Você está na página 1de 4

“KAKANGÉLICOS”

II Co. 11:4

O sinal decisivo para o Êxodo da IGREJA ao encontro com Cristo é a contemplação da


mesma. Todas as tribos, nações, povos e línguas deverão estar representados nela (Ap. 5:9-14)
que , como sabemos, foi comprada pelo precioso sangue de Jesus (At. 20:28; I Pe. 1:18-20):
“Aleluia! Pois reina o Senhor nosso Deus, o Todo-poderoso. Alegremo-nos,
exultemos, e demos lhe a glória, porque são chegadas as bodas do cordeiro, cuja a si mesma já
se ataviou” (Ap. 19:7).
Pronta a noiva, dar-se ao as bodas do cordeiro a partir do arrebatamento. E que ela já
está quase pronta, falam altamente profecias que se cumprem hoje aos nossos olhos:
-A apostasia
-O Homem da Iniquidade.
A apostasia já está aí. O desvio da sã doutrina, a invasão do mundo nas igrejas outrora
evangélicas, e a consequente formação da “Grande Babilônia” – a “Mãe das Meretrizes” do
capítulo 17 de Apocalipse.
E já alguém entrando no mundo com todas as características reveladas pela Bíblia:
-“COM TODO O PODER”
-“E COM TODO o ENGANO” (II Ts. 2:9,10).
Informe-se sobre o assunto quem tem o seu computador ligado á INTERNET.
Acessem “Maytrea”, etc... Já tenho os dados principais sobre ele, e estou traduzindo alguns
que estou enviando para os nossos jornais. É bom lembrar: Ele só se revelará de fato, depois
que a IGREJA sair, e ele revela que sabe disto.
Cumpridas cabalmente estas duas profecias, dar-se-á a nossa reunião com Cristo (II
Ts. 2:1-4). Aconselho que,s e possível, decorem o ap. 2:1-12 de II Tessalonicenses.
Neste cenário de apostasia, a confusão está estabelecida; TODOS SÃO CHAMADOS
DE EVANGÉLICOS! E como eu não quero ser envolvido com a confusão, estou chamando
de “KAKANGÉLICOS” os que abandonaram a sã doutrina. Eles são os arautos do
“KAKANGELHO”.
Do grego: Kakós = mau, ruim.
Tó Euaggélion = O Evangelho.
Kakangelho = Notícias ruins, más.
1° Kakangelho – O culto do vômito já ouviu falar? O vômito acontece durante o
culto, dentro do templo, com o fim de expelir as impurezas da alma. Os índios Pacaas Novos,
antes de se converterem praticavam esse ritual, pagãos que eram. Convertidos, o
abandonaram. Vivem nas selvas de Rondônia, uma tribo de crentes.
2° Evangelho – O sangue de Jesus é o purificador de nossos pecados (I Jo, 1:7).
Apontando para ele, Zacarias (13:1) nos fala da “Fonte aberta” para remover o pecado e a
impureza.
3°Kakangelho – O culto “Diet”. Não combina com a dignidade de Jesus Cristo. a
pessoa gorda emagrece repentinamente nesses cultos e atribuem o fenômeno ao Espírito
Santo, sem que se apercebam de que estão debaixo da ação dos espíritos enganadores que
estão atuando nestes últimos dias (I Tm.).
4° Evangelho – “por que surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes
sinais e prodígios para enganar, se possíveis, os profetas eleitos” (ma. 24:24).
5° kakangelho – O culto de sopro e do “óleo de Jerusalém”. As pessoas caem quando
recebem o sopro e o óleo de Jerusalém. Aqui está recorte de jornal de Toronto mostrando
grande número de senhoras caídas no chão de um templo. Suas pernas estão cobertas com
uma comprida faixa de pano. Num vídeo que tenho, sobre um culto Kakangélico, as pessoas,
visivelmente atuadas por espíritos enganadores, vão caindo quando o pregador aplica nelas o
“óleo de Jerusalém”.
E no meio kakangélico há um culto há o culto do dente de ouro (passou a onda), do
cabide, do lançamento do paletó, do grito, do rolar no chão; e, ainda, a dança da garrafa! Um
rapaz crente me contou o fato bastante constrangido. Não podendo escapar do convite que lhe
fizeram, foi a um culto kakangélico e testemunhou: A moça rebolando fazia os quadris
subirem e descerem na direção de uma garrafa. Quando descia ela cantava: “Desce, vaso
velho” ...etc...Quando subiam os quadris, ela cantava: “...é o vaso novo que sobe”, etc...
6° Evangelho – “Até que todos cheguem à unidade da fé e do pleno conhecimento do
Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo. Para que
não mais sejam meninos, agitados de um lado para outro, e levados ao redor por todo vento de
doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro” (Ef. 4:1,14). E
uma coisa entre muitas que os caracterizam, é não suportarem a sã doutrina, sentindo
comichão nos ouvidos e se entregando às fábulas (II Tm. 4:2-5).
7° Kakangelho – cultos de curas, línguas e pregação de prosperidade. Sem entender
as razões últimas por que Jesus e seus apóstolos curavam (Judas também Mt. 10:1-4)
realizavam estranhos cultos de curas e inflamadas pregações sobre prosperidade material
acompanhados de fenômenos glossálicos. Nossa irmã em Cristo, num culto de uma
congregação da Igreja Batista Shekiná, em Vitória da Conquista, repreendeu, com toda a
autoridade, uma mulher que “falava” línguas estranhas. Aquela Irma declarou ser aquilo ação
de espíritos enganadores, e não evangelho. A mulher se calou e o espírito enganador, que a
atuava, saiu. Outras experiências poderiam ser contadas e, em todas elas os espíritos
enganadores se revelaram. Tenho experiências pessoais sobre este assunto e também colegas
que viveram experiências idênticas.
Quando Maytreya da Nova Era se manifestar se manifestar ao mundo, no dia de sua
proclamação, através de uma rede mundial de televisão e rádio, haverá curas através de todo
o mundo. Os preparadores de seu aparecimento já estão aí: Os Uri Gellers, os Urandis, os
Andrijas e muitos outros ao redor do mundo, fazendo curas e maravilhas. Chamo o evangelho
da prosperidade de “O Evangelho dos mais infelizes”.(I Cor. 15:19).
8° Evangelho “quando vier aquilo que é perfeito (“Tò téleion”, palavra grega neutra,
não se refere a uma pessoa). A única coisa realmente perfeita, que existe no mundo é a Bíblia.
Tendo se completado – Velho +Novo Testamento- as línguas cessaram (I Co. 13:8-10).
Nestes dias de curas e maravilhas cumpre-se Mt. 7:21-23. Que o leitor leia, é importante. E
ainda sobre línguas, tenho duas coisas a dizer:
1ª – Adoto a posição de Paulo (II Cor. 14:18,19). Leia o leitor.
2ª – Ninguém proibiu a glossolalia, nem mesmo a teopnêustica. Elas cessaram porque
o (livro) perfeito já veio, e era uma profecia que se cumpriu (I Co. 14:20,21; Is. 28: 11,12).
9° Kakangelho – nele a gritaria domina e incomoda tanto que, muita gente
principalmente os que moram por perto desses gritadores, encaminharam ao Congresso um
apelo, visando o fim da gritaria e dos altissonantes brados dos gritadores kakangélicos. A
mídia veiculou o fato em todo o Brasil. Aqui em Conquista, o jornal “A Tarde”, de 19/09/97,
publicou:
“...no segundo turno da Câmara, caso dois artigos da Lei Ambiental, já provada no
Senado sobre poluição sonora, sejam mantidos no texto que está em processo da avaliação
pelos deputados. Os dois artigos proíbem a emissão de sons, ruídos ou vibrações poluidoras
resultantes de qualquer atividade e agrava a penalidade se esse tipo de crime for praticado à
noite, nos dias úteis, ou nos domingos e feriados, quando as igrejas realizam os seus cultos.
A lei prejudicaria também bares, lojas, BOITES (Cx. Alta, minha), que funcionam em
áreas residenciais...
10º Evangelho – A adoração, conforme o ensino bíblico, é feita em “espírito e em
verdade” (Jo. 4:24), na qual se ouve “voz mansa e delicada” de Deus (I Reis 19:11-13). Os
evangélicos bíblicos acatam que o Espírito Santo autorizou e inspirou a Paulo escrever:
“LONGE DE VÓS TODA A AMARGURA, E CÓLERA, E IRA E GRIRARIA, e bem
assim toda a malícia” (Ef. 4:31). Notem aqui dois fatos:
1ª O Espírito Santo se entristece com estas coisas (Ef.4:30).
2ª A gritaria fica no mesmo pé de igualdade da amargura, da cólera, da blasfêmia e de
toda malícia!
Sim, a tristeza do Espírito Santo sobra para os evangélicos bíblicos; pois, além de
muitas outras coisas, a lei que proíbe a volumosa emissão sonora nas igrejas kakangélicas,
envolve bares, lojas e BOITES. Que tristeza! – Igrejas e boites proibidas de fazerem barulho!
11º Kakangélicos – “Nas igrejas” desse estranho “evangelho”, a música do mundo
está presente. Entre elas está o samba e o maligno “Rock in Roll”! Deveras uma abominação!
Quando lemos numa certa revista kakangélica que os “crentes” arrebataram o rock das mãos
do diabo e o entregaram a Jesus Cristo, é algo que espanta quando pensamos nessa ousadia
maligna de obrigar o Senhor Jesus a aceitar algo que pertence ao Diabo!
Urandir, um dos traços de união entre o mundo e os extraterrestres, está presente no
programa “Brasil Verdade” da Bandeirantes. Recentemente, dois roqueiros deram lá o seu
testemunho:
O 1º disse: “Recebi dos extraterrestres a letra deste rock...” e cantou.
O 2º disse: “Recebi deles a letra e a música deste rock”, e cantou.
Os aplausos foram inevitáveis! Sim, vieram de lá! – Ef. 2:1,2 – das “potestades do ar”,
os espíritos enganadores!!! E, no mundo kakangélico entraram a dança mundana, os assobios,
os clamores altissonantes dos que rodopiam nos salões do templo e ginásios de esportes, a
sensualidade das roupas sumárias e as palmas irreverentes. Lá estão, também, as baterias com
suas “músicas de poder” e guitarras estrepitosas.
12º Evangelho – um dos deveres dos pastores é ensinar o povo de Deus a ver a
diferença entre o santo e profano, entre o imundo e o limpo (Ez. 44:23). Isto inclui a música.
Três coisas:
1ª O povo de Deus deve louvar a Deus com a música de Deus (I Cr. 16:42). A música
de Deus é sagrada, sacra: não profana.
2ª A música de Deus é espiritual, não carnal (Ef.5:18-21) cantada, de coração, pelos
que estão cheios do Espírito de Deus (Cl. 3:16,17). Se a Palavra de Deus habita realmente em
nós, o resultado, entre outros é o louvor com a música de Deus.
3ª Deus diz que não vai ouvir a música dos cânticos estrepitosos (Amós 5:23), pois ela
caracteriza um povo afastado da “simplicidade e pureza devidas a Cristo”. Leia o leitor, sem
falta, Amós 5:21-23 e II Co. 11:1-3..
13º Kakangélico: “... Durante vários anos, um colega um vem formando o que ele
chamou de “arquivo de horror” – recordes falando de igrejas que estão lançando mão de
inovações, a fim de evitar que seus cultos de adoração se tornem monótonos. Nos últimos
cinco anos, algumas das maiores igrejas dos Estados Unidos têm se utilizados de recursos
mundanos, tais como comédia “pastelão”, peças cômicas entremeadas de música, exibições de
luta livre e até mesmo imitações de strip-tease, para tornar um pouco mais atrativas suas
reuniões dominicais... Hoje, cada atração mundana contemporânea tem sua imitação “cristã”.
Temos grupos de motociclistas cristãos, equipes cristãs de musculação, clubes cristãos de
dança, parques de diversão cristãos, e já li sobre a existência de uma colônia de nudismo
cristã”. (Do livro “COM VERGONHA DO EVANGELHO” PP. 13e 100- autor Jonh f.
MacArtur).
14º Evangelho – Jesus declarou que, pouco antes de sua vinda... “EIS QUE VENHO
SEM DEMORA... CONTINUE O INJUSTO; O JUSTO CONTINUE NA PRÁTICA DA
JUSTIÇA, CONTINUE O IMUNDO, E O SANTO CONTINUE A SANTIFICAR-SE (Ap.
22:11,12).
E Paulo diz: “rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis os
vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E
não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente,
para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.
E o apóstolo João diz: “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se
manifestou o que havemos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos
semelhantes a ele, porque havemos de vê-lo como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que
nele tem esta esperança, assim como ele é puro” (I Jo. 3:2,3).
O Kakangelho outra coisa não é senão o “outro evangelho”.E esse tal, é aquele
“evangelho” que tem um outro Jesus, sustentado por um outro espírito (II Co.11:4). Seus
adeptos são kakangélicos, não evangélicos.
Não, não posso chamá-los de evangélicos, e mais 2 coisas:
1ª – Sandro Vilar creu na palavra de seus pastores segundo a qual seu filho de um ano
e meio, morto, ia ressuscitar. Então, o corpo não foi levado ao cemitério. Eram pastores da
Igreja Pentecostal Fortaleza de Deus. Os pais da criança e outros esperaram quatro dias.
Como o milagre não aconteceu, a polícia foi chamada, e impediu o linchamento dos dois
pastores kakangélicos. Isto aconteceu em Guiaba, RS (jornal “A Tarde” de 19/09/1997).
2ª – No dia 2/09/1997, Bóris Casoy, na Tv “Record”, noticiou o “casamento” de duas
lésbicas por pastores kakangélicos numa igreja kakangélica. “casamento”, cuja realização foi
recusada pelos pastores da igreja católica local. Deveras , muitas “coisas espantosas” estão
sendo realizadas pelos adeptos do kakangelho (Lc. 21:11). “Infelizmente o verdadeiro
discernimento encontra-se em escassez entre os evangélicos de nossos dias” (Jonh E.
MacArtur Jr. – COMVERGONHA DO EVANGELHO (pg. 222).

Exortação – “filhinhos, já é a última hora... e... vem o Anticristo... pelo que


conhecemos que é a última hora” (I Jo. 2:18). E ela se caracteriza pelo emergir do “homem da
iniquidade” que, como “filho da perdição”, inspira a apostasia – a formação da “Grande
Babilônia”.
Sim, é a última hora! A apostasia vai unir todas as religiões na grande religião
universal. A “mulher embriagada com o sangue dos santos” (Ap. 17:3-6) encabeça o
movimento.
O falso Cristo desponta, tentando imitar o Milênio de Cristo e o próprio Senhor Jesus.
É a última hora. Nossa redenção se aproxima (Lc. 21:25-28). “Amém, ora vem, Senhor
Jesus”!

Pr. Gérson Rocha