Você está na página 1de 3

“Eu Te Fortaleço, e Te Ajudo” http://lds.org/conference/talk/display/0,5232,89-2-776-42,00.

html

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Buscar | Comentários | Mapa do Site | Ajuda | Sites por país |
Página Menu Conferência Outubro de “Eu Te Fortaleço, e Te Anterior Próximo
Languages
Principal Principal Geral 2007 Ajudo”

“Eu Te Fortaleço, e Te Ajudo”


Barbara Thompson
Segunda Conselheira na Presidência Geral da Sociedade de Socorro

A maior ajuda que teremos para o fortalecimento da família é conhecer e seguir as doutrinas de Cristo.

Há vários meses, a irmã Beck pediu-me que preparasse um discurso sobre a família e
falasse um pouco sobre a minha experiência nesse assunto. Sou solteira e não tenho
filhos. Creio que a irmã Beck achou que eu estava qualificada para falar sobre a família
porque nunca cometi nenhum erro na criação de meus próprios filhos. Muitas mulheres
não podem dizer o mesmo.
Sou assistente social e já trabalhei com muitas famílias ao longo dos anos,
principalmente com as que tinham problemas ou grandes desafios. Já vi algumas
situações de partir o coração, em que os filhos sofriam muito, tanto física quanto
emocionalmente. Já vi filhos abandonados e esquecidos porque os pais usavam drogas
ou tinham outros vícios. Já vi jovens de 18 anos que foram criados por estranhos e que hoje estão
enfrentando a vida sozinhos, sem o apoio de uma família amorosa para ajudá-los.
Felizmente, a maioria de nós não vê maus-tratos ou desprezo na família, mas toda família enfrentará algum
tipo de desafio: doença, morte, desobediência, problemas financeiros e assim por diante.
Esses problemas levantam graves questões. O que está acontecendo com a família? Qual a diferença entre
uma família estável e outra instável? Quais seriam algumas coisas simples que ajudarão as famílias? E quem
pode socorre-las?
Quero hoje abordar brevemente essas questões e transmitir algumas coisas que observei ao longo dos
anos, na esperança de que elas possam ajudar.

O Que Está Acontecendo com a Família?


Satanás está trabalhando sem cessar no intuito de atacar a família. Ele nos diz que o casamento não é
importante, que os filhos não precisam de pai e mãe, que não é importante que as famílias sejam fortes. Diz
que os valores morais são coisas ultrapassadas e tolas. Quando surgem as dificuldades, Satanás diz que
devemos abandonar nossas crenças e seguir os caminhos do mundo. Ele nos tenta com fama e fortuna e diz
onde podemos encontrar uma vida fácil. Ataca nossa fé em Deus e tenta desanimar até a família mais forte
e amorosa. Satanás fica muito feliz quando cedemos nisso — mesmo que seja um pouquinho.

Qual a Diferença entre uma Família Estável e Outra Instável?


Os membros de uma família estável sabem quem são, aonde querem chegar e o que almejam alcançar. Os
de uma família instável não sabem quem são; não têm nenhum plano, nenhuma âncora e nenhum conjunto de
valores nem padrões para orientá-los.
Há pais de famílias instáveis que aprenderam bons valores, mas seguiram o caminho errado por causa de
alcoolismo, drogas ou outros vícios, que os fizeram perder o bom senso e a capacidade de tomar decisões
corretas. Numa família estável, pais amorosos ensinam por meio do exemplo, e não só dizendo aos filhos o
que fazer; fazem as coisas com eles e mostram-lhes como fazer as coisas.

Quais Seriam Algumas Coisas Simples Que Podem Ajudar a Família?


Lembrem que os filhos são preciosos. São filhos espirituais de Deus. Já vi a capacidade de recuperação da
alma humana resplandecer em ocasiões em que não era possível imaginar que uma criança sobreviveria.
Queridas irmãs, amem e eduquem bem seus filhos. Façam com que saibam que vocês os amam.
Abracem-nos. Fazer carinhos de maneira adequada opera milagres. Falem com bondade; mostrem a eles,
pelo exemplo, como trabalhar; ensinem--nos a orar. O Presidente James E. Faust disse: “Orar juntos como

1 de 3 6/9/2010 14:28
“Eu Te Fortaleço, e Te Ajudo” http://lds.org/conference/talk/display/0,5232,89-2-776-42,00.html

família é uma experiência que cria fortes laços de união. As criancinhas aprendem a orar ouvindo a oração
dos pais e dos irmãos mais velhos. (...) A oração individual e a oração familiar são indispensáveis para a
felicidade pessoal e familiar.”1
Leiam as escrituras para seus filhos. Ajudem-nos a aprender que elas vão guiá-los por toda a vida. Realizem
a noite familiar com eles. Façam-nos saber que o tempo que passam com a família é muito importante para
vocês.
Os filhos, em geral, são muito tolerantes com os pais e com os erros que os pais cometem. Com freqüência,
perdoam, esquecem e se recuperam bem mais rápido que os adultos. Não se sintam culpados. Peçam
desculpas quando cometerem um erro; procurem o perdão dos filhos; mudem a maneira de agir e sigam em
frente.
Lembrem que é preciso muita paciência para criar um filho. Por mais preciosos que sejam, os filhos podem
colocar nossa paciência à prova, deixar-nos frustrados, e, às vezes, ser até mal-comportados. Isso exige
imensa paciência e comedimento para que não façamos ou digamos coisas das quais nos arrependeremos
depois. Às vezes, os pais precisam fazer uma pausa e pensar para não cometerem erros graves. Em geral,
sair da sala por um instante a fim de recuperar o autocontrole é muito útil.
Não há conselho melhor do que o que se encontra em A Família — Proclamação ao Mundo2. Leiam-na.
Estudem-na. Adotem-na como padrão em sua família. Façam dela o tema de várias aulas da noite familiar,
para que ninguém na sua casa deixe de entender como a sua família funciona.

Quem Pode Socorrer as Famílias?


Evidentemente, os principais responsáveis pelo ensino e fortalecimento da família são os pais. Contudo, há
muitas outras pessoas que podem ajudar. Tenho pais maravilhosos, mas eles não fizeram tudo sozinhos.
Eu estava no Tabernáculo, quando o Presidente Hinckley leu pela primeira vez a proclamação sobre a
família, na Reunião Geral da Sociedade de Socorro, em setembro de 1995. Foi um evento memorável. Senti
a grande importância da mensagem. Também me vi pensando: “É um excelente guia para os pais. É,
também, uma grande responsabilidade para eles”. Por um instante, achei que não tinha muito a ver comigo,
já que não era casada e não tinha filhos. Mas, quase imediatamente, pensei: “Mas é claro que tem a ver
comigo! Faço parte de uma família. Sou filha, irmã, tia, prima, sobrinha e neta de alguém. Tenho
responsabilidades — e bênçãos — por fazer parte de uma família. Mesmo que eu fosse o único membro
vivo da minha família, ainda assim faço parte da família de Deus e tenho a responsabilidade de ajudar a
fortalecer outras famílias”.
O Élder Robert D. Hales disse: “O fortalecimento das famílias é nosso sagrado dever como pais, filhos,
parentes, líderes, professores e membros da Igreja”.3
Como irmãs, na Sociedade de Socorro, podemos ajudar-nos mutuamente a fortalecer as famílias. Temos a
oportunidade de servir em muitos cargos. Estamos sempre em contato com crianças e jovens que podem
estar carentes justamente daquilo que temos a oferecer. Vocês, irmãs mais experientes, têm e experiência e
bons conselhos para dar às mães mais novas. Às vezes, uma líder das Moças ou professora da Primária diz
ou faz exatamente o que era necessário para reforçar o que o pai ou a mãe está tentando ensinar. E,
evidentemente, não precisamos de nenhum chamado específico para estender a mão para uma amiga ou
vizinha.
A maior ajuda que teremos para o fortalecimento da família é conhecer e seguir as doutrinas de Cristo e
confiar na ajuda Dele. Muitas vezes, ao trabalhar com famílias que tinham problemas, desejava que elas
conhecessem o Salvador e ensinassem a seus filhos as doutrinas de Jesus Cristo.
“E eis que sofrerá tentações e dores corporais, fome, sede e cansaço maiores do que o homem pode
suportar sem morrer.”4
Cristo sofreu tudo o que poderíamos imaginar. Ele sabe como nos sentimos. Ele compreende. Ele vai
ajudar-nos.
As escrituras estão repletas de exemplos de como Cristo nos ajudou e nos ajudará sempre. Alguns dos meus
favoritos são:
“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.”5
“Aqueles que confiarem em Deus serão auxiliados em suas tribulações e em suas dificuldades e em suas
aflições; e serão elevados no último dia.”6

2 de 3 6/9/2010 14:28
“Eu Te Fortaleço, e Te Ajudo” http://lds.org/conference/talk/display/0,5232,89-2-776-42,00.html

“Sê humilde; e o Senhor teu Deus te conduzirá pela mão e dará resposta a tuas orações.”7
“Tantas vezes quantas inquiriste, recebeste instruções de meu Espírito.”8
“Sê fiel e diligente na observância dos mandamentos de Deus e envolver-te-ei nos braços de meu amor.”9
O Presidente Hinckley disse: “É fundamental que não negligenciem sua família. Nada que vocês possuem é
mais precioso. (...) No final de tudo, é o relacionamento familiar que levaremos para além desta vida”.10
Lembrem-se do grande amor de nosso Salvador. Ele disse, em Isaías 41:10: “Não temas, porque eu sou
contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento”. Então, no
versículo 13, diz novamente: “Eu te ajudo”. E de novo, no versículo 14: “Eu te ajudo”.
Acreditem no Salvador. Ele nos ajudará. Ele nos ama. Ele quer que sejamos felizes.
Testifico que nosso Senhor e Salvador vive. Testifico que Ele vai ajudar-nos. Ele me ajudou muitas vezes e
vai ajudá-las também, eu sei. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Notas
1. “Problemas que as Famílias Enfrentam”, Reunião Mundial de Treinamento de Liderança, 10 de janeiro de
2004, p. 2.
2. Ver A Liahona, outubro de 2004, p. 49.
3. “Fortalecer as Famílias: Nosso Dever Sagrado”, A Liahona, julho de 1999, p. 37.
4. Mosias 3:7.
5. Mateus 11:28.
6. Alma 36:3.
7. D&C 112:10.
8. D&C 6:14.
9. D&C 6:20.
10. “Regozijar-nos pelo Privilégio de Servir”, Reunião Mundial de Treinamento de Liderança, 21 de junho de
2003, p. 22.

Anterior Próximo
© 2010 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Informações sobre direitos de uso. Normas de privacidade

3 de 3 6/9/2010 14:28

Interesses relacionados