Você está na página 1de 29

Saúde da

próstata
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Em janeiro de 2016, eu completei 40 anos de idade.

Tenho muitos amigos com a mesma idade que eu e, durante todo o ano,
testemunhei vários outros recebendo os parabéns pelos “quatro ponto
zero”.

Junto com os cumprimentos, em boa parte dos casos que presenciei, veio
junto um sorrisinho no canto da boca, com uma piadinha infame, do tipo:
“Tá chegando a hora, hein?”

E você tem ideia do que esses meus amigos estavam falando?

Se for homem e tem mais de 40 anos, provavelmente sim, já pode ter sido
o alvo (ou o autor) destas mesmas gracinhas.

Eles estavam se referindo ao exame de próstata, também conhecido como


“toque retal”.

Caso você não saiba bem do que eu estou falando, te explico.

No exame mais popular para o diagnóstico do câncer de próstata, o


médico insere um dedo no reto do paciente para examinar e verificar,
manualmente, a glândula da próstata.

Não sejamos hipócritas: parece desconfortável…

E em nossa sociedade machista, não é difícil entender por que este tema é
um tabu, concorda?

Ainda assim, se o homem apresenta sintomas que podem estar


relacionados ao câncer de próstata – como ardor ou vontade frequente de
urinar, fraqueza nas pernas ou nos pés, entre outros – o exame pode ser
fundamental para definir o diagnóstico.

Minha ideia aqui não é, de forma alguma, reforçar o preconceito, pois há

4
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

muitos casos em que o exame realmente se faz necessário e sua realização


pode ser imprescindível para preservar a saúde e a vida do paciente.

O problema é que, para alguns setores da medicina, TODOS os homens


acima de 50 anos devem entrar no rastreamento e fazer o exame para
verificar o câncer de próstata.

(Há quem diga que o homem deveria fazer o exame a partir dos 40 anos, e
daí vem as brincadeirinhas dos meus amigos).

Mas este tem sido um tema extremamente controverso dentro do meio


médico, e eu te conto agora o porquê.

Caça às bruxas

Especialistas do mundo todo divergem da ideia deste tipo de triagem ser


influente na redução da mortalidade das vítimas de câncer de próstata.

A campanha Novembro Azul – que estimula a realização de exames da


próstata – vem sendo cada vez mais contestada.

Para a Sociedade Brasileira de Urologia, “a única forma de garantir a cura


do câncer de próstata é o diagnóstico precoce”, e consequentemente, o
rastreamento indiscriminado.

A recomendação é que homens com mais de 50 anos (ou 45, no caso de


negros e parentes de primeiro grau de indivíduos que tiveram a doença)
procurem anualmente um urologista para fazer o exame de toque retal e a
dosagem de PSA no sangue, um outro indicador da doença.

Bem diferente do que sugere, por exemplo, o Instituto Nacional do Câncer


(Inca).

A partir de 2013, o Inca passou a seguir outras entidades internacionais e a


recomendar que não se organizassem programas de rastreamento para o
câncer da próstata.

A justificativa é de que “existem evidências científicas de boa qualidade


de que o rastreamento do câncer de próstata produz mais dano do que
benefício”.

Primeiro, precisamos atentar para o fato de que uma proporção


considerável dos cânceres de próstata diagnosticados são improváveis ​​de

5
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

causar sintomas, se propagarem ou encurtar a vida de um homem.

Outro ponto muito importante é que a detecção precoce do câncer de


próstata pode não reduzir as chances do homem morrer por conta da
doença.

Em 2013, a Cochrane, mais respeitada rede independente de pesquisadores


do planeta, atualizou sua revisão sistemática que avaliava o rastreamento
do câncer de próstata, e a conclusão dos revisores foi que o rastreamento
não diminui significativamente a mortalidade global.

Um outro estudo da Universidade de Oxford, publicado no New England


Journal of Medicine em setembro deste ano, mostrou que a taxa de
sobrevivência de homens recém-diagnosticados com o câncer de próstata
é praticamente igual à daqueles que receberam o tratamento convencional.

Os cientistas também verificaram que a cirurgia e a radioterapia, em


muitos casos, causaram efeitos colaterais graves, incluindo disfunção
sexual, incontinência urinária e problemas intestinais, que prejudicaram
consideravelmente a qualidade de vida dos pacientes.

Outro exame que também é utilizado para o diagnóstico é a biópsia


(dependendo do resultado do seu PSA), que é um outro procedimento
muito invasivo e que pode vir a causar sérios efeitos colaterais, como por
exemplo, a impotência.

Mais uma vez, reitero que estes exames podem ser fundamentais
dependendo do seu caso.

Mas a questão que fica é: será que tanta gente deveria estar passando por
isso?

Apesar da estratégia equivocada, não podemos, de forma alguma, fechar


os olhos para este problema.

Como o Daniel Cunha já colocou no texto que abre este Dossiê, o último

6
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

relatório do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostra que este tipo de


tumor maligno é um dos mais incidente no sexo masculino, e a projeção
para o biênio 2016-2017 é de que 8 brasileiros recebam este diagnóstico
por hora, totalizando 61.200 novas notificações de tumor prostático.

Temos um baita desafio pela frente, isso está bem claro.

Mas o rastreamento indiscriminado, no entanto, está longe de ser a única


maneira de prevenir ou se proteger contra o câncer de próstata (apesar do
que alega a Sociedade Brasileira de Urologia).

Como leitor assíduo da Jolivi, tenho certeza de que você já concorda


comigo que este método de “prevenção” soa bem esquisito.

Exames para se prevenir de uma doença?

E a alimentação, os exercícios físicos, o sono, a gestão das emoções, onde


tudo isso entra nessa equação?

A própria OMS já declarou que um terço dos casos de câncer está


relacionado ao estilo de vida, lembra? Vamos ignorar essa informação?

Bom, eu e meus pacientes já estamos cientes disso tudo e levamos o


recado bem a sério.

Para mim, a grande sacada dos 40 anos, muito mais do que realizar
exames, é reconhecer que sou responsável pela minha saúde e que posso,
daqui a 10 anos, estar até melhor do que estou hoje.

É assim que me sinto em relação aos meus 30 anos, quando ainda estava
começando a ser apresentado aos conceitos da medicina natural e do
estilo de vida.

7
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

A próstata é uma glândula que integra o órgão reprodutor masculino e


transporta o esperma durante a ejaculação.

Fica localizada na base da bexiga, tem cerca de 3 cm de diâmetro e


circunda a parte inicial da uretra, canal que leva a urina da bexiga para o
pênis.

A hiperplasia prostática refere-se a um aumento no tamanho da próstata,


mas é uma condição com características benignas e não possui relação
direta com o câncer de próstata.

O fator mais influente no crescimento da próstata é a idade.

Com o envelhecimento, ocorre uma elevação dos níveis de estrogênio


(chamado de hormônio feminino) e, com o descompasso, o órgão fica mais
sensível à testosterona, conhecida como hormônio masculino.

Essa maior sensibilização estimula o crescimento e é a causa da hiperplasia


prostática.

Estima-se que ela atinja cerca 25 % da população masculina com mais de


50 anos e, após os 80 anos, a taxa de incidência chegue a 90%

Embora uma próstata aumentada não aumente o risco de câncer de


próstata, ela pode ser motivo de grande incômodo para os homens.

E o que indica que algo pode estar errado aí?

Quando a próstata cresce, ocorre um comprometimento do nosso


reservatório (a bexiga), e aumenta a frequência da urina.

Além disso, a bexiga fica mais suscetível à formação de divertículos (a tal


diverticulite na bexiga), aos cálculos e à dor.

Pode ainda ocorrer um comprometimento da função renal por causa das


infecções constantes, até chegar à falência total da bexiga.

8
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Existem remédios para tratar o problema, mas eles não estão isentos de
efeitos colaterais: podem alterar a produção de hormônios do homem e
provocar “ejaculação seca”.

Mas existe uma solução natural muito pouco divulgada para este problema,
e nosso colega Nelson Annunciato teve uma experiência fantástica com
ela.

Confira agora o relato de como o neurocientista Nelson Annunciato curou


sua próstata:

Como não cansamos de dizer, é claro que


eu atribuo a cura da próstata ao pacote
completo de mudanças que promovi em
minha vida, mas, em particular, o que me
ajudou muito foi a introdução do Lugol
5%.

O nome Lugol vem da homenagem


prestada ao médico francês “Jean
Guillaume Auguste Lugol“, que, em 1829,
teve a brilhante ideia de misturar iodo
com iodeto para tornar o iodo solúvel.

Naquela ocasião, esta solução tinha o


papel de desinfetar uma série de coisas (o médico Lugol se confrontou
com muitos pacientes portadores de tuberculose). Anos mais tarde, sua
solução começou a ser utilizada para tratamento de hipotireoidismo.

É importante frisar que o iodo desta solução é inorgânica e, por isso, não
destrói a glândula tireóide. Enfatizo isso pois muitos médicos têm medo
do iodo (iodofobia), uma vez que o iodo orgânico destrói a tireoide. Por
exemplo, um paciente não pode repetir dentro de 3 meses um exame de
laboratório que contenha, no contraste, iodo. Este iodo aqui, no contraste, é
orgânico e, mesmo sendo orgânico, paradoxalmente, destrói a tireoide.

9
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Hoje, sabe-se que alguns órgãos do nosso corpo trabalham apenas com
iodo, outros órgãos trabalham com iodeto e, por fim, outros trabalham com
ambos. Assim, esta brilhante solução de Lugol 5% ajuda inúmeros órgãos
do nosso corpo ao mesmo tempo.

Apenas 3,5% do nosso iodo está na glândula tireoide. Cerca 20% está na
pele, outros 25% nos músculos. Além destes, vários órgãos se beneficiam
do Lugol: glândulas salivares, esôfago, estômago, mamas, útero, ovários e,
claro, a próstata. Assim, a suplementação com Lugol diminui as incidências
de nódulos, fibroses e cânceres de mama, tireoide
e próstata.

Outras vantagens: protege a pele contra basaliomas e melanomas.


Diminui o pH gástrico, facilitando a digestão de proteínas e absorção de
aminoácidos (dificulta o aparecimento de osteoporose e sarcopenia),
elimina aquela pirose gástrica (queimação estomacal que leva o médico a
prescrever Omeprazol e piorar todo o quadro do paciente, etc).

Bem, como fazer uso da solução de Lugol 5%?

Deve-se iniciar a suplementação com apenas 1 gota por dia, de preferência,


no período da manhã (não precisa ser em jejum). Esta gota de Lugol 5%
deve ser diluída em um copo com água.

Porque apenas uma gota? Simplesmente para evitar a Reação de


Herxheimer, ou seja, algumas pessoas podem ter, nos primeiros dias de
suplementação (com doses acima de uma gota) dores nas articulações,
ou dores nos músculos ou, mesmo, dores de cabeça e, com isso, muitos
desistem da suplementação.

Esta reação de Herxheimer ocorre porque o iodo começa a extrair, de


nossas células, halógenos como flúor, cromo e cloro, e quando eles caem
na corrente sanguínea, deflagram estas dores acima citadas. Por isso, na
primeira semana, apenas uma gota de Lugol 5%.

A partir da segunda semana, as pessoas devem aumentar para 2 gotas.


Eu, pessoalmente, suplemento com 5 gotas diariamente. Percebi, logo
ao iniciar esta suplementação, que minha pele não é mais pálida como
outrora! Eu nunca mais tive basaliomas (na época em que tive o Burnout,
fui operado 7 vezes em dois anos de basaliomas espalhados pelo
corpo), minha temperatura aumentou (eu havia me tornado friorento),
meus cabelos deixaram de cair e não tive mais halitose e nem queimação
gástrica.

10
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Crianças com até 12 anos de idade podem fazer uso de Lugol 2%, apenas
UMA gota por dia.

A boa notícia que eu te trago é: como maior responsável por sua saúde,
você também tem um papel fundamental para um bom funcionamento da
sua próstata.

Os hábitos nocivos estão em primeiro lugar na lista das principais causas


do câncer de próstata.

O cigarro e o álcool são os maiores gatilhos, seguidos por uma alimentação


inadequada, a falta de exercícios, a obesidade e fatores genéticos.
Sua dieta pode ajudar tanto a prevenir quanto a apoiar o tratamento que
você escolher, caso já esteja com a doença instalada.

Quanto menos inflamatória, melhor.

Por isso, é muito importante que você opte por alimentos ricos em
proteínas, gorduras saudáveis e antioxidantes.

As gorduras presentes no abacate, azeite de oliva, peixes gordos e óleo


de coco contém ácidos graxos essenciais indispensáveis para a saúde da
próstata e a produção de testosterona.

E o que mais você pode fazer para influenciar este processo?

Vamos a algumas recomendações mais específicas, baseadas em estudos


científicos:

11
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Café:

Para quem deseja proteger a próstata, a


ciência indica que uma dieta saudável, com a
quantidade ideal de nutrientes, deve incluir o
cafezinho.

De acordo com um estudo de Harvard


realizado com 47 mil pacientes, 3 xícaras por
dia mostrou ser a dose ideal para prevenção
contra o câncer.

Um outro trabalho norueguês investigou se poderia haver diferença ainda


entre o café filtrado e o café fervido, sem qualquer tipo de filtro.

Os resultados apontaram uma pequena vantagem para o café fervido, com


menor risco de desenvolvimento do câncer em comparação com homens
que tomaram o café filtrado ou não ingeriram qualquer quantidade da
substância.

Vitamina D:

A atividade anti-inflamatória da vitamina D,


conseguida por meio de exposição ao sol ou
via suplementação, é uma das explicações
para esta substância estar associada a um
menor risco de câncer de próstata – conforme
a revisão de 26 estudos publicada no jornal
American Public Health Association.

Também já são coleções de evidências


científicas, uma delas realizada por pesquisadores de Harvard e publicada
no periódico Clinical Cancer Research, que associam os baixos índices de
vitamina D aos casos mais agressivos de câncer de próstata.

Os banhos de sol com corpo exposto por 20 minutos diários ou a


suplementação gerenciada por especialista são as indicações protetoras
para o uso desta vitamina.

12
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Licopeno:

Responsável pela coloração do tomate,


mamão, melancia, goiaba e frutas
vermelhas, o licopeno é um potente
antioxidante.

Um ensaio científico produzido pelas


Universidades Cambridge, Oxford e Bristol,
demonstrou que a substância pode reduzir
em até 18% o risco do câncer de próstata.

A quantidade recomendada para promover


a saúde da próstata é de, em média, 4 ou 5
frutas e legumes por dia.

Uma boa dica é cortar e refogar os tomates em fogo baixo, com


um pouco de azeite de oliva. Isso porque o aquecimento aumenta a
biodisponibilidade do licopeno.

Fazer um molho de tomate caseiro, com vários tomates, é, portanto, uma


ótima pedida para aproveitar o potencial anticâncer desta substância.

Ah, e claro, não adianta apenas encher a sua alimentação de comida


vermelha e esquecer das outras cores.

Um prato colorido, com mais de 5 cores, é uma dieta protetora. Sem contar
que os alimentos verde-escuros, especialmente o espinafre, são muito
indicados para a saúde masculina. O consumo deve ser diário.

Saw palmetto:

Algumas pesquisas iniciais mostram que


o saw palmetto, uma erva que pode ser
consumida na forma de cápsula, pó ou
loção (neste caso só para calvície), contribui
para diminuir o aumento benigno e nocivo
da próstata.

Um comunicado da Universidade de
Maryland (EUA), mostra que a erva auxilia
no tratamento de infecções urinárias, tem

13
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

poder anti-inflamatório e a observação dos investigadores é que sua ação


teria a capacidade de coibir uma enzima ligada ao crescimento prostático
fora da curva.

Uma das razões é o seu efeito diurético, por isso a indicação é preventiva e
não curativa da hiperplasia prostática.

É possível encontrar a saw palmetto em lojas de produtos naturais.


Atenção só para não mascarar sintomas. Se você recorre ao saw palmetto
por dificuldades em urinar, vá ao médico para não descartar problemas
mais sérios.

Zinco:

Além da erva, os alimentos e suplementos


ricos em zinco também são apontados
como protetores do crescimento da
próstata, conforme mostra pesquisa feita
pela Universidade Estadual de Oregon
(EUA).

Os pesquisadores mostraram que a


deficiência de zinco pode levar às
anormalidades na função e tamanho da
próstata, por isso a indicação é ampliar a
ingestão de alimentos ricos neste nutriente,
como ostras, feijão e castanha de caju.

14
O poder
do zinco
para a
próstata
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

A hiperplasia benigna da próstata, que tanto afeta e incomoda os homens,


normalmente é a manifestação de desequilíbrios de todo o organismo.

Se me permite uma comparação, o aumento da glândula é uma espécie


de pedido de socorro, sinalizando que as mudanças são necessárias e
emergenciais.

A boa notícia deste cenário é que dado que se trata de um problema


causado pelo nosso estilo de vida, a hiperplasia também pode ser revertida
por meio de nossas ações.

Obviamente, eu sempre recomendo que este seu processo de tratamento


para reverter ou prevenir uma condição de saúde seja feito em parceria
com o médico que te acompanha.

Em hipótese nenhuma, incentivo a automedicação ou qualquer outra ação


que possa te colocar em perigo.

Porém, não posso deixar de citar que a saúde natural, a alimentação e


principalmente a suplementação individualizada com certos nutrientes
têm a capacidade de – sem efeitos colaterais, sem a utilização de
medicamentos e até sem a necessidades de
cirurgias – reverter este incômodo e perigoso problema de saúde.

Tudo depende do grau de adoecimento que você se encontra e da


resposta individualizada que o seu organismo dará.

Seguindo em frente, se a Hiperplasia pode ser a manifestação de que –


como diz Caetano Veloso – “alguma coisa está fora da ordem”, podemos
dizer que o ZINCO é o nutriente que mais serve de balizador para as
manifestações do sintoma.

17
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

POR QUE O ZINCO?


Isto ocorre porque a deficiência de zinco está ligada ao aumento de
próstata porque ele é fundamental para produzir todos os hormônios.
Todos mesmo, incluindo aí a testosterona.

Então, a hipótese fisiológica mais aceita é que essa deficiência de zinco faz
com que haja um aumento na exigência da glândula prostática e isso pode
levar a um processo de aumento da próstata.

Caprichar em uma alimentação rica em zinco e ainda tomar algumas ações


que contribuem para potencializar a absorção deste mineral pelo seu
organismo, constituem-se, portanto nas ações chave para prevenir e até
mesmo tratar a sua próstata aumentada.

Vamos nessa?

POR QUE CRESCE ASSIM?


Bom, acredito que a sua resposta tenha sido um sonoro VAMOS.

Mas antes de falar sobre o que pode te ajudar a prevenir a saúde da


próstata e do seu órgão sexual, é preciso explicar um pouco sobre os sinais
que indicam descompasso do tamanho prostático.

É a bexiga quem costuma avisar sobre a situação de hiperplasia prostática.

18
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Dentro do corpo, a próstata é localizada logo abaixo da bexiga.

Isso significa que, quando a próstata cresce ela funciona como se fosse
uma válvula, promovendo dificuldade para urinar e comprometendo o
nosso reservatório de urina.

Este comprometimento amplia a necessidade de ir ao banheiro, muitas


vezes resultando em idas repetidas ao sanitário (sem que saia nada do
canal da uretra) e dificuldade enorme em conter os escapes de xixi.

Homens saudáveis, em geral, têm próstata com 20 gramas. Em situações


de adoecimento, a glândula pode chegar em até 200 gramas.

Vale dizer que nem sempre quando a próstata está grande significa que a
evolução será para o câncer.

Mas os impactos da hiperplasia podem ser muito ruins, como eu já citei


anteriormente e você sente na pele.

Além do desconforto urinário e também o constrangimento dos escapes,


o fato da próstata aumentada sobrecarregar a bexiga faz com que seja
necessário fazer mais força para urinar.

Em longo prazo, o esforço demasiado pode levar à falência total da


bexiga, numa condição chamada bexiga flácida que também favorece o
aparecimento de infecções urinárias constantes. Este processo torna-se
doloroso. Um simples xixi vira uma tortura.

É neste contexto que a alimentação anti-inflamatória ganha destaque.

E é neste assunto que vou entrar agora.

Dois anti-inflamatórios naturais

19
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

A Vitamina D3 já citada anteriormente é uma excelente aposta, em especial


para organismos inflamados.

Este hormônio interage com todas as células corpóreas e com 2 mil genes.
Os pesquisadores já confirmaram que ela, a D3, tem capacidade de inibir
toda a cascata inflamatória.

Por isso, nunca deixe de tomar banhos de sol, ao menos 15 minutos por
dia, sem proteção de cremes solares (recomendo ainda que você acesse a
edição número 2 do Dossiê para saber mais sobre a vitamina D).

Além disso, caso em comum acordo com o seu médico você decida fazer a
suplementação, minha recomendação é para que você se informe sobre as
dosagens superiores às recomendações praxe.

Como já expliquei em outras oportunidades, eu trabalho com os meus


pacientes com doses que variam entre 5 mil e 8 mil Unidades de Vitamina
D por dia.

Esta quantidade é variável, em especial se a pessoa não tiver nenhuma


patologia mais severa, como as doenças auto-imunes.

20
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Ainda para atuar no campo inflamatório, sugiro a cúrcuma, também


chamada de açafrão da terra, o maior e mais poderoso anti-inflamatório
natural que existe.

O ideal é que você inclua a cúrcuma em todas as refeições.

Nos ovos que irá consumir no café da manhã, por exemplo, ou temperando
saladas e as carnes, no preparo dos sucos termogênicos e até mesmo em
sopas.

Isso porque, aprendi com o meu amigo neurocientista e também consultor


da Jolivi, Nelson Annunciato, que a dosagem protetora de consumo de
cúrcuma é de duas colheres de sopa por dia.

Se você misturar ainda duas pitadas de pimenta à cúrcuma, os efeitos


terapêuticos são potencializados. (A piperina componente da pimenta
pode aumentar em até 2000 x a absorção da curcuma).

21
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

FICA A DICA
Para facilitar o seu consumo, minha recomendação é que você
carregue recipientes pequenos, como se fossem pequenos tubos
de ensaio, como por exemplo frascos de temperos, com cúrcuma
dentro.

Isso permite, por exemplo, que quando você vai comer em um


restaurante ou na casa de um amigo, seja possível temperar a
comida com cúrcuma.

Ou seja: adicione sempre dois dedos de saúde à sua refeição.

Bom, acredito que você já tenha compreendido que o aumento de


consumo de alimentos anti-inflamatórios e nutrientes que contribuem para
esta função são sempre indicados para o combate de toda e qualquer
doença crônica (obesidade, diabetes, depressão etc).

Mas para a hiperplasia prostática, acrescenta-se à função anti-inflamatória


a necessidade de um consumo equilibrado de zinco.

Isso porque, como descreve o livro “Suplementação Nutricional na Prática


Clínica”, de autoria da Dra. Denise Carreiro, “o zinco atua na maturação
sexual, fertilidade, reprodução e manutenção da libido.”

Para a questão da próstata aumentada, a principal atuação do zinco é na


inibição da enzima aromatase. Sem ela, também há redução da 5-alfa-
redutase e, consequentemente, não há mais crescimento desproporcional
da glândula prostática.

De forma bem genérica e simples, posso dizer que é por causa da


aromatase que os hormônios masculinos são transformados em femininos
(estrogênio).

22
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

É ela quem conduz a testosterona, por exemplo, em estrógeno, resultando


em vários problemas em situações de excesso de estrogênio, incluindo aí a
função sexual e o crescimento da próstata.

Desta forma, é muito bom que você consiga apostar em inibidores naturais
de aromatase, sendo o zinco um deles.

Uma curiosidade é que muitos remédios sintéticos são produzidos para


atuarem com este fim, mas sempre acabam trazendo efeitos colaterais.

Por isso que eu sou tão entusiasta do zinco.

Se você quer ampliar o consumo deste nutriente em sua dieta, minha


recomendação é que você PARE agora de jogar uma semente no lixo.

Digo isso porque toda vez que você as descarta, você está perdendo a
oportunidade de trazer este mineral tão rico para o seu organismo.

Inclusive, é por comer essas sementes que os homens da Transilvânia são


conhecidos por terem as próstatas mais saudáveis do mundo.

Que semente é essa?

Além do zinco, as sementes de abóbora são compostas por manganês,


ferro e vitamina A, tem baixas calorias e podem ser usadas perfeitamente
para os lanches entre uma refeição e outra.

23
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Também fazem às vezes de petiscos e acepipes desde que você tome


alguns cuidados.

Digo isso porque as sementes prontas, vendidas em supermercados,


podem ser “empobrecidas”.

Para ampliar o sabor, não raro, produtores acabam acrescentando muito


sal refinado e até outros tóxicos, como monossódico de Monossódio
glutamato. Isto anula os benefícios do alimento.

Desta forma, o melhor mesmo é que você reserve as sementes das


abóboras que compra (podem ser abóboras de qualquer tipo, japonesa ou
moranga) e toste em casa mesmo.

Se quiser temperar, use alecrim e sal integral, como o sal rosa do himalaia.

Uma outra dica é acrescentar estas sementes às saladas e temperá-las com


azeite (para saber qual melhor azeite usar, minha orientação é que você
leia o conteúdo da edição 9 do Dossiê).

Vale dizer que minha recomendação para que você use as sementes de
abóbora tem respaldo científico.

Um destes ensaios, o alemão “Effects of pumpkin seed im men with lower


urinary tract symptomns due to benign porstatic hyperplasia” mostrou que
12 meses de consumo diários de sementes de abóbora reduziu o sintoma
da doença de forma significativa, desempenhando muito melhor do que o
placebo.

Para chegar aos resultados, os pesquisadores aplicaram um questionário


sobre os sintomas e a qualidade de vida em 1.431 pacientes, entre 50
e 80 anos. Quanto mais alta a pontuação, pior a qualidade de vida e a
sintomatologia do paciente.

Em média, a pontuação no questionário foi de 17 pontos.

Os homens foram, então, separados aleatoriamente em três grupos. O


primeiro foi exposto a 12 meses de tratamento com sementes de abóbora.
O segundo foi submetido à terapêutica com extratos de sementes de
abóbora. Já o terceiro só usou placebo.

Depois de um ano, o mesmo questionário foi aplicado aos participantes.


Os consumidores de semente de abóbora foi o grupo que apresentou

24
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

o melhor índice de melhora, em uma redução de 41,1% da pontuação,


chegando a 10 pontos.

A melhora se mostra ainda mais relevante quando observamos


isoladamente os itens do questionário.

– Em nocturia (necessidade de urinar durante a noite), somente o grupo


exposto ao placebo permaneceu com o status de “insatisfeito”; tanto o de
extrato quanto o da semente de abóbora evoluíram para “satisfeito”.

– Em “qualidade de vida”, o resultado observado foi semelhante: tanto


o extrato quanto a semente obtiveram “satisfeito” como resposta, em
contraponto a “mais ou menos” do placebo, sendo o grupo da semente de
abóbora o de melhor resultado.

A recomendação ideal de consumo de zinco por dia para homens com


mais de 30 anos é de 8 mg por dia. Em 50 gramas de semente de abóbora,
veja só, há 5 mg deste mineral.

Outras fontes e equilíbrio

É óbvio que você não vai consumir todo o zinco que precisa somente
usando abóbora. E é óbvio também que apenas o consumo de semente
de abóboras não será eficiente para 100% dos homens com hiperplasia
prostática, em especial se o estágio da doença estiver avançado.

Entretanto, eu sempre indico as sementes para os meus pacientes por


saber que são benéficas e protetoras.

Além disso, as carnes, os frutos do mar e o grupo do feijão (feijão de todos


os tipos) são outras excelentes fontes de zinco e devem fazer parte do
cardápio diário de quem esta preocupado com a saúde prostática

25
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Agora, é aqui vem o segredo.

Justamente pelo fato do zinco fazer parte da composição de alimentos tão


presentes na dieta do brasileiro, que eu preciso te chamar atenção para
outra característica da oferta deste nutriente ao corpo.

Aprendi com a Dra. Denise Carreiro que, diferentemente do Magnésio e da


Vitamina D – dois nutracêuticos consumidos em doses mínimas na refeição
do Brasil – o problema do Zinco não é a falta. E sim, a absorção.

Isso significa que você até pode comer zinco em quantidades ideais.
Porém, existem características do seu organismo que impedem a absorção
deste nutriente tão importante.

OU seja: não adianta se “entupir” de carne, de semente de abóbora e de


feijão. Você não vai melhorar a sua próstata se não seguir os caminhos
do equilíbrio, que favorecem que os alimentos com zinco ingeridos sejam
plenamente utilizados pelo corpo.

E para equilibrar a quantidade de zinco no seu corpo você precisa,


urgentemente, romper com dois hábitos – infelizmente – muito presentes
no nosso dia a dia.

Entre os piores hábitos

É claro que parar de consumir bebidas alcóolicas e fumar cigarros são


atitudes providenciais para quem precisa melhorar a saúde prostática (a
saúde como um todo).

Mas além destes dois hábitos terrivelmente cruéis, acredite se quiser, a


absorção de zinco pelo organismo é prejudicada em decorrência de:

1) Ingerir líquidos durante a refeição

2) Tomar medicamentos do tipo omeprazol

26
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Sim, estes dois hábitos colocam em xeque a atuação do ácido clorídrico


existente no estômago. É o ácido clorídrico o responsável por ajudar na
digestão e fazer com que o zinco seja bem utilizado pelo corpo.

Desta forma, eu recomendo que você que tem hiperplasia prostática pare
agora de beber no almoço e no jantar. Ao menos uma hora antes, não
consuma NENHUM líquido.

Para a sede comum que aparece após as refeições, consuma uma fruta in
natura. Um pedaço de abacaxi ou dois pedaços de melão sempre acalmam
a minha vontade de tomar um suco ou qualquer coisa parecida depois que
estou saciado.

Já se o seu problema são as dores de estômago, o refluxo ou a gastrite, aí


vai a minha dica.

Todo dia pela manhã, ainda em jejum, tome um copo de água com um
limão espremido.

Aposte também no chá de alecrim e no suco de couve.

São três estratégias para aliviar a queimação e te ajudar no processo de


desmame do omeprazol.

O óleo queridinho

Para finalizar as recomendações para a saúde prostática, não poderia


deixar de citar ele, o queridinho das refeições anti-inflamatórias.

O óleo de coco, composto 64% de triglicérides de cadeia média, é uma


excelente fonte de gordura saturada, que não vira gordura trans mesmo
quando submetido às altas temperaturas e que ainda tem a capacidade de
reduzir as placas senis que
comprometem as conexões cerebrais.

Além de tudo isso, especificamente para a saúde da próstata, o óleo de


coco também é muito rico em ácido láurico, um componente que ajuda na
redução da enzima 5-Alfa Redutase, de forma semelhante a do zinco.

A literatura recomenda como consumo terapêutico e ideal de óleo de


coco, 4 colheres de sopa por dia.
Quer começar?

27
Dossiê - Saúde Essencial _relatório | Saúde da Próstata

Eu sugiro que você troque a utilização de óleos vegetais por este alimento
funcional e bem respaldado pela ciência.

Espero que tenha gostado.

Fico por aqui.

Boa saúde!

Nesta entrevista, Dr. Nelson Annunciato traz recomendaçoes de como


venceu várias doenças, entre leas hiperplasia prostática.

https://www.youtube.com/watch?v=Gog7YSCYV_A

28