Você está na página 1de 5

Questões - Dermato

1. O que você entende como sendo cancro misto de Rollet?


Cancro misto de Rollet é uma lesão na qual teremos Cancro Duro proveniente da Sífilis,
concomitantemente com Cancro Mole. A lesão apresenta características de ambas as doenças, sendo
múltiplas ulcerações com fundo sujo, dolorosas e que não regride espontaneamente. Importante
lembrar que o contágio deve ter ocorrido em datas diferentes, já que as duas doenças possuem
períodos de incubação distintos, sendo da sífilis de 21 a 30 dias, e do cancro mole de 2 a 5 dias.

2. Descrever o cancro duro


Cancro duro: lesão característica da Sífilis, aparece aproximadamente de 21 a 30 dias após o contágio.
Pode se apresentar como pápula, placa ou nódulo eritêmato-infiltrado, de 1-2 cm, geralmente único,
indolor, de bordas endurecidas, fundo limpo sem fibrina ou pus, com erosões ou ulcerações, coloração
de “presunto”

3. Descrever as diferenças entre cancro mole e cancro redux e pseudocancro redux


Cancro mole: é uma doença sexualmente transmissível causada pelo Haemophilus ducreyi, que se
manifesta primeiramente por máculas, pápulas, vesículas ou pústulas, as quais após 2 a 3 dias
formam úlceras dolorosas, múltiplas, de fundo sujo, anfractuoso, irregular, com reentrâncias, base
mole e auto-inoculáveis.
Cancro redux: o cancro redux é o cancro duro (da sífilis) que sofre recorrência devido a não
tratamento correto e cura incompleta. Apresenta também com adenopatia satélites e é composto
por muitos Treponemas.
Pseudocancro redux: é uma lesão característica da fase terciária da sífilis, chamado de Goma. Essa
se apresenta como um nódulo geralmente solitário, que surge em local onde havia um cancro duro,
tem tendência a fistulizar, ulcerar e eliminar material com restos de Treponema. É uma lesão pobre
em Treponemas e de baixo poder infectante.

4. Citar 5 caracteísticas clínicas da sífilis secundária


Polimorfismo das lesões Roséola sifilítica
Toda lesão desaparece em 4-8 sems Hepatoesplenomegalia
Artralgia, mialgia Alopecia difusa
Poliadenomegalia generalizada Colar de Vênus
Mal-estar, febre baixa, cefaléia Astenia, anorexia
Síndrome Nefrótica, GNF

5. Sobre a sífilis terciária:


a. Citar a principal manifestação cardiovascular: Aortite
b. Descrever as lesões cutâneas encontradas
Lesões cutâneas: gomas que se fistulizam e/ou ulceram com eliminação de restos de Treponema;
placas nódulo-ulceradas assimétricas, duras, com pouca inflamação, policíclicas, destrutivas, com
tendência a cura central e hiperpigmentação periférica. Pode-se ainda ter acometimento do palato e
desabamento de nariz.

6. Sobre a Tríade de Huntchinson:


a. Em que forma clínica (da sífilis) ocorrem estas alterações?
Sífilis Congênita Tardia
Questões - Dermato
b. Cite seus componentes:
Dentes de Huntchinson
Ceratite intersticial
Surdez labiríntica

7. Citar 5 manifestações cutâneas da sífilis congênita precoce


Lesões bolhosas palmo-plantares
Fissuras periorais radiais e fissuras anais
Exantema maculoso em face e extremidades
Unhas friáveis e paroníquia ulcerosa
Condilomas planos

8. Citar 5 locais de acometimento sistêmico da donovanose.


Pulmões, Fígado, Baço, Ossos e Articulações.

9. Fazer o diagnóstico diferencial entre pênfigo vulgar e pênfigo foliáceo.


Pênfigo Foliáceo Pênfigo vulgar
Tem relação com locais geográficos É universal
Ocorre mais em jovens Ocorre mais 40-60 anos
Ag´s: BRB1 Ag´S: DR4, DRW6
Não acomete mucosas. Acmete mucosas.
Bolhas subcórneas. Bolhas suprabasais.
Presença de IgG e C3 na IFD Presença de IgG na IFD.
Locais: couro cabeludo,face,médio-torax. Couro cabeludo, faces,axila,virilha.

10. Sobre o pênfigo bolhoso:


a. Citar um exame diagnóstico: Histopatologia com clivagem subepidérmica não acantolítica,
infiltrado com E e M, IFD com depósitos lineares em ZMB de IgG e C3.
b. Citar 4 localizações preferenciais:
Região interna das coxas,
Região inguinal,
Abdome inferior,
Tórax,
Axilas,
Face flexora de antebraço.

11. O que é sinal de Nikolsky?


Sinal de Nikolsky é a forma clínica da acantólise, quando há auto-Ac´s (IgG4) ligados a células da
camada Malpighiana, gerando o descolamento dessas à camada da epiderme. O Sinal de Nikolsky é
positivo quando, ao friccionarmos fortemente com o polegar uma área de pele aparentemente sã,
teremos o descolamento dessa pele com aparecimento de uma pele rosada e úmida.

12. Descreva as fases do pênfigo foliáceo e o tratamento.


Questões - Dermato
Fase inicial pré-invasiva: nessa fase teremos lesões frustas, em regiões de face, médio-tórax e couro
cabeludo (DD com dermatite seborreica). As lesões serão eritematosas e eritêmato-crostosas. Aqui as
bolhas são flácidas e teremos Sinal de Nikolsky quase sempre presente. Daqui as lesões podem regredis
espontanemante, partir para invasão da pele ou permanecer nessa fase.

Fase invasiva: é a fase das bolhas, com lesões bolhosas que evoluem no sentido crânio-caudal,
simetricamente, poupando as mucosas. Teremos grandes áreas eritematosas e exsudativas, com sinal
de Nikolsky sempre presente. Há ainda escamas foliáceas.

Fase de estado: o individuo pode ficar nessa fase durante muito tempo, é crônico. As lesões acometem
totalmente a pele, poupando as mucosas. Teremos 3 variações de lesões: eritrodérmicas, herpetiformes
e papilomatosas.

Fase de regressão: nessa fase a doença está controlada e regredindo, tendo a pele caráter de “pele
leopárdica” com várias áreas hiperpigmentares. Ainda tem-se manchas esparsas efelidóides,
caracterizando um bom prognóstico, e lesões resistentes ou residuais que persistem na pele.

--Tratamento:
Prednisona 1-2 mg/kg/dia sendo no máximo 200mg/dia, e quando as lesões regredirem diminuir
a dose progressivamente.
Se resistência: Triamcinolona. Lesões resistentes: injeta intralesional.
Se necessário, usa-se micofenolato mofetil.
Se infecções secundarias: usar ATB sistêmico.
Banhos em banheiras e uso de Vasilina sólida após os banhos.
Dieta hipossódica e hiperproteica em pacientes com grandes áreas exsudativas.
Fazer tratamento profilático para Estrongiloidíase.
Fazer tratamento convencional para Tuberculose.

13. O que é impetigo? Cite três diferenças entre Impetigo por Estafilo e por estrepto.
Impetigo é uma piodermite superficial contagiosa, causada por estreptococos e por estafilococos,
acometendo principalmente crianças em locais de face e membros.
Clínica teremos: eritema  vesículas ou bolhas  pústulas  erosões e crostas.
Impetigo por Estafilo: são vesículas ou bolhas mais persistentes (duradouras), formação de manchas
acastanhadas, crostas finas amareladas e tendência a circinação.
Impetigo por Estrepto: as vesículas e bolhas são efêmeras, as manchas são eritematosas, com crostas
espessas castanho-amareladas ou castanho-acinzentadas e sem tendência a circinação.

14. Qual o agente etiológico, o tratamento preferencial, tratamento preventivo, localização e


conseqüência dos episódios repetitivos de erisipela?
Agente etiológico: Streptococcus b-hemolítico grupo A.
Tratamento preferencial: Penicilina G procaína 400.000 IM 12/12h por 10-14 d
Tto preventivo: Penicilina G benzatina 1.200.000 IM 1x/semana por 3-4 semana
Localização: preferencialmente em um dos membros inferiores, sendo ainda possível acometer face,
braços e pés.
Questões - Dermato
Conseqüência: linfedema e elefantíase.

15. O que é Periporite e qual a sua complicação?


Periporite é uma piodermite causada pelo Staphylococcus aureus, que acomete as glândulas
sudoríparas écrinas da pele. Ocorre mais em crianças e geralmente sucede a miliária. Clinicamente se
apresenta como Pústulas que se transformam em nódulos e esses sofrem flutuação. Há abscessos
múltiplos, podendo ocorrer ainda febre e sintomas gerais. Ocorre em lactentes muito agasalhados e o
tratamento é a base de ATB tópica + sistêmico.

16. Sobre a Síndrome da Pele Escaldada Estafilocócica:


a) Principal diagnostico diferencial: Necrólise Epidérmica Tóxica.
b) Histopatologia:
Presença de bolhas pelo processo de acantólise, de localização na camada granulosa com necrose
subgranulosa.

17. O que é foliculite queloidiana?


É uma doença de pele causada pelo Staphylococcus aureus onde, na sua cicatrização, há formação de
cicatriz fibrosante e volumosa. Ocorre principalmente na nuca, em indivíduos da raça negra pelo fato
de terem pêlos politriquios. O quadro clínico é de pústulas que se confluem, com esclerose e placas
queloidianas, podendo formar ainda abscessos de cicatrização queloidiana.

18. Qual a conduta da furunculose de repetição?


No caso da furunculose de repetição devem ser pesquisados os fatores desencadeantes, como diabetes,
doenças hematológicas, imunodeficiências, uso de drogas imunossupressoras ou subnutrição, e tentar
erradicar o fator de base. Caso não seja possível, ou haja resistência, deve-se realizar tratamento com
ATB tópico: Mupirocina ou ácido fusídico. Além disso, realiza-se tratamento do vestíbulo nasal, onde
temos Staphyloccocus aureus, com Mupirocina aplicada 2 vezes ao dia, por 4 semanas, com auxílio de
cotonete.

19. Sobre o Antraz: qual o conceito e as localizações preferenciais?


Antraz é uma piodermite ocasionada pela confluência de vários furúnculos no mesmo local e ao
mesmo tempo. Acomete principalmente nuca, dorso e coxas.
Clínica: eritema, edema, várias pústulas, e ulceração de difícil cicatrização. Pode ter ainda febre,
calafrios, dor, mal-estar geral, anorexia e enfartamento ganglionar.

20. Sobre a Tricomicose palmelina (Leptotrix):


a) Qual a localização mais comum? Pèlos axilares, pubianos e barba.
b) Qual a variedade mais comum? A flava (suor fica amarelo)
c) Quais são os fatores predisponentes?

21. Local mais comum da hidrosadenite?


A hidrosadenite é uma infecção primária por estafilococos das glândulas apócrinas, ocorre
principalmente em axilas, mas pode acometer, ainda, mama, regiões inguino-crurais e perianais, e
genitália externa.

22. Cite 4 vias de transmissão da sífilis.


Via sexual, via congênita, via hematogênica, por contato indireto.
Questões - Dermato

23. Descreva a adenopatia do Linfogranuloma Venéreo.


A adenopatia do Linfogranuloma venéreo aparece cerca de 2 a 6 meses do coito infectante. É o achado
semiológico mais importante, visto que a doença não manifesta a lesão inicial de inoculação. Há
presença de linfonodos inguinais palpáveis em homens, e nas mulheres o diagnóstico é um pouco mais
complicado pois acomete os linfonodos ilíacos profundos e perirretais. A adenopatia é unilateral,
podendo apresentar o bubão ou plastrão (agrupamento de vários linfonodos) de caráter inflamatório,
com fibrose e múltiplas fístulas.

24. Sobre o pênfigo foliáceo:


a) quais os 3 locais mais acometidos na fase inicial?
Couro-cabeludo, face e região médio-torácica.
b) Descreva a Histopatologia: presença de bolhas acantolíticas subcórneas, bolha intraepidérmica
alta com acantólise.
c) Qual o resultado da IFI? Presença de antígenos IgG no soro.

25. Sobre o pênfigo vulgar:


a) Cite 4 locais de acometimento cutâneo:
couro cabeludo, face, axilas e virilha.

b)Descrever as manifestações iniciais da doença:


No início teremos acometimento de mucosa oral com lesões aftóides, além de bolhas flácidas na
superfície da pele sã ou eritematosa e em mucosas, sinal de Nikolsky sempre presente. Quando há
ruptura das bolhas, forma-se área de erosão na mucosa bucal prejudicando alimentação do paciente
e ocasionando um comprometimento do estado geral.

25. Sobre a Dermatite herpetiforme:


a)Cite 4 locais mais acometidos: joelhos, cotovelos, dorso superior, regiões intra-escapulares, glútea
e sacral.

b)descrever a histopatologia: presença de neutrófilos na derme papilar, com ausência de acantólise


e epiderme normal acima da bolha.

c)resultado da IFI: negativo.

26. Cite 5 complicações da Corticoterapia prolongada:


Diabetes mellitus, obesidade, hipertensão arterial sistêmica, sinais Cushingoides e úlcera gástrica.

27. Quais os Antígenos presentes nas seguintes doenças:


Pênfigo foliáceo endêmico:
Pênfigo vulgar mucoso:
Pênfigo vulgar mucocutâneo:
Penfigóide bolhoso:
Epidermólise bolhosa adquirida: