Você está na página 1de 6

RESUMO DE RAZÃO E PROPORÇÃO

RAZÃO

DEFINIÇÃO: É a comparação entre duas grandezas, de mesma espécie, da forma


a
ou a : b com b≠0
b
Onde: a = antecedente e b = conseqüente

Lê-se: a está para b

A razão pode ter dimensão (ex. velocidade: m/s, km/h etc.) ou ser adimensional quando
dividimos coisas do mesmo tipo (área por área, etc.)

RAZÕES ESPECIAIS

1) ESCALA: Quando um engenheiro faz a planta de um prédio, ele não pode fazer no
tamanho real, por isso ele faz uma redução proporcional das medidas reais para que seja
possível representá-las nessa planta. Essa redução segue um parâmetro definido pelo
engenheiro. Esse parâmetro é chamado escala.

Assim:

Exemplo: Numa planta de um escritório, medindo-se uma das paredes, obte-


ve-se 1,5 cm. Sabendo que a escala do desenho é 1:400, qual a medida real
dessa parede?

Logo, a parede tem 600 cm, ou seja, 6 m.

2) DENSIDADE DEMOGRÁFICA (OU POPULACIONAL): Densidade populacional ou


densidade demográfica é a medida expressa pela relação entre a população e a superfície
do território, geralmente aplicada a seres humanos, mas também em outros seres vivos
(comumente, animais). É geralmente expressa em habitantes por quilômetro quadrado.
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE o Brasil em (2006)
possuía 187.000.000 de habitantes em uma área de 8.514.215,3 km², ou seja, uma den-
sidade demográfica de 21,96 habitantes por quilômetro quadrado.

3) DENSIDADE DE UM MATERIAL: Densidade é a razão entre a massa de um corpo e o


volume que ele ocupa. Um material é mais denso que outro quando a razão (divisão) da mas-
sa dele pelo volume que ele ocupa é maior. Por exemplo, uma bola de chumbo possui uma
grande massa para um pequeno volume, por isso diz-se que ela é densa. (o chumbo é denso).

Matematicario.com.br
Já o algodão, mesmo com um grande volume sua massa será pequena, pois é um material
pouco denso.

PROPORÇÕES

DEFINIÇÃO: Chama-se de proporção a igualdade entre duas razões.

a c
Proporção: = ou a: b = c: d Lê-se: “a está para b assim como c está para d”.
b d

Temos que a e d são os extremos enquanto que b e c são os meios.

RELAÇÃO FUNDAMENTAL DAS PROPORÇÕES

“Em toda proporção o produto dos meios é sempre igual ao produto dos extremos.”

Ex: .

Duas grandezas dizem-se diretamente proporcionais ou simplesmente proporcionais quan-


do aumentando (ou diminuindo) uma delas de duas, três, quatro, etc. vezes o seu valor, a
outra também aumenta (ou diminui) de duas, três, quatro, etc. vezes o respectivo valor.

Consideremosas grandezas: Comprimento do tecido custo

Se 3 metros custam R$ 18,00


então 6 metros custarão R$ 36,00
e 9 metros custarão R$ 54,00

Logo, quando o comprimento do tecido torna-se duplo, triplo, etc., o mesmo


acontece com o respectivo custo e as duas grandezas diz-se que são direta-
mente proporcionais.

A propriedade que caracteriza a existência de grandezas diretamente propor-


cionais é a seguinte:

Em duas grandezas diretamente proporcionais a razão entre dois valores de uma


delas é igual à razão entre os dois valores correspondentes da outra.

Assim, no exemplo citado, as flechas indicam que as razões resultaram de grandezas di-
retamente proporcionais. Temos, portanto:

Matematicario.com.br
GRANDEZAS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS:

Duas grandezas, dizem-se inversamente proporcionais quando aumentando (ou diminuindo)


uma delas de duas, três, quatro, etc. vezes o seu valor, a outra diminui (ou aumenta) de
duas, três, quatro, etc. vezes o respectivo valor.

Sejam as grandezas: N° de operários Tempo

Se 5 operários fazem certo trabalho em 12 dias
então 10 operários farão o mesmo trabalho em 6 dias
e 15 operários farão o mesmo trabalho em 4 dias.

Logo, quando o número de operários torna-se duplo, triplo, etc., o tempo


empregado para realizar o mesmo trabalho torna-se a metade, um terço, etc.
e as duas grandezas são inversamente proporcionais.

A propriedade que caracteriza a existência de grandezas inversamente pro-


porcionais é a seguinte:

Em duas grandezas inversamente proporcionais a razão entre dois valores de uma


delas é igual ao inverso da razão entre os dois valores correspondentes da outra.

Agora as flechas são de sentido contrário. Logo:

Matematicario.com.br
REGRA DE TRÊS SIMPLES

A regra de três simples é muito utilizada em situações cotidianas que envolvam propor-
ções entre grandezas, sendo também muito utilizada em situações que envolvam cálcu-
los financeiros, misturas químicas, conversões de grandezas na Física.

Exemplo:

Em dois litros de água foram misturados 150 gramas de certa substância para
se obter uma mistura homogênea. Calcule quantos gramas deverão ser adicio-
nadas em 1,2 litros de água para que a mistura continue no padrão homogênea.

Solução:

Litros de Água Substância (g)

2 150

1,2 X

Como temos grandezas diretamente proporcionais, então:


2 150
=
1,2 X

2x=180

x= 180
2

x=90 gramas

REGRA DE TRÊS COMPOSTA

A regra de três composta é utilizada em problemas com mais de duas grandezas, direta
ou inversamente proporcionais.

Exemplo:

Em 8 horas, 20 caminhões descarregam 160m3 de areia. Em 5 horas, quantos


caminhões serão necessários para descarregar 125m3?

Solução:

Montando a tabela, colocando em cada coluna as grandezas de mesma espécie


e, em cada linha, as grandezas de espécies diferentes que se correspondem:

Matematicario.com.br
Horas Caminhões Volume
8 20 160
5 X 125

Inicialmente colocamos uma seta para baixo na coluna que contém o x (2ª coluna).

A seguir, devemos comparar cada grandeza com aquela onde está o x. Observe que, au-
mentando o número de horas de trabalho, podemos diminuir o número de caminhões.
Portanto a relação é inversamente proporcional (seta para cima na 1ª coluna).

Aumentando o volume de areia, devemos aumentar o número de caminhões. Portanto, a


relação é diretamente proporcional (seta para baixo na 3ª coluna). Devemos igualar a razão
que contém o termo x com o produto das outras razões de acordo com o sentido das setas.

Montando a proporção e resolvendo a equação, temos:

PORCENTAGEM
x
DEFINIÇÃO: é toda fração de denominador 100: = x% , lê-se: “x por cento”.
100
Exemplos:
31 20
1) 31% = = 0,31; 2) 20% de 80 =
.80 = 16
100 100
→ ACRÉSCIMOS: Uma mercadoria que custa R$ 150,00 sofre um acréscimo de 20%.
Por quanto é vendida a mercadoria?

Solução:
20
150 + .150 = 150 + 0,20.150 = 150(1 + 0,20) = 150.1,20 = 180.
100
→ DESCONTOS: Uma mercadoria que custa R$ 300,00 sofre um desconto de 30%. Por
quanto é vendida a mercadoria?

Matematicario.com.br
Solução:
30
300 - .300 = 300 – 0,30.300 = 300(1 – 0,30) = 300.0,70 = 210.
100
Variação Percentual (i): A variação percentual expressa a diferença percentual entre dois
valores genéricos relativos a um dos valores. Uma expressão genérica para um cálculo de
b−a
variação percentual de um valor a que passa para um valor b é: i =
a

OBSERVAÇÃO: Se i for positivo, houve aumento do valor inicial. Se i for negativo, houve
diminuição do valor inicial (desvalorização).

Matematicario.com.br