Você está na página 1de 22

PROVÃO 2011

QUESTÕES DO EXAME NACIONAL DE TEOLOGIA

TEOLOGIA SISTEMÁTICA

1. Sobre a questão da ordem da salvação, segundo a teologia reformada, não há uma


ordem cronológica, mas lógica. Quais das experiências abaixo teria uma prioridade causal
sobre as demais?

a) Fé
b) Arrependimento
c) Santificação
d) Regeneração
e) Pregação do Evangelho

2. Quais são as marcas da Igreja verdadeira segundo a concepção reformada-


presbiteriana?

a) Batismo por aspersão e Santa Ceia só para adultos.


b) Pregação da Palavra de Deus, administração dos sacramentos e exercício da
disciplina.
c) Pregação da Palavra de Deus e administração dos sacramentos.
d) Doutrina, comunhão, adoração e evangelismo.
e) A Confissão de Fé de Westminster, o Catecismo Maior e o Catecismo Menor.

3. Sobre a imputação dos pecados de Adão à posteridade, podemos afirmar que a


alternativa incorreta é:

a) No Pelagianismo todos pecam porque participam do pecado de Adão e lhes é


imputado então o pecado de Adão, a culpa, uma natureza corrupta e os próprios
pecados pessoais.
b) Seminalismo é a união entre Adão e a sua posteridade de forma biológica e
genética, de modo que Adão incorporava todos os seres humanos em uma única
entidade coletiva e, assim, todas as pessoas são co-pecadoras com Adão.
c) A imputação mediata, fruto do Federalismo, afirma que a depravação hereditária
é imputada ao ser humano porque todos herdaram a corrupção natural de Adão.
d) O realismo afirma que a imputação do pecado de Adão à posteridade trouxe
culpa pessoal, corrupção e morte para todos.
e) O Arminianismo afirma que o ser humano corrompeu-se física e
intelectualmente, mas a culpa do pecado de Adão não lhe foi imputada.

4. Quanto à origem da alma humana, escolha a alternativa correta:

a) Pré-existencialismo é a teoria que ensina que as almas dos homens tiveram


uma existência a partir da criação dos próprios homens.
b) Traducionismo é a teoria que ensina que as almas dos homens se propagam
juntamente com os seus corpos através de um ato imediato de Deus.
c) Criacionismo é a teoria que considera que cada alma é uma criação de Deus, no
qual o tempo não pode ser precisamente determinado.
d) Criacionismo é o pensamento predominante na teologia Luterana.
e) O Traducionismo é o pensamento mais coerente com a Cristologia.
5. Quanto à obra da salvação, escolha a alternativa correta:

a) A Ordo Salutis descreve o processo pelo qual a obra da salvação, realizada em


Cristo, é concretizada nos corações e vidas dos pecadores. A ênfase recai sobre o
que o homem faz, ao apropriar-se da graça de Deus.
b) Segundo Calvino, a graça comum, embora seja expressão do favor de Deus,
não tem efeito salvífico.
c) A graça especial e a comum são irresistíveis.
d) A vocação externa é universal, ou seja, torna possível a salvação a todos os
homens.
e) A união federal de Cristo com aqueles que o Pai lhes deu é uma união
representativa de Cristo em nosso lugar e implica em processo de transformação
futura.

6. Quanto à escatologia, escolha a alternativa falsa:

a) Reino de Deus e reino dos céus são duas expressões de mesma interpretação
na teologia.
b) Para Karl Barth a morte do homem não foi resultado de sua queda do pecado,
mas um aspecto da boa criação de Deus.
c) A morte para os cristãos não é uma satisfação de nossos pecados, mas é
apenas um morrer para os pecados e entrar na vida eterna.
d) O estado intermediário é um “reino dos mortos”, onde ímpios e crentes passarão
após a morte até que sejam libertos por atos individuais.
e) O maior argumento pós-milenista da “era dourada” baseia-se no texto de Mateus
28.18-20 e Mateus 16.18, nos quais a Igreja é convocada para evangelizar o
mundo, que culminará numa conversão dos homens em massa, e consequente
melhora da sociedade.

7. No ato de inspirar, como o Espírito acomodou as suas ideias às nossas limitações


intelectuais?

a) As ideias na mente de Deus e na nossa são análogas, isto é, há semelhança,


mas não são a mesma coisa.
b) Não há compatibilidade de ideias entre a mente infinita de Deus e o nosso finito
entendimento.
c) As ideias divinas se acomodam através de proposições da linguagem humana,
sendo perfeitamente adequadas para transmitir a verdade divina.
d) Não existiu inspiração divina aos homens.
e) Apesar de não se acomodarem às limitações humanas, as ideias do Espírito
Santo são adequadas para transmitir a verdade divina.

8. A Bíblia declara que “toda a Escritura é inspirada por Deus” (2Tm 3.16). Esta inspiração
envolveu:

a) Os pensamentos, as palavras e a experiência dos autores.


b) Somente os pensamentos foram inspirados.
c) Somente as palavras foram inspiradas e não os pensamentos.
d) Somente a experiência dos autores.
e) Os pensamentos e as palavras dos autores.
9. O ato de Deus escolher aqueles que serão salvos pressupõe que:

a) Deus, na sua presciência, sabia quem creria e por isso os escolheu.


b) Deus limitou a sua onisciência e decidiu somente o meio de salvação.
c) Deus escolheu nações e não indivíduos.
d) Deus decidiu escolher baseado somente na sua livre graça.
e) Deus não é justo por não escolher a todos.

10. Dentre outras doutrinas, o que, principalmente, o Teísmo Aberto (Open Theism)
nega?
a) A distinção entre as pessoas da Trindade.
b) A onisciência divina.
c) A corporeidade de Jesus.
d) O amor de Deus.
e) A pessoalidade do Espírito Santo.

11. Acerca da encarnação do Verbo a teologia cristã afirma:

a) Em Jesus encontram-se duas pessoas em uma natureza.


b) Houve anulação da humanidade do Logos, permanecendo apenas a divindade.
c) Houve esvaziamento da divindade do Logos, sendo Jesus quase-Deus.
d) Existem duas naturezas distintas em Cristo, mas unidas em uma pessoa.
e) Jesus é apenas um dos modos de Deus Pai.

12. O que é a doutrina da Communicatio Idiomatum?

a) As propriedades das duas naturezas, humana e divina, passaram a ser


propriedades da pessoa de Jesus Cristo.
b) As propriedades das duas naturezas comunicaram suas propriedades uma à
outra na pessoa do redentor.
c) A natureza humana de Jesus foi divinizada na união das naturezas.
d) A natureza divina de Jesus foi humanizada na união das naturezas.
e) Não há comunicação de propriedade alguma entre as naturezas na pessoa de
Jesus.

13. Acerca das Sagradas Escrituras, marque o enunciado correto:

a) A Igreja Presbiteriana do Brasil acompanha o parecer dos reformadores Lutero,


Calvino e Melanchthon quando afirmam a falibilidade da Bíblia no registro de
nomes, acidentes geográficos e de eventos que não são essenciais para a
salvação do pecador.
b) A inserção dos livros deuterocanônicos no cânon sagrado é absolutamente
necessária para preencher certas lacunas e reparar deslizes ocorridos nos livros
canônicos.
c) A bandeira reformada Sola Scriptura é determinante para uma sólida e fidedigna
elaboração teológica.
d) As Escrituras tornam-se Palavra de Deus no instante em que ocorre o evento
salvífico da fé do pecador no encontro com Cristo.
e) João Calvino afirma nas Institutas que, visto serem as Escrituras produto da
Igreja, ambas devem ser colocadas no mesmo nível de autoridade.
14. Acerca do sacerdócio universal dos crentes, marque o enunciado correto:

a) Não passa de uma criação da mente prodigiosa de Martinho Lutero.


b) Representa apenas um privilégio a mais que o crente alegremente deve usufruir.
c) Traz consigo, além do privilégio, a grande responsabilidade do serviço e
fidelidade que compete ao crente prestar ao seu Senhor.
d) Gera o gravíssimo pecado de excluir a evidente vocação dos santos da Igreja
que atuam como mediadores entre Deus e o homem.
e) A salvação do crente repousa sobre a condição de ser sacerdote perante o Deus
Altíssimo.

15. No ato divino da justificação pela graça mediante a fé:

a) Deus leva em conta os méritos da justiça inerentes ao homem, a despeito do


seu pecado.
b) Não é algo que se cumpre de uma vez por todas no tribunal de Deus, mas
requer longo tempo de aperfeiçoamento moral, caminho único para chegar ao
estágio final da sua plena realização.
c) A justificação consiste na imputação dos méritos da justiça de Cristo ao pecador
e, assim, Deus o declara justo e confere-lhe a graça da adoção de filho e o direito à
vida eterna.
d) Nas Escrituras vários termos sinônimos de justificação são empregados, tais
como “regeneração”, ”conversão”, “santificação”.
e) A justificação se estende graciosamente a todas as criaturas, pois procede do
Deus cujo infinito amor a ninguém exclui.

16. Refletindo sobre o conhecimento de Deus, segundo a visão de João Calvino, há uma
correlação que implica:

a) Desconhecer a realidade da vida, confrontando-a com os elementos da


revelação natural; não abordar o método de reflexão teológico que trata da união
prosópica das naturezas de Jesus Cristo, na perspectiva de uma atualização
reflexiva da experiência eclesial, dificultando o conhecimento de Deus.
b) Afirmar que o conhecimento verdadeiro é aquele que advém do contato com o
Deus verdadeiro, criador do céu e da terra. Consta de duas partes fundamentais:
conhecer a Deus e depois a nós mesmos.
c) Conhecer a Deus, mas considerando que não pode haver nenhuma
possibilidade do homem conhecê-lo, face à sua transcendência.
d) Ser o conhecimento de Deus única e corretamente possibilitado pelas
dimensões de imanência sugeridas por certos ramos da filosofia.
e) Conhecer a Deus, mas sem apreender que não podem existir quaisquer
possibilidades do homem conhecê-lo, em face de sua transcendência na existência
humana.

17. Qual foi o ensino do Arianismo sobre Jesus Cristo?

a) Ensinava que Cristo era verdadeiro Deus e verdadeiro homem.


b) Nada tratou sobre a pessoa e a obra de Jesus Cristo.
c) Somente tratou da natureza divina de Jesus, pois julgava ser Deus fora do
humano.
d) Ensinava que ele é um ser intermediário entre Deus e o homem.
e) Ensinava que Cristo, no momento de sua morte, foi deixado à mercê de sua
própria sorte, sendo desprezado pelo Pai, porque naquele momento deixou de ser
divino.

18. Sobre as pessoas da Trindade, o que ensina a Confissão de Fé de Westminster?

a) Que não agem conjuntamente, pois existiu a era do Pai, a era do Filho, e agora,
a era presente, que é o tempo do Espírito.
b) Que o Pai gera o Filho, e Pai e Filho enviam o Espírito Santo.
c) O Pai é Deus. O Filho é Deus. O Espírito Santo é Deus. Portanto, as três
essências agem conjuntamente.
d) São 3 modos abstratos de relação da divindade às vezes individual, às vezes
coletiva. Não se pode definir e nem mesmo apreender sobre essas pessoas
abstratas.
e) As pessoas da Trindade são compreendidas em sua integralidade porque são
distinções semelhantes às do homem; o Pai é pai porque gera; o Filho é filho
enquanto somente se encarna; e o Espírito é apenas uma força impessoal, que
age sempre separadamente.

19. Qual afirmação a seguir não se harmoniza com o Princípio Regulador do culto?

a) O princípio regulador entende por adoração tudo aquilo que é de acordo com as
Escrituras.
b) O modo aceitável de adorar o verdadeiro Deus é instituído por ele e limitado por
sua vontade revelada.
c) O que não é proibido nas Escrituras é permitido à adoração no culto.
d) O culto religioso deve ser prestado a Deus o Pai, o Filho e o Espírito Santo – e
só a ele.
e) Os elementos do culto são claramente encontrados nas Escrituras.

20. Na teologia reformada, Maria pode ser chamada de “mãe de Deus”?

a) Sim, porque sendo ela a mãe de Jesus Cristo, e sendo Jesus Cristo um ser
indivisível, é correto chamá-la de “mãe de Deus”.
b) Não, porque este título a tornaria divina e isso é uma heresia.
c) Não, porque Maria foi mãe apenas da parte humana de Jesus.
d) Sim, porque mesmo sendo mãe apenas da parte humana de Jesus, Maria
merece este título, pois o próprio anjo disse que ela seria bem-aventurada e que
era bendita.
e) Sim, porque Maria é a mãe do Salvador divino-humano e indivisível Jesus,
sendo assim, ela cedeu sua natureza para gerar a divindade de Jesus.
TEOLOGIA EXEGÉTICA

21. Assinale a informação correta:

a) O livro de Gênesis, usando o gênero literário poético, narra a forma como os


judeus entenderam a criação do universo e relata a história de fé daquela família
que tornou-se a nação de Israel.
b) O livro de Êxodo narra a saída do povo do Egito utilizando-se de mitos como as
10 pragas e a abertura do Mar Vermelho.
c) O livro de Levítico foi escrito por um sacerdote e unido por Esdras, no século 4°,
às demais fontes para formar o Pentateuco.
d) O livro de Números narra a saída dos judeus do Sinai, a caminhada pelo deserto
de Cades-Barneia e a chegada às planícies de Moabe.
e) O livro de Deuteronômio provém de uma fonte chamada Deuteronomista, datado
de 650 a.C.

22. Em quantos livros o Saltério se divide e como é esta divisão?

a) 5 livros: Salmos 1-41; 42-72; 73-89; 90-106 e 107-150.


b) 4 livros: Salmos 1-32; 33-74; 75-106 e 107-150.
c) 5 livros: Salmos 1-23; 24-51; 52-100; 101-135 e 136-150.
d) 4 livros: Salmos 1-41; 42-72; 73-106 e 107-150.
e) 3 livros: Salmos 1-50; 51-100; 101-150.

23. Assinale a afirmação correta:

a) Os evangelhos sinóticos, João, Lucas e Marcos, têm esse nome por terem sido
escritos a partir de uma mesma ótica quando comparados com Mateus.
b) O nível literário do grego do Evangelho de Lucas é o pior dentre os evangelhos.
c) O Evangelho de Mateus, um dos sinóticos, foi escrito especialmente para os
judeus e tem como um dos temas centrais o reino do céu.
d) O Evangelho de Marcos, quanto ao número de palavras é o maior dos
evangelhos.
e) Mateus e Lucas, os evangelhos sinóticos, têm como fonte o Evangelho segundo
Marcos e uma fonte chamada Q, que foi encontrada entre os manuscritos do mar
morto.

24. Assinale a afirmação correta:

a) Atos dos Apóstolos foi escrito por Apolo com o objetivo de harmonizar as alas
petrina (judaica) e paulina (gentílica) da Igreja Primitiva.
b) Atos dos Apóstolos narra a história de cada um dos 12 apóstolos e também de
Paulo.
c) Atos dos Apóstolos narra 3 viagens missionárias de Paulo, a sua viagem à
Roma para depor diante de César e a sua viagem à Creta.
d) Atos dos Apóstolos tem como alguns de seus temas principais o Espírito Santo,
o poder, o testemunho e a expansão numérica e geográfica da Igreja.
e) Atos dos Apóstolos tem como um de seus ensinos principais o fato de que o
batismo com o Espírito Santo é uma segunda bênção posterior à conversão.
25. Assinale a afirmação correta:

a) As cartas pastorais e a carta aos Efésios não foram escritas, de fato, pelo
apóstolo Paulo, mas por um discípulo dos apóstolos aos gentios.
b) Ao que tudo indica a carta aos Hebreus foi escrita por Priscila, esposa de Áquila.
c) A carta de Tiago foi escrita pelo apóstolo Tiago, irmão de João, para cristãos
gentios, ensinando que somente a fé pode salvar.
d) A carta de Paulo aos Romanos usa um estilo literário chamado diatribe.
e) O corpus paulino é formado por 12 cartas, 7 delas tendo a sua autoria disputada
pelos estudiosos. Dentre as cartas disputadas estão Efésios, Colossenses, as
pastorais e Romanos.

26. De acordo com a Confissão de Fé de Westminster, qual é a relação entre a revelação


e o texto bíblico?

a) A revelação é anterior ao texto bíblico.


b) A revelação é contrária ao texto bíblico.
c) A revelação é diferente do texto bíblico.
d) A revelação é idêntica ao texto bíblico.
e) A revelação é posterior ao texto bíblico.

27. O imperativo no hebraico bíblico é formado a partir:

a) Das formas do aramaico.


b) Das formas do imperfeito (incompleto).
c) Das formas do infinitivo.
d) Das formas do particípio.
e) Das formas do perfeito (completo).

28. Qual desses métodos exegéticos usa como ferramenta para a interpretação a
determinação da origem histórica dos textos bíblicos?

a) Análise da narrativa.
b) Crítica das fontes.
c) Crítica das tradições.
d) Gramático-histórico.
e) Reader response.

29. Marque a alternativa correta:

a) As narrativas do plano superior dizem respeito à nação de Israel.


b) As narrativas não são meras histórias sobre pessoas que viveram no Antigo
Testamento, mas alegorias.
c) As narrativas não foram escritas para responderem todas as nossas dúvidas
teológicas.
d) As narrativas devem, como exceção, ser interpretadas fora do contexto.
e) As narrativas trazem somente ensinos implícitos.

30. Promessa, aliança e santidade são temas de quais teólogos bíblicos


respectivamente?

a) Georg Fohrer, Ernest Sellin e Geerhadus Vos.


b) Gerard Van Groningen, Von Rad e Walther Eichordt.
c) Walter Kaiser, Walther Eichordt e Ernest Sellin.
d) John Barton Payne, Donald Carson e Gerhard Hasel.
e) Meredith Kline, Willem VanGemeren e Walter Kaiser.

31. Qual a terminologia básica que descreve o estabelecimento de uma relação de


aliança?
a) Confirmar uma aliança.
b) Firmar uma aliança.
c) Estabelecer uma aliança.
d) Cortar uma aliança.
e) Pedir uma aliança.

32. O verbo “façamos” em Gênesis 1.26 tem sido muito discutido pela erudição bíblica.
Porém, na tradição cristã, esse verbo tem sido atribuído:

a) À criação dos anjos.


b) À auto deliberação do Deus Triúno.
c) Ao diálogo de Deus com os anjos.
d) Ao diálogo de Deus com o homem.
e) Ao diálogo monopessoal de Deus.

33. No grego, qual tempo verbal apresenta uma ação pontilear simples?

a) Imperfeito.
b) Perfeito.
c) Presente.
d) Particípio.
e) Aoristo.

34. Um dos elementos essenciais da hermenêutica reformada é:

a) A interpretação gramatical.
b) A resposta do leitor.
c) O perfil psicológico do autor.
d) O Sitz im Leben.
e) A crítica das tradições.

35. A Teoria Documental, cujo objetivo é explicar o surgimento do Pentateuco, foi


proposta por quem?

a) Martin Noth.
b) Julius Wellhausen.
c) Herman Gunkel.
d) Martin Dibelius.
e) Gerhard von Rad.

36. Qual afirmativa abaixo melhor corresponde à cosmovisão judaica presente no verbo
yada e à cosmovisão grega expressa no verbo ginosko?

a) Ambos os termos refletem a mesma cosmovisão, ou seja, conhecer é um dos


atributos incomunicáveis de Deus.
b) Yada refere-se ao conhecimento das coisas materiais e ginosko das coisas
espirituais.
c) Os dois termos são usados na Bíblia apenas para o contato sexual.
d) Ginosko é apenas transliteração do hebraico yada e significa relacionamento
com Deus.
e) O termo hebraico sempre implica relacionamento com o que é conhecido,
enquanto que no conceito grego o conhecimento não requer necessariamente
relacionamento.

37. Qual das afirmações abaixo melhor traduz o significado da expressão alethinoí
proskynetaí em João 4.23?

a) A expressão faz parte da inclinação de João em utilizar expressões gnósticas.


b) Os verdadeiros adoradores são os reais adoradores.
c) Jesus estava criticando o sincretismo samaritano, em favor de uma adoração
baseada no Antigo Testamento.
d) Jesus estava mostrando que a verdadeira adoração só pode ocorrer com
sinceridade.
e) Os verdadeiros adoradores são os que adoram a Deus (o Pai), e não a Jesus.

38. O verbo hebraico cuja ação se interpreta como causativa está no seguinte grau:

a) Hithpael
b) Kal
c) Hophal
d) Hiphil
e) Piel

39. A escola Antioquiana primava pela seguinte ênfase hermenêutica:

a) Interpretação literal.
b) Interpretação letrista.
c) Interpretação alegorista.
d) Interpretação com base na quadriga medieval.
e) Interpretação dogmática católico-romana.

40. O cânon bíblico adotado pelas Igrejas reformadas tem sua origem:

a) No cânon judaico, adotando a mesma ordem para a disposição de seus livros.


b) No cânon judaico, adotando a mesma ordem do cânon de Melito.
c) No cânon judaico, adotando a mesma ordem do cânon de Josefo.
d) No cânon judaico, adotando a mesma ordem da Septuaginta.
e) No cânon judaico, adotando a mesma ordem do cânon de Martinho Lutero.
TEOLOGIA PASTORAL

41. Nas alternativas abaixo, qual delas melhor conceitua a expressão “povos não
alcançados”?

a) Um grupo de pessoas que vive em regiões geográficas distantes.


b) A pregação do evangelho em uma cultura diferente daquela do missionário.
c) A plantação de igrejas em regiões novas.
d) Uma metodologia prática para alcançar o maior número possível de pessoas.
e) Um grupo de pessoas dentro do qual não há comunidade nativa de crentes
cristãos capaz de evangelizá-los.

42. Assinale a lei que não é considerada entre as “Sete Leis do Ensino”:

a) A lei do professor.
b) A lei da escola.
c) A lei do aluno.
d) A lei da lição.
e) A lei da comunicação.

43. Qual é o alvo principal do aconselhamento bíblico?

a) O comportamento.
b) As emoções.
c) O coração.
d) A mente.
e) A consciência.

44. Marque a opção em que aparecem somente lugares visitados por Paulo na sua
primeira viagem missionária:

a) Chipre, Antioquia da Pisídia, Listra, Icônio e Derbe.


b) Filipos, Tessalônica, Bereia e Atenas.
c) Atenas, Cencréia, Corinto e Éfeso.
d) Chipre, Mileto, Éfeso, Esmirna e Derbe.
e) Atenas, Cencréia, Corinto e Bereia.

45. A definição de pregação bíblica pode ter diversos pormenores expressos em


declarações tais como: "A passagem governa o sermão", "O expositor comunica um
conceito", "O conceito vem do texto", e outros. Assinale a alternativa cuja expressão
identifica o pormenor: "A passagem governa o sermão":

a) O pensamento do escritor bíblico determina a substância de um sermão


expositivo.
b) A pregação expositiva enfatiza que o expositor comunica um conceito não
necessariamente bíblico.
c) A ideia é derivada e transmitida através de um estudo histórico, gramatical e
literário de um texto bíblico em seu contexto.
d) A verdade deve ser aplicada à personalidade e experiência do pregador.
e) A verdade deve ser aplicada, por meio do pregador, a seus ouvintes.
46. Marque a alternativa correta sobre o que é vocação:

a) Vocação é o chamado exclusivo aos pastores, os quais tendo sido chamados


tornam-se uma parte privilegiada do corpo de Cristo.
b) Vocação é um privilégio de poucos, ou seja, os que são chamados para o
ministério pastoral.
c) Vocação é o chamado de Deus ao homem para que ele se torne parte do corpo
de Cristo e para que o sirva em todas as suas relações com o próximo.
d) Vocação é um conceito restrito aos profetas do Antigo Testamento.
e) Vocação é um conceito restrito apenas aos apóstolos do Novo Testamento.

47. Qual é o objetivo principal da obra missionária?

a) Demonstrar amor aos perdidos.


b) Ganhar almas para Cristo.
c) Glorificar a Deus.
d) Salvar almas.
e) Derrotar o diabo.

48. Na administração da Ceia do Senhor, como o pastor deve proceder caso haja falta ou
impedimento dos presbíteros para a distribuição dos elementos?

a) Ele mesmo deve proceder a distribuição.


b) Ele deve convidar mulheres piedosas para auxiliá-lo.
c) Ele deve convidar diáconos para auxiliá-lo.
d) Ele deve convidar diáconos ou membros piedosos da igreja para auxiliá-lo.
e) Ele deve pedir aos membros que se sirvam.

49. Em um contexto missionário, o que o pastor deve fazer na administração da Ceia,


caso não haja pão e vinho?

a) Adiar a celebração até que pão e vinho sejam providenciados.


b) Celebrar a Ceia utilizando outros alimentos para substituir os que faltam.
c) Celebrar a Ceia mesmo sem quaisquer elementos.
d) Celebrar a Ceia, apenas se o elemento faltante for o pão.
e) Celebrar a Ceia, apenas se o elemento faltante for o vinho.

50. “No desempenho de nossas funções no ministério, é fundamental estarmos o tempo


todo cientes de que somos observados. Podemos exercer influência tanto positiva quanto
negativa sobre as pessoas. Somos responsáveis pelo bem-estar espiritual de nossos
seguidores e precisamos ter o cuidado no sentido de os nossos pensamentos, palavras e
ações representarem Deus e a vida cristã com exatidão” (Liderança Espiritual segundo
Spurgeon, de Steve Miller, SP: Editora Vida, 2004, p. 55, 56). Marque a alternativa
correta:

a) Hoje em dia isso é irrelevante, uma vez que os crentes preferem outros valores
em seus líderes.
b) O ministério pastoral ensinador já traz responsabilidades demais para que se
preocupe com o que os crentes pensam ou falam.
c) Um pecado secreto afetará as pessoas, já que não se consegue isolar para
sempre seu efeito sobre o serviço espiritual de quem desempenha funções
ministeriais.
d) Um ministro infiel não tem impacto algum sobre seus crentes, uma vez que cada
pessoa é responsável pelo seu próprio bem-estar espiritual.
e) Deus sabe que somos pecadores e, portanto, não se incomoda com nossos
pequenos pecados do dia-a-dia.

51. Sobre a forma de governo adotada pela IPB, podemos afirmar que:

a) Ela é notoriamente congregacional. Adota-se o princípio básico de que “todos


governam”, por intermédio das assembleias; os assuntos de governo são decididos
pelo voto da igreja em assembleia.
b) Nela desponta a figura de um líder carismático nos concílios. Ele centraliza o
poder e decide o que é mais aplicável à igreja; adota-se o princípio básico de que
“um governa todos”.
c) Ela é um sistema oligárquico. Surgiu para facilitar o controle administrativo; é
composta de igrejas-mãe, igrejas subordinadas e congregações dependentes.
Adota-se o princípio básico de que “poucos governam todos”.
d) Ela tem o viés eminentemente teocrático. Adota-se o princípio básico de que
“Deus governa a todos”; a Igreja tem o objetivo final de ocupar tanto o governo
eclesiástico, como o governo civil.
e) Nela são eleitos representantes desde a igreja local, prosseguindo,
sucessivamente, as eleições de representantes até suas esferas superiores. Adota-
se o princípio da democracia representativa de que “os representantes eleitos
governam todos”.

52. Não se aplica à administração financeira e fiscal de uma igreja local da IPB:

a) Manter inscrição no CNPJ (Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas).


b) O registro das entradas e saídas, dos valores monetários da igreja em livro-
caixa.
c) O pagamento do IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores)
dos automóveis de propriedade da igreja.
d) A declaração anual do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ).
e) A fiscalização interna das contas da igreja local por uma comissão de exame de
contas nomeada, anualmente, para esse fim.

53. É errado afirmar que o aconselhamento integracionista:

a) Resulta da integração entre a teologia e a psicologia.


b) É uma prática pastoral comumente encontrada nas Igrejas liberais.
c) Compreende que a raiz de todo problema humano está no pecado.
d) Reflete o domínio das psicologias na área do aconselhamento.
e) Concede à Bíblia um lugar secundário no tratamento da alma.

54. É errado afirmar que o aconselhamento bíblico:

a) Sempre foi praticado pelos cristãos conservadores.


b) Restaurou a antiga prática de “cura d’almas” nos padrões bíblicos.
c) Tem como objetivos principais a evangelização e a santificação progressiva.
d) Possui como fundamento principal a doutrina da suficiência das Escrituras.
e) Foi redescoberto por Jay Adams na segunda metade do século 20.

55. Abaixo há alguns pressupostos teológicos para a evangelização reformada. Qual


deles não é um pressuposto válido?

a) A pregação fiel da Palavra de Deus.


b) A universalidade do pecado.
c) A necessidade de o convertido vir à frente da igreja, face a um apelo.
d) O chamado irresistível do Espírito Santo.
e) A obra eficaz e suficiente de Jesus.

56. Considerando a relevância da liderança cristã na vida da Igreja, assinale a


característica que é indispensável para um ministério pastoral segundo o coração de
Deus:

a) Um grande conhecimento intelectual da Escritura.


b) Um caráter santo e aprovado por Deus.
c) Conhecer bem as línguas originais (grego e hebraico).
d) Ser conhecedor da constituição da Igreja.
e) Ter um bom relacionamento social com os membros da igreja.

57. A linha de aconselhamento Noutético considera que:

a) A confissão de pecados é um remédio religioso totalmente inútil na resolução


dos problemas do homem.
b) A confissão de pecados é o remédio de Deus para vários problemas do homem.
c) A confissão de pecados, feita de forma auricular a um sacerdote, atua sobre o
homem como um sacramento, fortalecendo sua fé e concedendo-lhe perdão.
d) A confissão de pecados é uma boa solução oriunda da psicanálise para os
problemas do homem.
e) A confissão é algo totalmente descartável para o mundo de hoje, haja vista ser o
homem pós-moderno independente e racional.

58. Quais são os Símbolos de Fé da IPB?

a) A Sarça, a Confissão de Fé e os Catecismos de Westminster.


b) A Sarça, a Confissão de Fé de Westminster e o Manual Presbiteriano.
c) A Sarça, o Supremo Concílio, a Confissão de Fé e os Catecismos de
Westminster.
d) A Confissão de Fé e os Catecismos de Westminster.
e) A Sarça, a Confissão de Fé, os Catecismos de Westminster e o Manual
Presbiteriano.

59. Quanto ao Domingo, qual deve ser o comportamento do pastor?

a) Deve fazer suas atividades normais, pois é um dia como outro qualquer.
b) Deve guardar um santo descanso e se ocupar de exercícios cúlticos e de
necessidade e misericórdia.
c) Deve dedicar-se às atividades da igreja, ao lazer e à comunhão com sua família.
d) Deve envolver-se ao máximo com os trabalhos cúlticos e proporcionar lazer e
descanso aos seus familiares.
e) Deve descansar e passar o dia em oração.

60. Quanto à elaboração da liturgia, o pastor deve saber que o culto público consta,
ordinariamente, de:

a) Pregação da Palavra de Deus, hinos, orações e sacramentos.


b) Leitura da Palavra de Deus, pregação, cânticos sagrados, orações, ofertas e
sacramentos.
c) Leitura da Palavra de Deus, pregação, cânticos sagrados, orações e
sacramentos.
d) Leitura da Palavra de Deus, pregação, cânticos sagrados e coreografias.
e) Pregação da Palavra de Deus, cânticos sagrados, orações e ofertas.

HISTÓRIA DA IGREJA

61. A religião judaica, no primeiro século da Era Cristã, diferenciava-se flagrantemente da


maioria das religiões pagãs:

a) Ao fundamentar-se num inflexível politeísmo espiritual.


b) Ao fundamentar-se nas novas doutrinas do Cristianismo.
c) Ao fundamentar-se nos milagres extraordinários do Cristianismo.
d) Ao fundamentar-se na negação do padrão dos 10 Mandamentos.
e) Ao fundamentar-se num sólido monoteísmo espiritual.

62. Os gnósticos afirmavam uma filosofia dualística:

a) Que fazia clara distinção entre o espírito como o bem e a matéria como o mal.
b) Que fazia distinção entre seres celestiais caídos e seres materiais avançados.
c) Que fazia distinção entre seres espirituais masculinos e seres espirituais
femininos.
d) Que fazia uma confusa distinção entre o espírito como o bem e a matéria como
o mal.
e) Que fazia uma distinção entre a matéria como elemento divino e o espírito como
elemento perecível.

63. A dinastia Carolíngia está diretamente ligada aos:

a) Descendentes dos Celtas.


b) Imperadores romanos.
c) Prefeitos do palácio.
d) Líderes eclesiásticos.
e) Antigos habitantes da Judeia.

64. Durante o reinado de Carlos IX (1560-1574), acirrou-se a luta entre católicos e


huguenotes. Dentro deste cenário das guerras de religião na França do século 16, qual
dos acontecimentos abaixo pode ser considerado o ponto máximo desse conflito:

a) O Tratado de Verdun.
b) A Noite de São Bartolomeu.
c) A Guerra de Reconquista.
d) A Rebelião Jacquerie.
e) O Massacre de Lyon.

65. Quanto às razões da preponderância das missões católicas na Idade Moderna,


marque a alternativa errada:

a) A presença do catolicismo romano em países estratégicos da Europa (Portugal e


Espanha).
b) A disponibilidade de recursos materiais provenientes de países fiéis à Igreja que
viabilizaram as guerras religiosas.
c) A realização de vários concílios no século 17, que visavam discutir mudanças
doutrinárias na Igreja.
d) A unidade da Igreja Católica.
e) O ressurgimento do espírito missionário da Igreja.

66. No final do séc. 17 e ao longo de todo o séc. 18 surgiu na história do protestantismo


um despertar missionário. Marque a alternativa que fala de um movimento que não está
entre os principais movimentos desse período:

a) O pietismo e a Universidade de Halle.


b) Zinzendorf e os morávios.
c) Calvino e Academia de Genebra.
d) Os irmãos Wesley e o metodismo.
e) O grande avivamento na América do Norte.

67. Qual reformador defendia o conceito da Consubstanciação em relação à Ceia do


Senhor:

a) Lutero
b) Calvino
c) Zwinglio
d) John Knox
e) Guilherme Farel

68. Indique abaixo o autor da tradução da Bíblia para o latim, conhecida como Vulgata:

a) Crisóstomo.
b) Pelágio.
c) Jerônimo.
d) Orígenes.
e) Anselmo.

69. Em setembro de 1888, foi organizado o Sínodo da IPB, que se tornou, assim,
autônoma, desligando-se das Igrejas-mães norte-americanas. Nesse concílio foram
tomadas algumas decisões importantes. Relativamente ao Sínodo, assinale a única
afirmativa verdadeira:

a) O Sínodo, ao ser organizado, tinha 40 missionários, 24 pastores nacionais e


cerca de 120 igrejas.
b) Quando o Sínodo foi organizado, havia no Brasil três presbitérios: Rio de Janeiro,
Campinas e Oeste de Minas e Pernambuco.
c) O primeiro Moderador do Sínodo foi o Rev. Chamberlain, pastor da Igreja de São
Paulo.
d) O Sínodo, em sua 1 a R.O., dividiu o Presbitério de Pernambuco em dois:
Pernambuco e Bahia.
e) O Sínodo criou o Seminário de São Paulo e elegeu seus três primeiros
professores.

70. Com a divisão da IPB, em 1903, um grupo de conciliares, não conseguindo aprovação
de suas questões no Sínodo, saiu da IPB, formando assim a IPI. Quais foram os motivos
desta divisão?

a) Questão maçônica, financeira e missionária.


b) Questão missionária, doutrinária e educativa.
c) Questão educativa, maçônica e missionária.
d) Questão financeira, doutrinária e maçônica.
e) Questão doutrinária, missionária e financeira.

CONSTITUIÇÃO, ORDEM E GOVERNO DA IPB

71. Marcar a resposta correta: Quem tem a obrigação de sustentar o Pastor evangelista?

a) A Missão
b) A Igreja
c) O Presbitério
d) A Comissão Executiva
e) A Tesouraria do Presbitério

72. Qual das alternativas é função privativa do Conselho:

a) Admitir, transferir e disciplinar ministros.


b) Definir as relações entre Igreja e Estado.
c) Criar seminários.
d) Admitir, disciplinar, transferir e demitir membros.
e) Administrar (ministrar) os sacramentos.

73. Não configura como competência da Assembleia da igreja:

a) Conferir a dignidade de pastor emérito, presbítero emérito e diácono emérito.


b) Pronunciar-se sobre questões orçamentárias e administrativas, quando isso lhe
for solicitado pelo Conselho.
c) Eleger pastores e oficiais da igreja.
d) Aprovar os seus estatutos e deliberar a respeito, quando solicitado pelo
Conselho.
e) Eleger, anualmente, o presidente e o secretário do Conselho.
74. Configura ilegalidade de uma reunião do Conselho a situação em que:

a) Houve participação de um irmão da igreja, a convite do próprio Conselho.


b) Não houve convocação pública ou individual de todos os presbíteros com tempo
suficiente para o comparecimento.
c) A reunião foi presidida por ministro convidado pelo pastor da igreja.
d) A reunião se realizou com a presença do pastor e um terço dos presbíteros,
quando não havia assunto administrativo na pauta.
e) Não houve convocação dos presbíteros que se encontravam em disponibilidade.

75. É exigência para que uma comunidade organize-se em Igreja:

a) Estabilidade quanto ao número de crentes professos.


b) Possuir conta bancária.
c) Ter estrutura física suficiente para o funcionamento de uma escola bíblica.
d) Ter a possibilidade de eleger mais de 5 presbíteros.
e) Ter um prédio para funcionamento no centro da cidade.

76. Quanto à CI/IPB assinale a opção correta:

a) A Igreja Presbiteriana do Brasil é pessoa jurídica, no entanto, tendo em vista que


o Estado é laico, a IPB é regida por leis próprias, não se submetendo às leis
seculares.
b) A garantia de estabilidade financeira é suficiente para que uma congregação
seja organizada em igreja.
c) Em hipótese alguma os diáconos serão incluídos na administração civil da igreja.
d) Compete à Assembleia Geral da Igreja aprovar seus relatórios de movimento no
ano anterior e aprovar o orçamento para o ano em curso.
e) Para atender às leis civis o ministro será considerado membro da igreja em que
for pastor, continuando, porém, sob a jurisdição do Presbitério.

77. Quanto ao CD/IPB marque a opção correta:

a) Os membros comungantes têm o dever de zelar pela vida física, intelectual,


moral e espiritual dos membros não-comungantes e outros menores sob seus
cuidados, sendo sua omissão falta passível de pena.
b) Apenas os membros das igrejas locais são passíveis de penalidade, não sendo
possível a penalização de concílios.
c) Tendo em vista que não haverá pena sem que haja sentença eclesiástica
proferida por concílio competente, após processo regular, assegurando-se ao
acusado o direito ao contraditório, não há, em hipótese alguma, a possibilidade de
alguém ser afastado preventivamente dos privilégios da Igreja.
d) Por incompetência entende-se a falta de capacidade técnica e conhecimento
dos juízes de determinado tribunal para instaurar processo e julgar em grau de
recurso.
e) Em qualquer processo as partes podem nomear procurador, exigindo-se
unicamente que seja advogado devidamente inscrito na OAB – Ordem dos
Advogados do Brasil.
78. Numa determinada igreja, seu pastor é candidato à eleição e, por razões éticas, não
deseja presidir a assembleia de eleição. Na igreja não há pastor auxiliar. Como proceder?

a) Convida-se um pastor de outra igreja para presidir a assembleia.


b) Pede-se ao presidente do Presbitério que presida a reunião.
c) Pede-se que o presbítero vice-presidente do Conselho presida.
d) Submete-se o problema à CE do Presbitério para indicar quem deve presidir.
e) O Secretário Executivo do Presbitério, à vista de sua amplitude de funções,
deverá presidir.

79. Um pastor de uma determinada igreja comete uma falta e de imediato o Conselho o
disciplina. Tal decisão está certa ou errada? Por quê?

a) Certa. Porque o Conselho não pode ficar tendo à sua frente um pastor que está
em pecado.
b) Certa. Porque o Conselho tem também jurisdição sobre o pastor.
c) Errada. Porque o Conselho não tem jurisdição sobre o pastor.
d) Certa. Porque o Conselho tomou a atitude mais correta.
e) Errada. Porque ao Presbitério nada foi comunicado.

80. O ministro da Igreja Presbiteriana do Brasil tem funções que lhe são privativas. Dentre
as funções abaixo listadas há uma que não é privativa do ministro presbiteriano. Marque-
a:
a) Administrar os sacramentos.
b) Invocar a bênção apostólica sobre o povo de Deus.
c) Orientar e supervisionar a liturgia na igreja em que é pastor.
d) Ser tutor de candidato ao sagrado ministério.
e) Celebrar o casamento religioso com efeito civil.

LÍNGUA PORTUGUESA

81. Assinale a alternativa correta:


“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de
toda a tua força” (Dt 6.5). A função da linguagem no texto é:

a) Poética
b) Informativa
c) Exortativa
d) Normativa
e) Emotiva

82. “Esse é o beco em que nos metemos: remediar a pobreza com recursos que são altos
pelo desperdício e falta de foco em vez de vencê-la com investimentos realmente maciços
em educação” (Ali Kamel). Neste texto, o termo “beco”:

a) É uma metonímia.
b) É uma metáfora.
c) Refere-se à educação.
d) Refere-se à pobreza.
e) É o sujeito da 2ª oração.

83. Todos os grupos de palavras estão corretos quanto à acentuação, exceto em:

a) Brincalhão, obstáculos, protótipo.


b) Vírus, você, idéia.
c) Assembleia, álibi, fórceps.
d) Lâmpada, vatapá, averigue.
e) Jacaré, após, também.

84. Assinale a letra correspondente à alternativa que preenche corretamente as lacunas


da frase apresentada:
“_________________ dos tempos percebemos o crescimento___________ de igrejas
que são fundadas___________.”

a) Atravez, vertiginosos, derrepente.


b) Atravez, vertijinosos, de repente.
c) Através, vertijinoso, derrepente.
d) Atravez, vertiginoso, de repente.
e) Através, vertiginoso, de repente.

85. No trecho: “... ouviam-se amplos bocejos, fortes como o marulhar das ondas...”, o
termo destacado expressa uma ideia de:

a) Causa
b) Explicação
c) Conclusão
d) Proporção
e) Comparação

86. Marque a alternativa que preencha corretamente os espaços em branco


“Estou enviando, _____________a esta carta, uma cópia daquele artigo que tanto me
________________.”

a) Anexa, facinou.
b) Anexo, facinou.
c) Anexa, fascinou.
d) Anexo, fascinou.
e) Em anexo, facinou.

87. As regras gramaticais mantêm certa coesão oficial da língua. Marque a frase abaixo
que não é gramaticalmente correta, mas permanece dentro da coesão extraoficial
brasileira:

a) Contudo, não o definitivamente construir de ocasião.


b) O patrão que caído menino virou.
c) Me dê logo o dinheiro e pronto.
d) Cuspiu o pensamento molhado e salpicou o chão.
e) Se não por conseguinte embora já, já e ora, ora.
88. “A oração é o meio estabelecido por Deus para colocarmos diante dele nossas
necessidades e nossos desejos.” As palavras grifadas são, respectivamente:

a) Preposição, advérbio, substantivo, verbo, pronome.


b) Artigo, substantivo, preposição, advérbio, pronome.
c) Preposição, advérbio, preposição, substantivo, verbo.
d) Artigo, substantivo, preposição, verbo, pronome.
e) Artigo, substantivo, preposição, substantivo, verbo.

89. Marque a opção que completa corretamente as sentenças quanto ao uso do porquê:
“_______ me julgas diferente?”
“_______ tenho meu ponto de vista.”
“E não revelas _______?”
“Não sei o _______.”

a) por que, porque, por que, por quê.


b) por que, porque, por quê, porquê.
c) porque, por que, porque, por quê.
d) por quê, porque, por que, porquê.
e) porque, porque, por quê, por quê.

90. Assinale a opção que completa corretamente a frase: “A cada aluno foi ____________
uma tarefa; ____________ de pequenas questões que se ____________ com facilidade.”

a) Designada, tratava-se, resolveriam.


b) Designado, tratava-se, resolveriam.
c) Designada, tratavam-se, resolveriam.
d) Designado, tratavam-se, resolveria.
e) Designada, tratava-se, resolveria.

FILOSOFIA

91. “Primeiramente, desejaria explicar em que consiste a filosofia. Assim, começando


pelos sentidos mais vulgares, essa palavra, ‘filosofia’, significa o estudo da sabedoria, e
por sabedoria não se deve entender apenas a prudência nos negócios, mas um perfeito
conhecimento de todas as coisas que ao homem é dado saber, tanto em relação à
conduta da sua vida como no que concerne à conservação da saúde e a invenção das
artes. E, para que esse conhecimento assim possa ser, torna-se necessário deduzi-lo das
primeiras causas, de tal modo que, para conseguir adquiri-lo, e a isso se chama
exatamente filosofar, cumpre começar pela pesquisa destas primeiras causas, ou seja,
dos princípios.” Neste excerto de Princípios de Filosofia, Descartes apresenta sua
concepção tipicamente moderna acerca da natureza e escopo abrangente da filosofia
enquanto empreendimento humano. Quando afirma que todo “filosofar” se inicia pela
pesquisa das primeiras causas ou “princípios”, a qual área da enciclopédia filosófica
Descartes está especificamente se referindo?

a) Metafísica
b) Epistemologia
c) Lógica
d) Ética
e) Estética

92. “Deus emprega dois meios [para restaurar a alma humana]: a autoridade e a razão. A
autoridade exige a fé e prepara o homem para a reflexão. A razão conduz à compreensão
e ao conhecimento. A autoridade, porém, jamais caminha totalmente desprovida da razão,
ao considerar Aquele em quem se deve crer” (vera rel. 24.45). Neste excerto da
Verdadeira Religião, Agostinho estabelece aquele que seria o modo distintivamente
cristão de se fazer filosofia. Qual das expressões abaixo reflete melhor a ideia do texto de
Agostinho?

a) Compreendo para crer.


b) Creio embora seja absurdo.
c) Creio para compreender.
d) Creio apenas na autoridade.
e) Creio apenas na razão.

93. Platão difundiu a tese de que o conhecimento de verdades absolutas advinha da


tomada de consciência, pois a alma já tivera contato antes de entrar no corpo, no
Hiperurânio, no mundo das ideias, com objetos universais e necessários. A essa forma de
conhecimento Platão chamou de:

a) Anamnesis
b) Lógica
c) Mundo das sombras
d) Mito
e) Sofismas

94. Problema consideravelmente discutido na filosofia foi o antropológico, especialmente


no que tange à imortalidade da alma. A posição agnóstica, aquela que afirma ser um
problema insolúvel o de discutir sobre a sobrevivência do homem após a morte do corpo,
foi difundida por dois corifeus da filosofia moderna, são eles:

a) Descartes e Bacon.
b) Spinoza e Leibniz.
c) Marx e Rousseau.
d) Hume e Kant.
e) Hegel e Schleiermacher.

95. A afirmação “confiança no poder da razão no trato das coisas materiais e


incompetência para tratar de qualquer coisa além dela”, transmite os pressupostos
básicos de:

a) Immanuel Kant.
b) Jean Jaques Russeau.
c) August Comte.
d) René Descarte.
e) Francis Bacon.

96. A Lógica é a ciência que estuda:

a) O pensamento.
b) A estrutura do pensamento.
c) O procedimento do pensamento.
d) Os números coerentes de uma equação.
e) O pensamento dos filósofos.

97. Considerando o Criticismo Kantiano como momento da História da Filosofia, assinale


a alternativa correta:

a) Tentativa de conciliar Racionalismo com Iluminismo.


b) Tentativa de conciliar Racionalismo e Empirismo, negando-lhes as essências de
cada um.
c) Novo momento filosófico que ignorando o passado resultou no Idealismo e
Iluminismo.
d) Concepção filosófica que nega a possibilidade do ser, restringindo ao fenômeno.
e) Concepção crítica do Racionalismo e Empirismo, destacando a importância do
entendimento e da razão.

98. Agostinho, Bispo de Hipona, é um dos pensadores cristãos que têm o respeito e
consideração dos intelectuais não cristãos. Uma de suas obras consiste na defesa que
faz aos cristãos da acusação de serem os culpados pela queda de Roma. Essa obra é
considerada como uma “filosofia cristã da história”. A citada obra é:

a) Confissões.
b) De magistro.
c) Cidade de Deus.
d) Da vida feliz.
e) Contra acadêmicos.

99. Acerca do problema cosmológico, como Aristóteles percebia o mundo?

a) De acordo com Aristóteles o mundo tem origem e fim, é finito.


b) De acordo com Aristóteles o mundo somente tem origem e fim.
c) O mundo é uma bolha que irá ter fim, culminando com uma explosão cósmica.
d) O mundo é marcado apenas pelo devir que será atômico.
e) De acordo com Aristóteles o mundo não tem origem nem fim, é eterno.

100. Conhecimento racional é a síntese que a razão realiza entre forma universal inata e
um conteúdo particular oferecido pela experiência. Assinale o filósofo que representou
essa linha de pensamento:

a) Parmênides de Eleia (515 a.C.).


b) René Descartes (1596-1650).
c) John Locke (1632-1704).
d) Immanuel Kant (1724-1804).
e) Nietzsche (1844-1900).