Você está na página 1de 51

Edited with the trial version of

Foxit Advanced PDF Editor


To remove this notice, visit:
www.foxitsoftware.com/shopping

Aula 08

Noções de Informática p/ Câmara dos Deputados - Técnico Legislativo - Com


Videoaulas

Professor: Victor Dalton


Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

AULA 8: Busca e outros

SUMÁRIO PÁGINA
1. Busca na Internet 2
2. Grupos de Discussão e Redes Sociais 10
3. Computação na Nuvem 17
Exercícios Comentados 27
Considerações Finais 39
Exercícios 40
Gabarito 50

Olá pessoal! Que bom revê-los!

Hoje abordaremos alguns tópicos menos comuns em prova, como busca


na Internet, redes sociais e o cloud computing.

Mais uma vez, utilizar a Internet para praticar as dicas de Google, redes
sociais e computação em nuvem também podem ajudar a consolidar os
conhecimentos.

Podemos começar?

Observação importante: este curso é protegido por direitos


autorais (copyright), nos termos da Lei 9.610/98, que altera,
atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá
outras providências.

Grupos de rateio e pirataria são clandestinos, violam a lei e


prejudicam os professores que elaboram os cursos. Valorize o
trabalho de nossa equipe adquirindo os cursos honestamente
através do site Estratégia Concursos ;-)

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

BUSCA NA INTERNET

1. Busca na Internet

A Internet é um poço profundo de conhecimento.

Porém, tanto acesso à informação faz com que o usuário precise


pesquisar aquilo que deseja buscar. Não à toa, os principais navegadores
do mercado disponibilizam interfaces orientadas à busca das informações
na web.

Os principais portais de busca são:

Google – www.google.com

Bing, da Microsoft – www.bing.com

Yahoo – br.search.yahoo.com

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Ask – br.ask.com

É notório o predomínio no Google no mercado de buscadores de


Internet. Diante disso, nossos estudos concentrar-se-ão nesta
ferramenta.

Veja abaixo uma pesquisa realizada no Google:

Pesquisa por victor dalton estratégia no Google.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

O Google é uma empresa que passa 24 horas por dia “xeretando” a


Internet. Eles usam programas conhecidos como "rastreadores da Web"
para descobrir páginas disponíveis publicamente. O rastreador mais
conhecido é chamado de "Googlebot". Os rastreadores analisam as
páginas da Web e seguem os links contidos nelas, como você faz ao
navegar na Internet. Eles avançam de link em link e transmitem aos
servidores do Google os dados destas páginas da Web.

Posteriormente, o Google reúne as páginas durante o processo de


rastreamento e cria um índice para que saibamos exatamente como
encontrar o que procuramos. De forma muito semelhante ao índice na
parte de trás de um livro, o índice do Google inclui informações sobre as
palavras e onde podem ser encontradas.

Por isso, quando você realiza uma pesquisa básica, os algoritmos do


Google procuram os termos de sua pesquisa no índice para localizar as
páginas adequadas. É assim, em curtos temos, que funciona a pesquisa
online.

Porém, existem vários recursos além da pesquisa básica. Vejamos:

Web: oferece a busca tradicional.

Imagens: oferece a busca de imagens, permitindo inclusive que se


utilize uma imagem como parâmetro de busca.

Vídeos: realiza a busca no Youtube.

Notícias: realiza a busca nos principais portais de notícias.

Mais: oferece busca entre aplicativos da Play Store, Google Mapas e


outros.

Ferramentas de pesquisa: oferece alguns filtros avançados, como


a localização (país) da informação, data da página de resultado,
relevância, tipo de conteúdo, etc.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Perceba, ainda, na própria barra de pesquisas, que o Google oferece


ferramentas de acessibilidade, tais como um teclado virtual para
digitação via mouse e um microfone, para realização de pesquisa por
voz (muito útil em smrtphones).

2.1 Utilizando recursos avançados de pesquisa no google

No canto superior direito da tela de resultados de uma pesquisa, caso


pressionada uma engrenagem, dentre os diversos recursos disponíveis,
pode-se acessar a pesquisa avançada do Google.

A pesquisa avançada oferece instrumentos que podem aumentar a


precisão da pesquisa, por meio de parâmetros mais refinados de
pesquisa.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Pesquisa avançada do Google.

Alguns desses parâmetros são recursos como “todas essas palavras”,


“expressão ou frase exata”, “site ou domínio”.

Contudo, você pode utilizar a maioria desses parâmetros na tela


comum de pesquisa. Basta utilizar pontuação, símbolos ou
operadores específicos. Vamos conhecê-los?

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Pontuação/símbolo Finalidade

- (traço) Remover palavras

Quando você usa um traço antes de uma


palavra ou site, ele exclui os resultados
que incluem essa palavra ou site. Isso é
útil para palavras com vários significados,
como Jaguar, a marca do carro, e jaguar,
o animal.

Exemplos: velocidade jaguar -carro e


pandas -site:wikipedia.org

Conectar palavras

Quando o traço estiver entre várias


palavras, o Google saberá que elas estão
fortemente ligadas.

Exemplo: cachorro-do-mato

“ (aspas) Quando você colocar uma palavra ou frase


entre aspas, os resultados incluirão apenas
páginas com as mesmas palavras e na
mesma ordem do que está dentro das
aspas. Exemplo: "estratégia concursos"

* (asterisco) Use um asterisco em uma pesquisa como


um marcador para termos desconhecidos
ou caracteres coringa. Use aspas para
encontrar variações da frase exata ou para
lembrar palavras no meio de uma frase.
Exemplo: "melhor um * na mão do que
dois *"

Operador Finalidade

site: Consiga resultados a partir de


determinados sites ou domínios. Por
exemplo, é possível encontrar todas as
menções de "olimpíadas" no website da
NBC, ou em qualquer website .gov.
Exemplos: olimpíadas site:nbc.com e
olimpíadas site:.gov

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

link: Encontre páginas vinculadas a uma página


específica. Por exemplo, é possível
localizar todas as páginas vinculadas a
google.com.br. Exemplo:
link:google.com.br
related: Encontre sites semelhantes a um URL que
você já conhece. Se você pesquisar por
sites relacionados a time.com, encontrará
outros sites que publicam notícias nos
quais você pode ter interesse. Exemplo:
related:time.com
OR Para procurar páginas que contenham apenas
uma palavra entre várias palavras, inclua OR (em
maiúsculas) entre as palavras. Sem "OR", os
resultados normalmente mostram somente
páginas correspondentes a ambos os termos.
Exemplo: local da Copa do Mundo 2014 OR
2018
info: Receba informações sobre um URL, incluindo a
versão em cache da página, páginas
semelhantes e páginas vinculadas ao site.
Exemplo: info:google.com.br
cache: Veja como estava a página na última vez que o
Google rastreou o site. Exemplo:
cache:washington.edu
filetype: Procura por conteúdo em um formato
específico. Por exemplo, para encontrar
apresentações sobre As Forçar Armadas,
procure por Forças Armadas
filetype:pptx
inurl: Procura por palavras na url das páginas
web. Exemplo: inurl:jogos procurará por
páginas que contenham a paravra “jogos”
na URL.
intitle: Procura por palavras nos títulos das
páginas. Ex: intitle:autorização
procurará a palavra “autorização” no título
da página.
define: Explica o significado da palavra procurada.
Exemplo: define:concurso

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Eu recomendo fortemente que você consulte o link


https://support.google.com/websearch/answer/136861?hl=pt-BR, do próprio
Google, que lista os principais operadores da ferramenta de busca. Ainda, existe
outro site mais completo, em inglês, o
http://www.googleguide.com/advanced_operators.html. Ou, se preferir mais
uma opção em português, http://muitadica.com/comandos-secretos-do-google/.
Essas dicas, além de caírem em prova, facilitam demais o seu dia a dia no
Google. Além, claro, de praticar!

1) (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) A pesquisa carro ~azul


realizada no Google retornará resultados referentes a carro que não contenham
a palavra azul.

Errado! Para excluir a palavra azul na pesquisa citada, o correto seria a


digitação de carro –azul, com um traço simples ao invés do til.

2) (CESPE – MDIC – Agente Administrativo - 2014) A pesquisa pelo termo


intitle “cloud” feita no Google retorna todas as páginas que contenham a palavra
cloud em sua URL.

Errado! O correto seria pesquisar com o termo inurl:cloud, utilizando os dois


pontos ao invés de aspas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

GRUPOS DE DISCUSSÃO E REDES SOCIAIS

2 - Grupos de Discussão e Redes Sociais

2.1 – Grupos de discussão

Também conhecido como “Lista de discussão”, “Lista de e-mail”,


“Grupos de e-mail” ou pelo termo inglês “Newsgroups”, é um serviço
oferecido na Internet por vários sites como Yahoo Grupos
(br.groups.yahoo.com), Google Groups (groups.google.com), Grupos
(www.grupos.com.br) e outros.

Nesse serviço é possível a grupo de pessoas a troca de mensagens


via e-mail com todos os membros do grupo.

Imagine que você gosta ou tem interesse num assunto qualquer


como cinema ou concursos públicos e quer trocar informações com outras
pessoas. Entrando nesses sites você pode encontrar grupos de discussão
sobre quase qualquer assunto. Ao se cadastrar nesse grupo todas as
mensagens enviadas para um determinado endereço de e-mail,
automaticamente é redistribuída para todos os participantes do grupo.
Muito provavelmente você pertence a algum grupo de discussão, não é
mesmo?

Grupos de discussão são ferramentas de comunicação assíncronas,


ou seja, para o recebimento e envio de mensagens não é necessário
que os participantes estejam conectados ao mesmo tempo.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Grupos do Google. Um dos mais utilizados do mundo! Quem tem conta no gmail, não raro, participa
de grupos de discussões entre amigos, colegas de trabalho e outros.

Nesses Grupos de Discussão, via de regra, existe a figura do Dono ou


Administrador do Grupo, normalmente o usuário fundador do grupo, e
pode existir ou não um ou vários moderadores. O administrador e os
moderadores são os usuários responsáveis por manter a lista num bom
funcionamento. Por exemplo, evitando brigas entre os usuários,
aprovando ou censurando algumas mensagens, e não deixando a
vinculação de mensagens fora do tema e do objetivo do grupo.

Num grupo de discussão atualmente é possível compartilhamento de


arquivos, fotos e mídia entre os participantes. Um membro do grupo
envia para a página do grupo um arquivo, e todos os demais membros
podem acessá-lo posteriormente.

Uma das deficiências dos grupos de discussão é a possível


redundância de mensagens. Como as mensagens são enviadas para os
membros, temas antigos já respondidos podem voltar com o tempo ao
mesmo grupo de discussão, uma vez que usuários novos sempre poderão
entrar no grupo, e sem conhecimento das mensagens antigas voltarem ao
mesmo assunto novamente. Uma possível solução para essa deficiência é
a existência dos FÓRUNS via web.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

3) (CESPE – CBM/CE – 1º Tenente - 2014) Os fóruns ou listas de discussão


na Internet, denominados também salas de chat ou de bate-papo, dispõem de
ambiente on-line para discussão em tempo real entre os membros cadastrados.

Errado! Fóruns não são listas de discussão, que também não são salas de chat
(conversa). No chat, a conversa é em tempo real. Nas listas e fóruns, as pessoas
deixam as suas mensagens na página/grupo, e quem quiser responder o faz
quando estiver online. Isso não acontece, necessariamente, em tempo
real.

2.2 – Redes sociais

As redes sociais são a nova sensação da internet. Por meio delas, as


pessoas podem interagir em tempo real (ou não), trocando mensagens,
mídias, informações profissionais, enfim, todo tipo de informação. As
redes sociais possuem tamanho alcance nos dias de hoje, que até
empresas, órgãos públicos, famosos e políticos estão utilizando-as como
canal profissional, para divulgar trabalhos e fazer propaganda.

As redes sociais mais conhecidas são:

Facebook

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

O Facebook é a rede social mais popular do mundo. Com ambições


de tanto atender interesses pessoais e profissionais, o usuário pode fazer
publicações, que podem envolver textos, mídias ou links para sites. Tais
publicações podem ser comentadas, curtidos e/ou compartilhadas
pelos demais.

Sua lucratividade, baseia-se no mapeamento do comportamento do


usuário, e no oferecimento de propaganda direcionada ao mesmo.

É uma rede em constante atualização.

Aproveite que estamos falando de Facebook e curta a minha página profissional -


facebook.com/professorvictordalton. Será um prazer receber você!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Twitter

O Twitter é uma rede social de microblogue. Por meio dele, os


usuários podem seguir e serem seguidos. Suas principais características
são a restrição de 140 caracteres para texto e a utilização de
#hashtags, que facilitam a procura de conteúdo por essa rede. As
hashtags, inclusive, estão sendo “copiadas” pelas demais redes sociais.

Twitter: printscreen.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Instagram

O Instagram é uma ferramenta de compartilhamento de


imagens, com a utilização rápida de filtros, que aplicam estilos à foto
tirada. Também permite aos usuários seguirem e serem seguidos.

Instagram: printscreen.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

LinkedIn

O Linkedin é uma rede social com viés profissional. Seu objetivo é


que as pessoas preencham seus currículos e formem uma rede
profissional com colegas de classe e de trabalho, para encontrar
oportunidades profissionais e de negócios.

Linkedin: printscreen.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

4) (CESPE – ANS – Técnico - 2013) As empresas e os órgãos públicos têm


utilizado as redes sociais como ambiente de divulgação de suas ações, o que as
torna um relevante meio de comunicação para as instituições.

Correto. Diversos órgãos públicos, como a Câmara dos Deputados e o Ministério


do Planejamento, estão adotando as redes sociais, em especial o Twitter e o
Facebook, para a divulgação institucional de suas atividades.

CLOUD COMPUTING

3 – Computação em nuvem

Vamos começar com uma historinha.

Na década de 90, a Internet era um item de luxo. Conexão discada,


assinatura cara, acesso lento e vagaroso. Acho que foi dessa época que
veio o termo “navegar”, pois, dentro de um barco em alto mar, temos a
sensação de estarmos quase parados, rs.

Com a chamada “comoditização” da Internet, cada vez mais usuários


no mundo possuem acesso de boa qualidade à rede mundial de
computadores. A velocidade de acesso contínuo na ordem dos megabits
por segundo (e crescendo) possibilitou o surgimento de toda uma gama
de serviços que utiliza a Internet como meio.

Apenas para ilustrar, quem tem smartphones certamente já lhes foi


sugerida a opção de guardar suas mídias favoritas em serviços como o
iCloud, Google Drive, SkyDrive ou Dropbox; quem utiliza o Gmail
provavelmente já ouviu falar do Google Docs, para a criação e
compartilhamento de documentos, planilhas e apresentações online. O
Office, em sua versão 365, também quer que seu computador, notebook,

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

smartphone ou tablet interajam em uma única plataforma. Até mesmo o


Google, em uma proposta ousada, está comercializando o Chromebook,
um computador com recursos mínimos de hardware, mas que utiliza todo
tipo de serviço online, desde armazenamento passando por todo tipo de
serviço.

Enfim, estamos entrando na era da computação em nuvem, e


sabe-se lá onde isso vai parar! 

ATORES

A computação em nuvem é composta por três atores principais: os


prestadores de serviços, também conhecidos como SPs (do inglês
Service Providers, ou desenvolvedores de serviço), os usuários dos
serviços, também conhecidos como usuários das nuvens ou
consumidores finais, e os prestadores de infraestrutura, também
conhecidos como IPs (do inglês Infrastructure Providers).

Os prestadores de serviços são aqueles que desenvolvem e deixam


os serviços acessíveis aos usuários através de interfaces baseadas na
Internet. Esses serviços, por sua vez, necessitam de uma infraestrutura
sobre a qual estarão instalados; essa infraestrutura é fornecida na forma
de um serviço pelos prestadores de infraestrutura. A Figura abaixo
demonstra essa relação entre os atores.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Relacionamento entre os atores na computação em nuvem.

CAMADAS

Para fins de concurso, já que é isso que nos interessa, as bancas têm
adotado a classificação de Hilley (2009), que hierarquiza os serviços na
nuvem da seguinte forma:

IaaS - Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço


(em português): diz respeito aos serviços oferecidos na camada de
infraestrutura. Esses serviços incluem servidores, sistemas de
armazenamento, roteadores e outros sistemas que são agrupados e
padronizados a fim de serem disponibilizados pela rede. Ex: Google
Drive, SkyDrive, Amazon Web Services. Pode ser chamada, ainda, de
Hardware as a Service (HaaS).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

PaaS - Plataform as a Service ou Plataforma como Serviço (em


português): disponibiliza-se uma plataforma, um ambiente operacional
completo, para que aplicativos e serviços possam ser desenvolvidos. Ex:
Windows Azure, Google App Engine. Utilizada principalmente pelos
prestadores de serviços (desenvolvedores).

SaaS - Software as a Service ou Software como Serviço (em


português): representa os serviços de mais alto nível disponibilizados em
uma nuvem. Esses serviços dizem respeito a aplicações completas que
são oferecidas aos usuários. (p.ex.: Google Docs, Microsoft
SharePoint Online, Office 365).

Hierarquia de Serviços na Computação na Nuvem: Hilley, 2009.

Existem outras classificações menos “tradicionais”, a saber:

CaaS - Communication as a Service ou Comunicação como Serviço


(em português): uso de uma solução de Comunicação Unificada
hospedada em Data Center do provedor ou fabricante (p.ex.: Microsoft
Lync).

DevaaS - Development as a Service ou Desenvolvimento como


Serviço (em português): as ferramentas de desenvolvimento tomam
forma no cloud computing como ferramentas compartilhadas, ferramentas
de desenvolvimento web-based e serviços baseados em mashup.
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

EaaS - Everything as a Service ou Tudo como Serviço (em


português): quando se utiliza tudo, infraestrutura, plataformas, software,
suporte, enfim, o que envolve T.I.C. (Tecnologia da Informação e
Comunicação) como um Serviço.

5) (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Na hierarquia da computação


em nuvem, o nível mais baixo é o PaaS (Platform-as-a-Service). Nesse nível, é
disponibilizado ao usuário somente a estrutura de hardware, a qual inclui o
processador, a memória, a energia, a refrigeração e a rede; ao passo que a
estrutura de software, que inclui o sistema operacional, os servidores de banco
de dados e os servidores web, fica a cargo do próprio usuário.

Errado! IaaS (Infraestructure as a Service) é quem disponibiliza recursos de


hardware, deixando o software a cargo do usuário. PaaS, Plataform as a
Service, disponibiliza uma plataforma completa para o usuário, a exemplo do
Windows Azure, e é um dos recursos mais completos que pode ser
disponibilizado na nuvem.

Ainda, na Hierarquia dos serviços da computação em nuvem, de Hilley, a PaaS é


colocada acima da IaaS, e abaixo do Software as a Service (SaaS).

6) (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Windows Azure, Microsoft


Office 365 e SkyDrive são exemplos, respectivamente, de IaaS, SaaS e PaaS na
computação em nuvem.

Errado! Houve inversão entre o IaaS e PaaS.

- PaaS

- SaaS

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

- IaaS

TIPOS DE NUVEM

As nuvens podem ser classificadas em três tipos básicos: públicas,


privadas e híbridas. A escolha entre elas depende das necessidades das
aplicações que serão implementadas.

Nuvens públicas

As nuvens públicas são aquelas que são executadas por terceiros.


As aplicações de diversos usuários ficam misturadas nos sistemas de
armazenamento, o que pode parecer ineficiente a princípio. Porém, se a
implementação de uma nuvem pública considera questões fundamentais,
como desempenho e segurança, a existência de outras aplicações sendo
executadas na mesma nuvem permanece transparente tanto para os
prestadores de serviços como para os usuários.

Um dos benefícios das nuvens públicas é que elas podem ser muito
maiores do que uma nuvem privada, por exemplo, já que elas permitem
uma maior escalabilidade dos recursos. Essa característica evita a compra
de equipamentos adicionais para resolver alguma necessidade
temporária, deslocando os riscos de infraestrutura para os prestadores de
infraestrutura da nuvem. Há ainda a possibilidade de destinar algumas
porções da nuvem pública para o uso exclusivo de um único usuário,
criando o chamado data center privado virtual, que provê a esse
usuário uma maior visibilidade de toda a infraestrutura.

Nuvens privadas

As nuvens privadas são aquelas construídas exclusivamente para


um único usuário (uma empresa, por exemplo). Diferentemente de
Prof. Victor Dalton
www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

um data center privado virtual, a infraestrutura utilizada pertence ao


usuário, e, portanto, ele possui total controle sobre como as aplicações
são implementadas na nuvem. Uma nuvem privada é, em geral,
construída sobre um data center privado.

Caso o usuário queria aumentar os recursos utilizados em sua nuvem


privada, ele deve adquirir novos equipamentos, como sistemas de
armazenamento, por exemplo, já que a sua nuvem está limitada à
capacidade de seu sistema físico. Em uma nuvem pública, como já foi
falado anteriormente, não há essa necessidade, uma vez que, como os
recursos são facilmente escaláveis, basta o usuário reservar uma
quantidade maior deles. Devido a essas diferenças, diz-se que as nuvens
públicas são mais adequadas para aplicações temporárias, enquanto que
as nuvens privadas são um ambiente mais apropriado a aplicações
permanentes que demandam níveis específicos de qualidade de serviço e
de localização dos dados.

Nuvens híbridas

As nuvens híbridas combinam os modelos das nuvens públicas e


privadas. Elas permitem que uma nuvem privada possa ter seus recursos
ampliados a partir de uma reserva de recursos em uma nuvem pública.
Essa característica possui a vantagem de manter os níveis de serviço
mesmo que haja flutuações rápidas na necessidade dos recursos. A
conexão entre as nuvens pública e privada pode ser usada até mesmo em
tarefas periódicas que são mais facilmente implementadas nas nuvens
públicas, por exemplo. O termo “computação em ondas” (em inglês,
surge computing) é, em geral, utilizado quando se refere às nuvens
híbridas.

É válido destacar que as nuvens híbridas introduzem a complexidade


de determinar a maneira como as aplicações são distribuídas entre
nuvens públicas e privadas. A relação entre os dados e os recursos de
processamento, por exemplo, deve ser considerada. Se uma aplicação
possui uma grande quantidade de dados, o seu processamento em uma
nuvem pública pode não ser favorável, já que passar esses dados de sua
nuvem privada para uma nuvem pública pode ser muito custoso.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

APLICATIVO NA NUVEM

Por fim, acredito que o serviço de nuvem mais próximo do usuário


final seja o Google Docs.

Visão geral do Google Docs, de dentro de um navegador web.

O Google Docs trabalha é uma ferramenta para a disponibilização de


documentos, planilhas e apresentações online. Integra-se a outros
recursos do Google, como o Google Drive (armazenamento na nuvem),
e oferece recursos de compartilhamento na web.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Compartilhamento online: perceba que, no nível mais aberto, o documento pode até mesmo ser
pesquisado na web. No nível mais fechado, apenas pessoas específicas podem acessar o arquivo.

Ainda, no compartilhamento específico com pessoas, pode-se editar o


nível de acesso delas.

Como sempre, fica a dica para você ir em docs.google.com e mexer na ferramenta!

7) (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012) É


possível criar e editar documentos de texto e planilhas em uma nuvem
(cloudcomputing) utilizando-se serviços oferecidos pelo Google Docs. Para isso,
é obrigatório que tenham sido instalados, no computador em uso, um browser e

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

o Microsoft Office ou o BrOffice, bem como que este computador possua uma
conexão à Internet ativa.

Errado! A utilização do Google Docs dispensa a instalação do Microsoft Office ou


BrOffice, uma vez que a edição do documento ocorre diretamente dentro do
navegador. Basta possuir o navegador web e a conexão ativa à Internet.

Pois bem, terminado esse pout pourri de assuntos, é hora de fazer mais
exercícios!

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

EXERCÍCIOS COMENTADOS CESPE

3.4 - Sítios de busca e pesquisa na Internet.

1 (CESPE – SEDUC/AM – Cargos 21 a 27 - 2011) Ao se efetuar uma


pesquisa na Internet, o uso de aspas (“ ”) delimitando o texto digitado restringe
a busca às páginas que contenham exatamente as mesmas informações do
conteúdo que esteja entre as aspas, mas em qualquer ordem do conteúdo do
texto.

Errado! Quando se utiliza aspas, a restrição é total. A frase deverá está


escrita exatamente como na sequência entre aspas.

2 (CESPE – ANAC – Técnico em Regulação áreas 1,3 e 4 - 2012) Para


realizar buscas diretamente no Internet Explorer 9, o usuário pode digitar o
termo desejado diretamente na barra de endereços do navegador. Caso seja
digitado um termo que não possa ser interpretado como um endereço da Web, o
mecanismo de busca padrão entrará em ação.

Correto. Ainda é possível gerenciar complementos do navegador,


escolhendo qual mecanismo de busca será o padrão (Bing, Google,...)

3 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012)


Caso se digite, na caixa de pesquisa do Google, o argumento “crime eleitoral”
site:www.tre-rj.gov.br, será localizada a ocorrência do termo “crime eleitoral”,
exatamente com essas palavras e nessa mesma ordem, apenas no sítio
www.tre-rj.gov.br.

Correto. Eu recomendo fortemente que você consulte o link


https://support.google.com/websearch/answer/136861?hl=pt-BR, do próprio
Google, que lista os principais operadores da ferramenta de busca. Ainda, existe
outro site mais completo , em inglês, o
http://www.googleguide.com/advanced_operators.html. Ou, se preferir mais
uma opção em português, http://muitadica.com/comandos-secretos-do-google/.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Essas dicas, além de caírem em prova, facilitam demais o seu dia a dia no
Google. Além, claro, de praticar!

4 (CESPE – ANAC – Técnico em Regulação áreas 1,3 e 4 - 2012)


Usando-se o sítio de busca Google, a pesquisa por cache: www.anac.gov.br
apresenta como resultado a versão mais nova da página www.anac.gov.br e a
armazena na memória do computador

Errado! Essa pesquisa trará a versão da página armazenada em cache pelo


Google. Tal versão, naturalmente, pode estar defasada em relação à versão
mais recente da página.

5 (CESPE – Câmara dos Deputados – Todos os cargos, exceto


Técnico em Material e Patrimônio - 2012) No sítio de busca Google, ao
informar link:www.camara.gov.br como argumento de pesquisa, serão
pesquisados sítios que façam referência a www.camara.gov.br.

Correto.

6 (CESPE – ANS – Técnico - 2013) Para encontrar a logomarca da ANS


na Internet utilizando-se um sítio de buscas, deve-se selecionar a opção
Imagem para que o resultado da busca corresponda a imagens existentes na
Web com o termo ANS.

Correto. O destaque é que não somente a logomarca da ANS será


encontrada, mas todas as imagens que se relacionem ao termo “ANS”.

7 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012)


Ao se digitar o argumento de pesquisa tre -(minas gerais) no bing, serão
localizadas as páginas que contenham o termo “tre” e excluídas as páginas que
apresentem o termo “minas gerais”.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Correto. No Google, seriam aspas ao invés de parênteses. O Bing oferece


dicas de pesquisa avançada em http://onlinehelp.microsoft.com/en-
us/bing/ff808421.aspx e em http://onlinehelp.microsoft.com/en-
us/bing/ff808438.aspx. Vale a pena ler e experimentar no computador. Afinal,
você já sabe que pode cair em prova!

8 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) No bing a sintaxe


Rio Branco filetype:pdf url:www.tjac.gov.br localiza arquivos do tipo pdf no site
www.tjac.gov.br que contenham o termo Rio Branco.

Errado! O bing oferece o recurso site para encontrar resultados em um


determinado endereço, e não url. O Google também oferece tais recursos.
Experimente no seu computador!

(CESPE – MTE – Auditor Fiscal do Trabalho - 2013)

9 O botão funciona de forma similar ao botão ;


entretanto a lista de links gerada pelo segundo botão não é ordenada pelo
número de acessos, como ocorre na lista de links gerada pelo primeiro botão.

Errado! O botão Pesquisa Google realiza a pesquisa da forma


convencional, enquanto o Estou com sorte abre automaticamente a primeira

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

página relacionada à pesquisa, ou seja, o site que o buscador julgou mais


relevante.

10 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) A pesquisa carro ~azul


realizada no Google retornará resultados referentes a carro que não contenham
a palavra azul.

Errado! Para excluir a palavra azul na pesquisa citada, o correto seria a


digitação de carro –azul, com um traço simples ao invés do til.

11 (CESPE – MDIC – Agente Administrativo - 2014) A pesquisa pelo


termo intitle “cloud” feita no Google retorna todas as páginas que contenham a
palavra cloud em sua URL.

Errado! O correto seria pesquisar com o termo inurl:cloud, utilizando os


dois pontos ao invés de aspas.

12 (CESPE – FUB – Conhecimentos Básicos - 2015) O sítio de buscas


Google permite que o usuário realize pesquisas utilizando palavras e textos tanto
em caixa baixa quanto em caixa alta.

Correto. O Google não leva em consideração se o texto está em caixa alta


ou baixa para fazer suas pesquisas.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

3.5 e 3.6 - Grupos de Discussão e Redes Sociais.

1 (CESPE – Assembleia Legislativa/CE – Cargo 10 - 2011) A URL


twitter.com disponibiliza um serviço de rede social que permite aos usuários a
criação de um microblogue, no qual podem ser postados textos de, no máximo,
140 caracteres.

Correto. O Twitter possui essa limitação que impede postagens muito


longas.

2 (CESPE – MPE/PI – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2011) Na rede social


conhecida como Via6, o usuário poderá compartilhar informações e dados —
como vídeos, artigos, notícias e apresentações — com outros usuários que fazem
parte dos seus contatos.

Correto. Via6 é uma rede social com viés profissional, assim como o
LinkedIn. Saiba mais em www.via6.com.

3 (CESPE – SSP/CE – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2012) No Facebook, a


análise do perfil (linha do tempo) permite a aprovação ou a recusa das
marcações que as pessoas adicionam às publicações de um usuário. Já a análise
de marcações permite a aprovação ou a recusa das publicações, em que as

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

pessoas marcam o usuário antes de elas serem exibidas no perfil desse usuário
(linha do tempo).

Errado! A análise de marcações permite a aprovação ou recusa das


marcações que as pessoas adicionam às suas publicações. Você pode ativá-la
nas configurações de privacidade no Facebook.

Análise de marcações no Facebook

A análise da linha do tempo, por sua vez, permite que você permita ou
não a exibição de uma publicação em sua linha do tempo. Ela também pode ser
ativada nas configurações de privacidade do Facebook. Não gostei do nome
“análise de perfil”, adotado pela banca. Análise da linha do tempo é o que
aparece no Facebook.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Análise de publicações no Facebook

4 (CESPE – Câmara dos Deputados – Todos os cargos, exceto


Técnico em Material e Patrimônio - 2012) Apesar de muito utilizadas pelos
usuários de Internet atualmente, as redes sociais não são adequadas para o uso
dos órgãos governamentais, devido aos riscos envolvidos com o alcance dessas
ferramentas.

Errado! Basta observar que os mais diversos órgãos públicos estão


adotando as redes sociais, em especial o Twitter e o Facebook, para a divulgação
institucional de suas atividades. Por exemplo, você pode seguir a Câmara dos
Deputados pelo Twitter (@CamaraDeputados) e pelo Facebook, e o MPOG pelo
Twitter(@planejamentobr), todos perfis oficiais.

5 (CESPE – ANS – Técnico - 2013) As empresas e os órgãos públicos


têm utilizado as redes sociais como ambiente de divulgação de suas ações, o
que as torna um relevante meio de comunicação para as instituições.

Correto. Diversos órgãos públicos, como a Câmara dos Deputados e o


Ministério do Planejamento, estão adotando as redes sociais, em especial o
Twitter e o Facebook, para a divulgação institucional de suas atividades.

6 (CESPE – CBM/CE – 1º Tenente - 2014) Os fóruns ou listas de


discussão na Internet, denominados também salas de chat ou de bate-papo,
dispõem de ambiente on-line para discussão em tempo real entre os membros
cadastrados.

Errado! Fóruns não são listas de discussão, que também não são salas de
chat (conversa). No chat, a conversa é em tempo real. Nas listas e fóruns, as
pessoas deixam as suas mensagens na página/grupo, e quem quiser responder
o faz quando estiver online. Isso não acontece, necessariamente, em
tempo real.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

3.7 - Computação na nuvem (cloud computing).

1 (CESPE – SSP/CE – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2012) A ferramenta


Google Docs oferece a possibilidade de criação de formulários em HTML com
vários temas e tipos de perguntas.

Correto. Além disso, é possível compartilhar documentos e permitir a


edição destes de forma colaborativa. Experimente em http://docs.google.com.

2 (CESPE – Câmara dos Deputados – Analista Legislativo: Técnico


em Material e Patrimônio - 2012) Em cloud computing, cabe ao usuário do
serviço se responsabilizar pelas tarefas de armazenamento, atualização e backup
da aplicação disponibilizada na nuvem.

Errado! Na computação em nuvem, armazenar, atualizar e fazer backup da


aplicação disponibilizada são responsabilidades do provedor do serviço.

3 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Com relação à


funcionalidade, tipos e objetivos, a computação em nuvem é idêntica ao
funcionamento de Web Services.

Errado! Web Services trata de sistemas que se intercomunicam, um


provendo serviço ao outro. Na computação em nuvem, recursos computacionais
são disponibilizados pela Internet, como espaço de armazenamento,
infraestrutura, aplicações, e outros.

4 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Na computação


em nuvem, o software é acessível por meio da compra de licenças.

Errada! O CESPE adotou a solução como errado, mas, a meu ver, a


assertiva é confusa. É possível comprar licenças para aplicações na nuvem,
como o próprio Office 365, que vende licenças únicas ou licenças com renovação
mensal. Por outro lado, existem aplicações gratuitas, como o Google Docs. Acho
que a abordagem da banca era dizer que a alternativa correta seria algo como

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

“na computação em nuvem, o software é acessível por meio da Internet”. De


qualquer forma, em minha opinião, a assertiva deveria ser anulada.

5 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) O MS Office 365


é uma solução de Cloud Computing do tipo Plataform as a service (PaaS).

Errado! O Office 365 é um exemplo híbrido de Software as a Service


(SaaS) com Infrastructure as a Service (IaaS). No Office 365, algumas
aplicações são disponibilizadas na nuvem, como os Microsoft Exchange e
Sharepoint (SaaS), e outros disponibilizam infraestrutura, como o Skydrive, que
disponibiliza espaço de armazenamento na nuvem, para que o usuário salve
seus documentos (IaaS).

Os serviços na nuvem podem ser classificados em seis categorias:

IaaS - Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço (em


português): quando se utiliza uma porcentagem de um servidor, geralmente
com configuração que se adeque à sua necessidade. Ex: Google Drive, Microsoft
SkyDrive. Pode ser chamada, ainda, de Hardware as a Service (HaaS).

PaaS - Plataform as a Service ou Plataforma como Serviço (em português):


disponibiliza-se uma plataforma, um ambiente operacional completo, para que
aplicativos e serviços possam ser desenvolvidos. Ex: Windows Azure.

SaaS - Software as a Service ou Software como Serviço (em português):


uso de um software em regime de utilização web (p.ex.: Google Docs , Microsoft
SharePoint Online, Office 365).

CaaS - Communication as a Service ou Comunicação como Serviço (em


português): uso de uma solução de Comunicação Unificada hospedada em Data
Center do provedor ou fabricante (p.ex.: Microsoft Lync).

DevaaS - Development as a Service ou Desenvolvimento como Serviço


(em português): as ferramentas de desenvolvimento tomam forma no cloud
computing como ferramentas compartilhadas, ferramentas de desenvolvimento
web-based e serviços baseados em mashup.

EaaS - Everything as a Service ou Tudo como Serviço (em português):


quando se utiliza tudo, infraestrutura, plataformas, software, suporte, enfim, o
que envolve T.I.C. (Tecnologia da Informação e Comunicação) como um Serviço.

6 (CESPE – Câmara dos Deputados – Agente de Polícia Legislativa -


2014) O armazenamento de arquivos no modelo de computação em nuvem

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

(cloud computing) é um recurso moderno que permite ao usuário acessar


conteúdos diversos a partir de qualquer computador com acesso à Internet.

Correto. A ideia da nuvem justamente é permitir que o usuário acesse o


conteúdo lá armazenado de qualquer lugar, desde que esteja online.

7 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012) É


possível criar e editar documentos de texto e planilhas em uma nuvem
(cloudcomputing) utilizando-se serviços oferecidos pelo Google Docs. Para isso,
é obrigatório que tenham sido instalados, no computador em uso, um browser e
o Microsoft Office ou o BrOffice, bem como que este computador possua uma
conexão à Internet ativa.

Errado! A utilização do Google Docs dispensa a instalação do Microsoft


Office ou BrOffice, uma vez que a edição do documento ocorre diretamente
dentro do navegador. Basta possuir o navegador web e a conexão ativa à
Internet.

8 (CESPE – Polícia Federal – Nível Superior - 2014) A computação em


nuvem, mecanismo muito utilizado atualmente, dispensa o hardware para
armazenamento de dados, que ficam armazenados em softwares.

Errado! É impossível armazenar dados sem um dispositivo físico, tal como


um disco rígido. O “charme” da nuvem é você não saber exatamente onde ficam
esses dispositivos de armazenamento, mas eles existem, em algum lugar.

9 (CESPE – TCDF – Múltiplos cargos - 2014) Embora a atual


arquitetura de nuvem possua grande capacidade de armazenamento, os dados
gerados por redes sociais e por mecanismos de busca não podem ser
armazenados e gerenciados em nuvem, devido ao fato de eles serem
produzidos, diariamente, em quantidade que extrapola a capacidade de
armazenamento da referida arquitetura.

Errado! Existe sim essa capacidade de armazenamento.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

10 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Na hierarquia da


computação em nuvem, o nível mais baixo é o PaaS (Platform-as-a-Service).
Nesse nível, é disponibilizado ao usuário somente a estrutura de hardware, a
qual inclui o processador, a memória, a energia, a refrigeração e a rede; ao
passo que a estrutura de software, que inclui o sistema operacional, os
servidores de banco de dados e os servidores web, fica a cargo do próprio
usuário.

Errado! IaaS (Infraestructure as a Service) é quem disponibiliza recursos


de hardware, deixando o software a cargo do usuário. PaaS, Plataform as a
Service, disponibiliza uma plataforma completa para o usuário, a exemplo do
Windows Azure, e é um dos recursos mais completos que pode ser
disponibilizado na nuvem.

Ainda, na Hierarquia dos serviços da computação em nuvem, de Hilley, a


PaaS é colocada acima da IaaS, e abaixo do Software as a Service (SaaS).

Hierarquia de Serviços na Computação na Nuvem: Hilley, 2009.

11 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Windows Azure, Microsoft


Office 365 e SkyDrive são exemplos, respectivamente, de IaaS, SaaS e PaaS na
computação em nuvem.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

Errado! Houve inversão entre o IaaS e PaaS.

- PaaS

- SaaS

- IaaS

12 (CESPE – MDIC – Analista Técnico Administrativo - 2014) Na


computação em nuvem, é possível acessar dados armazenados em diversos
servidores de arquivos localizados em diferentes locais do mundo, contudo, a
plataforma utilizada para o acesso deve ser idêntica à dos servidores da nuvem.

Errado! A plataforma utilizada, no caso, o sistema operacional da máquina


que acessa os servidores da nuvem não precisa ser a mesma dos servidores. Se
isso não é válido para a Internet, não seria válido para a utilização de serviços
na nuvem.

13 (CESPE – ICMBIO – Nível Médio - 2014) A computação na nuvem


permite ao usuário alocar recursos de forma dinâmica e em tempo real, o que
possibilita o ajuste entre a necessidade e os recursos.

Correto. Frases genéricas assim dificilmente são incorretas.

14 (CESPE – STJ – Analista Judiciário - 2015) O que diferencia uma


nuvem pública de uma nuvem privada é o fato de aquela ser disponibilizada

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

gratuitamente para uso e esta ser disponibilizada sob o modelo pay-per-usage


(pague pelo uso).

Errado! Nuvens públicas e privadas estão relacionadas a nível de acesso, e


não à questão de ser paga ou não. Nuvens públicas podem ser acessadas por
qualquer cidadão, enquanto a nuvem privada é restrita a alguma corporação,
campi universitários, etc...

15 (CESPE – STJ – Analista Judiciário - 2015) Embora seja uma


tecnologia que prometa resolver vários problemas relacionados à prestação de
serviços de tecnologia da informação e ao armazenamento de dados, a
computação em nuvem, atualmente, não suporta o processamento de um
grande volume de dados.

Errado! Uma das grandes vantagens da computação em nuvem é poder


lidar com grandes volumes de dados.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

E encerramos a última parte de ”redes”!

Mais uma vez, a prática pode e VAI ajudar você a consolidar o que
aprendemos no dia de hoje. Não deixe de exercitar!

Até a próxima aula!

Victor Dalton

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

LISTA DE EXERCÍCIOS

3.3 - Programas de correio eletrônico (Outlook Express e Mozilla


Thunderbird).

1 (CESPE – Assembléia Legislativa/CE – Cargo 10 - 2011) O Mozilla


Thunderbird é um programa de correio eletrônico que possibilita a
implementação de filtro anti-spam adaptável.

2 (CESPE – MPE/PI – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2011) No Microsoft


Outlook Express é possível realizar configuração para ler emails em mais de um
provedor. Todavia, novas mensagens, recebidas após essa configuração, ficam
necessariamente misturadas na pasta denominada caixa de entrada dos
referidos servidores.

3 (CESPE – STJ – Todos os cargos exceto 5 - 2012) Por meio do


software Microsoft Outlook pode-se acessar o serviço de correio eletrônico,
mediante o uso de certificado digital, para abrir a caixa postal do usuário de um
servidor remoto.

4 (CESPE – TELEBRÁS – Conhecimentos Básicos Nível Médio - 2013)


No Outlook Express, por meio da opção Salvar Como, as mensagens recebidas
podem ser armazenadas em pastas de arquivamento localizadas na estrutura de
diretórios do Windows.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

5 (CESPE – MPU – Analista - 2013) Ao se clicar a pasta ,


na figura acima, será apresentada a lista de todos os emails que foram enviados
a partir do Outlook Express.

6 (CESPE – MPU – Analista - 2013) Se o usuário em questão possuísse

inscrição em Grupos de discussão ou Redes sociais, a opção —


Responder a todos — seria habilitada.

7 (CESPE – MPU – Analista - 2013) O número (310) mostrado ao lado

da opção indica o número de amigos que o usuário em


questão possui.

8 (CESPE – Polícia Federal – Perito - 2013) Considere que um usuário


necessite utilizar diferentes dispositivos computacionais, permanentemente
conectados à Internet, que utilizem diferentes clientes de email, como o Outlook
Express e Mozilla Thunderbird. Nessa situação, o usuário deverá optar pelo uso
do protocolo IMAP (Internet Message Access Protocol), em detrimento do POP3
(post office protocol), pois isso permitirá a ele manter o conjunto de emails no

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

servidor remoto ou, alternativamente, fazer o download das mensagens para o


computador em uso.

9 (CESPE – CADE – Nível Médio - 2014) O Mozilla Thunderbird permite


que cada conta de email tenha o seu próprio local de arquivamento das
mensagens.

10 (CESPE – CADE – Nível Médio - 2014) O Mozilla Thunderbird possui


recursos que permitem que uma pasta em disco seja compactada tanto de forma
automática quanto de forma manual.

11 (CESPE – Câmara dos Deputados – Agente de Polícia Legislativa


- 2014) Ferramenta de correio eletrônico, o Outlook Express permite baixar
todos os emails do usuário para a máquina local, sendo desnecessária a conexão
à Internet para se acessar os e-mails que estejam na caixa de entrada.

12 (CESPE – Câmara dos Deputados – Agente de Polícia Legislativa


- 2014) Atualmente, a criptografia é utilizada automaticamente por todos os
aplicativos de email, em especial os usados via Web (ou Webmail).

13 (CESPE – TCDF – Múltiplos cargos - 2014) Funcionalidades


disponibilizadas no Mozilla Thunderbird possibilitam mover uma mensagem da
caixa de entrada de uma conta para uma pasta localizada em outra conta.

14 (CESPE – ICMBIO – Nível Superior - 2014) O recurso do Mozilla


Thunderbird que permite agrupar e ordenar mensagens é utilizado somente
quando cada mensagem tiver sido marcada por um dos filtros da opção
Marcadores.

15 (CESPE – ICMBIO – Nível Superior - 2014) No Outlook Express,


caso se envie uma mensagem com o uso do recurso CCo: a mais de um
endereço eletrônico, a mensagem encaminhada permitirá a todos os
recebedores ver a relação de destinatários.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

16 (CESPE – MDIC – Agente Administrativo - 2014) Ao utilizar o


Mozilla Thunderbird como ferramenta de correio eletrônico, o usuário pode
manter uma pasta Inbox compartilhada entre todas as suas contas de correio
eletrônico.

17 (CESPE – MTE – Agente Administrativo - 2014) O Mozilla


Thunderbird fornece, entre os recursos de segurança, a integração com software
de antivírus.

18 (CESPE – MTE – Agente Administrativo - 2014) Por padrão,


durante a inicialização do aplicativo, ocorre uma verificação automática junto ao
servidor de e-mails a fim de que sejam apresentadas ao usuário as novas
mensagens recebidas.

19 (CESPE – CBM/CE – Soldado Bombeiro - 2014) O Outlook Express


é um aplicativo para computadores pessoais, portanto não é possível a
configuração de mais de uma conta de correio eletrônico em um mesmo
aplicativo.

20 (CESPE – CBM/CE – 1º Tenente - 2014) Em comparação ao


Microsoft Outlook, o Mozilla Thunderbird tem a desvantagem de não realizar a
filtragem de mensagens de spam recebidas pelo usuário desse programa de
email.

21 (CESPE – ICMBIO – Nível Médio - 2014) Considere-se que um


servidor do ICMBio, após receber, por meio do Outlook Express, uma mensagem
com o arquivo animais_extincao.doc, em anexo, tenha executado as seguintes
ações: abrir o arquivo, incluir uma nova informação ao documento, salvar o
arquivo e, em seguida, encaminhar a mensagem ao seu chefe imediato. Nesse
caso, o chefe receberá a mensagem com o arquivo atualizado.

22 (CESPE – FUB – Nível Superior - 2014) O Mozilla Thunderbird


permite que o usuário exclua automaticamente mensagens indesejadas por meio
da utilização de filtros, ainda que não forneça a opção de bloquear emails de um
domínio específico.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

23 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) O Mozilla


Thunderbird 16 possui arquivamento de mensagem sem retirá-la da sua caixa
de entrada e salvá-la em uma pasta específica.

24 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) No Thunderbird


16, como forma a gerenciar o consumo de banda da rede, as mensagens são
configuradas nativamente sem formatação, ou seja, sem a visualização de
imagens incorporadas à mensagem ou estilos de textos.

25 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Tanto no


Outlook Express quanto no Thunderbird é possível configurar contas de emails
do Gmail e do Yahoo, por exemplo, permitindo receber ou enviar mensagens por
esses servidores.

26 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) No MS Outlook


2010 o recurso Marcar Anti-spam ao ser criado pelo usuário em sua estação, é
replicado para o servidor, sendo aplicado aos outros usuários.

27 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Como meio de


combater a proliferação de vírus, o Mozilla Thunderbird 15 não admite que
vídeos e músicas sejam anexados a emails. Caso o usuário necessite enviar esse
tipo de arquivo deve primeiramente compactá-lo para então enviar o arquivo.

28 (CESPE – MDIC – Analista Técnico Administrativo - 2014) O


Outlook Express pode ser configurado para solicitar ao destinatário de um email
a confirmação do recebimento de uma mensagem.

29 (CESPE – Polícia Federal – Agente - 2014) Se um usuário do Mozilla


Thunderbird receber email de pessoa cujo nome esteja contido na lista de
endereços desse usuário, o endereço de email do remetente não será mostrado
ao destinatário.

3.4 - Sítios de busca e pesquisa na Internet.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

1 (CESPE – SEDUC/AM – Cargos 21 a 27 - 2011) Ao se efetuar uma


pesquisa na Internet, o uso de aspas (“ ”) delimitando o texto digitado restringe
a busca às páginas que contenham exatamente as mesmas informações do
conteúdo que esteja entre as aspas, mas em qualquer ordem do conteúdo do
texto.

2 (CESPE – ANAC – Técnico em Regulação áreas 1,3 e 4 - 2012)


Para realizar buscas diretamente no Internet Explorer 9, o usuário pode digitar o
termo desejado diretamente na barra de endereços do navegador. Caso seja
digitado um termo que não possa ser interpretado como um endereço da Web, o
mecanismo de busca padrão entrará em ação.

3 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012)


Caso se digite, na caixa de pesquisa do Google, o argumento “crime eleitoral”
site:www.tre-rj.gov.br, será localizada a ocorrência do termo “crime eleitoral”,
exatamente com essas palavras e nessa mesma ordem, apenas no sítio
www.tre-rj.gov.br.

4 (CESPE – ANAC – Técnico em Regulação áreas 1,3 e 4 - 2012)


Usando-se o sítio de busca Google, a pesquisa por cache: www.anac.gov.br
apresenta como resultado a versão mais nova da página www.anac.gov.br e a
armazena na memória do computador

5 (CESPE – Câmara dos Deputados – Todos os cargos, exceto


Técnico em Material e Patrimônio - 2012) No sítio de busca Google, ao
informar link:www.camara.gov.br como argumento de pesquisa, serão
pesquisados sítios que façam referência a www.camara.gov.br.

6 (CESPE – ANS – Técnico - 2013) Para encontrar a logomarca da ANS


na Internet utilizando-se um sítio de buscas, deve-se selecionar a opção
Imagem para que o resultado da busca corresponda a imagens existentes na
Web com o termo ANS.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

7 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012)


Ao se digitar o argumento de pesquisa tre -(minas gerais) no bing, serão
localizadas as páginas que contenham o termo “tre” e excluídas as páginas que
apresentem o termo “minas gerais”.

8 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) No bing a sintaxe


Rio Branco filetype:pdf url:www.tjac.gov.br localiza arquivos do tipo pdf no site
www.tjac.gov.br que contenham o termo Rio Branco.

(CESPE – MTE – Auditor Fiscal do Trabalho - 2013)

9 O botão funciona de forma similar ao botão ;


entretanto a lista de links gerada pelo segundo botão não é ordenada pelo
número de acessos, como ocorre na lista de links gerada pelo primeiro botão.

10 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) A pesquisa carro ~azul


realizada no Google retornará resultados referentes a carro que não contenham
a palavra azul.

11 (CESPE – MDIC – Agente Administrativo - 2014) A pesquisa pelo


termo intitle “cloud” feita no Google retorna todas as páginas que contenham a
palavra cloud em sua URL.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

12 (CESPE – FUB – Conhecimentos Básicos - 2015) O sítio de buscas


Google permite que o usuário realize pesquisas utilizando palavras e textos tanto
em caixa baixa quanto em caixa alta.

3.5 e 3.6 - Grupos de Discussão e Redes Sociais.

1 (CESPE – Assembleia Legislativa/CE – Cargo 10 - 2011) A URL


twitter.com disponibiliza um serviço de rede social que permite aos usuários a
criação de um microblogue, no qual podem ser postados textos de, no máximo,
140 caracteres.

2 (CESPE – MPE/PI – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2011) Na rede social


conhecida como Via6, o usuário poderá compartilhar informações e dados —
como vídeos, artigos, notícias e apresentações — com outros usuários que fazem
parte dos seus contatos.

3 (CESPE – SSP/CE – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2012) No Facebook, a


análise do perfil (linha do tempo) permite a aprovação ou a recusa das
marcações que as pessoas adicionam às publicações de um usuário. Já a análise
de marcações permite a aprovação ou a recusa das publicações, em que as
pessoas marcam o usuário antes de elas serem exibidas no perfil desse usuário
(linha do tempo).

4 (CESPE – Câmara dos Deputados – Todos os cargos, exceto


Técnico em Material e Patrimônio - 2012) Apesar de muito utilizadas pelos
usuários de Internet atualmente, as redes sociais não são adequadas para o uso
dos órgãos governamentais, devido aos riscos envolvidos com o alcance dessas
ferramentas.

5 (CESPE – ANS – Técnico - 2013) As empresas e os órgãos públicos


têm utilizado as redes sociais como ambiente de divulgação de suas ações, o
que as torna um relevante meio de comunicação para as instituições.

6 (CESPE – CBM/CE – 1º Tenente - 2014) Os fóruns ou listas de


discussão na Internet, denominados também salas de chat ou de bate-papo,
dispõem de ambiente on-line para discussão em tempo real entre os membros
cadastrados.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 47 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

3.7 - Computação na nuvem (cloud computing).

1 (CESPE – SSP/CE – Cargos 1 a 5 e 7 a 9 - 2012) A ferramenta


Google Docs oferece a possibilidade de criação de formulários em HTML com
vários temas e tipos de perguntas.

2 (CESPE – Câmara dos Deputados – Analista Legislativo: Técnico


em Material e Patrimônio - 2012) Em cloud computing, cabe ao usuário do
serviço se responsabilizar pelas tarefas de armazenamento, atualização e backup
da aplicação disponibilizada na nuvem.

3 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Com relação à


funcionalidade, tipos e objetivos, a computação em nuvem é idêntica ao
funcionamento de Web Services.

4 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) Na computação


em nuvem, o software é acessível por meio da compra de licenças.

5 (CESPE – TJ/AC – Técnico em Informática - 2013) O MS Office 365


é uma solução de Cloud Computing do tipo Plataform as a service (PaaS).

6 (CESPE – Câmara dos Deputados – Agente de Polícia Legislativa -


2014) O armazenamento de arquivos no modelo de computação em nuvem
(cloud computing) é um recurso moderno que permite ao usuário acessar
conteúdos diversos a partir de qualquer computador com acesso à Internet.

7 (CESPE – TRE/RJ – Conhecimentos Básicos cargos 1 a 7 – 2012) É


possível criar e editar documentos de texto e planilhas em uma nuvem
(cloudcomputing) utilizando-se serviços oferecidos pelo Google Docs. Para isso,
é obrigatório que tenham sido instalados, no computador em uso, um browser e
o Microsoft Office ou o BrOffice, bem como que este computador possua uma
conexão à Internet ativa.

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 48 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

8 (CESPE – Polícia Federal – Nível Superior - 2014) A computação em


nuvem, mecanismo muito utilizado atualmente, dispensa o hardware para
armazenamento de dados, que ficam armazenados em softwares.

9 (CESPE – TCDF – Múltiplos cargos - 2014) Embora a atual


arquitetura de nuvem possua grande capacidade de armazenamento, os dados
gerados por redes sociais e por mecanismos de busca não podem ser
armazenados e gerenciados em nuvem, devido ao fato de eles serem
produzidos, diariamente, em quantidade que extrapola a capacidade de
armazenamento da referida arquitetura.

10 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Na hierarquia da


computação em nuvem, o nível mais baixo é o PaaS (Platform-as-a-Service).
Nesse nível, é disponibilizado ao usuário somente a estrutura de hardware, a
qual inclui o processador, a memória, a energia, a refrigeração e a rede; ao
passo que a estrutura de software, que inclui o sistema operacional, os
servidores de banco de dados e os servidores web, fica a cargo do próprio
usuário.

11 (CESPE – SUFRAMA – Nível Médio - 2014) Windows Azure, Microsoft


Office 365 e SkyDrive são exemplos, respectivamente, de IaaS, SaaS e PaaS na
computação em nuvem.

12 (CESPE – MDIC – Analista Técnico Administrativo - 2014) Na


computação em nuvem, é possível acessar dados armazenados em diversos
servidores de arquivos localizados em diferentes locais do mundo, contudo, a
plataforma utilizada para o acesso deve ser idêntica à dos servidores da nuvem.

13 (CESPE – ICMBIO – Nível Médio - 2014) A computação na nuvem


permite ao usuário alocar recursos de forma dinâmica e em tempo real, o que
possibilita o ajuste entre a necessidade e os recursos.

14 (CESPE – STJ – Analista Judiciário - 2015) O que diferencia uma


nuvem pública de uma nuvem privada é o fato de aquela ser disponibilizada
gratuitamente para uso e esta ser disponibilizada sob o modelo pay-per-usage
(pague pelo uso).

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 49 de 50
Edited with the trial version of
Foxit Advanced PDF Editor
To remove this notice, visit:
Noções de Informática Básica para Câmara dos Deputados
www.foxitsoftware.com/shopping
Prof Victor Dalton Aula 08

15 (CESPE – STJ – Analista Judiciário - 2015) Embora seja uma


tecnologia que prometa resolver vários problemas relacionados à prestação de
serviços de tecnologia da informação e ao armazenamento de dados, a
computação em nuvem, atualmente, não suporta o processamento de um
grande volume de dados.

GABARITO 3.4

1.e 2.c 3.c 4.e 5.c 6.c 7.c 8.e 9.e 10.e
11.e 12.c

GABARITO 3.5 e 3.6

1.c 2.c 3.e 4.e 5.c 6.e

GABARITO 3. 7

1.c 2.e 3.e 4.e 5.e 6.c 7.e 8.e 9.e 10.e
11.e 12.e 13.c 14.e 15.e

Prof. Victor Dalton


www.estrategiaconcursos.com.br 50 de 50