Você está na página 1de 6
Tema: O estresse e a comunidade cristã Aluno: Sávio Gomes Parente Polo: PAP Fortaleza –

Tema: O estresse e a comunidade cristã

Aluno: Sávio Gomes Parente

Polo: PAP Fortaleza CE

RU: 2046079

Quais são os principais fatores de estresse na liderança da igreja?

os principais fatores de estresse na liderança da igreja? “O pregador […] não é um profissional;
os principais fatores de estresse na liderança da igreja? “O pregador […] não é um profissional;

“O pregador […] não é um profissional; seu ministério não é uma profissão; é uma instituição divina, uma devoção divina.“ E. M. BOUNDS

Tornou-se cada vez mais comum ouvir ou ler a respeito de

pastores, padres ou líderes religiosos que acabaram

sucumbindo ao estresse na liderança das suas comunidades. A igreja deveria ser um lugar onde a paz e a

harmonia reinasse de modo perene, todavia, a realidade comprova que as igrejas podem se tornar potenciais fontes

de estresse, principalmente para o líder do ministério.

Estudos sociodemográficos recentes tem comprovado que pastores e padres possuem fontes de estresse diferentes. Enquanto para os padres, o próprio ministério é o mais estressante, para os pastores a fonte de estresse pode ser a família. Mas, em geral, quais são os principais fatores de

estresse na liderança da igreja local?

Em uma breve conversa com o pastor Dino Guimarães e sua esposa Melissa Guimarães, líderes da Igreja de Cristo

Salinas, em Fortaleza, foi possível dividir esses fatores em

dois aspectos principais. São eles: os fatores relativos a

questões administrativas e relacionais.

Estresse gerado por questões administrativas

❖ Estresse gerado por questões administrativas ➢ Administração eclesiástica: a igreja no seu aspecto
❖ Estresse gerado por questões administrativas ➢ Administração eclesiástica: a igreja no seu aspecto

Administração eclesiástica: a igreja no seu aspecto institucional, organizacional e local, carece de administração e liderança eficaz semelhante a qualquer outra instituição, como uma empresa. É preciso organização e planejamento. A má gestão dos recursos da igreja, por exemplo, pode gerar enorme estresse para o líder da

comunidade, bem como interferir nas finanças do seu próprio lar (no

caso dos pastores), prejudicando a manutenção dos recursos para a sua família.

A solução do problema: uma das soluções é delegar tarefas administrativas a pessoas competentes, que possuem formação ou experiências administrativas. Um dos maiores erros é pensar que, sozinho, o líder pode dar conta de todas as responsabilidades que envolvem o exercício do ministério cristão. Temos um interessante exemplo bíblico no livro de atos (cap. 6). Na ocasião, houve murmuração na igreja com respeito à divisão dos recursos entre os

cristãos de origem grega e aqueles de origem hebreia. A solução dos

discípulos foi eleger dentre os irmãos, “sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria” os quais ficaram responsáveis pela distribuição dos mantimentos.

Estresse gerado por questões relacionais

❖ Estresse gerado por questões relacionais ➢ ➢ Aconselhamento e ensino : uma das principais funções
➢ ➢

Aconselhamento e ensino: uma das principais funções do líder cristão

é ensinar e aconselhar os membros da sua comunidade. As duas

maneiras mais comuns de se fazer isso é através da pregação, nas reuniões semanais, e por meio do aconselhamento individual. Provavelmente, o maior fator gerador de estresse para qualquer pessoa que se propõe a exercer a função de liderança, é lidar com pessoas. O pastor Dino Guimarães afirma que as pessoas nem sempre são

compreensíveis com seus líderes e nem com as outras pessoas que fazem parte do grupo. Isso, acaba gerando conflitos de opiniões e, muitas vezes, um desestimulo que contagia os outros membros da igreja. No aconselhamento, o maior desafio é não envolver-se demasiadamente com

o problema dos liderados que buscam ajuda, o que pode acarretar uma

sobrecarga emocional naquele que aconselha.

Solução do problema: visto que, a igreja é um lugar onde se aglutina pessoas da mais diversas personalidades, tornar-se difícil encontrar uma “receita” para lidar com todos os conflitos no campo dos relacionamentos. Porém, o pastor Dino Guimarães, aponta o chamado a responsabilidade individual de cada um como um ponto crucial para o desenvolvimento de uma comunidade saldável coletivamente. Pois, se cada um compreende seu papel como cooperador na construção do reino de Deus, as cobranças

e

discussões que vierem a surgir sempre estarão peltadas no bem comum

e

em um bom serviço prestado a Deus.

Solução que engloba todos os problemas

❖ Solução que engloba todos os problemas “Humilha -nos, ó Deus, sob tuas mãos poderosas, e
❖ Solução que engloba todos os problemas “Humilha -nos, ó Deus, sob tuas mãos poderosas, e

“Humilha-nos, ó Deus, sob tuas mãos poderosas, e levanta-nos não como profissionais, mas como testemunhas e participantes dos sofrimentos de Cristo. No maravilhoso nome dele. Amém” John Piper

No final da entrevista, o pastor afirmou que a solução principal para sanar a geração de estresse no ambiente eclesiástico é gerar uma consciência, tanta na mentalidade do líder como na visão dos liderados, que tudo que ocorre no ambiente deve gerar satisfação pelo único motivo de estar envolvendo o serviço a Deus e seu Reino. Pregar o evangelho e cuidar

administrativamente da igreja deve envolver não só a liderança,

como também todos os que estão capacitados a desenvolver determinado papel. É prerrogativa do líder trabalhar arduamente na divulgação da mensagem do evangelho, preparando líderes auxiliares e conduzindo com amor e

compaixão os membros da sua comunidade. Depositando no

próprio Deus as suas expectativas. Afinal, a igreja não é uma empresa, e o líder cristão não é simplesmente um profissional.

e o líder cristão não é simplesmente um profissional. “Por isso, nem o que planta é

“Por isso, nem o que planta é

alguma coisa, nem o que rega,

mas Deus, que dá o crescimento.” 1 Coríntios 3:7