Você está na página 1de 11

ABHYANGA

1. Diferentes abordagens da manipulação do corpo


2. Pontos de massagem: Marmas
3. Prática progressiva da Abhyanga
4. Prática completa da Abhyanga
5. Sua importância clinica e no dia-a-dia

Abordagem Teórica

A.
Necessidade de adoptar o Profissional de conhecimentos
correctos:
 Profissionais
 Éticos
 Científicos
 Tradicionais
B.
Técnicas eficazes que se podem aplicar individualmente:

 Em estado normal de saude


 Em estado de doença, contribuindo para a sua
recuperação
 Evitar agravamentos

Massagem - Terapia Manual:


Utilizando fundamentalmente das mãos, com ou sem ajuda de outras partes
dos membros superiores ou inferiores, que permitem sarar, aliviar ou travar
o estado de desequilíbrio.

Formas de aplicação:

 Pressão digital
 “ palmar
 Manipulação
 Amassamento
 “Palmadas” e/ou “Cutiladas” com as mãos
 Deslizamentos ondulantes
 Outras formas de aplicação, quer digitais,
quer palmares
 Utilização de cotovelos, pulsos, joelhos

Técnicas:

-são os instrumentos do «terapeuta-manual» /massagista, dentro


de uma variedade de conhecimentos, anatómicos, fisiológicos e
psicológicos, específicos de cada área terapeutica, que permitem um grande
número de tratamentos, garantindo, pelo menos, um:

1) tratamento mais seguro


2) “ “ eficaz
3) aumento da imunidade da pessoa

Assim, o uso das mãos com fins terapêuticos, pode considerar-se uma Arte
de Curar, ou Manipulação Terapeutica, devendo ajudar a recuperação e
cura do organismo.

Aspetos Gerais da Fisiologia da Massagem


Devemos ter em atenção que a massagem tem várias finalidades, que vão
desde uma simples manutenção, e/ou recuperação até à reabilitação de
qualquer doença, o mais próximo possível na sua totalidade.

Três áreas são consideradas importantes neste trabalho:

A. Estrutura tecidular
B. Estrutura Neurológica
C. Estrutura Psicofisiológica

Estrutura Tecidular:
- São as zonas corporais que directamente reagem ao
contacto das mãos do massagista,

o Pele
o Músculos
o Tendões
o Ligamentos
o Articulações
o Vasos:
i. Sanguíneos
ii. Linfáticos Tecidos Moles
iii. Sinovial

Todo o trabalho físico-mecânico deve levar em conta o equilíbrio:

 Alongamento/compressão
 Elasticidade/rigidez
 Força/resistência
 Alterações nas correntes dos fluidos dos tecidos moles
Estrutura Neurológica

A partir das manipulações anatómicas, podemos influenciar várias áreas


neurológicas, especialmente no Sistema Motor e na Dor:

o Reabilitação de lesões do SNC (Sistema Nervoso Central)


o Capacidades músculo-esqueléticas, após lesões
o Correção postura
o Tratamento da dor
Estrutura Psicofisiológica:

São aqui considerados os efeitos mentais da massagem, considerando que:

o Todo o estado mental/psicológico tem um reflexo bem definido a


nível somático
o Emoções que alteram a tonicidade muscular

Nota: As Estruturas anteriormente mencionadas, apenas servem para uma


indicação de casos clínicos, cuja origem pode ser de uma dessas
estruturas, já que uma massagem numa delas, afectará as outras.
Contudo, temos que reconhecer que uma manipulação para recuperar
a amplitude de uma articulação, tem uma abordagem diferente de
outra com finalidade relaxante ou tónica.

Orientação e sequência base para Abhyanga


A descrição de uma sequência de Abhyanga, não pretende ser “a única”,
mas, ao respeitar a regra geral, deixa a quem a aplicar, evoluir através da
sua experiência e no seu próprio sentir.
Conduzindo pela mesma estrada, no mesmo sentido, podemos ir um pouco
mais à esquerda ou direita, mas chegamos a bom fim. Será a prática e o
desenvolvimento da intuição que irá garantir os bons procedimentos.

Comecemos por abordar uma definição de Marma, pontos e/ou zonas


utilizados em Abhyanga, e Marmaterapia.

Marma: estrutura com referência anatómica, que para além da


sua localização física, tem uma função energética, funcionando
como uma comporta que controla o fluir da corrente da energia
fundamental da vida: Prana, sendo este factor energético a mais
importante definição
Estas zonas, ou pontos estão classificados, segundo a sua
estrutura:

1) Músculos: mamsa/peshi: estrutura que compreende a fáscia,


membrana serosa, que reveste todos os músculos, etc

2) Vasos: sira: canais que transportam os componentes líquidos e


energia – plasma, sangue e energia. Bastante especificos e
numerosos:

 Vata – tem uma coloração escura – aruna. Nervos

 Pitta – coloração amarelada


Vasos Linfáticos
 Kapha – coloração esbranquiçada

 Rakta – coloração avermelhada - artérias e veias

NOTA: estes, podem ainda subdividir-se em:

 Aruna – nervo simpático

 Nila – veia

 Rohini – artéria

 Keshika – capilares

 Gauri – vasos linfáticos

 Dhamani – nervos motores

3) Ligamentos: snayu – estes sub-tecidos, upadhatus, que ligam os


ossos e os músculos, são de 4 géneros:

a. Ligamentos

b. Tendões

c. Esfíncteres

d. Aponeuroses (As aponeuroses (do grego, απο, "afastado" e


νευρον, "tendão") ou aponevroses são membranas achatadas de
constituição semelhante à dos tendões, podemos encontra-las
prendendo os músculos do tórax aos ossos da caixa torácica. Têm
uma cor branco-nacarado, cujo aspecto é bem documentado
durante a cirurgia. A sua espessura varia, mas, ainda que sejam
finas, são muito resistentes. Como um invólucro ao redor dos
músculos, as aponeuroses criam resistência e aderem à superfície
da região do osso ao qual o músculo se prende, funcionando como
um tendão mas de forma achatada.)

De: wikipédia

4) Ossos: ashti – dividem-se em ossos propriamente ditos,


cartilagens, dente e unhas

5) Articulações: sandhi – que se subdividem em:


I. Móveis

II. Semimóveis; parcialmente móveis

III. Fixas

Estes tecidos não tem que se encontrar/cruzar em todos os marmas, mas


são zonas que permitem a circulação da energia, ou a impedem, mais ou
menos, ou a bloqueiam de todo.

Estes pontos vitais, quer para efeitos de tratamento, quer para causar dor,
paralisia, e mesmo a morte – pontos letais - pois eram e são estudados nas
Artes da Guerra, tal como em Ayurveda para terapia, estão numerados em
107, por vezes 108.

A pele, é, por vezes, considerada o grande marma (1º?…108?), como fonte


e fim da ligação exterior-interior do corpo, local de humidade permanente,
por onde se influência a fluidez dos líquidos e energia – Prana. É onde se
faz todo o contacto/pressão pontual.

Marma Vidya: estudo da localização, efeito e qualidade dos pontos com


os quais se fazem os procedimentos Ayurvedicos.

Marma Chikitsa: método de tratamento específico para cada doença,


usando os marmas que vão actuar no tratamento, na composição geral do
corpo da pessoa.

Desequilíbrios (toxinas de vária ordem), acumulados, por vezes ao longo


de anos, em algumas partes do nosso corpo, reflectem, ao toque, toda uma
“história” da doença.

São utilizadas vários “auxiliares” como utensílios, para além da própria


forma de pressão digital, ou outra: óleos medicados, aromatizados, calor
por vapor e/ou moxa, agulhas.

Marma Terapia pode ir desde a simples automassagem, rejuvenescimento,


desintoxicação, até ao Pancha Karma.
A PELE
Visão Ocidental

VISÃO AYURVEDICA

(Sushruta)
Camada Esp. Localização Desequilíbrios

Avabhasini Camada exterior, Problemas de pele:


plasma, sidhma kushta;
(stratum 1/18
pigmentação Irritação; secura;
cornium)
prurido; acne

Lohita 2ª camada, Verrugas; sinais na pele;


coloração vermelha “olheiras”
(stratum 1/16
da pele (rakta)
lucidium)

Shweta 3ª camada, Controla o calor e


coloração branca humidade do corpo.
(stratum 1/12
Inchaço, quistos
granulosum)

Tamara 4ª camada, parte Eczemas, vitiligo


gordurosa (meda)
(stratum 1/8
spinosum)

Vidini 5ª camada, Herpes; psoríase


terminações
(stratum basale) 1/5
nervosas

Rohini 6ª camada, ligação Alterações glandulares;


com vasos linfáticas; bolhas
(região reticular) 1
sanguíneos e gordurosas; elefantíase
linfáticos (filariose)

Mamsadhara 7ª camada, contacto Abcessos; fístulas;


directo com o tecido pequenos tumores
(região 2
muscular. Glândulas (nódulos sudoríferos)
subcutânea)
sudoríferas

Você também pode gostar