Você está na página 1de 33

<RESOLUÇÃO DOS EXERCÍCIOS INÍCIO>

Questão 1

Resposta correta: alternativa A.

Análise das alternativas


A) Alternativa correta.
Justificativa: verdadeira, pois, como x pertence a A, também irá pertencer à
união de A com B.

B) Alternativa incorreta.
Justificativa: falsa, pois, na intersecção de A e B, ficaram apenas os elementos
comuns aos dois conjuntos. Como x não pertence ao conjunto B, certamente não
fará parte da intersecção de A e B.

C) Alternativa incorreta.
Justificativa: falsa, pois, ao fazer a diferença entre A e B, os elementos de A que
não pertencem a B permaneceram. Como o elemento x encontra-se exatamente
nessa situação, irá pertencer ao conjunto da diferença entre A e B.

D) Alternativa incorreta.
Justificativa: falsa, pois, ao fazer a diferença entre B e A, permaneceram apenas
os elementos que pertencem ao conjunto B. Como o elemento x não pertence ao
conjunto B, certamente ele não fará parte do conjunto da diferença entre B e A.

E) Alternativa incorreta.
Justificativa: falsa, pois, na intersecção de B e A, ficaram apenas os elementos
comuns aos dois conjuntos. Como x não pertence ao conjunto B, certamente ele
não fará parte dessa intersecção e, ao fazer a diferença de A pela intersecção de B
e A, o elemento x permanecerá no conjunto, já que não faz parte da intersecção de
B e A.

Questão 2

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Ao escrever a fração geratriz da dízima periódica 0,6666..., temos que:

x = 0, 6666....

Multiplique ambos os lados da equação por 10: 10x = 6,666...


Subtraia as equações:

10x = 6,666...
- x = 0, 6666...
9x = 6...

Isole o x:

6 2
•= =
9 3
!
Logo, x = 0,666 … = ".

Ao escrever a fração geratriz da dízima periódica 0,5222..., temos que:

x = 0, 5222...

Multiplique ambos os lados da equação por 10: 10x = 5,222....


Multiplique novamente ambos os lados da equação por 10: 100x = 52,222....

Subtraia as equações:

100x = 52,222...
- 10x = 5,2222...
90x = 47
Isole o x:

47
•=
90

#$
Logo, x = 0,52222 … = %&
.

Questão 3

Resposta correta: alternativa D.

Análise das proposições

I. −64 ∉ ℕ: é falsa, pois -64 Ï Z.


#
II. * ∈ ℚ : é verdadeira.
.
III. 0,333 … ∈ ℚ: é verdadeira, pois 0,333 … = " ∈ ℚ.
.* .*
IV. − .. ∉ ℚ: é falsa, pois − .. ∈ ℚ.
V. 1, 9/ ∈ ℤ: é falsa, pois 1, 9/ não é um número inteiro.

Questão 4
Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

Para resolver esse exercício, utilize a ideia das operações de conjuntos:


represente as operadoras A e B por dois conjuntos, desenhe o diagrama de Venn e
insira nele os dados fornecidos, conforme a ilustração a seguir:

A B

430 - 50 50 160 - 50

Figura 8

Na ilustração, x é o número de usuários que não utilizam nenhuma das duas


operadoras.
Para realizar o cálculo: x = 600 – 380 – 50 – 110 = 60. Veja o resultado:

A B

380 50 110

60

Figura 9

Questão 5

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral
Para resolver esse exercício, utilize a ideia das operações de conjuntos: adote H
para hambúrguer, D para hot dog e M para misto quente, desenhe o diagrama de
Venn e insira nele os dados fornecidos no exercício, seguindo a ilustração a seguir:

U U
H H
D D

70 – 10–
120 – 10– 20– 30
30-20 10
20– 40
20 20
60-20 50-20 40 30

110– 20–
40– 30

M 20 M 20

U U

H H
D D

10 10
50 50
10 10

20 20
40 30 40 30

20 20

M M 20
20

Figura 10

Com o diagrama completo, basta somar as quantidades que não pertencem aos
conjuntos misto quente e hambúrguer, ou seja, some a quantidade de jovens que
preferem apenas hot dog (10) e os que não preferem nenhum dos três sanduíches
(20), o que totaliza 30 jovens.

Questão 6

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral
• • − 2•• + • • = (• − •)• = (• − •). (• − •)

Questão 7

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

4 7 1 √4 2
− − "+ =
5 3 2 5 3
4 7 1 2 2
− # − $+ =
5 3 2 5 3
4 7 5−4 2
− # $+ =
5 3 10 3
4 7 1 2
− # $+ =
5 3 10 3
4 7 2
− + =
5 30 3
24 − 7 + 20 37
= = 1,233 …
30 30

Questão 8

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral

Para calcular as raízes da equação, é necessário reescrevê-la na estrutura


geral, ax2 + bx + c = 0, o que garante que os valores das raízes serão calculados
corretamente.

2x • − 2x + 1 = 4x − 3
2x • − 2x − 4x + 1 + 3 = 0
2x • − 6x + 4 = 0

Calculemos, portanto, as raízes:

1º passo: identificar os coeficientes: a = 2, b = -6, c = 4.

2º passo: calcular ∆ = • • − 4•' e analisar o resultado:

∆ = (−6)• − 4 ∙ 2 ∙ 4 = 36 − 32 = 4

Como D > 0, a equação admite duas raízes reais e diferentes.

3º passo: calcular as raízes:


−• + √∆ −(−6) + √4 6 + 2 8
-/ = = = = =2
2• 2.2 4 4

−• − √∆ −(−6) − √4 6 − 2 4
- // = = = = =1
2• 2.2 4 4

S = {1,2 }

Logo, as raízes da equação são 1 e 2.

Questão 9

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

Sejam x e y os dois números positivos em questão, assim:

· dado que a soma é 14, x + y = 14;


· dado que o produto é 48, então x.y = 48.

Há diversas formas de resolver esse exercício, mas uma maneira simples e


bastante comum é eleger uma das equações e isolar uma das incógnitas. Em
seguida, substitui-se o valor encontrado na outra equação e, assim, será possível
encontrar a solução do problema. Observe:

· isolando o x da equação x + y = 14, temos: x = 14 – y;


· substituindo na equação x.y = 48, temos: (14 – y).y = 48;
· resolvendo (14 – y).y = 48, vamos obter o valor de y: (14 – y).y = 48
14y – y2 = 48
14y – y2 – 48 = 0

Perceba que chegamos a uma equação do 2º grau.

Resolvendo a equação 14y – y2 – 48 = 0, temos:

1º passo: identificar os coeficientes: a = -1, b = 14, c = -48

Nessa etapa, tome cuidado para não errar os coeficientes. Veja que é o
coeficiente a que acompanha y2, b que acompanha y e c é o termo independente.

2º passo: calcular ∆ = • • − 4•' e analisar o resultado:

∆ = 14• − 4 ∙ (−1) ∙ (−48) = 196 − 192 = 4


Como D > 0, a equação admite duas raízes reais e diferentes.

3º passo: calcular as raízes:

−• + √∆ −14 + √4 −14 + 2 −12


-/ = = = = =6
2• 2. (−1) −2 −2
−• − √∆ −14 − √4 −14 − 2 −16
- // = = = = =8
2• 2. (−1) −2 −2
S = {6,8 }
Consequentemente, as raízes da equação são 6 e 8 e, assim, os valores são
encontrados, veja: 6 + 8 = 14 e 6.8 = 48.

Questão 10

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Adote x para o salário antes do aumento, assim, o valor do aumento será


expresso por:

valor de acréscimo: 30% de x = 0,3x

Desse modo, o salário antes do aumento somado ao valor de acréscimo será


expresso pela equação: x + 0,3x = 3.000.

Resolvendo a equação, temos que:

x + 0,3x = 3.000
1,3x = 3.000
3000
x= = 2307,69
1,3

Portanto, o salário de Paulo antes do aumento era de R$ 2.307,69.

Questão 11

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Igualando as funções p = 3x + 20 e p = 50 – x:
3• + 20 = 50 − •
3• + • = 50 − 20
4• = 30
30
•=
4
30
•= = 7,5
4

Substituindo x em uma das funções, temos:

= 50 − •
= 50 − 7,5 = 42,5

Portanto, o ponto de cruzamento das funções é (7,5; 42,5).

Questão 12

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

Igualando as funções C(x)= R(x), temos:

360 + 0,3• = 1,2•


0,3• − 1,2• = −360
−0,9• = −360
0,9• = 360
360
•= = 400
0,9

Substituindo x em uma das funções, temos:

!(•) = 1,2•
!(400) = 1,2.400 = 480

Logo, o ponto de nivelamento é (400; 480).

Questão 13

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Igualando as funções p = 10 + 0,2x e p = 30 – 1,8x, temos:


10 + 0,2• = 30 – 1,8•
10 − 30 = – 1,8• − 0,2•
−20 = – 2•
2• = 20
20
• = = 10
2

Substituindo x em uma das funções, temos também:

= 10 + 0,2•
= 10 + 0,2.10
= 10 + 2 = 12

Desse modo, o ponto de intersecção é (10; 12).

Questão 14

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral

Para calcular a quantidade de acarajés que maximizará a receita, basta calcular


a coordenada x do ponto de vértice da função:

1 # 9
!(•) = − • + •
20 2

b ü
xv = -
2a ï
ï æ b Dö
ý Þ V ç - ,- ÷
D è 2a 4a ø
yv = - ï
ï
4a þ

9 9
• 2 9 20 9.20 180
•• = − =− =− 2 = − . "− # = = = 45
2• 1 2 2 2 2.2 4
2 − 20! − 20!

Assim, a quantidade de acarajés que precisam ser vendidos para maximizar a


receita da barraca é 45.

Questão 15

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral
Reescreva as equações em forma de um sistema de equação:

% = −3& + 36 % + 3& = 36
$ ⇒ $
% = 4& + 1 % − 4& = 1

Resolvendo o sistema pelo método de adição, temos:

1° passo: multiplique a primeira equação por (-1)

−% − 3& = −36
$
% − 4& = 1

2° passo: some as duas equações

−7& = −35
7& = 35
35
&= =5
7

3° passo: retorne ao sistema original e, para encontrar p, substitua o valor de q


por 5 em uma das equações

% = 4& + 1
% = 4.5 + 1 = 20 + 1 = 21

4° passo: conclusão: q = 5 e p = 21.

A solução do sistema é o par ordenado (5;21) e, portanto, o ponto de equilíbrio é


(5;21).

Questão 16

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral

Adotando x para representar as calças e y para representar as camisas, temos


o seguinte sistema:

2• + 3) = 290
$
3• + ) = 225

Resolvendo o sistema pelo método de adição, temos:

1° passo: multiplique a segunda equação por (-3)


2• + 3) = 290
$
−9• − 3) = 675

2° passo: some as duas equações

−7• = −385
7• = 385
385
•= = 55
7

3° passo: retorne ao sistema original e, para encontrar y, substitua o valor de x


por 55 em uma das equações

3• + ) = 225
3.55 + ) = 225
165 + ) = 225
) = 225 − 165 = 60

4° passo: conclusão x = 55 e y = 60

A solução do sistema é o par ordenado (55;60) e, portanto, cada calça custou


R$ 55,00 e cada camisa custou R$ 60,00.

Questão 17

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

2,5 quilos Þ R$ 38,00


15 quilos Þ x

Note que as grandezas são diretamente proporcionais. Assim, transferindo a


relação para a notação de razão, temos:

2,5 38
=
15 x
2,5 x = 15.38
382,5
x= = 228
2,5

Logo, pagaremos R$ 228,00 em um bolo de 15 quilos feito por Maria.


Questão 18

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

96 m2 Þ $ 1550,00
35 m2 Þ x

As grandezas expostas são diretamente proporcionais, assim, transferindo a


relação para a notação de razão, temos:

96 1550
=
35 x
96 x = 35.1550
54259
x= = 565,1
96

Dessa forma, Joaquim pagará R$ 565,10 nos 35 m 2 de piso.

Questão 19

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

7 balas por saquinho Þ 30 saquinhos


x Þ 42 saquinhos

Como as grandezas são inversamente proporcionais, ao transferir a relação


para a notação de razão, temos:

7 42
=
x 30
42 x = 30.7
210
x= =5
42

Portanto, Ana Paula deve colocar 5 balas em cada saquinho.

Questão 20

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral
3 piscinas Þ 11 horas Þ 4 torneiras
2 piscinas Þ x Þ 10 torneiras

Ao aumentarmos o número de torneiras, diminuímos o número de horas,


portanto, torneiras e horas são grandezas inversamente proporcionais.
Porém, ao aumentarmos o número de piscinas, aumentamos o número de
horas, logo, piscinas e horas são grandezas diretamente proporcionais.
Assim, temos que:

11 3 10
= ×
x 2 4
11 30
=
x 8
30 x = 11.8
88
x=
30
x = 2,93

Desse modo, levaremos aproximadamente 3 horas para encher duas piscinas.

Questão 21

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral

20 operários Þ 8 horas Þ x dias Þ 300 m


16 operários Þ 9 horas Þ 15 dias Þ 225 m

Note que:

· ao aumentarmos o número de operários, diminuímos o número de dias,


portanto, operários e dias são grandezas inversamente proporcionais;
· ao diminuirmos o número de horas, aumentamos o número de dias,
portanto, horas e dias são grandezas inversamente proporcionais;
· ao diminuirmos o número de metros, diminuímos o número de dias,
portanto, metros e dias são grandezas diretamente proporcionais.

Assim, temos:

x 300 16 9
= × ×
15 225 20 8
x 43200
=
15 36000
43200
x = 15 ×
36000
648.000
x=
36000
x = 18

Assim, a construção do muro de 300 m levará 18 dias.

Questão 22

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

2 homens Þ 20 carrinhos Þ 10dias


4 homens Þ x Þ 3 dias

Perceba que, ao aumentarmos o número de homens, aumentamos o número de


carrinhos, assim, homens e carrinhos são grandezas diretamente proporcionais.
Com o aumento do número de dias, o número de carrinhos também aumenta, o
que indica que temos igualmente grandezas diretamente proporcionais.
Desse modo, temos:

20 2 10
= ×
x 4 3
20 20
=
x 12
20 x = 12.20
240
x= Þ x = 12
20

Serão montados 12 carrinhos em 3 dias.

Questão 23

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

6 carvão Þ 35 dias Þ 20 homens


4 carvão Þ x Þ 15 homens

Observe:
· ao diminuirmos o número de homens, aumentamos o número de dias,
portanto, homens e dias são inversamente proporcionais;
· ao aumentarmos a quantidade de carvão, aumentamos o número de
dias, portanto, carvão e dias são diretamente proporcionais.
Assim, temos:
35 6 15
= ×
x 4 20
35 90
=
x 80
90 x = 35.80
2800
x=
90
x = 31,11

Consequentemente, serão necessários no mínimo 32 dias para que a extração


seja feita.

Questão 24

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral

6 horas/dia Þ 3 dias Þ 50 páginas


4 horas/dia Þ x Þ 85 páginas

Assim:

· ao aumentarmos o número de horas por dia, diminuímos o número de


dias, portanto, horas/dia e dias são grandezas inversamente
proporcionais;
· ao aumentarmos o número de páginas, aumentamos o número de dias,
portanto, páginas e dias são grandezas diretamente proporcionais.

Dessa forma, temos:

3 4 50
= ×
x 6 85
3 200
=
x 510
200 x = 1530
1530
x=
200
x = 7,65
João levará no mínimo 8 dias para digitar as 85 páginas.

Questão 25

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral
25
25% = = 0,25
100

desconto = 600 × 0,25 = 150


valor com desconto = 600 − 150 = 450

Outra forma de solucionar o problema seria:

fator multiplicativo = 1 − 0,25 = 0,75


valor com desconto = 600 × 0,75 = 450

Questão 26

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

valor de custo + lucro = preço de venda


preço de custo = 1000
lucro = preço de venda × 0,20
1000 + preço de venda × 0,20 = preço de venda

Substituindo o preço de venda por ", temos:

1000 + p. 0,20 = p
1000 = p − p. 0,20
1000 = p(1 − 0,20)
1000 = p(0,8)
1000
=p
0,8
p = 1250

Questão 27

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral
Para calcular o valor final da camisa:

50,00 × (1 - 0,15) =
50,00 × (0,85) = 42,5

Para calcular o valor final da calça:

93,50 × (1 - 0,15) =
93,50 × (0,85) = 79,475

Para calcular o valor final dos vestidos:

67 × (1 - 0,15) =
67 × (0,85) = 56,95
2.56,95 = 113,9

Pagaremos, portanto, R$ 42,50 pela camisa, R$ 79,47 pela calça e R$ 113,90


pelos vestidos. Somando os valores 42,50 + 79,48 + 113,90 obtém-se R$ 235,88
que da um valor aproximado de R$ 235,90.

Questão 28

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

1500 + 700 + 800 = 3000


1500
= 050 = 50%
3000
700
= 0,233 = 23,33%
3000
800
= 0,2667 = 26,67%
3000

Questão 29

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

Por meio da regra de três, podemos calcular o antigo salário de Antônio:


1556,50 ® 113,5%
x ® 100%
1556,50 ×100
x= = 1371,37
113,5

Ou, podemos calculá-lo ainda por meio do fator multiplicativo:

salário antigo. (1 + 0,135) = salário novo


salário antigo. (1,135) = 1556,5
1556,5
salário antigo =
1,135
salário antigo = 1371,37

Logo, o antigo salário de Antônio era R$ 1.371,37.

Para calcularmos o novo salário se o aumento tivesse sido de 17,5%, temos:

#$&á'*- /-9- = #$&á'*- $/;*<-. (1 + 0,175)


#$&á'*- /-9- = 1371,37. (1,175)
#$&á'*- /-9- = 1611,35

Portanto, se o aumento fosse de 17,5%, o novo salário de Antônio seria R$


1.611,35.

Questão 30

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Primeiramente, precisamos organizar as fórmulas para resolver o problema:

Salário total = salário base + 5% sobre o salário base + 8% sobre o salário


base = salário base + 13% sobre o salário base

Salário líquido = salário total – 8,5% sobre o salário total

Em seguida, substituímos os valores nas fórmulas:

Salário total = salário base + 13% sobre o salário base


Salário total = salário base + 0,13.salário base
Salário total = salário base.(1,13)
Salário total = 1850.(1,13)
Salário total = 2090,5
Salário líquido = salário total – 8,5% sobre o salário total
Salário líquido = salário total – 0,085.salário total
Salário líquido = salário total.(1 – 0,085)
Salário líquido = salário total.(0,915)
Salário líquido = 2090,5.(0,915) = 1912,81

Desse modo, o salário líquido de João é R$ 1.912,81.

Questão 31

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

Inicialmente, devemos obter o valor que o cidadão em questão paga por cada
kWh. Para isso:

200
= 0,4
500

Assim, o valor do kWh era R$ 0,40.


No entanto, esse valor sofreu um aumento de 15%:

0,40.(1+0,15) = 0,40.(1,15) = 0,46

Além disso, com a queda do consumo em 15%, temos que:

500(1 – 0,15) = 500(0,85) = 425

Logo, o cidadão pagará 0,46. 425 = R$ 195,50 pelo consumo.

Questão 32

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

Adotando x para representar o salário, temos:

Salário após aumento total è x + 0,56x = 1,56x

No primeiro mês, o salário foi reajustado em 20%, portanto, após esse aumento,
o salário ficou:
x + 0,20x = 1,20x

Para sabermos qual deve ser a porcentagem que devemos aplicar em 1,20x
para chegarmos a 1,56x, devemos usar o esquema de taxa percentual de variação:

!"#$#%ç& # (&)*$#+ 1,56/ − 1,2/ 0,36/


= = = 0,3 = 30%
(&)*$ &%-!.* 1,2/ 1,2/
Desse modo, para se chegar ao reajuste prometido no segundo mês, deve-se
aumentar o salário em 30%.
Para que o raciocínio fique mais claro, resolveremos o problema também com a
aplicação das porcentagens em valores.
Assim, adote o valor 1000 para o salário antes do aumento, assim, seu valor
após o aumento total deverá ser: 1000 + 56% de 1000 = 1000(1,56) = 1560.
No entanto, esse aumento foi fracionado em duas partes, sendo 20% no
primeiro mês e o restante no segundo mês, portanto, o valor do salário no primeiro
mês foi de: 1000 + 20% de 1000 = 1000(1,20) = 1200.
Logo, faltam 360 reais para o salário chegar ao valor combinado. Para isso,
basta aplicar 30% sobre o salário do segundo mês: 1200 + 30% de 1200 =
1200(1,30) = 1560.

Questão 33

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

!"#$#%ç& # (&)*$#+ 178,45 − 152 26,45


= = = 0,174 = 17,4%
(&)*$ &%-!.* 152 152

Logo, a taxa percentual desse aumento foi de 17,4%.

Questão 34

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

Adotando x para representar a quantia de cada um dos amigos após a divisão,


temos a seguinte igualdade:

3/ = 270 + 450
3/ = 720
720
/= = 240
3
Assim, Antônio tinha R$ 270,00 antes de doar uma parte a Carlos. Após a
doação, ele ficou com R$ 240,00, logo, doou R$ 30,00.
Ao calcular a porcentagem doada por Antônio em relação ao valor que possuía,
temos que:

30
= 0,1111 = 11,11%
270

A conclusão a que chegamos é que Antônio doou aproximadamente 11,11% do


dinheiro que possuía.

Questão 35

Resposta correta: alternativa E.

Justificativa geral

< = <> (1 + @) B
y = 17000(1 + 0,025)CD
y = 17000(1,025)CD
y = 17000.1,345
y = 22865

O número de habitantes da cidade em questão será de aproximadamente


22.900.

Questão 36

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral
< = <> (1 + @) B
80000 = 4000(1 + @)C>
80000
= (1 + @)C>
40000
2 = (1 + @)C>
GH GH
√2 = I(1 + @)C>
GH
√2 = 1 + @
GH
√2 − 1 = @
GH
@ = √2 − 1
@ = 1,071 − 1
@ = 0,071 = 7,1%
Portanto, a taxa de crescimento anual dessa população será de
aproximadamente 7,1% ao ano.

Questão 37

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral
< = <> (1 + @) B
y = 800(1 + 0,04)J
y = 800(1,04)J = 1094,86

O PIB daqui a 8 anos será de aproximadamente 1.095 bilhões de dólares.

Questão 38

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

< = <> (1 + @) B
< = 10000(1 + 0,3)L
< = 10000(1,3)L
< = 10000.2,197 = 21970

A empresa venderá aproximadamente 21.970 unidades de seu produto daqui a


3 anos.

Questão 39

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

< = <> (1 + @) B
y = 250000(1 − 0,04)C>
y = 250000(0,96)C>
y = 166.208,16

Logo, daqui a 10 anos o imóvel custará aproximadamente R$ 166.209,00.

Questão 40

Resposta correta: alternativa D.


Justificativa geral

< = <> (1 + @) B

Para a primeira década, temos:

< = 10000(1 + 0,2)C


< = 10000(1,2)C = 12000

Para a segunda década, temos:

< = 12000(1 + 0,12)C


< = 12000(1,12)C = 13440

Outra resolução possível para a questão é:

População inicial = 10.000


Com crescimento de 20%: pop = 10.000 + 20% de 10.000 = 10.000 + 2.000 =
12.000
Com crescimento de 12%: pop = 12.000 + 12% de 12.000 = 12.000 +
012.12.000 = 12.000 + 1.440 = 13.440.

Ou ainda, simplesmente, fazer 10.000.1,2.1,12 = 13.440.

Desse modo, a cidade terá 13.440 habitantes em 1990.

Questão 41

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

Digamos que são x ações ao todo, ou seja:

· 76% das ações referem-se ao reconhecimento de vínculo empregatício,


assim: 76% de x = 0,76.x;
· o restante das ações, ou seja, 24%, não são referentes ao
reconhecimento de vínculo empregatício, logo = 24% de x = 0,24.x;
· 20% das ações trabalhistas têm origem na indústria, ou seja, 20% de
0,76.x = 0,2.0,76.x = 0,152.x;
· 25% das ações trabalhistas têm origem no comércio, ou seja, 25% de
0,76.x = 0,25.0,76.x = 0,19.x;
· as ações restantes, ou seja, 100% – (20% + 25%) = 100% – 20% – 25%
= 55%, têm origem na área de serviços, o que significa 55% de 0,76.x =
0,55.0,76.x = 0,418.x.
Como essas ações restantes são equivalentes a 209 ações, logo:

0,418.x = 209

209
x= = 500
0,418

Na questão, foi perguntado o número de ações que não se referem a vínculo


empregatício, ou seja, 0,24.x = 0,24.500 = 120.

Portanto, 120 ações não se referem a vínculo empregatício.

Questão 42

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

49
49% = , logo:
100

49 49 7
49% = = = = 0,7 ou 70%
100 100 10
7
Observe que a fração pode ser multiplicada por 10, resultando em:
10

7 ´ 10 70
= = 70% .
10 ´ 10 100

Questão 43

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

· 80% dos homens não são fumantes à 80% de 40 = 0,8.40 = 32 homens


não fumantes;
· o restante dos homens, ou seja, 40 – 32 = 8, é fumante;
· 12% das mulheres são fumantes à 12% de 25 = 0,12.25 = 3 mulheres
fumantes;
· o restante das mulheres não é fumante, ou seja, 25 – 3 = 22 mulheres
não fumantes;
· o número de homens ou fumantes é 40 + 3 = 43.
Note que a palavra ou do enunciado nos remete à união de conjuntos, isto é, A
ou B em matemática equivale a A È B. Sendo assim, devemos unir o conjunto dos
homens com o conjunto dos fumantes. Como existem homens fumantes, devemos
tomar cuidado para não somar esse número duas vezes, por isso que ao total de
homens foi somado apenas o número de mulheres fumantes, pois os homens
fumantes já estão inseridos no total de homens.
No diagrama de Venn, podemos visualizar melhor essa situação:

Figura 12

Questão 44

Resposta correta: a alternativa A é verdadeira e a alternativa B é falsa.

Análise das alternativas

A) Alternativa verdadeira.
Justificativa: suponha que o salário antes do aumento era igual a 100:

· com um aumento de 30%, seu salário passa a ser de 100 + 30% de 100
= 100 + 0,3.100 = 100 + 30 = 130;
· foi descontado 20% desse novo salário a título de impostos e taxas, logo,
20% de 130 = 0,2.130 = 26.

O desconto (26) tem relação com o salário inicial (100) e corresponde a quantos
por cento deste? Ora, 26 = 26% de 100, logo, o valor descontado é superior a 25%
do salário-base anterior ao aumento.

B) Alternativa falsa.
Justificativa: vamos considerar que, antes do aumento, o salário inicial era igual
a x.
Com o aumento, ele passa a ser de x + 30% de x = x + 0,3.x = 1,3.x.
Sobre esse salário, incidem 20% de impostos e taxas, ou seja, 20% de 1,3.x =
0,2.1,3.x = 0,26.x.
O salário líquido será, então, de 1,3.x – 0,26.x = 1,04.x.
Esse salário líquido é depositado na aplicação financeira. Como foi depositado
2.000, temos:

1,04.x = 2000
2000
x= = 1.923,08
1,04

Dessa forma, a afirmação de que o salário base era inferior a R$ 1.900,00 é


falsa.

Questão 45

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral

Vamos construir uma expressão matemática para o salário bruto do vendedor:


Salário bruto = parte fixa + parte variável
SB = PF + PV
PF = 2.300
PV = 3% do total de vendas que exceder a 10.000.

Vamos chamar o total de vendas de V:


PV = 3% de (V – 10.000)
PV = 0,03.(V – 10000)
PV = 0,03.V – 0,03.10000
PV = 0,03.V – 300

Substituindo na expressão do salário bruto, temos:


SB = 2300 + 0,03.V – 300
SB = 2000 + 0,03.V

Descontos: d = 10% de SB = 0,1.SB


d = 0,1.(2000 + 0,03.V)
d = 200 + 0,003.V

O salário líquido (SL) é o salário bruto (SB) menos os descontos (d):


SL = SB – d
SL = 2000 + 0,03.V – (200 + 0,003.V)
SL = 2000 + 0,03.V – 200 – 0,003.V
SL = 1800 + 0,027.V

No primeiro mês o vendedor recebeu R$ 4.500,00, logo:


4500 = 1800 + 0,027.V
4500 – 1800 = 0,027.V
2700 = 0,027.V
2700
V= = 100.000,
0,027

No segundo mês, o vendedor recebeu R$ 5.310,00, logo:


5310 = 1800 + 0,027.V
5310 – 1800 = 0,027.V
3510 = 0,027.V
3510
V= = 130.000
0,027

Sendo assim, o total de vendas no segundo mês foi R$ 30.000,00 superior ao


do primeiro mês, ou seja, 30% superior, visto que 30.000 é 30% de 100.000.

Questão 46

Resposta correta: a alternativa A é falsa; a alternativa B é verdadeira; a


alternativa C é verdadeira; a alternativa C é verdadeira e a alternativa E é falsa.

Análise das alternativas

A) Alternativa falsa.
Justificativa: o número de empresas que não decidiram aderir ao Simples
corresponde a 22% de 1312 = 0,22.1312 @ 289.

B) Alternativa verdadeira.
Justificativa: o total de empresas que não podem aderir ao sistema corresponde
a 17% e as que não pretendem fazê-lo corresponde a 3% à total = 20%. Assim,
20% de 1312 @ 262.

C) Alternativa verdadeira.
Justificativa: entre as empresas consultadas, todas já se decidiram pela adesão,
exceto as que ainda não se decidiram, ou seja, 100% – 22% = 78%.

D) Alternativa verdadeira.
Justificativa: todas as empresas podem aderir ao Simples, exceto as que não
podem, ou seja, 100% – 17% = 83% e 83% de 1312 @ 1089 empresas.
Total de empresas que ainda não se decidiram = 289 empresas (resultado da
alternativa A):

289 = x% de 1089
x
289 = ×1089
100
289.100 = x.1089
28900
= x = 26,5%
1089

E) Alternativa falsa.
Justificativa: empresas que já aderiram ao sistema = 39%:

39% de x = 900000
39
× x = 900000
100
39.x = 900000.100
90000000
x= = 2.307.692
39

Questão 47

Resposta correta: alternativa B.

Justificativa geral

83,3 – 79,3 = 4
4 é quantos % de 83,3?
4 = x% de 83,3
x
4= × 83,3
100
4.100 = x.83,3
400
= x = 4,8%
83,3
Logo, o volume de chuva decresceu 4,8% no mês em questão.

Questão 48

Resposta correta: alternativa D.

Justificativa geral

População inicial do aquário = x


Peixes amarelos = 80% de x = 0,8.x
Peixes vermelhos = 20% de x = 0,2.x

Depois da misteriosa doença:


Peixes amarelos = 0,8.x – k
Peixes vermelhos = 0,2.x (nenhum peixe vermelho morreu)
População total depois da doença = 0,8.x – k + 0,2.x = x – k
60% dessa população são de peixes amarelos, logo:
60% de (x – k) = 0,8.x – k
0,6.(x – k) = 0,8.x – k
0,6.x – 0,6.k = 0,8.x – k
k – 0,6.k = 0,8.x – 0,6.x
0,4.k = 0,2.x
0,2
k= ×x
0,4
k = 0,5.x

Logo, k, que é o número de peixes amarelos que morreram, é igual a 0,5.x.

A população inicial de peixes amarelos era de 0,8.x.

0,5.x é quantos % de 0,8.x?

Em outras palavras, 0,5 é quantos % de 0,8?

0,5 = y% de 0,8
y
0,5 = × 0,8
100
0,5.100 = y.0,8
50
= y = 62,5%
0,8

Portanto, o percentual de peixes amarelos que morreram foi de 62,5%.

Questão 49

Resposta correta: alternativa A.

Justificativa geral

Como o problema só oferece números relativos (porcentagens), podemos


atribuir um número conveniente para começar a resolução. Dessa forma, digamos
que a empresa tem 100 empregados, logo, 30% dos empregados vão fazer o
curso, ou seja, 30 pessoas.
Na matriz, trabalham 45% dos empregados, isto é, 45% de 100 = 45 pessoas.
Em Ouro Preto, trabalham 20% dos empregados, isto é 20% de 100 = 20
pessoas.
Um total de 20% dos empregados da capital vai fazer o curso, ou seja, 20% de
45 = 9 pessoas.
Um outro total, de 35% dos empregados de Ouro Preto, também vai fazer o
curso, ou seja, 35% de 20 = 7 pessoas.
Se são 30 pessoas que vão fazer o curso, então 30 – 9 – 7 = 14.
Em Montes Claros, 14 pessoas vão fazer o curso e a cidade tem 100% – 45% –
20% = 35% dos empregados, ou seja, 35 pessoas.
Desses 35, 14 vão fazer o curso e o restante (35 – 14 = 21) não vai fazê-lo.
Assim, 21 é quantos % de 35?

21 = x% de 35
x
21 = × 35
100
21.100 = x.35
2100
= x = 60%
35

Portanto, 60% dos empregados da filial de Montes Claros não optaram pelo
curso.

Questão 50

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral

· 60% de 800 = 0,6.800 = 480 homens;


· 40% de 800 = 0,4.800 = 320 mulheres;
· 10% dos homens são casados, logo:
― 10% de 480 = 0,1.480 = 48 homens casados.
· 20% das mulheres são casadas, logo:
― 20% de 320 = 0,2.320 = 64 mulheres casadas.

Total de pessoas casadas = 48 + 64 = 112 pessoas.

Questão 51

Resposta correta: alternativa C.

Justificativa geral

Digamos que o salário de Bernardo é B, o salário de Alberto é A e o salário de


Carlos é C.
Alberto ganha 20% a mais que Bernardo, portanto:
A = B + 20% de B = B + 0,2.B = 1,2.B
Carlos ganha 10% a menos que Alberto, portanto:
C = A – 10% de A = A – 0,1.A = 0,9.A
Mas A = 1,2.B, logo:
C = 0,9.1,2.B = 1,08.B
A soma dos três salários é 9.840, logo:
B + A + C = 9840
B + 1,2.B + 1,08.B = 9840
3,28.B = 9840
9840
B= = 3.000,00
3,28
Foi perguntado o salário de Alberto, assim:
A = 1,2.B = 1,2.3000 = 3.600,00.
<RESOLUÇÃO DOS EXERCÍCIOS FIM>
Referências

Questão 12

IEZZI, G.; DOLCE, O. Matemática ciência e aplicação. 4 ed. São Paulo: Atual,
2006, p. 49.

Questão 14

IEZZI, G.; DOLCE, O. Matemática ciência e aplicação. 4 ed. São Paulo: Atual,
2006, p. 69.

Questão 31

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Concurso público para provimento de cargos


para a área administrativa do Tribunal Regional do Trabalho, 1ª Região, Rio de
Janeiro, 2003. Questão 56. Disponível em:
<http://www.domtotal.com/direito/concursos/provas/prova.php?proId=7>. Acesso
em: 21 jun. 2017.

Questão 32

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Concurso público do Tribunal Regional do


Trabalho da 12ª Região, Poder Judiciário Federal, Técnico Judiciário Área
Administrativa, Santa Catarina, 2002. Questão 23. Disponível em:
<http://www.lfg.com.br/concursos/TRT_SC_Caderno_105.pdf>. Acesso em: 21 jun.
2017.

Questão 34

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Concurso público para provimento do cargo de


Escriturário da Caixa Econômica Federal, 1998. Questão 47.

Questão 40

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA (ESAF). Concurso


público para provimento do cargo de Técnico de Finanças e Controle da Secretaria
do Tesouro Nacional, 1997.

Questão 41

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Concurso público do Tribunal Regional do


Trabalho, 4ª Região, Analista Judiciário, Área Administrativa, 2006. Questão 17.
Disponível em:
<http://www.questoesdeconcursos.com.br/prova/arquivo_prova/43/Prova-AA-Tipo-
001.pdf>. Acesso em: 21 jun. 2017.

Questão 43

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Concurso público para provimento do cargo de


Escriturário da Caixa Econômica Federal, 2000. Questão 28.
Questão 44

CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE). Concurso


público para provimento do cargo de Escriturário do Banco de Brasília, 2005.
Questões 136 e 137.

Questão 45

LOCIKS, J. Anatel: Agência Nacional de Telecomunicações – Técnico


Administrativo – Matemática. Brasília: Vestcom, 2009, p. 13. Disponível em:
<http://concursos.ig.com.br/ft/4390.pdf>. Acesso em: 16 nov. 2011.

Questão 46

CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE). Concurso


público para provimento do cargo de Auditor Fiscal da Previdência do INSS, 1997.
Questões 136 e 137.

Questão 47

VUNESP. Concurso público para provimento do cargo de Agente de Promotoria


para o Ministério Público de São Paulo, 2006.

Questão 48

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA (ESAF). Concurso


público para provimento do cargo de Analista de Finanças e Controle (AFC) da
Secretaria do Tesouro Nacional (AFC), 2002.

Questão 49

ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA (ESAF). Concurso


público para provimento do cargo de Auditor Fiscal da Secretaria do Tesouro
Nacional (AFTN), 1996. Questão 53.

Você também pode gostar