Você está na página 1de 5

A SAÚDE NO ESTADO

Matérias Jornalísticas - Destaques nos principais jornais e websites

20 de dezembro de 2018 (Quinta-Feira)


Sistema Único de Saúde passa a oferecer novos tratamentos para sintomas do HPV

Quinta-Feira, 20/12/2018, 07:31:21

Sistema Único de Saúde passa a oferecer novos tratamentos para sintomas do HPV (Foto: Juliane Guez/ PMPA)
A vacinação ainda é o método mais comum para prevenir a doença (Foto: Juliane Guez/ PMPA)
O HPV (Papilomavírus Humano), infecção transmitida sexualmente ou por contato pele a pele é uma doença que causa vários problemas à
pessoa infectada. Um deles é o aparecimento de verrugas nas genitais e no ânus. Para estes casos, a partir do ano que vem, o Sistema
Único de Saúde (SUS) passa a oferecer duas novas opções de tratamento: os cremes podofilotoxina e imiquimode.
A incorporação pelo Ministério da Saúde foi realizada no final de novembro deste ano, com o respaldo da Comissão Nacional de
Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec). A pasta tem até 180 dias para disponibilizar os fármacos à população. O secretário de
Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Marcos Fireman, explica que o HPV é uma infecção grave, pois alguns subtipos do vírus
podem causar lesões no colo do útero precursoras de câncer.
Esse tipo de câncer é o quarto que mais mata mulheres no Brasil. No País, de acordo com pesquisa realizada pelo projeto POP-Brasil-
Estudo Epidemiológico, encomendado pelo Ministério da Saúde, a prevalência estimada de HPV foi de 54,6%, sendo que 38,4% destes
participantes apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer. A pesquisa foi realizada em 26 capitais brasileiras e no
Distrito Federal.
Unacon oferece vagas para profissionais de várias áreas
Os currículos passarão por triagem que seguem critérios do setor de Recursos Humanos (RH) para as vagas ofertadas.

19/12/2018 15:43h

A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia Dr. Vítor Moutinho (Unacon), em Tucuruí, no sudeste paraense, está realizando processo
seletivo para Nutricionista, Assistente Social, Psicólogo, Fisioterapeuta, também para Pessoas com Deficiência (PcD). Os interessados
deverão enviar os currículos até sexta-feira, 21, exclusivamente para o e-mail: rh.unc@indsh.org.br. Os currículos passarão por triagem
que seguem critérios do setor de Recursos Humanos (RH) para as vagas ofertadas.
Com a seleção efetivada, os candidatos que tiveram seus currículos aprovados, serão contatados pela unidade, que informará local, dia e
hora da realização das provas e entrevistas.
São necessários os seguintes conhecimentos e habilidades para participar do processo seletivo: certificado de conclusão do curso, carteira
do Conselho atualizada e disponibilidade para residir em Tucuruí-PA.
Estrutura e serviços - Referência no tratamento e prevenção do câncer no sudeste paraense, desde sua inauguração, a Unacon vem
ampliando os atendimentos, gradativamente, para uma população estimada em 1,8 milhão de habitantes, que passou a dispor de consultas
especializadas em oncologia clínica e cirúrgica, em julho de 2016, a unidade passou a ofertar o serviço de Quimioterapia, entre outros
serviços como realização de biópsias, endoscopia, colonoscopia, retossigmoidoscopia, laboratório de análises clínicas e radio oncologia,
psicologia, nutricionista e fisioterapia, que foram estruturados nos meses seguintes. Com os serviços, os usuários permaneçam na região,
junto de suas famílias, além de reduzir o deslocamento para Belém ou outros centros de oncologia.
A Biópsia passou a ser oferecido desde outubro de 2018. Outra novidade é a oferta do Serviço de Cuidados Paliativos que envolverá
familiares e/ou cuidadores.
A Unacon Tucuruí é uma unidade de saúde do Governo do Estado, administrada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e
Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
Serviço: A Unacon Tucuruí funciona em frente ao Hospital Regional, na Vila Permanente. Mais informações pelos fones: (94)
3778.4928/4599.

Por Vera Rojas

Hospital Geral de Tailândia promove ações de prevenção e combate a Aids

O Hospital Geral de Tailândia fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121

19/12/2018 12:34h

Quem tem relação sexual desprotegida é um candidato em potencial para contrair Infecção Sexualmente Transmissível (IST). Essa e
outras orientações estão sendo repassadas, diariamente, no Hospital Geral de Tailândia (HGT) para colaboradores, usuários e
acompanhantes, durante todo o mês em alusão ao “Dezembro Vermelho” em combate a Aids, que é o estágio mais avançado da doença
que ataca o sistema imunológico. As informações são transmitidas, por meio de palestras, ministradas pela enfermeira Ana Paula Mendes,
que também dispõe de material educativo sobre o tema, além de distribuição de preservativo.
Ela ressalta que o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), divulgou que no Brasil, em 2015, cerca de 15 mil
pessoas morreram em decorrência do vírus HIV. O Programa também apontou um aumento de 18,5% das pessoas que vivem com a
doença, em apenas cinco anos no país.
Paula Mendes aponta também outras formas de infecções: Vírus do Papiloma Humano-HPV, Clamídia, Gonorreia ou blenorragia, Hepatite
B, Sífilis, Herpes genital, Tricomoníase. São três as principais manifestações clínicas das IST´s: corrimentos, feridas e verrugas
anogenitais.
Transmissão- Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão do HIV e, por consequência da AIDS, acontece das seguintes formas: sexo
vaginal sem camisinha, sexo anal sem camisinha, sexo oral sem camisinha, uso de seringa por mais de uma pessoa, transfusão de sangue
contaminado, da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação; e instrumentos que furam ou cortam não
esterilizados.
Com 51 leitos, o HGT presta assistência de baixa e média complexidade para uma população estima em 240 mil habitantes da
mesorregião do nordeste paraense. O HGT possui ainda a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que possui 10 leitos, sendo seis adultos
e quatro pediátricos.
Serviço: O Hospital Geral de Tailândia fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121.
Hemopa realiza festa de natal para crianças pacientes

19 DEZ 2018 - 23H34

Hemopa realiza festa de natal para crianças pacientes


A partir das 8h desta quinta-feira (20), a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa) realizará a festa de Natal para
as crianças que são atendidas pela instituição e seus acompanhantes. A ação é promovida pela Coordenação de Atendimento Ambulatorial
(Coamb), por meio da Gerência de Serviço Social (Geses).
Pela segunda vez, a festa será realizada no Colmeia Park e Buffet Infantil que cedeu todo o espaço e brinquedos para as cerca de 70
crianças portadoras de algum tipo de doença no sangue. A programação será composta por brincadeiras, lanches e distribuição de
brinquedos. Além dos presentes, haverá distribuição de cestas básicas.
Todo o material foi arrecadado com a realização da Gincana da Solidariedade “Caroline Borges”, que está em sua 11ª edição e tem como
objetivo a integração dos servidores e da comunidade em geral com as ações de humanização desenvolvidas pelo hemocentro. Os
servidores do Hemopa que atuam da área técnica foram responsáveis pela doação de alimentos não perecíveis e, os da área
administrativa, pela doação de brinquedos novos.
Serviço:
Qualquer pessoa pode fazer a sua doação, basta procurar pela Gerência de Serviço Social que fica no térreo do Hemocentro Coordenador,
de segunda sexta-feira, de 8h às 17h. A arrecadação de brinquedos e alimentos segue até o dia 28 de dezembro.

Pacientes têm atendimento recusado por médicos que alegam falta de medicamentos

19 DEZ 2018 - 21H34

Pacientes têm atendimento recusado por médicos que alegam falta de medicamentos. Assista! - Crédito: Josivaldo Souza
Na noite desta quarta-feira (19), pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro do Icuí, em Ananindeua, passaram por um
sufoco. Dezenas de pessoas denunciaram o descaso de médicos e enfermeiros que se recusaram atendimento alegando falta de material
e remédios.
Segundo informações de pacientes, os funcionários trancaram os portões para que ninguém mais entrasse. Josivaldo Souza estava
acompanhando sua esposa, que ficou sem atendimento. Indignado, revelou estar há mais de quatro horas no local:
“Minha esposa está passando mal há horas aqui. Nós chegamos de tarde e até agora nada foi feito. São mais de quatro horas em pé
esperando um atendimento que está sendo recusado pelos médicos. É um absurdo”, revelou.
Ainda segundo Josivaldo, além do atendimento recusado, um idoso que estava em estado grave deitado em uma maca pediu transferência
de unidade e, também, não obteve resposta:
“Tem um senhor muito mal lá dentro, deitado na maca. Ele pediu para ir para outro hospital, mas a equipe daqui não quer nem liberar
ambulância para fazer o transporte”, disse.

Mutirão solidário atenderá crianças e idosos em Belém na quinta-feira, 20

18 DEZ 2018 - 18H45

Na próxima quinta-feira, 20, os Hospitais Universitários Bettina Ferro de Souza e João de Barros Barreto, atenderão cerca de 70 pessoas
em duas instituições públicas de acolhimento. A ação é parte da terceira edição da ação Ebserh Solidária, que será realizada nas cidades
atendidas pelos hospitais universitários federais vinculados à Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares.
Em Belém, os atendimentos serão realizados no Abrigo João de Deus, localizado no bairro da Cidade Velha, e na creche da Comunidade
de Santa Isabel da Hungria, no Guamá. Pela manhã, a equipe do Barros Barreto prestará assistência aos idosos com serviços de clínica
geral, psiquiatria, neurologia, cardiologia, endocrinologia e pneumologia. Na parte da tarde será a vez das crianças receberem atendimento
nas áreas de oftalmologia, otorrinolaringologia e nutrição por profissionais do Bettina Ferro. Ao todo, 27 idosos e 47 crianças serão
contempladas pelos serviços.
Para o Superintendente do Complexo, Paulo Amorim, a intenção é “reforçar a missão de prestar assistência à saúde da população,
atendendo dois públicos específicos, que são crianças e idosos, aumentando assim a abrangência do atendimento para além dos limites
físicos dos hospitais”. Durante a programação, também serão realizadas ações educacionais preventivas em saúde e doações de
presentes devido à proximidade do Natal.
A expectativa é de que, em várias cidades do país, sejam atendidas em torno de 1,3 mil crianças e 1,7 mil idosos, com a participação de
aproximadamente 1,2 mil profissionais dos 40 hospitais vinculados à Rede Ebserh dentre assistenciais e administrativos, além da
participação de alunos e residentes.
Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários
federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único
de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O Complexo Hospitalar da UFPA integra a Rede Ebserh desde
outubro de 2015.

Por Vera Rojas