Você está na página 1de 38

Franciglecia Lopes

Definição

 É um déficit neurológico, geralmente focal, de


instalação súbita ou com rápida evolução, sem outra
causa aparente que não vascular, com duração maior
que 24 horas, ou menor, mas levando a morte.
Classificação
 Acidente Vascular Cerebral Isquêmico(AVCI)
* Ataque Isquêmico Transitório(AIT)

 Acidente Vascular Hemorrágico(AVCH)


-Hemorragia Intraparenquimatosa (HIP)
- Hemorragia Subaracnoide (HSA)
Etiologia e Fisiopatologia
 Cérebro recebe 15% de todo débito cardíaco
 O cérebro é altamente aeróbio: oxigênio é o limitante
 Mecanismos fisiopatológico:
-Hipóxia, isquemia e infarto
•Isquemia focal
•Isquemia global
-Hemorragia por ruptura de vaso do SNC
Etiologia e Fisiopatologia
 AVCI
-Mecanismos:
●Trombose primária( aterosclerose)
●Embolia( valvopatias, FA, IAM, cirurgias, tumor)
●Processos inflamatórios(vasculites)

-Isquemia→ Infarto(lesão irreversível X penumbra)


- localização, extensão e forma: circulação colateral,
duração e rapidez da duração do fluxo
Etiologia e Fisiopatologia
Etiologia e Fisiopatologia
 HIP
-Mecanismos:
●Hipertensão(50%)
●Angiopatia Cerebral Amiloide
●Malformações vasculares, distúrbios de coagulação,
tumores, drogas
-Hemorragia→Edema→Coágulo→Compressão dos tecidos
adjacentes
Etiologia e Fisiopatologia
 HSA
-Ruptura de aneurismas saculares intracranianos

-Principais locais: polígono de Willis e artéria cerebral


média
Achados clínicos
 Déficit neurológico
 PA elevada
 Exame de fundo de olho(Hemorragia sub-hialóide e
palidez retiniana)

 AVCI
-Correlacionam-se com o território vascular acometido
Achados clínicos
 AVCH

-Déficit neurológico
-Cefaleia, náuseas e vômitos
-Redução do nível de consciência
-PA elevada
-Convulsões
Exames complementares
 Hemograma, glicemia, ureia, creatinina, sódio,
potássio, exames de coagulação, eletrocardiograma ,
enzimas cardíacas e radiografia de tórax.
 TC de Crânio
 Líquido cefalorraquidiano( hemorragia subaracnoide)
 Eco Doppler transtorácico(cardioembolismo)
 Ecodoppler das artérias carótidas e vertebrais
 Angiografia cerebral(aneurismas saculares)
Tratamento
 AVCI
-Suporte clínico:
•Ventilação
•Correção dos distúrbios metabólicos
•Correção da hipertermia
•Hidratação adequada(evitar hiperglicemia e
hiponatremia)
•Jejum oral nas primeiras 24 horas
•Profilaxia de complicações não neurológicas( infecções,
TEP e TVP)
Tratamento
 AVCI
-Tratamento da PA
•Reação endócrina: cortisol, ACTH e catecolaminas
•Elevação da PA para manter a perfusão cerebral
Tratamento
 AVCI
-Tratamento trombolítico intravenoso
•A infusão deve ser feita até 4,5h após o inicio do
quadro neurológico
•rt-PA 0,9mg/Kg em 60 minutos, sendo 10% em bolus
durante 1 minuto
Tratamento
 AVCI
-Antiagregantes plaquetários(aspirina 325 mg/dia)

-Tratamento das complicações neurológicas


•Convulsões
•Edema cerebral( hiperventilação, diuréticos osmótico e
craniectomia)
•Transformação hemorrágica(neurocirurgia)
Tratamento
 HIP
-Suporte clínico:
•Ventilação
•Correção dos distúrbios metabólicos
•Correção da hipertermia
•Hidratação adequada
•Jejum oral nas primeiras 24 horas
Tratamento
 HIP
-Controle da PA
•O mesmo que para AVCI
•Para hipertensos prévios: PAM menor que 130mmHg
•Perfusão cerebral acima de 70mmHg
•Pressão intracraniana abaixo de 20mmHg
Tratamento
 HIP
-Cirurgia
•Hemorragia cerebelar maior que 3cm de diâmetro
•Hemorragia lobar com deterioração neurológica
•Não tem indicação cirúrgica: pequenas hemorragias(<
10cm³), déficits neurológicos discretos, hemorragias
extensas e déficit neurológico muito grave( ECG <4)
Tratamento
 HSA
-Suporte clínico:
•Ventilação
•Correção dos distúrbios metabólicos
•Correção da hipertermia
•Hidratação adequada
•Jejum oral nas primeiras 24 horas
Tratamento
 HSA
-Tratamento das complicações neurológicas
•Ressangramento(mortalidade de até 70%):
→Repouso absoluto
→Ansiolíticos
→Analgesia
→Tratar PA muito elevada
→Tratar o aneurisma roto
Tratamento
 HSA
-Tratamento das complicações neurológicas
•Vasoespasmo
→Hipertensão induzida farmacologicamente
→Hipervolemia
→Bloqueador de canal de cálcio
→Angioplastia
Tratamento
 HSA
-Tratamento das complicações neurológicas
•Hidrocefalia
→Corticosteroides(reduzir inflamação subaracnoide)
→Derivação ventricular
Tratamento
 HSA
-Tratamento das complicações neurológicas
•Convulsões
→Anticonvulsivantes(fenobarbital, ácido valpróico,
diazepam...): Não pode usar fenitoina
Tratamento
 HSA
-Tratamento do aneurisma propriamente dito
•Neurocirúrgico X Endovascular
→Depende do estado clínico do paciente
→Localização e características anatômicas do aneurisma
→Experiência do médico assistente
Conclusões
 Todo déficit neurológico é AVC até que se prove o
contrário
 Atendimento precoce melhora muito o prognóstico
 No PS, realizar imediatamente glicemia capilar, colher
exames gerais e realizar TC
 Suporte clínico é essencial
 Sempre pensar na trombólise com t-PA
 AVCH pode ser sugerido por déficit neurológico
associado a cefaleia
Obrigada!
Referências
 Emergências Clínicas

 Bases Patológicas da Doenças

 Neuroanatomia Funcional