Você está na página 1de 13

UNIVERSIDADE POTIGUAR

ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI


LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL
PROFESSORA: LUZIA PATRICIA FERNANDES
DE CARVALHO GALVÃO

CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUIMICAS

Relatório da prática dia 22/11/2018


Natal,Rn
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.........................................................................1
2. OBJETIVO................................................................................3
3. MATERIAIS E METODOS......................................................4
3.1. MATERIAIS...........................................................................4
3.2. METODOS.............................................................................7
4. RESULTADOS..........................................................................8
5. REFERÊNCIAS.......................................................................10
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

INTRODUÇÃO

 Reações químicas
Para que aconteça uma reação química, as ligações entre átomos e moléculas
devem ser rompidas e devem ser restabelecidas de outra maneira. O que evidencia uma
reação é a transformação que ocorre nas substâncias em relação ao seu estado inicial,
essas modificações dependem do tipo de reação pela qual os reagentes irão passar.
Existem vários critérios para classificar reações químicas, iremos citar apenas quatro
tipos de reações que relacionam o número de substâncias que reagem e o número de
substâncias produzidas.

 Reação de análise ou decomposição

Nessa reação uma única substância gera dois ou mais produtos.

AB → A + B
Vários fatores podem causar a decomposição de um composto, entre eles, vamos
destacar três:
Calor: Quando algumas substâncias compostas são submetidas ao aquecimento, elas se
decompõem. Esse tipo de reação é chamado de pirólise, isto é, quebra de um composto
por meio do fogo.
Luz: A luz pode causar a decomposição dos compostos. Esse tipo de reação é chamado
de fotólise.
Eletricidade: Ao passar uma corrente elétrica sobre um líquido ou um composto
fundido, ele é decomposto em substâncias simples. Esse processo é chamado
de eletrólise, que pode ser aquosa ou ígnea.
 Reação de simples troca ou deslocamento
Ocorre quando uma substância simples reage com uma composta, originando
novas substâncias: uma simples e outra composta.

A + BC → AC + B
Um fato a ser observado é que toda e qualquer reação de simples troca envolve
transferência de elétrons; assim, são reações de oxirredução. Entretanto, os compostos
envolvidos podem não ser iônicos pois a diferença de eletronegatividade entre os
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

átomos ligantes pode ser menor que a necessária para que esse caráter seja observado,
mesmo que possam apresentar certa semelhança com essa classe.
 Reação de síntese ou adição
São aquelas que duas ou mais substâncias originam um único produto.

A + B → AB
Estas sínteses podem ser totais ou parciais, ou seja, se partirmos apenas de
substâncias simples, se partirmos de pelo menos uma substância composta, teremos uma
síntese parcial
 Reação de dupla troca
Dois reagentes reagem formando dois produtos, ou seja, se duas substâncias compostas
reagirem dando origem a novas substâncias compostas recebem essa denominação.

AB + CD → AD + BC
Para que esta reação aconteça é necessário que um dos produtos (AD ou BC), quando
comparado aos reagentes, se apresente menos ionizado, mais volátil ou insolúvel.

-Fila de reatividade dos metais


UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

OBJETIVO

 Introduzir o conceito de reações químicas;

 Reconhecer uma reação química;

 Classificar as reações químicas.


UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

MATERIAIS E MÉTODOS

 Materiais
- Tubos de ensaio

- Pinça metálica

- Bico de Bunsen ou lamparina


UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

- Fita de magnésio

- HCl 1M
- AgNO3 1,0%
- Cobre metálico

- NaCl 1,0%
- NaOH 1,0M
- H2SO4 P.A.
- NH4Cl
- Sódio metálico
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

- Placa de petri

- Fenolfetaleína
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

 Métodos

Síntese do òxido de magnésio


- Com uma pinça metálica, coloque na chama de Bunsen um pedaço de fita de magnésio
com 1,5 cm de comprimento.
Reações de deslocamento
O magnésio desloca o hidrogênio
- Coloque uma solução 1,0 M de ácido clorídrico em um tubo de ensaio até 1/3 do seu
volume;
- Jogue sobre o ácido um pedaço de fita de magnésio.
O cobre desloca a prata
- Ponha uma solução de nitrato de prata até 1/3 do volume deum tubo de ensaio;
- Jogue dois pequenos pedaços de cobre metálico na solução, deixando o tubo em
repouso durante 5 minutos. Passados os 5 minutos, observe o ocorrido.
Reação de Neutralização
Reação de sódio metálico com água
- Coloque água até a metade da placa de petri e 5 gotas de fenolftaleína;
- Cuidadosamente, adicione na cuba um pequeno fragmento de sódio metálico.
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

RESULTADOS

 1° experiência
Esta reação é uma reação exotérmica, caracterizada também como reação de adição ou
síntese.
Através da queima do metal magnésio, obtemos a formação do óxido básico, óxido de
magnésio.

2 Mg(s) + O2(g) → 2 MgO(s)


O produto obtido da queima tem aspecto branco com resíduos cinzas.
O resíduo pode ser misturado com água, peneirado e obtendo assim uma solução aquosa
de hidróxido de magnésio Mg(OH)2

 2° experiência
Se colocarmos uma fita de magnésio metálico em uma solução de ácido clorídrico,
veremos a formação de bolhas o que indica a formação de cloreto de magnésio e gás
hidrogênio.

Mg(s) + 2 HCl(aq) → MgCl2(aq) + H2(g)


Essa reação é chamada de reação de deslocamento.

 3° experiência
Quando um fio de cobre é colocado em uma solução contendo nitrato de prata inicia-se
um processo de formação de uma camada de prata sobre o cobre.
O crescimento da prata sobre o cobre é lento e gradual, o tom azulado é devido à
migração do cobre para a solução, que gradualmente torna o líquido azul.

Cu + 2AgNO3 → Cu(NO3)2 + 2Ag


 4° experiência
O sódio quando reage com água produz hidróxido de sódio, alcalinizando o meio no
qual ocorre a reação. Além disto, o gás hidrogênio é produzido durante a reação. Nesta
situação, frequentemente ocorre a queima do hidrogênio, com o oxigênio do ar,
favorecida pelo calor produzido na reação do sódio.

Na(s) + H2O(l) → NaOH(aq) + H2(g)


UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

A cor rosa, aparece por causa da adição de fenolftaleína na água. A fenolftaleína passa
de incolor a rosa quando o pH do líquido se torna alcalino.
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Anexos:
https://www.infoescola.com/quimica/reacao-de-simples-troca/
https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/classificacao-das-reacoes-quimicas.htm
https://brasilescola.uol.com.br/quimica/reacoes-dupla-troca.htm
https://quimicaensinada.blogspot.com/2012/08/queimando-o-metal-magnesio.html
https://www.tabelaperiodica.org/reacao-de-sodio-em-agua/
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DAS ENGENHAIS E TI
LABORATÓRIO DE QUÍMICA
DISCIPLINA: QUIMICA GERAL