Você está na página 1de 4

PROJETO PREPARAÇÃO

“Preparando pessoas para uma vida vitoriosa!”

MARATONA DE REDAÇÃO – 13/07/2018

RECURSOS COESIVOS

INTRODUÇÃO
1º período: TEMA 2º período: TESE 3º período: CONCLUSÃO E
APRESENTAÇÃO DOS ARGUMENTOS
Nesse contexto, Assim,
RECURSO Nesse sentido, Portanto, é evidente que
Nessa lógica, Para Com efeito, evidencia-se
OU Nessa perspectiva, introduzir a Diante dessa perspectiva, cabe avaliar
Nesse viés, reflexão e a TESE Dessa forma, evidencia-se
FRASE
DECLARATIVA No entanto, Ressalva
É notório que Contudo, (oposição)
É notável que
Hodiernamente, Além disso,
Atualmente, Não obstante, Continuação
Cotidianamente, Ademais,

DESENVOLVIMENTO 1
1º período: TÓPICO 2º período: RECURSO + REFLEXÃO 3º período: CONCLUSÃO E
FRASAL APRESENTAÇÃO DOS ARGUMENTOS
Semelhantemente, Assim,
Em primeiro lugar, Por analogia, Nesse sentido, é evidente que
Em primeira análise, Um exemplo disso, Com efeito, evidencia-se
A priori, cabe ressaltar De acordo com, Diante dessa perspectiva, cabe avaliar
Primeiramente, deve-se Isso pode ser explicado, Dessa forma, evidencia-se
É essencial, antes de tudo, Assim, ao analisar, Nessa perspectiva, observa-se
Convém ressaltar à Dessa forma,
princípio, Desse modo
Sob esse viés, pode-se Sob essa ótica,
apontar Sob o mesmo ponto de vista,
Mormente, Analogamente,
Primordialmente, Assim também,
Sobretudo, De conformidade com,
Similarmente
DESENVOLVIMENTO 2
1º período: TÓPICO FRASAL (FRASE 2º período: RECURSO + 3º período: CONCLUSÃO E
OBJETIVA QUE RESUME O QUE O REFLEXÃO APRESENTAÇÃO DOS
ARGUMENTOS
PARÁGRAFO TRARÁ)
PARA INICIAR: Semelhantemente, Isso porque, Assim,
Em segundo lugar, deve-se Por analogia, Devido a Nesse sentido, é evidente que
Em segunda análise, Um exemplo disso, Em virtude de Com efeito, evidencia-se
A posteriori, cabe ressaltar De acordo com, Por conseguinte Diante dessa perspectiva, cabe
Em consequência disso, Isso pode ser explicado, avaliar
Assim, ao analisar,
Além do mais, ressalte-se que Dessa forma, evidencia-se
Dessa forma,
Além disso, Desse modo Nessa perspectiva, observa-se
Vale ressaltar também, que Sob essa ótica, Com isso,
Outro ponto relevante nessa temática é Sob o mesmo ponto de vista,
Outrossim Analogamente,
Por outro lado Assim também,
De conformidade com,
Similarmente
PARA COMPLEMENTAR: A partir dessa concepção
deve-se Nota-se ainda,
é válido esclarecer Nessa perpectiva,
Cita-se como exemplo,
pode-se destacar,
Contudo,
cabe lembrar, Nota-se, ainda
vale dizer, A respeito disso,
é importante ressaltar, Nota-se ainda
é mister salientar Segundo,
É imprescindível mencionar, Portanto, que
Ademais,

CONCLUSÃO
RESUMO 2º período: RECURSO + REFLEXÃO 3º período: CONCLUSÃO E
APRESENTAÇÃO DOS ARGUMENTOS
Analogamente, Assim,
Portanto, é imperioso Assim também, Nesse sentido,
Portanto, Além disso, Com efeito,
indubitavelmente, medidas É imprescindível, ainda Dessa forma,
são necessárias para A fim de amenizar esse problema, faz-se Dessa maneira,
resolver essa necessária Nessa perspectiva,
problemática. Deve-se, ainda Com isso,
Diante dos fatos Nota-se ainda Assim, é possível
supracitados diante do Segundo,
exposto, cabe Portanto, que
Nesse sentido, Ademais,
É evidente, portanto, que
Logo, é necessário que
Logo, medidas públicas
são necessárias para
alterar esse cenário
É fundamental, portanto,
Infere-se, portanto, que é
imprescindível a
mitigação dos desafios
para
Desse modo,
Evidencia-se, portanto, que
É imperisoo
Direitos ignorados

Tanto a Constituição brasileira de 1988, quanto a Declaração Universal dos Direitos Humanos
da Nações Unidas defendem veementemente o direito à educação para todos os cidadãos. Entretanto,
pode-se observar no Brasil uma queda na quantidade de matrículas de surdos na educação básica de acordo
com dados do Inep, indicando que essa garantia não alcançou ainda essa minoria. Nesse sentido, a solução
para essa questão de pende do entendimento de fatores políticos e culturais.
Em primeiro plano, é possível perceber uma parcela de culpa do Estado nessa exclusão. Para
Aristóteles, o papel do governante é gerir o espaço público visando ao bem comum. Nesse contexto, os
representantes do povo brasileiro se afastaram dessa função ao não priorizarem a implementação de políticas
voltadas a para efetivar o direito à educação dos surdos, dificultando a formação cidadã e, consequentemente,
inclusão social desse grupo. Por trás disso, encontram-se interesses eleitorais, afinal, do ponto de vista de um
político, reformar uma estrada pode angariar muito mais votos do que fazer escolas adaptadas para surdos.
Ademais, os efeitos dessa inércia estatal são agravados pela mentalidade do povo brasileiro.
Realmente, em meio a tantos problemas nacionais, o cidadão tupiniquim tende a valorizar questões
econômicas e crises políticas em detrimento de algo como a formação educacional de pessoas com problemas
auditivos. Isso se combina com uma ação midiática que praticamente ignora essa minoria. Para tanto, sem
informação e para debater, tem-se uma inércia civil que colabora para a manutenção de uma ideia de escola
que exclui os surdos.
Evidencia-se, assim, a vigência de medidas que anulam esses desafios. Nesse contexto, o governo
deve garantir o acesso à educação aos surdos, por meio de verbas do Ministério da Educação, que devem ser
direcionadas para implementar nas instituições de ensino infraestrutura adequada, como avisos de teor visual,
para pessoas com problemas auditivos e treinar professores para o uso da língua de sinais. Feito isso, o
Estado estará investindo na inclusão social dessa minoria, de forma a permitir que os surdos contribuam para o
Brasil e tenham seus direitos reconhecidos.
Agora, monte seu esquema de Redação:

TEMA (ASSUNTO): QUAL É O PROBLEMA? ________________________________________________________________


__________________________________________________________________________________________________
TESE (PONTO DE VISTA DO AUTOR):______________________________________________________________________
Argumento 1: _______________________________________________________________________________________
RECURSO:__________________________________________________________________________________________
Argumento 2: _______________________________________________________________________________________
RECURSO:__________________________________________________________________________________________

PROPOSTAS DE INTERVENÇÃO:
QUEM? O QUÊ? PARA QUÊ?
PROPOSTA 1
PROPOSTA 2
PROPOSTA 3

As 5 competências avaliadas na Redação do Enem

Competência 1 Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa


Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de
Competência 2 conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto
dissertativo-argumentativo em prosa
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e
Competência 3
argumentos em defesa de um ponto de vista
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a
Competência 4
construção da argumentação
Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os
Competência 5
direitos humanos