Você está na página 1de 43

Produtos e Serviços Financeiros

Por Edgar Abreu e Leandro Rassier.


PROFESSORES

Edgar Abreu Leandro Rassier


Graduado em Matemática (PUCRS) e possui especializações Mestre em Administração com ênfase em
em Educação a Distância (SENAC- RS) e em Finanças Contabilidade e Finanças pela UFRGS. Especialista
(UFRGS). Referência nacional em Finanças. Professor e em Educação Matemática e Administração
palestrante do Programa de pós-graduação da PUCRS dessa Financeira, Engenheiro Civil pela UFRGS. Autor dos
mesma área.
livros: Organize suas finanças da Coleção Você
Seu nome é reconhecido em todo o País por ministrar aulas S.A. de Finanças Pessoais em 2007; Entenda o
para as principais certificações financeiras, como CPA-10, Mercado de Ações. Faça da Crise uma
CPA-20, CEA, Ancord, e também para o ensino preparatório oportunidade, editora Campus/Elsevier em 2009 e
para concursos públicos como professor de Conhecimentos Conquiste sua Liberdade Financeira, Editora
Bancários. Leciona em vários MBAs em diversas cidades do Campus/Elsevier em 2011.
País na área de Finanças. É autor de "Sistema Financeiro
Nacional", "Certificação Anbid Cpa-10" e "Certificação Anbid
Cpa-20 – 400 Questões de Prova com Gabarito Comentado". Foi diretor do gurpo XP Investimentos e atualmente
dirige o Escritório LHR Investimentos.

Professor convidado Professor PUCRS


DOWNLOADS
Baixe os materiais utilizados pelos professores Edgar Abreu e Leandro Rassier durante os 3 encontros da disciplina.

ACESSE:
http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/fib/produtos-e-servicos-financeiros/

Os títulos coloridos são indicados para alunos


interessados em leituras com aprofundamentos
teóricos. Esse títulos podem ser acessados

Materiais de apoio Bibliografia gratuitamente, basta acessar o livro online da


disciplina e clicar nele.

Livro online da disciplina em PDF Edgar Abreu. Certificação Anbima CPA 20. Novatec Edgar Abreu.
Autor(es): Edgar Abreu e Leandro Rassier. Apostila preparatória para CPA 20.
Fonte: ebooks.pucrs.br/edipucrs/fib/produtos-e-servicos- Mercado de Valores Mobiliários Brasileiro. CVM.
financeiros Leandro Rassier. Conquiste Sua Liberdade Financeira.
Marcelo Pacheco e Gilson Oliveira. Mercado Financeiro - Objetivo e
Apresentação de apoio para 1º Encontro Profissional.
Apresentação de apoio para 2º Encontro Roberto G. Ferreira. Tesouro Direto e Outros Investimentos
Apresentação de apoio para 3º Encontro Financeiros. Planos Financeiros e Atuariais de Aposentadoria.
EMENTA DA DISCIPLINA
O objetivo da disciplina é abordar todos os principais produtos financeiros existentes no mercado
brasileiro e também os principais produtos disponíveis para aplicação de recursos no exterior.

Serão vistas características essenciais dos diversos produtos disponíveis para a alocação de recursos, o
cenário do mercado atual e as suas características quanto a emitente, risco, rentabilidade, custo, prazo
e tributação.

Essa disciplina compõe um dos principais conhecimentos para as


certificações de mercado financeiro como Ancord, CPA20, CEA e CFP.

Lembre-se que esse Livro organiza de forma resumida todo o


conteúdo da disciplina, possibilitando que você possa acessar com
agilidade e eficiência todos os materiais, fundamentos, identificar os
pontos principais dos vídeos (nos Destaques e Mapas da Aula), e
encontrar os principais tópicos que compõem a avaliação. Para
maiores aprofundamentos teóricos sobre os conteúdos que são base
desse Livro, há uma série de leituras na área BIBLIOGRAFIA, em
DOWNLOADS, inclusive diversos marcados em dourado, que têm
acesso gratuito pela Editora ou Biblioteca da PUCRS.
A distribuição do conhecimento sobre produtos e
serviços financeiros em nosso curso
Veja como o vasto conteúdo se distribui entre as 24 disciplinas
Banco Múltiplo
A disciplina de produtos e serviços
financeiros, essa que você está
tendo nesse momento, se insere Banco de desenvolvimento,
nas atividades de instituições Banco Banco de Sociedade de crédito,
financeiras no sentido de captação Comercial Investimento Sociedade de arrendamento
mercanti,
de recursos, ou seja, oferecimento Sociedade crédito, financiamento e
investimento
de produtos de investimentos à
população para captar recursos Captação (investimentos),
financeiros para suas atividades. Prestação de Disciplina de Banco
também incluindo aqui as Aplicação (crédito)
Serviços de Investimento
atividades das corretoras
(receita de serviços)

Disciplina de
Disciplina de
Produtos e Serviços
Tesouraria I Serviços básicos, como
financeiros
conta corrente e tarifas:
Disciplina de Controladoria

Serviços complexos, como seguros:


Disciplinas de Planejamento Financeiro
e Planejamento Sucessório e Fiscal
OBJETIVO DE AULA POR TIPO DE RENTABILIDADE
DO PROF. EDGAR ABREU Renda fixa, renda variável, renda zero
A categorização usada serve como referência para que cada + Pré ou pós
profissional tenha um mapa mental das características mais
importantes sobre investimentos. + Renda absoluta ou relativa

POR TIPO DE OBJETIVO POR TIPO DE


Arbitrador, especulador e AGRUPAMENTO
investidor de posição Individual ou coletivo

POR PERFIL POR TIPO DE RISCO


Conservador, moderado Crédito, mercado e liquidez
e agressivo

POR PRAZO
0 a 2 anos, 2 a 5 anos, > de 5 anos
AULA 1
Nas próximas páginas você terá os conteúdos da 1ª aula dessa disciplina.

Os fundamentos são opcionais. Se não sentir O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente
Os exercícios simulam a
necessidade de vê-los, avance para os outros EAD para garantir que o conteúdo seja
prova online da disciplina.
conteúdos. exclusivo a você.
COMO FUNCIONA O MERCADO DE PRODUTOS E SERVIÇOS
FINANCEIROS
AULA 1, FUNDAMENTO 1
Essa página demonstra a
essência da atividade das
instituições financeiras: captar
recursos em uma ponta, junto a
agentes superavitários, e
emprestar a agentes deficitários. A
obtenção de lucro por parte da
instituição financeira nesse
processo chama-se de spread
bancário.

o de
COMPOSIÇÃO DE UM
INVESTIMENTO
AULA 1, FUNDAMENTO 2

Durante a aula, os professores


repetidamente se referem ao valor
investido por alguém como capital
ou principal. Transcorrido um
período do investimento, esse
valor estará superior devido à
obtenção de juros.
PRICIPAIS INDEXADORES
AULA 1, FUNDAMENTO 3
Indexadores são índices (percentuais) usados para reajustar valores.
Conheça nessa página, de forma ilustrada, as funções da Selic, CDI
e Ibovespa como alguns dos principais indexadores da economia
brasileira.
E veja na próxima página a definição em detalhes.

DEFINIÇÕES NA
PRÓXIMA PÁGINA
PRICIPAIS INDEXADORES
AULA 1, FUNDAMENTO 3 (continuação)

Indexadores são
índices
CDI SELIC IBOVESPA
Calculado pela CETIP com base na Calculado com base na média diária dos É um índice que
(percentuais) média diária dos Depósitos financiamentos de um dia com lastro em representa a valorização
usados para Interfinanceiros. Serve de Indexador Títulos Públicos (operações ou desvalorização
reajustar valores. para várias operações de mercado. compromissadas). Divulgado pela SELIC. conjunta das principais
Conheça nessa ações de empresas do
página os principais mercado brasileiro. O
indexadores da
economia
IGP-M IPCA critério para seleção
Pesquisado pela FGV. Tem a mesma Medido mensalmente pelo IBGE, foi criado desse conjunto de
brasileira. metodologia do IGP DI, mas refere-se à com o objetivo de oferecer a variação dos principais ações é, entre
coleta de preços realizada entre os dias preços no comércio para o público final. O outros, as que possuem
21 de um mês e 20 do seguinte, e não IPCA é considerado o índice oficial de maior movimentação de
no mês completo. inflação do país. compra e venda na
bolsa.

Os índices de inflação são importantes no


cálculo das rentabilidades pois parte da Exemplo: um investimento que tenha a
remuneração obtida com o CDI, Selic ou rentabilidade CDI de 10%, será
Ibovespa (principais indexadores) é parcialmente corroído por uma inflação de
corroída pela perda do valor da moeda 6%. Conheça abaixo os 2 principais índices
(inflação). de inflação do Brasil, o IPCA e IGP-M.
Os Principais Produtos de Investimentos
AULA 1, FUNDAMENTO 4
Categorizamos os investimentos estão os principais investimentos
por tipo de emissor para melhor em que o investidor aporta
visualização. Assim é possível recursos em bancos, e esses
visualizar cada produto de bancos destinam tais recursos
investimento conforme o destino para empréstimos e
dos recursos que o investidor financiamentos. Veja em detalhes
aporta. nas próximas páginas.
No primeiro grupo, por exemplo,

Bancos Governo Corporativos


Coletivos Derivativos
Federal Outros
São os tradicionais
produtos de São os títulos públicos São os títulos emitidos São os investimentos São investimentos que Produtos de
investimentos lançados pelo governo por empresas: ações, feitos por um grande derivam de outros características
comercializados por federal, e debentures, conjunto de investimentos. Sua diversas, como:
bancos: poupança, comercializados pelo commercial papers. investidores que remuneração se Imóveis, câmbio,
título de capitalização, Banco Central: aportam recursos em baseia na variação de commodities.
CDB/RDB, LCI/LCA, LFT, LTN, NTN-B, NTN- um fundo, o qual é preços dos produtos
DPGE, LF. F. gerido por uma que são base desses
instituição financeira: derivativos, como
Fundos de dólar, ações, produtos
Investimento, PGBL, agrícolas, entre
VGBL. outros.
São derivativos:
Opções, Termo,
Contratos Futuros.
Os Principais Produtos de Investimentos
Emitidos por Bancos
Nome Como funciona? Tipos Rentabilidade Liquidez Garantia do FGC Tributação
Poupança Na prática, o investidor deposita 0,5% a.m + TR (taxa referencial). Mas, se 100% de liquidez. 250 mil por CPF por Isento.
seus recursos no banco, e esses a Selic estiver abaixo de 8,5%, o Instituição financeira. Na
recursos são usados para rendimento passa a ser 70% da Selic + Caixa Econômica
finalidades determinadas pelo TR. Federal, valores
governo, como financiamento superiores a esse limite
imobiliário. também são cobertos.
Título de É um investimento com Inferior à poupança, dado que parte do A retirada antecipada muitas vezes Não há.
Capitalização rentabilidade reduzida, mas que dá investimento é destinado a gerar um é limitada, e há penalidades quanto
direito à participação em sorteios e capital que é sorteado e distribuído entre à rentabilidade e valores investidos
prêmios. investidores. em caso de descumprimento dos
aportes definidos ou retirada
antecipada.
CDB pós-fixado
CDB (certificado de CDB , o investidor empresta Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada CDB possui sua regra de 250 mil por CPF, por Tributados com o IOF
CDB atrelado à inflação (IPCA, IGP-M)
depósito bancário) (deposita) seu dinheiro a um banco. Rentabilidade prefixada + inflação liquidez. Quanto menor a liquidez Instituição financeira. (para períodos
atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA) (maior prazo de investimento), inferiores à 30 dias).
CDB prefixados Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.) maior tende a ser a rentabilidade. IR na fonte (tabela
regressiva).
Similar ao CDB, entretanto, RDB pós-fixado Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada RDB possui sua regra de 250 mil por CPF, por Tributados com o IOF
RDB (recibo de
RDB atrelado à inflação (IPCA, IGP-M)
depósito bancário) diferentemente do CDB, não pode Rentabilidade prefixada + inflação liquidez. Não é possivel Instituição financeira. (para períodos
ser transacionado entre atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA) transacionar o papel por que não é inferiores à 30 dias).
investidores. RDB prefixados Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.) um titulo. IR na fonte (tabela
regressiva) .
LCI pós-fixado
LCI (letra de crédito Na prática, é emprestar dinheiro ao Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada LCI possui sua regra de 250 mil por CPF por Isento de IR.
banco para que ele financie LCI atrelado à inflação (IPCA, IGP-M) Rentabilidade prefixada + inflação liquidez. Instituição financeira.
Imobiliário)
empreendimentos imobiliários. atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA)
LCI prefixados Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.)
Na prática, é emprestar dinheiro ao LCA pós-fixado Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada LCA possui sua regra de 250 mil por CPF por Isento de IR.
LCA (letra de
banco para que ele financie o LCA atrelado à inflação (IPCA, IGP-M) Rentabilidade prefixada + inflação liquidez. Instituição financeira.
crédito do
agronegócio atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA)
agronegócio) LCA prefixado Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.)

É similar a um CDB porém conta DPGE Pós-fixado atrelado à inflação (IPCA, IGP- Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada DPGE possui sua regra de 20 milhões por CPF por Tributados com o IOF
DPGE (Depósito a M)
prazo com garantia com uma garantia muito maior pelo DPGE atrelado à inflação (IPCA, IGP-M) Rentabilidade prefixada + inflação liquidez. instituição financeira. (para períodos
FGC. Normalmente, acessível para atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA) inferiores à 30 dias).
especial do FGC) investidores maiores. DPGE prefixados IR na fonte (tabela
Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.)
regressiva)
É um título de renda fixa emitido por LF Pós-fixado atrelado à inflação (IPCA, IGP-M) Atrelado ao CDI (Ex: 93% CDI) Cada LF possui sua regra de Não possui. Tabela regressiva.
LF (Letra
instituições financeiras com a LF atrelado à inflação (IPCA, IGP-M) Rentabilidade prefixada + inflação Liquidez.
Financeira)
finalidade de captar recursos de atrelada a um índice (Ex: 3,5% + IPCA)
longo prazo. Funciona de maneira LF prefixados Rentabilidade prefixada (Ex: 10% a.a.)
similar a um CDB, porém sem FGC.
Os Principais Produtos de Investimentos
Emitidos pelo Governo Federal

Nome Como funciona? Tipos Rentabilidade Liquidez Garantia do FGC Tributação


LFT Através de títulos públicos, o investidor Pós-fixado atrelado a Taxa Selic (muito Possui liquidez Não possui. Tabela
empresta seu dinheiro ao Governo Federal taxa Selic. próximo). diária. regressiva.
em troca de rendimentos.
LTN Prefixado. 12% ao ano. Possui liquidez
diária.

NTN-B Atrelado ao IPCA. 4,5% ao ano + Possui liquidez


IPCA. diária.

NTN-F Prefixado com juros 12% ao ano. Possui liquidez


semestrais. diária.
Os Principais Produtos de Investimentos
Corporativos

Nome Como funciona? Tipos Rentabilidade Liquidez Garantia do FGC Tributação


Ações Participação societária de uma empresa Ações ordinárias dão Dividendos (pode Possui liquidez Não possui. A alíquota do IR
negociada em bolsa de valores. direito a voto, ou seja, o pagar ou não diária. é de 15% sobre
investidor passa a pagar) + o lucro. Em
decidir o futuro da valorização ou operações de
empresa, conforme sua desvalorização de compra e venda
proporção de ações. Já capital. no mesmo dia,
as ações preferenciais “day trade” em
não dão direito a voto. inglês, a alíquota
sobe para 20%.
Debêntures São títulos privados. Lembra muito os Títulos Podem ser Pré ou pós A rentabilidade Cada debênture tem Não possui. Tabela
Públicos (Tesouro Direto) só que nesses o fixadas. depende de cada sua regra de progressiva de
investidor está emprestando dinheiro para emissão. Tende a liquidez, mas com IR, a não ser
uma empresa privada. Só pode ser emitido ser a maior vencimento mínimo quando é uma
por empresas de capital aberto em bolsa de quanto mais risco de 360 dias. Debênture
valores. a empresa Incentivada.
apresentar. Resgates com
prazos inferiores
a 30 dias pagam
IOF.
Commercial papers ou Muito similares às debêntures, porém para Cada commercial Não possui. Tabela
notas promissórias prazos mais curtos. paper tem sua regra progressiva de
de liquidez, mas IR.
com vencimento
mínimo de 30 dias.
Os Principais Produtos de Investimentos
Coletivos (fundos de investimento)
Classe de ativos Tipo de gestão e riscos Estratégias Onde investem
O fundo tem como objetivo proporcionar a rentabilidade de suas cotas, mediante aplicação de seus recursos em ativos financeiros e operações de
Simples Renda fixa simples renda fixa. O fundo deverá manter, no mínimo, 95% de seu patrimônio líquido investido em títulos públicos federais ou titulos com o mesmo grau
de risco.
Indexados Índices Tem o objetivo de entregar rentabilidade similar a de um índice.
Soberano Investe em 100% em títulos públicos federais do Brasil.
Renda fixa Grau de investimento Investem no mínimo 80% da carteira em títulos públicos federais.
Ativo de alta, média, baixa e livre duração
Crédito livre Investem em ativos de renda fixa, podendo manter mais de 20% da sua carteira em títulos de médio e alto risco de crédito.
Investimento no exterior Investem em ativos financeiros no exterior em parcela superior a 40% do patrimônio do fundo.
Investimento no exterior Fundos que investem no mínimo 80% de seu patrimônio líquido em títulos representativos da dívida externa de responsabilidade da união.
Dívida externa
Indexados Índices Fundos atrelados a índices de referência, os chamados ETFs.
Estratégia valor: investe em empresas com potencial de valorização. Estratégia crescimento: investe em empresas com alto potencial de
Valor/crescimento
crescimento de resultados.
Dividendos Fundos que investem em ações de empresas com histórico de bons dividendos.
Sustentabilidade/governança Fundos que investem em empresas que apresentam bons níveis de governança corporativa.
Fundos cuja carteira é composta por, no mínimo, 85% em ações de empresas que não estejam incluídas entre as maiores participações do Ibrx -
Ativo Small caps
índice Brasil.
Ações Índice ativo
Fundos que têm como objetivo superar o índice de referência do mercado acionário. Estes fundos se utilizam de deslocamentos táticos em relação
à carteira de referência para atingir seu objetivo.
Setorial Investem em ações de um mesmo setor.
Livre Sem o compromisso de concentração em uma estratégia específica.
Fmp-fgts De acordo com a regulamentação vigente.
Específicos Fechados de ações Fundos de condomínio fechado.
Mono ações Investem em ações de apenas uma empresa.
Investimento exterior Investimento no exterior Investem em papéis no exterior.
Balanceado Buscam retorno no longo prazo por meio da compra de diversas classes de ativos, incluindo cotas de fundos. Não admitem alavancagem.
Alocação
Dinâmico Buscam retorno no longo prazo por meio da compra de diversas classes de ativos, incluindo cotas de fundos. Admitem alavancagem.
Fundos que realizam operações em diversas classes de ativos. O gestor procura ganhos em ativos que se alterem de acordo com cenários
Macro
macroeconômicos de médio/longo prazo.
Fundos que realizam operações em diversas classes de ativos explorando oportunidades de ganhos a partir de movimentos de curto prazo nos
Trading
preços dos ativos.
Fundos que fazem operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando posições compradas e vendidas, com o
Long and short neutro
objetivo de manter a exposição financeira líquida limitada a 5% .
Multimercado Estratégia Fazem operações de ativos e derivativos ligados ao mercado de renda variável, montando posições compradas e vendidas. O resultado deve ser
Long and short direcional
proveniente, preponderantemente, da diferença entre essas posições.
Buscam retorno no longo prazo via investimentos em ativos de renda fixa, admitindo-se estratégias que impliquem risco de juros, risco de índice
Juros e moedas
de preço e risco de moeda estrangeira.
Livre Livre: Fundos sem compromisso de concentração em alguma estratégia específica.
Capital protegido Fundos que buscam retornos em mercados de risco procurando proteger, parcial ou totalmente, o principal investido.
Estratégia específica Adotam estratégia de investimento que implique riscos específicos, tais como commodities, futuro de índice.
Investimento exterior Investimento no exterior Investem em posições no exterior.
Agrega os fundos que aplicam pelo menos 80% da carteira em ativos - de qualquer espectro de risco de crédito - relacionados diretamente ou
Cambial Cambial Cambial
sintetizados, via derivativos, à moeda estrangeira.
Fontes: Anbima, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banrisul.
Os Principais Produtos de Investimentos
Bancos

Nome Como funciona? Tipos Rentabilidade Liquidez Garantia do FGC Tributação


Opções Ao negociar opções, o investidor tem um Call: direito de comprar IMPORTANTE: especialmente em Diária. Há vezes em Não possui. 15% de IR sobre
direito de compra ou venda futura de um um ativo por um preço derivativos, a rentabilidade não é a que pode-se não os ganhos.
ativo, por exemplo, ações de uma predeterminado. razão da existência dessa classe de conseguir desfazer-
empresa ou dólar. produtos, mas sim a capacidade de criar se da opção, se não
proteções contra variações nos preços houver demanda.
de ativos (hedge).A rentabilidade é
obtida se, no dia de exercer a opção de
compra, o preço atual do ativo estiver
superior ao preço predeterminado.
Put: direito de vender A rentabilidade é obtida se, no dia de Não possui. 15% de IR sobre
um ativo por um preço exercer a opção de venda, o preço atual os ganhos.
predeterminado. do ativo estiver inferior ao preço
predeterminado.
Termo Ao negociar no mercado a termo, Como nas opções, o comprador tem Pode ser negociado Não possui. 15% de IR sobre
comprador e vendedor acordam a troca de resultado positivo se o bem negociado no mercado os ganhos.
um bem por pagamento financeiro em data estiver na data futura com preço secundário.
futura, por um preço predeterminado. superior ao preço acordado. O vendedor
ganha se o preço estiver inferior.
Contratos futuros Similar ao mercado financeiro, mas Inclui ativos como Similar ao mercado a termo. Possuem liquidez Não possui. 15% de IR sobre
contempla também a negociação de ativos dólar, índices, ações, diária. os ganhos.
financeiros. Apenas cerca de 2% dos entre outros.
contratos resultam em troca real dos
ativos. O restante é resolvido apenas com
um ajuste financeiro de ganhos ou perdas.

As características de derivativos são visualizadas em maiores detalhes na disciplina de


Tesouraria II.
Os Principais Produtos de Investimentos
Outros

Nome Como funciona? Tipos Rentabilidade Liquidez Garantia do FGC Tributação


Imóveis Compra física de imóveis. Residencial, comercial, Pode ser obtida por meio São considerados Não possui. Imposto sobre
corporativo, rural, entre de aluguel ou valorização ativos com baixa propriedade +
outros. do próprio imóvel. liquidez dado o 15% de IR
tempo para sobre a
concretização de valorização no
venda e momento da
recebimento. venda.
Câmbio É a compra de moedas estrangeiras. Dólar, euro, libra, entre É obtida quando a moeda Costuma ter alta Não possui. IOF + 15% de
outros. comprada valoriza em liquidez. IR sobre a
relação à moeda nacional. valorização.

As características de imóveis e câmbio são visualizadas em maiores detalhes em


disciplinas como Tesouraria II, Investimentos II, Planejamento Sucessório e Fiscal.
AGENTES IMPORTANTES
AULA 1, FUNDAMENTO 5
Aqui são vistas as instituições responsáveis por organizar o
mercado de produtos de investimentos. Essas instituições não
emitem os títulos, mas regularizam, registram e liquidam as
operações de compra e venda de investimentos no Brasil.

SELIC CETIP
Sistema Especial de Liquidação e de Custódia Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos
É um sistema informatizado que registra as operações de É uma entidade similar à SELIC, mas ao invés de lidar com títulos
títulos públicos, guardando informações como comprador, públicos, lida com títulos privados. Realiza o registro, custódia e
prazo, taxa, entre outras. Também realiza custódia desses liquidação desses ativos financeiros emitidos por instituições
títulos, ou seja, é ela que guarda esses documentos virtuais financeiras privadas. Praticamente todos títulos de renda fixa, como
que atestam os direitos do investidor que comprou títulos CDB, LCI, LCA passam pela CETIP. Também é responsável pelo
públicos. processamento de transferências eletrônicas.

CVM Anbima
Comissão de Valores Mobiliários Associação Brasileira das Entidades dos Mercados
É a entidade responsável pelo Mercado de valores Financeiro e de Capitais
mobiliários brasileiros. Representa as instituições financeiras brasileiras, tomando
Valor mobiliário não significa imóvel nem mobília. Um valor iniciativas de auto regulação, informação e educação.
mobiliário é um documento emitido por empresas ou outras
entidades. Esse documento representa direitos de quem
compra e deveres de quem vende, e pode ser revendido a
outros compradores, no chamado mercado secundário.
PRINCIPAIS TAXAS COBRADAS EM INVESTIMENTOS
AULA 1, FUNDAMENTO 6
A terminologia de taxas também é bastante usada
pelos professores em aula. Para uma melhor
experiência, recomenda-se ter esses termos bem
atualizados, conforme podem ser vistos nessa página.

Taxa de Administração
É um percentual anual pago sobre o total aplicado.

Taxa de Custódia
É um valor fixo ou percentual que o investidor paga para poder ter em carteira determinado investimento.

Taxa de Carregamento
É um percentual sobre o investimento realizado, que é pago no
momento em que o investidor realiza aporte. É comum em previdências.

Taxa de Performance
É um percentual pago ao gestor do investimento sempre que esse investimento rende mais do que um valor
estipulado.

Taxa Referencial
Não é uma taxa cobrada do investidor, como as vistas anteriormente.
Quadros de tributação de investimentos
AULA 1, FUNDAMENTO 7
Ainda que a tributação de investimentos tenha certa
complexidade, no geral a maioria pode ser enquadrada em
modelos de tributação de tranquila compreensão. Nessa Renda Fixa
página, está exposta uma forma de visualização ampla e
didática de como os investimentos são tributados no Brasil. PRAZO DA APLICAÇÃO ALÍQUOTA DE IR

ATÉ 180 DIAS 22,5%


IOF
NÚMERO DE DIAS IOF (EM %) DE 181 ATÉ 360 DIAS 20%
DECORRIDOS APÓS A
APLICAÇÃO DE 361 A 720 DIAS 17,5%
1 96
ACIMA DE 720 DIAS 15%
2 93
3 90 Mas, se for investimento destinado a financiamento de
imóveis ou agricultura, é comum ser isento de IR.
4 86 Exemplo: LCI e LCA.
5 83
... ... AÇÕES (RENDA VARIÁVEL)
28 6 15% sobre a valorização. Mas se vender até R$20 mil em
29 3 ações dentro de um mês, é isento.

30 0 20% sobre a valorização caso a compra e venda seja feita


em um mesmo dia. É o chamado day trade.
DESTAQUES
Veja nessa página as principais ideias expressas pelo professor.

“O marketing financeiro reflete o momento econômico.”


“Os investimentos seguem traços culturais.”
“É renda variável não porque o principal (capital) varia, mas porque a renda varia, sendo incerta.”
“A valorização do ativo não é renda. É um ganho de capital.”
“Se um imóvel não é alugado, ele tem renda zero, ainda que possa ter ganhos de capital.”
“Um ativo pode ser visualizado pela sua geração de rendas fixas, rendas variáveis ou pela não geração de renda.”
“Conforme classificações da CVM, a categoria Fundos de Renda Fixa faziam parecer que outros fundos, como os referenciados, não eram renda fixa. E isso estava errado.”
“Todos os fundos seguem a lógica de investir seus recursos em ativos com renda fixa, renda variável ou ativos que não têm renda, apenas variação de capital, como dólar.”
“O investimento que mistura taxa pré e pós é essencialmente um pós-fixado.”
“O pós-fixado beneficia o investidor caso a taxa Selic suba, o prefixado beneficia caso a taxa Selic caia.”
“A impossibilidade de prever com exatidão sempre fará com que haja mercado para pré-fixado (pessoas que apostam na queda da Selic) e pós-fixado (pessoas que apostam na elevação).”
“A rentabilidade relativa é um percentual que leva em consideração outro valor como referência.”
“Cada categoria de investimento deve ter sua rentabilidade relativa comparada a índices compatíveis com a natureza do investimento.”
“O coletivo se refere à gestão dos recursos, não às cotas, que seguem individuais.”
“Taxas de administração mais elevadas em fundos de ações se justificam por uma boa gestão.”
“A variação de desempenho em fundos de renda fixa é menor, o que reforça a necessidade de avaliação da taxa de administração.”
“Um fundo, ao reunir uma grande soma de recursos, consegue diversificar de uma forma que um investidor individual não conseguiria.”
“O fundo, ao unir investidores, potencializa a capacidade do grupo de negociar e obter bons investimentos.”
“A poupança precisa guardar uma proporção com a Selic, caso contrário impacta na política monetária e gestão da dívida pública.”
“Sempre que a Selic estiver abaixo de 8,5%, a poupança passa a render 70% da Selic.”
“O PGBL não é um diferimento, ou seja, paga-se imposto de renda no futuro, no momento da retirada do valor.”
“Os produtos devem estar altamente relacionados com seus objetivos, e não somente com a rentabilidade.”
“O que importa para termos de tributação, é a lógica do investimento, e não o produto.”
“É comum pensar que os tipos de riscos são formas de explicar causas para uma perda financeira.”
“Risco é a possibilidade de ter retorno diferente do esperado, diferente do calculado conforme o passado.”
“Risco de crédito é a possibilidade de insolvência do título, ou seja, a instituição que recebeu o depósito não possuir recursos para devolver ao credor.”
“O FGC cobre os depósitos de 99,4% dos investidores do país. Mas somente 50% do volume total de recursos, dado os 0,6% de investidores que não estão cobertos e possuem valores
depositados muito superiores a R$ 250 mil.”
“Ao comprar uma ação, você está virando dono da empresa. O dinheiro que você investe não é um empréstimo que a empresa deve lhe devolver. Por isso, não há risco de crédito na
compra de ações.”
Mapa da aula
Veja nessa página as principais ideias e ensinamentos vistos ao longo da aula. Os tempos marcam os principais momentos das videoaulas onde os assuntos são abordados.

Parte 1 Parte 2
Continua na parte
4:27 7:52 28:56 2 28:56 20:48 24:10
Foco da disciplina Formas de investir Tipos de renda A renda variável é assim chamada pois o percentual de renda Títulos Pré vs Pós
Os chamados investimentos O prof. Edgar aborda diferentes Cada investimento sobre o valor investido é incerto. Os títulos prefixados beneficiam o investidor quando, após
públicos comprar esse título, as taxas de outros investimentos caem devido
são, sob o ponto de vista formas de investir, entre elas a costuma oferecer
O prof. Edgar acrescenta uma terceira classe de ativos, que não São ativos da à redução da Selic. Isso acontece pois o investidor fica com um
das instituições financeiras, arbitragem, onde o investidor busca rendimentos de forma
seriam nem de renda fixa, nem variável. Ele os chama de renda categoria de título que tem uma taxa superior ao mercado. De maneira
a principal forma de ganhar com distorções (diferenças) fixa ou variável.
zero, pois são investimentos onde o ativo não gera renda, ou renda fixa, contrária, um título prefixado é prejudicado se, após a compra por
captação de recursos de preços entre ativos; especulação, A renda fixa é obtida
seja, não há um percentual do investimento rendendo porém parte de um investidor, as taxas de outros investimentos sobem.
financeiros. Elas captam onde busca obter ganhos prevendo em investimentos
periodicamente. Está nessa classe o dólar, por exemplo. Alguém distribuídos Já os títulos pós-fixados tendem a ser menos arriscados nesse
dinheiro junto a agentes um movimento do mercado; e, por onde é possível sentido, pois acompanham a variação das taxas de mercado,
que tenha investido em moeda estrangeira não obterá um ganho prefixados e
superavitários e repassam a último, investimentos de maior prazo, prever o ganho garantindo que o título esteja sempre atualizado em relação aos
mensal, e ainda que venha a ganhar com a valorização do dólar, pós-fixados.
agentes deficitários o qual chama de investidor de percentual sobre o outros investimentos.
(aplicação de recursos). posição, que busca conciliar risco e capital investido. esse ganho não será uma renda, e sim um aumento do capital
retorno dentro de objetivos definidos. investido.
Parte 4
29:05 Parte 3 2:12 5:46 13:54 Diversas vantagens são No geral, pode-se simplificar a
A diversidade e a liquidez A renda relativa Rentabilidade e Investimentos obtidas por meio da gestão 4:10 tributação da seguinte maneira:
coletiva, entre elas: em títulos de renda-fixa aplica-se a
Ainda que investir em taxas prefixadas ou pós-fixadas Os investimentos precisam custos coletivos Tributação tabela regressiva (indo de 22,5%
possa parecer uma situação de rivalidade, no sentido ser comparados com índices delegar a gestão a Os tributos incidem
Uma série de deduções são São os chamados fundos de em investimentos de curto prazo e
de que uns ganham e outros perdem, a diversidade de de referência para que se profissionais sobre os investimentos chegando a 15% em investimentos
necessárias para se chegar ao investimento, onde vários
previsões quanto ao futuro e consequentemente as possa avaliar sua especializados; aumento do dependendo de suas de longo prazo). Já em títulos de
retorno líquido do investidores aportam
diferentes estratégias de investimentos é o que poder de negociação para características quanto renda variável aplica-se 15% sobre
performance. investimento. As principais recursos, que passam a ser
concede liquidez aos ativos. Se todo mundo tivesse a obtenção de boas taxas e os rendimentos.
As principais referências são: deduções são: taxa de geridos por uma instituição a: tipo de ativo, valor
mesma previsão, por exemplo, de que as taxas facilidade; capacidade de Alguns investimentos estratégicos,
Selic e CDI para títulos de administração, taxa de financeira. O termo coletivo se investido, tipo de
prefixadas vão cair fortemente, um investidor teria diversificação. normalmente ligados ao
renda fixa; Ibovespa para performance, corretagem, investidor e prazo.
maiores dificuldades em se desfazer de um título refere à gestão, e não às agronegócio e setor imobiliário, são
títulos de renda variável, emolumentos, IOF, IR.
prefixado. cotas, que continuam sendo isentos.
sobretudo ações.
Parte 5 individuais.

9:56 4:55 12:44 14:17 Continua na Aula


Tipos de risco
2, parte 1
Poupança Taxa real vs nominal (aparente) Risco Os riscos de um Risco de crédito
A rentabilidade da poupança tem um As taxas reais são aquelas em que já se Risco é a investimento podem ser de
crédito (não pagamento por
No Brasil, no que diz respeito ao risco do emissor, os
funcionamento que a impede de competir descontou a inflação da taxa nominal. possibilidade de ter
com outros investimentos. A formula é O Prof. Edgar acrescenta que, retorno diferente do parte do emissor); mercado investimentos podem ser divididos em:
0,5% a.m + TR, porém, quando a Selic (variação no preço do títulos soberanos (emitidos pelo governo federal e por isso os
matematicamente, o correto seria chamar de esperado, diferente
estiver abaixo de 8,5%, situação na qual taxa aparente, mas o mercado convencionou do calculado ativo); liquidez mais seguros); cobertos pelo FGC; não cobertos pelo FGC e
a rentabilidade ficaria atrativa, a em chamar de taxa nominal. conforme o (incapacidade temporária com grau de risco avaliado por rating; sem risco de crédito
poupança passa a render 70% da Selic. passado. de se desfazer do ativo). (ações, pois são propriedade e não dívida).
Aula 1
Acesse o ambiente EAD e selecione a aula correspondente.

O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente EAD para


garantir que o conteúdo seja exclusivo a você.
Respostas: D, A, D.

Exercícios
AULA 1

1) Qual o principal objetivo de um investidor ao montar uma carteira de investimentos?

A B C D
Obter o maior retorno possível, não Minimizar risco e liquidez e obter Obter retornos grandes com bastante Obter os maiores níveis de liquidez e
importando qual o nível de risco e retornos regulares. liquidez e risco. retornos com os menores níveis de
liquidez. risco.

2) Em um cenário de queda da taxa de juros, qual é o melhor investimento para um investidor que busca
retornos de longo prazo e de baixo risco?

A B C D
Um título público Prefixado. Um título público Selic. Uma debênture atrelada ao CDI. Um CDB atrelado ao CDI.

3) Sobre investimentos individuais e coletivos, é incorreto afirmar:

A B C D
Fundos são investimentos coletivos, tendo Houve uma mudança nas denominações dos fundos Diferentes categorias de fundos de O caráter coletivo de um
como algumas de suas vantagens a de investimentos, dado que a forma como eram investimento são comparadas a investimento significa que
negociação para obtenção de melhores expressos anteriormente causava dificuldades de diferentes índices de referência. Um tanto a gestão dos recursos
condições. compreensão, como, por exemplo, a ideia de que fundo de renda fixa, por exemplo, é quanto a propriedade em
fundos referenciados também são de renda fixa. de praxe comparado com o CDI. cotas passam a ser coletivas.
Respostas: C, A.

Exercícios
AULA 1

4) De acordo com o Prof. Edgar Abreu, um investimento em um ativo que não gera renda, ou seja, onde não há um percentual
do investimento rendendo periodicamente, teria uma única forma de trazer resultado ao investidor: via ganhos de capital. A
forma como ele classificou esse investimento foi:
A B C D
Renda Fixa. Renda Variável. Nem renda fixa, nem renda variável. Renda mista.

5) Qual dos investimentos abaixo não está exposto ao risco de crédito:

A B C D
Ações. Debêntures. CDBs. RDBs.
AULA 2
Nas próximas páginas você terá os conteúdos da 2ª aula dessa disciplina.

Os fundamentos são opcionais. Se não sentir O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente
Os exercícios simulam a
necessidade de vê-los, avance para os outros EAD para garantir que o conteúdo seja
prova online da disciplina.
conteúdos. exclusivo a você.
Quadros de tributação de investimentos
AULA 2, FUNDAMENTO 1

O objetivo de todo o investidor é maximizar


retorno e liquidez e minimizar risco.
Entretanto é muito difícil atingir os 3 objetivos
ao mesmo tempo. O diagrama ao lado ilustra
a escolha que deve-se fazer para obter um
bom equilíbrio entre os 3 objetivos.

financeiros
DESTAQUES
Veja nessa página as principais ideias expressas pelo professor.
“Risco de mercado é a possibilidade de oscilação do preço do ativo.”
“As ações são tradicionalmente um tipo de ativo com grande risco de mercado, dado que oscilam muito mais do que títulos de renda fixa.”
“O Ibovespa é um conjunto de ações que representa a Bolsa de Valores do Brasil como um todo.”
“Na diversificação, busca-se justamente ativos com comportamentos opostos.”
“É possível reduzir risco sem reduzir o retorno.”
“Diversificar é selecionar ativos não perfeitamente correlacionados e combinar em uma carteira.”
“A liquidez é a capacidade de transformar um ativo em recursos financeiros líquidos.”
“A base para compreensão dos produtos financeiros de investimento é identificar as características de risco, retorno e liquidez de cada um.”
“Investir é sempre escolher uma combinação entre risco, retorno e liquidez.”
“A crise imobiliária dos EUA é um exemplo concreto de risco sistemático, tendo atingido praticamente todas empresas do sistema econômico americano.”
“Movimentos normais de mercados em risco são: 1) sai do privado e vai para o público; 2) sai do pequeno, vai para o grande.”
“Pirâmide financeira é diferente de estratégia de vendas em nível. Na pirâmide, paga-se o valor de quem está no nível superior tirando recursos de quem está em nível inferior. Na estratégia de venda
em níveis, todos níveis são remunerados corretamente, ainda que em percentuais diferentes.”
“Uma forma simplificada de identificar investimentos sem fundamentos é perceber que eles não têm limite de captação. Isso acontece porque quanto mais recursos entrarem, mais o nível superior da
pirâmide é remunerado, ainda que não exista base (lastro) para os recursos.”
“Outra informação relevante é a limitação da saída para o investidor que aportou recursos.”
“Nesses investimentos, não há qualquer garantia de que o recurso investido de fato seguiu para a atividade econômica anunciada, no caso, o gado ou o avestruz. Não há base, não há lastro.”
“A regulação de órgãos como a CVM cria um mercado com investimentos padronizados, que seguem fundamentos mínimos.”
“Mesmo que a aplicação do API, dado o perfil obtido, permita o investimento em renda variável, por exemplo, a pessoa jamais estará preparada e confortável, dado que ela não conhece o
investimento.”
“A compreensão dos investimentos requer a inclusão do lado humano e dos objetivos do investidor.”
“A análise do perfil do investidor não pode ter apenas uma dimensão quanto ao risco (conservador, moderado e arrojado). Deve contemplar também a dimensão tempo (curto, médio e longo prazo).”
“Em realidade, os produtos é que devem ser classificados como conservadores, moderados ou arrojados, e não o investidor. O investidor é um indivíduo complexo, que analisa risco, retorno e liquidez
dentro de objetivos financeiros e de vida.”
“O primeiro passo é a determinação dos percentuais de alocação por prazos e tipos de investimento. Para isso, é necessário conhecer os produtos.”
“Todos investidores, independente dos objetivos, são enquadrados no mesmo perfil, com indicação de investimentos de curto prazo e baixo risco, ainda que tenham objetivos diferentes.”
“O foco é saber identificar cada investimento por seu perfil de risco, e a partir disso combinar com os objetivos por prazo.”
“A questão é: onde colocar os recursos a partir dos objetivos dos clientes?”
“A falta de tempo dificulta fortemente a gestão estratégica dos recursos de clientes.”
“Os próprios aportes em investimentos deveriam ser reajustados conforme evolução e correção salarial.”
“Ainda que os modelos vistos em aula façam sentido lógico, o sistema não permite sua execução facilmente.”
“O conflito entre metas do cliente e do profissional financeiro torna a gestão de recursos ainda mais difícil.”
“Os fundamentos dos investimentos infelizmente não são facilmente aproveitados na rotina das instituições financeiras, dadas as limitações do sistema.”
“Há um problema estrutural, que tem como causa a falta de cultura sobre produtos financeiros.”
“O profissional financeiro, dada sua atividade e vocação na área, é um agente primordial no estabelecimento da cultura financeira.”
Mapa da aula
Veja nessa página as principais ideias e ensinamentos vistos ao longo da aula. Os tempos marcam os principais momentos das videoaulas onde os assuntos são abordados.

Parte 1

01:24 2:35 3:25 5:27 15:07 19:50 22:00 28:25


Ações Risco sistemático e não Índice IBOVESPA O Prof. Edgar fala sobre Liquidez Trade off Momentos de crise
Risco de mercado O Prof. Edgar sistemático O Prof. Edgar explica que o diversificação. A diversificação Liquidez é a velocidade e Investir é sempre O Professor Edgar fala sobre a
O risco de que um ativo tenha
fala sobre as índice IBOVESPA é o principal consiste em não se investir facilidade com a qual escolher uma movimentação dos investidores
seu preço oscilando pode ser
São abordados os dois tipos de
ações. índice de ações da Bolsa de unicamente em um ativo, um ativo pode ser combinação entre em momentos de crise. O
mitigado com a diversificação, na riscos de mercado.
Geralmente Valores, Mercadorias e Futuros distribuindo os investimentos por convertido em caixa. Por retorno, risco e primeiro movimento é o de
qual busca-se justamente ativos Resumidamente, o risco
são muito de São Paulo (BM&FBOVESPA). ativos de vários graus de risco e exemplo: ouro é liquidez. Em retirada de recursos de bancos
com tendências de variação sistemático (ou sistêmico) refere-
opostas. Dessa forma, é possível mais voláteis Este índice tem por objetivo vários perfis. Desta forma, mesmo um ativo relativamente poucas privados e a alocação em
se a um risco no qual todos os
reduzir o risco não-sistemático, do que os refletir o desempenho médio das que um dos ativos apresente queda líquido, pois pode ser oportunidades é bancos públicos, e o segundo
ativos do sistema estão
ou seja, aquele que não é do títulos de cotações das ações mais acentuada, a valorização dos outros rapidamente vendido; possível ter estas movimento é a saída de
envolvidos, enquanto um risco não
sistema como um todo. compensaria esta queda. Portanto, pequenas instituições para a
renda fixa. sistemático (ou não sistêmico) não negociadas e mais uma instalação fabril não três características
representativas do mercado a diversificação é uma estratégia de o é. maximizadas. alocação em instituições
afeta todos os ativos do sistema.
acionário brasileiro. administração do risco. maiores.
Parte 2 Parte 3
02:25 7:40 22:04 28:50 31:00 36:00 7:28
Pirâmides financeiras CVM O trabalho do profissional API Crítica ao Segunda Crítica Fundo imobiliário = fundo que
Pirâmides financeiras são práticas O Professor Edgar fala de finanças API (Análise de Perfil de modelo ao modelo API capta recursos com
criminosas onde tira-se recursos de sobre a importância da “O trabalho do profissional financeiro é A associação do perfil de investidores e os utiliza para
Investidor) é uma orientação API
quem está em níveis inferiores para CVM para a fiscalização complexo, pois além de envolver o investidor ao prazo dos construção, compra ou
do sistema financeiro e obrigatória da ANBIMA. As perguntas
pagar pessoas que estão em níveis entendimento das características de não investimentos não é gestão de empreendimentos
coibir a existência de risco, retorno e liquidez de cada
Consiste na aplicação de
superiores. Pirâmide é diferente de consideram o correta. Todos perfis imobiliários, repassando aos
produtos fraudulentos no produto, envolve lidar com clientes perguntas que simulam o precisam ter
marketing multinível. No marketing nível de investidores a renda de
multinível todos os envolvidos são
sistema financeiro com objetivos desorganizados ou comportamento do investidor educação investimentos em prazos aluguel.
nacional. até inexistentes.” em situações problemáticas, financeira do distintos.
remunerados mesmo que em
percentuais diferentes. prevendo sua aceitação ao cliente.
risco.

22:44 Parte 4 8:47 12:48 35:10 36:14


Compreensão dos Após responder ao questionário de API O Prof. Edgar destaca Problema estrutural no “O profissional financeiro, dada sua
Após selecionar as respostas mais conservadoras atividade e vocação na área, é um
investimentos possíveis, o Prof. Edgar obteve como resultado uma “O primeiro passo é a determinação mercado
O Prof. Edgar destaca que a compreensão lista com 40 tipos de investimentos coerentes com dos percentuais de alocação por “Existe um problema estrutural, agente primordial no
dos investimentos requer a inclusão do lado seu perfil. A reflexão é sobre a quantidade prazos e tipos de investimento. que tem como causa a falta de estabelecimento da cultura
humano e dos objetivos de cada investidor. demasiada de opções, as quais sequer seriam ideais Para isso, é necessário conhecer os cultura sobre produtos financeira.”
De acordo com ele, só o profissional de ao cliente, dado que não mensurou-se corretamente
investimentos é capaz de fazer isso. O API produtos.” financeiros”.
seus objetivos e prazos.
não capta o lado humano.
Aula 2
Acesse o ambiente EAD e selecione a aula correspondente.

O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente EAD para


garantir que o conteúdo seja exclusivo a você.
Respostas: D, D, C.

Exercícios
AULA 2

1) Não pode ser considerado um investimento corporativo:

A B C D
Debentures. Commercial Papers. Ações. DPGE.

2) Qual destes investimentos não possui um emissor:

A B C D
Debênture. CDB. Títulos Públicos federais. Fundos.

3) Qual das seguintes categorias de ativos costuma oferecer garantia pelo FGC:

A B C D
Produtos financeiros que têm como emissor o Produtos financeiros que têm emissão Produtos financeiros que têm Produtos financeiros com
Governo Federal. corporativa. emissão bancária. gestão coletiva de recursos
(fundos de investimentos).
Respostas: D, A.

Exercícios
AULA 2

4) São movimentos financeiros comuns em momento de crise, conforme aula do prof. Edgar Abreu:

A B C D
Migração de recursos investidos em Migração de recursos investidos em Migração de recursos investidos em Migração de recursos investidos em
instituições financeiras públicas para grandes instituições para instituições bancos para instituições auxiliares. instituições financeiras pequenas para
instituições financeiras privadas. médias. instituições financeiras grandes.

5) É o órgão responsável pela fiscalização dos Fundos de Investimentos:

A B C D
CVM. Bacen. FMI. Cetip.
AULA 3
Nas próximas páginas você terá os conteúdos da 3ª aula dessa disciplina.

Os fundamentos são opcionais. Se não sentir O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente
Os exercícios simulam a
necessidade de vê-los, avance para os outros EAD para garantir que o conteúdo seja
prova online da disciplina.
conteúdos. exclusivo a você.
O QUE É ATIVO LIVRE DE RISCO?
AULA 2, FUNDAMENTO 1
DESTAQUES
Veja nessa página as principais ideias expressas pelo professor.

“Não existe operação totalmente livre de risco.”


“Os produtos financeiros não aparecem de uma hora pra outra, existe um objetivo, um porquê
deles existirem.”
“Quem investe em fundo tem que olhar o gestor, ver se é qualificado.”
“As pessoas ganham e perdem muito dinheiro no curto prazo com derivativos.”
Mapa da aula
Veja nessa página as principais ideias e ensinamentos vistos ao longo da aula. Os tempos marcam os principais momentos das videoaulas onde os assuntos são abordados.

Parte 1 Parte 2
8:10 11:53 14:07 14:33 15:13 16:48 19:28
Objetivos da Retorno Risco Ativo livre de CVM Agiotagem Spread bancário
Empréstimo de dinheiro a É a diferença entre o custo do
aula esperado O Prof. Leandro risco Comissão de Valores
Rassier destaca Mobiliários: autarquia terceiros, sem o auxílio de dinheiro para o banco (o quanto
O Prof. Leandro Éa O ativo livre de risco é
ele paga ao tomar empréstimo) e o
Rassier aponta o expectativa que não existem o que tem a taxa de administrativa dedicada uma instituição financeira,
cobrando juros e taxas acima quanto ele cobra para o
objetivo de sua aula: de retorno operações juros pura, ou seja, à fiscalização das consumidor na operação de
ver a importância de um totalmente livres sem riscos embutidos. atividades do mercado das praticadas no mercado. crédito.
que cada produto investimento de risco. Com este título o de valores mobiliários.
tem no mercado. . investidor receberá o
retorno da aplicação
Parte 3
com 100% de certeza.
0:28 26:00 26:54 28:20 00:45 8:16
Taxa de Custódia Taxa média de 3 fatores mais importantes Indexar Carência Relação negativa entre variação
É uma taxa paga retorno
mensalmente pelo Taxa de retorno médio da
para acumular patrimônio: É corrigir os valores Período em que o da taxa de juros e preço dos
investidor para armazenar 1. Disciplina (para fazer aportes mensais); seguindo a variação investidor fica títulos prefixados.
aplicação financeira ao
seus títulos ou ações e 2. Tempo (quanto, mais melhor); de índices já
longo do tempo. É a taxa
3. Taxa. proibido de resgatar O Prof. Rassier explica que quando temos uma
para que sejam que realmente importa na estabelecidos pelo variação na taxa de juros, o preço dos títulos
fornecidos relatórios de construção de patrimônio marcado financeiro. seu investimento. prefixados varia na direção oposta.
custódia. no longo prazo.

Parte 4

11:27 15:59 2:05 16:59 27:10 37:57


Diferença entre títulos Precificação dos títulos Taxa de administração x Taxa de Opções Sobre investimentos Rebalanceamento de
pré e pós-fixados públicos performance Derivativo que dá em derivativos: as
Prefixados = têm seu Segue as expectativas de Taxa de administração: taxa (%) direito a compra de carteira
pessoas ganham e perdem
retorno conhecido; juros futuros, por isso títulos cobrada para cobrir as despesas um ativo por preço Processo periódico para manter a
muito dinheiro no curto carteira com as proporções de tipos
Pós fixados = são indexados com prazos diferentes tendem administrativas dos fundos. Taxa de fixado em um prazo com derivativos.
por algum índice (Selic, a ter preços diferentes. performance: cobrada quando o fundo de produtos igual a quando a
IPCA, IGP-M).
determinado prazo. carteira foi montada.
rende mais do que seu benchmark.
Aula 3
Acesse o ambiente EAD e selecione a aula correspondente.

O acesso às aulas ocorre dentro do ambiente EAD para


garantir que o conteúdo seja exclusivo a você.
Respostas: B, C, C.

Exercícios
AULA 3

1) Conforme a aula do Prof. Leandro Rassier, em qual destes tipos de fundos o gestor realmente faz
diferença:
A B C D
Ações Indexado. Ações Ativos. Renda fixa referenciado DI. Renda fixa Simples.

2) Qual desses investimentos destoa dos demais em questão de liquidez, podendo ser desfeito sem risco
de desvalorização na venda:
A B C D
Poupança. CDB pós, resgatável a qualquer LTN, ou seja, prefixado, LFT, ou seja, pós-fixado atrelado a
momento. comprado pelo Tesouro Direto e Selic, comprado pelo Tesouro Direto e
com vencimento de 2 anos. com vencimento de 2 anos.

3) Sobre o cálculo da cota que um investidor possui em um fundo de investimento, é correto afirmar:

A B C D
O valor atualizado da cota depende As despesas do fundo, como taxa de O valor atualizado da cota é resultado da O valor total dos ativos
exclusivamente do valor aportado pelo administração, não são deduzidas do divisão do patrimônio do fundo, composto pelo refere-se ao valor de compra
investidor na data de entrada. valor total dos ativos para cálculo da valor dos ativos menos despesas do fundo, desses ativos pelo fundo.
cota. dividido pela quantidade de cotas. Não há atualização diária
desse valor.
Respostas: D, A.

Exercícios
AULA 2

4) Quais destes ativos não é um derivativo:

A B C D
VALE20. GGB. BGIV12. PETR4.

5) Um fundo de investimentos aberto e sem carência admite:

A B C D
Aplicações e resgates a qualquer Aplicações com data máxima de permanência. Somente 1 movimentação a cada ano. Resgates com vencimentos.
momento.
CONCLUSÃO
Visualize rapidamente o conteúdo visto nas 3 aulas
AVALIAÇÃO
Veja as instruções para avaliação da disciplina.

Teste da Disciplina
Já está disponível no ambiente EAD o teste online
dessa disciplina. O prazo para sua realização é de até 2
meses após o lançamento da disciplina.

Lembre-se que cada disciplina conta com uma


avaliação online de múltipla escolha, na qual você deve
obter uma nota mínima de 6.