Você está na página 1de 11

DIREITO ELEITORAL RESUMO

Plebiscito,

Referendo

Iniciativa popular

Sufrágio universal

Alistamento eleitoral obrigatório CF: 18 anos

facultativos para analfabetos e acima de 70 anos, acima de 16 e menores de 18.

Codigo eleitoral: Não é obrigatório acima 70, invalidos ou que estejam no exterior

Quanto ao voto: não é obrigatório para enfermos, fora de domicilio ou servidor publico e
militar em serviço e sem possibilidade de votar

Circunscrição é o território de abrangência do cargo eletivo

Elegibilidade : pode se candidatar para algum cargo

Domicilio eleitoral

#Data da escolha dos candidatos pelos partidos e deliberação sobre coligações:

Art. 8o A escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações


deverão ser feitas no período de 20 de julho a 5 de agosto do ano em que se
realizarem as eleições, lavrando-se a respectiva ata em livro aberto, rubricado pela
Justiça Eleitoral, publicada em vinte e quatro horas em qualquer meio de comunicação.

#Data para o registro dos candidatos:

Art. 11. Os partidos e coligações solicitarão à Justiça Eleitoral o registro de seus


candidatos até as dezenove horas do dia 15 de agosto do ano em que se realizarem as
eleições.

#Data de envio da relação de todos os devedores de multa eleitoral:

Art 11, § 9o A Justiça Eleitoral enviará aos partidos políticos, na respectiva


circunscrição, até o dia 5 de junho do ano da eleição, a relação de todos os devedores
de multa eleitoral, a qual embasará a expedição das certidões de quitação eleitoral.

#Data para dar satisfação da arredação e aplicação dos recursos das campanhas
eleitorais:

Art 24-C, § 1o O Tribunal Superior Eleitoral deverá consolidar as informações sobre as


doações registradas até 31 de dezembro do exercício financeiro a ser apurado,
considerando:

I - as prestações de contas anuais dos partidos políticos, entregues à Justiça Eleitoral até
30 de abril do ano subsequente ao da apuração, nos termos do art. 32 da Lei no 9.096,
de 19 de setembro de 1995;
§ 2o O Tribunal Superior Eleitoral, após a consolidação das informações sobre os
valores doados e apurados, encaminhá-las-á à Secretaria da Receita Federal do
Brasil até 30 de maio do ano seguinte ao da apuração.

§ 3o A Secretaria da Receita Federal do Brasil fará o cruzamento dos valores doados


com os rendimentos da pessoa física e, apurando indício de excesso, comunicará o
fato, até 30 de julho do ano seguinte ao da apuração, ao Ministério Público Eleitoral,
que poderá, até o final do exercício financeiro, apresentar representação com vistas à
aplicação da penalidade prevista no art. 23 e de outras sanções que julgar cabíveis.

#Data para partidos políticos, coligações e candidatos prestarem contas através de


um relatório dos recursos recebidos do Fundo Partidário, demais recursos recebidos e
gastos realizados no sítio criado pela Justiça Eleitoral na Internet:

Art 28, § 4o , II - no dia 15 de setembro, relatório discriminando as transferências do


Fundo Partidário, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem
como os gastos realizados.

#Data para emissoras pararem a transmissão de programas de pré-candidatos:

Art 45, § 1o . A partir de 30 de junho do ano da eleição, é vedado, ainda, às emissoras


transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de
sua escolha na convenção partidária, de imposição da multa prevista no § 2o e de
cancelamento do registro da candidatura do beneficiário.

#Data para elaboração de plano de mídia:

Art. 52. A partir do dia 15 de agosto do ano da eleição, a Justiça Eleitoral convocará
os partidos e a representação das emissoras de televisão para elaborarem plano de mídia,
nos termos do art. 51, para o uso da parcela do horário eleitoral gratuito a que tenham
direito, garantida a todos participação nos horários de maior e menor audiência.

#Data para propaganda na internet:

Art. 57-A. É permitida a propaganda eleitoral na internet, nos termos desta Lei, após o
dia 15 de agosto do ano da eleição.

#Data para incentivo de participação feminina na política em rádio e televisão:

Art. 93-A. O Tribunal Superior Eleitoral, no período compreendido entre 1º de abril e


30 de julho dos anos eleitorais, promoverá, em até cinco minutos diários, contínuos ou
não, requisitados às emissoras de rádio e televisão, propaganda institucional, em rádio e
televisão, destinada a incentivar a participação feminina na política, bem como a
esclarecer os cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral
brasileiro.
#Data para TSE expedir todas as instruções pré-eleições:

Art. 105. Até o dia 5 de março do ano da eleição, o Tribunal Superior Eleitoral,
atendendo ao caráter regulamentar e sem restringir direitos ou estabelecer sanções
distintas das previstas nesta Lei, poderá expedir todas as instruções necessárias para sua
fiel execução, ouvidos, previamente, em audiência pública, os delegados ou
representantes dos partidos políticos.

os substitutos dos membros efetivos dos Tribunais Eleitorais serão escolhidos, na mesma
ocasião e pelo mesmo processo, em número igual para cada categoria.

Alternativa "d" INCORRETA:

VII - representar sobre a necessidade de nomeação dos preparadores para auxiliarem o


alistamento eleitoral, indicando os nomes dos cidadãos que devem ser nomeados; (R E
V O G A D O pela Lei nº 8.868, de 14.4.1994)

Com base na Resolução TSE 21.538 de 2003, analise.

I.
A transferência do eleitor só será admitida após, pelo menos, um ano do alistamento ou d
a última transferência.

II.
A transferência só será admitida ao eleitor com residência mínima de três meses no novo dom
icílio, declarada, sob as penas da lei, pelo próprio eleitor.

III.
O disposto nas afirmativas I e II não se aplica à transferência de título eleitoral de serv
idor público civil, militar, autárquico, ou de membro de sua família, por motivo de remo
ção ou transferência.

os órgãos da Justiça Eleitoral são o Tribunal Superior Eleitoral, os Tribunais Reg


ionais Eleitorais, os Juízes Eleitorais e as Juntas Eleitorais.

Nos termos da Constituição de 1988, a perda ou suspensão dos direitos políticos pode oc
orrer devido à(ao)
improbidade administrativa, na forma e gradação previstas em lei.

Na Convenção do partido político “X”, o Deputado Justo Veríssimo, infeliz por seu assessor
parlamentar não ter sido escolhido como principal candidato a vereador para as próximas
eleições, imbuído com o dolo de causar desordem aos trabalhos eleitorais que estavam sendo
realizados, começa a gritar e tumultuar a votação partidária, causando efetivo transtorno ao
desenvolvimento das atividades ali realizadas.
Nessa hipótese, é correto afirmar que o Deputado Justo Veríssimo
não cometeu crime eleitoral.

O crime de corrupção eleitoral está previsto no artigo 299 do Código Eleitoral, com a seguinte
redação: “Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro,
dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer
abstenção, ainda que a oferta não seja aceita.” Acerca do crime supramencionado é correto
afirmar que
para a caracterização do crime de corrupção eleitoral há a necessidade do agente ter o
dolo específico (consciência e vontade) de obter ou dar voto e/ou de conseguir ou
prometer abstenção.

Marco Túlio da Silva, vice-prefeito da cidade de Campo das Flores, que até hoje sempre se
manteve nesta função, pretende se candidatar a vereador nas próximas eleições. Para garantir
plenas condições para participar do pleito, é correto afirmar que Marco Túlio da Silva
se não tiver substituído o titular nos últimos seis meses antes do pleito, não necessitará
renunciar.

Marque a alternativa em que a segunda afirmativa vincula-se, em relação de pertinência lógica


à primeira, estando ambas corretas.
Os partidos políticos, dentro da autonomia que possuem, podem estabelecer normas de
fidelidade partidária. A disciplina estatutária relativa à fidelidade partidária é a que
regula as relações entre o partido e o afiliado.

Considere as alternativas e assinale aquela em que haja duas afirmativas verdadeiras que se
completem:

(a) ERRADA - A jurisdição em Zona Eleitoral cabe a um Juiz de Direito / o qual só pode ser
substituído por outro juiz que goze das prerrogativas de vitaliciedade, inamovibilidade e
irredutibilidade de subsídio.

O correto está no artigo 32 Código Eleitoral. "Cabe a jurisdição de cada uma das Zonas
Eleitorais a um Juiz de Direito EM EFETIVO EXERCÍCIO e na falta deste AO SEU SUBSTITUTO
LEGAL que goze das prerrogativa (vitaliciedade, inamovibilidade e irredutibilidade de
subsídio) do art.95 da Constituição.

(b) ERRADA - A primeira parte está correta , porém a segunda está errada. Estabelece o art.
63, § 2º da Lei 9.504/97 o seguinte: " Não podem ser nomeados presidentes e mesários os
menores de 18 anos."

(c) CORRETA - Fundamento: art. 36 Caput e o seu § 3º , inciso III - Código Eleitoral.

(d) ERRADA - Fundamento: Ac.-STJ, de 11.6.2003, no CC nº 38.430: competência do juízo da


vara da infância e da juventude, ou do juiz que exerce tal função na comarca, para processar e
julgar ato infracional cometido por menor inimputável, ainda que a infração seja equiparada a
crime eleitoral.

José foi empossado como Juiz da Justiça Eleitoral do Estado “Y”. Durante seu mandato, José se
envolveu em uma discussão de trânsito que culminou na agressão ao cidadão João. Da
agressão advieram lesões corporais de natureza grave à vítima. Nessa situação, o órgão
competente para julgamento de José será
Tribunal – 2º grau.

O conceito de domicílio eleitoral é o lugar onde o eleitor possui moradia ou residência.


· Ac.-TSE, de 18.2.2014, no REspe nº 37481 e, de 5.2.2013, no AgR-AI nº 7286: o
conceito de domicílio eleitoral é mais elástico do que o do Direito Civil,
satisfazendo-se com vínculos de natureza política, econômica, social e familiar.

Ernesto Matias, cantor de música sertaneja, é candidato ao cargo de vereador no pleito


municipal. Entretanto, em função do art. 39, § 7º da Lei nº 9.504/97, que veda
especificamente a realização de showmício de candidatos com a finalidade de animar comício
e reunião eleitoral, o candidato poderá continuar se apresentando

sem efetuar menção à candidatura ou eleição.

José requer ao Juiz Eleitoral a transferência de seu título, conforme disposição do artigo 55 e
seguintes do Código Eleitoral. A petição não foi instruída com o título anterior, pois José
informou no arrazoado o extravio do referido título. Na hipótese de José não ter informado de
forma veraz as informações em sua petição, com o fim específico de afetar o processo
eleitoral, é correto afirmar que José
cometeu o crime de falsidade ideológica, previsto no artigo 350 do Código Eleitoral.

Fulgêncio Baptista fez doação à campanha eleitoral de Ernesto Insurgente mediante


transferência bancária, via Internet, sem assinar recibo. Neste caso,
a transferência eletrônica, identificado o doador, dispensa a assinatura do recibo.

O eleitor José, que já havia votado em sua seção, compareceu em outra seção para tentar
votar novamente. José não conseguiu votar, pois foi impedido pelo mesário João, que verificou
que ele não constava na lista de eleitores daquela Zona Eleitoral. Nessa situação, é correto
afirmar que José
cometeu o crime de votação múltipla ou realizada em lugar de outrem – artigo 309 do
Código Eleitoral.

Dos crimes eleitorais relacionados, identifique aquele que NÃO pode ser classificado como
crime próprio:
Artigo 309 do Código Eleitoral – votação múltipla ou realizada em lugar de outrem.

Conforme Lei nº 4737/1965, que institui o Código Eleitoral, é nula a votação quando

I. for usada folha de votação falsa.

II. o direito de fiscalização dos partidos for limitado.

III. não for resguardado o sigilo do voto.

IV. votar eleitor com falsa identidade.

Estão corretas apenas as alternativas


I, III

No desenrolar do processo eleitoral para a Prefeitura de Arvoredo, o candidato a prefeito teve


o registro indeferido, tendo sido deferido o registro do candidato a vice-prefeito. O partido
Delta, do qual fazem parte, quer que o candidato a vice-prefeito assuma a candidatura para
prefeito. Neste caso,
é possível que tal ocorra, desde que o candidato a vice- prefeito renuncie expressamente
à sua candidatura a vice.

Representam formas de exercício da soberania popular, conforme a Constituição da República


Federativa do Brasil de 1988,

I. o referendo e a iniciativa popular.


II. o referendo e o voto aberto.
III. o plebiscito e o referendo.
IV. o sufrágio e o voto indireto.

Estão corretas apenas as alternativas I, III

De acordo com o Código Eleitoral, os Tribunais Regionais Eleitorais são compostos por eleição
e nomeação. Entre os eleitos, há
três desembargadores do Tribunal de Justiça.

TRE
I - mediante eleição, pelo voto secreto, de:

a) dois juízes dentre os desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado;

b) dois juízes, pelo Tribunal de Justiça, dentre os juízes de Direito.

II - mediante indicação do Tribunal Regional Federal da segunda região, de

um Juiz Federal;

III - mediante nomeação do Presidente da República

de dois juízes dentre seis advogados de notável saber jurídico e idoneidade moral,
indicados pelo Tribunal de Justiça do Estado.

Com base no Código Eleitoral e suas atualizações, NÃO compete ao juiz eleitoral
representar sobre a necessidade de nomeação dos preparadores para auxiliarem o
alistamento eleitoral, indicando os nomes dos cidadãos que devem ser nomeados.

Com base na Resolução TSE 21.538, analise as afirmativas a seguir:

I. É facultado o alistamento, no ano em que se realizarem eleições, do menor que completar


16 anos até a data do pleito, inclusive.

II. O brasileiro nato que não se alistar até os 19 anos ou o naturalizado que não se alistar até
um ano depois de adquirida a nacionalidade brasileira incorrerá em multa imposta pelo juiz
eleitoral e cobrada no ato da inscrição.

III. Não se aplicará a pena ao não alistado que requerer sua inscrição eleitoral até o
quinquagésimo dia anterior à eleição subsequente à data em que completar 19 anos.
se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas.

Confúcio, um jovem politicamente ativo em sua cidade, fez seu alistamento aos 16 anos, para
expressar, por meio do voto, sua indignação acerca da atual administração municipal. Em
2012, ano em que as eleições se verificarão, ele, também por dever constitucional, está
prestando o serviço militar obrigatório. No dia da eleição, portando seu título eleitoral,
Confúcio encaminha-se para a sua seção eleitoral e é impedido pelo presidente da mesa de
votar. Agiu o presidente de forma correta?
SIM

Patrício, brasileiro, casado, aos 34 anos, vice-governador de um estado da federação brasileira,


nunca tendo assumido o cargo de chefe do executivo estadual, pretende uma candidatura à
Presidência da República, antes de terminar seu atual mandato. Contagiada pelo espírito
político do marido, Amália decide também concorrer a um cargo político, qual seja, de
vereadora na capital do mesmo estado em que seu marido é o vice-governador. Preocupados
com as implicações legais de uma possível decisão precipitada, o casal procura o assessor
jurídico do partido, para dirimir algumas dúvidas sobre procedimento e possíveis vedações.
Acerca das dúvidas sobre a possibilidade da candidatura,
mesmo sendo cônjuge de Patrício, Amália será considerada elegível independente do
afastamento de Patrício

Art. 14, § 7º São inelegíveis, no território de jurisdição do titular, o cônjuge e os


parentes consangüíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, do Presidente da
República, de Governador de Estado ou Território, do Distrito Federal, de Prefeito ou
de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular
de mandato eletivo e candidato à reeleição.

Não é titular, ele é vice.

O Tribunal Superior Eleitoral denegou a segurança em ação mandamental impetrada por F.S.,
prefeito eleito de Rio das Flores, que buscava impugnar a decisão do Tribunal Regional
Eleitoral e que determinou a cassação do mandato eletivo do político, em razão de condutas
caracterizadoras de abuso de poder econômico. Em face da decisão proferida pelo TSE
cabe recurso ordinário a ser apresentado perante ao STF (Supremo Tribunal Federal)
ART 281CE São irrecorríveis as decisões do Tribunal Superior, salvo as que declararem a
invalidade de lei ou ato contrário à Constituição Federal e as denegatórias de habeas
corpus ou mandado de segurança, das quais caberá recurso ordinário para o Supremo
Tribunal Federal, interposto no prazo de 3 (três) dias.

Das decisões do TSE :

1- Contrárias à Constituição - cabe recurso EXTRAORDINÁRIO ao STF

2- Denegatórias de H.C. e M.S - cabe recurso ORDINÁRIO ao STF.

Acerca da legislação sobre a propaganda eleitoral no dia da eleição (artigo 39 e seguintes da


Lei nº 9.504/97), é INCORRETO afirmar que
é permitida, no dia das eleições, a manifestação individual e silenciosa da preferência do
eleitor por partido político, coligação ou candidato, sendo vedado o uso de bandeiras,
broches, dísticos e adesivos.

Analise as afirmativas.

I. Os partidos políticos podem fiscalizar todas as fases do processo eleitoral, inclusive a


totalização dos resultados.

II. Os agentes públicos não podem ceder a candidatos o uso de bens móveis do Estado, exceto
quando houver ressarcimento da despesa.

III. A lei eleitoral proíbe a prestação de serviço social, custeada pelo Estado, nos três meses
que antecedem a eleição.

IV. A publicação de atos oficiais não caracteriza prática vedada de publicidade institucional nos
três meses que antecedem o pleito.

Estão corretas apenas as afirmativas I e IV

Cleópatra, atual esposa de Marco Túlio, em segunda núpcias deste, pretende se candidatar à
prefeita de Rio Bonito. Marco Túlio é o atual prefeito e se encontra em seu segundo mandato.
Neste caso, Cleópatra é inelegível, sendo hipótese de inelegibilidade reflexa.

É vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de

I. cancelamento da naturalização por sentença transitada em julgado.

II. incapacidade civil relativa.

III. condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos.

Assinale se apenas as afirmativas I, III estiverem corretas.

Como cidadão responsável pela escolha de seus representantes na democracia brasileira,


é dever do eleitor conhecer as regras do processo eleitoral, conforme o que vivemos
atualmente no país. NÃO representa uma liberação aos candidatos nas campanhas deste
ano:
A propaganda paga em TV, rádio e Internet é permitida, desde que em horários
previamente estipulados pelo TSE ou TRE.
Sobre os partidos políticos, é INCORRETO afirmar que:
O partido político, após adquirir personalidade jurídica na forma da lei civil, registra seu
estatuto no Tribunal Regional Eleitoral do Estado-Membro onde foi criado.
Analise as assertivas abaixo:
I. Quem se filia a outro partido deve fazer comunicação ao partido e ao Juiz de sua
respectiva Zona Eleitoral, para cancelar sua filiação; se não o fizer no dia imediato ao da
nova filiação, esta será considerada nula, perdurando os efeitos da primeira.
II. O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se nos casos de morte, perda
dos direitos políticos, expulsão e outras formas previstas no estatuto, com comunicação
obrigatória ao atingido no prazo de quarenta e oito horas da decisão.
III. Para desligar-se do partido, o filiado faz comunicação escrita ao órgão de direção
municipal e ao Juiz Eleitoral da Zona em que for inscrito.
Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):
II e III

Sobre coligações é correto afirmar que, EXCETO:


Na propaganda para eleição proporcional, a coligação usará, obrigatoriamente, sob sua
denominação, as legendas de todos os partidos que a integram; na propaganda para
eleição majoritária, cada partido usará apenas sua legenda sob o nome da coligação.

“É condição de elegibilidade, na forma da lei, a idade mínima de


_____________________ anos para Deputado Federal, Deputado Estadual ou
Distrital, Prefeito, Vice-Prefeito e juiz de paz.” Assinale a alternativa que completa
corretamente a afirmativa anterior: 21 anos

Assinale a alternativa correta:


O registro de candidatos a Presidente e Vice-Presidente, Governador e Vice-Governador
ou Prefeito e Vice-Prefeito far-se-á sempre em chapa única e indivisível, ainda que
resulte a indicação de aliança de partidos.

É vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos


casos de, EXCETO:
Condenação criminal recorrível.

É INCORRETO afirmar que:


Os veículos e embarcações, devidamente abastecidos e tripulados, pertencentes à União,
Estados, Territórios e Municípios e suas respectivas autarquias e sociedades de
economia mista, inclusive os de uso militar, ficarão à disposição da Justiça Eleitoral
para o transporte gratuito de eleitores em zonas rurais e urbanas, em dias de eleição.

De acordo com o Código Eleitoral, a votação, quando viciada de fraude, é:


Anulável.

Assinale a alternativa correta:


É facultado ao partido político ou coligação que requerer o registro de candidato
considerado inelegível dar-lhe substituto, mesmo que a decisão passada em julgado
tenha sido proferida após o termo final do prazo de registro, caso em que a respectiva
Comissão Executiva do partido fará a escolha do candidato.

Lei complementar 64/90:


LETRA B: Art. 18. A declaração de inelegibilidade do candidato à Presidência da
República, Governador de Estado e do Distrito Federal e Prefeito Municipal não
atingirá o candidato a Vice-Presidente, Vice-Governador ou Vice-Prefeito, assim como
a destes não atingirá aqueles.

LETRA C: Art. 19. As transgressões pertinentes à origem de valores pecuniários, abuso


do poder econômico ou político, em detrimento da liberdade de voto, serão apuradas
mediante investigações jurisdicionais realizadas pelo Corregedor-Geral e
Corregedores Regionais Eleitorais.

LETRA D: Art. 25. Constitui crime eleitoral a argüição de inelegibilidade, ou a


impugnação de registro de candidato feito por interferência do poder econômico, desvio
ou abuso do poder de autoridade, deduzida de forma temerária ou de manifesta má-fé.

LETRA E: São inelegíveis para Prefeito e Vice-Prefeito os membros do Ministério


Público em exercício na comarca, mesmo nos 4 (quatro) meses anteriores ao pleito.

Sobre os partidos políticos, é INCORRETO afirmar que:


O partido político, após adquirir personalidade jurídica na forma da lei civil, registra seu
estatuto no Tribunal Regional Eleitoral do Estado-Membro onde foi criado.

Analise as assertivas abaixo:

I. Quem se filia a outro partido deve fazer comunicação ao partido e ao Juiz de sua
respectiva Zona Eleitoral, para cancelar sua filiação; se não o fizer no dia imediato ao da
nova filiação, esta será considerada nula, perdurando os efeitos da primeira.
II. O cancelamento imediato da filiação partidária verifica-se nos casos de morte, perda
dos direitos políticos, expulsão e outras formas previstas no estatuto, com comunicação
obrigatória ao atingido no prazo de quarenta e oito horas da decisão.
III. Para desligar-se do partido, o filiado faz comunicação escrita ao órgão de direção
municipal e ao Juiz Eleitoral da Zona em que for inscrito.

Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s):


II e III

Compor-se-ão as Juntas Eleitorais de:


1 (um) juiz de direito e 2 (dois) ou 4 (quatro) cidadãos de notória idoneidade.

Tem legitimidade para impugnar registro de candidatura, EXCETO:


Entidade de classe de âmbito nacional.

“A Lei Federal nº 9504/97 (que estabelece normas para as eleições), menciona que a
idade mínima constitucionalmente estabelecida como condição de elegibilidade é
verificada tendo por referência a data do(a) __________________.” Considere a
alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior:
posse

Antônio é Delegado de Polícia em exercício num determinado município do


interior do estado do Rio Grande do Sul. Pretendendo candidatar-se a prefeito
desta cidade, ficará sujeito ao seguinte prazo de desincompatibilização:
4 (quatro) meses anteriores ao pleito.

São órgãos da Justiça Eleitoral:


Os Juízes Eleitorais e as Juntas Eleitorais.

São privativos de brasileiro nato os seguintes cargos, EXCETO:


Ministro das Relações Exteriores.

NÃO é uma condição de elegibilidade a idade mínima de:


Trinta anos para Deputado Federal.

Marque a alternativa INCORRETA:


De acordo com a Constituição da República Federativa do Brasil a lei que alterar o
processo eleitoral só poderá entrar em vigor após um ano de sua publicação.

Art. 16 da CF

"A lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, NÃO
SE APLICANDO à eleição que ocorra até 1 ano da data de sua vigência."

São preceitos que, de acordo com a Constituição da República Federativa do Brasil,


devem ser observados pelos partidos políticos, EXCETO:
Proibição de recebimento de recursos financeiros de entidade ou governo estrangeiros
ou de subordinação a estes, exceto quando for de organismo ligado à proteção dos
Direitos Humanos.

Sobre os Recursos Eleitorais, marque a alternativa INCORRETA:


Não é cabível recurso contra expedição de diploma, no caso de inelegibilidade.

Lei nº 4.737 de 15 de Julho de 1965

Institui o Código Eleitoral.

Art. 262. O recurso contra expedição de diploma caberá somente nos casos de
inelegibilidade superveniente ou de natureza constitucional e de falta de condição de
elegibilidade. (Redação dada pela Lei nº 12.891, de 2013)

"Com a nova redação, o referido artigo passou a dispor que o RDC é,doravante, cabível
somente nos casos de inelegibilidade superveiente ou de natureza constitucional e de
fala de condiçãos de elegibilidade, não sendo mais aproprido para a correção de erro de
direito ou de fato na concessão ou denegação de diploma em manifesta contradição com
a prova nos autos nas hipóteses do art. 222:C.E e art. 41-A da Lei da Eleições."

Sobre a Justiça Eleitoral, marque a alternativa INCORRETA:


O Tribunal Superior Eleitoral elegerá seu Presidente, Vice-Presidente e Corregedor
Eleitoral, dentre os Ministros do Supremo Tribunal Federal.