Você está na página 1de 4

.

O dom de discernimento ▼

O dom de discernimento

O dom de Discernir é a capacidade que Deus dá a alguns para perceber, distinguir diferenciar o que esta oculto ou
seja aquilo que não vemos,não percebemos,não sentimos e não reconhecemos como a identidade,a personalidade e
a condição dos espíritos que estão por tras de diferentes atividades e manifestações no mundo material,mas que
está em nosso meio,agindo em nossas vidas para nos destruir,levarmos a errar,a se afastar do caminho de Deus.
Este dom permite-nos identificar qual espírito está impulsionando ou está influenciando
uma ação, uma situação, um desejo, uma decisão a tomar, algo que nos digam ou ofereçam.

A posição do dom de discernimento de espíritos na lista dos dons, está localizado no meio dos
dons vocais (profecia, variedade de línguas e interpretações de línguas).
Isto sugere que o discernimento é necessário nesta área inteira para que possamos saber quais
as comunicações que procedem de Deus e quais as que procedem de outras fontes.

Em Gn 3:1-7, Eva não percebeu que quem lhe falava era o maligno, pois não parou para discernir quem lhe falava e
se era de Deus; iludida pelo inimigo, acabou por cometer o pecado de origem de toda humanidade.
Em nossos dias,talvez o dom de discernimento seja um dos mais importantes,pois é neste tempo que o espírito do
erro,do engano esteja agindo com mais forças em nossas vidas e so com discernimento podemos distinguir o que é
de Deus e o que não é e assim nos proteger da perdição eterna.
Esxistem 3 Espíritos atuando na terra, o Espírito Santo ,o espírito maligno e o espírito humano.
                                  
Deus soprou o espírito de vida para dentro do homem e ele passou a ser uma alma vivente. Quando o espírito parte,
o homem morre (Gn 2.7; Ec 8.8; 12.7; 3.18-21; Tg 2.26;).
"Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também
ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus." (1 Co 2:11)

A Bíblia nos dá muitas e diferentes condições dos espíritos humanos; 


um espírito de fé (Pv. 11:13); 
um espírito precipitado (Pv. 14:29); 
um espírito perverso (Pv. 15:4); 
um espírito quebrantado (Pv. 15:13); 
um espírito arrogante (Pv. 16:18); 
um espírito humilde (Pv. 16:19); 
um espírito excelente (Pv. 17:27);  
um espírito abatido (Pv. 18:14); 
um espírito rebelde ou descontrolado (Pv. 25:28).
A Palavra de Deus nos ensina que o campo de ação de satanás é o espiritual,pois ele sabe que a carne não é
eterna,o corpo morre e acaba-se a vida na terra,mas sabe também que o espírito não morre e que nossas acões na
terra determina a vida ou castigo eternos de nosso espírito,portanto satanás age neste mundo nos fazendo
mentir,enganar,roubar,matar e etc..., satanás não é onipresente como o Espírito de Deus, ele tem muitos "espíritos
enganadores" " demônios " que o ajudam em seus enganos, 1 Tm 4:1, e esses são as causas de todas as doutrinas
falsas,entretanto,Deus criou uma estratégia para nos ajudar contra as ciladas de satanás,nos dando o dom de
discernimento.Para toda a cilada de satanás contra o espírito humano,o Senhor Deus criou uma arma de defesa
para nos proteger e garantir a vida eterna.
So depende de nós querermos usar estas armas e assim salvar nosso espírito do castigo eterno,mas para isto o
homem deve ser submisso ao Espírito de Deus, pois há outros "espíritos" que certamente o desviarão, se não se
buscar a liderança do Espírito Santo de Deus. 
Quando somos submissos a Deus e verdadeiramente nascidos dele,não recebemos o espírito do mundo e sim o
Espírito que provém de Deus e assim passamos a ser espirituais,recebendo o ensinamento do Espírito Santo e não
ensinamento humano e com isto termos discernimento espíritual.Veja em 1Co 2:12-14.

O PROPÓSITO DO DOM DE DISCERNIMENTO DE ESPÍRITOS.


 
O propósito é o de proteger, guardar, guiar e adequadamente alimentar o rebanho de Deus.
Em I João 4:1 temos um bom conselho:
"Amados, não deis crédito a qualquer espírito: antes provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos
profetas tem saido pelo mundo afora. 

Os espíritos podem ser testados pelos seus frutos.Mt 7:16-20

Uma vez que todos os espíritos precisam achar expressão no campo material através dos corpos e faculdades dos
seres humanos, é vital que os servos de Deus enfrentam batalhas espirituais, saibam discernir quais são os
espíritos que estão sendo expressos. 

"Por isto vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anatéma Jesus! por outro
lado,ninguém pode dizer: Senhor Jesus! senão pelo Espírito Santo.1Co 12:3

Obs: Grego:αναθεμα [anathema] (Substantivo neutro). Maldição, maldito, anátema.


aparece 6 vezes no NT: At 23:14, Ro 9:3, Co 12:3, Co 16:22, Gl 1:8, Gl 1:9.
 Através deste dom, uma pessoa pode discernir quando Deus está se movendo, quando é o
espírito do homem operando e quando os maus espíritos estão presentes e ativos.

Os maus espíritos podem estar presentes ou ausentes; O Espírito de Deus está sempre
presente.

Nem todas as manifestações, mesmo na igreja, são do Espírito Santo. O propósito deste dom é o de trazer proteção
e impedir que os espíritos errados se expressem e influenciem os crentes. Este dom, então, tem o propósito de: 

libertação de demônios

"...logo veio dos sepulcros,ao seu encontro,um homem possesso de espírito imundo..." Mc5:1-14.

"....pois os espíritos imundos de muitos possessos saiam gritando....".At 8:4-8.

Revelar os servos de Satanás

"....Paulo cheio do Espírito Santo,fixando nele os olhos disse:Ó filho do diabo,cheio de todo engano e de toda
malícia,inimigo de toda justiça..." At13:9-10.

Desmascarar e derrotar as obras e declarações de demônios


"...nos saiu ao encontro uma jovem possessa de espírito adivinhador..." At 16:16

revelar enganos

"...apostatarão da fé,por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demonios..." 1T 4:1


.

"Amados não deis crédito a qualquer espírito:antes provai se os espíritos procedem de Deus..."
1 Jo 4:1-3

    O discernimento de Jesus Cristo

A Palavra de Deus nos mostra que o Senhor Jesus usou de discernimento em muitos momentos.

Em Lc 20:19 – 25:
Os escribas e os principais sacerdotes perguntam a Jesus se ‘é lícito  pagar tributos a Cesar ou não”

E Jesus usando o discernimento de espírito,percebeu que aquela pergunta era uma armadilha para entregá-lo as
autoridades se falasse contra as léis de Cesar e sabiamente respondeu:

“Daí,pois, a César o que é de César,e a Deus,o que é de Deus”.


Perceba que Jesus respeitava as leis humanas,e se você é um verdadeiro cristão,respeite também as leis do homens
e seja exemplo como o Senhor Jesus é para todos áqueles N’ele crer.

Em João 1:47 – 51:


Nesta passagem,Jesus usando o discernimento,reconhece em Natanael um verdadeiro cristão,e isto se confirma
quando Natanael pergunta a Jesus “donde me conheces?” e Jesus responde-lhe: “antes de Felipe te chamar,eu te
vi,quando estavas debaixo da figueira” e Natanael creu na resposta de Jesus e O reconheceu como Mestre,Filho de
Deus.
Precisamos usar o discernimento para podermos reconhecer o que é de Deus.

Em João 8:3 -11:

Aqui mais uma vez,usando os escribas e fariseus,satanás procura fazer Jesus falar contra as leis de da
epóca,apresentando uma mulher pega em  flagrante adultério e segundo a léi,tais mulheres deveriam ser
apedrejadas e perguntam a Jesus “Tu,pois,o que dizes ?”e como Jesus demorasse a responder,insistiram na
pergunta e Jesus usando de discernimento,responde com  sabedoria:
“Aquele que dentre vos estiver sem pecado,seja o primeiro que lhe atire a pedra”.

Com esta resposta,Jesus não falou contra a léi,calou a boca de todos e salvou a mulher da morte por
apedrejamento. 

Em Mateus 16:16:
“Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo!”. Jesus glorificou o Pai, porque Ele discerniu que quem havia revelado a Pedro
que Ele era, foi o Pai

Em  Lucas 4:1-13 : 

Jesus discerniu que as sugestões que lhe vinham na tentação do deserto, não lhe vinham de Deus, nem Dele, mas do
maligno para estragar o plano do Pai.
 

Em  Mateus 16:22 : 

“Que Deus não permita isto, Senhor! Isto não te acontecerá”. A falta de fé, o desejo de agradar, o medo, deram
entrada a satanás no pensamento e sentimento de Pedro. Jesus discerniu que o que Pedro dissera, vinha do
maligno.
Entre estas passagens ha muitas outras em que Jesus usa o discernimento de espírito para saber o que é ou não é de
Deus.

Página inicial

Visualizar versão para a web

Tecnologia do Blogger.