Você está na página 1de 11
Como Monitorar sua Equipe de Motoristas e Cobradores com Câmeras Embarcadas

Como Monitorar sua Equipe de Motoristas e Cobradores com Câmeras Embarcadas

Como Monitorar sua Equipe de Motoristas e Cobradores com Câmeras Embarcadas

Introdução

As empresas de ônibus, vans e transporte escolar estão sujeitas a fraudes e desvios de conduta por parte de seus funcionários que podem influenciar perda de receita. Alguns exemplos são desvios de dinheiro ou o transporte irregular de passageiros durante as operações.

Para combater essas e outras questões, sistemas de câmeras de vigilân- cia eficientes aumentam a segurança para a empresa e os passageiros, além de ajudarem a prevenir acidentes e a coibir infrações de trânsito.

A utilização de câmeras embarcadas é, sem dúvida, uma das melhores so- luções para combater a evasão de receitas. A vigilância contínua serve com um fator a mais para coibir as ações irregulares e/ou ilegais cometidas no âmbito do trabalho.

Com um investimento certeiro em um sistema de gestão de imagens, aliado a uma constante auditoria de sua operação diária, uma empresa pode perceber um retorno operacional substancial (e que poderá se transformar em financeiro) em pontos fundamentais, como turnover , desperdícios (eco- nomia de combustível, avarias), responsabilidade civil e objetiva (indeniza- ções por acidentes, danos morais, etc.), absenteísmo, dentre outros.

Conheça, a seguir, as novas tecnologias e os métodos mais eficientes envol- vidos no monitoramento de equipes de transporte.

a seguir, as novas tecnologias e os métodos mais eficientes envol- vidos no monitoramento de equipes

1

o monitoramento de câmeras?

Como

funciona

Atualmente, câmeras de ônibus de alta definição, ferramentas de segurança e softwares para gestão das imagens oferecem todos os recursos necessários ao monitoramento automático de fraudes, furtos, en- tre outras emergências.

A redução de evasão verificada com a implantação de

um sistema de câmeras embarcadas depende muito da área em que a empresa atua, mas é invariavelmente positiva, quando bem gerida.

Um grande case neste sentido é a Sit Macaé.

A empresa, que atua com transportes integrados em

uma frota de aproximadamente 200 ônibus, é um exemplo da eficiência destes meios não só para fins legais, mas para a coibição e prevenção de outros si- nistros que representem um passivo no faturamento da companhia.

que representem um passivo no faturamento da companhia. Após a implementação de um sistema completo de

Após a implementação de um sistema completo de câmeras embarcadas, a empresa conseguiu aumen- tar sua receita em cerca de 6.000 passageiros pa- gantes por dia, que antes não eram contabilizados graças aos furtos e fraudes.

O monitoramento pode ser também um poderoso aliado na diminuição de custos referente a acidentes (especialmente no que se refere à responsabilidade civil).

Cientes do monitoramento contínuo, os condutores evitam em cometer infrações e imprudências “corri- queiras” que terminam por gerar multas, e até fatali- dades.

A natureza imprevisível das atividades dos passagei- ros durante o dia pode levar a incidentes que podem gerar custos para as empresas de transporte.

As câmeras de vigilância permitem aos operadores monitorar essas atividades e, quando há transmissão de imagens via 3G/4G diretamente do carro, alertar as autoridades sobre as ocorrências.

2

Uso do Software

Um software de gestão de monitoramento eficiente apresenta diferenciais na gestão e conferên- cia dos registros. Além das câmeras de monitoramento, é possível utilizar um sistema gerenciador de banco de dados para armazenar imagens e ocorrências, podendo visualizá -las diretamente do armaze- namento interno (HD ou SSD) ou externo (pen drive).

A principal vantagem de visualizar as imagens desta forma é que a empresa pode assistir às imagens antes de baixá-las, caso não esteja certa do horário em que determinada ocorrência aconteceu.

Entender os tipos de ocorrência e catalogá-las para prevenir a recorrência:

Sem um sistema informatizado de gestão das imagens embarcadas, o retorno sobre o investimen- to em câmeras embarcadas corre sério risco, pois, dada a complexidade operacional de uma empresa de ônibus, o correto controle e aferição dos dados referentes ao departamento de auditoria de imagens pode se tornar missão difícil aos gestores.

Entender os principais tipos de ocorrência em cada linha de transporte possibilita que se adote o equipa- mento adequado para cada necessidade.

tipos de ocorrência em cada linha de transporte possibilita que se adote o equipa- mento adequado

1 Auditoria de todos os processos envol- vidos no gerenciamento de imagens:

A câmera de ônibus é a principal tecnologia de suporte aos processos de auditoria e gestão da qualida- de dos serviços prestados pela empresa de transporte.

Funcionários que burlam o sistema, seja através do desvio de receitas, seja através da alteração nos com- ponentes dos veículos ou da liberação para falsas gra- tuidades, são rapidamente investigados por conta das imagens gravadas e armazenadas internamente.

O tempo de retenção das imagens está diretamente relacionado ao investimento. Sendo assim, dependen- do do equipamento escolhido por sua empresa, o in- vestimento será mais baixo ou mais elevado.

Um sistema de DVR embarcado equipado com dis- co de 500 GB e 2 câmeras, por exemplo, armazena em torno de três meses de imagens; enquanto um grava- dor digital embarcado equipado com disco de 1 TB ar- mazena em torno de 6 meses de imagens. As imagens são gravadas no HD e copiadas para o pendrive, tal qual funciona em um computador.

Para facilitar a auditoria, softwares específicos podem controlar automaticamente o desempenho dos audi- tores, informando, por exemplo, a quantidade efetiva de horas disponíveis para leitura e sua efetiva produ- tividade de leitura, ou ainda informar automaticamen- te o número de carros que gravaram e/ou que foram substituídas as mídias de armazenamento no dia, den- tre outros indicadores de desempenho do setor.

Com a gravação em alta qualidade e o armazenamen- to interno contínuo das imagens, torna-se possível

um maior controle dos processos de auditoria, de modo

a averiguar ataques de vandalismo, comportamentos

suspeitos dos usuários e demais emergências que ve- nham a desencadear processos judiciais para ressarci- mento dos danos junto à empresa de transporte.

A quantidade de ônibus que cada auditor do setor de

imagens consegue visualizar diariamente depende do perfil operacional da empresa de ônibus. De qualquer modo, é importante optar por uma solução que possua um sistema de armazenamento interno de imagens em disco rígido (HD). Este disco de armazenamento pode ser protegido tanto por um gabinete antivan- dalismo quanto por uma fechadura de segurança, tor- nando inviável o roubo de suas imagens por eventuais infratores.

2 É possível fazer taggeamento?

Para uma melhor organização de uma departa- mento de auditoria das imagens geradas pelos siste- mas de câmeras embarcadas dos ônibus, deve-se construir ou contratar um sistema de informações que automatize os processos de retirada das imagens dos ônibus e sua posterior disponibilidade para os audito- res que irão analisar a operação.

A empresa pode “taggear” situações em que infrações ocorrem com mais frequência durante as suas opera- ções. Por exemplo, se o motorista der a partida com a porta aberta, é possível taggear essa ação e assim oti- mizar o tempo dos operadores na central de monitora- mento.

Os processos são ditados por regras inseridas no próprio sistema, diminuindo as chances de fraudes e garantin- do a organização e padronização das informações de ocorrências e não conformidades, o controle efetivo da situação de funcionamento dos DVRs veiculares e a confiabilidade dos indicadores de gestão do departa- mento.

da situação de funcionamento dos DVRs veiculares e a confiabilidade dos indicadores de gestão do departa-

3

Uso da Bateria

Optar pelo DVR com alimentação vinda diretamente da bateria evita paradas no equipamento, não permitindo que funcionários desliguem a chave geral do veículo (localizada próximo à perna do motorista) para retirar seus fusíveis e cometer quaisquer irregularidades.

Feito sob medida para alimentar o DVR Veicular e as câmeras Busvision, o conversor DC-DC adotado em todos os equipamentos trabalha com uma tensão de entrada de 9-36V e saída de 12V estabilizados. Suporta altas temperaturas e a grande variação de corrente elétrica existente nos veículos.

Os ônibus possuem duas baterias com carga de 12V cada – o que permite manter o DVR Veicular e as câ- meras ligadas por até dois dias – diferentemente dos caminhões, que têm o sistema de monitoramento funcionando a partir de uma única bateria. Um kit MDVR Busvision apresenta consumo máximo de 3 A (três amperes).

Conclusão

O combate à evasão de receitas em uma empresa de ônibus merece ação continua e acompanha- mento de seus gestores. O uso de câmeras embarcadas certamente é um grande aliado da operação de uma empresa de transporte de passageiros, pois explicita a operação, diminuindo custos de supervisão e controle enquanto aumenta sua eficácia.

de passageiros, pois explicita a operação, diminuindo custos de supervisão e controle enquanto aumenta sua eficácia.
de passageiros, pois explicita a operação, diminuindo custos de supervisão e controle enquanto aumenta sua eficácia.

Sobre a Busvision

Criada pela Rio Service, empresa brasileira de Tecnologia da Informação com cerca de 20 anos no mercado, a Busvision se destaca por oferecer às companhias de ônibus, vans e transporte escolar uma solução definitiva para correção de suas falhas de segurança e rastreamento de ocorrências, como fraudes internas, roubos, furtos, entre outras emergências.

fraudes internas, roubos, furtos, entre outras emergências. As versões do MDVR Busvision representam a mais nova

As versões do MDVR Busvision representam a mais nova geração de DVR veicular e câmera de ônibus, que, aliados ao software de monitoramento, proporcionam às empresas de transporte a gravação de tudo o que acontece nos veículos e o envio constante das imagens para suas equipes internas.

Trata-se do único DVR veicular realmente completo do mercado, que proporciona às companhias de ônibus, vans e transporte escolar a produtividade (ferramentas), segurança, flexibilidade (100% cus- tomizável) e acessibilidade (custo sob medida) que tanto necessitam. Tudo isto sem dificuldades de utilização e com total suporte técnico para instalação e manutenção dos equipamentos.

Além disso, a empresa oferece soluções de consultoria técnica em todos os níveis de relacionamento, do pré ao pós-venda, desde a identificação das necessidades do cliente até o treinamento e suporte de suas equipes de manutenção.

Quer saber mais sobre o que os sistemas de vigilância podem fazer pela segurança e boa operacionalização de sua empresa? Entre em contato conosco!

operacionalização de sua empresa? Entre em contato conosco! www.busvision.com.br www.busvision.com.br/blog f ace face
operacionalização de sua empresa? Entre em contato conosco! www.busvision.com.br www.busvision.com.br/blog f ace face
operacionalização de sua empresa? Entre em contato conosco! www.busvision.com.br www.busvision.com.br/blog f ace face