da paz. 4Há um só Corpo e um só E


spírito, como também é uma só a esperança à qual fostes chamados.
Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, 6um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todo
, age por meio de todos e permanece em todos. 7Cada um de nós recebeu a graça na med
ida em que Cristo lha deu.
Assim, ele capacitou os santos para o ministério, para edificar o corpo de Cristo,
13até que cheguemos todos juntos à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus,
ao estado do homem perfeito e à estatura de Cristo em sua plenitude.

Os céus proclamam a glória do Senhor, e o firmamento, a obra de suas mãos; o dia ao di


a transmite esta mensagem, a noite à noite publica esta notícia! - R.
2. Não são discursos nem frases ou palavras, nem são vozes que possam ser ouvidas; seu
som ressoa e se espalha em toda a terra, chega aos confins do universo a sua vo
z!

Aprendei, pois, o que significa: Quero misericórdia e não sacrifício . De fato, eu não vim
para chamar os justos, mas os pecadores .

A Palavra de Deus é comprovada. Ele é um escudo para os que nele se abrigam. 6Não acre
scentes nada às suas palavras, para que ele não te repreenda e passes por mentiroso!
7Duas coisas eu te pedi; não mas recuses, antes de eu morrer: 8afasta de mim a fa
lsidade e a mentira, não me dês pobreza nem riqueza, mas concede-me o pão que me é neces
sário. 9Não aconteça que, saciado, eu te renegue e diga: quem é o Senhor? Ou que, empobre
ido, eu me ponha a roubar e profane o nome de meu Deus.

Afastai-me do caminho da mentira e dai-me a vossa lei quanto um presente! - R.


2. A lei de vossa boca, para mim, vale mais do que milhões em ouro e prata! - R.
3. É eterna, ó Senhor, vossa palavra, ela é tão firme e estável quanto o céu! - R.
4. De todo mau caminho afasto os passos, para que eu siga fielmente as vossas or
dens! - R.
5. De vossa lei eu recebi inteligência, por isso odeio os caminhos da mentira! - R
.
6. Eu odeio e detesto a falsidade, porém amo vossas leis e mandamentos!
Em nome de Jesus, levanta-te e caminha! . Jamais se considerando proprietários de ta
is dons, neles refulgem a simplicidade e a humildade.
Senhor tornai-me instrumento de vossa graça e do vosso amor santificante para todos
aqueles que eu encontrar ao longo de minha vida. testemunhando a alegria do Eva
ngelho em palavras e ações .

Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para tudo o que acontece debaixo do céu.
2Tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de colher a planta.
3Tempo de matar e tempo de salvar; tempo de destruir e tempo de construir. 4Tem
po de chorar e tempo de rir; tempo de lamentar e tempo de dançar. 5Tempo de atirar
pedras e tempo de as amontoar; tempo de abraçar e tempo de separar.
As coisas que ele fez são todas boas no tempo oportuno. Além disso, ele dispôs que fos
sem permanentes; no entanto o homem jamais chega a conhecer o princípio e o fim da
ação que Deus realiza.

Bendito seja o Senhor, meu rochedo. Ele é meu amor, meu refúgio, libertador, fortale
za e abrigo. É meu escudo: é nele que espero!

9Alegra-te, jovem, na tua adolescência, e que o teu coração repouse no bem nos dias da
tua juventude; segue as aspirações do teu coração e os desejos dos teus olhos: fica sab
endo, porém, que de tudo isso Deus te pedirá contas. 10Tira a tristeza do teu coração, e
afasta a malícia do teu corpo, pois a adolescência e a juventude são vaidade.

O rico insistiu: Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa do meu pai, 28porque eu tenh
o cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não venham também eles para este lugar de
tormento . 29Mas Abraão respondeu: Eles têm Moisés e os Profetas, que os escutem! 30O ric
insistiu: Não, Pai Abraão, mas se um dos mortos for até eles, certamente vão se converte
r . 31Mas Abraão lhe disse: Se não escutam a Moisés, nem aos Profetas, eles não acreditarã
mesmo que alguém ressuscite dos mortos .
Ó mais infeliz entre os homens, vês um membro do teu corpo prostrado diante da porta
e não tens compaixão.

Ó Senhor, ouvi a minha justa causa, escutai-me e atendei o meu clamor! Inclinai o
vosso ouvido à minha prece, pois não existe falsidade nos meus lábios! - R.
2. De vossa face é que me venha o julgamento, pois vossos olhos sabem ver o que é ju
sto. Provai meu coração durante a noite, visitai-o, examinai-o pelo fogo, mas em mim
não achareis iniquidade! - R.
3. Eu vos chamo, ó meu Deus, porque me ouvis, inclinai o vosso ouvido e escutai-me
! Mostrai-me vosso amor maravilhoso, vós que salvais e libertais do inimigo quem p
rocura a proteção junto de vós!

João disse a Jesus: Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós lh
o proibimos, porque não anda conosco . 50Jesus disse-lhe: Não o proibais, pois quem não e
stá contra vós, está a vosso favor .
3
Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa.
A vós clamo, Senhor, sem cessar, todo o dia, e de noite se eleva até vós meu gemido. C
hegue a minha oração até a vossa presença, inclinai vosso ouvido a meu triste clamor!
Saturada de males se encontra a minh alma, minha vida chegou junto às portas da mort
e. Sou contado entre aqueles que descem à cova, toda gente me vê como um caso perdid
o! - R.
3. O meu leito já tenho no reino dos mortos, como um homem caído que jaz no sepulcro
, de quem mesmo o Senhor se esqueceu para sempre e excluiu por completo de sua a
tenção! - R.
4. Ó Senhor, me pusestes na cova mais funda, nos locais tenebrosos da sombra da mo
rte. Sobre mim cai o peso do vosso furor, vossas ondas enormes me cobrem, me afo
gam!

De fato, os judeus e os samaritanos estavam divididos por séculos.

Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, porque ouvistes as palavras dos meus lábios! Peran
te os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me! - R.
2. Eu agradeço o vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que promete
stes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha
alma!
Portanto, o que se retém como seu do dom gratuitamente recebido é fraude.

A vocação de Natanael é, pois, um exemplo da pedagogia de Jesus e fala do crescimento


na fé daquele que busca Deus.

Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo, atendei por compaixão! Meu coração fala convosco conf
iante, e os meus olhos vos procuram! - R.
2. Senhor é vossa face que eu procuro; não me escondais a vossa face! Não afasteis em
vossa ira o vosso servo, sois vós o meu auxílio! Não me esqueçais nem me deixeis abandon
ado, meu Deus e Salvador! - R.
3. Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Se
nhor e tem coragem, espera no Senhor

5Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: A paz esteja nesta casa! 6Se a
li morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós.

No entanto, até a segunda vinda do Senhor, os discípulos encontrarão oposição e perseguição


erão como ovelhas no meio de lobos. Entretanto, eles serão capazes de sobreviver, esc
reve s. Cirilo de Alexandria, porque Jesus é o pastor deles e ele os protegerá dos l
obos em meio às perseguições .
Assim diz o Senhor: 20 Vou enviar um anjo que vá à tua frente, que te guarde pelo cami
nho e te conduza ao lugar que te preparei. 21Respeita-o e ouve a sua voz. Não lhe
sejas rebelde, porque não suportará as vossas transgressões, e nele está o meu nome. Se
ouvires a sua voz e fizeres tudo o que eu disser, serei inimigo dos teus inimigo
s, e adversário dos teus adversários.
Quem habita ao abrigo do Altíssimo e vive à sombra do Senhor onipotente, diz ao Senh
or: Sois meu refúgio e proteção, sois o meu Deus, no qual confio inteiramente! - R.
2. Do caçador e do seu laço ele te livra. Ele te salva da palavra que destrói. Com sua
s asas haverá de proteger-te, com seu escudo e suas armas, defender-te! - R.
3. Não temerás terror algum durante a noite, nem a flecha disparada em pleno dia; ne
m a peste que caminha pelo escuro, nem a desgraça que devasta ao meio-dia! - R.
4. Nenhum mal há de chegar perto de ti, nem a desgraça baterá à tua porta; pois o Senhor
deu uma ordem a seus anjos para em todos os caminhos te guardarem!

Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus
veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus
Lendo os corações, Jesus simplesmente mostra que para partilhar da glória é necessário pas
sar pela cruz.
A visão refere-se a um prazo definido, mas tende para um desfecho, e não falhará; se d
emorar, espera, pois ela virá com certeza, e não tardará. 4Quem não é correto, vai morrer,
mas o justo viverá por sua fé .
Caríssimo: 6Exorto-te a reavivar a chama do dom de Deus que recebeste pela imposição d
as minhas mãos. 7Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de am
or e sobriedade. 8Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor nem de mim, seu
prisioneiro, mas sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus.
Guarda o precioso depósito, com a ajuda do Espírito Santo, que habita em nós.
Aumenta a nossa fé! Se algum de vós tem um empregado que trabalha a terra ou cuida do
s animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: Vem depressa para
a mesa?
8Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: Prepara-me o jantar, cinge-te e serve-me
, enquanto eu como e bebo; depois disso tu poderás comer e beber? 9Será que vai agrad
ecer ao empregado, porque fez o que lhe havia mandado? 10Assim também vós: quando ti
verdes feito tudo o que vos mandaram, dizei: Somos servos inúteis; fizemos o que de
víamos fazer

(Jesus fala de um patrão que diz ao servo, após este ter trabalhado o dia todo: Prepa
ra-me o jantar e serve-me, até que eu tenha comido e bebido; depois, comerás, por su
a vez .
O servo demonstra a atitude humilde do servir ao seu senhor. E isto sem alimenta
r qualquer outra pretensão. Apelo feito pelo Senhor para todos darem o melhor de s
i mesmos e de modo desinteressado.)
É necessário reconhecer a graça, mas não ignorar a nossa natureza. Jamais nos gloriaremo
s de ter feito bem o nosso serviço. Tínhamos a obrigação de fazê-lo .
Se alguém vos pregar um evangelho diferente daquele que recebestes, seja excomunga
do. 10Será que estou buscando a aprovação dos homens ou a aprovação de Deus? Ou estou proc
urando agradar aos homens? Se eu ainda estivesse preocupado em agradar aos homen
s, não seria servo de Cristo
Enviou libertação para o seu povo, confirmou sua Aliança para sempre. Seu nome é santo e
é digno de respeito. Permaneça eternamente o seu louvor!
Irmãos, 7ficai pois cientes que os que crêem é que são verdadeiros filhos de Abraão. 8E a
Escritura, prevendo que Deus justificaria as nações pagãs pela fé
0Aliás, todos os que põem sua confiança na prática da Lei estão ameaçados pela maldição, po
está escrito: Maldito quem não cumprir perseverantemente tudo o que está escrito no liv
ro da Lei . Pela Lei ninguém se justifica perante Deus; isso é evidente porque o justo
vive da fé. 12E a Lei não se funda na fé, mas no cumprimento: Aquele que cumpre a Lei
, por ela viverá.Cristo resgatou-nos da maldição da Lei, fazendo-se maldição por nós, pois
stá escrito: Maldito todo aquele que é suspenso no madeiro. 14Assim a bênção de Abraão se e
tendeu aos pagãos em Cristo Jesus e pela fé recebemos a promessa do Espírito.

Sua justiça permanece eternamente!


Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra.
18Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino
?
Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio d
e quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes.
Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de
Deus.
O Senhor nos assegura sua proteção espiritual contra todos os males
O próprio s. Agostinho nos diz que o vazio presente em nossa vida deve ser preench
ido totalmente em Deus e por Ele. Caso contrário, lembra s. Cirilo de Alexandria, S
atanás voltará com maior força e veemência .

Antes que se inaugurasse o regime da fé, nós éramos guardados, como prisioneiros, sob
o jugo da Lei. Éramos guardados para o regime da fé, que estava para ser revelado. 2
4Assim, a Lei foi como um pedagogo que nos conduziu até Cristo, para que fôssemos ju
stificados pela fé. 25Mas, uma vez inaugurado o regime pela fé, já não estamos na dependên
cia desse pedagogo.

O que vale não é mais ser judeu nem grego, nem escravo nem livre, nem homem nem mulh
er, pois todos vós sois um só, em Jesus Cristo. 29Sendo de Cristo, sois então descendênc
ia de Abraão, herdeiros segundo a promessa.
Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as
maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!
Muitos mais felizes são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática .
Cantai ao Senhor Deus um canto novo, / porque ele fez prodígios! / Sua mão e o seu b
raço forte e santo / alcançaram-lhe a vitória! - R.
2. O Senhor fez conhecer a salvação, / e às nações, sua justiça; / recordou o seu amor semp
e fiel / pela casa de Israel! - R.
3. Os confins do universo contemplaram / a salvação do nosso Deus. / Aclamai o Senho
r Deus, ó terra inteira, / alegrai-vos e exultai
Merece fé esta palavra: se com ele morremos, com ele viveremos. Se com ele ficamos
firmes, com ele reinaremos. Se nós o negamos, também ele nos negará. 13Se lhe somos i
nfiéis, ele permanece fiel, pois não pode negar-se a si mesmo.

É para a liberdade que Cristo nos libertou. Ficai pois firmes e não vos deixeis amar
rar de novo ao jugo da escravidão.
Do nascer do sol até o seu ocaso, louvado seja o nome do Senhor! O Senhor está cima
das nações, sua glória vai além dos altos céus!
Ato de fé é dom de si a Deus, ato sublime dado a nós pelo próprio Deus. A fé é fruto da gra
divina. Cabe a cada um recusá-la ou acolhê-la, colocando assim sua vida na origem me
sma da Aliança estabelecida por Deus com o seu Povo.
Os que pertencem a Jesus Cristo crucificaram a carne com suas paixões e seus maus
desejos. 25Se vivemos pelo Espírito, procedamos também segundo o Espírito, corretament
e.

Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte!

Naquele tempo, disse o Senhor: 42 Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da horte
lã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de
Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo

Jesus respondeu: Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens ca
rgas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo .

Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes,
e ainda impedistes os que queriam entrar

Irmãos, 11em Cristo nós recebemos a nossa parte. Segundo o projeto daquele que condu
z tudo conforme a decisão de sua vontade, nós fomos predestinados 12a ser, para o lo
uvor de sua glória, os que de antemão puseram a sua esperança em Cristo.Nele também vós ou
vistes a palavra da verdade, o evangelho que vos salva.

Ó justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica bem glorificá-lo. Pois reta é a palavr
a do Senhor, e tudo o que ele faz merece fé.

Portanto, tudo o que tiverdes dito na escuridão, será ouvido à luz do dia; e o que tiv
erdes pronunciado ao pé do ouvido, no quarto, será proclamado sobre os telhados.
Não se vendem cinco pardais por uma pequena quantia? No entanto, nenhum deles é esqu
ecido por Deus. 7Até mesmo os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. Não tenhais
medo! Vós valeis mais do que muitos pardais .
A atenção de Deus aos pássaros e o seu conhecimento do número de cabelos de nossa cabeça d
conforto aos que duvidam de sua atenção providencial . Somos, pois, conduzidos a uma p
rofunda e sólida confiança em Jesus. Senhor, só vós podeis sustentar-me com vossa Palavra
e vosso Espírito.
Irmãos, 15desde que soube da vossa fé no Senhor Jesus e do vosso amor para com todos
os santos, 16não cesso de dar graças a vosso respeito, quando me lembro de vós em min
has orações. 17Que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai a quem pertence a glória
, vos dê um espírito de sabedoria que vo-lo revele e faça verdadeiramente conhecer.

Contemplando estes céus que plasmastes e formastes com dedos de artista; vendo a l
ua e estrelas brilhantes, perguntamos: Senhor, que é o homem, para dele assim vos l
embrardes e o tratardes com tanto carinho?

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 8 Todo aquele que der testemunho de
mim diante dos homens, o Filho do Homem também dará testemunho dele diante do anjos
de Deus. 9Mas aquele que me renegar diante dos homens será negado diante dos anjos
de Deus. (negar tbm no sentido de negar a palavra, as acoes da palavra de Jesus
)

Todo aquele que disser alguma coisa contra o Filho do Homem será perdoado. Mas que
m blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado.
Pois, nessa hora o Espírito Santo vos ensinará o que deveis dizer

Eu levanto os meus olhos para os montes: / de onde pode vir o meu socorro? / Do
Senhor é que me vem o meu socorro, / do Senhor que fez o céu e fez a terra! - R.
2. Ele não deixa tropeçarem os meus pés, / e não dorme quem te guarda e te vigia. / Oh!
não! ele não dorme nem cochila, / aquele que é o guarda de Israel! - R.
3. O Senhor é o teu guarda, o teu vigia, / é uma sombra protetora à tua direita. / Não v
ai ferir-te o sol durante o dia, / nem a lua através de toda a noite! - R.
4. O Senhor te guardará de todo o mal, / ele mesmo vai cuidar da tua vida! / Deus
te guarda na partida e na chegada. / Ele te guarda desde agora e para sempre!

Desde a infância conheces as Sagradas Escrituras: elas têm o poder de te comunicar a


sabedoria que conduz à salvação pela fé em Cristo Jesus. 16Toda a Escritura é inspirada p
or Deus e útil para ensinar, para argumentar, para corrigir e para educar na justiça
, 17a fim de que o homem de Deus seja perfeito e qualificado para toda boa obra.
eu te peço com insistência: 2proclama a palavra, insiste oportuna ou importunamente,
argumenta, repreende, aconselha, com toda a paciência e doutrina.

Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar s
empre, e nunca desistir, dizendo: 2 Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus,
e não respeitava homem algum. 3Na mesma cidade havia uma viúva, que vinha à procura do
juiz, pedindo: Faze-me justiça contra o meu adversário! 4Durante muito tempo, o juiz
se recusou. Por fim, ele pensou: Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum.
5Mas esta viúva já me está aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não venha a ag
redir-me! 6E o Senhor acrescentou: Escutai o que diz este juiz injusto. 7E Deus, não
fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los
esperar? 8Eu vos digo que Deus lhes fará justiça bem depressa. Mas o Filho do homem,
quando vier, será que ainda vai encontrar fé sobre a terra?
O Filho de Deus, escreve Orígenes, é o sumo sacerdote das nossas súplicas e nosso defen
sor junto ao Pai, unindo-se em prece àqueles que rezam e invocam em favor dos que
suplicam . Alimentemos esta fé, nutrindo-a com a Palavra de Deus e a oração constante.

Ó Senhor, vossos amigos anunciem vosso Reino glorioso!


É justo o Senhor em seus caminhos, é Santo em toda obra que ele faz. Ele está perto da
pessoa que o invoca, de todo aquele que o invoca lealmente!
Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!