Você está na página 1de 6

29/12/2017

29/12/2017 Jornal de Notícias Diário de Notícias Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações TSF

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

TSF

NM

CLASSIFICADOS
CLASSIFICADOS

CONTEÚDO PATROCINADO

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

ÁREA PESSOAL
ÁREA PESSOAL
em madeira pelas mãos de quatro gerações ÁREA PESSOAL Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS Produzido por: PUB

Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

gerações ÁREA PESSOAL Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS Produzido por: PUB

Produzido por:

PESSOAL Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS Produzido por: PUB

PUB

29/12/2017

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

O fabrico de brinquedos é um dos marcos característicos do concelho de Valongo. Ao longo dos séculos os materiais utilizados foram mudando, assim como os métodos de produção foram evoluindo. Contudo, há quem ainda procure manter o traço original da arte de criar artefactos com as mãos, como acontece na Oficina de Artesanato César.

"A história desta oficina começa em 1943, quando o meu pai, César Duarte Ferreira, que era empregado numa oficina de um tio, irmão da minha avó, resolveu estabelecer-se", conta Aurélio Ferreira, 82 anos, o patriarca da família.

conta Aurélio Ferreira, 82 anos, o patriarca da família. Aurélio Ferreira, filho do fundador da Oficina

Aurélio Ferreira, filho do fundador da Oficina de Artesanato César, ainda ajuda a fazer instrumentos musicais Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Os bombos, tambores e pandeiretas foram as primeiras peças em madeira a sair da Oficina de Artesanato César. Só passados três anos da fundação começaram a ser criados os mais variados brinquedos, que foram fazendo as delícias das crianças ao longo de várias gerações. O negócio cresceu e César Duarte Ferreira chegou a empregar quase 30 pessoas nos tempos áureos, mal dando conta de todas as encomendas.

O MELHOR DO JORNAL DE NOTÍCIAS NO SEU EMAIL

×

Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a qualidade Jornal de Notícias.

29/12/2017

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações Tambores já finalizados Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Tambores já finalizados Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Habituado desde muito novo a trabalhar na oficina, o filho seguiu-lhe os passos e assumiu os destinos da empresa. "Tinha oito anos, andava na escola, e quando saía vinha logo para aqui ajudar o meu pai a trabalhar. Nunca conheci outra coisa. Estive à frente desta oficina 58 anos", revela Aurélio Ferreira, que, apesar da avançada idade, continua a colocar as mãos à obra porque

o trabalho o ajuda "a passar o tempo". "Além disso adoro e vivo isto com a maior satisfação", frisa.

À arte de trabalhar a madeira, este artesão, junta a de brincar com as palavras, sendo um

apaixonado escritor de quadras, como as que dedicou ao nosso jornal: "Jornal de Notícias correto

/ Corrige tudo muito bem / É o jornal mais completo / Que o nosso país tem" e "Jornal de

Notícias é um amor / Corre o país de lado a lado / Onde todo o leitor / É muito bem informado".

a lado / Onde todo o leitor / É muito bem informado". Tambores pequenos em cartolina

Tambores pequenos em cartolina Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Em 2001, mais de meio século depois da fundação, Aurélio decidiu que era hora de passar o negócio para geração seguinte e entregou-o ao genro Manuel Moreira Gonçalves, que é quem atualmente gere a oficina, agora sob o nome de "MCG Lda".

29/12/2017

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

"Estou há 32 anos a trabalhar aqui, não era a minha profissão. Comecei por trabalhar na agricultura, mais tarde, aos 21 anos, fui para serralheiro. Depois casei, vim para aqui e hoje estou como artesão", avança o atual proprietário, anotando que a quarta geração também já está envolvida na arte. "O meu filho [César Gonçalves] e a minha nora também trabalham aqui. Isto é mesmo um negócio familiar", salienta Manuel Gonçalves.

mesmo um negócio familiar", salienta Manuel Gonçalves. A pinturas dos tambores Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

A pinturas dos tambores Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Quase 75 anos depois da fundação da Oficina de Artesanato César, o processo de produção continua idêntico. "Temos aqui a primeira máquina que a empresa Pinheiro fez e essa fábrica já fechou há uns anos. As máquinas de corte, de dobrar madeira e de lixar ainda são do tempo do pai do meu sogro", afirma Manuel Gonçalves.

tempo do pai do meu sogro", afirma Manuel Gonçalves. Manuel Gonçalves mostra como funciona a máquina

Manuel Gonçalves mostra como funciona a máquina de corte da madeira Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

Nos últimos anos, as novas tecnologias, como os computadores, tablet e smartphones, foram ocupando o lugar dos brinquedos no imaginário das crianças e esta empresa acabou por colocar a produção "em pausa" para se dedicar mais aos instrumentos de percussão.

29/12/2017

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

"Antes do 25 de abril o meu sogro fazia aqui cerca de 25 a 30 dúzias de pandeiretas de cartolina por mês, depois surgiu a pandeireta de plástico e houve uma quebra brutal nas vendas. Agora, vendemos basicamente para feiras de artesanato e para algumas lojas. Mas não tem nada a ver com o que se vendia antigamente. O que vendíamos numa semana, vende-se agora num ano", lamenta o proprietário.

vende-se agora num ano", lamenta o proprietário. Manuel Gonçalves explica todo o processo de produção dos

Manuel Gonçalves explica todo o processo de produção dos instrumentos de percussão Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

"O brinquedo não tem muita saída, por isso apostamos mais nos instrumentos. Fazemos tambores, bombos, pandeiretas, adufes, todo o tipo de instrumento que tem a ver com trabalho com peles e cartolinas com figuras antigas", explica, ainda, o atual dono da Oficina de Artesanato César.

ainda, o atual dono da Oficina de Artesanato César. Fase da produção dos tambores Foto: IVO

Fase da produção dos tambores Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

"Todos são feitos de forma artesanal. A não ser a serra para cortar, o resto do processo é todo manual, quer seja pinturas ou montagem", acrescenta o artesão, defendendo que um instrumento artesanal é como um carro feito à mão ou um construído em série.

29/12/2017

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações

Artesanato em madeira pelas mãos de quatro gerações Fase do processo de produção dos instrumentos Foto:

Fase do processo de produção dos instrumentos Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

"Não digo que a qualidade do som seja melhor ou pior, mas o acabamento é seguramente diferente, pois permite dar atenção a outro tipo de pormenores", finaliza Manuel Gonçalves.

outro tipo de pormenores", finaliza Manuel Gonçalves. Tudo é feito à mão na Oficina de Artesanato

Tudo é feito à mão na Oficina de Artesanato César Foto: IVO PEREIRA/GLOBAL IMAGENS

SUSANA SILVA

Ontem às 19:52

TÓPICOS

SILVA Ontem às 19:52 TÓPICOS Local Partilhe no Facebook Comentários

Comentários

Interesses relacionados