Você está na página 1de 2

CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO

ARTIGO ANTES AGORA


As férias serão concedidas Agora as férias poderão
por ato do empregador, ser divididas em ate três
em um só período, nos 12 vezes, diferente de
Art. 134 (doze) meses
subseqüentes à data em
antes que ela era dada
apenas uma vez no ano
que o empregado tiver
e o período integral de
adquirido o direito.
30 dias.
Os empregadores ficam Agora o trabalhador terá
obrigados a descontar da a opção de contribuir ou
folha de pagamento dos não com o pagamento
Art. 545 seus empregados, desde
que por eles devidamente
anual do sindicado.
autorizados, as
contribuições devidas ao
sindicato, quando por este
notificados.
A empresa que mantiver A mudança desse artigo
empregado não registrado especifica o valor da
nos termos do art. 41 e seu
multa para grandes e
Artigo. 47 parágrafo único, incorrerá na
multa de valor igual a 1 (um) pequenas empresas,
salário-mínimo regional, por
empregado não registrado,
acrescido de igual valor em
cada reincidência.
Resumo:

Os direitos trabalhistas permanecem mesmo após a reforma, mas a


reforma trouxe mudanças tanto benéfica quanto maléfica para o empregado e
empregador, diante disso irei destacar no decorrer do resumo os malefícios e
benefícios que ela trouxe para o empregado e também para o empregador.

BENEFICIOS PARA EMPREGADOR:


O primeiro benefício para o empregador que irei destacar é
Parcelamento de férias